Your SlideShare is downloading. ×
Economia resumo
Economia resumo
Economia resumo
Economia resumo
Economia resumo
Economia resumo
Economia resumo
Economia resumo
Economia resumo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Economia resumo

9,611

Published on

Published in: Technology
0 Comments
5 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
9,611
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
118
Comments
0
Likes
5
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Resumo de estudos sobre Economia.1.Conceito de economia: É importante ter em mente que não é possível antever um limite para as necessidadeshumanas, estas são inerentes ao homem e ilimitadas. A sociedade de consumo sempre existiu,apenas em ritmos e padrões diferentes. Ao oposto das necessidades humanas os recursos com que ahumanidade conta para satisfazê-las são finitos e limitados. “A lei da escassez é uma lei férrea aincontornável, tendo submetido os homens ao seu jugo desde sempre, levando-os a se organizareme a estabelecerem entre si relações especificas a fim de enfrentá-la, ou melhor, conviver com elaatenuando sua severidade.” O processo econômico seria a administração dos recursos escassos àdisposição dos seres humanos.Teorias sobre a escassez: Thomas Malthus – Teoria da superpopulação- “O crescimento demográfico ocorre segundo aprogressão geométrica, enquanto os recursos seguem em progressão aritmética.” The limits to growth – “Boa parte dos recursos naturais disponíveis, se o ritmo de utilizaçãose mantiver, se esgotarão dentre 70-150 anos.” Importante lembrar que o conceito de escassez é relativo, um bem pode se tornar mais oumenos escasso devido a muitas variáveis. “A escassez decorre da maior ou igual procura”. Temos a definição de economia a partir dos conceitos de necessidade e escassez. A atividadeeconômica seria a administração desta escassez e a economia o estudo cientifico desta atividade docomportamento Humano e das relações e fenômenos dele decorrentes, que se estabelecem emsociedade permanentemente controlada pela escassez. Sendo o objeto da economia o estudo da administração da escassez pelo homem e suasrelações, entende-se que a economia é uma ciência social. Já que o seu campo de estudo é asociedade. “A economia existe por que os recursos serão sempre escassos frente as múltiplasnecessidades dos seres humanos.” “Quanto mais escassos os bens maior a necessidade sobre eles e maior a quantidade ediversidade de normas para equilibrar tais interesses.”1.2.Os bens econômicos: Elementos e Características. Um bem econômico é tudo aquilo que seja útil e escasso. Utilidade vem a ser capacidade deum determinado bem de suprir ou atender a uma necessidade. Necessidade não passa de um desejo,socialmente manifestado, que leva a uma ação por parte de quem o experimenta. “Utilidade marginal se dá por unidade ou dose adicional de qualquer produto.”- Verificar -http://pt.wikipedia.org/wiki/Marginalismo
  • 2. Classificação dos bens econômicos:Quanto a materialidade: Tudo aquilo que seja útil, escasso e atenda a uma necessidade.Quanto a finalidade: Bens de Consumo (Direta ou Imediata), Bens de Produção (Indireta ou Mediata.)Quanto as relações entre si: Complementares – Dependem de relação Cultural ou Psicológica. ( Arroz e Feijão). Sucedâneos – Independem de relação Cultural ou Psicológica.Quanto ao âmbito da necessidade: Cadeiras de uma sala de aula são bens coletivos, a partir do momento em que um aluno sesenta nela, passa a ser um bem exclusivo.2.Quanto ao Valor, Moeda e Preço. “A ideia de Valor se comporta em duas dimensões, uma a parte do todo social e outrarelacionada a ele. São estas valor de uso e valor de troca. O valor de uso enfoca na utilidade do beme o de troca