PLACA DE OUTDOOR

52,653 views

Published on

OUTDOOR CONVENCIONAIS E ESPECIAIS APLIQUES

Published in: Business, Education
2 Comments
12 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
52,653
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3,186
Actions
Shares
0
Downloads
567
Comments
2
Likes
12
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

PLACA DE OUTDOOR

  1. 1. OUTDOOR
  2. 2. Quando se cria uma campanha publicitária e em seu plano de veiculação está o outdoor, recomenda-se criá-lo assim que o conceito criativo estiver definido. Não é uma peça diferente, mas precisa de um apelo diferente, de uma aproximação com o público de forma diferenciada. O outdoor é instantâneo, você não consegue ler se a peça não te propuser agilidade. Imagine-se na Av. Miguel Sutil trafegando a mais ou menos 80 por hora. Você precisa prestar atenção na sua frente, no carro ao lado, no pedestre, na lombada, no farol, e ainda sim conseguir ver a mensagem do seu cliente no outdoor. Complicado? Nem tanto. Outdoor serve para atrair o interesse, despertar o desejo, fazer o consumidor comprar depois, e não naquele momento. A criação do Outdoor
  3. 3. O mais difícil é se fazer entender neste curtíssimo espaço de tempo. Acima de tudo o layout deve ser limpo, objetivo e de fácil visibilidade. Infelizmente nem todos pensam assim, na hora de criar o atendimento ou o próprio cliente te forçam a fazer aberrações. Argumente o quanto for preciso, faça o teste. Não dá para ler endereço, promoção, telefone, e-mail, título, marca e slogan em 8 segundos, que é o tempo médio de leitura. Lembre-se disso na hora de criar. Na hora da mão na massa, abuse da criatividade, use aplique(recorte que ultrapassa o tamanho normal), objetos tridimensionais, tinta especial, iluminação, coloque uma placa em cima de outra, deixe-a vertical, viaje sem medo, mas use o bom senso. A criação do Outdoor
  4. 4. <ul><li>- O seu tamanho é 3 x 9 metros, dividido em 32 folhas, 4 na vertical e 8 na horizontal. </li></ul><ul><li>A colagem é sempre da esquerda para a direita </li></ul><ul><li>O lay-out é feito na proporção de 16x48 cm. </li></ul>O que saber do Outdoor
  5. 5. - Impressão em gigantografia ou serigrafia, com tinta resistente a variações do clima.. - O tempo médio de leitura é de oito segundos. O que saber do Outdoor
  6. 6. <ul><li>Um Outdoor já pode ser dividido em apenas 16 folhas </li></ul><ul><li>- Se no Brasil tivéssemos papéis de 3 x9, poderíamos imprimir a arte de uma só vez, mas por enquanto, impressões de 1,30 de largura, podem deixar a peça com apenas uma emenda na horizontal </li></ul>O que está mudando no Outdoor
  7. 7. <ul><li>No Japão e EUA, já se usa o Michelangelo, uma máquina que imprime direto na placa. In Loco. </li></ul><ul><li>- Cada vez mais, a tecnologia e componentes eletrônicos estão revolucionando esta mídia. </li></ul>O que está mudando no Outdoor
  8. 8. CONVENCIONAIS
  9. 24. ESPECIAL
  10. 37. ESTUDANTE
  11. 48. APLIQUE
  12. 65. CARTAZ
  13. 66. A criação do cartaz O primeiro cartaz data de 1454 e foi feito na Inglaterra, era basicamente manuscrito e sem imagens. Não demorou muito e este novo meio já estava disseminado. Teatros, empresas de remédios e pequenos comércios começaram a utilizá-lo. O sucesso mesmo só veio em 1893, quando Toulouse-Lautrec criou o primeiro cartaz com ilustrações coloridas na França. Este processo se intensificou com a revolução industrial e as primeiras fábricas com produção em série. O processo criativo na confecção do cartaz nada difere de um anúncio. A principal advertência é que, em 99% das vezes, o cartaz será afixado em locais onde o consumidor irá decidir-se pela compra do produto ou serviço, e muitas vezes este produto/serviço estará exposto neste local, ou muito próximo dele.
  14. 67. 1 – Analise bem o Briefing, reúna todas as informações necessárias, desde cliente, produto, público-alvo, tudo mesmo. Você corre o risco de fazer um trabalho bonito, mas ineficiente. 2 – Analise a verba do cliente. Diferente do anúncio de revista ou jornal, que nos obriga a fazer o material colorido ou P&B, no cartaz podemos variar de uma a 4 cores. Usar cores especiais como o prata e o ouro, verniz e plastificação. 3 – Abuse do formato, dos cortes e das facas especiais, mas preste atenção no aproveitamento do papel, não desperdice o dinheiro do cliente. Etapas iniciais
  15. 68. Não deixe o título muito pequeno   Evite usar muito texto. Não se esqueça que o público não estará sentado ou numa posição confortável para efetuar a leitura. Procure sintetizar e usar muito a sua lógica.   O publico precisa entender logo de cara do que se trata. Se você quiser viajar na hora de colocar o texto, tanto na posição como na cor, fique à vontade, mas não se esqueça da legibilidade e adequação. Distribua as coisas objetivamente. Verifique o formato   Etapas da Criação
  16. 69. Quando o cartaz for promocional, a estrela do show sempre será o prêmio. Destaque-o, mas mantenha o equilíbrio, a mensagem também é importante. Desperte a vontade e o interesse. Atraia a atenção, primeiro à imagem, mas logo em seguida a mensagem. Se bem distribuídos, funcionam ao mesmo tempo. Ao usar mais de uma imagem, não perca o ponto de atração. Um é pouco, dois é bom e três é demais (no sentido figurativo). Etapas da Criação

×