• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Agricultura e pecuaria
 

Agricultura e pecuaria

on

  • 5,130 views

 

Statistics

Views

Total Views
5,130
Views on SlideShare
3,299
Embed Views
1,831

Actions

Likes
0
Downloads
86
Comments
0

4 Embeds 1,831

http://profdebora2010.blogspot.com.br 1764
http://www.profdebora2010.blogspot.com.br 64
http://profdebora2010.blogspot.com 2
http://profdebora2010.blogspot.pt 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Agricultura e pecuaria Agricultura e pecuaria Presentation Transcript

    • GeografiaAgricultura e Pecuária no Brasil
    • A atividade da agropecuária pertence ao setorprimário da economia.Apesar de não ser mais a atividade de maiorimportância na economia brasileira continua sedestacando pela significativa participação emnosso comércio exterior;O Brasil possui um extenso território com relativavariedade de climas, predominantementequentes, que nos permite o cultivo de quase todosos produtos em larga escala.
    • Enfrentamos problemas de geadas no Sul e Sudestedurante o inverno, inundações de verão em algumasporções do território nacional e secas prolongadasespecialmente no Sertão.Encontramos vários tipos de solos no país, alguns degrande fertilidade como a terra-roxa, o massapé e o solode várzea ou aluvial. Mas, em muitas áreas do territóriobrasileiro, os solos possuem baixa fertilidade ouproblemas como acidez elevada.Muitos solos do país, para produzirem satisfatoriamente,necessitam da aplicação de adubos, corretivos químicos efertilizantes. Alguns problemas específicos também afetamos solos do Brasil:
    • *lixiviação –constitui no empobrecimento dos solos em regiões declimas muito úmidos com chuvas frequentes que atravésdo escoamento superficial retiram o material fértil do solo;*laterização –constitui na formação de uma crostaferruginosa endurecida próxima à superfície do solo pelaconcentração de óxidos de ferro e alumínio. Ocorre emáreas de clima tropical em que se alternam uma estaçãochuvosa(dissolução desses óxidos) e seca (quando essematerial se acumula próximo à superfície e forma acrosta).*erosão e esgotamento do solo – provoca a destruiçãofísica do solo e a perda de sua qualidade. Quandodesprotegido, pela retirada da vegetação, acentua-se esseprocesso, retirando-se as partículas que formam o solo,seus constituintes minerais e orgânicos.
    • Os solos constituem um importante recurso natural quedeve ser preservado através de técnicasconservacionistas.A recuperação de um solo pode ser demorada e muitocara. Infelizmente, grandes parcelas de solo sãosistematicamente destruídas em todo o mundo.Em algumas áreas o processo de desertificação avançasobre áreas que antes produziam alimentos (ex: sahel, naÁfrica).
    • Sistemas de produção na agriculturaA agricultura pode ser praticada de diversas formas comum conjunto de características que passamos aapresentar a seguir:Sistema extensivotécnicas simples mão-de-obra desqualificada, abundânciade terras com baixa produtividade e rápido esgotamentodos solos;Esse sistema é característico de regiões com grandesextensões de terras vazias e de menor grau dedesenvolvimento.
    • Sistema intensivoTécnicas modernas mão-de-obra qualificada, terrasprodutivas, conservação dos solos.É um sistema característico de regiões de maiordesenvolvimento, geralmente com maior ocupaçãohumana e com o uso de pequenas e médias propriedades,especialmente produzindo para abastecimento domercado interno.São comuns a prática da policultura e pecuária leiteiraatravés desse sistema.
    • Plantationgrandes áreas técnicas modernas muita mão-de-obraelevada produtividade monoculturaagroindústria/exportação;Esse sistema passou a ocupar grandes áreas em paísessubdesenvolvidos ocupando seus melhores solos;Esta principalmente voltada para o mercado externo.Aplica a mecanização quando possível (lembre-se quenão é todo cultivo que permite mecanização).Mesmo assim utiliza muita mão-de-obra principalmentetemporária (o boia-fria ou trabalhador volante), bem comoo serviço de técnicos agrícolas e agrônomos.
    • Sistemas de produção na pecuáriaPodemos também pensar nas características dossistemas de criação de animais que lembram muito ascaracterísticas acima citadas. Sistema Extensivo grandes propriedades gado criado a solta sem cuidados veterinários raças simples uso de pastagens naturais baixa qualidade e Produtividade destinado ao corte
    • Sistemas de produção na pecuária Podemos também pensar nas características dossistemas de criação de animais que lembram muito as características acima citadas. Sistema Extensivo grandes propriedades gado criado a solta sem cuidados veterinários raças simples uso de pastagens naturais baixa qualidade e Produtividade destinado ao corte
