Debate

  • 1,066 views
Uploaded on

Documento Escolar sobre um trabalho na disciplina de SDAC

Documento Escolar sobre um trabalho na disciplina de SDAC

More in: Technology
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,066
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
8
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. FREE SOFTWARE Debate Sistemas Digitais e Arquitectura de Computadores 12ºN 12/17/2008 Daniel Carvalho nº7 Ricardo Moreira nº19 Bruno Oliveira nº6 José Almeida nº12 Mário Rui nº14 Free Software
  • 2. Debate 2008
  • 3. Debate 2008 Índice Introdução...................................................................................................................................................4 1.Os computadores nos dias de hoje...........................................................................................................5 1.1.O computador “verde”......................................................................................................................5 1.2.O Computador em casa.....................................................................................................................8 1.3.Centro de Entretendimento.............................................................................................................10 2.Informação digital...................................................................................................................................11 2.2.Tipos de meios de armazenamento.................................................................................................11 Conclusão..............................................................................................................................................19 2.3.Tipos de Dispositivos.....................................................................Error: Reference source not found 2.4.Segurança de Dados......................................................................Error: Reference source not found Conclusão................................................................................................Error: Reference source not found
  • 4. Debate 2008 Introdução
  • 5. Debate 2008 1.Os computadores nos dias de hoje 1.1.O computador “verde” Computador “Verde” é um computador ecológico, que consome menos materiais na sua produção, é reciclável e não consome tanta energia. Existe também alguns casos em que os computadores, principalmente portáteis, e outros dispositivos, como ratos e teclados, são feitos com bambu. Esses portáteis possuem uma camada exterior em bambu em vez de plástico, reutilizando assim a madeira que a natureza nos dá e evitando o lançamento de gases para a atmosfera na fabricação do plástico que será utilizado em vez desse bambu. Na produção de um computador desktop são gastos 1800Kg de materiais, sendo 1500L de água e os restantes 300Kg materiais fosseis ou não fosseis. Por isso deve ser evitado comprar sempre um computador novo quando o nosso avaria, ou algo do género. Existem casos que uma pequena actualização à máquina resolve o problema colocando-a ao nível que pretendemos, evitando assim a poluição na fabricação de uma nova máquina e poupando dinheiro. Quando a nossa máquina já não está ao nível que pretendemos e precisamos mesmo de um computador novo devemos doar ou vender o nosso em vez de o mandar para uma lixeira, ou podemos também recicla-lo. Existem casos em que os utilizadores constroem computadores ou aquários em monitores, computadores em caixas de madeira ou de cartão evitando assim a necessidade de uma nova caixa/aquário. Baterias dos Portáteis Cada vez as baterias para os portáteis são de maior autonomia e necessitam de menor tempo de carregamento apesar que serem mais potentes. Monitores Os monitores cada vez são mais compactos (necessitando assim de menores materiais na sua produção) e também cada vez consomem menos energia. Dos monitores CRT para os monitores LCD podemos notar um baixo consumo de energia muito significativo.
  • 6. Debate 2008 Processadores Os processadores cada vez aquecem menos, apesar de serem mais potentes. Estes aquecem menos devido a terem o consumo de energia menor. Discos Os discos rígidos estão a ser substituídos pelos discos SSD não só devido à sua maior velocidade mas também ao seu menor consumo. Com este menor consumo aquecem muito menos e são os ideais para portáteis. Fontes de Alimentação Quando se suspende um computador a maior parte das fontes de alimentação reduz pouco o consumo de energia, actualmente já existem fontes que com o computador suspendido o gasto de energia é quase nulo, poupando assim muita energia quando alguém não está no computador. Motherboards O caso das fontes de alimentação não era possível sem uma motherboard capaz de reduzir significativamente o consumo de todos os componentes deixando assim apenas uma pequena corrente a percorrer as memórias ram e outros componente significativos para o funcionamento
