Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM

3,422
-1

Published on

Aula ministrada no curso de Especialização em Educação a Distância das Faculdades INTA. Disciplina: Ambientes Virtuais de Aprendizagem.

Published in: Education

Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM

  1. 1. Faculdades INTAPró-Diretoria de Pós-GraduaçãoCurso de Especialização em Educaçãoa DistânciaAMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM Prof. Dennys Leite Maia Sobral – CE Fevereiro/2011
  2. 2. APRESENTAÇÕESPedagogo - Universidade Estadual do Ceará (UECE);Bolsista de iniciação científica do Grupo de PesquisaLaboratório de Tecnologias Educacionais e Software Livre(LATES);Especialista em Planejamento, Gestão e Implementação deEducação a Distância – Universidade Federal Fluminense(UFF);Mestrando em Educação – UECE;Integrante do Grupo de Pesquisa Matemática e Ensino(MAES);Professor convidado do curso de especialização emDocência em EaD - Universidade de Fortaleza (UNIFOR).
  3. 3. A DISCIPLINAEMENTA: Comunidades e Redes virtuais de aprendizagem; Ambientes Virtuais de Aprendizagem; Mídias digitais; Cooperação x Colaboração; Abordagens pedagógicas em EaD; Ferramentas de AVA; Atividades em um AVA; Prática no AVA Dokeos.OBJETIVOS: Geral: Compreender e saber fazer uso de um AVA para EaD. Objetivos: Definir o que é um AVA e suas características; Praticar no AVA Dokeos; Elaborar atividades em um AVA.
  4. 4. DESENVOLVIMENTOTrês encontros presenciais (12h): 12 de Fevereiro de 2011 18:00h as 22:00h 13 de Fevereiro de 2011 08:00h as 12:00h 14:00h as 18:00hComponente a distância (18h): 14 a 26 de Fevereiro Atividades no Dokeos; Elaboração de curso no Dokeos.
  5. 5. POR QUE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA??? Um pouco de história...
  6. 6. O DESENVOLVIMENTO DA EAD:DAS CORRESPONDÊNCIAS À WEB
  7. 7. FASES DA EADA partir das formas de veiculação de conteúdo (mídias): Ensino por correspondência: Materiais didáticos enviados por correio; Linguagem escrita → Impressos (Texto e Imagem); Telensino: Uso dos meios de comunicação de massa com a postagem de material; Linguagens sonora e audiovisual → Rádio, TV e Vídeo; Ensino on-line: Computador conectado à internet, reunindo “antigas” e “novas” mídias; Linguagem multimidiática → Computadores e Internet.
  8. 8. UNIDIRECIONAL ALUNO PROFESSOR ALUNO BIDIRECIONALPROFESSOR ALUNO
  9. 9. OBSERVAÇÃOObjetivo alcançado com as duas primeiras fases →transmissão de conteúdo (concepção tradicional deensino);O que muda com a terceira fase é a forma de:acesso, interação e interatividade;Aumenta a velocidade de tráfego de dados(conteúdos); diversifica as mídias; amplia os meiosde comunicação etc;Essas características são possíveis com o advento datecnologia digital.
  10. 10. CÓDIGO BINÁRIO 000100100101101010110111100101 1110100001101110
  11. 11. TECNOLOGIA DIGITALKenski (2007): “as possibilidades de uso de mídiascada vez mais interativas em educação têm alterado,e muito, a concepção do que é educação presenciale a distância”;Maior acesso à informação → Conhecimento;Via de mão dupla → Rede (teia) colaborativa.