no quão escasso ele é.”2.2 Moeda e preço. A moeda é um instrumento de troca, ela mede o valor da troca como o grau o calor, o metroo comprimento, etc. O preço é o valor econômico expresso em unidade monetária.2.3Teoria valor do trabalho. “O trabalho humano socialmente útil irá acrescer valor a medida que várias fases deprodução se encadeiem e se complementem.” Fisiocratas – Teoria dos fluxos - “Deixe-se produzir e deixe-se circular” , slogan doliberalismo e definição da troca de excedentes.” - Verificar - http://pt.wikipedia.org/wiki/Fisiocracia3.A Economia como ciência Social. O conhecimento na sociedade:“Conhecimento empírico – Aquele que corresponde observação direta da sociedade, não seinteressando saber o por que isto ocorre, mas sim que ocorre. É adquirido da experiencia, davivência.”“Conhecimento Cientifico – Visa estabelecer relações de causa e efeito entre os fatos com o intuitode explicá-los. Usando para tanto, um método científico que permita coleta de dados e observando
  • 3. e estudando estes dados estabelecer relações funcionais entre eles. Não se trata de conhecimentocasual, mais sim causal.”“Conhecimento Filosófico – Diferentemente do conhecimento científico que busca respostas paracoisas práticas, especificas, o conhecimento filosófico pretende alcançar as causas mais remotas. Aciência nada prova, ela apenas fornece métodos e embasamento analítico destinados a permitirque sejam contestadas determinadas proposições tidas até então como verdadeiras. Aquele queentende possuir um proposição imune a contra provação entra no campo da religião, ideologia oumagia. As ciências exatas são teoricamente mais simples pois possuem um número reduzido devariáveis. As ciências sociais possuem elevado número de variáveis, endógenas (relevantes) eexógenas (irrelevantes). Para efeito de calculo as variáveis exógenas permanecem “ceteris paribus”(constantes). A teoria econômica pode ser vista como uma caixa de ferramentas, onde a caixa seria ateoria em si e as ferramentas os modelos. O modelo vem a ser a drástica simplificação da realidade, da qual se retiram apenas algumaspoucas variáveis, tidas como relevantes para explicar certo fenômeno, estabelecendo relaçõesfuncionais.4.As grandes divisões da ciência Econômica. O fato do homem ser a um tempo sujeito e objeto do seu estudo, faz com que a ciênciaeconômica tenda a agir, no sentido de manter ou modificar certos aspectos da realidade de acordocom as avaliações realizadas. “ Nenhuma sociedade permanece inerte diante de si própria, diante eprevisões para seu futuro.” Neste contexto divide-se economia em duas grandes partes: Economia Positiva, aquela queanalisa e prevê e Economia Normativa, aquela que prescreve, direciona, determina. A Economia Positiva pode ser dividida em Teoria Econômica e Economia Aplicada, já aEconomia Normativa, se divide em Doutrina Econômica e Politica Econômica. 4.1 Teoria Econômica. É a caixa de ferramentas pronta para ser usada, uma caixa que contém modelos e relações decausa e efeito. 4.2 Economia Aplicada. É a análise do uso destas ferramentas, modelos e relações de causa e efeito, desta vezinseridos no tempo e no espaço. Observando-se o conhecimento concreto e consequencias reais. A passagem do “saber o que ocorre” para a “ação de mudar a realidade”, é a passagem daeconomia positiva para a economia normativa. 4.3 Doutrina Econômica. Reserva-se a denominação doutrina econômica para toda a linha de pensamento voltada paraa organização social da atividade econômica: Aquele conjunto de instituições e de mecanismosdesenvolvidos pela sociedade para estabelecer relações básicas entre os homens, decorrentes danecessidade de enfrentar a escassez. Por ex. Capitalismo, Socialismo, e outros ismos...
