Mariana Morato, Larissa Ferreira e Wanessa Candine - Vidro.pdf

2,356 views
2,097 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,356
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
37
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Mariana Morato, Larissa Ferreira e Wanessa Candine - Vidro.pdf

  1. 1. • Segundo o historiador latino Plínio, que viveu entre 23 á 79 d.C, o vidro foi descoberto pelos povos fenícios e egípcios• O elemento denominado trona de carbonato de sódio natural, usada por eles para tingir lã, aquecida por um longo tempo deu origem a blocos brilhantes e transparentes, semelhantes a pedras preciosas
  2. 2. • Sua manipulação foi inicialmente por moldes de argila na fabricação de recipientes e posteriormente pelo método do sopro.
  3. 3. • Por volta do ano de 1200 d.C foi criado o vidro ``cristallo`` na Itália, o qual é característico por sua transparência e possibilitou com isso a criação de lentes para binóculos e telescópio • A partir de 1685, surgiu um novo método de manipulação do vidro na Itália. Ele consistia na deposição da massa líquida de vidro sobre uma grande mesa metálica sendo passado por cima um rolo, da mesma maneira como se faz massa de pastel. O vidro, assim obtido devia ser polido para a produção de espelhos• Muitas outras aplicações surgiram para o vidro: as fibras que tanto servem para isolamento térmico e acústico, como para reforço de outros materiais. As fibras óticas que substituem com enormes vantagens os tradicionais cabos de cobre e alumínio utilizados em comunicações, lâmpadas, isoladores e outros.
  4. 4. Quando vistos ao nível molecular, a maioria dos materiais sólidos pode serdescrita em uma de duas estruturas: cristais ou vidros. Os cristais se caracterizampor apresentar os átomos em estruturas bem organizadas. Em outro ponto está ovidro, ou estruturas amorfas, apresentam uma estrutura desorganizada. Éjustamente essa falta de organização que torna os materiais de estruturas vítreasfrágeis. onte: http://pt.scribd.com/doc/3736710/Quimica-Cadernos-Tematicos- Cristal Vidr o
  5. 5. Fonte: http://www.varbak.com/foto-de/fotografias-de-vidro-colorido http://www.enlacecasamentos.com.br/2011/04/listas-e-presentes/?lang=esSodo-Cálcico:Aplicação: Embalagens em geral: garrafas, potes e frascosVidro plano: indústria automobilística, construção civil e eletrodomésticosBoro-Silicato:Aplicação: Utensílios domésticos resistentes a choque térmicoChumbo:Aplicação: Copos, taças, cálices, ornamentos, peças artesanais (o chumboconfere mais brilho ao vidro).
  6. 6. • Transparência e elegância O consumidor visualiza o que pretende comprar. Os produtos ganham uma imagem nobre, sofisticada e confiável. Escada em vidro da coleção Simplicity, projetada pelo designer italiano Ennio Arosio
  7. 7. •ReciclávelO vidro pode ser reciclado infinitamente, sem perda de qualidade ou pureza doproduto. Uma garrafa de vidro gera outra exatamente igual, independente donúmero de vezes que o caco de vidro vai ao forno para ser reciclado. •Versátil Formas, cores, tamanhos são detalhes que fazem diferença no ponto de venda.
  8. 8.  Resistência Mudanças bruscas de temperatura, cargas verticais e umidade não são problema para as embalagens de vidro.ImpermeabilidadePor não ser poroso, funciona como uma barreira contra qualquer agente exterior,mantendo assim os produtos mais frescos, aumentando o "shelf-life" em relação aoutros tipos de embalagens.InerteO vidro não reage quimicamente. Por ser neutro, o produto não sofre alteração desabor, odor, cor ou qualidade.
