Ebk 007   indicadores financeiros
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share

Ebk 007 indicadores financeiros

  • 190 views
Uploaded on

 

More in: Business
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
190
On Slideshare
190
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
3
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. INDICADORES FINANCEIROS A BALANÇA DA SUA EMPRESA E007
  • 2. ÍNDICE 01 INTRODUÇÃO 03 02 COMEÇANDO DO COMEÇO 09 03 PARA PLANOS DE NEGÓCIOS 14 04 NÃO FECHE POR FALTA DE CAIXA 22 05 ESTOU EM UM BOM NEGÓCIO? 28 06 POSSO PULAR FORA DO BARCO? 36
  • 3. INTRODUÇÃO FIQUE TRANQUILO!01
  • 4. MARINA, A TÍPICA BRASILEIRA Marina sempre foi muito talentosa. Sua arte era reconhecida pelos clientes e com o tempo foi possível crescer, montar uma pequena equipe e dar asas ao seu maior sonho, que era melhorar o mundo utilizando seu dom artístico. Os primeiros problemas ficaram claros logo no primeiro ano: Marina trabalhava 12 a 13 horas por dia e não conseguia tirar nenhum dinheiro no final do mês. Ela não sabia se estava pagando muito, se o aluguel era caro, se os produtos eram baratos, começou a ficar deprimida e quanto mais pensava, mais perdida ficava. Para piorar, seu amigo lhe indicou escrever um plano de negócios. Ela achava que um plano daria uma base ao ateliê, mas não sabia quão burocrático e abstrato seria. Quanto mais ela lia sobre finanças, mais distante ficava. Seu trabalho não era saber custos fixos, variáveis, margem líquida, DRE, era? Tudo parecia tão bom no início quando só se tinha que criar, produzir e vender. POR QUE ISSO? Será que o crescimento do negócio não era viável desde o início? Será que Marina poderia estar trabalhando melhor? Onde estava o grande ralo no seu negócio? Será que ela estava com pouca reserva de dinheiro? Pagando rápido aos fornecedores e recebendo tarde dos clientes? SORRIA! Se você é como a Marina, sorria! Você está igual ou melhor que a média brasileira e tem, agora, uma ferramenta que fará seu negócio parecer mais simples e compreensível. 01. INTRODUÇÃO ! 04
  • 5. O FINANCEIRO É A BALANÇA NA SUA DIETA! Não importa o seu negócio, os indicadores financeiros lhe dirão aonde e como está entrando e saindo dinheiro. Embora não lhe dê as causas, lhe indicará aonde está pesando mais e, quando bem medido, reduz drasticamente os riscos do seu negócio dar errado. Vale destacar que para se gerir bem sua empresa, nesse momento é interessante que os gastos pessoais e da empresa sejam divididos, e que você tenha um controle mínimo dos números, seja através de um fluxo de caixa, DRE ou, como a maioria dos micro e pequenos empresários, um caderninho com tudo anotado. VOCÊ TEM MEDO DOS INDICADORES FINANCEIROS? Não tem problema! Nós simplificamos os termos e jargões ao máximo, e caso ainda tenha dúvidas, pode nos mandar um email que ajudamos! Para melhorar, disponibilizamos um glossário no final do livro e seguiremos o mesmo exemplo até o final para tangibilizar o que dizemos. A ESTRUTURA DO TEXTO Começando do começo - São os indicadores que todos devem medir. Se você não consegue dizer o valor do que é dito nessa parte, não vá para as outras, a não ser que esteja avaliando o investimento em algum negócio. Para planos de negócios - Fala sobre os indicadores que medem a atratividade de um negócio. Abrange todos os itens que podem ser requisitados. 01. INTRODUÇÃO ! 05
  • 6. Não feche por falta de caixa - Esses indicadores evitam que você tenha uma empresa lucrativa e mesmo assim tenha que fechar as portas por falta de caixa (dinheiro na conta). Estou num bom negócio? - Esses números medem a produtividade do seu dinheiro, ou seja, quanto você está recebendo de retorno por real investido. Posso pular fora do barco? - A última categoria de indicadores te dizem se você tem muito dinheiro imobilizado, se poderá se desfazer da empresa rapidamente e como está a situação de endividamento. O EXEMPLO Para facilitar e compreensão do texto, elaboramos um exemplo com balanço patrimonial e DRE como segue abaixo. Basicamente o balanço patrimonial mostra uma foto geral da situação da empresa, com o somatório dos investimentos, tudo o que tem a receber, a pagar, etc. O DRE representa uma foto de um período e mostra as vendas e quais custos estão relacionados à elas, assim como as despesas de manutenção da empresa. 01. INTRODUÇÃO ! 06
