Your SlideShare is downloading. ×
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Caderno Compostagem[1]
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Caderno Compostagem[1]

1,817

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,817
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
89
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. O Caderno daCompostagem
  • 2. A publicação do Guia da Compostagem, que colocamos à sua disposição.constitui mais um elemento no domínio da sensibilização e educação ambiental,que procura incentivar uma maior preocupação e consequentemente umamaior participação nas questões relacionadas com a gestão dos resíduos.Como se sabe, um dos maiores problemas ambientais dos nossos dias é aenorme quantidade de lixo que todos produzimos. A compostagem permite,não só reduzir a quantidade de resíduos que de outra forma seriamdepositados no Aterro Sanitário, mas também produzir composto que poderáser utilizado como adubo.A Compostagem nas Escolas tem como objectivo incentivar as crianças areciclar alguns dos resíduos produzidos no refeitório e no jardim dasrespectivas escolas.Através da compostagem, estes resíduos sãotransformados num composto, que poderá sernovamente utilizado no jardim da escola, como Introdução!fertilizante natural do solo.Contamos com o apoio e entusiasmo de todos paraque este projecto seja um êxito e para quetodos juntos possamos construir umambiente melhor.Saudações ambientais
  • 3. O que é acompostagem?A compostagem é um processo biológico através do qualmicrorganismos e insectos decompõem a matéria orgânica numasubstância homogénea, de cor castanha, com aspecto de terra e comcheiro a floresta - O Composto Composto.Este processotambém decorresem aintervençãohumana. Nanatureza osrestos de animais evegetais mortos são decompostose transformados em húmus.No entanto o Homem interfere neste processo natural para que amatéria orgânica se decomponha mais rapidamente, nas melhorescondições e com os melhores resultados.
  • 4. Para que serve?Ao fazeres compostagem estás a reciclar os restos decomida e resíduos vegetais da tua casa,escola, jardim ou horta, que teriam comodestino final o Aterro Sanitário Sanitário.Assim, ao reciclares esta matéria orgânica estás a produzir umfertilizante natural que não polui o solo com produtos químicos eservirá também para as plantas da tua horta e/ou jardim cresceremsaudáveis.O tipo de compostagem mais indicado para a tua escola é acompostagem doméstica. É aquela onde o processo é feito em pequenaescala, dentro de recipientes pequenos (compostores) e não exigegrande quantidade de resíduos orgânicos.O compostor é o recipiente onde é "armazenada" toda a matériaorgânica e é dentro dele que todo o processo de compostagem se vaidesenvolver.
  • 5. No quadro seguinte, estão indicados alguns dos resíduos que produzesna escola e na tua casa e também quais deles podes ou não colocar nocompostor: Resíduos Colocar Não colocar Colocar em pouca quantidade Restos de hortaliça x Cascas de frutas x Cascas de ovos x(a) Restos de café x Restos de pão x Cascas de batatas x Restos de comida x(c) cozinhada Legenda Restos de carne x e peixe a) Esmagadas Ossos e espinhas x b) Cortar em pequenos pedaços Excrementos de x animais herbívoros c) tapar com terra Aparas de relva x(b) d) Cortado e molhado Folhas e ervas x(b) Cinzas e lenha x Cinzas e beatas x de cigarros Ramos e arbustos x(b) Que resíduos podes colocar no compostor ? Palha e feno x(b) Caruma x Papel e cartão x(d) Serradura x Cortiça x
  • 6. Qual o material que necessitas para fazer a compostagem ? 1 Saco de composto 1 Compostor acelerador 1 Forqueta de arejamento 1 Peneira1 Termómetro
  • 7. Como podes produzir o teu composto ?1 - Instala o compostor.Coloca o compostor sobre o solo, debaixo de uma árvore, de modo aevitar temperaturas elevadas no Verão e temperaturas baixas noInverno.2 - Prepara os materiais para colocar no compostor.Para que o processo decorra de um modo correcto e rápido,deverás colocar os materiais nocompostor em várias camadas.Intercalando os materiais secos(folhas secas e ramos)com materiais húmidos(estrumes eresíduos verdes).
  • 8. 3 - Controla os seguintes factores durante todo o processo decompostagem.TemperaturaDeves medir a temperatura periodicamente, porforma a verificares se ao longo do processo os valoresaumentam repentinamente até aos 70ºC edecresçam lentamente até igualarem ovalor inicial de temperatura.HumidadeDeves regar os materiaiscolocados dentro docompostor sempre queverifiques que estesapresentam um aspectoseco.Para verificares o teor dehumidade deverás apertarcom a mão uma porção docomposto. Se a água contidaescoar sob a forma de gotas,a humidade do composto éadequada, se escoar em fiotem uma humidadeexcessiva.
  • 9. ArDado que o processodecorre em meioaeróbio (presença deoxigénio), devesrevolver a pilha decompostoperiodicamente (1 vezpor semana) com oauxílio de uma forquetade arejamento.4 - O composto está pronto ...a ser utilizado como fertilizante passados 4 a 12 meses do início doprocesso, quando o composto tiver as seguintes características :- aspecto homogéneo- textura semelhante a terra- cor castanha- cheiro a floresta.
  • 10. Como medes a temperatura do composto ao longo da sua maturação? MaterialBloco de notas
  • 11. Procedimento:1 - Inserir o termómetro no interiorda pilha de composto.2 - Após 10 minutos, registar atemperatura no bloco de notas.3 - Realizar medições de temperaturasemanalmente ao longo de todo o processo.4 - Construir um gráfico em papelmilimétrico com o registo das medições.O eixo das abcissas terá os valores datemperatura e no eixo das ordenadasas datas da medição.5 - Analisar o gráfico.
  • 12. Janeiro
  • 13. Fevereiro
  • 14. Março
  • 15. Abril
  • 16. Maio
  • 17. Junho
  • 18. Julho
  • 19. Agosto
  • 20. Setembro
  • 21. Outubro
  • 22. Novembro
  • 23. Dezembro
  • 24. Notas
  • 25. Notas
  • 26. Notas
  • 27. Notas
  • 28. Notas
  • 29. Notas
  • 30. Gráficos
  • 31. Gráficos
  • 32. Gráficos

×