• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Trabalho sobre tratamento de efluentes
 

Trabalho sobre tratamento de efluentes

on

  • 7,522 views

Trabalho sobre tratamentos de Efluentes; foco nas industrias

Trabalho sobre tratamentos de Efluentes; foco nas industrias

Statistics

Views

Total Views
7,522
Views on SlideShare
7,522
Embed Views
0

Actions

Likes
4
Downloads
227
Comments
1

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

11 of 1 previous next

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Trabalho sobre tratamento de efluentes Trabalho sobre tratamento de efluentes Presentation Transcript

    • Tratamento deTratamento de EfluentesEfluentes Trabalho de S.A.T .Trabalho de S.A.T .
    • EfluentesEfluentes são geralmente produtos líquidoslíquidos ou gasososgasosos produzidos por indústriasindústrias ou resultante dos esgotosesgotos domésticosdomésticos urbanos, que são lançados no MeioMeio AmbienteAmbiente.. O Que SÃO EFLUENTES ?O Que SÃO EFLUENTES ?
    • Tratamento de efluentes Industriais O Tratamento de Efluentes Industriais abrange os mecanismos e processos utilizados para o tratamento de águas que foram contaminadas, de alguma forma por atividades antropogenicas industriais ou comerciais antes da sua libertação no ambiente ou a sua reutilização. Geralmente os efluentes possuem altas concentrações de poluentes convencionais como óleo ou graxa, poluentes tóxicos, como por exemplo, metais pesados, compostos orgânicos voláteis ou outros poluentes, como amônia, precisam de tratamento especializado.
    • Por quePor que Tratar EfluentesTratar Efluentes antes do seuantes do seu DescarteDescarte em corpos Receptores?em corpos Receptores? Primeiro:Primeiro: diminuí o impacto ambiental consideravelmente; Segundo:Segundo: os efluentes podem ser transformados em outros tipos de materiais (sim, de certa forma eles são reciclavéis). Terceiro:Terceiro: se houver matéria orgânica nos efluentes, pode ocorrer o fenômeno nomeado de "eutrofização", que no caso pode matar rios, lagos, etc e extinguir a biodiversidade local facilmente.
    • Obrigação legal em todo o mundoObrigação legal em todo o mundo – a eventual atitude voluntáriavoluntária de empresas nunca seria suficiente para assegurar o objetivo. Mais além dessas á outras RAZÕES:Mais além dessas á outras RAZÕES: Objetivo Principal seriaObjetivo Principal seria A Preservação do EcossistemaA Preservação do Ecossistema
    • Razão de saúde pública:Razão de saúde pública: Reduzir o númeroReduzir o número de organismos patogênicos presentes nosde organismos patogênicos presentes nos esgotos, possibilitando o seu retorno aoesgotos, possibilitando o seu retorno ao Meio AmbienteMeio Ambiente sem o risco de transmissão desem o risco de transmissão de doenças de veiculação hídrica.doenças de veiculação hídrica. Razão ecológica:Razão ecológica: Evitar a degradaçãoEvitar a degradação ambiental, protegendo a vida vegetal eambiental, protegendo a vida vegetal e animal.animal. Razão econômica:Razão econômica: Reduzir o custo doReduzir o custo do tratamento da água e a indisponibilidadetratamento da água e a indisponibilidade desse recurso para diversos usos, dentredesse recurso para diversos usos, dentre eles o consumo humano, industrial,eles o consumo humano, industrial, comercial, assim como para as comunidades.comercial, assim como para as comunidades.
    • Razão estética:Razão estética: Evitar prejuízos ao lazer eEvitar prejuízos ao lazer e ao turismo, pelo mau aspecto, cheiro,ao turismo, pelo mau aspecto, cheiro, presença de lixo e animais transmissores depresença de lixo e animais transmissores de doenças.doenças. Razão Legal:Razão Legal: Evitar a depreciação dosEvitar a depreciação dos patrimônios, pois os proprietários de áreas apatrimônios, pois os proprietários de áreas a jusante dos lançamentos de esgotos têmjusante dos lançamentos de esgotos têm direitos legais ao uso da água emdireitos legais ao uso da água em seuseu estadoestado natural.natural.
