Movimento High Tech

23,419 views
22,911 views

Published on

Trabalho acadêmico para a Faculdade de Estudos Avançados do Pará - FEAPA, sobre os movimentos do design gráfico.
Este é sobre o movimento High Tech, produzido pelo aluno e De Graffer Nathiel Moraes.

Published in: Design, Technology, Business
0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
23,419
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
199
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Movimento High Tech

  1. 1. FACULDADE DE ESTUDOS AVANÇADOS DO PARÁCURSO: Design Gráfico Turma: 1DGV1Disciplina: História do Design GráficoProfessora: Dula LimaAluno: Nathiel Moraes<br />Movimento High Tech<br />Tema:<br />Belém - Pará<br />2010<br />
  2. 2. Sumário<br />Introdução<br />O que é o movimento High Tech<br />Principais características<br />Seus principais nomes<br />Mídias utilizadas pelo movimento High Tech<br />Exemplos de imagens estilo High Tech<br />Vídeos<br />Conclusão<br />Bibliografia<br />Links<br />
  3. 3. Introdução<br />Durante o último quarto do século XX, a tecnologia, a eletrônica e a informática avançaram a um ritmo extraordinário, revolucionando muitas áreas.<br /> O design gráfico foi irrevogavelmente transformado pelo hardware e software dos microcomputadores e pelo crescimento explosivo da internet. A revolução chegou à mesa de trabalho dos designers, arquitetos, projetistas, entre muitos outros profissionais.<br />
  4. 4. O que é o movimento High Tech<br /> O high tech é uma estetização da dimensão tecnológica da arquitetura. Desde meados do século XIX a arquitetura se desenvolveu sobre a base das possibilidades formais da utilização de novos materiais e do suporte das tecnologias. Referência clássica: Palácio de Cristal e Torre Eiffel. Nos anos 60 do século XX apareceram as utopias tecnológicas (Metabolistas e Archigram), e nos anos 80, retorna uma confiança racionalista na tecnologia. Nas sociedades avançadas, a tecnologia é a ideologia universal, a "única saída". O modelo assume uma rejeição aos jogos formais decorativos e arbitrários, admite a vigência dos princípios básicos das vanguardas do início do século: tecnologia como fonte de inspiração, e busca resolver o máximo de questões com o mínimo de forma.Os arquitetos que aderiram a essa corrente conseguem gerar as aparências de suas obras a partir dos elementos da estrutura portante, das tubulações de infraestrutura, dos componentes da cobertura e dos equipamentos mecânicos para circulação. Adotam os mesmos princípios teóricos e conceituais dos seus colegas modernistas, só que desta feita adaptados ao potencial tecnológico do mundo contemporâneo. <br />
  5. 5. Continuação...<br />Tais arquitetos acreditam que as respostas às demandas contemporâneas só serão encontradas através de edifícios extremamente adaptáveis, inteligentes, que tenham vãos livres e instalações de alto desempenho, e que possam ser industrializados. Por isso sua preocupação reside na inovação tecnológica e no emprego de materiais sofisticados. Os edifícios do estilo se transformaram em uma demonstração cada vez mais ostensiva de estruturas com formas mais complexas e, como dito anteriormente, tecnológicas. Essas obras se diferenciam pois apresentam muitas vezes detalhes construtivos altamente avançados e industrializados, fazendo do estilo ou movimento um capítulo a parte. Muitas vezes o aço é eleito como material de destaque. A arquitetura high tech as vezes lembra alguns cenários de filmes de ficção científica, mas no fundo não são cenas de ficção, e sim a mais pura realidade de um movimento arquitetônico totalmente inovador.<br />
  6. 6. Principais características<br /> Em muitas obras high tech, mostra-se que a arquitetura, projeto e construção não só fazem parte de uma só unidade, mas que o projeto gira em torno da função estrita de sua realização, da forma de construção e do momento épico de sua elevação.<br /> A maior parte apresenta elementos mais agressivos, duros e anti-humanos derivados das utopias dos anos 60 e 70. É evidente um grande papel cenográfico deste tipo de arquitetura, definir uma linguagem comercial, um logotipo empresarial, ser símbolo da expressão do poder.<br />
  7. 7. Lilypad, projeto de cidade flutuante criada pelo arquiteto Vincent Callebaut.<br />
  8. 8.
