Saresp juquim

4,002 views
3,903 views

Published on

PPT de apoio ao dia do SARESP na Escola, Coordenadoras Carla e Andrea

1 Comment
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
4,002
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1,959
Actions
Shares
0
Downloads
42
Comments
1
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Saresp juquim

  1. 1. DIRETORIA DE ENSINO DA REGIÃO DE ITAQUAQUECETUBAReflexão para o Dia do SARESP na Escola Coordenação Pedagógica
  2. 2. • Acolhimento;Pauta • Pontos importantes; • Finalidades; • Resultados; • Estudos e Análises; • Atividades; • Café; • Socialização; • Revisar dados (boletins); • Atividade Prática • Finalizações
  3. 3. DIRETORIA DE ENSINO DA REGIÃO DE ITAQUAQUECETUBA SARESP 2011/2012A estratégia do Relatório Pedagógico: uma lógica que orienta para o estudo e a análise Coordenação Pedagógica
  4. 4. Charles Hadji “Avaliar não consiste pois, simplesmente, em medir um desempenho, mas em dizer em que medida ele é adequado, ou não, ao desempenho que se podia esperar desse aluno.”Mar bravo é o professor que impõe as mesmas coisas a todos, aqueleque se recusa a ver o nível real de cada um e se fixa só no programa. Assim, ele condena a turma a nadar em mar aberto.
  5. 5. •Resolução SE 72, de 4-7-2012 • Decreto 54253, abril 2009 • Decreto 55864, maio 2010 Dispõe sobre a realização das provas de avaliação relativas ao Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo – SARESP/2012• Resolução SE 44, julho 2011 inciso IV art. 5º - Dispõe sobre o Dia do SARESP na escola
  6. 6. Esse instrumento de avaliação externa viabiliza,para cada rede de ensino, a possibilidade decomparação entre os resultados do SARESP eaqueles obtidos por meio de avaliações nacionais,como o Sistema Nacional de Avaliação daEducação Básica – SAEB e a Prova Brasil;
  7. 7. Os resultados do SARESP, por comporem oIDESP – Índice de Desenvolvimento daEducação do Estado de São Paulo, constituem,para cada unidade escolar, um importanteindicador de melhoria qualitativa do ensinooferecido.
  8. 8. • A avaliação do SARESP, a se realizar nos dias 27 e 28 de novembro de 2012,• Alunos matriculados: 3ºs, 5ºs, 7ºs e 9ºs anos do Ensino Fundamental (2ª, 4ª, 6ª E 8ª séries) 3ªs séries do Ensino Médio Coordenação Pedagógica
  9. 9. Dia Provas Anos/série Língua Portuguesa 3º ano EF Língua Portuguesa e 5º ano EF/ 4ª série27/11/2012 Redação Língua Portuguesa e 7º ano EF/ 6ª série EF Matemática 9º ano EF/ 8ª série EF 3ª série EM Matemática 3º ano EF 5º ano EF/ 4ª série EF28/11/2012 Ciências 7º ano EF / 6ª sérieEF Ciências da Natureza 9º ano EF/ 8ª série EF ( Física, Química e 3ª série EM Biologia) Redação Coordenação Pedagógica
  10. 10. • (I) Saber em que direção caminha a Educação Básica paulista;• (II) Verificar se houve evolução em relação às avaliações dos últimos anos;• (III) Localizar evidências de melhoria e as fragilidades do ensino;• (IV) Buscar os aspectos diferenciais, os modelos bem sucedidos e sobretudo, as diferenças entre o desejado e o alcançado.
  11. 11. • A escala de proficiência dos alunos do 5º, 7º, 9º anos do EF e 3ª série EM são consideradas nas mesmas escalas métricas do Saeb.• A escala de proficiência é pontuada em 125, 150, 175, 200, 225, 250, 275, 300, 325, 350, 375, 400, 425, onde o ponto 250 equivale a média dos alunos de 9º ano no Saeb 2007, em intervalos de 25 pontos (meio desvio padrão). Coordenação Pedagógica•
  12. 12. A lógica é que, quanto mais o aluno caminha ao longo da escala, mais habilidades terá desenvolvido. A descrição de cada ponto da escala apresenta as habilidades que os alunos desenvolveram, com base na média de desempenho (pela rede, diretoria ou escola, por ano / série).p.5
  13. 13. A maior concentração de alunos está no nível básico.Na 3ª série, a maior concentração de alunos está no nível abaixo do básico.No EF, o 7º ano apresenta a maior concentração de alunos no nível abaixodo básico.No nível adequado e no nível avançado, a maior concentração é de alunosdo 5º ano. p.27
  14. 14. Sugestão para um trabalho na escola,voltado para a análise do “Boletim daEscola” e o Relatório do SARESP 2012
  15. 15. Estudo e Análise de questões do SARESP 10/09/2012
  16. 16. • Trata-se de uma questão que envolve um dos mais importantes conceitos da matemática: a proporcionalidade. Ela faz parte de muitas situações do cotidiano e é desenvolvida no currículo de matemática em diferentes momentos por transitar naturalmente entre as diversas temáticas.• Este conceito é de fundamental importância para a compreensão de outras áreas do conhecimento como Química, Física, Biologia, Geografia etc.
