Discentes:
Dayenne Mariane Herrera
Georgio Martins Moreira
Luan Marcolino Manetti
Maik Leão dos Santos
Thiago de Souza Riz...
Frequência - Deficiência
Grego: phosphorus (portador de luz);
Símbolo: P;
Número atômico: 15 (15 prótons e 15 elétrons);
M...
Frequência - Deficiência

Fósforo (P)
Minas de rochas fosfáticas

Fósforo (P)
Fósforo (P)
Formas Absorvidas
O P constitui cerca de 0,12% da crosta terrestre
Maiores reservas de P encontram-se em sedimentos
marinh...
Formas Absorvidas
Formas Absorvidas

Fósforo (P)
Formas Absorvidas
Formas Absorvidas
(Barber, 1984):

O teor de P nos solos está entre 0,2 e 5,0 g kg-1
O P no solo pode se...
Formas Absorvidas
Formas Absorvidas
Barber (1984):

O P na solução do solo varia entre 0,1 e 10 µmol L-1
Abaixo de pH 6 o ...
Formas Absorvidas
Formas Absorvidas

Fósforo (P)
Fósforo (P)
Fósforo (P)
Absorção de fósforo
Razão de influxo em raízes de plantas adequadamente
nutridas;
NPK

1 : 0,1 : 1

Entretanto, a razão di...
Absorção de fósforo
As plantas adquirem P contra um elevado gradiente
de concentração através da membrana plasmática: as
c...
Absorção de fósforo
Transporte realizado pela bomba de extrusão de
prótons através da plasmalema;
ATPases efetuam o transp...
Formas disponíveis

Fósforo (P)
“Absorção de fósforo”
“Absorção de fósforo”
Assimilação de fósforo
As taxas de absorção de P são maiores entre pH 4,5 e
6,0 na solução, sendo absorvido na forma H2PO4...
Redistribuição de fósforo
Após
absorção do P

O Pi encontra 5
possíveis destinos

1) Ingressar no compartimento metabólico...
Redistribuição de fósforo
2) Ingressar nas vias biossintéticas
Uma pequena fração de Pi ingressa nas vias de Plipídio, DNA...
Redistribuição de fósforo
4) Influxo e armazenamento no vacúolo
Ocorre influxo e armazenamento de Pi no vacúolo
para regul...
Anatomia Radicular
Sistemas radiculares mais longos apresentam
maiores superfícies de contato com o solo;
O nitrogênio e o...
Fósforo (P)
Fisiologia
(Vance et al., 2003):

O P participa de vários processos metabólicos em plantas.
Transferência de energia, sínt...
Fósforo (P)
Fisiologia
Como elemento estrutural:
• Constituinte da estrutura molecular como ácido
nucléicos (DNA e RNA) importantes no...
Fisiologia
Como elemento estrutural:
• O fósforo forma ligação diéster abundante nos
fosfolipídios das biomembranas (membr...
Fisiologia
Armazenamento e transferência de energia:
• Glicólise: conversão de açúcares a ácidos
orgânicos gerando NADH ou...
Fisiologia
Armazenamento e transferência de energia:
• Fosforilação oxidativa: os elétrons são
transferidos ao logo de uma...
Fisiologia
Função regulatória do fosfato inorgânico:
• O Pi, pode ser um substrato ou um produto final;
• Pi controla algu...
Fisiologia
Fósforo como reserva:
• As sementes e frutos podem armazenar o fósforo
na forma de fitato, que são sais do ácid...
Fisiologia
Interação com outros nutrientes:
• Interação entre Fósforo e Nitrogênio;
• Fósforo e a FBN;
• Interação entre F...
Deficiência de fósforo
O estresse moderado de P pode não produzir sintomas
evidentes de deficiência. Contudo, sob deficiên...
Deficiência de fósforo
Geralmente, o estresse de P diminui mais o número
total de sementes produzidas que o tamanho da sem...
Fósforo (P)

Deficiência de fósforo
Deficiência de fósforo
Ocorrência da deficiência
Baixos teores nos solos, principalmente nos argilosos
e com elevada acide...
Deficiência de fósforo na cultura do milho.
Deficiência de fósforo na cultura da soja.
Deficiência de fósforo na cultura do café.
Deficiência de fósforo na cultura do algodão.
Deficiência de fósforo na cultura da cana-de-açúcar.
Agradecemos sua
atenção!
Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)
Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)
Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)
Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)
Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)
Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)
Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)
Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)
Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)
Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)
Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)
Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)

1,472

Published on

Galera, este arquivo se trata de uma apresentação relacionada aos aspectos do nutriente fósforo (P) em suas diferentes abordagens como modo de absorção e translocação, formas disponíveis, sintomas, etc. Bons estudos e bom proveito!

