Your SlideShare is downloading. ×
0
Processos de Liderança e Cultura Organizacional no contexto pós-aquisição
Processos de Liderança e Cultura Organizacional no contexto pós-aquisição
Processos de Liderança e Cultura Organizacional no contexto pós-aquisição
Processos de Liderança e Cultura Organizacional no contexto pós-aquisição
Processos de Liderança e Cultura Organizacional no contexto pós-aquisição
Processos de Liderança e Cultura Organizacional no contexto pós-aquisição
Processos de Liderança e Cultura Organizacional no contexto pós-aquisição
Processos de Liderança e Cultura Organizacional no contexto pós-aquisição
Processos de Liderança e Cultura Organizacional no contexto pós-aquisição
Processos de Liderança e Cultura Organizacional no contexto pós-aquisição
Processos de Liderança e Cultura Organizacional no contexto pós-aquisição
Processos de Liderança e Cultura Organizacional no contexto pós-aquisição
Processos de Liderança e Cultura Organizacional no contexto pós-aquisição
Processos de Liderança e Cultura Organizacional no contexto pós-aquisição
Processos de Liderança e Cultura Organizacional no contexto pós-aquisição
Processos de Liderança e Cultura Organizacional no contexto pós-aquisição
Processos de Liderança e Cultura Organizacional no contexto pós-aquisição
Processos de Liderança e Cultura Organizacional no contexto pós-aquisição
Processos de Liderança e Cultura Organizacional no contexto pós-aquisição
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Processos de Liderança e Cultura Organizacional no contexto pós-aquisição

2,750

Published on

Tese de Mestrado apresentada na UNITAU - TAUBATÉ

Tese de Mestrado apresentada na UNITAU - TAUBATÉ

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,750
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
25
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Universidade de Taubaté
    MestradoemGestão e Desenvolvimento Regional
    Processos de Liderança e CulturaOrganizacional no contextopós-aquisição
  • 2. AGENDA
    • PROBLEMA
    • 3. OBJETIVOS
    ObjetivoGeral
    ObjetivosEspecíficos
    • DELIMITAÇÃO DO ESTUDO
    • 4. RELEVÂNCIA DO ESTUDO
    • 5. REVISÃO DA LITERATURA
    • 6. MÉTODO
    • 7. TIPO DE PESQUISA
    • 8. POPULAÇÃO E AMOSTRA
    • 9. INSTRUMENTO (S)
    FLUXO
    • PROCEDIMENTO PARA COLETA DE DADOS
    • 10. PLANO PARA ANÁLISE DE DADOS
    • 11. RESULTADOS PRELIMINARES
    • 12. REFERÊNCIAS
  • Problema
    Objetivo
    Delimitação
    Relevância
    Método
    • Identificação dos Processos de Liderança
    • 13. Como a liderança influencia na Cultura Organizacional
    • 14. Objetivo: Exploratório Descritivo
    • 15. Delimitação: Estudo de Caso
    • 16. Método de Coleta de Dados (Triangulação Teórica)
    • 17. Abordagem:
    Qualitativa - Quantitativa
    • Processos de Liderança
    • 18. Cultura Organizacional
    • 19. Aquisição da empresa
    • 20. Nenhum levantamento da Cultura Organizacional
    • 21. Como os processos de liderança influenciam na Cultura Organizacional após uma aquisição?
