Your SlideShare is downloading. ×
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM

3,347

Published on

Aula ministrada no curso de Especialização em Educação a Distância das Faculdades INTA. Disciplina: Ambientes Virtuais de Aprendizagem.

Aula ministrada no curso de Especialização em Educação a Distância das Faculdades INTA. Disciplina: Ambientes Virtuais de Aprendizagem.

Published in: Education
0 Comments
6 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
3,347
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
6
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Faculdades INTAPró-Diretoria de Pós-GraduaçãoCurso de Especialização em Educaçãoa DistânciaAMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM Prof. Dennys Leite Maia Sobral – CE Fevereiro/2011
  • 2. APRESENTAÇÕESPedagogo - Universidade Estadual do Ceará (UECE);Bolsista de iniciação científica do Grupo de PesquisaLaboratório de Tecnologias Educacionais e Software Livre(LATES);Especialista em Planejamento, Gestão e Implementação deEducação a Distância – Universidade Federal Fluminense(UFF);Mestrando em Educação – UECE;Integrante do Grupo de Pesquisa Matemática e Ensino(MAES);Professor convidado do curso de especialização emDocência em EaD - Universidade de Fortaleza (UNIFOR).
  • 3. A DISCIPLINAEMENTA: Comunidades e Redes virtuais de aprendizagem; Ambientes Virtuais de Aprendizagem; Mídias digitais; Cooperação x Colaboração; Abordagens pedagógicas em EaD; Ferramentas de AVA; Atividades em um AVA; Prática no AVA Dokeos.OBJETIVOS: Geral: Compreender e saber fazer uso de um AVA para EaD. Objetivos: Definir o que é um AVA e suas características; Praticar no AVA Dokeos; Elaborar atividades em um AVA.
  • 4. DESENVOLVIMENTOTrês encontros presenciais (12h): 12 de Fevereiro de 2011 18:00h as 22:00h 13 de Fevereiro de 2011 08:00h as 12:00h 14:00h as 18:00hComponente a distância (18h): 14 a 26 de Fevereiro Atividades no Dokeos; Elaboração de curso no Dokeos.
  • 5. POR QUE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA??? Um pouco de história...
  • 6. O DESENVOLVIMENTO DA EAD:DAS CORRESPONDÊNCIAS À WEB
  • 7. FASES DA EADA partir das formas de veiculação de conteúdo (mídias): Ensino por correspondência: Materiais didáticos enviados por correio; Linguagem escrita → Impressos (Texto e Imagem); Telensino: Uso dos meios de comunicação de massa com a postagem de material; Linguagens sonora e audiovisual → Rádio, TV e Vídeo; Ensino on-line: Computador conectado à internet, reunindo “antigas” e “novas” mídias; Linguagem multimidiática → Computadores e Internet.
  • 8. UNIDIRECIONAL ALUNO PROFESSOR ALUNO BIDIRECIONALPROFESSOR ALUNO
  • 9. OBSERVAÇÃOObjetivo alcançado com as duas primeiras fases →transmissão de conteúdo (concepção tradicional deensino);O que muda com a terceira fase é a forma de:acesso, interação e interatividade;Aumenta a velocidade de tráfego de dados(conteúdos); diversifica as mídias; amplia os meiosde comunicação etc;Essas características são possíveis com o advento datecnologia digital.
  • 10. CÓDIGO BINÁRIO 000100100101101010110111100101 1110100001101110
  • 11. TECNOLOGIA DIGITALKenski (2007): “as possibilidades de uso de mídiascada vez mais interativas em educação têm alterado,e muito, a concepção do que é educação presenciale a distância”;Maior acesso à informação → Conhecimento;Via de mão dupla → Rede (teia) colaborativa.