  • 7. BALANÇO PATRIMONIAL ANO 2011ANO 2011ANO 2011ANO 2011 ATIVO PASSIVO CIRCULANTE 592.000 CIRCULANTE 144.000 DISPONÍVEL 55.000 CONTAS A PAGAR 100.000 DUPLICATAS A RECEBER 57.000 FORNECEDORES 44.000 ESTOQUES 480.000 EXIGÍVEL A LONGO PRAZO REALIZÁVEL A LONGO PRAZO 73.000 FINANCIAMENTOS 450.000 PERMANENTE 289.000 INVESTIMENTOS 150.000 PATRIMÔNIO LÍQUIDO 360.000 IMOBILIZADO 139.000 CAPITAL 140.000 RESERVAS 220.000 TOTAL 954.000 TOTAL 954.000 01. INTRODUÇÃO ! 07
  • 8. DRE - DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO ANO 2011 VENDAS 1.843.000 CUSTO DAS VENDAS (CMV) -1.281.000 LUCRO BRUTO 562.000 DESPESA COM VENDAS -316.000 DESPESA DE ADMINISTRAÇÃO -84.000 RECEITAS / DESPESAS FINANCEIRAS -40.000 LUCRO OPERACIONAL 122.000 RESULTADO NÃO OPERACIONAL 58.000 LUCRO ANTES DOS IMPOSTOS (IRPJ + CSLL) 180.000 PROVISÃO DO IRPJ + CSLL -4.000 LUCRO LÍQUIDO 176.000 Informações relevantes: - O valor de vendas a prazo é de R$ 800.000; - O valor de compras a prazo é de R$ 500.000; ENTENDER O FINANCEIRO É INEVITÁVEL, TORNÁ-LO SIMPLES E PRAZEROSO, UMA OPÇÃO. BOA SORTE! 01. INTRODUÇÃO ! 08
  • 9. COMEÇANDO DO COMEÇO02
  • 10. NÃO SABE POR ONDE COMEÇAR? Então comece por aqui! Os indicadores abaixo são os primeiros passos para você ter uma gestão financeira inteligente e simples. Basicamente eles te dirão quanto você está vendendo (em valor), quanto você está ganhando nessas vendas, e quanto você tem que ter no banco para que sua empresa não fique devendo sem precisar. 02. COMEÇANDO DO COMEÇO ! 10
  • 11. 01. FATURAMENTO BRUTO INFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICASINFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICAS Descrição É o total de vendas de produtos e serviços de uma empresa no período (em R$) Fórmula Número absoluto Análise de tendência Quanto maior, melhor, contanto que esteja gerando lucro. Tipo de gráfico indicado Histograma ou Gráfico de Colunas Cruzamentos ideais Por funcionário, por produto ou serviço, por unidade de negócio Ferramenta necessária DRE ou Fluxo de Caixa Exemplo Segundo o DRE do exemplo, o faturamento do ano 2011 foi de R$ 1.843.000 02. COMEÇANDO DO COMEÇO ! 11 0 475000 950000 1425000 1900000 2007 2008 2009 2010 2011 Faturamente Bruto Receitas
  • 12. 02. LUCRO LÍQUIDO INFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICASINFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICAS Descrição É exatamente quanto dinheiro sobrou após todas as despesas, pagamentos de impostos e deduções. No vocabulário popular, apenas “lucro”. Fórmula Lucro Liquido = Faturamento Bruto – Custos - Despesas - Impostos e Taxas Análise de tendência Quanto maior, melhor Tipo de gráfico indicado Histograma ou Gráfico de Colunas Cruzamentos ideais Por produto ou serviço, por unidade de negócio Ferramenta necessária DRE ou Fluxo de Caixa Exemplo A partir do DRE apresentado temos: Lucro Líquido = R $ 176.000 02. COMEÇANDO DO COMEÇO ! 12 0 500000 1000000 1500000 2000000 2007 2008 2009 2010 2011 Lucro Líquido Receitas Despesas (Custos, despesas, impostos e taxas)
  • 13. 03. NECESSIDADE DE CAPITAL DE GIRO INFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICASINFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICAS Descrição É o capital que deve ficar disponível para sustentar as operações do dia-a-dia da empresa (dinheiro, créditos, estoques, etc.). Fórmula Capital de Giro = Valor das Contas a Receber + Valor em Estoque - Valor de Contas a Pagar Análise de tendência Quanto maior for seu valor, maior a necessidade de financiamento, seja com recursos próprios, seja com recursos de terceiros. O importante é que sua empresa tenha o mínimo de dinheiro parado no caixa possível Esse é um dos maiores motivos de fechamento de empresas, portanto priorize-o! Cruzamentos ideais Observar a sazonalidade Ferramenta necessária Controle de contas e estoque Exemplo A partir do exemplo: Contas a Receber = R$ 57.000, Estoques = R$ 480.000 e Contas a Pagar = R$ 100.000. Portanto: Capital de Giro = R$ 57.000 + R$ 480.000 - R$ 100.000 = R$ 437.000 02. COMEÇANDO DO COMEÇO ! 13 0 125000 250000 375000 500000 2007 2008 2009 2010 2011 Necessidade de Capital de Giro
  • 14. PARA PLANOS DE NEGÓCIOS03
