• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Exercícios de trigonometria
 

Exercícios de trigonometria

on

  • 1,477 views

Exercícios de trigonometria para fixação

Exercícios de trigonometria para fixação

Statistics

Views

Total Views
1,477
Views on SlideShare
1,477
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
6
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Exercícios de trigonometria Exercícios de trigonometria Document Transcript

    • Exercícios de Trigonometria 1. A semi-circunferência de centro O tem raio 2 cm e AÔF = 40º Determine a área do triângulo [ABC] arredondado B ao cm2 (em cálculos intermédios usa 2 c.d.) F A D O E C 2. Prove que: 1 a) 1 + tg2x = cos 2 x cos 2  b) 1 –  sen 1  sen cos  1  sen 2 c)   1  sen cos  cos  d) 1  cos x 1  cos x   tg 2 x cos 2 x 3. Sem recorrer à calculadora, indique o valor de: 3     3   a) sen π + sen b) sen + cos    c) tg + tg d) sen . cos 2 4  4 4 4 3 6  3  1 4. Sabendo-se que sen   x   e x   , 2  , calcule o valor exato de  2  3   cos   x   2 cos   x  2  5. Resolva em |R, as equações:   x a) sen (2x) = 1 b) cos  t= 0 c) 4 + 8sen   =0  3  2 cos a 1 1 1 1 3 d)  =0 e) tg x  f)  2 2 3 3 1  tg x 4 2 1 g) sen  x  - 1 = 0 h) sen =0 i) cos x + cos2 x = 0 x  t   3  j) 5 – 10 cos  =0 k) sen x + cos x = 0 l) cos (2x) = sen x   3  4  m) 3 cos  = 2 sen2  n) cos 2   2 sen  2 6. Resolva a condição 2 sen x + 1 > 0 no intervalo: a)  0, 2  b)   ,  PROF.: LIMA
    • Exercícios de Trigonometria 1 7. Resolva a condição | sen x | < no intervalo: 2 a)  0, 2  b)   ,   8. Em um intervalo, sabe-se que a tangente é negativa e o co-seno é crescente. Nesse intervalo: (A) O seno e o co-seno são negativos (B) O co-seno é negativo e o seno é crescente (C) O seno é negativo e crescente (D) O seno é positivo e o co-seno é negativo 1 9. Sabendo-se que sen α = - , qual das afirmações é necessariamente verdadeira? 3 8 a) cos α = - 3 1 b) sen     = - 3 1 c) sen     = - 3   1 d) cos    = - 2  3 10. Prove que a equação x = sen x tem, pelo menos, uma solução em [-1, 1] 11. Prove que existe pelo menos um número real x tal que sen x = x – 2 12. Relativamente à função f(x) = cos2x, prove que: f(x + π) = f(x), x   13. A partir do gráfico da função f(x) = sen x, determine o gráfico da função g(x) = -3 + f(x – )PROF.: LIMA
    • Exercícios de TrigonometriaSoluções:1. 8 cm2 33. a) -1; b) 2; c) 0; d) 4 1 2 84. 3    55. a) x =  k , k   ; b) t = -  k , k   ; c) x = -  4k  x  4k , k   ; 4 6 3 3 3 5 d) a =  2 k  a  2 k , k   ; e) x =  k , k   ; 4 4 3  5 1 5f) x =  k  x  k , k   ; g)  2k  x  2k , k   ; 6 6 6 6 1 h) x = , k   0 i) x =  k  x    2k , k   ; k 2 3j) t = 1 + 6k  t  1  6k , k   ; k) x =  k , k   ; 4  2 k   l) x =    x  2 k , k   ; m)     2k , k   ; n)    2k , k   12 3 4 3 2  7   11   5    6. a) x  0,  , 2  ; b) x    ,    ,  6   6     6   6         5 7   11   5       5 7. a) x  0,    ,  6  6 6     6 , 2  ;  b) x    ,      ,    ,    6   6 6  6 8. C9. C10.Sen x – x = 0Sen (-1) < 0Sen (1) > 0Como a função é continua e o produto das imagens de -1 e 1 é inferior a zero; podemos aplicar ocorolário do Teorema de Bolzano e provar que existe pelo menos uma solução no intervalo pretendido.PROF.: LIMA
    • Exercícios de Trigonometria11. Como se vê na imagem é possível que sen x seja igual a x – 2. 4 Mas se fizermos sen x – x + 2 = 0 e provarmos que existe uma imagem negativa e outra positiva; 2 podemos aplicar o corolário do Teorema de h x = x-2 Bolzano e sabendo que se trata de uma função -5 5 gx = sin x contínua por se tratar de operações entre funções contínuas (trigonométrica e polinomial); -2 Assim: lim sen x  x  2    -4 x   lim sen x  x  2    x   Como o produto das imagens é negativo, prova- se que é verdadeiro.12.F(x + Π) = cos2 (x + Π) = cos2 x, porque como x + Π é um ângulo do 3º quadrante e nesse quadrante ocosseno é negativo, mas como a função está ao quadrado fica positiva.13. 4 2 q x = s inx -5 5 rx = s in x- -2 s x = -3+sin x- -4 -6PROF.: LIMA