Projetopolticopedaggico 091113024331-phpapp01

2,924 views
2,839 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,924
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
214
Actions
Shares
0
Downloads
85
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Projetopolticopedaggico 091113024331-phpapp01

  1. 1. PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO CRISTINA QUINA
  2. 2. PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO <ul><li>A CHEGADA DOS EXCLUÍDOS DEIXOU VISÍVEL O DESPREPARO DA ESCOLA BRASILEIRA PARA LIDAR COM A DIVERSIDADE. </li></ul><ul><li>“ ...A MASSIFICAÇÃO DA EDUCAÇÃO TROUXE PARA DENTRO DO UNIVERSO ESCOLAR UM CONJUNTO DIFERENTE DE ALUNOS...” </li></ul><ul><li>A ESCOLA ATUAL DA MANEIRA COMO ESTÁ ORGANIZADA E DA MANEIRA COMO FORAM FORMADOS OS PROFESSORES, SÓ ESTÁ PREPARADA PARA LIDAR COM ALUNOS DE FORMATO PADRÃO E PERFIL IDEAL. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>“ A MASSIFICAÇÃO AMPLIOU O NÚMERO DE ALUNOS E TROUXE UM ALUNO DE PERFIL DIFERENTE DAQUELE COM O QUAL A ESCOLA ESTÁ PREPARADA PARA LIDAR.ISTO ACARRETOU UMA DESESTABILIZAÇÃO DA ORDEM INTERNA HISTÓRICA.ESTÁ CRIADO O CAMPO DE CONFLITO!” (ÁLVARO CRHISPINO). </li></ul>
  4. 4. O que fazer? Qual o melhor caminho? Aonde recorrer? Como reverter este quadro?
  5. 5. <ul><li>ALGUMAS POSSIBILIDADES </li></ul><ul><li>A LDB 9394/96 EM SEU ART. 12, INCISO I PREVÊ QUE: </li></ul><ul><li>OS ESTABELECIMENTOS DE ENSINO, RESPEITADAS AS NORMAS COMUNS E AS DO SEU SISTEMA DE ENSINO, TÊM A INCUMBÊNCIA DE ELABORAR E EXECUTAR SUA PROPOSTA </li></ul>
  6. 6. SEGUNDO ANDRÉ (2001) O PROJETO TEM DUAS DIMENSÕES: <ul><li>É POLITICO NO SENTIDO DE COMPROMISSO COM A FORMAÇÃO </li></ul><ul><li>DO CIDADÃO PARA UM TIPO DE SOCIEDADE ; </li></ul><ul><li>Ele prevê e dá uma direção à gestão da escola. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>É PEDAGÓGICO PORQUE POSSIBILITA A EFETIVAÇÃO DA INTENCIONALIDADE DA ESCOLA, QUE É A FORMAÇÃO DO CIDADÃO PARTICIPATIVO, RESPONSÁVEL, COMPROMISSADO, CRÍTICO E CRIATIVO: </li></ul><ul><li>dá sentido e rumo às práticas educativas, contextualizadas culturalmente. </li></ul>
  8. 8. PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO <ul><li>ESTE DOCUMENTO PEDAGÓGICO ULTRAPASSA A MERA ELABORAÇÃO DE PLANOS </li></ul>
  9. 9. <ul><li>“ O projeto representa a oportunidade de a direção, a coordenação pedagógica, os professores e a comunidade, tomarem sua escola nas mãos, definir seu papel estratégico na educação das crianças e jovens, organizar suas ações, visando a atingir os objetivos que se propõem. É o ordenador, o norteador da vida escolar”. </li></ul><ul><li>J. C. Libâneo </li></ul>
  10. 10. <ul><li>“ O PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO BUSCA UM RUMO, UMA DIREÇÃO. É UMA AÇÃO INTENCIONAL, COM UM SENTIDO EXPLÍCITO, COM UM COMPROMISSO DEFINIDO COLETIVAMENTE”. </li></ul><ul><li>(VEIGA, 1995, p.34) </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Pensar em Projeto Político Pedagógico para qualquer escola, pressupõe que os educadores tenham um espaço onde possam se manifestar, que o processo da escola e suas experiências acumuladas sejam refletidas no texto. Que haja uma definição anterior sobre qual a concepção de Projeto Político Pedagógico será utilizada pelo grupo </li></ul>