  9. 9. O vidro é classificado em:Frágil = Brittle _ Baixa resistência ao impactoFraco = Fragile _ Baixa resistência à rupturaDuro = Hard _ Difícil de riscarRígido = Stiff _ Resistente à deformação elásticaTenaz = Tough _ Resistente ao impacto•O vidro é um material frágil, porém não fraco. Ele tem grande resistência à ruptura,podendo mesmo ser utilizado em pisos, é duro e rígido, porém não tenaz não sendoapropriado para aplicações sujeitas a impactos
  10. 10. •Se compararmos o vidro a um material tenaz como o aço, por exemplo, perceberemos queamos se comportam diferente. O aço, quando submetido a tração passa por uma faseelástica, em que é deformado e retorna ao normal, e uma fase plástica, em que suadeformação não retorna ao normal e se continuar a aumentar o esforço vai se romper novalor conhecido como limite de ruptura. O vidro na região elástica se comporta como o aço.Quando a tensão cessa ele volta ao formato original. Porém o vidro não se deformaplasticamente à temperatura ambiente e ao passar seu limite de resistência se rompecatastroficamente, seu limite de resistência é igual ao limite de ruptura. Resistência mecânica real do vidro em diversas situaçõesResistência kg/mm2 Situações2100 Resistência teórica100 - 1500 Resistência de fibras de vidro100 - 500 Resistência de vidros polidos a ácido20 - 100 Resistência de objetos de vidro c/ leve danificação da superfície4 -20 Resistência de objetos de vidro manuseados normalmente0 - 4 Resistência de objetos de vidro c/ forte danificação da superfície
  11. 11. Para minimizar o risco da utilização do vidrocomo material estrutural, acrescenta-se àsua composição um filme plástico resistente,ao qual fica aderido no caso de ruptura - onovo material recebe o nome de vidrolaminadoO projeto do condomínio vertical 80thSouth Street Tower, de Santiago Calatrava,em Manhattan, com altura de 245 m, possuium exoesqueleto treliçado de aço queenrijece e equilibra o delgado conjuntoestrutural, principalmente em relação aoefeito de vento.
  12. 12. Na cobertura do restaurante de um edifício comercial nos Países Baixos, o vidro é utilizadocomo vedação e estrutura. A viga treliçada mista apresenta uma cooperação entre vidro eaço, na qual o segundo responde principalmente pelos esforços de tração e contribui paraevitar a flambagem da lâmina transparente à compressão.
  13. 13. O vidro é um material mal condutor de calor, por isso demora certo tempo paratransmitir calor de um ponto a outro. Portanto quando colocamos um líquidoquente dentro de um copo a superfície do vidro em contato com a água se aquece ese dilata. Enquanto isto a superfície externa ainda esta fria e não .quer. se dilatar.Como resultado gera-se tensões de tração na superfície fria externa, e se este valorfor acima do que o vidro pode suportar ele vai quebrar.Portanto quanto maior for a dilatação térmica, menor será a resistência do vidro amudanças bruscas de temperatura. A dilatação térmica depende da composiçãoquímica do vidro. Quanto mais fina for a peça, ainda que produzida com o mesmovidro, menores serão as diferenças de temperatura entre os pontos frios e quentese portanto mais resistente ela será ao choque térmico.
  14. 14. O vidro pode desempenhar grandes funções de acordo com cada necessidade como: Vidro Temperado: Vidros temperados são vidros que são submetidos a um processo de aquecimento e resfriamento rápido tornando-o bem mais resistente à quebra por impacto. Apresenta uma resistência cerca de quatro vezes maior que o vidro comum.Fonte: http://vidroserigrafado.com.br/ http://vidrotemperado.me/ http://decoracaofacil.com/banheira-em-vidro-temperado/
  15. 15. Vidro Aramado: O vidro aramado é composto por uma tela metálica que oferece maior resistência a perfuração e proteção pois, em caso de quebra, os cacos ficam presos na tela diminuindo o risco de ferimentos. O vidro aramado é translúcido, proporcionando privacidade e estética ao seu projeto, ampliando o conceito de iluminação com segurança e requinte. Disponível nas cores azul, cinza e incolor, torna-se um aliado para os projetos criativos. Recomendado para múltiplo uso em coberturas, guarda-corpos, portas, sacadas, pergolados e outros. ClarabóiaFonte: http://www.arq.ufsc.br/arq5661/trabalhos_2003-1/vidros/paginas/aramado.htm http://www.venturinicoberturas.com.br/materiais-vidro.html
  16. 16. Vidro Duplo ou Vidro Termo-acústico: Os vidros duplos (ou vidros insulados) são chamados de vidros termo-acústico, pois dependendo da sua composição, podem oferecer isolamento térmico e isolamento acústico. O isolamento térmico se dá, pois a câmara de ar existente entre as duas camadas de vidro, serve como isolante para a passagem de calor do vidro externo para o interior do ambiente. Para melhorar a qualidade térmica, pode-se utilizar um vidro refletivo. Com relação ao isolamento acústico, o desempenho pode ser melhorado utilizando um dos vidros laminados ou vidros de diferentes massas.Fonte:http://lisboacity.olx.pt/pictures/janelas-em-ruptura-termica-ou-pvc-com-vidro-duplo-termico-iid-106129965 http://www.vidrado.com/noticias-do-vidro/arquitetura-e-engenharia/incrivel-fachada-espiral-em
  17. 17. Vidro Duplo com Cristal líquido: O SGG PRIVA-LITE Santa Marina Vitrage, éum vidro laminado, composto por duas chapas de vidro, incolor ou colorido, entreos quais é colocado um filme de cristais líquidos em um campo elétrico. Quandoeste campo é ativado, os cristais líquidos se alinham, tornando o SGG PRIVA-LITEum vidro transparente. Quando o campo magnético é desativado, o vidro passa aser translúcido, podendo ser repetida a operação quantas vezes for desejado.