  17. 17. Assim, um encaminhamento interessante seria: o de retomar as diferentes estratégias para resolução, como operações no campo multiplicativo ou da noção de proporcionalidade. Retomar a temática discutida no volume 3 do Caderno do Professor (6ª série/7º ano). Formalizar e aprofundar o conceito de proporcionalidade, por meio de questões de aplicação, leitura e interpretação do enunciado de situações problema e sua resolução.
  18. 18. O estudo envolvendo expressões matemáticascom o uso de letras inicia-se ao final do 7º ano. Ocaderno do professor (6ª série/7º ano), volume 4apresenta situações de aprendizagem envolvendosequências e vai consolidando o uso deexpressões algébricas pela observação doequilíbrio de uma balança comparando aequações.
  19. 19. Finalizando o módulo a regra de três éapresentada como um recurso prático para aresolução de problemas envolvendo a razão. Essemesmo assunto é retomado no 8º ano e suaassociação com elementos da geometria fica maisevidente.É importante ressaltar que o desenvolvimentodessa temática exige muito esforço do professorpor se tratar de uma transição entre o aritmético eo algébrico. Associações concretas e exemplos deaplicação favorecem essa transiçãoconcreto/abstrato/concreto/...
  20. 20. [...] as questões avaliadas devem ser representativas dashabilidades em geral e distribuídas pelos temas dascompetências cognitivas dos alunos e dos níveis dedificuldade difícil, médio e fácil.
  21. 21. É o conjunto de ações e operações mentais que osujeito utiliza para estabelecer relações com eentre os objetos, situações, fenômenos e pessoasque deseja conhecer p.43Expressa o que é necessário para compreender ouresolver um problemaEx: Desenvolver o raciocínio quantitativo e opensamento funcional.
  22. 22.  Funcionam como indicadores das aprendizagem que se espera os alunos terem realizado no período avaliado. Possibilitam saber o que é necessário que o aluno faça para dar conta e bem do que foi solicitado em cada questão ou tarefa.• EX: Reconhecer as principais característica do sistema decimal: contagem, base, valor posicional.
  23. 23. Os resultados dos alunos nas diferentes edições do SARESP não estão articulados à seleção ou promoção, mas à verificação de quais competÊncias e habilidades, entre as propostas para cada etapa de ensino aprendizagem escolar, encontram-se em efetivo desenvolvimento entre os alunos.•
  24. 24. Leia o texto e responda à questão.NEWTON, UM GRANDE CIENTISTANo Natal de 1642, na cidade de Woolsthorpe, Inglaterra, nasceu um dos maiores gênios que a humanidade já conheceu: Isaac Newton.Aos dois anos de idade, ficou órfão de pai. Sua mãe casou-se pela segunda vez e mudou-se para outra cidade, deixando a educação do menino a cargo do avô. Aos dezoito anos, foi estudar na Universidade de Cambridge, perto de Londres, onde aprofundou seus conhecimentos em Matemática. Entretanto, a peste bubônica (doença infecciosa transmitida ao homem por pulgas que captam micróbios de ratos) que invadiu Londres, em 1665, provocando o fechamento de escolas e outras instituições, levou Newton de volta para sua A principal descoberta do cientista Isaac Newton, segundo sua biografia, é se refugiou fazenda, onde por um ano e meio.127 (A) ação da força gravitacional.Durante a estada na fazenda, o jovem matemático continuou se dedicando ao estudo, tendo realizado descobertas importantes para (B) a solução de uma equação matemática. a Matemática e a Física. (C) o micróbio de rato que provoca doenças. Uma dessas descobertas diz respeito à atração que existe (D) o tratamento para a peste bubônica. entre objetos materiais, chamada de atração