  • 15. O VALOR DA SUA IDEIA Investir tempo fazendo um plano de negócios é algo discutível, mas muitas vezes necessário. Muitos editais, investidores e outros pedem um plano de negócios, ou Business Plan (mais bonito né), para avaliar o retorno da sua empresa. Apesar da LUZ ter várias ressalvas a fazer sobre o plano, acreditamos que seja importante passar os conceitos básicos. Como aqui estamos falando de finanças, passamos abaixo os números que podem ser requisitados na hora de fazer seu plano de negócios. Se você quiser facilitar seu trabalho, baixe nossa planilha de projeção de fluxo de caixa que já tem todas as fórmulas prontas e um vídeo tutorial! 03. PARA PLANOS DE NEGÓCIOS ! 15 03. PARA PLANOS DE NEGÓCIOS
  • 16. 1. TIR - TAXA INTERNA DE RETORNO INFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICASINFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICAS Descrição Representa o poder de ganho da empresa em função do dinheiro investido Fórmula TIR = (Lucro Líquido / Ativo Total) * 100 % Vale lembrar que tanto o Excel quanto o Numbers tem essa fórmula automática! Análise de tendência Quanto maior a TIR, mais atrativo é o negócio. Vale destacar 3 pontos: (1) mercados diferentes apresentam TIRs bem diferentes, (2) por isso é interessante avaliar o s fatores de risco também e (3) o investimento inicial influencia muito no resultado do TIR, portanto tente reduzir ao máximo o desembolso inicial. Para mais informações sobre redução de investimento inicial, leia nosso livro digital“Como Trabalhar à Distância”. Cruzamentos ideais Taxa de desconto Ferramenta necessária Fluxo de caixa projetado ou DRE Exemplo A partir do nosso exemplo, temos: (R$ 176.000 / R$ 954.000) * 100% = 18,45%, ou seja, para cada R$ 100,00 de investimento no Ativo, a empresa teve R$ 18,45 de lucro 03. PARA PLANOS DE NEGÓCIOS ! 16 TIR 0 10 20 30 40 2007 2008 2009 2010 2011
  • 17. 2. PAYBACK - PRAZO DE RETORNO DO INVESTIMENTO INFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICASINFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICAS Descrição Indica o tempo em que o empreendedor obterá seu investimento de volta Fórmula Payback = Ativo total / Lucro Líquido Análise de tendência Quanto menor, melhor, mas é muito importante destacar que em alguns negócios, especialmente tecnológicos, buscar o lucro nos primeiros meses pode afastar possíveis clientes e fornecedores. Um bom exemplo é o google, que se recusou a cobrar por cliques e não gerou receita até conseguir usuários o bastante para tornar os links patrocinados atraentes. Cruzamentos ideais Por oportunidade de negócios Ferramenta necessária Fluxo de caixa projetado Exemplo Considerando que o lucro líquido anual permanecerá o mesmo, o Prazo de Retorno sobre Investimento = R $ 954.000 / R$ 176.000 = 5,4 anos. Conclui-se que após mais de 5 anos do início das atividades da empresa, o empreendedor terá recuperado, sob a forma de lucro, tudo o que gastou com a montagem do negócio. 03. PARA PLANOS DE NEGÓCIOS ! 17 PARA PLANOS DE NEGÓCIOS03. PARA PLANOS DE NEGÓCIOS
  • 18. 3. PONTO DE EQUILÍBRIO INFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICASINFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICAS Descrição O ponto de equilíbrio é definido como o valor de vendas necessário para cobrir os custos totais. Ou seja, é o mínimo que a empresa tem que vender para não ter prejuízo. Fórmula Break even point = Custo Fixo / (( Vendas - Custo Variável) / Vendas) Análise de tendência Quanto menor, melhor, mas isso varia muito de negócio para negócio. O ideal é que sua receita esteja cobrindo o break-even ou que o seu negócio tenha um bom plano para fazê-lo. Cruzamentos ideais Receita Ferramenta necessária Fluxo de caixa (projetado ou não) Exemplo Suponha que uma fábrica produz apenas um produto e seu resultado segue os dados abaixo: Vendas: 10.000 unidades a R$10,00 cada Custo Variável: 40% das vendas Custo Fixo: R$12.000,00 Ponto de Equilíbrio = R$ 12.000 / ((R$60.000,00)/ R $100.000,00)) = R$ 20.000,00 Ou seja, a partir dos R$ 20.000,00 a empresa começou a lucrar. 03. PARA PLANOS DE NEGÓCIOS ! 18 PARA PLANOS DE NEGÓCIOS03. PARA PLANOS DE NEGÓCIOS