  • 4. 4.4 Política Econômica. Procura prescrever ou recomendar incisões as doutrinas econômicas preexistentes, buscandoatingir objetivos estabelecidos. Fará determinações em detalhes ou parcelas dos sistemas semmodificar no entanto a essência da estrutura. Está presente por ex. Numa pequena mudança detributos ou até numa possível reforma na previdência.5.Os sistemas Econômicos. Sistemas econômicos podem ser definidos das seguintes maneiras: Conjunto de atividades econômicas de uma determinada região. Ou Conjunto de instituições destinado a permitir a qualquer grupo humano,administrar seus recursos escassos com um mínimo de proficiência evitando assim seu desperdícioou malbaratamento. Devem cumprir três funções: Permitir critério coerentes para tomadas de decisões. Estabelecer mecanismos que possibilitem estas decisões. Ter controle sobre as decisões eliminando as equivocadas. Síntese do Eterno Problema Econômico: O que produzir, como produzir e para quem produzir? Os três Modelos Econômicos : Tradição. Autoridade. Autonomia. 5.1 Tradição. É uma sociedade que possui padrões comportamentais imemorialmente estabelecidos, modifica-se devagar e tem na atividade econômica papel secundário.O que produzir? - Objetos e serviços que reproduzem padrões anteriormente consagrados.Como produzir? - Por ser uma sociedade com pouca mobilidade social, cada grupo manterá aprodução baseando-se nos padrões estabelecidos.Para quem produzir? - A distribuição de riqueza é feita de forma hierárquica, cada um recebe o quelhes é permitido pelo seu status social.Pressuposto Psicológico-Comportamental – Cada cidadão deve desempenhar sua função específica,aceitar a tradição baseando-se na moral e aderir aos valores para o funcionamento do sistema.
  • 5. Controle – Sanções e punições àqueles que saírem de seu papel no sistema. 5.2 Autoridade. Também conhecido como sistema centralizado. O estado possuí papel geral,coordenador das decisões econômicas.O que produzir? - Bens econômicos que atendam necessidades apontadas pelo governo. (sistema deplanejamento planificado).Como produzir? - Isto também é determinado pelo governo através do planejamento planificado,como em um quebra-cabeça.Para quem produzir? - O estado por ser ao mesmo tempo setor empregador e vendedor estará emuma posição que permite a distribuição de riquezas de acordo com seus padrões salariais.Pressuposto Psicológico- Comportamental – Confiança no estado e ideologias unas.Controle – Hierárquico Administrativo, quer por benéficos aos que cumprem as metas ou porsanções aos que deixam de cumpri-las. 5.3 Autonomia. Diferentemente do anterior, este modelo prega pela separação total da política e da economia, ficando o estado responsável pela primeira e os cidadãos pela segunda. É também conhecido como sistema descentralizado.Pressuposto Psicológico- Fundamental – Pensamento Hedonista, fixar determinada remuneraçãopara certo rendimento mensal.O que produzir? - Qualquer produto ou serviço que gere lucro, essa decisão esta constituida emúltima análise nos consumidores. Os consumidores indicam a área em que precisam de atividade eos produtores a obedecem. Sinteticamente LUCRO = RECEITA (tudo aquilo que se arrecada) – CUSTO (o que se gastapara produzir).Como produzir? - Buscando os insumos de menor preço com o minimo de qualidade exigido paraprodução e preços o mais elevado possível.Para quem produzir? - Para todos aptos a consumir.Controle – acontece de maneira impessoal e automática, ou seja, o mercado seleciona aqueles quemelhor atenderem as necessidades dos consumidores. 10. Os sistemas na atualidade: desafios e perspectivas. O direito econômico. Sistemas mistos – Os novos sistemas econômicos ocidentais se caracterizam por umsegundo centro decisório atuante ao lado do mercado descaracterizando-os como modelos típicos deautonomia, porém ainda estão longe de serem sistemas de autoridade. As constituições dasgarantias, hoje foram superadas pelas constituições programas, que fixam objetivos para ascomunidades e metas a serem atingidas periodicamente, com por exemplo, o bem estar social, odesenvolvimento, a justiça social e etc.
