Qualidade aa água

7,750 views
7,461 views

Published on

trabalho de area de projecto secundario 2006 2007

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
7,750
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
56
Actions
Shares
0
Downloads
350
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Qualidade aa água

  1. 1. Escola Secundária de Carregal do Sal Área de projecto – Físico-Química Ano lectivo 2006/2007 17 de Maio de 2007
  2. 2. O que é a Água? A água, também designada óxido de hidrogénio, cuja fórmula empírica é H20, é um composto químico fundamental para a vida na Terra. Do ponto de vista químico, a água é constituída por átomos de oxigénio e átomos de hidrogénio. A água é uma das poucas substâncias químicas do nosso planeta que ocorre naturalmente nos três estados: líquido, sólido e gasoso. Os recursos de água existentes no nosso planeta são: Oceanos e mares Rios Ribeiros e nascentes Gelo A neve das regiões polares e os glaciares A água contida nos solos superficiais Lençóis de água subterrâneos
  3. 3. Para que se destina? Indústrias Explorações Higiene Agrícolas pessoal Lazer Ingestão …
  4. 4. Tratamento O tratamento convencional consiste nos seguintes processos:  Crivagem e Tamização - A água passa através de crivos. As partículas mais grosseiras, de tamanho superior à malha do crivo, ficam retidas.  Floculação - Após a adição de um produto coagulante (sulfato de alumínio, cloreto férrico...) as partículas aglomeram-se para formar uma massa chamada quot;floco”.  Decantação - O floco acumula-se no fundo do decantador donde é retirado periodicamente sob a forma de lama.  Filtração - As partículas que não tiverem sido removidas no decantador ficam retidas num filtro de areia fina que é lavado regularmente para evitar a sua colmatação.
  5. 5. Tratamento  Afinação - Pode ainda ser necessário remover as substâncias dissolvidas indesejáveis com recurso ao uso de carvão activado ou transformá-las por acção de um oxidante poderoso (ozono). Pode também ser necessário regular o equilíbrio calcocarbónico da água.  Desinfecção - Eliminação de germes patogénicos para evitar doenças infecciosas.
  6. 6. Factores que influenciam a qualidade da água Cor Uma água de boa qualidade deve-se apresentar incolor; Se a água apresentar qualquer tipo de cor, esta deve-se à presença de substâncias dissolvidas ou finamente divididas; Essas substâncias podem ou não ser prejudiciais à saúde; Para melhorar a capacidade de detecção, são utilizados aparelhos chamados comparadores, que possibilitam medir a intensidade da cor aparente de uma amostra de água; Além de eventuais riscos para a saúde, uma água com cor pode trazer transtornos para o usuário, como manchas em roupas, em louças sanitárias ,etc..
  7. 7. Factores que influenciam a qualidade da água pH O pH é uma medida indirecta do potencial que uma água tem de provocar danos (corrosão, incrustações) em tubulações; Águas com pH muito baixo tendem a ser corrosivas; Águas com pH muito alto tendem a ser incrustantes; Além dessas propriedades, o pH é utilizado também como indicador de estabilidade química da água; Valores padrão: mínimo = 6,0 e máximo = 8,5
  8. 8. Factores que influenciam a qualidade da água Condutividade A condutividade eléctrica é a capacidade que a água possui de conduzir corrente eléctrica. Este parâmetro está relacionado com a presença de iões dissolvidos na água, que são partículas carregadas electricamente. Em águas continentais, os iões directamente responsáveis pelos valores da condutividade são, entre outros, o cálcio, o magnésio, o potássio, o sódio, carbonatos, carbonetos, sulfatos e cloretos.