  • 19. INFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICASINFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICAS Descrição O VPL indica quanto vale sua empresa hoje a partir de projeções de lucro e investimentos nos próximos anos Fórmula VPL = Somatório de t=1 a n de (Lucro(t)/((1+i)^t) Vale lembrar que tanto o Excel quanto o Numbers tem essa fórmula automática! Análise de tendência Quanto maior, melhor. Se o VPL for menor ou muito próximo de 0, o investimento provavelmente não é interessante financeiramente. Cruzamentos ideais Investimento Inicial Ferramenta necessária Fluxo de caixa projetado Exemplo Seu negócio precisará de R$ 35.000,00 de investimento inicial, segundo suas projeções gerará o lucro indicado abaixo nos anos e você definiu uma taxa de atratividade mínima de 10%. Os cálculos seguem abaixo: Ano Valor do Fluxo de Caixa Valor Descontado 0 - R$ 35.000,00 - R$ 35.000,00 1 R$ 10.000,00 R$ 9.090,90 2 R$ 10.000,00 R$ 8.264,46 3 R$ 10.000,00 R$ 7.513,14 4 R$ 10.000,00 R$ 6.830,13 5 R$ 10.000,00 R$ 6.209,21 O VPL após 5 anos é, portanto, a soma dos valores descontados: R$ 2907,84. Ou seja, se essas projeções estiverem corretas, seu negócio vale essa quantia a mais do que você está investindo em 5 anos. Exemplo Seu negócio precisará de R$ 35.000,00 de investimento inicial, segundo suas projeções gerará o lucro indicado abaixo nos anos e você definiu uma taxa de atratividade mínima de 10%. Os cálculos seguem abaixo: Ano Valor do Fluxo de Caixa Valor Descontado 0 - R$ 35.000,00 - R$ 35.000,00 1 R$ 10.000,00 R$ 9.090,90 2 R$ 10.000,00 R$ 8.264,46 3 R$ 10.000,00 R$ 7.513,14 4 R$ 10.000,00 R$ 6.830,13 5 R$ 10.000,00 R$ 6.209,21 O VPL após 5 anos é, portanto, a soma dos valores descontados: R$ 2907,84. Ou seja, se essas projeções estiverem corretas, seu negócio vale essa quantia a mais do que você está investindo em 5 anos. 4. VPL - VALOR PRESENTE LÍQUIDO 03. PARA PLANOS DE NEGÓCIOS ! 19 PARA PLANOS DE NEGÓCIOS03. PARA PLANOS DE NEGÓCIOS
  • 20. NÃO FECHE POR FALTA DE CAIXA04
  • 21. A SÍNTESE DA MÁ GESTÃO FINANCEIRA Você sabia que é possível ter uma empresa lucrativa, clientes e equipe satisfeitos, um bom produto e mesmo assim ir à falência. Pior, você sabia que essa é uma das maiores causas de mortalidade de empresas? Pois é, isso é verdade, mas medindo os primeiros dois indicadores abaixo já ajuda, em muito, a solucionar esse problema. Os outros indicadores são para empresas mais maduras, mas de maneira geral resumem sua situação com relação às obrigações de curto prazo. Normalmente o que acontece nessas empresas que não dão certo é que o empreendedor paga muito rápido seus fornecedores, e deixa os clientes pagarem em um prazo muito longo. Se você tiver que pagar R$ 5 hoje e receberá R$ 6 daqui a um mês, você ficará devendo R$ 5 durante um mês ao banco ou quem quer que seja, o que pode no final do mês ser mais do que R$ 6! O problema é tão simples quanto esse. Quando isso acontece, você se encontrará naquele famoso ditado: ! 21 04. NÃO FECHE POR FALTA DE CAIXA ESTARÁ VENDENDO O ALMOÇO PARA PAGAR O JANTAR. ”
  • 22. 01. PRAZO MÉDIO DE RECEBIMENTO INFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICASINFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICAS Descrição É o tempo médio que uma empresa leva para receber de seus clientes Fórmula Prazo Médio de Pagamento = 360 * Clientes a Receber / Total de vendas no ano Análise de tendência Quanto mais baixo o prazo médio de recebimento, menos dinheiro precisa ser guardado. O importante é que Prazo Médio de Recebimento seja menor ou igual ao Prazo Médio de Pagamento Cruzamentos ideais Prazo Médio de Pagamento Ferramenta necessária Balanço Patrimonial Exemplo A partir dos dados do Balanço apresentado temos: 360 x R$ 57.000 / R$ 1.843.000 = 11,13 dias ! 22 NÃO FECHE POR FALTA DE CAIXA04. NÃO FECHE POR FALTA DE CAIXA
  • 23. 02. PRAZO MÉDIO DE PAGAMENTO INFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICASINFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICAS Descrição É o tempo médio que uma empresa leva para pagar seus fornecedores Fórmula Prazo Médio de Pagamento = 360 * Fornecedores a Pagar / Total de vendas no ano Análise de tendência Quanto mais elevado o prazo médio de pagamento, menos dinheiro a empresa precisa imobilizar Cruzamentos ideais Prazo Médio de Recebimento Ferramenta necessária Balanço Patrimonial Exemplo A partir do Balanço Patrimonial temos: 360 * R$ 44.000 / R$ 1.843.000 = 8,9 dias ! 23 NÃO FECHE POR FALTA DE CAIXA04. NÃO FECHE POR FALTA DE CAIXA
