Thiago e Eliézer - Vidro.pdf

1,780 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,780
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
230
Actions
Shares
0
Downloads
35
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Thiago e Eliézer - Vidro.pdf

  1. 1. IntroduçãoOs primeiros objetos de vidro de que se tem notíciaforam encontrados dentro das pirâmides do Egito.Apesar da origem precisa ter se perdido no tempo, aversão mais provável é a do historiador romanoPlínio: quando os mercadores fenícios atravessavamo deserto, utilizavam placas de nitrato de sódio sobas panelas durante o preparo dos alimentos. Elescomeçaram a perceber no solo, a formação de ummaterial desconhecido: o vidro.
  2. 2. O vidro é uma substância líquida inorgânica obtidaatravés de um composto básico de areia (sílica): 72%,sódio: 15%, cálcio: 9% e outros: 4% que elevados atemperatura de aproximadamente 1500 ºC formauma massa em estado plástico de altíssimaviscosidade, que aumenta na medida em que seresfria, mantendo-se em estado de sobre fusão semcristalizar.
  3. 3. • O vidro tem incontáveis aplicações nas mais variadas indústrias, dada suas características de inalterabilidade, dureza, resistência e propriedades térmicas, óticas e acústicas, tornando-se um dos poucos materiais ainda insubstituível, estando cada vez mais presentes nas pesquisas de desenvolvimento tecnológico para o bem estar do homem moderno nos mais variados setores, como por exemplo:• Vidro plano, vidro oco (frascaria e embalagens), lentes, fibra ótica, lã de vidro, lâmpadas, enfim, uma gama incontável de aplicações.
  4. 4. Escola de Chicago• Reconstrução de Chicago atraiu diversos arquitetos pré-modernistas dispostos a fazer uma arquitetura ‘nova’;• Evolução nas tecnologias construtivas;• Aparede deixa de ter função estrutural;• Uso do vidro para se compor a fachada
  5. 5. Edifício Leiter I. William Le Baron Jenney.Construído em 1879. Demolido em 1972.
  6. 6. Modernismo• 5 Pontos da Arquitetura;• Planta-livre;• Janelas em fita
  7. 7. Vidro para Arquitetura• Produzem um bom resultado estético;• Promovem iluminação natural;• Redução no consumo de energia com iluminação artificial;• Desconforto térmico se for mal utilizado;• Vidros especiais podem funcionar como barreira contra ruídos
  8. 8. • Provem uma vista “limpa”, aproveitando a paisagem externa;• Mal utilizada, ocasiona a perda de privacidade para o usuário;• Demanda cuidados em seu uso em fachada em países de clima tropical como o Brasil;• O mercado oferece uma gama tecnologias relativas ao vidro;• Vidros temperados, laminados, refletivos, metalizados…
  9. 9. Vidro temperado Consiste no aquecimento da matéria-prima (cristalou vidro impresso) à temperatura de 650/700ºC,recebendo logo após, choque térmico provocado porjatos de ar. Esta brusca mudança de temperaturagera uma compressão das faces externas e expansãona parte interna, adquirindo neste processocaracterísticas de resistência muito maior.
  10. 10. Vidro temperado“Considerados vidros de segurança, por não formarpartes pontiagudas e ter arestas menos cortantes, ostemperados são utilizados na produção de outrosvidros especiais para arquitetura, como os laminadose de controle solar.”
  11. 11. Vidro Laminado“O conjunto de duas ou mais chapas de vidroque tenham sido submetidas a um processode laminação-onde são unidas por umapelícula plástica ou acrílica”
  12. 12. Vidro Laminado• Muito utilizados em projetos de edifícios comerciais;• Possuem propriedades especiais que garantem segurança às fachadas, coberturas e guarda-corpos;• Em caso de quebra da placa laminada, os pedaços permanecem colados à película de polivinilbutiral (PVB);
  13. 13. Vidro Laminado• A laminação também pode ser feita com resinas especiais, que, além de apresentar o mesmo desempenho das películas, facilitam o curvamento das placas de vidro;• Além de segurança, a laminação confere ao vidro função termoacústica;• Isso se deve às películas que recebem em sua composição aditivos que ajudam a reter o calor
  14. 14. Vidro LaminadoA laminação é um processo industrial de pressão ecalor, no qual o sanduíche composto por PVB e vidroé prensado por uma calandra, que comprime o vidropara eliminar todo o ar entre as camadas,promovendo a adesão das chapas ao PVB. Após acalandragem, o painel passa por uma autoclave parareceber nova carga de pressão e calor, garantindototal adesão dos componentes.