    • Impacto AmbientalImpacto Ambiental
    • •CONAMACONAMA nº 357, de 17 de março de 2005,nº 357, de 17 de março de 2005, que dispõe sobre a classificação dos corpos d’água e diretrizes ambientais para o seu enquadramento, bem como estabelece as condições e padrões de lançamento de efluentes. Os efluentesefluentes de qualquer fonte poluidoraqualquer fonte poluidora somente poderão ser lançadospoderão ser lançados, direta ou indiretamente, nos corpos d’águanos corpos d’água, após o devido TRATAMENTOTRATAMENTO e desde que obedeçam às condições, padrões e exigências dispostos nesta resolução e em outras normas aplicáveis, de acordo com o artigo 34 desta resolução (BRASIL, 2005). CONAMACONAMA Conselho Nacional do Meio AmbienteConselho Nacional do Meio Ambiente No Brasil e em vários países, aNo Brasil e em vários países, a legislação ambiental regula o descartelegislação ambiental regula o descarte de efluentes sobre corpos d’águade efluentes sobre corpos d’água NORMAS TÉCNICAS RELACIONADAS AOSNORMAS TÉCNICAS RELACIONADAS AOS SISTEMAS DE TRATAMENTOSISTEMAS DE TRATAMENTO
    • ABNT / NBR Nº 9.648ABNT / NBR Nº 9.648 Estudo de concepção de sistemas de esgoto sanitário ABNT / NBR Nº 9.800ABNT / NBR Nº 9.800 Critérios para lançamento de efluentes líquidos industriais no sistema coletor público de esgoto sanitário ABNT / NBR Nº 12.209ABNT / NBR Nº 12.209 Projeto de estações de tratamento de esgoto sanitário
    • EfluentesEfluentes LíquidosLíquidos
    • Existem basicamente duas categorias de efluentes líquidos: sanitáriossanitários ou domésticosdomésticos e industriais.industriais.
    • + Impurezas devido ao uso Efluentes Industriais Impurezas devido ao uso Água consumo industrial Efluentes domésticos Água potável + = = Abastecimento DomésticoAbastecimento Doméstico Abastecimento IndustrialAbastecimento Industrial
    • Uso da Água e Geração deUso da Água e Geração de EFLUENTES na INDUSTRIAEFLUENTES na INDUSTRIA ETE:Estação de Tratamento de EfluentesETE:Estação de Tratamento de Efluentes ETA:Estação d Tratamento de ÁguaETA:Estação d Tratamento de Água
    • Uso da ÁGUA na IndústriaUso da ÁGUA na Indústria Incorporação ao produto; lavagens de máquinas, tubulações e pisos; Águas de sistemas de resfriamento e geradores de vapor; Águas utilizadas diretamente nas etapas do processo industrial ou incorporadas aos produtos; Esgotos sanitários dos funcionários
    • Usos da Água na Indústria:Usos da Água na Indústria: Incorporação em Produtos (Águas de Produto)Incorporação em Produtos (Águas de Produto) Bebidas, Alimentos Tintas Produtos Químicos em solução aquosaProdutos Químicos em solução aquosa Medicamentos Cosméticos Processos Fis-Qui de Produção (Águas deProcessos Fis-Qui de Produção (Águas de Processo)Processo) Tratamento de Minérios Extração e Refino de Petróleo Extração e Refino de Metais Produção e Alvejamento de Celulose Alvejamento e Tingimento Têxtil Produção de Produtos Químicos Tratamento de Superfícies Tratamento de Gases
    • Parâmetros físicos:Parâmetros físicos: Temperatura,Temperatura, Odor,Odor, CorCor e turbidez, sólidos sedimentáveis,e turbidez, sólidos sedimentáveis, materiais solúveismateriais solúveis.. Parâmetros químicos:Parâmetros químicos:   PH, DBO, DQO,PH, DBO, DQO, Nitrogênio (N), Fósforo (P), dentre outros.Nitrogênio (N), Fósforo (P), dentre outros. Parâmetros biológicos:Parâmetros biológicos:    AA Escherichia coliEscherichia coli éé o parâmetro indicador da presença de fezeso parâmetro indicador da presença de fezes humanas e animais em águas. A poluiçãohumanas e animais em águas. A poluição fecal possibilita a veiculação de vários micro-fecal possibilita a veiculação de vários micro- organismos patogênicos como vírusorganismos patogênicos como vírus entéricos e outros, bactériasentéricos e outros, bactérias enteropatogênicas, protozoários e vermesenteropatogênicas, protozoários e vermes.. Caracterização dos efluentesCaracterização dos efluentes