    • Sistema IntensivoPequenas e médias propriedadesCriação confinada em estábulos ou curraisCuidados veterináriosRaças selecionadas e aprimoradasUso de pastagens cultivadasRações balanceadasAlta qualidade e produtividadeDestinado à produção de leite.
    • Formas de exploração da terra As propriedades agropecuárias podem ser exploradas diretamente pelo proprietário ou indiretamente pelo:*parceiro ou meeiro – aquele que utiliza as terras doproprietário e divide a produção obtida;*arrendatário – aquele que paga um aluguel aoproprietário pelo uso da terra;*posseiro – aquele que utiliza terras que encontra vaziaspara uma produção de subsistência. Ocupa terras que nãosão suas, é o ocupante;*grileiro – falsifica títulos de propriedade e vende terrasque também não são suas.
    • Problemas enfrentados pela agropecuária no Brasil*Reduzido aproveitamento dos espaços disponíveis –muitas terras no Brasil não apresentam qualquer forma deutilização. Parte do crescimento de nossas safrasagrícolas tem dependido da incorporação de novosespaços a esse setor produtivo mas ainda podemosampliar e muito o espaço agrícola do país;*Baixo nível de instrução e cultura do agricultor –grande parte dos que trabalham na terra tem um nível deinstrução muito baixo, ou são mesmo analfabetos.Melhorar o padrão de cultura da população é importante e,no caso do agricultor é necessário que ele possa evoluirtambém em seus conhecimentos técnicos para que deixede utilizar técnicas antiquadas que contribuem para abaixa produtividade e desgaste do solo;
    • Problemas enfrentados pela agropecuária no Brasil *nível de mecanização –o avanço da mecanização na agricultura vem ocorrendoespecialmente no Centro-Sul do país. A mecanização e ouso de técnicas modernas permite um aumento daprodutividade. A sua aplicação indiscriminada, irracional,traz problemas como um desemprego acelerado nocampo e até mesmo intensificação da erosão do solo.Deve ser introduzida de maneira planejada e deve serestimulada como uma forma de permitir ao produtor acompetitividade para sobreviver no mercado;*Crédito rural e preços mínimos –para que o agricultor possa produzir ele precisa de umalinha de financiamentos, com juros reduzidos, para fazerfrente aos gastos tanto no plantio como na colheita.
    • *Armazenamento e transporte -a safra agrícola tem conseguido record desde produção. Eé no transporte inadequado, o que leva perdassignificativas da colheita e a prejuízos ao agricultor.*Distribuição de terras –historicamente o modelo econômico adotado pelo Brasil eas legislações criadas favoreceram a formação degrandes propriedades através de um processo deconcentração de terras.Nas últimas décadas a continuidade desse processoassociado à modernização agrícola(expansão damecanização) e à pressão por uma agricultura cada vezmais capitalizada expulsou muitos trabalhadores docampo que se dirigiram para as cidades no movimentomigratório do êxodo rural.
    • Os que permaneceram no campo engrossarammovimentos sociais, organizados ou não, multiplicando-secasos de invasões de propriedades, conflitos e mortes nasáreas rurais.A grilagem de terras contribuiu para agravar a revoltasocial no campo brasileiro, assim como a presença deposseiros preocupados com sua sobrevivência e de suafamília.A formação de grupos armados por fazendeiros paraproteção de suas terras (legais ou griladas) e a expansãodas fronteiras agrícolas brasileiras contribuíram paradefinir um quadro de violência e ilegalidade nas áreasrurais, incluindo-se aí a invasão de terras indígenas,muitas vezes massacrados na luta com os brancos.
    • Os que permaneceram no campo engrossarammovimentos sociais, organizados ou não, multiplicando-secasos de invasões de propriedades, conflitos e mortes nasáreas rurais.A grilagem de terras contribuiu para agravar a revoltasocial no campo brasileiro, assim como a presença deposseiros preocupados com sua sobrevivência e de suafamília.A formação de grupos armados por fazendeiros paraproteção de suas terras (legais ou griladas) e a expansãodas fronteiras agrícolas brasileiras contribuíram paradefinir um quadro de violência e ilegalidade nas áreasrurais, incluindo-se aí a invasão de terras indígenas,muitas vezes massacrados na luta com os brancos.
    • Principais produtos agrícolasO Brasil apresenta atualmente uma produção agrícolamuito diversificada. É grande produtor mundial de váriosprodutos. Observe o mapa com a produção agrícola e vejaalguns destaques:
    • Fonte: Atlas geográfico escolar. Rio de Janeiro: IBGE, 2002. p. 39 (adaptado).
    • *Milho –é o principal produto de nossa agricultura, de amplo consumointerno, não só pelas pessoas mas também utilizado como raçãoanimal. É cultivado em simples roçados e também em grandespropriedades mecanizadas, com maior produção no Centro-Sul dopaís;*Soja –o maior produto agrícola de exportação do país. Foi o cultivode maior expansão nas últimas décadas do século XX. Grande parteda produção é exportada no momento de entressafra para os paísesdo hemisfério norte. O Brasil é um dos maiores produtores mundiais;*Café –o Brasil continua sendo o maior produtor e exportador mundiale procura atualmente melhorar a imagem de qualidade do café queproduz e exporta para conquistar novos mercados mais seletivos.Minas Gerais é o maior produtor nacional. O problema de geadas emterras paulistas e paranaenses deslocou esse cultivo mais para onorte, invadindo o Centro-Oeste e até a Amazônia;*Cana –o Brasil também costuma aparecer como o maior produtormundial e um grande exportador de açúcar. No entanto, a grandeexpansão da cana a partir de meados da década de 1970 se deveu acriação do Pró-álcool que levou a cana a ocupar grandes extensõesno Estado de São Paulo, o maior produtor nacional; Fonte: Atlas geográfico escolar. Rio de Janeiro: IBGE, 2002. p. 39 (adaptado).
    • *Arroz –importante alimento para abastecer o mercado interno, muitas vezescom produção insuficiente para abastece-lo, pode ser encontrado do sul aonorte do país. As áreas mais recentes de produção estão no Centro-Oeste eAmazônia. O Brasil chega a ser o maior produtor ocidental desse gêneroagrícola;*Trigo –talvez o maior problema em nossa produção agrícola porque2/3 domercado interno continuam sendo abastecidos com o trigo importado daArgentina e EUA. Novas áreas de produção em climas mais quentes permitemum aumento da colheita do trigo no país, mas com uma produtividade menor ea um custo mais elevado;*Algodão –a produção é crescente para um mercado interno também emexpansão, especialmente na indústria têxtil. O Centro-Oeste tem se tornado aprincipal área de cultivo, com destaque para o Mato Grosso;
    • *Cacau –com dificuldades para manter posição de destaque no mercadoexterno, a principal área de produção é o sul da Bahia, na região de Ilhéus eItabuna. Cultura afetada pela praga da vassoura-de-bruxa que levouprodutores do cacau a partirem para outros empreendimentos;*Laranja –o Brasil disputa com os EUA a liderança mundial e é grandeexportador, especialmente para o próprio mercado norte-americano. SãoPaulo é o líder da produção nacional;*Uva –destaca-se a área de produção das Serras Gaúchas, com destino paraa produção de vinho. Estamos apresentando aumento no total colhido, bemcomo melhoria de qualidade, indispensável para vendas externas de vinho.Além desses produtos podemos lembrar do feijão (MG-SP), importantealimento para o mercado interno, a mandioca, a banana (Vale do Ribeira)além da maior produção de frutas tropicais.
    • Principais rebanhos brasileirosA pecuária brasileira começa a ser reconhecida como de boaqualidade. Os investimentos que estão sendo progressivamenterealizados para livrar o rebanho de doenças como a febre aftosa e ocomprometimento de rebanhos na Europa (como o mal da vaca-louca) têm levado a ampliação de alguns e a conquista de novosmercados de exportação (analistas indicam que o Brasil deve setornar o maior fornecedor internacional nos próximos dez a quinzeanos);Os principais rebanhos brasileiros são os de bovinos, suínos, ovinos ecaprinos. Observe o mapa com a distribuição geográfica dosprincipais rebanhos no Brasil:
    • *Bovinos – na pecuária de corte destacam-se as regiões dos Pampas Gaúchos,oeste paulista e Triângulo Mineiro.Pecuaristas de outras áreas de criação preocupam-se em melhorar a qualidadede seu rebanho. Na pecuária leiteira podemos destacar Minas Gerais (váriasáreas de criação, especialmente o sul do Estado), São Paulo (Vale do Paraíba,São João da Boa Vista, Araras, Mococa) e Rio de Janeiro (Valedo Paraíba enorte do Estado);*suínos –apresenta significativos ganhos de qualidade e especialização (maiscarne e menos gordura, melhor higienização nos locais de criação, cuidadosveterinários, selecionamento dos animais)o que tem permitido a busca de umaumento nas exportações dessa carne;*Ovinos –o Brasil não tem destaque mundial. A maior parte do rebanho éencontrada no Rio Grande do Sul;*Caprinos –também sem grande destaque mundial é uma criação que estáevoluindo qualitativamente. Boa parte do rebanho, rústico, pode ser encontradana Região Nordeste.