  9. 9. Seus principais nomes<br />Norman Foster <br />Barão do Tâmisa OM (Stockport, 1 de Junho de 1935) é um renomado arquiteto inglês que possui um cuidadoso desenho, isento de brutalismo arquitetônico.<br />Ex: arranha-céus Hong Kong ShangaiCorporation. Expressão máxima do poder da tecnologia. Evidencia o processo de montagem. As fachadas mostram os núcleos de serviço, instalações, elevadores, escadas. Protetores solares horizontais com forma aerodinâmica. Acredita que arquitetura de alta tecnologia "resolvesse de forma integrada os diversos condicionantes e elementos". Conceitos de flexibilidade e participação dos usuários. Trata-se definitivamente de mais uma ocasião em que a arquitetura mostre claramente como chegar a ser um contundente símbolo de poder econômico. Modelo de perfeição e síntese.<br />Ênfase na poética de montagem das peças.<br />
  10. 10.
  11. 11. Renzo Piano<br />É um arquiteto italianoque opta pela tecnologia e se desembaraça das preocupações teóricas típicas de seus compatriotas e da busca da qualidade em formas herdadas da tradição. Projeto de ampliação do IRCAM em Paris, apresenta ressonâncias evidentes da transparência e composição da Maison duVerre de Pierre Chareaux.<br />Arquitetura rigorosa e sobriamente tecnológica, paixão pelo desenho de componentes individuais que se articulam em um todo coerente, seguindo uma idéia global. Evidência das partes ativas. Influências de BuckminsterFuller e Z. S. Mackowski, Waschsmann, Le Ricolais.<br />
  12. 12.
  13. 13. Jean Nouvel<br />É um arquiteto francês. Nouvel estudou na ÉcoledesBeaux-Arts em Paris e foi um membro fundador da Mars 1976 e Syndicat de l'Architecture. Seus projetos possuem container envidraçado. Um edifício homogêneo que abriga atividades diversas implicando em evidentes disfunções: cruzamentos de circulação, confusões entre espaços públicos e semi-privados. Tendência que conduz a edifícios gigantes com uma grande multiplicidade de funções dentro de um mesmo ambiente. Ex: RemKoolhaas.<br />
  14. 14.
  15. 15. Santiago Calatrava<br />É um arquiteto e engenheiro espanhol cujo trabalho tem se tornado bastante popular. As formas de cada construção são o resultado da expressividade formal do prórpio caminho das forças. Paradigma de dois opostos: a máquina e a obra de arte. Influências de Gaudi, Félix Candela, Eero Sarinem, Kenzo Tange, Pier Luigi Nervi e Jorn Utzon.<br />Segundo o autor, ele rompe as fronteiras tradicionais entre escultura, arquitetura e engenharia, mas depois cai num maneirismo e arbitrariedade.<br />
  16. 16.
  17. 17.
  18. 18. Mídias utilizadas pelo movimento High Tech<br />Do inglês, alta tecnologia. Decoração baseada em materiais utilizados nas indústria, como borracha, aço, vinil, plástico, grades, telas, tubos e estampas de metal. <br />Incluindo nas áreas de design computadores, processadores, softwares e hardwares em geral, todos de última geração.<br />
  19. 19. Exemplos de imagens estilo High Tech<br />
  20. 20. Produtos<br />
  21. 21.
  22. 22.
  23. 23.
  24. 24.
  25. 25.
  26. 26.
  27. 27.
  28. 28. Fashion<br />
  29. 29.
  30. 30.
  31. 31. Gráfico<br />
  32. 32.
  33. 33.
  34. 34.
  35. 35.
  36. 36.
  37. 37.
  38. 38.
  39. 39.
  40. 40.