  • 24. 03. LIQUIDEZ CORRENTE INFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICASINFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICAS Descrição Indica quanto a empresa tem disponível ou conversível em dinheiro no curto prazo para pagar suas dívidas de curto prazo Fórmula Liquidez Corrente = Ativo Circulante / Passivo Circulante Análise de tendência Uma Liquidez Corrente maior do que 1 demonstra que a empresa tem uma reserva para liquidar suas obrigações. Por outro lado, um altíssimo índice de liquidez corrente pode significar que a empresa tem uma grande quantidade de recursos alocados em ativos não produtivos, em outras palavras, dinheiro mal investido. Ferramenta necessária Balanço Patrimonial Exemplo Tomando por base os dados fornecidos, temos: R$ 592.000 / R$ 144.000 = 4,11. O índice de liquidez corrente mostra que para cada um real de dívida a curto prazo a empresa tem R$ 4,11 de recursos a curto prazo. Portanto, a organização tem condições de cumprir com todas as obrigações a curto prazo e ainda tem uma folga de 3,11 para cada 1,00 de dívida a curto prazo. Isso quer dizer que existe oportunidade para realizar investimentos sem que haja grande risco no negócio atual. ! 24 NÃO FECHE POR FALTA DE CAIXA04. NÃO FECHE POR FALTA DE CAIXA
  • 25. ESTOU EM UM BOM NEGÓCIO?05
  • 26. QUANTO CADA REAL INVESTIDO ESTÁ ME DANDO DE RETORNO Existem várias formas de calcular (e nomear) quanto você ganha por cada real investido. Como dito no início desse livro digital, o lucro líquido, ou apenas lucro, no linguajar popular, é o número mais importante a ser medido. É ele que te diz, sem rodeios, quanto dinheiro sobrou no final do mês. Mas existem outros indicadores que te dirão aonde sua margem está eficiente ou não, e que auxiliarão para que o lucro líquido no final aumente. Há outros que lhe dirão não só se você está ganhando dinheiro, mas se você está ganhando dinheiro o bastante pelo que está investido, ou seja, se o seu dinheiro está bem aplicado. 05. ESTOU EM UM BOM NEGÓCIO? ! 26
  • 27. 01. LUCRO BRUTO INFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICASINFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICAS Descrição Lucro bruto é a diferença entre o valor faturado e o custo de fazer o produto ou prover o serviço. Fórmula Lucro Bruto = Total das vendas (Receitas) – Custos Análise de tendência Quanto maior, melhor. Em empresas de serviço costuma ser muito maior do que indústrias ou de venda de produtos. Muitas vezes é igual a 70% para serviços e 5, 6% para varejo. Cruzamentos ideais Por produto ou serviço, por unidade de negócio Ferramenta necessária DRE Exemplo A partir do DRE apresentado temos: vendas - despesas de vendas = R$ 1.843.000 - R$ 1.281.000 = R $ 562.000 05. ESTOU EM UM BOM NEGÓCIO? ! 27
  • 28. 02. MARGEM BRUTA INFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICASINFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICAS Descrição A Margem Bruta mede o percentual de lucro que a empresa conseguiu obter em sua operação depois de descontadas todas as despesas de venda Fórmula Margem Bruta = (Lucro Bruto / Vendas Líquidas) * 100 % Análise de tendência Quanto maior, melhor Cruzamentos ideais Por produto ou serviço, por unidade de negócio Ferramenta necessária DRE Exemplo A partir do exemplo temos: (R$ 562.000 / R$ 1.843.000) * 100% = 30 % 05. ESTOU EM UM BOM NEGÓCIO? ! 28 0 10 20 30 40 2007 2008 2009 2010 2011 Margem Bruta
  • 29. 03. MARGEM LÍQUIDA INFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICASINFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICAS Descrição A Margem Líquida indica quantos centavos de cada real de venda restaram após a dedução de todas as despesas, inclusive o imposto de renda Fórmula Margem liquida = (Lucro Líquido / Vendas Líquidas) * 100 % Análise de tendência Quanto maior, melhor Tipo de gráfico indicado Histograma Cruzamentos ideais Por produto ou serviço, por unidade de negócio Ferramenta necessária DRE Exemplo A partir do exemplo temos: (R$ 176.000 / R$ 1.843.000) * 100 % = 10%. A Margem Líquida indica que a cada R$ 1,00 obtido em vendas a empresa conseguiu R$ 0,10 de lucro líquido. 05. ESTOU EM UM BOM NEGÓCIO? ! 29 0 3,75 7,50 11,25 15,00 2007 2008 2009 2010 2011 Margem Líquida