    • 22. Geral: Como os processos de liderança influenciam na Cultura Organizacional após uma aquisição
    • 23. Específico:
    • 24. Diagnóstico da Cultura
    • 25. Levantamento de Dados Históricos da Liderança
    • 26. Análise do Impacto da Aquisição
    • 27. Levantamento e Análise dos dados de Clima Organizacional
    Documentos
    Dados Secundários:
    Índices Grupo Focal
    Índices Pesq Clima 04/05/06
    Instrumentos
    Questionários
    Entrevista
    Semi-estruturada
    Dados Primários:
    Quest. Cultura Organizacional
    Quest. Processos de Liderança
    Entrevista Semi-estruturada
    Instrumentos
    • Entrevistas
    • 28. Análise dos conteúdos do Grupo Focal
    • 29. Índice de Pesq de Clima
    • 30. Quest. Cultura Org
    • 31. Quest Proc de Liderança
    População e amostra: 111 Líderes (100%)
    2499 funcionários, sendo:
    N=(2499 x 400) / (2499+400) = 999600 / 2899=344,80 = 345
  • 32. REVISÃO DA LITERATURA
    2 CulturaOrganizacional
    2.1 Cultura
    2.2 CulturaNacional e Organizacional
    2.3 CulturaOrganizacional: História e Conceito
    2.3.1 Cultura e climaorganizacional
    2.3.2 Desenvolvimento da Cultura, elementos e níveis da CulturaOrganizacional
    2.4 Dimensões da CulturaOrganizacionalsegundoHofstede
    3 Liderança
    3.1 Estilos de Liderança
    4 Fusões e Aquisições
  • 33. Distância
    do poder
    Dimensões
    Culturais
    Curtoprazo
    x
    Longo prazo
    Aversão
    a
    Incerteza
    Masculino
    X
    Feminino
    Invidualismo
    X
    Coletivismo
    CulturaOrganizacional
    GeertHofstede-
    CulturaNacional
    GeertHofstede-
    CulturaBrasileira
  • 34. Níveis da CulturaOrganizacional
    1-Orientação para o processo
    Orientaçãopararesultados
    X
    2-Orientação para o empregado
    Orientaçãopara o trabalho
    X
  • 35. Níveis da CulturaOrganizacional
    3-Paroquial
    Profissional
    X
    4-Sistema Aberto
    Sistemafechado
    X
  • 36. Níveis da CulturaOrganizacional
    5-Controle Rígido
    ControleFraco
    X
    6-Normativo
    Pragmático
    X
  • 37. PROCEDIMENTO PARA COLETA DE DADOS
    -Cópia do projetoentregueaoPlant-Manager -ok
    -AprovaçãopeloComitê de ÉticaemPesquisa da Universidade de Taubaté - protocolo 0458/07 - ok
    -Termo de consentimentoassinadopelosfuncionários-ok
    -Coletaemsala de reuniões (20 pessoas) - ok
    -Entrevista semi-estruturada (gravada se for permitido)
  • 38. PROCEDIMENTO PARA ANÁLISE DE DADOS
    -Os dados obtidosnasentrevistas e documentos de pesquisa de clima (Alcest)
    -Questionários (SPHINX )
  • 39. RESULTADOS PRELIMINARES- CLIMA ORGANIZACIONAL
  • 40. RESULTADOS PRELIMINARES- LIDERANÇA
    PERFIL
    DEFINIÇÃO DE LÍDER
  • 41. RESULTADOS PRELIMINARES- LIDERANÇA
     
     
    Perfil
    O que a empresa espera do Líder
    Formação de um Líder
  • 42. RESULTADOS PRELIMINARES- CULTURA ORGANIZACIONAL
    Orientada Processos
    Equilibrada ou neutra para Tarefas e Pessoas
    Equilibrada ou neutra para Paroquial e Profissional
  • 43. RESULTADOS PRELIMINARES- CULTURA ORGANIZACIONAL
     
     
    Processo Fechado
    Controle Fraco
    Processo Normativo x Pragmático
  • 44. REFERÊNCIAS
    A GERAÇÃO DE SINERGIAS E SEUS IMPACTOS NA RENTABILIDADE DAS EMPRESAS NOS CASOS DE FUSÕES E AQUISIÇÕES , site: www.cepefin.org.br/publicados_pdf/a_geracao_sinergias.pdf - Revista de Administração da USP (RAUSP), São Paulo, v. 36, n.1, p.5-12, 2001. Autores: Alberto Borges Matias e Rodrigo MaimonePasin.