    • Para a avaliação da carga poluidora dos efluentes industriais e esgotos sanitários são necessárias as medições de vazão in loco e a coleta de amostras para análise de diversos parâmetros sanitários que representam a carga orgânica e a carga tóxica dos efluentes. Parâmetros SanitáriosParâmetros Sanitários
    • Os parâmetros utilizados são conjugados de forma que melhor signifiquem e descrevam as características de cada efluente. Os processos de tratamento a serem adotados, as suas formas construtivas e os materiais a serem empregados são considerados a partir dos seguintes fatores:
    • •Temperatura •Cor e odor •Sólidos totais •Turbidez •DBO •DQO •Carbono orgânico total (COT) •Detergentes •Fenóis •Óleos e graxas •Densidade •Condutividade •Alcalinidade •Oxigênio dissolvido •Hidrocarbonetos •Pesticidas •Fluoretos •Sulfetos, sulfatos •pH •Nitrogênio e fósforo •Metais •Agentes biológicos (microorganismos) Principais:Principais:
    • Classificação dos métodos de Tratamento deClassificação dos métodos de Tratamento de Efluentes IndustriaisEfluentes Industriais Os tipos deOs tipos de processosprocessos adotados devem levaradotados devem levar em conta os seguintes fatores:em conta os seguintes fatores: A legislação ambiental regional; O clima; A cultura local; Os custos de investimento e os custos operacionais; A quantidade e a qualidade do lodo gerado na estação de tratamento de efluentes industriais;
    • A qualidade do efluente tratado; A segurança operacional relativa aos vazamentos de produtos químicos utilizados ou dos efluentes; Explosões; Geração de odor; A interação com a vizinhança; Confiabilidade para atendimento à legislação ambiental; Possibilidade de reuso dos efluentes tratados.
    • A soma das ações de controle,A soma das ações de controle, envolvendo aenvolvendo a geraçãogeração,, manipulaçãomanipulação,, transportetransporte,, tratamento e disposiçãotratamento e disposição finalfinal, traduz-se nos seguintes, traduz-se nos seguintes benefícios principais:benefícios principais:  Minimização dos riscos de acidentes pela manipulação de resíduos perigosos;  Disposição de resíduos em sistemas apropriados;
    •  Promoção de controle eficientePromoção de controle eficiente do sistemas de transporte dedo sistemas de transporte de resíduos perigosos;resíduos perigosos;  Proteção à saúde da populaçãoProteção à saúde da população em relação aos riscos potenciaisem relação aos riscos potenciais oriundos da manipulação,oriundos da manipulação, tratamento e disposição finaltratamento e disposição final inadequada.inadequada.  intensificação do reaproveitamento de resíduos industriais;
    •  proteção dos recursos não renováveis, bem como o adiamento do esgotamento de matérias-primas;  diminuição da quantidade de resíduos e dos elevados e crescentes custos de sua destinação final;  minimização dos impactos adversos, provocados pelos resíduos no meio ambiente, protegendo o solo, o ar e as coleções hídricas superficiais e subterrâneas de contaminação.
    • TratamentoTratamento
    •  Classes dos Contaminantes;Classes dos Contaminantes;  Níveis de Tratamento;Níveis de Tratamento;  Processos de TratamentoProcessos de Tratamento
    • Os efluentes industriais não podem ser caracterizados de uma única forma, pois dependem das características próprias de cada indústria, dos produtos fabricados, dos processamentos, das matérias primas empregadas.
