Influ

48,931 views
49,050 views

Published on

Slides apresentados na oficina Midias na Educacao. Trabalhada por mim Valdeni e a prof Elaine, juntamente com os prof do Col Est Benedito Bras, no Trabalho coletivo do dia 21/10/06.

Published in: Technology

Influ

  1. 1. Termo usado para referenciar um vasto e complexo sistema de expressão e de comunicação. Literalmente "mídia" é o plural da palavra "meio", cujos correspondentes em latim são " media " e " medium ", respectivamente. Na atualidade, mídias é uma terminologia usada para: suporte de difusão e veiculação da informação ( rádio, televisão, jornal ), para gerar informação ( máquina fotográfica e filmadora ). A mídia também é organizada pela maneira como uma informação é transformada e disseminada ( mídia impressa, mídia eletrônica, mídia digital...), além do seu aparato físico ou tecnológico empregado no registro de informações ( fitas de videocassete, CD-ROM, DVDs ). MÍDIAS
  2. 2. A IMPORTÂNCIA DAS MÍDIAS NO PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM
  3. 3. Uma Sociedade em Mudança <ul><li>Segundo Castells , três processos independentes convergem hoje para a &quot; gênese de um novo mundo &quot;. São: </li></ul><ul><li>a revolução das tecnologias da informação ; </li></ul><ul><li>a crise econômica tanto do capitalismo quanto do estadismo e sua subseqüente reestruturação; </li></ul><ul><li>o florescimento de movimentos sociais e culturais - feminismo, ambientalismo, defesa dos direitos humanos, das liberdades sexuais, etc. </li></ul>
  4. 4. As Escolas e Universidades, muitas vezes consideradas como um mundo isolado, são: &quot;... um dos principais agentes de difusão de inovações sociais porque gerações após gerações de jovens que por ali passam, ali conhecem novas formas de pensamento, administração, atuação e comunicação e se habituam com elas.&quot; (Castells, 1999. p.380).
  5. 5. INFLUÊNCIA DATV, RÁDIO E INTERNET Apresentação Os meios de comunicação exercem uma influência avassaladora na população. Só vinte por cento das pessoas lêem jornal, enquanto noventa e cinco por cento vêem televisão e ouvem rádio. A televisão e o rádio dizem que só querem entreter, mas, ao mesmo tempo, vão disseminando idéias, emoções, valores.
  6. 6. <ul><li>Eles educam informalmente, continuamente, voluntariamente, porque ninguém é obrigado a assistir. Sabem como se comunicar com a população, captar suas ansiedades e desejos . A escola não pode continuar ignorando esses meios, precisa discuti-los, analisá-los e utilizá-los. </li></ul>
  7. 7. Entretanto, para evitar ou superar o uso ingênuo dessas tecnologias, é fundamental conhecer as novas formas de aprender e de ensinar , bem como de produzir, comunicar e representar conhecimento , possibilitadas por esses recursos, que favoreçam a democracia e a integração social.
  8. 8. Para obter resultados satisfatórios na utilização de tecnologias no ensino e na aprendizagem, é necessário ter clareza das intenções e objetivos pedagógicos , das possíveis formas de representação do pensamento, das características de narratividade, roteirização e interação entre as tecnologias.
  9. 9. Modernização ou mudanças? O uso das tecnologias da informação e comunicação pode imprimir na educação tanto a &quot;modernização&quot; como a &quot;mudança&quot; (Almeida, F., 2003): - A modernização está relacionada com a implantação de infra-estrutura tecnológica, como redes de computadores, laboratórios de informática, acesso à Internet, bem como a disponibilização de recursos multimídia para os alunos e professores, tais como lousas eletrônicas ou projetores multimídia. - A mudança pedagógica está proximamente relacionada com raízes mais profundas na educação e na emergência de novos paradigmas educacionais.
  10. 10. Por conseguinte, as mudanças dos ambientes educativos com a presença de artefatos tecnológicos e linguagens próximas do universo de interesses do aluno proporcionam o acesso a uma gama diversa de manifestações de idéias, permitem a expressão do pensamento imagético e criam melhores condições para a aprendizagem e o desenvolvimento do ser humano e da civilização.
  11. 11. Nossa escola participa das mudanças?   - Em que aspectos as tecnologias influem no cotidiano da nossa escola? - Como você analisa o papel da nossa escola frente às mudanças? - Você se sente preparado para ensinar e aprender na Sociedade da Informação e Comunicação? - Quais os principais desafios da Sociedade da Informação e Comunicação? - De que maneira você pode utilizar nas suas atividades com alunos os recursos tecnológicos disponíveis em nossa escola?                        
