Your SlideShare is downloading. ×
0
COMPUTAÇÃO EM NUVEM:
UM ESTUDO EXPLORATÓRIO NO PÓLO
DE CONFECÇÕES DO AGRESTE
PERNAMBUCANO
D A R LA N F LO R Ê N C IO D E A...
Roteiro
Introdução
Referencial Teórico
Estudo Exploratório
Conclusões
Introdução
As atividades de empresas situadas no polo de confecções
do Agreste de Pernambuco são informatizadas?
Quais fer...
Afinal, o que é Computação em Nuvem?
Referencial Teórico
1. Características Essenciais
Uso sob demanda
Amplo acesso a rede
Elasticidade
Serviço medido
2. Modelos de Serviços
3. Be...
Estudo Exploratório
 Polo de Confecções do Agreste Pernambucano – Cidades: Caruaru,
Toritama e Santa Cruz do Capibaribe
...
Resultados Obtidos
Resultados Obtidos
Resultados Obtidos
Proposta de Utilização de Computação em
Nuvem
Soluções de Computação em Nuvem
Propostas
Google Apps for Business
Microsoft...
Conclusões e Considerações
Finais
59% das empresas estudadas não utilizam TI.
91% são microempresas
Apenas 16% conhecem ou...
OBRIGADO!
COMPUTAÇÃO EM NUVEM:
UM ESTUDO EXPLORATÓRIO NO PÓLO
DE CONFECÇÕES DO AGRESTE
PERNAMBUCANO
D A R LA N F LO R Ê N C IO D E A...
Referências
ARMBRUST, M., FOX, A., GRIFFITH, R., JOSEPH, A.D., KATZ, R.H., KONWINSKI, A., LEE, G., PATTERSON, D.A.,
RABKIN...
GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2009.
HUGHES, G; AL-JUMEILY, D; HUSSAIN, A. Dec...
MINAYO, M.C de S. (org.) Pesquisa Social: Teoria, método e criatividade. 22 ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2003.
NOGUEIRA, Mat...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

COMPUTAÇÃO EM NUVEM: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO REALIZADO NO PÓLO DE CONFECÇÕES DO AGRESTE PERNAMBUCANO

326

Published on

Investimentos em Tecnologia da Informação são caros e muitas vezes se tornam inacessíveis para
empresas de pequeno e médio porte. Uma alternativa seria dispensar o investimento em
infraestrutura física de TI, através da utilização da Computação em Nuvem. Diante disso, esse
trabalho busca desenvolver um estudo para levantar e analisar a intensidade de uso de soluções de
Computação em Nuvem por empresas de confecção que estão localizadas no polo de confecções do
agreste Pernambucano, e em seguida, propor um conjunto de soluções que possam ser usadas para
evitar desperdícios com TI, melhorando dessa forma, o planejamento de investimentos em tecnologia.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
326
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "COMPUTAÇÃO EM NUVEM: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO REALIZADO NO PÓLO DE CONFECÇÕES DO AGRESTE PERNAMBUCANO"