    • Classes dosClasses dos ContaminantesContaminantes
    • Classes Contaminantes Exemplos 1 Sais inorgânicos dissolvidos íons metálicos e não metálicos (Cl - , F- , SO4 2- , NO3 - , Ca 2+ , Cr 6+ , Na + , K + , Mg 2+ , CN - , HCO 3- ,NH 4+ , etc.) 2 Gases dissolvidos NH3, H2S, etc. 3 Compostos orgânicos dissolvidos Solventes, pesticidas, herbicidas, tensoativos, açúcares, etc. 4 Partículas em suspensão Areia, sílica coloidal, sais insolúveis, sólidos suspensos diversos 5 Microrganismos Bactérias, vírus, protozoários, fungos, leveduras, etc. 6 Óleos e graxas Os contaminantes presentes nos efluentesOs contaminantes presentes nos efluentes industriais podem ser divididos em 6 classesindustriais podem ser divididos em 6 classes
    • Níveis de TratamentoNíveis de Tratamento
    • O grau de tratamento de um determinado efluente sempre será função da: Qualidade do corpo receptor e das características necessárias para o uso da água a jusante do ponto de lançamento Da capacidade de autodepuração e diluição do corpo d’água, Da Legislação Ambiental Conseqüências do lançamento destes efluentes.
    • Tratamento Preliminar Tratamento Primário  Tratamento Secundário  Tratamento Terciário De acordo com o grau de poluição, teremos o grau de tratamento, que pode ser:
    • Devido à complexidade daDevido à complexidade da composição dos efluentescomposição dos efluentes industriaisindustriais, são necessárias as, são necessárias as associações deassociações de diversos níveis dediversos níveis de tratamentotratamento para a obtenção depara a obtenção de efluentes com asefluentes com as qualidadesqualidades requeridas pelos padrões derequeridas pelos padrões de lançamentolançamento.. Processos de tratamentoProcessos de tratamento
    • Os processos de tratamento se resumemOs processos de tratamento se resumem em:em: Físicos ou Físio-QumicoFísicos ou Físio-Qumico (TRATAMENTO PRELIMINAR )(TRATAMENTO PRELIMINAR ) Remoção de sólidos grosseirosRemoção de sólidos grosseiros (Tratamento Primário)(Tratamento Primário) Separação dos sólidos em suspensãoSeparação dos sólidos em suspensão BiológicosBiológicos (Tratamento secundário)(Tratamento secundário) Remoção da matéria orgânicaRemoção da matéria orgânica QuímicosQuímicos
    • Tipos De IndustriasTipos De Industrias Exemplos:Exemplos: Indústrias alimentícias Bebidas (refrigerantes) Bebidas (cervejas) Pescado Abatedouros de Aves Farmacêuticas Químicas (Tintas)
    • O processo mais usual de tratamento desse efluente é constituído de três etapas: Preliminar (remoção de areia, separação de água e óleo e peneiramento); Primário (correção de pH); Secundário (reator anaeróbio seguido de lodos ativados). Indústrias alimentíciasIndústrias alimentícias
    • Bebidas CervejaBebidas Cerveja Preliminar (remoção de areia, separação de água e óleo, peneiramento e correção do pH); Secundário por processo misto anaeróbio e aeróbio. A etapa anaeróbia é composta de biodigestão em duas etapas sendo a primeira constituída por hidrólise ácida e a segunda pela etapa metanogênica. A eficiência complementar é obtida por processos aeróbios compostos por lagoa aerada ou lodos ativados. Secundário simples, pode ser composto somente de processo aeróbio, no caso os lodos ativados.
    • PescadoPescado Preliminar (peneiramento e equalização): remoção de escamas e pedaços de peixes. Primário (clarificação físico-química por adição de coagulantes químicos e cloreto férrico, por flotação): remoção de óleos emulsionados , e sólidos coloidais. Secundário (biodigestão): remoção da matéria orgânica dissolvida em reator anaeróbio.
    • Preliminar e Primário (peneiramento para remoção de penas e vísceras, separação degorduras); Secundário (lagunagem - utilizar uma série de lagoas anaeróbia, facultativa e de aguapé). Abatedouros de AvesAbatedouros de Aves
    • No caso de não haver espaço disponível para a implantação de lagoas o processo preliminar é complementado com o tanque de equalização, seguido de clarificação físico-química (flotação) e tratamento biológico por lodos ativados. Obs.: Recomenda-se o aproveitamento do sangue, vísceras e penas na fabricação de farinha de aves (ração).