  12. 12. COMUNIDADES DE APRENDIZAGEMSurgem novos espaços para se ter e fazer educação;Comunidades virtuais → Redes de aprendizagem:aprendizes e professores interagem, cooperam eaprendem juntos;Professor assume os papéis de: Mediador, Moderador,Observador e Articular no processo de ensino eaprendizagem (Prado e Almeida, 2003);Ambiente no ciberespaço em que ocorre cooperação ecolaboração.
  13. 13. COOPERAÇÃO X COLABORAÇÃOAtividade cooperativa: Atividade colaborativa: Requer um grupo; Embora a atividade seja individual, os sujeitos Todos atuam sobre o contribuem para o mesmo problema; trabalho do outro; Nota final comum a Nota final é individual. todos os membros. INTERAÇÃO
  14. 14. COOPERAÇÃOFonte: <http://fernandoscpimentel.blogspot.com/2009/08/processos-de-cooperacao-e-colaboracao.html>
  15. 15. COLABORAÇÃOFonte: <http://fernandoscpimentel.blogspot.com/2009/08/processos-de-cooperacao-e-colaboracao.html>
  16. 16. E O QUE NORTEIA ESSAS AÇÕES???
  17. 17. CONCEPÇÕES DE APRENDIZAGEMPodem ser com base na: Teoria Comportamental (behaviorista): Estímulos e resposta → Aprender é memorizar ; Conhecimento é transmitido, é ensinado (insignare). Abordagem Pedagógica: Instrucionista (Skinner) Teoria Cognitiva (construtivista, sócio-interacionista): O que é transmitido é o conteúdo → Aprendizagem ocorre através de um processo de construção do indivíduo com o meio e seus pares. Abordagem Pedagógica: Construcionista (Papert)
  18. 18. ABORDAGENS PEDAGÓGICAS PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIADe acordo com Valente (2005; 2009) podem ser: Broadcast: Não há interação entre professor e aluno. Uma relação de para muitos. Virtualização da Sala de aula: Semelhante a prática na sala de aula convencional. O professor “confere” se o aluno cumpriu com as atividades. Estar junto virtual: Envolve múltiplas interações entre os sujeitos para assessorar a aprendizagem. O aluno em EaD embora esteja sozinho, não estará desacompanhado.
  19. 19. O que vem a ser um: AMBIENTE VIRTUAL deAPRENDIZAGEM ?
  20. 20. INTERATIVIDADE CHAT TUTOR ÁUDIOS TEXTOS VÍDEOS ATIVIDADES ALUNO INTERAÇÃO IMAGENS PROFESSOR FÓRUM
  21. 21. AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEMTambém conhecidos por: Ambiente Digital de Aprendizagem; Ambiente Colaborativo de Aprendizagem; Ambiente de Educação a Distância; Sistema de Gerenciamento de Aprendizagem (Learning Management System – LMS) Courseware
  22. 22. UMA DEFINIÇÃO PARA AVASão softwares educativos (SEs) que permitem desdea publicação e acesso de conteúdos, em diversas mídiasdigitais, à interação entre os usuários. Sãoconsiderados SEs por possuírem: Fundamentação pedagógica; Finalidade didática; Ferramentas de interação e interatividade.
  23. 23. Mas sempre foi assim???
  24. 24. FASES DOS AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM1ª Fase dos AVA: Publicação e veiculação de conteúdo e informações (professores);2ª Fase dos AVA: Interatividade: Pessoa → Máquina; Interação: Pessoa → Pessoa (mediada ou não); Acesso aos conteúdos em distintas mídias; Multimidiático; Ferramentas de comunicação; Estar Junto Virtual
  25. 25. ATUAL GERAÇÃO DOS AVAs PROFESSORES TUTORES MATERIAISPEDAGÓGICOS ALUNOS
