DESIGN REDIGPORTFOLIO
PETROBRAS DISTRIBUIDORA - Sistema de Equipamentos de Pista (Bomba Simples e Estante de Serviços)1970-72 (Escritório Aloisi...
SHELL BRASIL - Primeira Bomba Eletrônica                  1983-85 (colaboração Lula Hime)Projeto em equipe com aengenharia...
DRESSER-WAYNE - Peças Externas para Bomba “Vista”1992 e 95                                                                ...
DRESSER-WILLY - Calibrador Eletrônico de Pneus                1996O objetivo foi marcar o primeiroCalibrador eletrônico de...
DRESSER-WAYNE - Linha de Bombas “Century”1998                                            Desenvolvido com a engenharia bra...
CIA. BRASILEIRA DE PETRÓLEO IPIRANGA - Sistema de Mobiliário de Pista1999 (colaboração Claudia Haddad)                    ...
.D                                                                          O                        IPIRANGA - Mobiliário...
.D                                                                         O                    IPIRANGA - Mobiliário de P...
NOVO!                                       NOVO!CIA. BRASILEIRA DE PETRÓLEO IPIRANGA                                     ...
CIA. BRAS. DE PETRÓLEO IPIRANGA                                                                                    Prêmio ...
O   IPIRANGA - Bomba de Óleo “LubGas” - Conceituação                                                           .D         ...
CIA. BRASILEIRA DE PETRÓLEO IPIRANGA                - Bomba de Óleo “LubTruck” 2004Desenvolvimento do equipamentoLubGas pa...
CIA. BRASILEIRA DE PETRÓLEO IPIRANGA                - Sistema de Mobiliário de Pista (II) 2004Mantendo a imagem da elipse,...
IPIRANGA - Sistema de Mobiliário de Pista (II) (continuação) - SÍNTESE DO PROCESSO DE TRABALHO1. ESTUDOS                  ...
MELHORAMENTOS PAPÉIS - Redesenho de Porta-Guardanapos2004 (colaboração Claudia Haddad)                                    ...
PLAJET IND. E COM. DE PLÁSTICOS               - Porta-Guardanapos Santher 2006A Base comum a diferentes marcas, com Tampas...
PLAJET IND. E COM. DE PLÁSTICOS               - Porta-Guardanapos Joffel 2006A Base comum a diferentes marcas, com Tampasi...
METRÔ RIO / OPPORTRANS CONCESSÃO METROVIÁRIA - Marca, Identidade Visual e Sinalização1998-99 (em equipe com Claudia Haddad)
COMBRASCAN SHOPPING CENTERS- Sinalização da Passagem Subterrânea Rio-Sul1991 (em equipe com Claudia Haddad)
Design Redig     Associado ao grupo FocusBrandtel/fax (55-21) 3322.3383 9944.7171    tel/fax (54-11) 4552.0579        desi...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Redig portfolio 2009 (ênfase petrolíferas)

6,380

Published on

Published in: Design
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
6,380
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
17
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Redig portfolio 2009 (ênfase petrolíferas)

  1. 1. DESIGN REDIGPORTFOLIO
  2. 2. PETROBRAS DISTRIBUIDORA - Sistema de Equipamentos de Pista (Bomba Simples e Estante de Serviços)1970-72 (Escritório Aloisio Magalhães - concepção inicial Roberto Lanari) O projeto abrangeu a Bomba e o Mobiliário de Pista - o primeiro no Brasil. Os objetivos principais foram modularidade, economia de espaço e de materiais (em relação aos existentes no mercado), e possibilidade de produção por todos os fornecedores (então Gilbarco, Sadoll e Wayne).