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,472
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
119
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)

  1. 1. Discentes: Dayenne Mariane Herrera Georgio Martins Moreira Luan Marcolino Manetti Maik Leão dos Santos Thiago de Souza Rizzi Docente: Leandro Cecílio Matte Disciplina: Nutrição Mineral de Plantas Colorado do Oeste - RO Outubro de 2013
  2. 2. Frequência - Deficiência Grego: phosphorus (portador de luz); Símbolo: P; Número atômico: 15 (15 prótons e 15 elétrons); Massa atômica: 31 u.m.a; Elemento essencial. Fósforo (P)
  3. 3. Frequência - Deficiência Fósforo (P)
  4. 4. Minas de rochas fosfáticas Fósforo (P)
  5. 5. Fósforo (P)
  6. 6. Formas Absorvidas O P constitui cerca de 0,12% da crosta terrestre Maiores reservas de P encontram-se em sedimentos marinhos, solos, fosfato inorgânico dissolvido nos oceanos e rochas com minerais como a apatita. O intemperismo liberou o P das apatitas que foi absorvido pelas plantas e reciclado, incorporado à matéria orgânica dos solos e sedimentos, ou precipitado como minerais pouco solúveis de Ca, Fe e Al. Fósforo (P) (Stevenson & Cole, 1999)
  7. 7. Formas Absorvidas Formas Absorvidas Fósforo (P)
  8. 8. Formas Absorvidas Formas Absorvidas (Barber, 1984): O teor de P nos solos está entre 0,2 e 5,0 g kg-1 O P no solo pode ser divido em: • P na forma iônica e em compostos na solução do solo; • P adsorvido na superfície dos constituintes minerais do solo; • Minerais cristalinos e amorfos de P; • P componente da matéria orgânica. Fósforo (P)
  9. 9. Formas Absorvidas Formas Absorvidas Barber (1984): O P na solução do solo varia entre 0,1 e 10 µmol L-1 Abaixo de pH 6 o P da solução do solo se encontra na forma de H2PO4- (Fósforo inorgânico - Pi) O P de compostos orgânicos (Po) no solo varia de quase zero até mais de 2 g kg-1. O Po pode representar de 20 a 80% do P total do solo. (Stevenson % Cole, 1999) Fósforo (P)
  10. 10. Formas Absorvidas Formas Absorvidas Fósforo (P)
  11. 11. Fósforo (P)
  12. 12. Fósforo (P)
  13. 13. Absorção de fósforo Razão de influxo em raízes de plantas adequadamente nutridas; NPK 1 : 0,1 : 1 Entretanto, a razão disponível na rizosfera é menor; NPK 1 : 0,001 : 1 Gahoonia; Nielsen (2004) Necessidade de um mecanismo de absorção eficiente. Baixa concentração de P disponível nos solos Fósforo (P)
  14. 14. Absorção de fósforo As plantas adquirem P contra um elevado gradiente de concentração através da membrana plasmática: as concentrações de Pi nas células vegetais são geralmente mais de 100 vezes superiores às concentrações na solução do solo (Raghithama, 2000). Isso, aliado à carga negativa dentro da célula, exige que seja gerado um forte gradiente eletroquímico para que o transporte do P para dentro da célula seja possível (Smith, 2002). Fósforo (P)
  15. 15. Absorção de fósforo Transporte realizado pela bomba de extrusão de prótons através da plasmalema; ATPases efetuam o transporte de H+ para fora da célula: Diferença de potencial elétrico (interior negativo); Diferença de pH (exterior ácido). Fósforo (P)
  16. 16. Formas disponíveis Fósforo (P)
  17. 17. “Absorção de fósforo”
  18. 18. “Absorção de fósforo”
  19. 19. Assimilação de fósforo As taxas de absorção de P são maiores entre pH 4,5 e 6,0 na solução, sendo absorvido na forma H2PO4-. Sentenac; Grignon (1985) O Pi move-se do córtex ao cilindro central das raízes principalmente pelo simplasto. Taxa aparente Difusão -1 de 2 mm h Fósforo (P) (Bieleski, 1973)
  20. 20. Redistribuição de fósforo Após absorção do P O Pi encontra 5 possíveis destinos 1) Ingressar no compartimento metabólico Citoplasma celular e suas organelas; A maior assimilação de Pi em compostos orgânicos ocorre via formação de uma ligação anidrida no ATP. Fósforo (P)
  21. 21. Redistribuição de fósforo 2) Ingressar nas vias biossintéticas Uma pequena fração de Pi ingressa nas vias de Plipídio, DNA e RNA; Torna-se um componente estrutural da célula. 3) Efluxo Uma quantidade variada de Pi é perdida via efluxo; Principalmente em condições de alto suprimento de P. Fósforo (P)