  41. 41. Conclusão<br />Desde o nascimento do design ele vem sofrendo várias mudanças, adaptações, revoluções, sempre na busca de evoluir cada vez mais. Contudo nunca se afastou do seu objetivo que é criar soluções através de formas criativas e inovadoras, se apropriando de meios e processos ao seu redor. <br />Porém, como no principio hoje é buscado que o designer retorne as suas raízes, que não dependa completamente de softwares e hardwares para projetar ou para dominar o seu processo criativo. A tecnologia é apenas mais uma ferramenta que um excelente designer saberá utilizar na hora certa e da forma correta para lhe auxiliar em seus projetos.<br />
  42. 42. PURVISAlston W. – História do design gráfico. Ed. COSACNAIFY .<br />Bibliografia<br />
  43. 43. Links<br />http://fc88.deviantart.com/fs34/i/2008/302/6/3/The_Dopeshow_by_NKeo.jpg<br />http://fc99.deviantart.com/fs6/i/2005/068/f/c/Menorobot_by_Shelest.jpg<br />http://2.bp.blogspot.com/_HgiKS8bEuSU/SCjvIsOx3EI/AAAAAAAAADk/jasbG706zkM/S220/atentado%2Bno%2Bestudio%2Bdo%2Bandroide_final.jpg<br />http://4.bp.blogspot.com/_HgiKS8bEuSU/SCjp0MOx3DI/AAAAAAAAADc/ztGntzcoi0o/S660/don%2Bquixote%2Bhigh%2Btech_final.jpg<br />http://3.bp.blogspot.com/_HgiKS8bEuSU/SCjnF8Ox3BI/AAAAAAAAADM/MGwHjmWAVqs/S660/cuca%2Bbutterfly_final.jpg<br />http://1.bp.blogspot.com/_HgiKS8bEuSU/SCjmEcOx3AI/AAAAAAAAADE/wr_uMeJdCd0/S660/brincando%2Bde%2Bdeus_final.jpg<br />http://4.bp.blogspot.com/_HgiKS8bEuSU/SBH3i8xpLjI/AAAAAAAAAAg/Ftb_DL86M94/S220/5.jpg<br />http://2.bp.blogspot.com/_HgiKS8bEuSU/SBH4OcxpLlI/AAAAAAAAAAw/FTDrs7xh8Gk/S220/7.jpg<br />http://4.bp.blogspot.com/_HgiKS8bEuSU/SBH-c8xpLqI/AAAAAAAAABc/HSM0TflDuyU/S220/o%2Bgrito.gif<br />
  44. 44. Continuação...<br />http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/foto/0,,15021774-EX,00.jpg<br />http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/foto/0,,15021808-EX,00.jpg<br />http://fc04.deviantart.net/fs22/f/2008/101/2/a/2aa1e1e60e5c405d.jpg<br />http://2.bp.blogspot.com/_ZQeZ9FZjkmk/SY5CJ-c6OaI/AAAAAAAAAWY/av9WqkUyKsQ/s400/High-Tech+Bike+%283%29.jpg<br />http://4.bp.blogspot.com/_ZQeZ9FZjkmk/SY5B9umFZOI/AAAAAAAAAWQ/yWH1l8MNeZY/s400/High-Tech+Bike+%282%29.jpg<br />http://2.bp.blogspot.com/_ZQeZ9FZjkmk/SY5Bs7bihcI/AAAAAAAAAWI/En1f3qlI8f8/s400/High-Tech+Bike+%281%29.jpg<br />http://g1.globo.com/pop-arte/fotos/2010/04/veja-imagens-de-obras-de-arte-tecnologica-expostas-no-metro-de-sp.html#<br />http://funkyninja.files.wordpress.com/2009/05/adidas_synth_wallpaper.jpg?w=180&h=144<br />http://funkyninja.files.wordpress.com/2009/05/the_high_tech_hell_balenciaga.jpg?w=186&h=192<br />http://kilobyte.com.br/wp-content/uploads/2009/01/brunch_toaster_580.jpg<br />