  18. 18. Piso de vidroO piso de vidro pode ser usado para propósitos especiais onde se deseja transmitira luz de um piso superior a um piso inferior, como a partir de um piso térreo paraum porão. Na construção do piso de vidro, o vidro estrutural na forma de telhas eblocos, é montado dentro de molduras de vários tipos. O vidro estrutural estádisponível em diferentes formas de espessuras variáveis, geralmente entre 10 e 30mm. O quadro de trabalho contendo blocos de vidro de construção deve sercuidadosamente espaçado, pois o piso de vidro pode seguramente sustentar ascargas previstas.Fonte: http://www.escavoca.com/2010/05/o-grand-canyon-skywalk-uma-plataforma.html http://falandofotos.blogspot.com/2007/09/passarela-de-vidro-1200-metros-de.html
  19. 19. Para a confecção de um piso em vidro ou de escadas, devemos utilizar um vidro laminado, pois é o único produto que oferece total segurança e impede que as pessoas caiam em caso de quebra. Para a determinação da espessura do vidro, devemos estimar a sobrecarga que será exercida sobre ele, bem como o uso da construção (residencial, comercial ou industrial), além das dimensões das peças e da forma como serão apoiados na estrutura. De acordo com a Norma ABNT 7199, para coberturas, marquises, iluminações zenitais, é obrigatório o uso de vidros laminados ou aramados, pois em caso de quebra, os cacos ficam presos no PVB ou na tela de arame. Segundo a Norma NBR 7199 da ABNT, é obrigatório o uso de vidros laminados ou aramados em guarda-corpos, peitoris, balaustres e sacadas. O cuidado se deve em função de serem os únicos vidros que em caso de quebra, mantêm os vãos fechados e os cacos ficam presos ou no PVB ou na tela de arame (caso do vidro aramado).Fonte:http://carroceria.blogspot.com/2008/07/vidros-automotivos.html http://www.glasscompany.com.br/vidro-laminado-temperado.html http://vidracariario.com.br/wp-content/uploads/2010/04/vidro-
  20. 20. Fonte: Os sistemas de vidro estrutural abrem vastas possibilidades para arquitetos, lhes permitindo criar um envoltório de vidro completo para edifícios com fachadas sem revestimento, o uso de vidro como estrutura permite a permeabilidade das construções e dispensa o uso de caixilhos.
