• Like
Tipos de solos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

Tipos de solos

  • 5,387 views
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
5,387
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
222
Comments
0
Likes
2

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Os tipos de SolosOs tipos de Solos
  • 2. SOLOSSOLOS Parte mais superficial da crosta terrestre. Trata- se de um complexo composto de mineral, material orgânico e gases. Pedologia – ramo da geografia que estuda os solos
  • 3. Formação do soloFormação do solo Decomposição da rocha (intemperismo) Físico Químico Originam os componentes minerais Material orgânico Húmus SOLO Responsável pela fertilidade do solo
  • 4. FORMAÇÃO DO SOLOFORMAÇÃO DO SOLO Este gráfico mostra a porcentagem de cada componente do solo em boas condições para o crescimento das plantas.
  • 5. Os horizontes e suas característicasOs horizontes e suas características Horizonte Característica O É o horizonte superficial pode conter mais de 20% de matéria orgânica em diferentes graus de decomposição A Apresenta grande quantidade de material decomposto e misturado com minerais. Sofre perda de minerais pesados como Ferro e Alumínio através da lixiviação B Pouco afetado pela erosão natural e pela ação do homem. Pobre em matéria orgânica e rico em material mineralógico. C Chamado de regolito, material decomposto, oriundo da rocha matriz.
  • 6. Componentes do soloComponentes do solo Componentes sólidos: Os minerais e a matéria orgânica. O ar e a água preenchem os espaços existentes entre as partículas dos componentes sólidos. Tais espaços são chamados poros. AreiaAreia: origina-se da alteração de rochas que contém quartzo. Esses grãos deixam grandes espaços vazios entre si (poros), facilitando a circulação de água e ar.
  • 7. ArgilaArgila Pode-se originar da alteração do feldspato e de outros minerais que compõem certas rochas. É formada por grãozinhos menores que a areia, esses grãozinhos se ligam uns aos outros, dificultando a circulação de água e ar. HumoHumo Formado pela decomposição de matéria orgânica. Contém sais minerais resultantes da decomposição.
  • 8. TIPOS DE SOLO Os componentes sólidos areia, argila e humo estão presentes em quase todos os tipos de solo. Mas a quantidade é variável, é essa variação que determina a ocorrência de diferentes tipos de solo. 1) Solo arenoso: È um solo muito permeável (deixa a água passar com facilidade) , o que dificulta o desenvolvimento da vida vegetal. Contém aproximadamente 70% de areia, é muito poroso e permeável. Ex: areia da praia.
  • 9. 2. Solo argiloso: Caracteriza-se por conter aproximadamente 30% de argila, é pouco permeável e contém diferente nutrientes; nas regiões úmidas, predominam o cálcio, o magnésio, o potássio, o ferro e o alumínio. A argila é conhecida como barro e serve para modelar esculturas ou objetos.
  • 10. 3. Solo humífero: É o solo que contém aproximadamente 10% de humo, é arejado e permeável e fértil para a vida vegetal. O humo se forma pela acumulação e decomposição de restos de origem animal e vegetal. A matéria orgânica é formada por raízes, galhos, folhas, frutas, detritos vegetais e produtos de origem animal. O humo é arejado, fofo e permeável tanto para que a água o atravesse como para reter parte dela.
  • 11. O nome terra roxa. O nome terra roxa deriva de rossa, palavra que significa “vermelho”. Foram os imigrantes italianos que deram esses nomes àquele tipo avermelhado e fértil de solo. A palavra “roxa” para definir a terra acabou sendo incorporada pela nossa língua.
  • 12. Circulação da água no soloCirculação da água no solo A água é indispensável para a vida das plantas, pois é ela que dissolve os sais minerais e outros nutrientes do solo. Esses nutrientes dissolvidos são absorvidos pelas raízes das plantas e transportados para todo o corpo vegetal. Quando chove a água infiltra-se no solo, vai penetrando até encontrar uma camada impermeável, que pode ser uma rocha. A água se acumula formando um lençol de água ou lençol freático.
  • 13. Os principais solos férteis do BrasilOs principais solos férteis do Brasil e do mundoe do mundo • Tchernozion (orgânico) Considerado o solo mais fértil do mundo, presente nas estepes da Ucrânia, na Europa central, nas pradarias do Canadá e dos EUA e nos pampas argentinos. • Loess Muito procurado para a agricultura na Europa e na China. Forma-se a partir do acumulo de sedimentos. É constituído basicamente de argila e calcário. • Massapê Composto basicamente de gnaisse e calcário, comumente encontrado no litoral nordestino brasileiro, indicado para o plantio da cana-de- açúcar. • Terra Roxa Formado da decomposição basáltica, material magmático, comumente encontrado no norte do Paraná e Oeste de São Paulo, indicado para o plantio do café.
  • 14. Degradação do soloDegradação do solo • O principal problema ambiental relacionado ao solo é a erosão superficial ou desgaste, que ocorre em três fases: intemperismo, transporte e sedimentação. • A erosão, no solo, constitui na retirada ou transposição dos sedimentos, pela ação dos agentes externos. • Os principais agentes que atuam na decomposição do solo são: as chuvas, os ventos, os animais e o homem.
  • 15. Alguns processos erosivos que contribuemAlguns processos erosivos que contribuem para o empobrecimento do solopara o empobrecimento do solo • Lixiviação: Comum nas regiões equatoriais. Consiste na varredura dos nutrientes minerais leves, pela enxurrada, diminuindo o poder de reestruturação do solo, favorecendo o processo de empobrecimento do solo. • Assoreamento: Deposito de acumulo sedimentos nos rios, geralmente provocada pela retirada das matas ciliares, para fins de agricultura, o que facilita o desmoronamento do leito. • Desmatamento: A retirada da vegetação natural, favorece a quebra do equilíbrio original, favorecendo e desgaste acelerado do solo. • Queimadas: • Provoca a extinção dos nutrientes minerais, orgânicos e gasosos que compõem o solo. • Exploração excessiva: • O solo muito utilizado, principalmente para monocultura, tende a perder nutrientes, pois os vegetais consomem do solo esses elementos.