Your SlideShare is downloading. ×
0
Reconfigurando a sala de aula em ambientes virtuais de aprendizagem
Reconfigurando a sala de aula em ambientes virtuais de aprendizagem
Reconfigurando a sala de aula em ambientes virtuais de aprendizagem
Reconfigurando a sala de aula em ambientes virtuais de aprendizagem
Reconfigurando a sala de aula em ambientes virtuais de aprendizagem
Reconfigurando a sala de aula em ambientes virtuais de aprendizagem
Reconfigurando a sala de aula em ambientes virtuais de aprendizagem
Reconfigurando a sala de aula em ambientes virtuais de aprendizagem
Reconfigurando a sala de aula em ambientes virtuais de aprendizagem
Reconfigurando a sala de aula em ambientes virtuais de aprendizagem
Reconfigurando a sala de aula em ambientes virtuais de aprendizagem
Reconfigurando a sala de aula em ambientes virtuais de aprendizagem
Reconfigurando a sala de aula em ambientes virtuais de aprendizagem
Reconfigurando a sala de aula em ambientes virtuais de aprendizagem
Reconfigurando a sala de aula em ambientes virtuais de aprendizagem
Reconfigurando a sala de aula em ambientes virtuais de aprendizagem
Reconfigurando a sala de aula em ambientes virtuais de aprendizagem
Reconfigurando a sala de aula em ambientes virtuais de aprendizagem
Reconfigurando a sala de aula em ambientes virtuais de aprendizagem
Reconfigurando a sala de aula em ambientes virtuais de aprendizagem
Reconfigurando a sala de aula em ambientes virtuais de aprendizagem
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Reconfigurando a sala de aula em ambientes virtuais de aprendizagem

389

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
389
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Reconfigurando a sala de aula em ambientes virtuais de aprendizagem
    Vera Menezes (UFMG/CNPq/FAPEMIG)
    Junia Braga (UFMG)
    Débora Cristina de Jesus
  • 2. Introdução
    • A sala de aula pode ser disposta em cadeiras enfileiradas visando a transmissão de informações ou pequenos grupos como o intuito de construir colaborativamente o conhecimento.
    • Os cursos, que são oferecidos no ambiente online, geralmente, se organizam em grandes grupos recebendo informações/instruções ou em pequenos grupos interagindo de forma síncrona ou assíncrona mediados pelo professor. Desta maneira, o ambiente virtual em si não é sinônimo de autonomia e criatividade e pode ser tão ou mais tradicional que a sala de aula presencial
    • As teorias de aprendizagem que dão suporte aos cursos online também privilegiam a interação, como por exemplo, a teoria da comunidade de prática, a teoria da cognição situada, a teoria da cognição distribuída, a perspectiva ecológica, a teoria da cognição socialmente compartilhada, e a teoria da atividade e a teoria construtivista.
    • Land e Hannafin (2000) corroboram que ambientes de aprendizagem baseados na teoria da atividade e na teoria construtivista podem ser utilizados tanto para cursos colaborativos como para estudos individualizados.
    • Nesse tipo de ambiente centrado no aluno, o aprendiz:
    • 3. Constrói significado de forma ativa;
    • 4. Determina como prosseguir;
    • 5. Desenvolve-se com autonomia
    • Benson (2005) propõe que façamos duas perguntas:
    1. Que oportunidades a tecnologia da informação oferece aos alunos em termos de escolha e controle?
    2. De que forma a tecnologia da informação ajuda os aprendizes a tirar vantagem dessas oportunidades.
  • 6. Descrição dos cursos
    IngRede: uma disciplina de leitura em inglês
    • Disciplina de leitura de inglês instrumental;
    • 7. Projeto interinstitucional e colaborativo;
    • 8. Atende aprendizes iniciantes de varias áreas;
    • 9. O Material elaborado foi reunido em um CD-ROM com aulas e atividades voltadas para o desenvolvimento de estratégias de leitura e depois passou para a plataforma Moodle;
    • Os alunos puderam contar com feedback automático das tarefas;
    • 10. O aluno pode trabalhar sozinho com o CD-ROM ou com o material na internet;
    • 11. Processo assíncrono.
  • Grupo Fractalizado
    • Diferentes línguas em uma disciplina voltada para a formação docente de graduandos em Letras.
    • 12. Fractal -> ramificações
    • 13. Alunos da graduação, licenciandos em Inglês, Espanhol e Português
    • 14. lista de discussão de seu grupo para executar as tarefas
    • Braga (2007) observou característica fractal dos subgrupos visto que o mesmo tipo de comportamento exibido pelo grande grupo podia ser também encontrado nos grupos menores.
    • 15. Um dos resultados apontados por Braga é a liderança descentralizada
    • Permite que os aprendizes desenvolvam relações de colaboração, interdependência e reciprocidade, além de possibilitar que vivenciem atribuições comuns de um professor, tais como a promoção, a facilitação das discussões,
    a promoção de um clima favorável para as discussões bem como oportunidades de assumir o total gerenciamento de suas comunidades .
  • 16. Complexidade e aprendizagem
    • As experiências online apresentam características similares aos sistemas complexos adaptativos, ou seja, estão em constante adaptação ao ambiente, portanto, podem processar mudanças e trocar insumos com o ambiente.
    • 17. Tem capacidade de seleção natural e auto-organização
  • Grupos fractalizados
    • Interação feita em pequenos grupos, essa interação promoveu oportunidades de negociação dentre os membros de cada grupo, permitindo uma melhor organização e, consequêntemente, maior igualdade de participação no empreendimento comum do grupo
    • Nesses grupos fractalizados, a dispersão do controle possibilitou a emergência de uma liderança e o reconhecimento da diversidade interna do grupo e dos recursos tecnológicos que possibilitaram a utilização de diferentes ferramentas para o desenvolvimento das tarefas propostas.
    • Esse desenho pedagógico fractalizado ofereceu possibilidades de escolha e controle , os participantes podiam criar listas de discussões ou interagir em blogs e isso foi ocasionado pela liderança descentralizada.
  • IngRede
    • Característica dos cursos de leitura online do IngRede:
    • 18. Possibilidade de customização. O aluno escolhe e julga o que é inerente para sua aprendizagem.
    • 19. Interatividade
    • Os sistemas tendem a evoluir com sua própria experiência. Assim, os feedbacks são de grande importância já que desencadeiam novas causas e efeitos no sistema o que proporciona sua constante retroalimentação e evolução.
    • Em ambas as experiências educacionais online, grupos fractalizados e cursos de leitura IngRede, os alunos se viram frente a escolhas em um continuo que ia da não interação à alta colaboração. Devido a essa diversidade de recursos os alunos puderam escolher seus próprios percursos e a assincronia permitiu que o sistema de aprendizagem se auto-organizasse sem restrições de tempo e espaço.
    • Assim, podemos definir:
    IngRede
    • O aluno pode fazer escolhas de acordo com seus estilos.
    • 20. Interação indireta.
    • 21. Inteligencia coletiva.
    Grupo fractalizado
    • Autonomia do grupo.
    • 22. Construção de significado compartilhado.
    • 23. Nos dois cursos, os alunos puderam fazer escolhas e controlar o próprio percurso de aprendizagem.
  • Conclusão
    • A aprendizagem pode acontecer em ambientes com e sem interação, com e sem interatividade, virtuais ou não, mas, provavelmente , não acontecerá se não houver ação por parte do aprendiz.Assim, a sala de aula no ambiente virtual favorece a aprendizagem individual e/ou coletiva, porem essa aprendizagem não faz sentido se não houver cooperação, colaboração e diálogo,

×