0
 
Temas em estudo <ul><li>Categorias de um texto narrativo </li></ul><ul><li>Organização das sequências narrativas </li></ul...
Categorias  de um texto narrativo <ul><li>Acção: </li></ul><ul><li>  É uma sucessão de pequenos acontecimentos que se dest...
<ul><li>Relevo: </li></ul><ul><li>Central ou principal - corresponde aos acontecimentos mais importantes que, por vezes, d...
<ul><li>Encadeamento : </li></ul><ul><li>  - Uma sequência é contada a seguir a outra, de um modo linear, sucessivamente. ...
<ul><li>Delimitação: </li></ul><ul><li>-Fechada - a história é contada até ao desfecho final. </li></ul><ul><li>-Aberta - ...
<ul><li>Personagens : </li></ul><ul><li>- Elemento indispensável de uma acção, conduzem a intriga e levam-na ao clímax.  <...
<ul><li>Relevo: </li></ul><ul><li>-Principal / central / protagonista -  volta de quem gira os acontecimentos. </li></ul>
<ul><li>Secundárias:  </li></ul><ul><li>- Com menos importância para a acção, age (m)a volta da personagem principal e dos...
<ul><li>Figurante: </li></ul><ul><li>- Simples papel decorativo esta presente sem contribuir para o desenrolar dos acontec...
<ul><li>Concepção:  </li></ul><ul><li>- Planas ou desenhadas - quando não alteram o seu comportamento longo da história. S...
<ul><li>Processos de caracterização:  </li></ul><ul><li>- Directa – através das falas da personagem sobre si própria das f...
<ul><li>- Indirecta – deduções  do leitor a partir das atitudes de cada personagem. </li></ul>
<ul><li>Tempo: </li></ul><ul><li>- Quando decorre a acção. </li></ul><ul><li>Cronológico: </li></ul><ul><li>-Tempo real co...
<ul><li>- Analepses - ou flashback quando se recua no tempo. </li></ul><ul><li>- Prolepses - quando se antecipa um acontec...
<ul><li>Psicológico: </li></ul><ul><li>- Tempo subjectivamente vivido pelas personagens. </li></ul>
<ul><li>Espaço:  </li></ul><ul><li>- Onde decorre a acção, onde se movimentam as personagens. </li></ul><ul><li>Físico:  <...
<ul><li>Narrador: </li></ul><ul><li>- Criação fictícia do autor, tem o papel de contar a história. </li></ul><ul><li>- Pod...
<ul><li>Presença: </li></ul><ul><li>  -  Participante ou homodiegético. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  - Observad...
<ul><li>Posição: </li></ul><ul><ul><li>- Objectivo, quando narra a historia sem tomar posição. </li></ul></ul><ul><ul><li>...
<ul><li>-  Omnisciente -  se conhece toda a história e a personalidade das personagens. </li></ul><ul><li>-  Não omniscien...
<ul><li>-  Focalização interna  - sabe o mesmo que as personagens; </li></ul><ul><li>-  Focalização externa  - sabe menos ...
<ul><li>  Narração:   </li></ul><ul><li>–  Momentos em que se conta a história contribuindo para o desenrolar da acção. Mo...
<ul><li>Diálogo: </li></ul><ul><ul><li> –  Duas ou mais personagens conversam e o narrador utiliza o discurso directo para...
<ul><li>Declarativo: </li></ul><ul><li> –  Declara-se uma ideia, um pensamento, descreve-se um acontecimento.  </li></ul><...
<ul><li>Interrogativo: </li></ul><ul><li> –  Faz-se uma pergunta, apresenta-se uma dúvida, logo tem sempre um ponto de int...
<ul><li>Exclamativo: </li></ul><ul><li> –  Dá-se uma ordem, um conselho, faz-se um pedido, chama-se à atenção. </li></ul><...
<ul><li>Imperativo: </li></ul><ul><ul><li> –  Dá-se uma ordem, um conselho, faz-se um pedido, chama-se à atenção, portanto...
<ul><li>As frases podem ter a forma negativa ou afirmativa. Vejamos:  </li></ul>
<ul><li>A Cláudia  não come  um gelado de chocolate .  </li></ul>Negativa A Cláudia  come  um gelado de chocolate.  Afirma...
Forma neutra ou enfática  <ul><li>A Cláudia  come  o gelado de  </li></ul><ul><li>chocolate.  </li></ul>Neutra A Cláudia  ...
<ul><li>Nota: A forma enfática acentua a ideia à frase. Em especial, na oralidade, utilizando expressões de realce, como: ...
Mais alguns exemplos para melhor compreensão:  <ul><li>Noémia, não comas o gelado! – tipo imperativo, forma negativa, acti...
Algumas perguntas:  <ul><li>As personagens podem ser: </li></ul><ul><li>R: Principais, secundárias e figurantes. </li></ul...