  21. 21. Detalhe do sistema de vidro estrutural:Furos cônicos absorvem os esforços da rótula que permitem giro de 360 graus emtodos os eixos 1- Movimentos diferenciais de dilatação e contração do vidro 2- Absorção do peso próprio 3- Comportamento do sistema de vidro estrutural diante da absorção das cargas de vento
  22. 22. Hagley Road, Birmingham Cambridge Water Company Liverpool Cruise TerminalResidencial MandarimSalvador Shopping Fonte: http://www.vidrado.com/noticias-do-vidro/arquitetura-e-engenharia/spider-glass-revoluciona-o-vidro-est
  23. 23. Banco popolare di Lodi Sears Tower onte: http://www.htforum.com/vb/showthread.php/79548-Clube-Pirâmide invertidado Louvre Sears Tower
  24. 24. Spider Glass Um dos sistemas de envidraçamento é o Spider Glass, composto por garras de aço inoxidável ou alumínio que fazem a sustentação dos vidros, que são aparafusados, suspensos e fixados a uma estrutura. Esse sistema garante a liberdade de criar edifícios com as mais variadas formas arquitetônicas. No exterior, o vidro é usado,Fonte: http://www.vidrado.com/noticias-do-vidro/arquitetura-e-engenharia/spider-glass-revoluciona-o-vidro-est até mesmo, para compor vigas e pilares como estrutura, como por exemplo, na China e na Europa. Esse sistema consiste em sustentação por garras, por esse motivo a referência a aranha. Rótula do sistema Spider Glass Garra de Sustentação do Spider Glass
  25. 25. Por não utilizar caixilhos, a medição deve ser precisa e técnica, para uma corretadefinição das folgas, o vidro a ser utilizado deve ser temperado ou temperadolaminado, para suportar a tensão nos furos que entrarão as garras. Somente ovidro temperado suporta uma forte carga de compressão, por isso é o único vidroutilizado com recortes e furos para ferragens. Todavia a vidro laminado possuicomo desvantagem a quebra espontânea, a quebra se dá por que a massa do vidrosofre expansão localizada, por fricção ou por aquecimento, ocasionando a quebrada peça, sem razão aparente.No sistema Spider Glass, são usadas as garras para transmitir a carga do vidro paraos elementos de apoio, ou de um vidro para outro. Para que ocorra a distribuiçãodas tensões nas bordas tratadas dos furos dos vidros, as peças são dotadas deintercalares em borracha com dureza controlada, ou plásticos especiais. Para aexecução de vãos maiores, é preciso usar as garras emendando duas placastemperadas e laminadas, transmitindo carga de uma para outra.
  26. 26. O vidro é sustentado por parafusos e fixado a uma estrutura destacada do planodos vidros. O princípio funcional consiste em suportar, de forma rigorosa e graçasàs fixações articuladas, os esforços ligados ao peso próprio dos vidros e às cargasclimáticas. Uma grande vantagem do sistema Spider Glass é a flexibilidade, obtidapor um dispositivo especial, a rótula, que permite que o plano de vidros flexionelivremente sob ação dos ventos. Para limitar as tensões os parafusos articulam emtodas as direções fazendo com que os vidros flexionem. Fachada com sistema Spider Glass - Sistema Spider Glass na fachada Residencial Mandarim Salvador Shopping
  27. 27. Sistema Tensyon O sistema Tensyon é um sistema desenvolvido pelo arquiteto César Monti, esse método é capaz de estruturar painéis sem furos ou recortes. Pode ser utilizado tanto verticalmente, em fachadas, ou horizontalmente em telhados e coberturas, a fim de atender as necessidades o sistema Tensyon pode ser utilizados em vidros temperados, laminados e também vidro duplo. Cada suporte pode suportar cargas de até 200 kg por ponto com deformação mínima e um fator de alta segurança, sendo que o suporte é feito de aço inoxidável e pode ser combinado com outras estruturas e fixado pelas astes de tensão. É uma grande evolução no mercado pois, dispensa a necessidade de furos e possui um desing inovador.Fonte: http://www.vidrado.com/noticias-do-vidro/lancamentos/nuova-oxidal-lanca-sistema-de-fixacao-sem-furos-para-vidros-na-glasstec
  28. 28. O vidro e toda a sua versatilidade no Eldorado Business TowerA Fachada de vidro estrutural protege as escadas rolantes que ligam a rua ao térreoelevado, onde se dá o acesso ao hall do edifício.
  29. 29. A estrutura metálica da fachada de vidro estrutural é composta por tirantes deaço e suportes Spiders que fazem a ligação entre elesO Eldorado Busnes Tower é um dos maiores arranha céus do Brasil, localizadoem São Paulo. Possui 141 metros de altura e 33 pavimentos-tipo – com áreasvariando entre 1.950 e 2.004 metros quadrados.
  30. 30. No revestimento do hall e outras áreas internas foi aplicado o vidro iron freetermolacado branco, com película de segurança.“Todo o sistema – incluindo pilares e vigas – é travado com vidro. Essa soluçãoexigiu cuidados especiais, informa Raimundo Calixto, da empresa RCM, responsávelpelos projetos de cálculo estrutural das estruturas metálicas e vidros das áreas citadasacima. A partir desses cálculos, a Jepracorp executou as paginações e planos de corte devidros desses e de outros espaços do edifício. Segundo o engenheiro GuilhermeMaynard Cerqueira, que presta serviço para a Jepracorp, o corte dos vidros foi feito apartir de medidas de projeto, tendo em vista a impossibilidade de aguardar o final damontagem da estrutura, acrescido dos 40 dias necessários para a fabricação dos vidrostemperados e laminados. Por essa razão, a Jepracorp elaborou projeto executivo comtodas as medidas dos vãos ainda sem acabamento, para entrar com o sistema e fazer a instalação. O maior desafio, explica Cerqueira, foram as pequenas interferências de cotas e de nível, que exigiram adaptações na hora da instalação.”
