Emanuela silva rebecaaismini
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,412
On Slideshare
1,395
From Embeds
17
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
6
Comments
0
Likes
0

Embeds 17

http://aloisiomagalhaesbr.wordpress.com 17

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. TIME LINE DOS DESIGNERS BRASILEIROSInstituto INFNETNome: Emanuela Silva e Rebeca AisminiTurma: GDG2011M
  • 2. SumárioI. Designers PesquisadosII. A escolha do TemaIII. Fundamentos do Design IIIV. Processos CriativosV. Cores no DesignVI. IlustraçãoVII. Usabilidade e InterfaceVIII. Time LineIX. Bibliografia
  • 3. I - Designers pesquisados� Aloísio Magalhães� Ruben Martins� César Villela� Rogério Duarte� Amilcar de Castro� Hans Donner� Rico Lins� Ana Couto Branding & Design� Gringo Cardia� Bárbara Szaniecki� Nice Lopes� Guilherme C. Lima� Joana Lyra� Irmãos Campana� Alexandre Wolner� Guto Lacaz� Kiko Farkas� Liane Kreitchmann� Marcelo Pallotta� Oscar Niemayer
  • 4. II - A escolha do temaFocamos numa linha do tempo, a partir de 1960 até o ano 2000, com um tema da nossaescolha: Design. Tivemos várias idéias como: “A influência da cor no design”, “Design nosanos 80” e “Design na tecnologia”.Dialogando com o professor Francisco Valle, resolvemos que seria algo que nos remetesseao design no Brasil, pois, queríamos valorizar toda a nossa trajetória e como foram criadasas suas obras, nessa época. A partir desses pensamentos, definimos a elaboração do projeto.
  • 5. III - Fundamentos do design IICom o tema definido: A Trajetória dos Designers Brasileiros de 1960 a 2000. Optamospor uma pesquisa aprofundada dos momentos mais importantes da identidade visualbrasileira. O objetivo: ter o conhecimento dos nossos designers.Queríamos falar sobre os que fizeram história. Exemplos: Aloísio Magalhães, um dospioneiros do design no Brasil, foi uma grande influência. Inclusive, foi em sua homenagem,que descobrimos que o dia Nacional do Design é comemorado em cinco de Novembro,dia do seu nascimento. E dos designers que talvez, não fossem tão conhecidos,adquirindo um novo conhecimento e aprendizado. Assim, pudemos mostrar outrosdesigners muito bons, e o melhor, todos brasileiros!
  • 6. IV - Processos CriativosPartimos para o processo e informações de fato. Buscamos, inicialmente, o conteúdo coma pesquisa de textos e imagens. Somamos momentos importantes e palavras chaves, paraacrescentar ou cortar frases e trechos.O resumo abaixo dos designers foi encontrado em sites e livros, juntamente com as fotos,exemplificado no item bibliografia. Depois de orientações dos professores, quanto aodesenvolvimento do tema, já decidido, pensamos em qual objeto poderíamos utilizar paraapresentar o nosso trabalho.Dos 20 designers escolhidos, citados na segunda página, nem todos estão incluídos no timeline. Um mesmo designer foi repetido em mais de um momento importante. Os que nãoestão na linha, são igualmente relevantes e complementaram o nosso estudo para concluirum projeto com conteúdo e consistência.