  • 30. 04. RENTABILIDADE DO ATIVO INFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICASINFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICAS Descrição A Rentabilidade do Ativo mede quanto lucro foi gerado com relação ao total do patrimônio da empresa Fórmula Rentabilidade = (Lucro Líquido / Ativo Total) * 100 % Análise de tendência Quanto maior, melhor. Quando este indicador for inferior ao da poupança ou outra aplicação segura, reavalie a manutenção do negócio Tipo de gráfico indicado Histograma Cruzamentos ideais Poupança, CDI Ferramenta necessária Balanço Patrimonial Exemplo A partir dos dados fornecidos temos: (R$ 176.000 / R$ 954.000) * 100 % = 18%. Se compararmos a Rentabilidade do Ativo de 18% ao ano à remuneração da caderneta de poupança de 6% ao ano, podemos facilmente concluir que tratou-se de um bom negócio 05. ESTOU EM UM BOM NEGÓCIO? ! 30 Rentabilidade do Ativo 0 6,25 12,50 18,75 25,00 2007 2008 2009 2010 2011
  • 31. 05. EBITDA - LUCROS ANTES DE JUROS, IMPOSTOS, DEPRECIAÇÃO E AMORTIZAÇÃO INFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICASINFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICAS Descrição Avalia o lucro referente apenas ao negócio, descontando qualquer ganho financeiro. Fórmula EBITDA = Lucro bruto - Despesas Operacionais, excluindo-se destas a depreciação e as amortizações do período e os juros. Análise de tendência Ele diz basicamente duas coisas: (1) quão eficiente é a empresa nas suas operações e (2) qual a capacidade da empresa de gerar caixa. É o melhor indicador para fazer comparações dentro do mesmo segmento. Quanto maior, melhor. Isso porque ele desconsidera depreciações, desvalorização cambial e outros fatores que não são estritamente operacionais e que dizem respeito à sua atividade fim e como você está conseguindo entregá-la. Tipo de gráfico indicado Histograma ou linha de tendência Cruzamentos ideais Concorrência Ferramenta necessária Fluxo de Caixa ou DRE Exemplo A partir do exemplo inicial, incluímos a depreciação. Na tabela abaixo, recalculamos o Lucro Líquido sendo que na coluna 2011 C, demonstramos o valor do EBTIDA 05. ESTOU EM UM BOM NEGÓCIO? ! 31
  • 32. 05. ESTOU EM UM BOM NEGÓCIO? ! 32 EXERCÍCIO 2011EXERCÍCIO 2011 VENDAS 1.843.000 CUSTO DAS VENDAS (CMV) -1.281.000 LUCRO BRUTO 562.000 DESPESA COM VENDAS -316.000 DESPESA DE ADMINISTRAÇÃO -84.000 EBITDA 162.000 DEPRECIAÇÃO -60.000 RECEITAS / DESPESAS FINANCEIRAS -40.000 LUCRO OPERACIONAL 62.000 RESULTADO NÃO OPERACIONAL 58.000 LUCRO ANTES DOS IMPOSTOS (IRPF + CSLL) 120.000 PROVISÃO DO IR + CONTRIB SOCIAL -4.000 LUCRO LÍQUIDO 116.000
  • 33. POSSO PULAR FORA DO BARCO?06
  • 34. A HORA DE DIZER ADEUS Muitas vezes as empresas devem se desmanchar, ou é importante para o empreendedor saber quanto do capital dele está engessado em máquinas, terrenos ou o que quer que seja difícil de se desfazer rapidamente. Os indicadores abaixo auxiliam na hora de medir esses índices e na avaliação de longo prazo da empresa. 06. POSSO PULAR FORA DO BARCO? ! 34
  • 35. 01. IMOBILIZAÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO INFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICASINFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICAS Descrição Mostra o grau de recursos da empresa que está investido em máquinas, imóveis, etc (ativo permanente) Fórmula Imobilização do Patrimônio Líquido = Ativo Permanente / Patrimônio Líquido Análise de tendência Convém observar que um elevado grau de imobilização do capital próprio pode comprometer a liquidez da empresa, isto é, sua capacidade de dissolver. Além disso, imóveis geram lucros fictícios em períodos inflacionários. O ideal é a empresa dispor do Patrimônio Líquido suficiente para cobrir o Ativo Permanente e ainda dispor de uma quantidade necessária para comprar e vender sem precisar recorrer a empréstimos bancários Ferramenta necessária Balanço Patrimonial Exemplo A partir dos dados fornecidos temos: R$ 289.000 / R $ 360.000 = 0,80. O índice de imobilização do Patrimônio Líquido revela que para cada R$ 1,00 do Patrimônio Líquido a empresa imobilizou R$ 0,80, ou seja, a empresa imobilizou 80% do seu capital próprio e o restante esta aplicado no Ativo Circulante 06. POSSO PULAR FORA DO BARCO? ! 35