  15. 15. Vidro LaminadoMuitas camadas de PVB dificultam o processo delaminação, devido à maior quantidade de ar que secria nas interfaces dos materiais
  16. 16. Vidros RefletivosResultado da aplicação de óxidos metálicos sobre asuperfície do vidro, apresentando índice de reflexãode energia solar, maior do que a do cristal comum,variando esses índices de acordo com a cor utilizadana película metálica e da cor da matéria-prima decada fabricante.
  17. 17. Vidros Refletivos Com a função de filtrar os raios solares através dareflexão da radiação em todas as suas freqüências,de forma seletiva, os vidros refletivos podem sergrandes aliados do conforto ambiental e da eficiênciaenergética nas edificações.
  18. 18. Vidros Refletivos• Tecnologia que garante o controle eficiente da intensidade de luz e do calor;• As especificações dependem do uso, tipo de edificação, cor do vidro, transmissão de luz e calor;• Sem essas especificações o espaço corre o risco de ficar com uma iluminação insuficiente ou excessiva, ou ainda termicamente desconfortável
  19. 19. Vidros Refletivos• O vidro reflexivo não é um espelho;• Durante o dia, a reflexão é externa, e durante a noite é interna;• Deve-se considerar a reflexão tanto externa quanto de ambientes internos;• A utilização de vidros coloridos influencia a cor refletida e altera o desempenho fototérmico do vidro;• É importante considerar também o efeito da cor ao especificar um vidro refletivo;
  20. 20. Vidros Low-eTransparente, com um leve tom esverdeadoou azulado, o metalizado low-e (baixoemissivo) é importante aliado da estética dasfachadas, pois auxilia no controle solar, semcriar o indesejável efeito espelho.
  21. 21. Vidros Low-e• É fabricado com a deposição de uma fina camada metálica em uma de suas faces, formando um filme protetor que filtra os raios solares e ultravioleta, permitindo, ao mesmo tempo, a passagem de luz natural;• foi criado para atender às necessidades dos países de clima frio, que precisam manter o interior do edifício aquecido. Adaptado com tecnologia de ponta para o clima tropical
  22. 22. Vidros Low-e• Além de permitir a passagem de luz, possui propriedades refletivas;• Excepcional desempenho energético, que reflete para fora principalmente as radiações no espectro do infravermelho próximo e distante;• Exigem muito cuidado com seu manuseio;• Muito delicada, a camada metalizada pode ser facilmente destruída em solicitações mecânicas;
  23. 23. Vidro InsuladoComposto por duas ou mais chapas,separadas por câmaras de ar. O quadro devidro é selado em todo o seu perímetro, a fimde evitar que ocorram trocas entre aatmosfera interna da câmara e a do ambienteexterno. A câmara interna pode conter umamistura de ar com nitrogênio, argônio ououtros gases.
  24. 24. Vidro Insulado• Eficiente como isolante do fluxo de calor por condução;• O desempenho do vidro insulado pode ser melhorado, quando se utiliza para sua composição um vidro refletivo, no lado externo;• Equivocadamente são atribuidos com a características de serem bons quanto à isolamento acústico.
  25. 25. Vidro Encapsulado Silicon GlazingO sistema silicon glazing consiste em encapsular ospainéis de vidro com um perfil pré-extrudado deborracha de silicone, eliminando o quadrointermediário de alumínio. Pode ser utilizado emfachadas, em coberturas e em aplicações especiaiscom sistemas de envidraçamento de formascomplexas.
  26. 26. Vidro Encapsulado Silicon Glazing• Os painéis de vidro são encapsulados com um perfil pré-estruturado de borracha de silicone com dureza, cor e composição química adequadas;• O processo gera uma peça emborrachada rígida e de formas precisas;• O sistema pode ser adotado em qualquer tipo de vidro e em outros materiais de revestimento de fachadas;
  27. 27. Vidro Encapsulado Silicon Glazing• O vidro encapsulado pode ser aplicado em projetos de formas complexas;• A tecnologia permite grande velocidade de produção, facilidades de manuseio e montagem;• O conceito do sistema é revestir toda a estrutura, que pode ser de concreto, aço, alumínio ou madeira, entre outras, com uma capa de vidro e silicone;
  28. 28. Vidro Encapsulado Silicon Glazing• Como exigência, requer cálculos precisos de pressão de vento, relação entre espessura de vidro e dimensão da peça, determinadas pelas normas técnicas. Não existem, entretanto, limitações de espessura dos vidros;• Entre as vantagens estão a durabilidade, a segurança, a estanqueidade, a facilidade na fabricação, a instalação com custos competitivos e o envidraçamentos em formas complexas.

×