  • 7. V - Cores no DesignCores como laranja, cinza e preto foram escolhidos, tanto para trabalhar a apresentaçãoimpressa, quanto a sua distribuição no memorial.Estas escolhas priorizam a visualização do trabalho, mesmo que fugindo do tradicional verde eamarelo (já que tratamos do Brasil). Laranja como cor predominante, por ser uma cor quente,que remete ao clima tropical de nosso país. É utilizada na nossa instituição para representar oDesign. Também, está relacionada à criatividade, atraindo o olhar e excitando as emoções. Opreto e o cinza servem de apoio para a cor mais viva, com a função de facilitar a leitura.Testes de impressões foram realizados para verificarmos como ficariam as cores impressas,tamanho dos elementos no layout e se possuía legibilidade dos mesmos ou não. Palheta de cor do layout impresso Palheta de cor do relátorio C=0 R = 250 Pantone = 1375C C = 19 R = 196 Pantone = 1675C M = 40 G = 167 M = 70 G = 101 Y = 85 B = 63 Y = 100 B = 41 K=0 K=5 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 C=0 R = 35 Pantone = Process Black C C=7 R = 226 Pantone = 466C M=0 G = 31 M = 25 G = 186 Y=0 B = 32 Y = 40 B = 149 K = 100 K=3 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 C = 26 R = 182 Pantone = 7535C C =15 R = 200 Pantone = 876C M = 20 G = 180 M = 15 G = 125 Y = 35 B = 159 Y = 80 B = 89 K=5 K=7 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100
  • 8. VI - IlustraçãoPara ter aproveitamento máximo da disciplina, fizemos vários testes de algumas ferramentasdo Adobe Ilustrator aprendidas em sala aula na nossa time line que foi impressa: texto emcírculo e vetorização da foto, desenhos com fontes: quebrando-as e transformando-as emdesenho, depois as soldando com espirais. Com as imagens em vários tamanhos(arredondadas, quadradas, retangulares e verticais), após várias tentativas optamos por trabal-har com uma só cor para as linhas e a seta ao centro e, usamos o preto para textos (mesmosendo um gráfico mais simples). Priorizamos a distribuição e a clareza de conteúdos. Realiza-mos também uma vetorização de uma foto de A. Magalhães, para ser aplicado na capa domemorial do nosso projeto.
  • 9. VII - Usuabilidade e interfaceForam muitas as idéias: a primeira opção foi fazer um site com a ilustração de um metrô napágina home, com a identificação do número do time line: 1960/2000, com uma animaçãocorrendo horizontalmente. Chegamos a iniciar o wire frame do layout e seu template,porém, exigiu código Java Script. Buscamos outro caminho.A seguir, desenvolvemos um gráfico no Adobe ilustrator e imprimimos em tamanho A1com isso, pode se arrumar melhor as informações e imagens não perdendo a resolução dasfotos. Essa escolha foi o tamanho exato para o trabalho, onde todo o conteúdo tem umahierarquia usando a lei de GestaltForam feitos bastante teste de cores e impressões, por exemplo: a folha na horizontal ouna vertical, a espessura da seta e dos gráficos. Quisemos torná-lo o mais sutil possível, semexcessos (uma linha não poluída, com muitas cores, fundos ou marca d’água). Que passassea informação direta e objetiva. Que o usuário pudesse encontrar a sua busca, dos designersbrasileiros, e tivesse a resposta com clareza. Uma identificação de sua obra com umpequeno trecho de especificação do autor.O texto está escrito em Gill Sans MT / tamanho 18 - a opção foi por ela ser delicada eelegante. Precisávamos de uma tipografia que estivesse em harmonia com o layout. Titulo A trajetória dos Designers Brasileiros de 1960 à 2000 Imagem llustrativa Em sua produtora Mesosfera, transita com Criou com a atriz Mariza Orth a ONG Espectaculu. Que capacitam alunos de do designer ou da obra Cenografia, Programação Visual, Vídeo e Cinema. 2000 comunidades de baixa renda, em técnicas de artes visuais. Gringo Cardia ONG Espectaculu Texto Melhor Portfólio publicado na revista Design Gráfico. Excelência Gráfica pelo livro Personagens Femininos de Vânia Toledo. A mesa desmontável Zig Zag concebida em 1985 1999 Ana Couto Branding & Design realizou trabalhos para: Unibanco, ganhou produção em série em 2009, para a comemoração dos 1993 GUTO LACAZ 30 anos da Tok&Stok.. Data 1993 Ana Couto Branding & Design foi criado no RJ, é uma consultoria estratégia de marcas. Em Londres, ilustrou livros destinados a crianças cegas, ou com problemas de linguagem, percepção e cognição. 