  • 6. O direito econômico surge em meio ao mercado e o estado, “no mundo jurídico é um cortetransversal na árvore do direito, buscando seccionar seus vários ramos para matizá-los com umcolorido diverso.” Ele é como um ramo intromissor aos demais porém não prejudicial a árvore. Os maiores desafios dos sistemas mistos estão em delimitar o poder de ação dos centrosdecisórios. O que vai decidir isto é a política implantada no país. Como vimos na época do FHCuma política Neoliberal e há pouco tem o governo Lula implantou políticas intervencionistas. Duas grandes linhas de ação estatal podem ser destacadas:Welfare State – Campo do Bem social, conjunto de instituições que visam entregar aos cidadãos umminimo de atendimento às suas necessidades, principalmente quanto a saúde, saneamento,educação, cultura, e beneficio social.Estado desenvolvimentista – No primeiro mundo o setor decisório público é de cunhodistributivista. Já no segundo, é de cunho produtivista. Ressalta-se a privatização que substituiu opapel do estado que passou a exercer o papel das agencias reguladoras. Ex. ANEEL, ANATEL,ANP.O que torna o Sistema Dual ineficaz: 1.Princípios Motores Diversos: Os setores são desenvolvidos sob diferentes referenciais e buscam objetivos diferentes. 2. Normas ineficazes: Um conjunto de normas de má adaptação e de rejeição, dispersas e disconexas, quecomprometem o sistema normativo prejudicando os resultados. 3.Captura: Exigências de regulamento amoldadas a conveniência de certas empresas. Por ex. Padrõesrígidos exigidos de fiscalização impostos de maneira que só alguns saiam beneficiados. 4.Grupos do Pressão – Lobbies. 5.Burocracia. Não se consegue alcançar um equilíbrio entre o setor público e o setor privado. 11. A autorregulação. Dentro deste quadro, o direito econômico tende a adquirir uma dimensão de caráter maisprocedimental, com vistas a permitir o encontro dos setores, permitindo que ambos convivam emharmonia, desenvolvendo a econômica e revertendo isto em beneficio da população. 12. A Microeconomia -
  • 7. http://pt.wikipedia.org/wiki/Microeconomia A Procura: Procura vem a ser a quantidade de um produto adquirida ou absorvida a um dado preço emum certo período de tempo. D (demand) = F.(Preço) – Função decrescente, enquanto uma variável crescea outra decresce. Quando mais alto o preço, mais baixa a quantidade procurada e vice-versa. A Oferta: A quantidade de um bem que um conjunto de produtores está dispoto a entregar ao mercadoem um determinado período. Em um regime de concorrência, quanto maior o preço no mercado, maior a quantidade queos produtores desejam oferecer. O (oferta) = F.(Preço) - Função decrescente Os regimes de mercado: Pode-se identificar cinco grandes tipos de estrutura de mercado:Concorrência Perfeita – Concorrência imperfeita – Oligopólio – Monopólio – Monopólio Bilateral. Processos de concentração econômica: Para que a concorrência se mantenha em alto grau, são necessárias agentes reguladoras.Quando tal numero tende a cair, às condições de concorrência vão perdendo a intensidade e temos oque chamamos de concentração econômica. Concentração vertical consiste numa aglomeração de empresas de diferentes setores dedeterminada atividade. Uma única destas empresas funciona controlando todas as etapas da cadeia. Concentração horizontal consiste num agrupamento de empresas onde um grupo adquiretodas as empresas de industrialização e um determinado produto, porém, sem controlar osprodutores de matéria-prima. Truste é o resultado típico do capitalismo que forma um oligopólio na qual leva a fusão eincorporação de empresas envolvidas de um mesmo setor de atividades a abrirem mão de suaindependência legal para constituir uma única organização, com o intuito de dominar determinadaoferta de produtos e/ou serviços. Pode-se definir truste também como uma organização empresarialde grande poder de pressão no mercado. Cartel é um acordo explícito ou implícito entre concorrentes para, principalmente, fixaçãode preços ou cotas de produção, divisão de clientes e de mercados de atuação ou, por meio da açãocoordenada entre os participantes, eliminar a concorrência e aumentar os preços dos produtos,obtendo maiores lucros em prejuízo do bem-estar do consumidor. Uma sociedade gestora de participações sociais(conhecida em inglês por holding) é formade sociedade criada com o objetivo de administrar um grupo delas (Conglomerado). Na holding,essa empresa criada para administrar possui a maioria das ações ou quotas das empresas
  • 8. componentes de determinado grupo de empresas. Essa forma de sociedade é muito utilizada pormédias e grandes corporações e normalmente visa melhorar a estrutura de capital da empresa oucomo parte de alguma parceria com outras empresas. 13. Macroeconomia - http://pt.wikipedia.org/wiki/Macroeconomia A microeconomia afeta nas suas decisões a macroeconomia, surge então a necessidade depor vias políticas se definirem objetivos de caráter geral como o pleno emprego, estabilidadeexpansão de produção, distribuição de renda etc.

×