  12. 12. <ul><li>TODO PROJETO PEDAGÓGICO DA ESCOLA É, TAMBÉM, UM PROJETO POLÍTICO POR ESTAR INTIMAMENTE ARTICULADO AO COMPROMISSO SÓCIO-POLÍTICO E COM OS INTERESSES REAIS E COLETIVOS DA POPULAÇÃO </li></ul>
  13. 13. O QUE É PPP? <ul><li>“ O PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO É O PLANO GLOBAL DA INSTITUIÇÃO” </li></ul>
  14. 14. <ul><li>É A SISTEMATIZAÇÃO, NUNCA DEFINITIVA, DE UM PROCESSO DE PLANEJAMENTO PARTICIPATIVO, QUE SE APERFEIÇOA E SE OBJETIVA NA CAMINHADA, QUE DEFINE CLARAMENTE O TIPO DE AÇÃO EDUCATIVA QUE SE QUER REALIZAR, A PARTIR DE UM POSICIONAMENTO QUANTO À SUA INTENCIONALIDADE E DE UMA LEITURA DA REALIDADE. </li></ul>
  15. 15. <ul><li>TRATA-SE DE UM IMPORTANTE CAMINHO PARA A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE DA INSTITUIÇÃO. </li></ul><ul><li>É UM INSTRUMENTO TEÓRICO-METODOLÓGICO PARA A TRANSFORMAÇÃO DA REALIDADE </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Deve traduzir a história da instituição </li></ul><ul><li>Deve orientar o documento normativo da escola, seu Regimento Interno </li></ul><ul><li>Deve ser elaborado a partir dos princípios norteadores </li></ul>
  17. 17. <ul><li>ENQUANTO PROCESSO, IMPLICA A EXPRESSÃO DAS OPÇÕES DA INSTITUIÇÃO, DO CONHECIMENTO E JULGAMENTO DA REALIDADE, BEM COMO DAS PROPOSTAS DE AÇÃO PARA CONCRETIZAR O QUE SE PROPÕE A PARTIR DO QUE VEM SENDO; E VAI ALÉM;SUPÕE A COLOCAÇÃO EM PRÁTICA DAQUILO QUE FOI PROJETADO, ACOMPANHADO DA ANÁLISE DOS RESULTADOS </li></ul>
  18. 18. <ul><li>A DINÂMICA DA </li></ul><ul><li>CONSTRUÇÃO DO PPP </li></ul><ul><li>PONTO DE PARTIDA: </li></ul><ul><li>DESEJO DE MUDANÇA </li></ul><ul><li>X </li></ul><ul><li>INÉRCIA DO PILOTO AUTOMÁTICO </li></ul>
  19. 19. 1- REFERENCIAL 2- DIAGNÓSTICO 3- AÇÃO TRANSFORMADORA 4- NECESSIDADES 5- PROPOSTA DE AÇÃO 6- POSSIBILIDADES
  20. 20. A DINÂMICA DA CONSTRUÇÃO DO PPP “ O DECISIVO A SER APREENDIDO É QUE O PLANO DE AÇÃO É FILHO DA TENSÃO DIALÉTICA ENTRE A REALIDADE E A FINALIDADE”
  21. 21. ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PPP <ul><li>1- APRESENTAÇÃO </li></ul><ul><li>1.1. IDENTIFICAÇÃO </li></ul><ul><li>NOME DA INSTITUIÇÃO, ENDEREÇO, CONTATOS, FUNDAÇÃO MANTENEDORA, ETC </li></ul>
  22. 22. 1- APRESENTAÇÃO <ul><li>1.2. BREVE HISTÓRICO: PARA QUE O PROFESSOR E ALUNO QUE ESTÃO INGRESSANDO CONHEÇAM O CONTEXTO DO NASCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DE SUA OPERATIVIDADE EDUCACIONAL </li></ul>
  23. 23. 1- APRESENTAÇÃO <ul><li>1.3. PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO </li></ul><ul><li>1.3.1. O QUE É? SUA NECESSIDADE: EXIGÊNCIA DA LDB... </li></ul><ul><li>1.3.2. JUSTIFICATIVA E OBJETIVO </li></ul><ul><li>1.3.3. COMO FOI CONSTRUÍDO- PROCESSO. </li></ul><ul><li>1.3.4. COMO ESTÁ CONSTÍTUIDO – SUAS PARTES E A INTEGRAÇÃO DELAS </li></ul>
  24. 24. 2- MARCO REFERENCIAL <ul><li>O DESEJO, O SONHO, A INTENCIONALIDADE </li></ul><ul><li>2.1. MARCO REFERNCIAL GERAL </li></ul><ul><li>2.2. LEMBRAR-SE DOS AUTORES MAIS RAROS AO COOPERATIVISMO EDUCACIONAL: FREINET E PAULO FREIRE </li></ul>