  45. 45. Continuação...<br />http://shelbyworld.files.wordpress.com/2008/04/eclipse_desk1.jpg?w=468&h=463<br />http://shelbyworld.files.wordpress.com/2008/04/eclipse_desk2.jpg?w=468&h=482<br />http://shelbyworld.files.wordpress.com/2008/04/eclipse_desk31.jpg?w=468&h=565<br />http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://www.kabmurungraya.net/wp-content/uploads/2009/11/Hi-Tech-Furniture-4.jpg&imgrefurl=http://www.kabmurungraya.net/2009/11/27/hi-tech-furniture-with-multimedia-devices/&usg=__f9GjEXhHlw_NIHS_9XBOs_D5_uk=&h=410&w=530&sz=31&hl=pt-BR&start=9&sig2=UZR5_7hMRUbHsE_fEcKuew&um=1&itbs=1&tbnid=pntihyGJAcPltM:&tbnh=102&tbnw=132&prev=/images%3Fq%3Ddesign%2Bhigh%2Btech%26um%3D1%26hl%3Dpt-BR%26tbs%3Disch:1&ei=6u_MS9-wFIKdlgfcrJj8DQ<br />http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://www.kabmurungraya.net/wp-content/uploads/2009/11/Hi-Tech-Furniture-4.jpg&imgrefurl=http://www.kabmurungraya.net/2009/11/27/hi-tech-furniture-with-multimedia-devices/&usg=__f9GjEXhHlw_NIHS_9XBOs_D5_uk=&h=410&w=530&sz=31&hl=pt-BR&start=9&sig2=UZR5_7hMRUbHsE_fEcKuew&um=1&itbs=1&tbnid=pntihyGJAcPltM:&tbnh=102&tbnw=132&prev=/images%3Fq%3Ddesign%2Bhigh%2Btech%26um%3D1%26hl%3Dpt-BR%26tbs%3Disch:1&ei=6u_MS9-wFIKdlgfcrJj8DQ<br />http://mesquita.blog.br/wp-content/uploads/2008/07/bl-design-mobiliario-casulo-hi-tech.jpg<br />http://imagesme.net/tuvie/ammonite-washbasin-from-high-tech1.jpg<br />
  46. 46. Continuação...<br />http://www.serracult.com.br/abre_foto.php?not=8&foto=1<br />http://www.arq.ufmg.br/eva/art010.pdf<br />http://www.territorios.org/teoria/H_C_hightech.html<br />http://www.poliprojetos.com.br/img_arq/flat_service.jpg<br />http://www.facd.ubiobio.cl/escarqui/navegacion/blogs/actualidad/wp-content/uploads/2007/07/norman-foster.jpg<br />http://ministeriodapalavra.files.wordpress.com/2010/03/hearst-tower-norman-foster.jpg<br />http://www.inhabitat.com/wp-content/uploads/almaty_towers_21.jpg<br />http://www.bouheyfayolle.com/files/gimgs/25_20061115102102-torre-swiss-re-norman-foster.jpg<br />http://www4.architektur.tu-darmstadt.de/upload/powerhouse_paper_image/901/01_Renzo_Piano.jpg<br />http://www.cepolina.com/freephoto/f/Europe.Italy.Genoa/bubble.Renzo.Piano.jpg<br />http://download.cad-schroer.com/Ezine/me0604/viry-centre-culturel1.jpg<br />
  47. 47. Continuação...<br />http://4.bp.blogspot.com/_KcvELRN35wo/SAT_ODUB6oI/AAAAAAAAABI/urqqxBx5ajI/s320/jean-nouvel.jpg<br />http://have2ask.com/files/images/jean-nouvel-manhattan.jpg<br />http://kwc.org/architecture/resources/2007/paris.nouvel.2.jpg<br />http://ricardolombardi.ig.com.br/wp-content/uploads/2008/05/2008/08/calatrava.jpg<br />http://benjaminwey2000.files.wordpress.com/2008/01/calatrava.jpeg<br />http://captainbeefy.files.wordpress.com/2010/01/santiago-calatrava.jpg<br />

×