    • FarmacêuticasFarmacêuticas Os processos são normalmente compostos das seguintes etapas: PrimárioPrimário (correção de pH); SecundárioSecundário (lodos ativados).
    • Preliminar (equalização); Primário (clarificação físico-química por adição de coagulantes químicos ou eletrocoagulação e sedimentação/ flotação); Secundário (lodos ativados). Indústrias químicas Tintas
    • Tratamentos
    • PreliminarPreliminar Destina-se à remoção de sólidos sedimentáveis grosseiros (areia, terra diatomácea, carvão, pó de pedra e similares), em caixas de areia; sólidos com diâmetros superiores a 1 mm (penas, plásticos, fios e similares), são removidos em peneiras; sólidos com diâmetros superiores a 10 mm podem ser removidos em grades. O nível preliminar compreende também a remoção por diferença de densidade dos óleos e graxas livres em separadores de água e óleo.
    • TratamentoPreliminarTratamentoPreliminar  Remoção de sólidos grosseiros Gradeamento Peneiramento  Desarenação  Equalização  Separadores de óleo e Gordura
    • Os processos que basicamente removem os sólidos em suspensão sedimentáveis e flutuantes através de processos físicos, tais como:
    • GradeamentoGradeamento Etapa na qual ocorre a remoção de sólidos grosseiros, onde o material de dimensões maiores do que o espaçamento entre as barras é retido. Que têm pôr objetivo reter o material sólidoQue têm pôr objetivo reter o material sólido grosseiro em suspensão no efluente.grosseiro em suspensão no efluente. 1ª operação efetuada nas estações de tratamento Os materiais removidos:Os materiais removidos: Tais como troncos e ramagens de árvores, pedras e cascalho, detritos, papéis, etc... A remoção dos sólidos e detritos tem como finalidade:
    •  Evitar o desgaste ou bloqueamento de equipamentos mecânicos; Evitar o entupimento de canalizações de lamas; Evitar a flutuação de detritos nos tanques de sedimentação ou nos desarenadores;  Evitar interferências nos tratamentos subsequentes; Evitar o aspecto inestético dos afluentes não tratados
    • Remoção do material retido:Remoção do material retido: MANUALMANUAL MECÂNICAMECÂNICA
    • DESTINO DO MATERIALDESTINO DO MATERIAL RETIDORETIDO •• Aterro sanitárioAterro sanitário •• IncineraçãoIncineração
    • Com o objetivo da remoção de sólidosCom o objetivo da remoção de sólidos normalmente com diâmetros superiores a 1mm,normalmente com diâmetros superiores a 1mm, capazes de causar entupimentos ou comcapazes de causar entupimentos ou com considerável carga orgânica são utilizadasconsiderável carga orgânica são utilizadas peneiras.peneiras. •As peneiras mais utilizadas têm malhas com barras triangulares com espaçamento variando entre 0,5 a 2mm •No caso de serem utilizadas peneiras em efluentes gordurosos ou com a presença de óleos minerais deve-se utilizar as peneiras com limpeza mecanizada por escovas. PeneiramentoPeneiramento
    • A utilização de peneiras é imprescindível emA utilização de peneiras é imprescindível em tratamentos de efluentes de indústrias detratamentos de efluentes de indústrias de refrigerantes, têxtil, pescado, abatedouros erefrigerantes, têxtil, pescado, abatedouros e frigoríficos, curtumes,frigoríficos, curtumes, cervejarias, sucos de frutas e outrascervejarias, sucos de frutas e outras indústrias de alimentos.indústrias de alimentos. As peneiras devem ser aplicadas também em outros efluentes que apresentem materiais grosseiros, tais como: fiapos; plásticos; resíduos de alimentos, etc.
    • A foto mostra uma peneira com limpeza mecânica da Tecma, instalada em um abatedouro de aves.