  26. 26. CARACTERÍSTICAS DE UM AVAAmbientes de encontro no ciberespaço;Determinantes para que boas condições de aprendizagem adistância se efetivem;Nos Referenciais de Qualidade para o Ensino Superior a Distânciaseu uso é, “tacitamente”, obrigado;São softwares educativos pois têm uma fundamentaçãopedagógica; são concebidos com o propósito educativo einteração e interatividade são, talvez, as suas funções principais.Por serem albergados na web facilita os usuários pesquisemdiversas fontes digitais;Caracterizados por três elementos: interatividade,hipertextualidade e conectividade (Kenski, 2007).Possuem interfaces para aluno e para professor/tutor.
  27. 27. CONHECENDO ALGUNS AVAsNo portal da Organização das Nações Unidas paraEducação, Ciência e Cultura (UNESCO) são relacionados71 projetos de ferramentas de cursos a distâncialivres (free courseware).Moodle - Martin Dougiamas (moodle.org);Dokeos - Thomas De Praettere (dokeos.com);E-proinfo - MEC/SEED (eproinfo.mec.gov.br);Sócrates - UFC (virtual.ufc.br/socrates);TelEduc - UNICAMP (teleduc.nied.unicamp.br);Rooda - UFRGS (ead.ufrgs.br/rooda);Unifor On-line - UNIFOR (unifor.br/oul)
  28. 28. MOODLE(NECAD/UECE)
  29. 29. E-PROINFO
  30. 30. SOCRATES
  31. 31. TELEDUC
  32. 32. DOKEOS
  33. 33. AS FERRAMENTAS DE UM AVAFerramentas básicas: Agenda; Material de apoio; Leituras; Mural; Fóruns de discussão; Bate-papo (chat); Correio (e-mail); Perfil; Portfólio;As de comunicação podem ser síncronas e assíncronas.
  34. 34. FERRAMENTAS DE COMUNICAÇÃOSíncronas: Teleconferência; ChatsAssíncronas: E-mail; Fórum; Videoconferência (Masetto, 2010);
  35. 35. ATIVIDADES E FERRAMENTASBate-papo (chat);Diário de Bordo (Portfólio);Fórum;Glossário;Lição: Aberta e Fechadas;Tarefas: Envio e On-line;Ferramentas colaborativas (Blogue e Wiki).
  36. 36. BATE-PAPOCaracterísticas: Velocidade na leitura, compreensão e digitação; Atividade multidiálogo → demanda “perícia” docente; Cuidado com a "algazarra digital"; Na ferramenta de chat de alguns AVAs existe a função de pedir a palavra / pausa vez / autorizar a fala; Recomendado para grupos pequenos. Possibilita registro dos encotros → “Ata” digital.Avaliação: Participação nas discussões; Colaboração.
  37. 37. PORTFÓLIOCaracterísticas: Registros pessoais; Relação entre os conteúdos estudados; Pouco explorado;Avaliação: Processual; Autoavaliação.
  38. 38. FÓRUMCaracterísticas: Bastante utilizada; Estar junto virtual; Borba, Malheiros e Zulatto (2009): O que faz o aluno de EAD ser social é sua manifestação através da escrita → Atenção com os tímidos-virtuais. Aprendizagem colaborativa; Netiqueta; Possibilidades de compartilhar diversos tipos de mídias.Avaliação: Participação; Poder de síntese e articulação de ideias; Colaboração
  39. 39. GLOSSÁRIOCaracterísticas: Aprendizagem colaborativa; Criação de etiquetas ao longo do AVA (hipertexto); Incentivo à pesquisa;Avaliação: Proatividade; Elementos socializados (grau de pertinência);
  40. 40. LIÇÃOCaracterística: Perspectiva instrucionista; Pode ter questão do tipo: Aberta → o aluno disserta sobre determinado assunto; Fechada → consiste em respostas de múltiplas escolhas como do tipo: verdadeiro/falso, assertivas e/ou respostas múltiplas; Em ambos os casos o professor pode propor um feedback para as respostas dos alunos. Possibilidade de limitar quantidade de vezes e tempoAvaliação: Muito utilizado com Prova digital.
