1
Sistem as O peracionais
Aula II
Prof. Inaldo Nascimento
Prof. Augusto Correia
Bibliografia e Referência: SISTEMAS OPERAC...
Notas de Aula
 Função dos Sistemas Operacionais
 Gerenciador de Recursos
 Interface
 Maquina Virtual
 Qualidade do S....
Sistem a O peracional
 Historicamente os primeiros sistemas
operacionais eram simples monitores de
controle que gerenciav...
Sistem a O peracional
 O Sistema Operacional é um dos
componentes centrais de qualquer
sistema computacional, sendo a sua...
Função dos Sistem as O peracionais
 A principal função de um sistema
computacional é executar uma ou várias
aplicações pa...
Gerenciado de Recursos
 Compreender o S.O como responsável
por gerenciar os recursos lógicos e a sua
utilização, é necess...
Gerenciado de Recursos
 A abstração dos recursos lógicos e os
recursos físicos implica em entender:
 Arquivos X Espaço e...
Gerenciado de Recursos
 Os principais recursos lógicos
gerenciados pelo Sistema Operacional
são:
 Processos;
 Memória V...
Gerenciado de Recursos
 PROCESSOS – é a capacidade de executar
programas, simplificando o seu
gerenciamento.
 Um process...
Gerenciado de Recursos
 MEMÓRIA VIRTUAL – É a capacidade de
executar programas maiores que a memória
física da máquina mo...
Gerenciado de Recursos
 SISTEMA DE ARQUIVOS – O conceito
fundamental do S.O que compõe o sistema de
armazenamento de info...
Gerenciado de Recursos
 PERIFÉRICOS – O S.O permite a interação de
mecanismos físicos através de diversos
componentes ext...
Gerenciado de Recursos
 USUÁRIOS – O S.O gerencia a identificação e
os privilégios, mantendo a informação das
ações e rec...
14
http://www.youtube.com/watch?v=jo3rl2kxB4g
Interface
 Uma visão do sistema operacional é
considerá-lo como interface que
virtualiza o computador.
 Existem duas int...
Interface
 INTERFACE OPERACIONAL – é utilizada para a
interação, composta de comandos simples ou
scripts para criar, usar...
Interface
 CHAMADAS DE SISTEMA – Fazem parte do
modelo computacional do S.O e formam a
interface funcional do sistema, pe...
M áquina Virtual
 Originalmente denominada CP/CMS e depois
renomeado VM/370, onde é a separação
completa de duas funções:...
M áquina Virtual
 Uma máquina virtual,
torna-se independente do
hardware onde executa,
tornando-se mais
eficientes, robus...
Q ualidade do S.O
 Critérios que definem a qualidade dos
Sistemas Operacionais:
20
Desempenho Segurança
Confiabilidade Di...
Q ualidade do S.O
 Desempenho – Um dos critérios mais evidente
que tem o impacto global em todas as
aplicações.
 O S.O d...
Q ualidade do S.O
 Confiabilidade – Mede a probabilidade de, em
um intervalo de tempo, não existir nenhuma falha
do siste...
Q ualidade do S.O
 Tolerância a Falhas – Oferece mecanismos para
tratamentos de defeitos e assim evitar ocorrência
de fal...
Duvidas
24
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Sistemas Operacionais aula 02

427 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
427
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
11
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Sistemas Operacionais aula 02