    • Caixa de Areia/ DesarenaçãoCaixa de Areia/ Desarenação Etapa na qual ocorre a remoção da areia por sedimentaçãosedimentação.  Este mecanismo ocorre da seguinte maneira: os grãos de areia, devido às suas maiores dimensões e densidade, vão para o fundo do tanque, enquanto a matéria orgânica, de sedimentação bem mais lenta, permanece em suspensão, seguindo para as unidades seguintes.
    • AplicaçãoAplicação Homogeneização do meio líquido e minimização de "picos" de vazões existentes no ínicio do Tratamento de efluentes industriais e/ou sanitários e Tratamento de água bruta. Funcionamento O Tanque de Equalização comporta-se como um pulmão onde as vazões internas de líquido variam de acordo com a entrada e tem a função de manter a mesma vazão de saída para garantir o funcionamento adequado do sistema de tratamento. No interior do tanque, o misturador submersível proporciona uma agitação vigorosa , garantindo homogeinidade do efluente. EqualizaçãoEqualização
    • Tem três objetivos básicos:Tem três objetivos básicos: _ minimizar as variações de vazão de despejos específicos, de tal modo que haja uma vazão constante ou quase constante para o tratamento posterior; _ neutralizar os despejos; _ minimizar as variações de concentração, como DBO, por exemplo.
    • O processo de separação é um processo físico que ocorre por diferença de densidade, sendo normalmente as frações oleosas mais leves recolhidas na superfície. No caso de óleos ou borras oleosas mais densas que a água, esses são sedimentados e removidos por limpeza de fundo do tanque. •O processo é muito utilizado na indústria do petróleo, postos de serviço, oficinas mecânicas e outras atividades que utilizam óleo.
    • As fotos mostram caixas separadoras instaladas em uma indústria Bebidas Posto de serviços
    •  Matéria orgânica emMatéria orgânica em suspensão;suspensão;  Parcialmente a DBOParcialmente a DBO Níveis de TratamentoNíveis de Tratamento Tratamento PrimárioTratamento Primário RemoveRemove : Principais processos:  Decantação primária ouDecantação primária ou simples;simples;  Flotação;Flotação;  Filtração;Filtração; 66
    • TRATAMENTOPRIMÁRIO Remoção de sólidos emRemoção de sólidos em suspensão sedimentáveis esuspensão sedimentáveis e sólidos flutuantessólidos flutuantes Remove também parte daRemove também parte da matéria orgânicamatéria orgânica Processo FÍSICOProcesso FÍSICO
    • FlotaçãoFlotaçãoA flotação é uma técnica de separação de misturas que consiste na introdução de bolhas de ar a uma suspensão de partículas. Com isso, verifica-se que as partículas aderem às bolhas, formando uma espuma que pode ser removida da solução e separando seus componentes de maneira efetiva. O importante nesse processo é que ele representa exatamente o inverso daquele que deveria ocorrer espontaneamente: a sedimentação das partículas. A ocorrência do fenômeno se deve à tensão superficial do meio de dispersão e ao ângulo de contato formado entre as bolhas e as partículas. Esse processo, conhecido a mais de cem anos, teve sua origem na indústria de processamento mineral e atualmente é o processo mais importante na recuperação e/ou concentração de minerais, além de apresentar aplicações nas mais diversas áreas
    • A flotação deve ser aplicadaA flotação deve ser aplicada principalmente para sólidos com altosprincipalmente para sólidos com altos teores de óleosteores de óleos e graxas e ou detergentes tais como ose graxas e ou detergentes tais como os oriundos de indústrias petroquímicas, deoriundos de indústrias petroquímicas, de pescado, frigoríficas e de lavanderias.pescado, frigoríficas e de lavanderias. A flotação não é aplicada aos efluentesA flotação não é aplicada aos efluentes com óleos emulsionados, a não ser quecom óleos emulsionados, a não ser que osos efluentes tenham sido coaguladosefluentes tenham sido coagulados previamente.previamente.
    • FiltraçãoFiltração É o processo da passagem de uma mistura sólido – líquidosólido – líquido através de um meio porosomeio poroso (filtro)(filtro), que retém os sólidos em suspensão conforme a capacidade do filtrocapacidade do filtro e permite apermite a passagem da fase líquida.passagem da fase líquida.