  12. 12. A TV e a educação José Manuel Moran <ul><li>A informação e a forma de ver o mundo predominante no Brasil provêm fundamentalmente da televisão. Ela alimenta e atualiza o universo sensorial, afetivo e ético que crianças e jovens - e grande parte dos adultos - levam a para sala de aula. Como a TV o faz de forma mais despretensiosa e sedutora, é muito mais difícil para o educador contrapor uma visão mais crítica, um universo mais abstrato, complexo e na contramão da maioria como a escola se propõe a fazer. </li></ul>
  13. 13. O que tentamos contrapor na sala de aula, de forma desorganizada e monótona , aos modelos consumistas vigentes, a televisão, o cinema, as revistas de variedades e muitas páginas da Internet o desfazem nas horas seguintes . Nós mesmos, como educadores e telespectadores, sentimos na pele a esquizofrenia das visões contraditórias de mundo e das narrativas (formas de contar) tão diferentes dos meios de comunicação e da escola.
  14. 14. A TV fala da vida , do presente , dos problemas afetivos - a fala da escola é muito distante e intelectualizada - e fala de forma impactante e sedutora - a escola, em geral, é mais cansativa, concorda?
  15. 15. Os meios de comunicação mexem com o emocional , com as nossas fantasias , desejos e instintos . Passam com incrível facilidade do real para o imaginário , aproximando-os em fórmulas integradoras, como nas telenovelas.
  16. 16. Por que será que os meios de comunicação cativam e provocam tanto impacto? A TV fala primeiro do &quot;sentimento&quot; - o que você sentiu &quot;, não o que você conheceu ; as idéias estão embutidas na roupagem sensorial, intuitiva e afetiva. A televisão e o vídeo partem do concreto, do visível, do imediato, próximo, que toca todos os sentidos. Mexem com o corpo, com a pele, as sensações e os sentimentos - nos tocam e &quot;tocamos&quot; os outros, estão ao nosso alcance por meio dos recortes visuais, do close, do som estéreo envolvente.
  17. 17. A educação para os meios começa com a sua incorporação na fase de alfabetização. A criança, ao chegar à escola, já sabe ler histórias complexas, como uma telenovela, com mais de trinta personagens e cenários diferentes. Quando começar a educação escolar pelas mídias?
  18. 18. E o que a escola faz com essas habilidades todas? Elas são praticamente ignoradas pela escola. Esta no máximo utiliza a imagem e a música como suporte para facilitar a compreensão da linguagem falada e escrita , mas não pelo seu intrínseco valor. As crianças precisam desenvolver mais conscientemente o conhecimento e prática da imagem fixa, em movimento, da imagem sonora... e fazer isso parte do aprendizado central e não marginal. Aprender a ver mais abertamente, o que já estão acostumadas a ver, mas que não costumam perceber com mais profundidade (como os programas de televisão).
  19. 19. A escola precisa exercitar as novas linguagens que sensibilizam e motivam os alunos, e também combinar pesquisas escritas com trabalhos de dramatização , de entrevista gravada , propondo formatos atuais como um programa de rádio uma reportagem para um jornal , um vídeo , onde for possível. Ao mesmo tempo, a discussão sobre as influências das mídias na sociedade ajuda a desenvolver o olhar crítico do aluno sobre o complexo jogo de poder e marketing que sutilmente permeia os meios de comunicação.
  20. 20. A mídia impressa , a televisão , o vídeo , o rádio , a Internet , a hipermídia são ótimos recursos para mobilizar os alunos em torno de problemáticas, quando se intenta despertar-lhes o interesse para iniciar estudos temáticos , desenvolver projetos ou trazer novos olhares para os trabalhos em andamento . Para tanto, é importante conhecer quais os objetivos pedagógicos das atividades e quais as características principais das mídias disponíveis. Nesse último aspecto os alunos são excelentes parceiros dos professores.
  21. 21. Televisão <ul><li>Desenvolver com os alunos uma leitura crítica desse meio audiovisual, analisando-o tanto do ponto de vista estético quanto do conteúdo. </li></ul><ul><li>Fonte de Informação: estudos de programas, noticiários, desenhos, filmes, etc, problematizando e desvelando idéias , conceitos , princípios e preconceitos . </li></ul><ul><li>Meio de transmissão : programas específicos vinculados nos canais educativos ou canais convencionais. </li></ul>Utilização como instrumento pedagógico:
  22. 22. A motivação dos alunos aumenta significativamente quando realizam pesquisas, onde se possam expressar em formato e códigos mais próximos da sua sensibilidade. Mesmo uma pesquisa escrita, se o aluno puder utilizar o computador, adquire uma nova dimensão e, fundamentalmente, não muda a proposta inicial.
  23. 23. Integrar as mídias na escola ... Não se trata de propor mudanças na educação pela ótica do domínio das tecnologias sob a justificativa da modernidade e sim de propiciar aos alunos a utilização das mídias para a expressão de idéias , a produção de conhecimento , a comunicação e a interação social .

×