  31. 31. Passarela de Vidro no Gran CânionConhecida como “Grand Canyon Skywalk”, essa construção única, é um miranteque fica em balanço à beira de um penhasco que propicia uma visão deslumbrantede parte do Grand Canyon do Rio Colorado nos Estados Unidos. Paraproporcionar a dimensão da altura onde fica a Skywalk, fez-se um desenhocomparativo do que representam seus a 1219 metros frente a algumas construçõesmuito conhecidas como o Empire State Building (381 metros), a Sky Tower da Nova Zelândia (328 metros) e a Torre Eiffel (300,5 metros).
  32. 32. A foto abaixo mostra o inicio da construção, onde se percebe nitidamente o formato deU da estrutura metálica, que depois de pronta projeta-se 21 metros “no ar” diante dodesfiladeiro.Uma vista aérea e frontal da edificação, próximo do término da construção. Foramusadas mais de quatrocentas toneladas de aço e a estrutura é capaz de suportarvendavais com velocidade de 160 km/h ou terremotos de 8 graus na escala de Richter.
  33. 33. A área de passeio é toda revestida de vidro temperado produzido pelo Grupo SaintGobain, o mesmo que é dono no Brasil da Santa Marina. Sobre a estrutura de aço,vêem-se as placas vítreas de 3 metros de largura e 10 centímetros de espessura. Oparapeito tem um metro e meio de altura. Para evitar que o vidro seja riscado é necessário calçar sapatilhas
  34. 34. Criado um vidro mais forte que açoO vidro é um material que possui suas moléculas desordenadas, explica-se então ofato da instabilidade do vidro. Através de estudos criaram um vidro mais forte queo aço, processo ainda caro inviável para produção industrial, esse nova tipologiade vidro possui maior grau de tenacidade e resistência. O vidro metálico é constituído por uma microliga contendo paládio, elemento resistente a deformação, o que neutraliza a fragilidade dos materiais vítreos. O paládio possui elevado modo de resistência ao cisalhamento, a energia necessária para formar bandas de cisalhamento é muito menor do que a energia necessária para transformar essas bandas de cisalhamento em rachaduras. “O resultado é que o vidro mostra uma extensa plasticidade em resposta ao estresse, permitindo que ele se curve, em vez de se quebrar," diz Ritchie.
  35. 35. Interrupção de trincasO vidro em sua composição não é inteiramente sólido possuindo uma estruturanão cristalina amorfa, o que os torna inerentemente forte, porém quebradiços.Enquanto a estrutura cristalina dos metais oferece obstáculos microestruturais -como inclusões, contornos de grânulos - que inibem a propagação das rachaduras,não há nada na estrutura amorfa de um vidro que interrompa a propagação deuma trinca. A adição de prata ao vidro permitiu a expansão de sua espessura. Aintrodução do metal proporciona ao vidro uma fase cristalina que permeiam aestrutura amorfa do vidro o que funciona como barreiras microestruturais paraevitar a propagação da rachadura.
  36. 36. Vidro que pode vir a substituir o concreto e o aço Para concretizar essa construção foi necessária a utilização de vidros cuja laminação é combinada com polímeros o que permite a construção de vigas e outros componentes mais resistentes, amarrados por rebites de aço. Por ser uma substância amorfa a estrutura não cristalina do material e adquirida através de um processo de resfriamento, e depois de resfriado é cortado. Apesar de ser muito forte em sua forma pura o vidro começa a perder resistência no momento, implicando em pequenas rachaduras por meio do contato com outras superfícies ou até mesmo o vapor de água. "Se você apanhar o vidro recém-produzido e soprar sua superfície sem fazer muita força, já terá reduzido sua resistência à metade", disse SureshGula.Fonte: http://www.agorajasabe.com/2009/10/maior-piso-de-vidro-do-mundo.html
  37. 37. Desing cria móveis totalmente vítreosSegundo Arosio, designer dos mobiliários “Se quisermos subir de nível na escalasocial, não podemos mais seguir modelos de espaços fechados, escuros,completamente isolados uns dos outros”.