  3. 3. SHELL BRASIL - Primeira Bomba Eletrônica 1983-85 (colaboração Lula Hime)Projeto em equipe com aengenharia da ShellBrasil, e assessoria dos 3fabricantes da época -Gilbarco, Sadoll e Wayne.A Cabeça eletrônica e oReceptáculo da pistolaforam peças totalmentenovas. A faixa pretalateral marca a separaçãoentre as 2 bombas, umapara cada lado da pista,ao contrário do que atéentão vigorava (sistemaoperacional definido pelacompanhia).As proporções do designresultaram iguais às docorpo humano. 1 2 4
  4. 4. DRESSER-WAYNE - Peças Externas para Bomba “Vista”1992 e 95 Prêmio SELO RIOcomDESIGN 1996 O projeto abrangeu 4 peças externas da Bomba: Painel frontal, Cobertura do teclado, Gancho da mangueira (peças injetadas) e Receptáculo da pistola (peça fundida). O objetivo principal foi suavizar o peso das linhas quadradas do produto existente, aproximando-as das curvaturas típicas do design de automóveis da época.
  5. 5. DRESSER-WILLY - Calibrador Eletrônico de Pneus 1996O objetivo foi marcar o primeiroCalibrador eletrônico destetradicional fabricante, com ainovação do design assimétrico, peloposicionamento do painel ao lado damangueira (e não acima, como écomum). A eletrônica permite estaliberdade de layout, que a tecnologiamecânica não permitia.O Gancho, desenhado para a BombaVista, serviu perfeitamente para amangueira de ar, mais fina e maislonga (com mais voltas),economizando custos ao aumentar ovolume de produção da peça (paraatender a 2 produtos distintos). Prêmio Top Ten Brasil Faz Design 1998
  6. 6. DRESSER-WAYNE - Linha de Bombas “Century”1998 Desenvolvido com a engenharia brasileira e norte-americana da empresa, este projeto visou minimizar custos. O design interferiu sobretudo na coluna, eliminando o plano frontal e alargando o chanfro, para dar mais leveza a esta peça estrutural, e para permitir a fixação do Receptáculo, evitando fazê-lo na porta, cuja movimentação torna inadequada a fixação de um conjunto pesado.
  7. 7. CIA. BRASILEIRA DE PETRÓLEO IPIRANGA - Sistema de Mobiliário de Pista1999 (colaboração Claudia Haddad) Redesenho de Mobiliário Prêmio Popai Prata 1999 Prêmio Top Ten Brasil Faz Design 2000 existente, fechando a forma a partir da elipse usada pela companhia nos postos. O conjunto é dividido em 3 módulos (administração, vendas, serviços), que podem também ser usados separadamente. Aumentamos o número de funções do equipamento, mas reduzimos sua área de ocupação na ilha em aprox. 30%. O material laminado ABS moldado a vácuo foi definido pela companhia.
  8. 8. .D O IPIRANGA - Mobiliário de Pista - Projeto Executivo - 4.3.99 pág.2 PÁG ETO OJ PR CONCEITUAÇÃO e CONJUNTO BÁSICOCONCEITUAÇÃOEste projeto se baseia nos seguintes princípios: empregada pela Ipiranga na ilha, através do diálogo elipse X triângulo (indicador de produto X pilar; módulo atendimento X lixeira).1. ECONOMIA DE CUSTO E DE ESPAÇORedução do material utilizado, mantendo-se as funções. Redução da variedade de 4. POSICIONAMENTO AVANÇADOpeças, economizando espaço na ilha: passamos de 6 para 3 Módulos - Colocamos o Mobiliário à frente do pilar, no campo visual do motorista, e aExpositor, Atendimento e Serviço (a Lixeira foi incorporada