  1. 1. COMPUTAÇÃO EM NUVEM: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO NO PÓLO DE CONFECÇÕES DO AGRESTE PERNAMBUCANO D A R LA N F LO R Ê N C IO D E A R R U D A J O S É G ILS O N D E A LM E ID A T E IX E IR A . F ILH O U N IV E R S ID A D E D E P E R N A M B U C O - U P E
  2. 2. Roteiro Introdução Referencial Teórico Estudo Exploratório Conclusões
  3. 3. Introdução As atividades de empresas situadas no polo de confecções do Agreste de Pernambuco são informatizadas? Quais ferramentas/soluções de computação em nuvem podem ser usadas para apoiar as atividades das empresas de confecções situadas no pólo de confecções do agreste de Pernambuco?
  4. 4. Afinal, o que é Computação em Nuvem? Referencial Teórico
  5. 5. 1. Características Essenciais Uso sob demanda Amplo acesso a rede Elasticidade Serviço medido 2. Modelos de Serviços 3. Benefícios e Desafios Referencial Teórico
  6. 6. Estudo Exploratório  Polo de Confecções do Agreste Pernambucano – Cidades: Caruaru, Toritama e Santa Cruz do Capibaribe  12000 empresas formais e informais (Sebrae, 2003)  Amostragem probabilística do tipo estratificada proporcional (GIL, 2009; MARCONI e LAKATOS, 2002).
  7. 7. Resultados Obtidos
  8. 8. Resultados Obtidos
  9. 9. Resultados Obtidos
  10. 10. Proposta de Utilização de Computação em Nuvem Soluções de Computação em Nuvem Propostas Google Apps for Business Microsoft Office 365 SalesForce.com Zoho Office Suite
  11. 11. Conclusões e Considerações Finais 59% das empresas estudadas não utilizam TI. 91% são microempresas Apenas 16% conhecem ou já ouviram falar em Computação em Nuvem. Dos que já ouviram falar apenas 40% utilizam algum serviço na nuvem e 100% alegam usar o Gmail do Google. Já 60% não utilizam computação em nuvem, onde 33% alegam não acreditar nos benefícios que a tecnologia proporciona e 67% não utilizam devido a seguranças dos dados nesse tipo de ambiente.
  12. 12. OBRIGADO!
  13. 13. COMPUTAÇÃO EM NUVEM: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO NO PÓLO DE CONFECÇÕES DO AGRESTE PERNAMBUCANO D A R LA N F LO R Ê N C IO D E A R R U D A J O S É G ILS O N D E A LM E ID A T E IX E IR A . F ILH O
  14. 14. Referências ARMBRUST, M., FOX, A., GRIFFITH, R., JOSEPH, A.D., KATZ, R.H., KONWINSKI, A., LEE, G., PATTERSON, D.A., RABKIN, A., STOICA, I., ZAHARIA, M. Above the Clouds: A Berkeley View of Cloud Computing. Tech. Rep. UCB/EECS-2009-28, EECS Department, University of California, Berkeley. ARAUJO, Carlos Augusto Lucena; PEREIRA, Clarisse ferrão. A indústria de confecções em Pernambuco: impactos e oportunidades em um cenário pós-ATC (Acordo sobre Têxteis e Confecções). 2006. Disponível em: < http://www.simpep.feb.unesp.br/anais/anais_13/artigos/233.pdf>. Acessado em 14 de Março de 2011. BARROS, Izabelle Souza. O cenário do pólo de confecções do agreste de Pernambuco. 2009. Disponível em: <http://www.pe.senac.br/ascom/faculdade/Anais_EncPesqExt/III/anais/comunicacao/015_2009_ap_oral.pdf>. Acessado em: 15 de março de 2011. BEAL, Adriana. Introdução à Gestão de Tecnologia da Informação. Eng. MBA, 2001. Disponível em: < http://www.2beal.org/ti/manuais/GTI_INTRO.PDF>. Acesso em: 14 de Março de 2011. BIOLCHINI, Jorge; MIAN, Paula Gomes; NATALI, Ana Candida Cruz; TRAVASSOS, Guilherme Horta. Systematic Review in Software Engineering. Technical Report. PESC – COPPE/UFRJ, 2005. CERVO, A, L.; BERVIAN, P.A; DA SILVA, R. Metodologia Científica. 6 ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007. CRESPO, Antônio Arnot; Estatística Fácil. 17 ed. São Paulo: Editora Saraiva, 2001. DYBA, T.; KAMPENES, V.; SJOBERG, D. A Systematic Review of Statistical Power in Software Engineering Experiments. Journal of Information and Software Technology, v. 1, n. 11, 2005.
  15. 15. GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2009. HUGHES, G; AL-JUMEILY, D; HUSSAIN, A. Declarative Language Framework for Cloud Computing Management. Second International Conference on Developments in eSystems Engineering, 2009. GOOGLE. Mais de três milhões de empresas usam Apps. Disponível em: < http://www.google.com/apps/intl/pt- BR/business/index.html. > Acessado em 24 de Maio de 2011 MAFRA, S.N., TRAVASSOS, G.H. Estudos Primários e Secundários Apoiando a Busca por Evidência em Engenharia de Software, Relatório Técnico ES-687/06. COPPE/UFRJ. Rio de Janeiro: Brasil, 2006. MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Técnicas de Pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisas, elaboração, análise e interpretação de dados. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2002. MELL, Peter; GRANCE, Tim. The NIST Definition of Cloud Computing. Information Technology Laboratory, 2011. MICROSOFT. Microsoft Office 365. Disponível em: < http://www.microsoft.com/en-us/office365/online-software.aspx: >. Acessado em 24 de Maio de 2011 MILLER, Michael. Cloud Computing: Web-Based Applications That Change the way You Work and Collaborate Online. 1 ed. Indiana: Que Publishing, 2009. Referências
  16. 16. MINAYO, M.C de S. (org.) Pesquisa Social: Teoria, método e criatividade. 22 ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2003. NOGUEIRA, Matheus Cadori; PEZZI, Daniel da Cunha. A Computação Agora é nas Nuvens. UNICRUZ, 2009. NUNES, Glauco. Investir na infraestrutura de TI resulta em valor adicional para empresas. 2010. Disponível em: < http://www.administradores.com.br/informe-se/administracao-e-negocios/investir-na-infraestrutura-de-ti-resulta-em-valor- adicional-para-empresas/40514/ >. Acessado em 14 de março de 2011 SAMPAIO, R.F; MANCINI, M.C. Estudos de Revisão Sistemática: Um guia para síntese criteriosa da evidência científica. Revista Brasileira de Fisioterapia. São Carlos, 2007 SEBRAE. Critérios e conceitos para classificação de empresas. 1999. Disponível em: < http://www.sebrae- sc.com.br/leis/default.asp?vcdtexto=4154 >. Acessado em 21 de Maio de 2011 SEBRAE. Estudo da Caracterização econômica do Pólo de Confecções do Agreste Pernambucano. Recife, 2003. SILVA, Edna Lúcia. Metodologia da pesquisa e Elaboração de dissertação. 3º Ed. Florianópolis: 2001. SOUSA, Flávio R. C et al. Computação em Nuvem: Conceitos, Tecnologias, Aplicações e Desafios. ERCEMAPI. Teresina, 2009. WANG, Lizhe; LASZEWSKI, Gregor von; YOUNGE, Andrew; HE, Xi. Cloud Computing: a Perspective Study.New Generation Computing, 2009. ZHANG, Qi; CHENG, Lu; BOUTABA, Raouf. Cloud Computing: state-of-the-art and research challenges. The Brazilian Computer Society, 2010. ZOHO DOCS. Online Document Management. Disponível em: < https://docs.zoho.com/jsp/index.jsp >. Acessado em 24 de Maio de 2011 Referências
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×