  38. 38. Vidro estrutural, jóia transparente.Entrevista: Maurício Margaritelli
  39. 39. AECweb – Por que criar uma empresa vinculada a projetos de vidros estruturais?Margaritelli - Atuando durante muitos anos como executivo de indústriamultinacional de vidros, percebia a carência no mercado de uma empresa especializadaem projetos de vidros estruturais, na qual a caixilharia e a ferragem fossem tambémtratadas, porém como sistemas complementares.AECweb – Como se comporta o sistema em vidro estrutural? Margaritelli - Oenvidraçamento é classificado como estrutural quando substitui as estruturas desuporte padrão das fachadas, ou seja, concreto e aço. O vidro se comportaestruturalmente, resistindo aos esforços de vento e de peso próprios da fachada. Essacondição é obtida através de colunas e vigas de vidro ou de cabos de aço, e semprecontando com o vidro da fachada como elemento estrutural. Da mesma forma que sefaz com as demais estruturas, as vigas de vidro podem ser engastadas ou biapoiadas -lógico que respeitando os limites de resistência e de flexibilidade do material.AECweb – O vidro pode estar em contato com o metal? Margaritelli - Além dopapel que cumpre nas ligações, as ferragens devem respeitar e assegurar a flexibilidadedo vidro. Por exemplo: uma ferragem ‘spider’ tem que dissipar um pouco a energiatransferida para a estrutura. E, se a estrutura for de vidro, o cuidado é maior porque nacoluna também tem furos que vão sofrer tensões, assim como os vidros ‘spider’ dafachada. É preciso inserir, necessariamente, um elemento intercalante – borracha -entre o vidro e qualquer elemento metálico que o agrida, que fará essa distribuição deenergia por dentro do furo e pela superfície plana da fachada. Mas não pode serqualquer borracha.
  40. 40. AECweb – O vidro estrutural pode quebrar? Margaritelli - Se a borracha rompere o parafuso encostar no vidro, há risco de quebra. Na fachada estrutural, comcoluna e viga de vidros, não tem apenas um elemento de estruturação: se quebraruma coluna de vidro estrutural, a fachada não vai cair. O próprio envidraçamentocom vidro laminado temperado, silicone estrutural e as ligações cumprem o papel deestruturação. Quando o vidro laminado temperado fragmenta, não perdetotalmente a resistência. Outro ponto importante: além do poliviilbutiral (PVB)usado na laminação, hoje tem o SentryGlas, material da DuPont que aumenta aresistência do conjunto temperado laminado, enquanto o PVB reduz. Isso contribuimuito para o projeto ousar e descarregar tensão para os elementos do sistema.AECweb – Qual o nível de segurança possível para um obra nesse sistema?Margaritelli - Vai depender de cada obra, de sua altura e do entorno. Para se teruma idéia de grandeza, numa obra de piscina em vidro, onde há uma pressão muitogrande sobre o material, trabalhamos com fator de segurança 4. Ou seja, o vidroresiste quatro vezes mais à tensão a que está submetido. Para fachada convencional,podemos pensar em fator de segurança de 60%. Já para as colunas, o mínimo temque ser 100%, ou seja, estarão submetidas à metade da força a que resiste. Nas vigas,o mínimo é 3. Essa segurança já está acima das cargas estipuladas por normas técnicas.
  41. 41. AECweb – Qual o melhor argumento em favor do vidro estrutural?Margaritelli - Esse sistema construtivo incorpora, a um só tempo, tecnologia eresultado estético sem igual. Uma construção toda em vidro é incomparável emleveza, transparência e sofisticação. Para o empreendedor, é a valorização doimóvel: ele tem em mãos, uma jóia. Está se tornando uma prática a construção detodo o prédio de acordo com as exigências das certificações de impacto ambiental,como o LEED, e o lobby com envidraçamento estrutural, verdadeiro palácio. E quepode utilizar, também, vidro de controle solar. Temos feito vários prédioscomerciais de alto padrão seguindo essa premissa, como o Rec Berrini, projeto deAflalo & Gasperini, executado pela Hochtief.AECweb – As escadas e pisos de vidro pedem os mesmos cuidados?Margaritelli - Sim, porém esses elementos construídos em vidros, apesar deserem tecnologias mais conhecidas no Brasil, exigem atenção, especialmente asescadas. O país tem condições e produz os vidros necessários e as ferragens paraprojetos e instalação das escadas mais ousadas. Procuramos desenvolver ferragenspara suprir as limitações da precisão na fase de transformação do vidro. São váriosos projetos realizados.

×