1986 A. Magalhães realiza sua última série de desenhos, em preto RICO LINS e branco retratando Olinda. Ele morre na madrugada de 13 de Setembro em Pádua-ITA. OLINDA-PE 1° a utilizar a computação gráfica, na linguagem televisiva. Seu trabalho mais 1982 conhecido é a logo da TV Globo. HANS DONNER 1° LOGO DA GLOBO COM 1988 COMPUTAÇÃO GRÁFICA Famoso por suas esculturas Autor de O gráfico Amador: neoconcretas. Recortadas em formas Origens da Moderna Tipografia Brasileira. geométricas. GUILHERME 1970 FEITAS C/ CHAPA DE CUNHA LIMA AMILCAR DE CASTRO AÇO E FERRO Mentor intelectual do movimento Tropicalista; A identidade visual da Petrobrás, passou ao longo dos anos por reformulações mas, continua com o mesmo espírito inicial. 1967 ROGÉRIO DUARTE 1° LOGO PETROBRÁS Aloísio criou as notas do Cruzeiro Novo. E outras identidades como: Banco Nacional. 1966 Produziu a capa do disco Tropicália, A. MAGALHÃES na voz de Caetano Veloso. Rogério Duarte Produziu o cartaz de Glauber Rocha: 1965 “Deus e o Diabo na terra do Sol”. TROPICÁLIA DEUS E O DIABO 1964 Aloísio Magalhães criou a 1° logoda TV Globo. NA TERRA DO SOL Que entra ao ar no mesmo ano. Abusou do minimalismo, ajudou a criar a imagem da Bossa Nova: elegante, discreta Produziu a capa do disco De Vínicios e moderna. de Maraes e Tom Jobim: 1° LOGO TV GLOBO 1963 CÉSAR VILELA Criação Da ESDI. Ele integrou na Fundação em 1963. 1962 ALOÍSIO MAGALHÃES GAROTA DE IPANEMA Foi o designer responsável pelo escritório Representou O Brasil na XXX Bienal de Veneza. Forminform. Difundiu a profissão em Funda o escritório MNP (Movimento Nacional de Produtos). inúmeras frentes. Atualmente chama-se PVDI , que fica em Botafogo/RJ. 1960 RUBEN MARTINS ALOÍSIO MAGALHÃES
  • 10. VIII - Time LinePesquisa de como foi sendo modificado e construído o design brasileiro.Década de 60Aloísio Magalhães - um dos maiores designers brasileiros do século XX. Em sua homenagem, cincode novembro de 1927, foi convencionado como o Dia Nacional do Designer.Surgiu a Jovem Guarda estilo de música, vestuário e comportamento que fez muito sucesso no Brasile na Europa.1960 - A. Magalhães representa a XXX Bienal de Veneza. Funda a MNP (Movimento Nacional deprodutores).1962 - Ocorre à criação da ESDI (Escola Superior de Desenho Industrial), a primeira escola dedesign na América Latina. A. Magalhães ajudou na fundação que integrou em 1963. Um importantemarco e início do reconhecimento do trabalho do designer no Brasil.1960 - Ruben Martins foi design responsável pelo escritório Forminform. Difundiu a profissão eminúmeras frentes. Criou nomes e símbolos para produtos e embalagens. 1963 - César Villela abusou do minimalismo, ajudou a criar a imagem da Bossa Nova: elegante,discreta e moderna. Destaque para Vinícius de Moraes e Tom Jobim “Garota de Ipanema”. Criador doconceito visual da gravadora Elenco e pai de álbuns da MPB: Maysa, Nara Leão, Baden Powell, entreoutros.1964 - Rogério Duarte um dos seus trabalhos mais conhecidos está o cartaz elaborado para olonga “Deus e o Diabo na Terra do Sol” de Glauber Rocha, diretor expoente do Cinema Novo.1965 - Entra no ar a TV Globo do Rio. A. Magalhães criou o1° logotipo, além de projetos de identi-dade visual para a Light,VI Bienal em SP, entre outros.1966 - A. Magalhães criou as notas do cruzeiro novo e outras identidades como: a do BancoNacional.1966 - Ruben Martins eliminou todos os elementos desnecessários da Bozzano, preser¬vandosomente o nome do produto e a marca da empresa. Inovou na 1° linha para produtos masculinos daBozzano.1967 - Rogério Duarte um dos mentores intelectuais do movimento Tropicalista. Trabalhou comWally Salomão, Gilberto Gil, Tom Zé, “explode” com a capa de disco Tropicália.Década de 70O Brasil completou 150 anos como um país independente, em meio a um clima de otimismo eesperança. Canções e slogans divulgavam frases de um nacionalismo que tentava se recuperar.1970 - Amilcar de Castro famoso por suas esculturas neoconcretas feitas com chapas de aço e ferrorecortadas em formas geométricas.1970 - A identidade visual da Petrobrás, passou ao longo dos anos por reformulações, mas continuacom o espírito da criação inicial de A. Magalhães.