  25. 25. H6 Localizar e relacionar itens de informação explícita, distribuídos ao longo de um texto.ComentárioO objetivo desse item foi avaliar se os alunos localizavam e relacionavam informações explícitas distribuídas, em umartigo de divulgação. O texto pode ser categorizado como de média complexidade, devido ao assunto tratado e aonúmero de informações apresentadas. O comando solicitava que o aluno lesse o texto e, a partir dessa leitura,identificasse a principal descoberta do cientista Isaac Newton, segundo o que é dito sobre ele em sua biografia. Aresposta correta era a alternativa A, “a ação da força gravitacional”. Para chegar a essa resposta, é necessáriocategorizar as informações. A informação pode ser encontrada no quarto parágrafo “Uma dessas descobertas dizrespeito à atração que existe entre objetos materiais, chamada de atração gravitacional”. Pode ser que alguns alunosconheçam as principais descobertas de Newton, já que esse conhecimento faz parte do currículo do ano e, portanto,assinalaram A. Observe que as alternativas C, “o micróbio de rato que provoca doenças”, e D, “o tratamento para apeste bubônica” estão no texto fazendo referência a outros fatos: “Entretanto, a peste bubônica (doença infecciosatransmitida ao homem por pulgas que captam micróbios de ratos) que invadiu Londres, em 1665, provocando ofechamento de escolas e outras instituições, levou Newton de volta para sua fazenda, onde se refugiou por um ano emeio”. As respostas em B, “a solução de uma equação matemática”, merecem uma análise particular. O texto diz:“tendo realizado descobertas importantes para a Matemática e a Física”, entretanto não explicita que Newtonencontrou a solução de uma equação matemática. Como já foi afirmado na análise de exemplos semelhantes dos anosanteriores, esse é o caso de uma inferência não permitida pelo texto de leitura. Os alunos devem aprender a darrespostas condizentes com a pergunta feita e com o que texto diz. As perguntas feitas sobre o texto devem sercompreendidas e as respostas comprovadas, considerando-se apenas aquilo que está explícito ou implícito em partesespecíficas do texto. Deve-se evitar que os alunos façam inferências equivocadas que não podem ser “achadas” notexto. Mesmo que o texto gere de início várias pressuposições, há necessidade de se “voltar” para ele para comprová-las. É o esquema básico de formação do leitor proficiente: formulação de hipóteses sobre os significados do texto;reformulação das hipóteses iniciais sobre seu conteúdo e forma; e construção de sínteses parciais para aferir suasrespostas.
  26. 26. O gráfico abaixo mostra o consumo de energia elétrica de uma casa durante os últimos seismeses de 2008. De acordo com o gráfico, os meses em que o consumo foi maior que 300 quilowatts horaforam: (A) novembro e dezembro. (B) julho e agosto. (C) agosto e novembro. (D) agosto e dezembro.
  27. 27. H30 Ler e/ou interpretar informações e dados apresentados em gráficos e construir gráficos (particularmente gráficos de colunas). Comentários É muito bom o desempenho dos alunos (84% de acertos) na solução de um problema que envolve leitura e interpretação de dados apresentados em um gráfico de colunas. Para resolvê-lo é necessário que
  28. 28. A foto retrata o momento do nascimento de umailha fotografado por uma equipe de cientistasaustralianos que estava a bordo de um barcoproximo ao local. Este fenomeno resultou daexplosao do vulcao Kavachi (uma montanhasubmersa de 800 metros de altura e 3,5quilometros de comprimento), nas Ilhas Salomao,cujas colunas de lava foram lancadas a mais de 70metros de altura. O fenômeno apresentado tem relação direta com a dinâmica interna da crosta terrestre e se explica pelo processo: a. fluvial. b. erosivo. c. tectônico. d. orogenico. e. eolico.
  29. 29. H28 Explicar os processos geológicos e geofísicos constituintes da crosta terrestre e responsáveis por sua dinâmica interna nas escalas pertinentes. A partir de descrição e da foto do surgimento de uma ilha no arquipélago das IlhasSalomão, no Pacífico, os alunos deveriam explicar a origem do fenômeno relacionando-o à dinâmica interna expressa pelo processo tectônico. O índice de acerto sinaliza que houve dificuldade por parte dos alunos ao responderem ao item, pois apenas 33,7% dos alunos assinalaram a alternativa correta (C). Provavelmente, a maioria que sinalizou B desconhecia o tema, ou se confundiu, associando a formação da ilha ao processo erosivo, que além de ser uma força exógena e, portanto, ligada à dinâmica externa e não interna como indica o enunciado, pode ter se confundido por realizar uma aproximação entre os termos “erosivo” e “explosivo”.