ao Expositor, a bomba de combustível atrás, próxima ao tanque do veículo, para facilitar tantoCaixa de fechamento do balcão ao Módulo Atendimento e o Calibrador ao pilar). o abastecimento quanto o serviço e a venda. O desenho do Mobiliário permite no entanto seu uso em qualquer posição, antes ou depois da bomba.2. ATENDIMENTO DUPLAFACE (SIMETRIA LONGITUDINAL)Partimos do princípio de que cada serviço deva ser acessível pelos dois lados da 5. INCORPORAÇÃO DE ITENS FUNCIONAISilha, o que gera um desenho simétrico no eixo longitudinal. Resultados: redução No Módulo SERVIÇO: mangueira de água; papel em rolo; drenagem ampla;da quantidade de peças, já que no lugar de 2 armários, um para cada lado, dutos hidráulicos e elétricos flexíveis para facilitar a instalação na ilha;podemos ter só 1, aberto para os dois lados; economia de material, ao eliminar os escorredor de óleo amplo, com concha para várias embalagens e funil.fundos dos armários; duplicação da profundidade útil, permitindo total No Módulo ATENDIMENTO: espaço para uso e guarda de equipamentosflexibilidade no aproveitamento do espaço interno; melhoria da ventilação eletrônicos, acima de 50cm da pista (computador, impressora fiscal,interna, que passa a ser cruzada. impressoras de cartões, etc.); espaço de balcão para uso do cliente. No Módulo EXPOSITOR: fixação do Módulo na ilha; fechamento com porta3. USO DA LINGUAGEM VISUAL IPIRANGA transparente para preservar os produtos mantendo a visibilidade; materialA simetria permitiu sintetizar, numa forma única, a linguagem visual já plástico em vez de metal para melhorar a durabilidade e a industrialização. 50cm 100 50 20 EXPOSITOR ATENDIMENTO SERVIÇO AR LIXEIRA (óleo e água) IN D I C A DO R DE PR O D U T O Todos os Módulos têm 1m PILAR BOMBA 50 de altura 7,4 fluxo r=17 r=177,4 1:20Em cores: Mobi liário projetado - Conj unt o Bás icoEm preto: Out ros element os da ilha
  9. 9. .D O IPIRANGA - Mobiliário de Pista - Projeto Executivo - 4.3.99 pág.3.1 PÁG ETO OJ PR MÓDULO ATENDIMENTO (administrativo) - Cortes transversais Corte A Corte B 50 50 Todos os peça removível Módulos têm para instalar 1m de altura vedação o monitor 101,5 (da ilha) impressora fiscal 19 ou tampa opção gaveta dupla gaveta tampa tampa gaveta 12,5 correia ajustável ” opção gaveta única r 14 nito 64,3o mo puxadores da CPU CPU cor do móvel caixa de derivação estabiliz. aberturas p/ ventilação 50 (da pista) porta porta porta porta 1,5 (da ilha) furo ilha 10 6 largo instalação(eventualmente descentrada) 1:10 pista 1:10
  10. 10. NOVO! NOVO!CIA. BRASILEIRA DE PETRÓLEO IPIRANGA NOVO! NOVO!- Display de Óleo Lubrificante 1999 NOVO! F1 MASTER MASTER F1 MASTER MASTER F1 MASTER MASTER F1 MASTER MASTER F1 MASTER MASTER Neste caso invertemos a curva da Ipiranga de convexa para côncava, favorecendo a visibilidade, principalmente dos produtos colocados nas prateleiras inferiores do Display (em laminado ABS moldado à vácuo). O equipamento prevê o uso de painéis de merchandising em diferentes escalas e configurações. Pode ser colocado na ilha (em dupla face), ou junto à parede (individualmente). Prevê ainda recipiente para distribuição de folheto, na parte superior.