  1. 1. 1 Sistem as O peracionais Aula II Prof. Inaldo Nascimento Prof. Augusto Correia Bibliografia e Referência: SISTEMAS OPERACIONAIS – Editora: LTC, 2011. Autores: José Alves Marques, Paulo Ferreira, Carlos Ribeiro, Luiz Veiga, Rodrigo Rodrigues. Adaptação e Revisão: Edgar Toshiro Yano.
  2. 2. Notas de Aula  Função dos Sistemas Operacionais  Gerenciador de Recursos  Interface  Maquina Virtual  Qualidade do S.O 2
  3. 3. Sistem a O peracional  Historicamente os primeiros sistemas operacionais eram simples monitores de controle que gerenciavam sessões onde cada usuário tinha o uso exclusivo da máquina, permitindo a execução de tarefas como carregar programas na memória e controlar dispositivos de E/S. 3
  4. 4. Sistem a O peracional  O Sistema Operacional é um dos componentes centrais de qualquer sistema computacional, sendo a sua principal função apresentada sob três pontos de vista diferentes.  Gerenciador de recursos;  Interface simples para o Hardware;  Máquina virtual que abstrai o hardware e mecanismos de baixo nível; 4
  5. 5. Função dos Sistem as O peracionais  A principal função de um sistema computacional é executar uma ou várias aplicações para seus usuários.  Aplicação é um conjunto de programas e de informações persistentes, armazenadas em arquivos ou bases de dados. 5
  6. 6. Gerenciado de Recursos  Compreender o S.O como responsável por gerenciar os recursos lógicos e a sua utilização, é necessário entender os recursos lógicos com abstração do hardware.  Normalmente aprendemos o conceito das linguagens de programação e o modelo lógico. 6
  7. 7. Gerenciado de Recursos  A abstração dos recursos lógicos e os recursos físicos implica em entender:  Arquivos X Espaço em disco;  Variáveis e Pilhas X Blocos de Memória;  Criar recursos;  Controlar o funcionamento;  Otimizar o desempenho; 7
  8. 8. Gerenciado de Recursos  Os principais recursos lógicos gerenciados pelo Sistema Operacional são:  Processos;  Memória Virtual;  Sistema de Arquivos;  Periféricos;  Usuários; 8
  9. 9. Gerenciado de Recursos  PROCESSOS – é a capacidade de executar programas, simplificando o seu gerenciamento.  Um processo define um ambiente de execução independente das características do computador e da linguagem, podendo ser visto como uma máquina virtual. 9
  10. 10. Gerenciado de Recursos  MEMÓRIA VIRTUAL – É a capacidade de executar programas maiores que a memória física da máquina movendo peças entre memória RAM e o disco.  Implementada no S.O através do gerenciamento de espaços de endereçamento, de forma transparente para os usuários, feita pelos programadores. 10
  11. 11. Gerenciado de Recursos  SISTEMA DE ARQUIVOS – O conceito fundamental do S.O que compõe o sistema de armazenamento de informações.  Através das chamadas do sistemas, são necessárias para criar, remover, ler e escrever arquivos;  Peculiares aos discos e outras E/S ( CD, Pendriver, etc) normalmente organizadas em diretórios de modo a agrupar arquivos; 11
  12. 12. Gerenciado de Recursos  PERIFÉRICOS – O S.O permite a interação de mecanismos físicos através de diversos componentes externos como: telas , teclados, impressoras e rede. 12
  13. 13. Gerenciado de Recursos  USUÁRIOS – O S.O gerencia a identificação e os privilégios, mantendo a informação das ações e recursos utilizados. 13
  14. 14. 14 http://www.youtube.com/watch?v=jo3rl2kxB4g
  15. 15. Interface  Uma visão do sistema operacional é considerá-lo como interface que virtualiza o computador.  Existem duas interfaces diferentes e com uso distintos, são elas:  Interface Operacional  Chamadas de Sistemas 15
  16. 16. Interface  INTERFACE OPERACIONAL – é utilizada para a interação, composta de comandos simples ou scripts para criar, usar, configurar e apagar os recursos correspondentes a linguagem de controle textual para todos os usuários.  Como exemplo o Shell, tornou-se gráfica, mais interativa e simples, que permite a execução das funções operacionais. 16
  17. 17. Interface  CHAMADAS DE SISTEMA – Fazem parte do modelo computacional do S.O e formam a interface funcional do sistema, permitindo não apenas executar operações associadas como gerenciar o ciclo de vida.  Essa interface se materializa numa biblioteca ou API (application Programming Interface) que faz a interação entre as operações associadas e os objetos. 17
  18. 18. M áquina Virtual  Originalmente denominada CP/CMS e depois renomeado VM/370, onde é a separação completa de duas funções: (1) Multiprogramação – que fornece o sistema de tempo compartilhado. (2) Maquina Estendida – interface do que o hardware oferece. 18
  19. 19. M áquina Virtual  Uma máquina virtual, torna-se independente do hardware onde executa, tornando-se mais eficientes, robustas.  O coração do sistema é o monitor de máquina virtual, que é executado diretamente sobre o hardware e implementa a multiprogramação. 19
  20. 20. Q ualidade do S.O  Critérios que definem a qualidade dos Sistemas Operacionais: 20 Desempenho Segurança Confiabilidade Disponibilidade Tolerância a Faltas Interface Interativa
  21. 21. Q ualidade do S.O  Desempenho – Um dos critérios mais evidente que tem o impacto global em todas as aplicações.  O S.O deve explorar os recursos físicos;  Implementação lógica com técnicas de otimização; • Segurança – O S.O é a base de qualquer política de segurança.  Requer complexidade;  Atualização constante; 21
  22. 22. Q ualidade do S.O  Confiabilidade – Mede a probabilidade de, em um intervalo de tempo, não existir nenhuma falha do sistema.  Disponibilidade – Define a probabilidade do sistema estar operacional, admitindo que ocorrem falhas, mais foram reparadas, permitindo que o sistema continue funcionando. 22
  23. 23. Q ualidade do S.O  Tolerância a Falhas – Oferece mecanismos para tratamentos de defeitos e assim evitar ocorrência de falhas do sistema como um todo.  Interface – A evolução da interface gráfica, procura apresentar o S.O ao usuário de forma natural e interativa. 23
  24. 24. Duvidas 24

×