  • 36. 02. LIQUIDEZ GERAL INFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICASINFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICAS Descrição Este índice leva em consideração a situação de longo prazo da empresa. Ele é importante, pois deixando de pagar suas contas nas datas convencionadas, a empresa sofrerá restrições de crédito e terá dificuldades de operar normalmente. Fórmula Liquidez Geral = (Ativo Circulante + Realizável a Longo Prazo) / (Passivo Circulante + Exigível a Longo Prazo) Análise de tendência Quanto maior o indicador, melhor, dado que é mais favorável para a situação da empresa possuir um total de bens e direitos superior às suas obrigações. Ferramenta necessária Balanço Patrimonial Exemplo A partir dos dados fornecidos temos: (R$ 592.000 + R $ 73.000) / (R$ 144.000 + R$ 450.000) = 1,12. Este resultado indica que para cada um real de divida total, a empresa tem R$ 1,12 de recursos totais, envolvendo valores, a curto e longo prazo 06. POSSO PULAR FORA DO BARCO? ! 36
  • 37. 03. GRAU DE ENDIVIDAMENTO INFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICASINFORMAÇÕES / CARACTERÍSTICAS Descrição Representa o quanto a empresa tomou de capital de terceiros e ainda não quitou Responsável Departamento Financeiro / Contabilidade Fórmula Grau de Endividamento = (Capital de Terceiros / Patrimônio Líquido) * 100% Análise de tendência Quanto menor a dependência de capital de terceiros, melhor para a empresa. No entanto, muitas vezes o endividamento é uma fonte de recurso importante para muitas empresas nascentes ou que querem realizar uma grande expansão. Ferramenta necessária Balanço Patrimonial Exemplo O Capital de Terceiros é formado pela soma do Passivo Circulante com o Exigível a Longo Prazo. No nosso exemplo, temos: PC de R$ 144.000,00 somado ao ELP de R$ 450.000,00 resulta num Capital de Terceiros de R$ 594.000,00. Dividindo R$ 594.000,00 pelo Patrimônio Líquido de R$ 360.000,00, obtém-se 165,0%, que significa que para cada R$ 100,00 de Capital Próprio, a empresa utiliza R$ 165,00 de Recursos de Terceiros. 06. POSSO PULAR FORA DO BARCO? ! 37
  • 38. GLOSSÁRIO
  • 39. TERMO DEFINIÇÃO Ativo É um termo utilizado para expressar o conjunto de bens, valores, créditos, direitos e semelhantes que forma o patrimônio de uma empresa, num determinado momento Ativo Circulante É uma referência aos bens e direitos que podem ser convertidos em dinheiro no curto prazo: dinheiro em caixa, depósito bancário, aplicações financeiras, contas a receber, estoques, despesas antecipadas, mercadorias, matérias-primas e títulos Ativo Disponível Composto pelas contas que representam a disponibilidade (liquidez) imediata: caixa, bancos e aplicações de liquidez imediata Ativo Permanente Compreende itens que dificilmente se transformam em dinheiro, pois não se destinam a venda, mas são utilizados como meios de produção ou meios para se obter renda para a empresa. É conhecido também como ATIVO FIXO, pois, seus valores não mudam constantemente uma vez que a empresa não compra e vende esses bens com frequência. São bens com vida útil longa. Divide-se em: a) Investimentos: São aplicações que nada tem a ver com a atividade da empresa. b) Imobilizado: São destinados a manutenção da atividade principal da empresa. c) Diferido: São gastos normalmente com serviços de terceiros, que beneficiará a empresa por muito tempo Ativo Realizável a Longo Prazo Compreende bens e direitos que serão transformados em dinheiro a longo prazo, ou melhor, em período superior a um ano. Por exemplo: impostos a recuperar, empréstimos a sócios ou diretores, adiantamentos ou empréstimos a sociedades coligadas GLOSSÁRIO ! 39
  • 40. TERMO DEFINIÇÃO Balanço Patrimonial É o mais importante relatório gerado pela contabilidade através dele pode-se identificar a saúde financeira e econômica da empresa, em qualquer data. Divide-se em duas colunas, a do lado esquerdo é denominado Ativo, a do lado direito Passivo. A denominação é mera convenção. Bens Tudo que pode ser avaliado economicamente e que satisfaça necessidades da empresa, operacionalmente ou com objetivo de gerar ganhos Capital O termo Capital em contabilidade significa recursos. Capital Próprio (Patrimônio Líquido), denota recursos dos proprietários. Capital de Terceiros, significa recursos de terceiros (Passivo Circulante + Exigível a Longo Prazo) Capital Circulante Líquido É a parcela de recursos não correntes destinada ao ativo Circulante. CCL