    A influência da CulturaOrganizacionalnosprocessos de Fusão e AquisiçãoEmpresarial” Autor: Ricardo José Pereira Monteiro. ProfessoraResponsável: Prof. Dra. Nilda Maria de Clodoaldo Pinto Guerra Leone site: www.anpad.org.br/compras/associados_associados_individuais.php?id=9 - 90k –
    ALCADIPANI R.; CRUBELLATE J. M. CulturaOrganizacional: Generalizaçõesimprováveis e conceituaçõesimprecisas. In: RAE – Revista de Administração de Empresas da FundaçãoGetúlio Vargas, São Paulo, vol.43 n.2 , 2003 , p. 64-77 .
    ANSOME, C. R. Liderançasemseguidores: um novo paradigma. Tese (DoutoradoemEngenharia de Produção) – Programa e Pós-GraduaçãoemEngenharia de Produção, UFSC, Florianópolis, 2001.
    BARBOSA, A. F, O MundoGlobalizado: econômia, sociedade e política, 2001, EditoraContexto,
    BARBOSA, L. Cultura e Empresas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2002.
    ____. O estilobrasileiro de administrar. São Paulo: Atlas, 1996. – estante virtual
    BARROS, B. T.; de PRATES, M. A. S. A arte brasileira de administrar. São Paulo: Atlas, 1996.
    BERGAMINI, C. W. Liderança: Administração do sentido. São Paulo: Atlas, 1994.
    CHAMON, E. M. Q. de O. Gestão e ComportamentoHumanonasOrganizações. Rio de Janeiro: Brasport, 2007.
    Costa , L.B da ; Expectativas do ComportamentoGerencialnavisão dos empregados: Umaanálise do Estilo de Liderança. Taubaté, 2006 . Dissertaçãoapresentadaparaobtenção de MestreemGestão e Desenvolvimento Regional, da Universidade de Taubaté.
    COSTA, C. B. DA; SCHAFFER J. C. As relações entre a auto-percepção dos líderes e a pesquisa de climaorganizacionalnaempresa ALFA. Rio Grande do Sul: UNISINOS, 2002. 26 p. Monografia – EspecializaçãoemGestão e Planejamento de RecursosHumanos, Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, Rio Grande do Sul, 2002.
    Costa, CarineBem da; Schäffer, Julia Carina. As relações entre a Auto-percepção dos líderes e a pesquisa de ClimaOrganizacionalnaEmpresa ALFA – Curso de EspecializaçãoemGestão e Planejamento de RecursosHumanos da UNISINOS
  • 45. DIAS, R. CulturaOrganizacional. Campinas, São Paulo: Alínea, 2003.
    Empresasnacionaispassaram a investirmais no exteriorhttp://www.ibram.org.br/003/00301009.asp?ttCD_CHAVE=49288acessado: 14/01/08 às 21:31
    FLEURY, M. T. L; FISCHER, R. M. (coord.) Cultura e podernasorganizações. 2a. ed. São Paulo: Atlas, 1996.
    FONSECA, R. A. Representação Social da LiderançaporLíderes e PotenciaisLíderes. São Paulo: UNITAU, 2007.213 p. Dissertação – MestradoemGestão e Desenvolvimento Regional, Universidade de Taubaté, Taubaté, São Paulo, 2007.
    FONTES FILHO, J.R. O Empreendedorismo no Sistema Cultural Brasileiro: a História do Barão de Mauá. Dissertação (Mestrado de AdministraçãoProfissional), Universidade do PlanaltoCatarinense, Lajes, Santa Catarina, 2006. Obtidoem:
    FREITAS, A. B. Traçosbrasileirosparaumaanáliseorganizacional. In: MOTTA, F.C.P.; CALDAS, M. P. CulturaOrganizacional e CulturaBrasileira. São Paulo: Atlas, 1997, p, 38- 54.
