GEO PSC1 - A Conquista e a Ocupação da Amazônia
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

GEO PSC1 - A Conquista e a Ocupação da Amazônia

on

  • 4,011 views

 

Statistics

Views

Total Views
4,011
Views on SlideShare
4,011
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
141
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

GEO PSC1 - A Conquista e a Ocupação da Amazônia GEO PSC1 - A Conquista e a Ocupação da Amazônia Presentation Transcript

  • PSC I - Geografia do AmazonasA CONQUISTA E A OCUPAÇÃO DA AMAZÔNIA Prof. Diego Lopes Morais diegolopes.geo@gmail.com
  • PSC I – Geografia do Amazonas A Conquista e a Ocupação da Amazônia I - A Amazônia Pré-histórica A longa história do povoamento humano na Amazônia começapraticamente junto com a formação da floresta que conhecemos hoje. Apesar de ainda não terem sido encontrados vestígiosconcretos da presença humana na Amazônia durante o períodocompreendido entre 20.000 e 12.000 a.p. (antes do presente) foi,provavelmente, neste período que os primeiros grupos humanosprovenientes da Ásia chegaram de sua longa migração até a América doSul. Eram grupos nômades de caçadores-coletores que perseguiam asgrandes manadas de animais. OBS: Existem diferentes teorias acerca da ocupação pré-histórica da América.As datas da presença humana variam conforme a teoria, as mais recentes pretendemrecuar a antiguidade do homem americano entre 30.000 a 50.000 anos. A origemtambém vem sendo revista, provavelmente a migração teve somente procedênciasmais diversas do que da Ásia.
  • PSC I – Geografia do Amazonas A Conquista e a Ocupação da AmazôniaO ambiente inicial e suas formas de vida A Amazônia era então uma amplaextensão de savanas, com apenasalgumas manchas de floresta ao longodos rios. Nesse ambiente proliferavamgrandes animais como o mastodonte, apreguiça gigante, o toxodonte, o tigre-dentes-de-sabre e diversos outrosexemplares de megafauna, os quais sesupõe, serviam de base alimentar para osbandos de caçadores gregários.
  • PSC I – Geografia do Amazonas A Conquista e a Ocupação da Amazônia II - Ocupação dos povos pré-Colombianosa) Período Paleoindígena (11.200 a 8.500 a.C.) Os povos paleoindígenas coletavam moluscos, plantas ecaçavam animais de pequeno porte. Utilizavam pontas de lançafeitas de pedra para facilitar o abate desses animais. Não há atualmente indícios que revelam a existência dehabitações mais elaboradas, o que sugere (segundo arqueólogos ecientistas sociais) que esse grupo humano habitava grutas ecavernas.
  • PSC I – Geografia do Amazonas A Conquista e a Ocupação da Amazôniab) Período Arcaico (7.500 a 1000 a.C.) Nesse período ocorreu o desenvolvimento da produçãoagrícola, especialmente na várzea e depois em terra firme(causou a sedentarização do homem amazônico), com o cultivodo feijão, do milho e da abóbora. Hoje são comprovados com a existência de sambaquis(sítios arqueológicos recobertos com camadas de concha evegetação fluvial), que comprovam sua existência na região dodelta do rio Amazonas (Ilha do Marajó, nas Guianas e no rioOrenoco).
  • PSC I – Geografia do Amazonas A Conquista e a Ocupação da Amazôniab1) A Cultura da Floresta Tropical Com o desenvolvimento de novas práticassocioculturais, surgiu a chamada Cultura de Floresta Tropical,caracterizada por grupos que praticavam uma agricultura aindaincipiente, complementada pela caça, pesca e coleta de frutose sementes da floresta. Com isso, os grupos pré-históricos amazônicospassaram também a fabricar cerâmica e a ocupar alguns locaispor períodos mais prolongados, o que formou mais tardegrandes sítios arqueológicos que testemunham seuflorescimento por toda a Amazônia.
  • PSC I – Geografia do Amazonas A Conquista e a Ocupação da Amazôniac) Período Formativo ou Pré História Tardia (1000 a.C. a ±1540 d.C.) Surgiram os Cacicados Complexos, uma cultura com umgrau de complexidade significativo em vários campos, tais como aprodução de alimentos, a organização social do trabalho, a jornadade trabalho reduzida, o sistema de organização religiosa, asorganizações festivas, etc.
  • PSC I – Geografia do Amazonas A Conquista e a Ocupação da Amazôniac1)Os cacicados complexos - Essas sociedades tornaram-se bastante hierarquizadas(provavelmente contendo nobres, "plebeus" e servos cativos); - Constituíram chefias centralizadas na figura do cacique, eadotaram posturas belicosas e expansionistas. O cacique, além dedominar amplos territórios, organizava continuamente seusguerreiros visando conquistar novos territórios; - A cerâmica dessas sociedades era altamente elaborada,demonstrando um domínio de técnicas complexas de produção; - A dissolução dessas organizações sociais normalmente érelacionada à conquista, que teria abalado sua estruturademográfica.