  22. 22. Redistribuição de fósforo 4) Influxo e armazenamento no vacúolo Ocorre influxo e armazenamento de Pi no vacúolo para regular a homeostase de Pi no interior da célula. 5) Transporte para células do parênquima O Pi é transportado simplasticamente para as células do parênquima do xilema; Posteriormente liberado no apoplasto do xilema para transporte a longa distância para tecidos da parte aérea. Fósforo (P)
  23. 23. Anatomia Radicular Sistemas radiculares mais longos apresentam maiores superfícies de contato com o solo; O nitrogênio e o Fósforo limitam o crescimento radicular; Observa-se maior crescimento de raízes nas profundidas do solo que recebem adubação fosfatada, e, à medida que se aprofunda a aplicação de fertilizante, ocorre o aumento na biomassa de raízes. Chaib et al., 1984 Fósforo (P)
  24. 24. Fósforo (P)
  25. 25. Fisiologia (Vance et al., 2003): O P participa de vários processos metabólicos em plantas. Transferência de energia, síntese de ácidos nucléicos, glicose, respiração, síntese e estabilidade de membrana, ativação e desativação de enzimas, reações redox, metabolismo, etc. Fósforo (P)
  26. 26. Fósforo (P)
  27. 27. Fisiologia Como elemento estrutural: • Constituinte da estrutura molecular como ácido nucléicos (DNA e RNA) importantes no armazenamento e transferência da informação genética. • Fosfato forma uma ponte entre as unidades de ribonucleosídeos para formar as macromoléculas. Fósforo (P)
  28. 28. Fisiologia Como elemento estrutural: • O fósforo forma ligação diéster abundante nos fosfolipídios das biomembranas (membrana plasmática e tonoplasto). Fósforo (P)
  29. 29. Fisiologia Armazenamento e transferência de energia: • Glicólise: conversão de açúcares a ácidos orgânicos gerando NADH ou NADPH e ATP. • Rota dos pentoses: o carbono é oxidado e gera NADPH. • Ciclo do ácido cítrico: o piruvato é oxidado a CO2 gerando NADH e FADH2. Fósforo (P)
  30. 30. Fisiologia Armazenamento e transferência de energia: • Fosforilação oxidativa: os elétrons são transferidos ao logo de uma cadeia de transporte de elétrons, ligadas a membrana da mitocôndria Fósforo (P)
  31. 31. Fisiologia Função regulatória do fosfato inorgânico: • O Pi, pode ser um substrato ou um produto final; • Pi controla algumas reações chaves de algumas enzimas, principalmente no citoplasma e cloroplastos. Fósforo (P)
  32. 32. Fisiologia Fósforo como reserva: • As sementes e frutos podem armazenar o fósforo na forma de fitato, que são sais do ácido fítico. • Os fitatos contendo fósforo representam cerca de 50% do P total em leguminosas e 65% em grãos de cereais. Fósforo (P)
  33. 33. Fisiologia Interação com outros nutrientes: • Interação entre Fósforo e Nitrogênio; • Fósforo e a FBN; • Interação entre Fósforo e Zinco. Fósforo (P)
  34. 34. Deficiência de fósforo O estresse moderado de P pode não produzir sintomas evidentes de deficiência. Contudo, sob deficiência mais severa, as plantas adquirem coloração que varia de verde-escura a púrpura; A deficiência de fósforo pode reduzir tanto a respiração como a fotossíntese. Fósforo (P)
  35. 35. Deficiência de fósforo Geralmente, o estresse de P diminui mais o número total de sementes produzidas que o tamanho da semente; Os sintomas da carência de P Iniciam-se pelas folhas mais velhas, sendo caracterizadas por manchas de formato irregular no limbo foliar, que formam um gradiente entre verde claro nas bordas e marrom claro no interior, podendo ocorrer entre as nervuras principais ou nos bordos das folhas. Com o tempo, essas manchas podem evoluir para necroses da cor de folha seca. Fósforo (P)
  36. 36. Fósforo (P) Deficiência de fósforo
  37. 37. Deficiência de fósforo Ocorrência da deficiência Baixos teores nos solos, principalmente nos argilosos e com elevada acidez (maior fixação do fósforo) podem provocar a deficiência desse nutriente nas plantas. Erros na subsolagem seja na profundidade de localização ou na ausência do fertilizante também podem provocar deficiência de fósforo nas plantas. Fósforo (P)
  38. 38. Deficiência de fósforo na cultura do milho.
  39. 39. Deficiência de fósforo na cultura da soja.
  40. 40. Deficiência de fósforo na cultura do café.
  41. 41. Deficiência de fósforo na cultura do algodão.
  42. 42. Deficiência de fósforo na cultura da cana-de-açúcar.
  43. 43. Agradecemos sua atenção!
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×