<ul><li>Indica os modos de expressão literária que conheces.  </li></ul><ul><li>R: Narração, descrição, diálogo monólogo e...
<ul><li>Fonte de informação para realização do trabalho: manual do 9ºano e gramática elementar de Português.  </li></ul><u...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Trabalho de língua portuguesa

3,182

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
3,182
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
49
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Trabalho de língua portuguesa"

  1. 2. Temas em estudo <ul><li>Categorias de um texto narrativo </li></ul><ul><li>Organização das sequências narrativas </li></ul><ul><li>Modos de expressão literária </li></ul><ul><li>Tipos e formas de frase </li></ul>
  2. 3. Categorias de um texto narrativo <ul><li>Acção: </li></ul><ul><li> É uma sucessão de pequenos acontecimentos que se destacam, porque correspondem a uma unidade temática e contribuem para o avanço da história. </li></ul><ul><li>A um conjunto agrupado destes eventos chamados sequências narrativas. </li></ul>
  3. 4. <ul><li>Relevo: </li></ul><ul><li>Central ou principal - corresponde aos acontecimentos mais importantes que, por vezes, dão ao título a história. </li></ul><ul><li>Secundária: </li></ul><ul><li>Todos os acontecimentos que giram a volta da intriga principal. </li></ul>
  4. 5. <ul><li>Encadeamento : </li></ul><ul><li> - Uma sequência é contada a seguir a outra, de um modo linear, sucessivamente. </li></ul><ul><li>Alternância: </li></ul><ul><li>- Conta-se mais de que uma história, alternando ora uma, ora outra, até que, no fim, se juntam. </li></ul><ul><li>Encaixe: </li></ul><ul><li> - Dentro de uma história, conta-se outra que enriquece a primeira. </li></ul>Organização das sequências:
  5. 6. <ul><li>Delimitação: </li></ul><ul><li>-Fechada - a história é contada até ao desfecho final. </li></ul><ul><li>-Aberta - o final da história não é revelado. </li></ul>
  6. 7. <ul><li>Personagens : </li></ul><ul><li>- Elemento indispensável de uma acção, conduzem a intriga e levam-na ao clímax. </li></ul>
  7. 8. <ul><li>Relevo: </li></ul><ul><li>-Principal / central / protagonista - volta de quem gira os acontecimentos. </li></ul>
  8. 9. <ul><li>Secundárias: </li></ul><ul><li>- Com menos importância para a acção, age (m)a volta da personagem principal e dos acontecimentos centrais. </li></ul>
  9. 10. <ul><li>Figurante: </li></ul><ul><li>- Simples papel decorativo esta presente sem contribuir para o desenrolar dos acontecimento. </li></ul>
  10. 11. <ul><li>Concepção: </li></ul><ul><li>- Planas ou desenhadas - quando não alteram o seu comportamento longo da história. São caracterizadas uma só vez. </li></ul><ul><li>- Modeladas - quando se apresentam psicologicamente complexas surpreendendo o leitor pelas suas diferentes reacções. </li></ul>
  11. 12. <ul><li>Processos de caracterização: </li></ul><ul><li>- Directa – através das falas da personagem sobre si própria das falas de outras personagens e de descrições do narrador. </li></ul>
  12. 13. <ul><li>- Indirecta – deduções do leitor a partir das atitudes de cada personagem. </li></ul>
  13. 14. <ul><li>Tempo: </li></ul><ul><li>- Quando decorre a acção. </li></ul><ul><li>Cronológico: </li></ul><ul><li>-Tempo real com marcas temporais e referenciais a horas, dias, meses e anos. </li></ul>
  14. 15. <ul><li>- Analepses - ou flashback quando se recua no tempo. </li></ul><ul><li>- Prolepses - quando se antecipa um acontecimento futuro. </li></ul><ul><li>- Elipses - quando se omitem pormenores da história julgados dispensáveis. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  15. 16. <ul><li>Psicológico: </li></ul><ul><li>- Tempo subjectivamente vivido pelas personagens. </li></ul>
  16. 17. <ul><li>Espaço: </li></ul><ul><li>- Onde decorre a acção, onde se movimentam as personagens. </li></ul><ul><li>Físico: </li></ul><ul><ul><li>- Lugar onde a acção se realiza. </li></ul></ul><ul><li>Psicológico: </li></ul><ul><ul><li>- Lugar do pensamento das personagens </li></ul></ul>
  17. 18. <ul><li>Narrador: </li></ul><ul><li>- Criação fictícia do autor, tem o papel de contar a história. </li></ul><ul><li>- Pode, por vezes, coincidir com o próprio autor ou com uma das personagens. </li></ul>