  • 11. 1970 - Guilherme Cunha Lima Leciona na graduação e no mestrado da ESDI e lecionou por muitosanos no curso de comunicação visual da UFPE. Realiza pesquisas sobre História do Design brasileiroe, é autor do livro O Gráfico Amador: Origens da Moderna Tipografia Brasileira. Tem um trabalhoextenso como designer e direção de arte, tendo montado em Recife, em 1970-80, o escritório deDesign Cunha Lima & Associado. Fez a identidade visual da Indaiá, entre outros.1973 - A. Magalhães realizou, uma série de litografias em preto e branco, homenageando o artistaholandês Escher.1974 - Guto Lacaz nasceu em SP. Estudou Arquitetura. Desde então, trabalha em seu próprio estúdio,o Arte Moderna, onde realiza todo o tipo de trabalho de criação.Recebeu dois prêmios Abril de Jornalismo, por ilustrações na revista Playboy.Teve o melhor portfólio publicado nos anos de 1988 e 1999 na revista Design Gráficos. ExcelênciaGráfica pelo livro Personagens Femininos de Vânia Toledo.1976 - O mais importante escritório de design do país MNP transforma-se na PVDI (ProgramaçãoVisual Desenho Industrial). Atualmente, PVDI Design é dirigido por Rafael Rodrigues e Nair de PaulaSoares, em Botafogo-RJ.1979 - A. Magalhães dirigiu o IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional),começou a traçar um novo desenho para o quadro institucional relacionado com a questão culturalno Brasil.Década de 80A computação começou a modificar as mídias. Facilitou o trabalho dos designers. Porém, sendo aindauma opção cara, muitos continuaram usando “antigas” técnicas como: papel, régua e compasso. Essadécada caracterizou-se a revolução que a informática provocou nas artes gráficas.1982 - A. Magalhães realiza sua última série de desenhos - um conjunto de litografias em preto ebranco retratando Olinda. Morre na madrugada de 13 de junho em Pádua-Itália.1985 - Guto Lacaz inventou a mesa desmontável Zig Zag. Que ganhou produção em série, para acomemoração dos 30 anos da Tok&stok.1986 - Rico Lins, carioca, formou-se em 1976 pela ESDI, mudou para Paris. Posteriormente, emLondres, ilustrou livros destinados a crianças cegas ou com problemas de linguagem, percepção ecognição.1988 - Hans Donner austríaco nascido na Alemanha, naturalizado brasileiro. Seu trabalho maisconhecido é a criação do logotipo da Globo. Foi o 1° designer do mundo a utilizar a computaçãográfica, na linguagem televisiva, abrindo caminho para uma nova maneira de fazer arte. Mas alerta:suas criações têm origem em um computador chamado cérebro. Responsável pelas vinhetas e peçasde abertura de muitos de programas: Jornal Nacional, Jornal Hoje, Fantástico, entre outros. Também,telenovelas e o design dos cenários dos programas jornalísticos da emissora.Década de 90A TV tornou-se muito importante. Outra opção era a TV a Cabo. Multiplicou as oportunidades detrabalho para os designers. Ampliou, consideravelmente, as suas áreas de atuação.O crescimento da atuação nessa década refletiu-se também nas Bienais promovidas pela ADG, desde1992.Criaram-se mais uma área para os designers: o design para web.
