Campanha Nacional do Desarmamento 2011

534 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
534
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Campanha Nacional do Desarmamento 2011

  1. 1. DM9DDBCliente: Ministério da JustiçaCampanha: Campanha Nacionaldo Desarmamento
  2. 2. RESUMO DO CASE. Campanha Nacional de Desarmamento intitulada “Tire uma arma do futuro do Brasil”,desenvolvida pela agência DM9DDB para o Ministério da Justiça, veiculada em revistas, internet,televisão, rádio e mídia exterior, com o objetivo de aumentar a segurança de todos os brasileiros.Desde seu relançamento até o início de junho de 2012, a Campanha Nacional do Desarmamento járecolheu 51.190 mil armas e 213 mil unidades de munições.
  3. 3. DESCRIÇÃO SUCINTA DO CLIENTE, SEU MERCADO E SEU PROBLEMA. A construção de uma política de governo e de um movimento de paz passa pelo desarmamento.Por isso, o Governo Federal, por intermédio do Ministério da Justiça, vem lançando a cada anoCampanhas Nacionais de Desarmamento. Dados oficiais indicam que, do total de homicídios registrados anualmente no Brasil, 80% sãocometidos com armas compradas legalmente. De acordo com estudos, como, por exemplo, o Mapada Violência, a realização de campanhas para o recolhimento ou legalização de armas tem impactodireto na redução dos índices de criminalidade, notadamente os índices de homicídios.
  4. 4. ESTRATÉGIA DE COMUNICAÇÃO E SEUS OBJETIVOS. Nesse sentido, no segundo semestre de 2011, o Ministério da Justiça, por meio da agênciaDM9DDB, desenvolveu campanha publicitária de utilidade pública intitulada “Tire uma arma do futurodo Brasil”, veiculada em revistas, internet, televisão, rádio e mídia exterior. Toda a ação caracterizava-se pela voluntariedade na entrega das armas de fogo. O objetivo dacampanha, que reuniu órgãos governamentais e várias entidades da sociedade civil, era recolher omaior número possível de armas e aumentar a segurança de todos os brasileiros. Além disso,envolver cada brasileiro em busca de um futuro melhor, mais seguro, sem armas. Tanto em briga detrânsito, em uma discussão entre vizinhos como em acidentes domésticos, a violência causada porarmas de fogo interrompe vidas, sonhos e o futuro de famílias inteiras. Foram criados também cincoanúncios para revistas com QR Codes que remetiam ao hotsite http://www.entreguesuaarma.gov.br/,o qual havia uma série de depoimentos baseados em histórias reais de brasileiros que perderam avida por meio de armas de fogo. Um filho que pegou a arma do pai. Um amigo que foi separar umabriga. Brasileiros que perderam a vida como tantos outros, vítimas de uma estatística que comprovaque cerca de 80% dos homicídios com armas de fogo são cometidos com armas compradaslegalmente. Mas como dizia o filme de TV: “O passado não dá para mudar, mas o futuro sim”. Tireuma arma do futuro do Brasil.
  5. 5. RESULTADOS OBTIDOS. Desde seu relançamento até o início de junho do corrente ano, a Campanha Nacional doDesarmamento já recolheu 51.190 mil armas e 213 mil unidades de munições. Os valores pagos aquem entregou armamentos somam, até agora, cerca de R$ 4,5 milhões. São Paulo está em primeiro lugar na lista de estados com o maior número de armas recolhidas:cerca de 13 mil. Em segundo lugar, está o Rio Grande do Sul com mais de seis mil armas retiradas decirculação. Em seguida, o Rio de Janeiro e a Bahia, com, respectivamente, mais de cinco mil armasrecolhidas. Em todo o País, existem 2.034 postos de entrega instalados. Entre os armamentos entregues,mais de 24 mil unidades são revólveres, nove mil espingardas e quatro mil garruchas. Tambémaparecem na lista armas como fuzis, metralhadoras e escopetas.
  6. 6. Anúncios Revistas
  7. 7. Banner
  8. 8. Cartazes
  9. 9. Cartilha
  10. 10. Mobiliário Urbano
  11. 11. Pasta
  12. 12. Filme Jogral 30’’
  13. 13. Ministério da Justiça_Jogral 30’’
  14. 14. CLIENTE: MINISTÉRIO DA JUSTIÇAMÍDIA: TELEVISÃOTEMPO: 30”TÍTULO: JOGRALO filme começa em fundo branco, infinito. Vamos ouvir um único texto do início ao fim.Cada palavra é dita por atores que interpretam um pai, uma mãe, um irmão, uma irmã, um amigo de uma vítima de arma de fogo, em casos de fatalidades(briga de marido e mulher, criança brincando com a arma do pai, discussão entre vizinhos, etc).Loc. em jogral (feita por várias pessoas):Não…Não tem nada que pode mudar o meu passado, mas tem algo que pode mudar o seu futuro.Ter um Brasil sem armas não vai trazer o meu irmão, meu pai, minha mãe, minha irmã, meu filho de volta.Mas pode impedir que você perca alguém da sua família.Eu não quero que você sinta o que eu estou sentindo agora... Não!E isso a gente pode fazer. Sem armas, sem tiro, sem morte.Tire uma arma do futuro do Brasil.Lettering 1:Entregue sua arma e receba a indenização.Lettering 2:Acesse www.entreguesuaarma.gov.br ou ligue 194.Loc. assinatura:Ministério da Justiça.Governo FederalLogos:Ministério da Justiça.Governo Federal: Brasil, país rico é país sem pobreza.
  15. 15. Spot 30’’
  16. 16. CLIENTE: MINISTÉRIO DA JUSTIÇAMÍDIA: RÁDIOTEMPO: 30”TÍTULO: JOGRALVamos ouvir um único texto do início ao fim, em que cada palavra é dita por atores que interpretam um pai, uma mãe, um irmão, uma irmã, um amigo de umavítima de arma de fogo, em casos de fatalidades (briga de marido e mulher, criança brincando com a arma do pai, discussão entre vizinhos, etc).Loc. em jogral (feita por várias pessoas):Não…Não tem nada que pode mudar o meu passado, mas tem algo que pode mudar o seu futuro.Ter um Brasil sem armas não vai trazer meu filho, meu pai, minha mãe, minha irmã, meu amigo de volta.Mas pode impedir que você perca alguém da sua família.Entregue sua arma e receba a indenização.Acesse www.entreguesuaarma.gov.br ou ligue 194 para saber mais.Tire uma arma do futuro do Brasil.Loc. assinatura:Ministério da Justiça.Governo Federal

×