  • 12. COMUNIDADES DE APRENDIZAGEMSurgem novos espaços para se ter e fazer educação;Comunidades virtuais → Redes de aprendizagem:aprendizes e professores interagem, cooperam eaprendem juntos;Professor assume os papéis de: Mediador, Moderador,Observador e Articular no processo de ensino eaprendizagem (Prado e Almeida, 2003);Ambiente no ciberespaço em que ocorre cooperação ecolaboração.
  • 13. COOPERAÇÃO X COLABORAÇÃOAtividade cooperativa: Atividade colaborativa: Requer um grupo; Embora a atividade seja individual, os sujeitos Todos atuam sobre o contribuem para o mesmo problema; trabalho do outro; Nota final comum a Nota final é individual. todos os membros. INTERAÇÃO
  • 14. COOPERAÇÃOFonte: <http://fernandoscpimentel.blogspot.com/2009/08/processos-de-cooperacao-e-colaboracao.html>
  • 15. COLABORAÇÃOFonte: <http://fernandoscpimentel.blogspot.com/2009/08/processos-de-cooperacao-e-colaboracao.html>
  • 16. E O QUE NORTEIA ESSAS AÇÕES???
  • 17. CONCEPÇÕES DE APRENDIZAGEMPodem ser com base na: Teoria Comportamental (behaviorista): Estímulos e resposta → Aprender é memorizar ; Conhecimento é transmitido, é ensinado (insignare). Abordagem Pedagógica: Instrucionista (Skinner) Teoria Cognitiva (construtivista, sócio-interacionista): O que é transmitido é o conteúdo → Aprendizagem ocorre através de um processo de construção do indivíduo com o meio e seus pares. Abordagem Pedagógica: Construcionista (Papert)
  • 18. ABORDAGENS PEDAGÓGICAS PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIADe acordo com Valente (2005; 2009) podem ser: Broadcast: Não há interação entre professor e aluno. Uma relação de para muitos. Virtualização da Sala de aula: Semelhante a prática na sala de aula convencional. O professor “confere” se o aluno cumpriu com as atividades. Estar junto virtual: Envolve múltiplas interações entre os sujeitos para assessorar a aprendizagem. O aluno em EaD embora esteja sozinho, não estará desacompanhado.
  • 19. O que vem a ser um: AMBIENTE VIRTUAL deAPRENDIZAGEM ?
  • 20. INTERATIVIDADE CHAT TUTOR ÁUDIOS TEXTOS VÍDEOS ATIVIDADES ALUNO INTERAÇÃO IMAGENS PROFESSOR FÓRUM
  • 21. AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEMTambém conhecidos por: Ambiente Digital de Aprendizagem; Ambiente Colaborativo de Aprendizagem; Ambiente de Educação a Distância; Sistema de Gerenciamento de Aprendizagem (Learning Management System – LMS) Courseware
  • 22. UMA DEFINIÇÃO PARA AVASão softwares educativos (SEs) que permitem desdea publicação e acesso de conteúdos, em diversas mídiasdigitais, à interação entre os usuários. Sãoconsiderados SEs por possuírem: Fundamentação pedagógica; Finalidade didática; Ferramentas de interação e interatividade.
  • 23. Mas sempre foi assim???
  • 24. FASES DOS AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM1ª Fase dos AVA: Publicação e veiculação de conteúdo e informações (professores);2ª Fase dos AVA: Interatividade: Pessoa → Máquina; Interação: Pessoa → Pessoa (mediada ou não); Acesso aos conteúdos em distintas mídias; Multimidiático; Ferramentas de comunicação; Estar Junto Virtual
  • 25. ATUAL GERAÇÃO DOS AVAs PROFESSORES TUTORES MATERIAISPEDAGÓGICOS ALUNOS
  • 26. CARACTERÍSTICAS DE UM AVAAmbientes de encontro no ciberespaço;Determinantes para que boas condições de aprendizagem adistância se efetivem;Nos Referenciais de Qualidade para o Ensino Superior a Distânciaseu uso é, “tacitamente”, obrigado;São softwares educativos pois têm uma fundamentaçãopedagógica; são concebidos com o propósito educativo einteração e interatividade são, talvez, as suas funções principais.Por serem albergados na web facilita os usuários pesquisemdiversas fontes digitais;Caracterizados por três elementos: interatividade,hipertextualidade e conectividade (Kenski, 2007).Possuem interfaces para aluno e para professor/tutor.