  • 12. Os sinais gráficos, em geral, sofreram grande influência das novas mídias, ganhando volume e expl-orando a tridimensionalidade.1990 - Amilcar de Castro aposentou-se, dedicou-se exclusivamente, à atividade artística. Ensinou naFaculdade de Belas Arte / MG até 1980. Mineiro, trabalhou também como diagramador, responsávelpela reforma gráfica do Jornal do Brasil.1993 - Foi criada no RJ Ana Couto Branding & Design é uma consultoria estratégica de marcas, com17 anos de experiência. Ana formou-se em design pela PUC. Seu escritório tem cerca de 50 profis-sionais, com diferentes formações.1997 - Rico Lins voltou ao Brasil, radicou-se em SP. Recebeu o Prêmio Abril de jornalismo, com o 1°lugar no concurso de cartazes da XXI Bienal de SP.1997 - Joana Lira nascida em 1976, em Recife. Iniciou aos 17 anos, estampando tecidos à mão, noateliê de sua mãe. Ao se formar como designer gráfico pela UFPE, nesse ano, realizou sua primeiraexposição de pintura em tela, chamada Bichos Aloprados. Tem como base a cultura pernambucana,artesanato, literatura de cordel, a arte armorial de Ariano Suassuna. Criou também pinturas empeças de porcelana, a cenografia do carnaval do Recife e o festival de inverno de PE.1999 - Ana Couto Branding & Design realizou trabalhos para Unibanco, Coca Cola e Metro Rioentre outros. Ela Recebeu o Prêmio colunistas de profissional de marketing. No ano seguinte, foiescolhida como a melhor empresa de design, pelo mesmo Prêmio.Década de 2000No fim do século XX ficou o apelo à busca da identidade visual no design brasileiro.2000 - Gringo Cardia Planejou com Bia Lessa, o pavilhão brasileiro na expo 2000, em Hannover(Alemanha). Gringo - nasceu no RS, formou-se em arquitetura na UFRJ. Criou com a atriz MarizaOrth, a ONG Espectaculu, onde capacitam alunos de comunidades de baixa renda em técnicas deartes visuais. A sua produtora transita entre a realidade tridimensional construída (cenografia),bidimensional desenhada (programação visual) e a imagem em movimento (vídeo e cinema).2000 - Bárbara Szaniecki carioca, pesquisadora da ESDI, mestre em design pela PUC-RJ.Venceu oconcurso da 5° Bienal do design gráfico, que tinha como tema a expressão da identidade brasileira.Com a popular embalagem para limão e maracujá, feita pelos ambulantes, ela explorou cores como overde e amarelo, que muito agradou. Desde 1997, é coordenadora de design da revista LugarComum - estudo de mídias, cultura e democracia e, a partir de 2003, editora de conteúdo e design,da revista Global/Brasil - voltado para política e arte contemporânea.2000 - Nice Lopes ¬¬¬Santista, formada em publicidade teve sua obra publicada em 2007 na “Illus-tration Now”, o livro que reúne o trabalho de 150 ilustradores de 25 países diferentes. Ilustrou paracoleção Primavera da confecção e loja Bicho Comeu, na Revista Claúdia.Virtualmente, pode-secomprar os seus Bottons, calendários, chaveiros, imãs, entre outros.
  • 13. VIII - BibliografiaLivros:A referência no design gráfico - Gomez-PalacioAntologia da literatura brasileira - A. Medina Rodrigues - Fernando dos S. Costa - Ivan P.TeixeiraSites:http://forum.outerspace.terra.com.br/showthread.php?t=299838http://eduardobarroso.blogspot.com/2008/05/quase-quatro-dcadas-de-design.htmlhttp://www.i-diseno.org/PDFarticulos/DesignDigital_MoutinhoRubio.pdfhttp://vitrola.blogspot.com/2009/09/vamos-fazer-tudo-em-alto-contraste.htmlhttp://www.mamam.art.br/mam_apresentacao/aloisio.htmhttp://copaecabanna.wordpress.com/2010/09/10/grandes-nomes-do-design-brasileiro-aloisio-magalhaes/http://dezcapas.wordpress.com/2011/09/02/cesar-vilela/http://musica.uol.com.br/ultnot/2008/07/31/ult5955u28.jhtmhttp://www.enciclopedianordeste.com.br/0194.phphttp://abcdesign.com.br/por-assunto/historia/ruben-martins-um-pioneiro/http://educacao.uol.com.br/artes/amilcar-castro.jhtmhttp://www.portalcdr.com.br/noticiasDetalhes.php?id=455http://nicelopes.blogspot.comhttp://www.revistadsign.kit.net/paginas/rico.htmhttp://www.ifd.com.br/blog/design/rogerio-duarte-o-designer-tropicalista/http://www.mam.org.br/fronteiras/swf/http://www.google.com.brhttp://books.google.com.br/books?id=cEyt3njnR4C&pg=PA298&lpg=PA298&dq=designer+gr%C3%A1fico+do+disco+garota+de+ipanema&source=bl&ots=Rp3kJoGb4&sig=SX4PcC5WtQ_6kC5xsuzWLP0IM14&hl=ptBR&ei=hfleTt_SOtLK0AHm7YCmDA&sa=X&oi=book_result&ct=result&resnum=3&ved=0CDIQ6AEwAg#v=onepage&q=designer%20gr%C3%A1fico%20do%20disco%20garota%20de%20ipanema&f=false