  25. 25. 2- MARCO REFERENCIAL ESPECÍFICO DA EDUCAÇÃO <ul><li>2.3. O QUE SE ENTENDE POR EDUCAÇÃO(SUBSÍDIOS NA LDB, PCN...) </li></ul><ul><li>2.4 COMO SE DEFINE A ESCOLA NO PROCESSO EDUCACIONAL? PARA QUE A ESCOLA FORMA? </li></ul>
  26. 26. 2- MARCO REFERENCIAL ESPECÍFICO DA EDUCAÇÃO <ul><li>2.5. QUAL O PAPEL DOS PAIS E DA SOCIEDADE NA EDUCAÇÃO? </li></ul><ul><li>2.6. QUAL A TEORIA DA APRENDIZAGEM ADOTADA PELA ESCOLA? </li></ul>
  27. 27. 3. DIAGNÓSTICO <ul><li>3.1. BREVE QUADRO DO MUNDO, DO BRASIL E DA EDUCAÇÃO NA ATUALIDADE. </li></ul><ul><li>3.2. UM QUADRO DA REALIDADE MAIS PRÓXIMA DA ESCOLA: O MUNICÍPIO E O BAIRRO </li></ul>
  28. 28. 3. DIAGNÓSTICO <ul><li>3.3. OS PERSONAGENS DA ESCOLA, OS ALUNOS, PROFESSORES, EQUIPE PEDDAGÓGICA,FUNCIONÁRIOS, ORGANOGRAMA, CONSELHOS, TRADIÇÕES, ETC . </li></ul>
  29. 29. 3.DIAGNÓSTICO <ul><li>A REALIDADE </li></ul><ul><li>3.4.DADOS SOBRE A INFRA-ESTRUTURA DA ESCOLA ( O QUE APONTA PARA POSSIBILIDADES E LIMITES NA FASE DE PROGRAMAÇÃO) </li></ul>
  30. 30. 4.PROGRAMAÇÃO <ul><li>AS POSSIBILIDADES </li></ul><ul><li>4.1. CALENDÁRIO (SE O PPP FOR REVISTO TODO ANO) DESTAQUE PARA OS EVENTOS </li></ul>
  31. 31. 4.PROGRAMAÇÃO <ul><li>AS POSSIBILIDADES </li></ul><ul><li>4.2. ORGANIZAÇÃO CURRICULAR E EMENTAS DAS DISCIPLINAS, COM BIBLIOGRAFIA BÁSICA E COMPLEMENTAR (LIVRO, TEXTO, SE FOR O CASO) COM DESTAQUE PARA A INTEGRAÇAO E ORGANICIDADE NA PERSPECTIVA DA INTERDISCIPLINARIDADE </li></ul>
  32. 32. 4.PROGRAMAÇÃO <ul><li>AS POSSIBILIDADES </li></ul><ul><li>4.3. DIVISÃO DOS NÚCLEOS DENTRO DA ESCOLA (POR EX: EDUCAÇÃO INFANTIL – 1ª a 4ª, 5ª a 8ª, ENSINO MÉDIO) – CARACTERÍSTICAS E IDENTIDADE DE CADA NÚCLEO </li></ul>
  33. 33. 4.PROGRAMAÇÃO <ul><li>AS POSSIBILIDADES </li></ul><ul><li>4.4. PROJETOS PEDAGÓGICOS (ATIVIDADES EXTRA-CURRICULARES E A INTEGRAÇÃO INTERDISCIPLINAR) </li></ul><ul><li>4.5. TRATAMENTO A SER DADO AOS TEMAS TRANSVERSAIS </li></ul>
  34. 34. 4.PROGRAMAÇÃO <ul><li>AS POSSIBILIDADES </li></ul><ul><li>4.6. DISCIPLINA (REGRAS DE CONVIVÊNCIA) – GERALMENTE ESTÃO EM REGIMENTO OU REGULAMENTO ANEXO, MAS QUE DEVE SER COERENTE COM O PPP, POIS ESTE É A CONSTITUIÇÃO DA ESCOLA </li></ul>
  35. 35. 4.PROGRAMAÇÃO <ul><li>AS POSSIBILIDADES </li></ul><ul><li>4.6. [...] (SUGESTÃO QUE O REGIMENTO DISCIPLINAR SEJA REVISTO TÃO LOGO SEJA CONCLUÍDA A ELABORAÇÃO DO PPP) </li></ul>
  36. 36. 4.PROGRAMAÇÃO <ul><li>AS POSSIBILIDADES </li></ul><ul><li>4.7. SISTEMA DE AVALIAÇÃO DO RENDIMENTO DOS ALUNOS E CONTROLE DE FREQÜÊNCIA (NÃO É DEMAIS LEMBRAR QUE DEVE HAVER COERÊNCIA ENTRE ESTE SISTEMA E A TEORIA DE APRENDIZAGEM ADOTADA) </li></ul>
  37. 37. 5. AVALIAÇÃO DO PPP <ul><li>5.1. COMO SERÁ FEITO O ACOMPANHAMENTO DA EXECUÇÃO DO PPP? </li></ul><ul><li>5.2. COMO SERÁ A AVALIAÇÃO DA EXECUÇÃO DO PPP, NAS SUAS ETAPAS E NO FINAL DO PERÍODO LETIVO? </li></ul>
  38. 38. MENSAGEM FINAL <ul><li>EDUCADORES APAIXONADOS </li></ul><ul><li>PELA PROFISSÃO DOCENTE, É ISSO QUE PRECISAMOS. </li></ul><ul><li>UM FORTE ABRAÇO </li></ul><ul><li>CRISTINA QUINA </li></ul>

×