  • 27. CONHECENDO ALGUNS AVAsNo portal da Organização das Nações Unidas paraEducação, Ciência e Cultura (UNESCO) são relacionados71 projetos de ferramentas de cursos a distâncialivres (free courseware).Moodle - Martin Dougiamas (moodle.org);Dokeos - Thomas De Praettere (dokeos.com);E-proinfo - MEC/SEED (eproinfo.mec.gov.br);Sócrates - UFC (virtual.ufc.br/socrates);TelEduc - UNICAMP (teleduc.nied.unicamp.br);Rooda - UFRGS (ead.ufrgs.br/rooda);Unifor On-line - UNIFOR (unifor.br/oul)
  • 28. MOODLE(NECAD/UECE)
  • 29. E-PROINFO
  • 30. SOCRATES
  • 31. TELEDUC
  • 32. DOKEOS
  • 33. AS FERRAMENTAS DE UM AVAFerramentas básicas: Agenda; Material de apoio; Leituras; Mural; Fóruns de discussão; Bate-papo (chat); Correio (e-mail); Perfil; Portfólio;As de comunicação podem ser síncronas e assíncronas.
  • 34. FERRAMENTAS DE COMUNICAÇÃOSíncronas: Teleconferência; ChatsAssíncronas: E-mail; Fórum; Videoconferência (Masetto, 2010);
  • 35. ATIVIDADES E FERRAMENTASBate-papo (chat);Diário de Bordo (Portfólio);Fórum;Glossário;Lição: Aberta e Fechadas;Tarefas: Envio e On-line;Ferramentas colaborativas (Blogue e Wiki).
  • 36. BATE-PAPOCaracterísticas: Velocidade na leitura, compreensão e digitação; Atividade multidiálogo → demanda “perícia” docente; Cuidado com a "algazarra digital"; Na ferramenta de chat de alguns AVAs existe a função de pedir a palavra / pausa vez / autorizar a fala; Recomendado para grupos pequenos. Possibilita registro dos encotros → “Ata” digital.Avaliação: Participação nas discussões; Colaboração.
  • 37. PORTFÓLIOCaracterísticas: Registros pessoais; Relação entre os conteúdos estudados; Pouco explorado;Avaliação: Processual; Autoavaliação.
  • 38. FÓRUMCaracterísticas: Bastante utilizada; Estar junto virtual; Borba, Malheiros e Zulatto (2009): O que faz o aluno de EAD ser social é sua manifestação através da escrita → Atenção com os tímidos-virtuais. Aprendizagem colaborativa; Netiqueta; Possibilidades de compartilhar diversos tipos de mídias.Avaliação: Participação; Poder de síntese e articulação de ideias; Colaboração
  • 39. GLOSSÁRIOCaracterísticas: Aprendizagem colaborativa; Criação de etiquetas ao longo do AVA (hipertexto); Incentivo à pesquisa;Avaliação: Proatividade; Elementos socializados (grau de pertinência);
  • 40. LIÇÃOCaracterística: Perspectiva instrucionista; Pode ter questão do tipo: Aberta → o aluno disserta sobre determinado assunto; Fechada → consiste em respostas de múltiplas escolhas como do tipo: verdadeiro/falso, assertivas e/ou respostas múltiplas; Em ambos os casos o professor pode propor um feedback para as respostas dos alunos. Possibilidade de limitar quantidade de vezes e tempoAvaliação: Muito utilizado com Prova digital.