  18. 19. <ul><li>Presença: </li></ul><ul><li> - Participante ou homodiegético. </li></ul><ul><li> </li></ul><ul><li> - Observador. </li></ul><ul><li> </li></ul><ul><li> - Personagem ou autodiegético. </li></ul><ul><li> </li></ul><ul><li>- Não participante ou heterodiegético. </li></ul>
  19. 20. <ul><li>Posição: </li></ul><ul><ul><li>- Objectivo, quando narra a historia sem tomar posição. </li></ul></ul><ul><ul><li> - Subjectivo, quando narra a historia, sugerindo a sua opinião. </li></ul></ul>
  20. 21. <ul><li>- Omnisciente - se conhece toda a história e a personalidade das personagens. </li></ul><ul><li>- Não omnisciente - quando faz transparecer que conhece apenas alguns aspectos da história e das personagens: </li></ul>
  21. 22. <ul><li>- Focalização interna - sabe o mesmo que as personagens; </li></ul><ul><li>- Focalização externa - sabe menos que as personagens. </li></ul><ul><li>Observação : </li></ul><ul><li>- O narratário é outra personagem fictícia a quem se dirige o narrador. </li></ul><ul><li>Normalmente, o público. </li></ul>
  22. 23. <ul><li>  Narração: </li></ul><ul><li>– Momentos em que se conta a história contribuindo para o desenrolar da acção. Momentos de avanço. </li></ul><ul><li>Descrição: </li></ul><ul><ul><li> – Sempre que se interrompe a história para fazer o retrato das personagens (físico e psicológico) e descrever o espaço. Momentos de pausa. </li></ul></ul>
  23. 24. <ul><li>Diálogo: </li></ul><ul><ul><li> – Duas ou mais personagens conversam e o narrador utiliza o discurso directo para transcrever as suas falas. </li></ul></ul><ul><li>Monólogo: </li></ul><ul><ul><li> – Uma personagem fala sozinha. </li></ul></ul><ul><li>Reflexão: </li></ul><ul><li> – Transcrição dos pensamentos e das opiniões das personagens. </li></ul>
  24. 25. <ul><li>Declarativo: </li></ul><ul><li> – Declara-se uma ideia, um pensamento, descreve-se um acontecimento. </li></ul><ul><li>Ex: A Cláudia está a comer um gelado de chocolate. </li></ul>
  25. 26. <ul><li>Interrogativo: </li></ul><ul><li> – Faz-se uma pergunta, apresenta-se uma dúvida, logo tem sempre um ponto de interrogação no final da frase. </li></ul><ul><li>Ex: O que está a Cláudia a comer? </li></ul>
  26. 27. <ul><li>Exclamativo: </li></ul><ul><li> – Dá-se uma ordem, um conselho, faz-se um pedido, chama-se à atenção. </li></ul><ul><li>Ex: A Cláudia está a comer um gelado! Não acredito! </li></ul>
  27. 28. <ul><li>Imperativo: </li></ul><ul><ul><li> – Dá-se uma ordem, um conselho, faz-se um pedido, chama-se à atenção, portanto a frase acaba sempre com um ponto de exclamação. </li></ul></ul><ul><ul><li>  </li></ul></ul><ul><li>Ex: Cláudia come um gelado de chocolate. </li></ul>
  28. 29. <ul><li>As frases podem ter a forma negativa ou afirmativa. Vejamos: </li></ul>
  29. 30. <ul><li>A Cláudia não come um gelado de chocolate . </li></ul>Negativa A Cláudia come um gelado de chocolate. Afirmativa
  30. 31. Forma neutra ou enfática <ul><li>A Cláudia come o gelado de </li></ul><ul><li>chocolate. </li></ul>Neutra A Cláudia é que come o gelado de chocolate. Enfática
  31. 32. <ul><li>Nota: A forma enfática acentua a ideia à frase. Em especial, na oralidade, utilizando expressões de realce, como: “é que…, cá…, mesmo…” </li></ul>
  32. 33. Mais alguns exemplos para melhor compreensão: <ul><li>Noémia, não comas o gelado! – tipo imperativo, forma negativa, activa e neutra. </li></ul><ul><li>A Noémia come o gelado, não come? – tipo interrogativo, forma afirmativo, activa e enfática. </li></ul>
  33. 34. Algumas perguntas: <ul><li>As personagens podem ser: </li></ul><ul><li>R: Principais, secundárias e figurantes. </li></ul><ul><li>Indica qual a caracterização presente na seguinte frase. </li></ul><ul><li>“ O velho era magro e seco, com profundas rugas na parte de trás do pescoço.” </li></ul><ul><li>R: Caracterização indirecta. </li></ul>
  34. 35. <ul><li>Indica os modos de expressão literária que conheces. </li></ul><ul><li>R: Narração, descrição, diálogo monólogo e reflexão. </li></ul>
  35. 36. <ul><li>Fonte de informação para realização do trabalho: manual do 9ºano e gramática elementar de Português. </li></ul><ul><li>Elaborado por: Daniel Carvalho nº4 </li></ul><ul><li>Rui Baptista nº14 </li></ul><ul><li>Rui Gonçalvesnº16 </li></ul>
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×