Your SlideShare is downloading. ×
Influenza Aviária
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Influenza Aviária

531
views

Published on

Influenza Aviária - Ajude o Brasil a se manter livre dessa doença

Influenza Aviária - Ajude o Brasil a se manter livre dessa doença

Published in: Government & Nonprofit

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
531
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
7
Actions
Shares
0
Downloads
10
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. INFLUENZA AVIÁRIAINFLUENZA AVIÁRIA AJUDE O BRASIL A SE MANTER LIVREAJUDE O BRASIL A SE MANTER LIVRE DESSA DOENÇA!!DESSA DOENÇA!!
  • 2. MISSÃO: Garantir a sanidade e a qualidade nas cadeias produtivas do agronegócio paulista, para aumentar a sua competitividade nos mercados nacional e internacional e contribuir para a proteção do meio ambiente, da saúde pública e do desenvolvimento econômico e social. COORDENADORIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA
  • 3. Secretária de Agricultura e Abastecimento - SP Mônika Bergamaschi Coordenador da Defesa Agropecuária Heinz Otto Hellwig
  • 4. A Influenza Aviária ou Gripe Aviária não existe no Brasil !! É uma doença causada por vírus que pode levar todas as aves à morte. Se espalha rapidamente e pode atingir o homem e outros animais.
  • 5. Casos de Influenza Aviária em 2014
  • 6. Surtos de Influenza Aviária de Alta Patogenicidade (subtipo H5N1) em avicultura notificados à OIE - final de 2003 a 26 de fevereiro de 2014. Além dos surtos causados pela amostra H5N1, 9 outros surtos produzidos por amostras diferentes foram notificados à OIE: * H7N2: 1 surto (Austrália) * H7N3: 3 surtos (2 México, Canadá) * H7N7: 5 surtos (Itália, Austrália, Espanha, Reino Unido e Coréia do Norte)
  • 7. Aves silvestres Aves domesticas Lontra Mamíferos Marinhos Equino suino humanos cães gatos VIAS DE TRANSMISSÃO DO VÍRUS DAVIAS DE TRANSMISSÃO DO VÍRUS DA INFLUENZAINFLUENZA
  • 8. SINAIS CLÍNICOSSINAIS CLÍNICOS Secreção ou corrimento ocular e nasal, tosse espirros, diarréia e desidratação;
  • 9. SINAIS CLÍNICOSSINAIS CLÍNICOS Depressão severa, apatia, diminuição no consumo de ração;
  • 10. SINAIS CLÍNICOSSINAIS CLÍNICOS • Sinais nervosos: andar cambaleante, cabeça pendendo para o lado, incoordenação motora; • Hemorragia nas pernas, inchaço na região das dos olhos, na cabeça e pescoço, inchaço e coloração azulada na crista e barbela.
  • 11. SINAIS CLÍNICOSSINAIS CLÍNICOS • Mortalidade repentina de várias aves em um período de 72 horas; • Dependendo da idade das aves, a taxa de mortalidade varia de 50% a 100%. Pelo menos metade das aves em uma granja infectada morre.
  • 12. Aves silvestres, patos e marrecos podem não apresentar sinais da doença, mas transmiti-la. A doença pode acometer aves domésticas, silvestres e aquáticas.
  • 13. O vírus se propaga entre as aves através de: • corrimento nasal e ocular ou; • fezes de aves infectadas. Sapatos, roupas, ração, água e qualquer outro objeto contaminado... PODEM DISSEMINAR A DOENÇA
  • 14. FIQUE ATENTO!!FIQUE ATENTO!! TENHA CUIDADO!!TENHA CUIDADO!! Você ou qualquer outra pessoa pode transportar agentes causadores de doença.
  • 15. CRIADOR • Evite que visitantes manipulem as aves de sua criação; • Procure manter as aves em locais protegidos; • Lave as mãos com água e sabão antes e depois de manipular as aves; • Limpe as instalações e equipamentos das aves. FAÇA A SUA PARTE!!FAÇA A SUA PARTE!!
  • 16. VIAJANTE Evite contato com as aves locais ! Lembre-se que você ou qualquer outra pessoa pode transportar agentes causadores de doenças.
  • 17. • Em caso de morte repentina de grande quantidade de aves em curto período de tempo; • Presença de aves com secreção ou corrimento nasal e ocular, tosse, espirros, diarréia e desidratação... COMUNIQUE À DEFESA AGROPECUÁRIACOMUNIQUE À DEFESA AGROPECUÁRIA www.defesaagropecuaria.sp.gov.brwww.defesaagropecuaria.sp.gov.br
  • 18. OBRIGADA(O) !