  • 41. TAREFACaracterísticas: Ao lado do fórum, umas das atividades mais utilizadas; Frequente ao longo de todas as fases da EaD; Existem dois tipos: Envio de arquivo: consiste no envio de um documento de texto, planilha eletrônica, slides etc. Texto on-line: O aluno acessa o AVA para realizar sua atividade. Algumas instituições utilizam também como uma prova dissertativa digital.Avaliação: Sistematização das ideias; Possibilidade de feedback.
  • 42. FERRAMENTAS COLABORATIVASCaracterísticas: Blogue Wiki Produções colaborativas que podem integrar diversas mídias.Avaliação: Participação; Articulação e síntese de ideias.
  • 43. ACESSO A MÍDIASTextos: Livros: GoogleBooks <google.book.com> Editoras: ArtMed <artmed.com.br> e Autêntica <autenticaeditora.com.br> Artigos: Scielo <scielo.org>; Scribd <scribd.com>Vídeos: YouTube <youtube.com>Slides: SlideShare <slideshare.net>
  • 44. O AVA DOKEOSFerramentas de Autoria;Ferramentas de Interação;Ferramentas de Administração.
  • 45. FERRAMENTAS DE AUTORIADescrição do Curso (Programa da Disciplina)Documentos (Envio de Atividades)Rota de Aprendizagem (Web-aulas)Links (Ligação para sites externos)Testes (Atividade do tipo lição)Anúncios (Torpedo)Livro de Classificações (Certificados)Glossário (Produção colaborativa)
  • 46. FERRAMENTAS DE INTERAÇÃOAgendaFórunsCaixa de entregaUsuárioGrupoChatPublicações de EstudantesQuestionáriosWikiNotas pessoais
  • 47. FERRAMENTAS DE ADMINISTRAÇÃOGestão dos blogsAcompanhamentoConfigurações do cursoAdministrar Curso
  • 48. ACESSO AO DOKEOSAcesse o endereço: <http://campus.dokeos.com/>
  • 49. PAGINA INICIAL DO DOKEOS
  • 50. REGISTRANDO NOVO USUÁRIO Clicar em “Registro”
  • 51. PREENCHENDO CADASTRO
  • 52. BUSCANDO O CURSOClicar em “Gerenciamento de Curso”
  • 53. PESQUISANDO O CURSO PELO CÓDIGO Procurar por “INTAAVA”
  • 54. ENTRANDO COM A SENHA DO CURSO
  • 55. Agora... “mãos a obra”!
  • 56. REFERÊNCIASBORBA, M. de C.; MALHEIROS, A. P. dos S.; ZULATTO, R. B. A. Educação a distânciaonline. 2a. Ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2008. 160p. - (Coleção Tendências emEducação Matemática).BRASIL. Ministério da Educação – Secretaria de Especial de Educação a Distância.Referenciais de qualidade para o Ensino Superior a Distância. Brasília: MEC/SEED, 2007.CARVALHO, A. A. A. (Orgs). Manual de ferramentas da Web 2.0 para professores.Lisboa: DGIDC, Ministério da Educação, 2008.KENSKI, V. M. Tecnologias e ensino presencial e a distância. Campinas, SP: Papirus,2003. - (Série Prática Pedagógica).____________. Educação e tecnologias: o novo ritmo da informação. Campinas, SP:Papirus, 2007 - (Coleção Papirus Educação).MASETTO, M. T. O professor na hora da verdade: a prática docente no Ensino Superior.São Paulo: Avercamp, 2010.VALENTE, J. A. Curso de especialização em desenvolvimento de projetos pedagógicoscom uso das novas tecnologias: descrição e fundamentos. In: VALENTE, J. A.; PRADO,M. E. B. B.; ALMEIDA, M. E. B. de. (Orgs). Educação a distância via internet. São Paulo:Avercamp, 2003. pp. 23-55.
  • 57. E-mail (Messenger): <dennysleite@hotmail.com> Gtalk (Google): <dennysleite@gmail.com> Twitter: @dennysleite Facebook: Leite Maia

×