    FREITAS, M. E. CulturaOrganizacional: Evolução e crítica. São Paulo: Thomson Learning, 2007.
    Fusões e aquisições no Brasil: evolução do processoEmpresáriosbrasileirosdevem se prepararparaosprocessos de fusão e aquisição r e v i s t a FA E B U S I N E S S , n.3, set. 2002 AmbienteEconômicoSérgio Antonio D. Guarita é administrador, especialistaemFinançaspela FGV/SP e professor da FAE Business School. http://www.tnbrasil.com.br/noticias/Exibe.asp?CodNoticia=3186&Tipo=3acessadoem 14/01/08
    GEUS, Arie de. A Empresa Viva. RJ: Campus, 1997
    GIL, A. C. Como ElaborarProjetos de Pesquisa. 4º ed. São Paulo: Atlas, 2002.
    GUERRA, I. C. PesquisaQualitativa e Análise de Conteúdo: sentidos e forma de uso. 1º ed. Portugal: Principia, 2006.
    HANDY. C. Deuses da Administração. São Paulo. Saraiva , 2003. 3ª Edição
    HOFSTEDE. Cultura e Organizações – Compreender a nossaprogramação mental. Lisboa: Silabo, 2003.
    _____, G. Cultura e Organizações-Compreender a nossaprogramação mental. Lisboa: Silabo, 1991.
    http://www.eps.ufsc.br/disciplinas/fialho/DesenvHumano/material/DEUSES.doc acessadoem 13/02/08
    HUNTER, J. C. O Monge e o Executivo:Umahistóriasobre a essência da Liderança. 18 ed. Rio de Janeiro. Sextante, 2004.
  • 46. Inovar. 2ª reimpressão. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1999.
    JOHANN, S. L. Gestão da culturacorporativa. Como as organizações de alto desempenhogerenciamsuaculturaorganizacional. São Paulo: Saraiva, 2004.
    KETS DE VRIES, M.F.R Liderançanaempresa : como o comportamento dos líderesafeta a culturainterna . São Paulo: Editora Atlas, 1997
    Knupp. J. Gestão de TalentosHumanos. EditoraCorifeu, 2007. Rio de Janeiro- 228 p,
    LAKATOS, E. M; MARCONI, M. de A..Técnicas de Pesquisa. 5ª ed. São Paulo: Atlas, 2002.
    _____, Metodologia do TrabalhoCientífico. 6ª edrevista e ampliada. São Paulo: Atlas, 2001.
    LIDERANÇA - HABILIDADES E CARACTERÍSTICAS DO LÍDER NUMA ORGANIZAÇÃO BANCÁRIA: UM ESTUDO DE CASOLucianneSecco Gruber -Curitiba 2001 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS - DissertaçãoapresentadaaoPrograma de Pós-GraduaçãoemEngenharia de Produção da Universidade Federal de Santa Catarina, para a obtenção do Grau
    LUZ, R. Gestão do ClimaOrganizacional. Rio de Janeiro: Qualitymark,2003.
    MACÊDO, Kátia B. Cultura, poder e decisãonaorganização familiar brasileira. In: RAE-eletrônica – Revista de Administração de Empresas da FundaçãoGetúlio
    Vargas, São Paulo, vol.1, n.1, 2002. Obtidoem: www.rae.com.br/eletronica. Acessoem 30/10/2007 - 20:58.
    MARCHIORI, M. Cultura e ComunicaçãoOrganizacional. São Caetano, São Paulo: DifusãoEditora, 2006.
    MOREIRA, D. A. O MétodoFenomenológiconaPesquisa. Editora Thomson Pioneira. São Paulo. 2002
    MORGAN, G. Imagens da Organização. São Paulo: Atlas, 1996.
    MOTTA, F. C. P. Cultura e Organizações no Brasil. In: MOTTA, F.C.P.; CALDAS, M. P. CulturaOrganizacional e CulturaBrasileira. São Paulo: Atlas, 1997, p.25-37.