significa a folga financeira a curto prazo, ou seja, financiamentos de que a empresa dispõe para o seu giro e que não serão cobrados a curto prazo, portanto folga financeira de uma empresa significa recursos próprios mais as exigibilidade de longo prazo investidos no Ativo Circulante. Custo S ão todos os gastos relativos à atividade de produção Custo Fixo É a parcela do custo que se mantém fixa, quando a produção varia. É o caso, por exemplo, do aluguel. Este será cobrado pelo mesmo valor qualquer que seja o nível de produção, inclusive no caso de não se produzir nada Custo Total O gasto total da empresa com fatores de produção. Compõe-se de custos variáveis e custos fixos GLOSSÁRIO ! 40
  • 41. TERMO DEFINIÇÃO Custo Unitário São todos os gastos relativos à atividade de produção apropriados à quantidade produzida. Custo Unit = custo total / quantidade total produzida Custo Variável Os custos variáveis aumentam à medida que aumenta a produção. Por exemplo, a matéria-prima consumida. Se não houver quantidade produzida, o custo variável será nulo Duplicatas Título de crédito oriundo de compra ou venda de mercadorias ou serviços Fluxo de Caixa O fluxo de caixa tem por objetivo principal, relacionar as entradas e saídas dos recursos financeiros da empresa em um determinado período de tempo Imobilizado Investimentos Recursos aplicados em participações em outras sociedades e em direitos de qualquer natureza que não se destinam à manutenção da atividade da empresa, mas objetivam gerar receitas Lucratividade Indica o percentual de ganho obtido sobre as vendas realizadas Mark up É o percentual do Preço de Venda que cobre todos os custos fixos e variáveis, despesas fixas e variáveis além da parcela desejada de lucro. Mark up (%) = Lucro Desejado / Custo Total Passivo Significa as obrigações exigíveis da empresa, ou seja, as dívidas que serão cobradas ou reclamadas a partir do seu vencimento GLOSSÁRIO ! 41
  • 42. TERMO DEFINIÇÃO Passivo Circulante São as obrigações que normalmente são pagas dentro do ano: contas a pagar, dívidas com fornecedores de mercadorias ou matérias-prima, impostos a recolher, empréstimos bancários com vencimento nos próximos 360 dias, provisões de despesas geradas mas ainda não pagas, como: imposto de renda, férias, 13° salário etc Passivo Exigível a Longo Prazo São as dívidas de uma empresa que serão liquidadas ao final do exercício seguinte ao exercício corrente. Exemplos: financiamentos, títulos a pagar, duplicatas a pagar, notas promissórias a pagar, fornecedores, impostos a recolher, contas a pagar, contribuições a recolher, etc. Patrimônio Líquido Demonstra o total de recursos aplicados pelos proprietários da empresa, mais os resultados futuros na forma de lucro ou prejuízo: Capital Social + Reservas + Lucros / Prejuízos Receita Bruta Receita Bruta é a receita total decorrente das atividades-fim da empresa, é o "faturamento" da empresa Receita Líquida É a receita bruta menos: as devoluções de produtos, os descontos e os impostos incidentes sobre a venda Regime de Caixa Quando, na apuração dos resultados do exercício são considerados apenas os pagamentos e recebimentos efetuados no período Regime de Competência Quando, na apuração dos resultados do exercício, são c o n s i d e r a d o s a s r e c e i t a s e d e s p e s a s , independentemente de seus recebimentos ou pagamentos Rentabilidade Indica o percentual de remuneração do capital investido na empresa GLOSSÁRIO ! 42
  • 43. ! CONTINUA COM FOME? DÊ O PRÓXIMO PASSO
  • 44. CONTINUA COM FOME? Se esse livro abriu seu apetite de conhecimentos sobre financeiro, ótimo! No nosso site, você encontrará mais conteúdos relacionados. Você pode escolher, cursos, palestras gratuitas, planilhas e até uma consultoria a um preço que cabe no seu bolso! www.lojadeconsultoria.com.br Não deixe também de acompanhar o nosso blog para receber as dicas que acabaram de sair do forno. www.blog.lojadeconsultoria.com.br Aproveite! QUER AJUDAR? Contamos com a sua ajuda para melhorar esse produto. Se tiver qualquer dica ou sugestão que queira dividir conosco, envie-nos um e-mail para acenda@luzconsultoria.com.br e tenha o seu conteúdo inserido nas próximas versões desse livro com o seu nome e o nosso agradecimento! Muito obrigado! CONTINUA COM FOME? DÊ O PRÓXIMO PASSO ! 0 44
  • 45. ! 45