  41. 41. TAREFACaracterísticas: Ao lado do fórum, umas das atividades mais utilizadas; Frequente ao longo de todas as fases da EaD; Existem dois tipos: Envio de arquivo: consiste no envio de um documento de texto, planilha eletrônica, slides etc. Texto on-line: O aluno acessa o AVA para realizar sua atividade. Algumas instituições utilizam também como uma prova dissertativa digital.Avaliação: Sistematização das ideias; Possibilidade de feedback.
  42. 42. FERRAMENTAS COLABORATIVASCaracterísticas: Blogue Wiki Produções colaborativas que podem integrar diversas mídias.Avaliação: Participação; Articulação e síntese de ideias.
  43. 43. ACESSO A MÍDIASTextos: Livros: GoogleBooks <google.book.com> Editoras: ArtMed <artmed.com.br> e Autêntica <autenticaeditora.com.br> Artigos: Scielo <scielo.org>; Scribd <scribd.com>Vídeos: YouTube <youtube.com>Slides: SlideShare <slideshare.net>
  44. 44. O AVA DOKEOSFerramentas de Autoria;Ferramentas de Interação;Ferramentas de Administração.
  45. 45. FERRAMENTAS DE AUTORIADescrição do Curso (Programa da Disciplina)Documentos (Envio de Atividades)Rota de Aprendizagem (Web-aulas)Links (Ligação para sites externos)Testes (Atividade do tipo lição)Anúncios (Torpedo)Livro de Classificações (Certificados)Glossário (Produção colaborativa)
  46. 46. FERRAMENTAS DE INTERAÇÃOAgendaFórunsCaixa de entregaUsuárioGrupoChatPublicações de EstudantesQuestionáriosWikiNotas pessoais
  47. 47. FERRAMENTAS DE ADMINISTRAÇÃOGestão dos blogsAcompanhamentoConfigurações do cursoAdministrar Curso
  48. 48. ACESSO AO DOKEOSAcesse o endereço: <http://campus.dokeos.com/>
  49. 49. PAGINA INICIAL DO DOKEOS
  50. 50. REGISTRANDO NOVO USUÁRIO Clicar em “Registro”
  51. 51. PREENCHENDO CADASTRO
  52. 52. BUSCANDO O CURSOClicar em “Gerenciamento de Curso”
  53. 53. PESQUISANDO O CURSO PELO CÓDIGO Procurar por “INTAAVA”
  54. 54. ENTRANDO COM A SENHA DO CURSO
  55. 55. Agora... “mãos a obra”!
  56. 56. REFERÊNCIASBORBA, M. de C.; MALHEIROS, A. P. dos S.; ZULATTO, R. B. A. Educação a distânciaonline. 2a. Ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2008. 160p. - (Coleção Tendências emEducação Matemática).BRASIL. Ministério da Educação – Secretaria de Especial de Educação a Distância.Referenciais de qualidade para o Ensino Superior a Distância. Brasília: MEC/SEED, 2007.CARVALHO, A. A. A. (Orgs). Manual de ferramentas da Web 2.0 para professores.Lisboa: DGIDC, Ministério da Educação, 2008.KENSKI, V. M. Tecnologias e ensino presencial e a distância. Campinas, SP: Papirus,2003. - (Série Prática Pedagógica).____________. Educação e tecnologias: o novo ritmo da informação. Campinas, SP:Papirus, 2007 - (Coleção Papirus Educação).MASETTO, M. T. O professor na hora da verdade: a prática docente no Ensino Superior.São Paulo: Avercamp, 2010.VALENTE, J. A. Curso de especialização em desenvolvimento de projetos pedagógicoscom uso das novas tecnologias: descrição e fundamentos. In: VALENTE, J. A.; PRADO,M. E. B. B.; ALMEIDA, M. E. B. de. (Orgs). Educação a distância via internet. São Paulo:Avercamp, 2003. pp. 23-55.
  57. 57. E-mail (Messenger): <dennysleite@hotmail.com> Gtalk (Google): <dennysleite@gmail.com> Twitter: @dennysleite Facebook: Leite Maia

×