    MOTTA, F. C. P.; CALDAS, M. P. CulturaOrganizacional e CulturaBrasileira. São Paulo: Atlas, 1997.
    _____, Introdução: Culturaorganizacional e culturabrasileira. In: MOTTA, F.C.P.; CALDAS, M. P. CulturaOrganizacional e CulturaBrasileira. São Paulo: Atlas, 1997, p.15-21.
  • 47. MOTTA, Paulo Roberto. TransformaçãoOrganizacional - A teoria e a Prática de
    OLIVEIRA, A. L. de. ComportamentoOrganizacional e PesquisaQualitativa: AlgumasReflexõesMetodológicas. In: CHAMON, Edna Querido de Oliveira. Gestão e ComportamentoHumanonasOrganizações. Rio de Janeiro: Brasport, 2007, p.193-194.
    PEPPLOW, L. A. CulturaOrganizacional. [S.I.] Disponívelna Internet via www.pessoal.cefetpr.br/lapeplow/paginas/cultorga.html. Acessoem: 25 de setembro de 2007.
    Pesquisa de Fusões e Aquisições 3º trim de 2007 KPMG http://www.kworld.com.br/publicacoes_fas.asp?ft=5&fx=5acessado: 14/01/08 as 22:00
    PUBLICAÇÕES CADERNO DISCENTE- UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ-CADERNO 14
    RODRIGUES, A. M. et al. Antologia da LiteraturaBrasileira: textoscomentados. v.I. São Paulo: Marco Editorial, 1979, p.30.
    Sainsaulieu, Renaud. Sociologia da Empresa: Organização, cultura e desenvolvimento. Editora: Instituto Piaget. Lisboa. 1997.
    SCHEIN, E. H. . Guia de sobrevivência da culturacorporativa. Rio de Janeiro: José Olympio, 2001.
    ______. Organizational Culture and Leadership. 2.ed. San Francisco: Jossey-Bass, 1992.
    SOTO, E. ComportamentoOrganizacional: O Impacto das Emoções. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2002.
    SOUZA, C.G. de. A culturaorganizacional no processo de implementação da manufaturaenxuta. Dissertação (MestradoemGestão e Desenvolvimento Regional), Universidade de Taubaté, Taubaté, São Paulo, 2007.
    STEFANO ,S.R; VALORI, L.C.;GONCALVES, D.M.;ANDRADE, S.M.; LiderançaOrientadaparaResultados: um estudo de múltiploscasoseminstituiçõesfinanceiras.UniversidadeEstadual do Centro-Oeste do Paraná-UNICENTRO, 2006, 16 páginas
    SUEM ; KIMURA . Alberto Sanyuan e Herbert - Fusão e aquisiçãocomoestratégia de entrada (entre mode) no mercadobrasileiro. Caderno de PesquisasemAdministração, V.2 , nº5 , 2 sem / 97
    TANURE, B. Gestão a Brasileira: somosounãodiferentes? : umacomparação com América Latina, EstadosUnidos, Europa e Ásia. 2.ed. São Paulo: Atlas, 2005.
    Título: “A Influência da CulturaOrganizacionalnosProcessos
    TOMASKO, R.M. Crescer, nãodestruir. RJ: Campus, 1996
    TORQUATO, G. Cultura, Poder, Comunicação e Imagem: Fundamentos da nova empresa. São Paulo: Thomson Pioneira, 2003.
    WAGNER, J. A.; HOLLENBECK, J. R. ComportamentoOrganizacional. CriandoVantagemCompetitiva. 2.ed. São Paulo: Saraiva, 2006.
    WATSON WYATT WORLDWIDE , empresa de consultoria. Disponívelem: http://watsonwyatt.com/news/globalnews2.asp?nm=Global&ID=7640acessado: 20/02/08
    www.uniplac.rct-sc.br/mestradoadministracao/artigos/l2_01.pdf Acessoem 12/11/2007 - 00:15.

×