  30. 30. Leia o fragmento de texto a seguir, escrito pelo médico e botânico Jean Baptiste van Helmont(1577- 1644).“... colocam-se, num canto sossegado e pouco iluminado, camisas sujas. Sobre elasespalham-se grãos de trigo e o resultado será que, em vinte e um dias, surgirão ratos...”O fragmento de texto citado dá um exemplo da ideia que se tinha sobre a origem dos seresvivos no século XVII. Com base no texto, é possível afirmar que, durante este período, existia a ideia de que os seres vivos (A) só surgem através de mecanismos de reprodução. (B) poderiam surgir a partir da matéria sem vida. (C) se modificam ao longo do tempo. (D) são provenientes de outros locais do universo.
  31. 31. H10 - Relacionar as informações presentes em textos que tratam da origem dos seres vivos aos contextos em que foram produzidos.ComentárioEsperava-se que os alunos reconhecessem que o texto defende a seguinte ideia, vigente no séculoXVII: a partir de elementos não vivos (camisas sujas + grãos de trigo) é possível gerar seres vivos(ratos).Na verdade, um item cuja resolução dependia basicamente da adequada interpretação do texto e dasalternativas de resposta.No entanto, o índice de acerto foi de apenas 27,9%.O distrator (C) recebeu o maior número de respostas (34,6%), provavelmente porque a frasereedita a hipótese evolucionista, o que deve ter chamado a atenção dos alunos mais até que a alternativacorreta.O distrator (A) recebeu 27% das respostas, o que permite o seguinte questionamento: qual deveráter sido o motivo pelo qual esses alunos assinalaram a resposta “os seres vivos só surgem através demecanismos de reprodução”, depois de terem lido o texto com a receita “camisas sujas + grãos de trigo= ratos”? Houve falta de compreensão do texto? A resposta foi dada aleatoriamente? Os alunos têmpouca familiaridade com este tipo de instrumento?Enfim, essas habilidades precisam ser fortalecidas entre os alunos.
  32. 32. AÇÃO / REFLEXÃO NA UNIDADE ESCOLAR:• HÁ DIFERENÇAS ENTRE A PROPOSTA PEDAGÓGICA DA SUA ESCOLA E O CURRÍCULO OFICIAL?• DE QUE FORMA O DESENVOLVIMENTO DO PLANO DO PROFESSOR ESTÁ ARTICULADO AO PROJETO DO SISTEMA ESTADUAL DE ENSINO?• QUAL A IMPORTÂNCIA PEDAGÓGICA EM SE DEFINIR UMA MATRIZ DE REFERENCIA PARA A AVALIAÇÃO ?• OS PLANOS DAS DISCIPLINAS DEFINEM EXPLICITAMENTE OS CONTEÚDOS E HABILIDADES QUE DEVEM SER APRENDIDOS EM CADA ANO/SÉRIE?
  33. 33. Mudança de Critérios Até 2009:• Todas as redações elaboradas pelos alunos;• Dupla de professores para correção;• Critérios preestabelecidos pela SEE/CENP;• Amostra aleatória de 10% das redações corrigidas, representativas das diretorias para estudo; Em 2010:• Plano amostral das Diretorias de Ensino;• Aleatório, estratificado em 10% por DE, ano avaliado e por período (manhã, tarde, noite) das redações aplicadas;• Correção por especialistas externos a partir de critérios estabelecidos pela SEE/CENP;• As demais correções permaneceram nas escolas;• Nota final calculada a partir de média aritmética de todos os alunos cujas redações foram corrigidas pelos avaliadores externos
  34. 34.  Em 2011:• Sistemática de estudo de desempenho foi modificada:• Prova de redação somente aplicada para uma amostra representativa• 15% da Diretoria de modo a assegurar em 10% o percentual (excluindo ausências e provas em branco)• 16 estratos de amostragem (tipo de atendimento e escala de proficiências);• Competências são as mesmas adotadas nas edições de 2007 a 2011: 5 competências e 4 níveis de desempenho (abaixo do básico, básico, adequado e avançado);
  35. 35. Coerente com seus objetivos o SARESP comoavaliação diagnostica do sistema educacional,deve subsidiar a gestão educacional, os programasde formação continuada, o planejamento escolar eo estabelecimento de metas para o projeto de cadaescola. • Sumário Executivo. SARESP 2011 p.4
  36. 36. • BOM TRABALHO... Coordenação Pedagógica

×