    • O processo de coagulaçãocoagulação é realizado por meio da adição de Cloreto FérricoCloreto Férrico e tem a finalidadefinalidade transformar as impurezas da água que se encontramtransformar as impurezas da água que se encontram em suspensão fina em estado coloidal.em suspensão fina em estado coloidal. Inicialmente, são adicionados no canal de entrada da ETA a solução de Cal e o Cloreto FérricoCal e o Cloreto Férrico. Em seguida a água é encaminhada para o tanque de Pré-FloculaçãoPré-Floculação para que o coagulante e o cal se misturem uniformemente no líquido, agindo assim de uma forma homogênea e efetiva. Na FloculaçãoFloculação, a água é submetida à agitaçãoagitação mecânicamecânica para possibilitar que os flocos se agreguem com os sólidos em suspensão, permitindo assim uma decantação mais rápida. Coagulação/FloculaçãoCoagulação/Floculação
    • O processo de coagulação, ouO processo de coagulação, ou floculação, consiste na adição defloculação, consiste na adição de produtos químicos que promovem aprodutos químicos que promovem a aglutinação e o agrupamento dasaglutinação e o agrupamento das partículas a serem removidas, tornandopartículas a serem removidas, tornando o peso especifico das mesmaso peso especifico das mesmas maior que o da água, facilitando amaior que o da água, facilitando a decantação.decantação.
    • DecantaçãoDecantação A decantação é um processoprocesso de separação de mistura heterogeniasheterogenias principalmente de misturasmisturas compostas por líquidos (imiscíveis ou não (que não se misturam)). O recipiente contendo as substâncias é inclinado, derramando a substância mais leve (que fica em cima), em outro recipiente.
    • Esta etapa consiste na separação sólidoEsta etapa consiste na separação sólido (lodo) – líquido (efluente bruto) por meio da(lodo) – líquido (efluente bruto) por meio da sedimentação das partículas sólidas.sedimentação das partículas sólidas. Os tanques de decantação podem serOs tanques de decantação podem ser circulares ou retangulares. Os efluentes fluemcirculares ou retangulares. Os efluentes fluem vagarosamente através dos decantadores,vagarosamente através dos decantadores, permitindo que os sólidos em suspensão, quepermitindo que os sólidos em suspensão, que apresentam densidade maior do que a doapresentam densidade maior do que a do líquido circundante, sedimentemlíquido circundante, sedimentem gradualmente no fundo. Essa massa degradualmente no fundo. Essa massa de sólidos, denominada lodo primário bruto,sólidos, denominada lodo primário bruto, pode ser adensada no poço de lodo dopode ser adensada no poço de lodo do decantador e enviada diretamente para adecantador e enviada diretamente para a digestão ou ser enviada para os adensadores.digestão ou ser enviada para os adensadores.
    • Tanque de AeraçãoTanque de Aeração Tanque no qual a remoção da matéria orgânica é efetuada por reações bioquímicas, realizadas por microrganismos aeróbios (bactérias, protozoários, fungos etc). A base de todo o processo biológico é o contato efetivo entre esses organismos e o material orgânico contido nos efluentes, de tal forma que esse possa ser utilizado como alimento pelos microrganismos. Os microrganismos convertem a matéria orgânica em gás carbônico, água e material celular (crescimento e reprodução dos microrganismos).