  9. 9. Factores que influenciam a qualidade da água Metais São essenciais para o metabolismo das plantas e/ou animais na forma de micronutrientes. Outros, contudo, não são necessários à vida das plantas ou animais, embora existam na natureza. Do ponto de vista da poluição ambiental, os metais podem ser classificados de acordo com o seguinte critério: Metais não críticos; Metais tóxicos, mas muito insolúveis ou muito raros; Metais muito tóxicos e relativamente acessíveis Os metais são introduzidos nos sistemas aquáticos, pelo desgaste das rochas e dos solos, como resultado de uma variedade de actividades antropológicas.
  10. 10. Factores que influenciam a qualidade da água Toxicidade No ambiente aquático, a toxicidade dos metais depende de vários factores:  Forma do metal na água  Presença de outros metais ou venenos  Factores ambientais  Condições do organismo receptor  Respostas comportamentais Áreas na proximidade de saídas de esgoto contêm muitas vezes elevadas concentrações de metais, particularmente se a linha de esgoto é receptora de descargas de operações industriais que utilizem esses elementos.
  11. 11. Poluição das águas De todos os males ambientais, a contaminação das águas é o que apresenta consequências mais devastadoras; As águas podem ser contaminadas pelos poluentes de várias origens, tais como: Descargas de resíduos industriais, Esgotos urbanos, Da atmosfera por precipitação, Dos solos, Quando uma grande quantidade de substâncias químicas poluentes é lançada na água, vai constituir a chamada poluição química. Entre estas substâncias distinguem-se, pelos seus efeitos nocivos, o petróleo, os detergentes e os fertilizantes. A principal poluição do ambiente é aquela causada pela falta de consciência do Homem.
  12. 12. Medidas Correctivas É preciso estar preparado para lidar com o problema da poluição, quer tenha ele surgido pela ignorância das consequências que arrasta, por acidentes ou por quaisquer outras causas. Restaurar um aquífero até à sua condição anterior nem sempre será possível; Existem, potencialmente, cinco métodos à nossa disposição para restaurar a qualidade das águas subterrâneas: 1) Eliminação da fonte poluidora, permitindo que a restauração do aquífero se dê por processos naturais; 2) Acelerar a velocidade de remoção dos contaminantes pelo uso de poços de extracção, valas e drenos; 3) Instalar barreiras impermeáveis para bloquear o alastramento da contaminação;
  13. 13. Medidas Correctivas 4) Indução de reacções químicas ou biológicas a fim de neutralizar ou imobilizar o contaminante; 5) Escavar e remover a parte contaminada do aquífero.  Será sempre a natureza do aquífero, juntamente com o tipo de poluição presente, que ditará as medidas correctivas a serem aplicadas. Sejam quais forem as medidas adoptadas, será sempre melhor prevenir que remediar, isto é, a prevenção da poluição das águas subterrâneas será sempre mais económica e mais efectiva que a sua descontaminação.
  14. 14. Procedimento 1. Recolha de uma amostra de água de uma fonte pública 2. Análise de alguns parâmetros no laboratório da Escola Superior Agrária de Coimbra (ESAC) 1. Cor 2. pH 3. Condutividade 4. Turvação 5. Nitratos 6. Nitritos 7. Ferro 8. Oxibilidade 9. Manganês 3. Conclusões
  15. 15. Resultados Parâmetro a analisar Resultado VMR (valor médio recomendável) Aspecto/Cor Límpida/incolor - 6,5 – 8,5 pH 5.7 Condutividade µS/cm 135 400 Turvação NTU ND 0,4 Nitratos mgN/L ND 5,7 Nitritos mgN/L ND - Ferro mg/L 0.01 0,05 Oxibilidade mg/L 1.5 2 Manganês mg/L 0.1 0,02
  16. 16. Não há vida sem água A água é um Alterar a qualidade bem precioso da água é indispensável a prejudicar a vida todas as do Homem e dos actividades outros seres vivos Todos temos o dever de humanas contribuir para a conservação da água porque Cada um de A água é um nós tem o património de dever de a todos e todos economizar e devemos utilizar com reconhecer o cuidado seu valor
  17. 17. Trabalho realizado por: João Oliveira Mónica Cordeiro
  18. 18. Valor máximo recomendável  VMR  Valor da norma de qualidade que, de preferência, deve ser respeitado ou não excedido.

×