  11. 11. CIA. BRAS. DE PETRÓLEO IPIRANGA Prêmio Popai Ouro 2000- Bomba de Óleo “LubGas” 2000 Com engenharia da companhia, este novo equipamento visa reduzir o preço do lubrificante, por servir a granel (em tambor de 200 litros instalado na ilha, sobre rodízios). A inclinação do plano superior evita o apoio de utensílios, e favorece a identificação da origem do produto pelo amplo visor, beneficiando sua confiabilidade. Fabricado em chapa de aço cortada a laser (assessoria técnica e produção da Mortorvac). Lubrificantes
  12. 12. O IPIRANGA - Bomba de Óleo “LubGas” - Conceituação .D PÁG ETO OJ PR II. PROPOSTAS DE DESIGN 270° (sem encostar II.1.no equipamento) Seguindo nossa filosofia de atendimento, este equipamento oferece o produto em ambos os lados da ilha (configuração "duplaface"), dando mais conforto tanto ao cliente como ao operador (frentista). II.2. Procuramos ocupar o mínimo de espaço (horizontal e vertical) na ilha, conferindo ao mesmo tempo boa visibilidade ao equipamento, para favorecer suas vendas. II.3. Visamos não obstruir a visibilidade geral do posto. II.4. fluxo Afastamos o ponto de saída da mangueira do corpo do equipamento, PILAR não só para evitar que ela o danifique durante o uso, mas para oferecer-lhe também maior liberdade de movimentaçãoIN D I C A DO R DE P RO D U TO e maior alcance. II.5. COMBUSTÍVEL No mesmo sentido, arredondamos a carenagem externamente, BOMBA DE o que facilita também a circulação em torno do equipamento. II.6. Para integrar o equipamento à linguagem visual dos Postos Ipiranga utilizamos a carenagem em forma de fuso (como nos letreiros e mobliário de pista), aplicando nela a cor cinza-padrão da empresa.
  13. 13. CIA. BRASILEIRA DE PETRÓLEO IPIRANGA - Bomba de Óleo “LubTruck” 2004Desenvolvimento do equipamentoLubGas para atendimento aomercado caminhoneiro, seguindo osmesmos princípios, ampliando porémsua escala e seus componentes, paraabranger 2 tambores de óleo, o quepermite sua troca sem interrupção doserviço. Devido ao comprimentomaior, a mangueira é embutida nacarenagem em carretel retrátil. Lubrificantes Lubrificantes
  14. 14. CIA. BRASILEIRA DE PETRÓLEO IPIRANGA - Sistema de Mobiliário de Pista (II) 2004Mantendo a imagem da elipse, agora na vertical, os objetivosprincipais deste novo projeto de Mobiliário para a companhiaforam reduzir ainda mais a área ocupada na ilha, aumentando-se a altura do móvel (sem obstruir a visibilidade) e tornar os 3módulos independentes, além de acrescentar algumas funções,eliminando outras. O material é chapa metálica (alumíniopintado), visando maior resistência e facilitando a produção,manutenção e reparação.
  15. 15. IPIRANGA - Sistema de Mobiliário de Pista (II) (continuação) - SÍNTESE DO PROCESSO DE TRABALHO1. ESTUDOS 4. MOCK-UP 5. PROTÓTIPO2. ESTUDO PRELIMINAR3. ANTEPROJETO 6. PRODUTO mód. administrativo mód. serviço mód. expositor mód. administrativo mód. serviço mód. expositor
  16. 16. MELHORAMENTOS PAPÉIS - Redesenho de Porta-Guardanapos2004 (colaboração Claudia Haddad) antes depois
  17. 17. PLAJET IND. E COM. DE PLÁSTICOS - Porta-Guardanapos Santher 2006A Base comum a diferentes marcas, com Tampasindividualizadas, permite economizar 50% do moldedeste produto, parte principal do investimentoprodutivo, no caso de peças de plástico injetado.
  18. 18. PLAJET IND. E COM. DE PLÁSTICOS - Porta-Guardanapos Joffel 2006A Base comum a diferentes marcas, com Tampasindividualizadas, permite economizar 50% do moldedeste produto, parte principal do investimentoprodutivo, no caso de peças de plástico injetado.
  19. 19. METRÔ RIO / OPPORTRANS CONCESSÃO METROVIÁRIA - Marca, Identidade Visual e Sinalização1998-99 (em equipe com Claudia Haddad)
  20. 20. COMBRASCAN SHOPPING CENTERS- Sinalização da Passagem Subterrânea Rio-Sul1991 (em equipe com Claudia Haddad)
  21. 21. Design Redig Associado ao grupo FocusBrandtel/fax (55-21) 3322.3383 9944.7171 tel/fax (54-11) 4552.0579 designredig@alternex.com.br hkogan@focusbrand.com Av. Pres. João Goulart 401-C-311 Palpa 3088 Rio de Janeiro RJ 22450-240, Brasil Buenos Aires C1426DPF, Argentina
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×