    • O retorno do lodo é necessário para suprir o tanque de aeração com uma quantidade suficiente de microrganismos e manter uma relação alimento/ microrganismo capaz de decompor com maior eficiência o material orgânico. O efluente líquido oriundo do decantador secundário pode ser descartado diretamente para o corpo receptor, pode ser oferecido ao mercado para usos menos nobres, como lavagem de ruas e rega de jardins, ou passar por tratamento para que possa ser reutilizado internamente
    • Decantação Secundária e Retorno do LodoDecantação Secundária e Retorno do Lodo Etapa em que ocorre a clarificação do efluente e o retorno do lodo. Os decantadores secundários exercem um papel fundamental no processo de lodos ativados. São os responsáveis pela separação dos sólidos em suspensão presentes no tanque de aeração, permitindo a saída de um efluente clarificado, e pela sedimentação dos sólidos em suspensão no fundo do decantador, permitindo o retorno do lodo em concentração mais elevada. O efluente do tanque de aeração é submetido à decantação, onde o lodo ativado é separado, voltando para o tanque de aeração
    • ⇒ Efluente tratado com alta qualidade Níveis de TratamentoNíveis de Tratamento Tratamento Terciário ou AvançadoTratamento Terciário ou Avançado QuímicoQuímicoRemoção de compostos em alto grau Principais processos:Principais processos:  Neutralização  Precipitação Química  Membranas  Troca iônica separação termica  Stripping e extração  Osmose Reversa  Oxidação ou redução Química  Eletrodiálise 86
    • Tratamento de ÁguasTratamento de Águas ResiduaisResiduais DomésticasDomésticas
    • As Etapas SÃO: Pré-cloraçãoPré-cloração Primeiro, o cloro é adicionado assim que a água chega à estação. Isso facilita a retirada de matéria orgânica e metais
    • *Fator pH –O índice pH refere-se à água ser  um ácido, uma base, ou nenhum deles  (neutra). Um pH de 7 é neutro; um pH abaixo  de 7 é ácido e um pH acima de 7 é básico ou  alcalino. Para o consumo humano, recomenda- se um pH entre 6,0 e 9,5. Pré-alcalinizaçãoPré-alcalinização  – Depois do cloro, a água recebe cal ou soda, que servem para ajustar o pH* aos valores exigidos nas fases seguintes do tratamento.
    • Nesta fase, é adicionado sulfato de alumínio, cloreto férrico ou outro coagulante, seguido de uma agitação violenta da água. Assim, as partículas de sujeira ficam eletricamente desestabilizadas e mais fáceis de agregar. CoagulaçãoCoagulação
    •  Após a coagulação, há uma mistura lenta da água, que serve para provocar a formação de flocos com as partículas. FloculaçãoFloculação
    • Neste processo, a água passa por grandes tanques para separar os flocos de sujeira formados na etapa anterior. DecantaçãoDecantação
    • Logo depois, a água atravessa tanques formados por pedras, areia e carvão antracito. Eles são responsáveis por reter a sujeira que restou da fase de decantação. FiltraçãoFiltração  
    • Em seguida, é feita a correção final do pH da água, para evitar a corrosão ou incrustação das tubulações. Pós-alcalinizaçãoPós-alcalinização
    • É feita uma última adição de cloro no líquido antes de sua saída da Estação de Tratamento. Ela garante que a água fornecida chegue isenta de bactérias e vírus até a casa do consumidor. DesinfecçãoDesinfecção
    • O flúor também é adicionado àO flúor também é adicionado à água. A substância ajuda aágua. A substância ajuda a prevenir cáries.prevenir cáries. FluoretaçãoFluoretação
    • Tratamento de EsgotoTratamento de Esgoto ETEETE
    • 2 Etapas Fase LíquidaFase Líquida Fase SólidaFase Sólida Processos: Gradeamento Desarenadores Tanque de Areia/ Sedimentação Reatores Anaeróbios de Fluxo Ascendentes (RAFA) Tanque de Aeração Decantador Secundário Desinfecção Ultravioleta Fase Sólida (LODO) Adensador: Casa de Desidratação Processo de Secagem
    • A crescente consciência de que a qualidade da vida humana depende criticamente do controle ambiental, além da pressão social pelas soluções "ecologicamente corretas," mais do que as penalidades financeiras, são a principal motivação das empresas para iniciar seus projetos de tratamento de seus efluentes e, em especial, do reuso da água. ConclusãoConclusão
    • As sanções financeiras para as empresas que desobedecem à legislação são multas de valores considerados pouco significativos pelos especialistas, principalmente aquelas estabelecidas por órgãos estaduais. As decisões das indústrias, portanto, não decorrem do temor das multas, mas da pressão do mercado consumidor de seus produtos e dos custos da água como insumo industrial.
    • Muito Obrigado!Muito Obrigado!