  • PSC I – Geografia do Amazonas A Conquista e a Ocupação da Amazônia III - A Chegada do Europeusa) Primeiras explorações Esta fase da ocupação humana da Amazônia corresponde aopovoamento europeu da região. O objetivo era o lendário e mítico, rico reinodo Eldorado. Inicialmente, as duas superpotências da época, Portugal e Espanha,obedeciam à divisão territorial estabelecida pelo Tratado de Tordesilhas. Poresse acordo, grande parte do que hoje conhecemos como Amazônia brasileirapertencia aos espanhóis. Somente no final da primeira metade do século XVI,no entanto, os espanhóis deram início ao reconhecimento da região. A primeira expedição europeia ao grande rio que corta a região foirealizada entre 1540 e 1542 pelo destemido navegador espanhol Francisco deOrellana. O escrivão dessa expedição, Gaspar de Carvajal, fez os primeirosregistros escritos sobre a floresta amazônica e sua diversidade de ambientes eculturas.
  • PSC I – Geografia do Amazonas A Conquista e a Ocupação da Amazôniab) Colonização Portuguesa Apesar de os espanhóis terem seus direitosgarantidos pelo Tratado de Tordesilhas, não seinteressaram por povoar a Amazônia. Por sua vez, osportugueses não vacilaram em tomar a iniciativa de seuefetivo controle. A Amazônia já começava a sofrer ameaças deinvasão de ingleses, franceses e holandeses. A expulsão doMaranhão dos franceses que ali tentaram estabelecer aFrança Equinocial alertou os portugueses para aimportância da defesa da região. Coube a Francisco Caldeira Castelo Branco fundar,em 1616, na foz do rio Amazonas, o Forte do Presépio que,além de proteger possíveis invasões estrangeiras por viafluvial, deu origem à atual cidade de Belém e serviu comobase para o povoamento da Amazônia.
  • PSC I – Geografia do Amazonas A Conquista e a Ocupação da Amazôniab) Colonização Portuguesa (cont.) Era necessário alargar os domínios portugueses para oeste, paraassegurar a exploração das riquezas ocultas da floresta. Para tanto, foiorganizada uma grande expedição, decisiva para a conquista portuguesada Amazônia. Coube ao capitão Pedro Teixeira, em 1637, o comando daexpedição composta por cerca de duas mil pessoas, sendo a grandemaioria índios. Apesar das dificuldades enfrentadas, ela conseguiuestabelecer marcos de ocupação territorial portuguesa ao longo do rio. Além da proteção contra outros europeus, os fortes tambémserviam para estabelecer núcleos de povoamento a partir dos quaispudesse ser estabelecida a colonização. Na Amazônia, os principaisrecursos explorados pelos portugueses foram a mão-de-obra indígena eas drogas do sertão, especiarias de alto preço no mercado europeu.
  • PSC I – Geografia do Amazonas A Conquista e a Ocupação da Amazôniac) Escravidão Indígena De uma área com uma multiplicidade depovos ameríndios que seguiam seu desenvolvimentopróprio, a Amazônia havia se tornado, em menos dedois séculos, território anexo ao reino português. Além de serem capturados pelos soldadosportugueses, os índios passaram a sofrer a ação dosmissionários de diversas ordens religiosas que sededicavam a convertê-los à fé cristã - boa parte daação jesuítica dizia respeito à produção de riquezascom o emprego da mão-de-obra indígena. Os diversos povos amazônicos resistiram oquanto puderam, mas a “avalanche” europeia traziamuitíssimas armas desconhecidas. Além de umatecnologia mais avançada, os brancos trouxeramdoenças contra as quais os índios não possuíamresistência.
  • PSC I – Geografia do Amazonas A Conquista e a Ocupação da Amazôniac1) Dificuldades da colonização amazônica pelos portugueses Logo de início ficou claro que nem mesmo toda a tecnologia europeia seria capaz de superar as dificuldades apresentadas pelo povoamento da Amazônia. As enormes distâncias, a selva impenetrável, perigos de diferentes naturezas perturbavam quem quer que tivesse coragem de ali entrar. As doenças palustres ganhavam fama, as condições climáticas se revelavam extremas para os europeus e o imenso esforço necessário para a extração das riquezas ocultas na floresta tornaram a Amazônia um lugar indomável, indecifrável, impiedosamente selvagem no imaginário do colonizador. Um “inferno verde”.
  • PSC I – Geografia do Amazonas A Conquista e a Ocupação da Amazônia I - A Amazônia Colonial Passou a predominar por toda aAmazônia o uso de uma língua geral, deorigem Tupi, que auxiliava na incorporaçãodos índios à empresa colonial. A mestiçagem foi estimulada dandoorigem à população cabocla, tão marcantenas terras amazônicas. Calcula-se que, em1740, havia cerca de 50 mil índios vivendo emaldeias formadas por jesuítas e franciscanos. O inevitável resultado do processo deescravidão, imposto pelo colonizador ou pormeio da ação dos jesuítas, foi a reduçãomaciça da população indígena amazônica.
  • PSC I – Geografia do Amazonas A Conquista e a Ocupação da AmazôniaUso da mão-de-obra negra Os índios não se adaptavam as atividadeseconômicas necessárias ao colonialismo; A carência da mão-de-obra foi suprida, oupelo menos amenizada, com a chegada dos negrostrazidos da África na condição de escravos. (Séc.XVIII); Foram empregados nas construções, nasplantações de cacau, na agricultura de subsistênciae na pecuária. Mas também, incorporou-se aoambiente das casas senhoriais e nas atividadesdomésticas. Poucos subiam o Amazonas; Os escravos negros que conseguiam fugirse embrenhavam pela floresta e criavam pequenascomunidades conhecidas como quilombos.