  • 7. Debate 2008 da máquina e os dados abertos não serem perdidos. As motherboads possuem também um sistema que permite reduzir a velocidade da ventoinha do cooler ou mesmo para-la, sempre que não seja necessário que ela esteja a funcionar a tantas rotações, poupando assim energia. Memória RAM As memórias ram cada vez possuem uma menor voltagem e uma latência mais baixa, sendo assim mais poderosas com um menor consumo de energia. Existem ainda muitas marcas que estão a lançar memórias ram com uma maior voltagem e latências bastante altas, mas esperemos que isso acabe. Portátil vs Desktop Os portáteis tem menor consumo de energia que os desktop, mas isso não quer dizer que sejam mais ecológicos, pois um portátil é mais difícil de reciclar e reutilizar em relação a um desktop. Um baixo consumo de energia pode fazer também com que um computador possa ser alimentado por uma bateria durante mais tempo ou alimentado através de energia de um painel solar. Então podemos concluir que os desktop são mais ecológicos no ponto da reciclagem, mas os portáteis ganham em menor consumo de energia. Em relação a computadores alimentados a energia solar a Lenovo lançou um computador ultra-compacto com o nome de ThinkCentre A61e capaz de ser alimentado através de painéis solares. Este computador pode ser considerado portátil, é desenvolvido com 90% de materiais reciclados e tem uma eficiência energética de 85%.
  • 8. Debate 2008 1.2.O Computador em casa 1.2.1. A domótica O que é a Domótica? A Domótica é uma tecnologia recente que permite a gestão de todos os recursos da casa, ou seja, fazer com que a casa seja toda informatizada. Nos nossos dias, a ideia base é a mesma de a de antigamente, ou seja, a interligação dos 3 elementos (iluminação, condições climáticas e segurança), a diferença é o contexto para qual o sistema está pensado: já não um contexto militar ou industrial, mas doméstico. Apesar de ainda ser pouco conhecida e divulgada, mas pelo conforto e comodidade que pode proporcionar. Desta forma permite o uso de dispositivos para automatizar as rotinas e tarefas de uma casa. Normalmente são feitos controlos de temperatura ambiente, iluminação e som, distinguindo dos controles normais por ter uma central que comanda tudo, que por vezes é comandada por um computador e/ou Internet. Projectos de Automação O projecto de automação prevê todos os pontos de comunicação (Internet, telefone e TV), todos os pontos de áudio, todas as cargas que deverão ser controladas (luzes, cortinas, etc.), a posição de todos os quadros de controle, lógicos e de automação, a posição de todas as tomadas e da central de aspiração, entre muitos outros itens que são estabelecidos com base na pesquisa de interesses realizada com a sua família antes da execução do projecto. Em que pode ser aplicada a Domótica? A Domótica utiliza vários elementos, e uma forma sistémica. Vai aliar as vantagens dos meios electrónicos aos informáticos, de forma a obter uma utilização e uma gestão integrada dos diversos equipamentos de uma habitação. A Demótica tornou a vida mais fácil e confortável.
  • 9. Debate 2008 Utilização da Domótica A utilização da domótica pode ser mais ou menos automático, nos sistemas passivos o elemento reage só quando lhe é transmitida uma ordem, dada directamente pelo utilizador (interruptor) ou por um comando. Nos sistemas mais avançados que contém mais inteligência já reagem às circunstâncias (informação que é transmitida por sensores), por exemplo detectar que uma janela está aberta e avisa o utilizador, ou que a temperatura está a diminuir e ligar o aquecimento. A domótica pode controlar funções vitais da casa, como a Internet e telemóvel. Domótica automática O que é a Domótica automática? Este termo é simplesmente para a domótica que faz com que as coisas funcionem automaticamente, como tarefas diárias de forma automática o que permite reduzir o tempo gasto em rotinas. Podemos ver exemplos como: o Irrigação Inteligente – Ao qual o mecanismo de irrigação se liga automaticamente com sensores de humidade ou até programados para ligar por exemplo 2 vezes por dia. o Aspiração central – Através de uma central de aspiração instalada num local específico interligada a tomadas de aspiração espalhadas pela casa, pode-se aspirar piso, carpetes, etc. o Iluminação – Utilizando os módulos e aparelhos apropriados permite gerir os gastos de electricidade, através das funções de regulação de intensidade. Juntamente com os sensores de movimento e de luz solar. o Controlar a Iluminação – Numa casa automatizada, pode-se pressionar um único botão e montar uma cena envolvendo diversas zonas de iluminação.
  • 10. Debate 2008 o Climatização – Programação de horários para activar/desactivar equipamentos de aquecimento, ventilação ou o ar condicionado, permitindo manter um nível de conforto mas tentando poupar energia. o Segurança – A domótica pode também funcionar como parte de segurança. O sistema, auxiliado por sensores que permitem detectar fugas de gás, inundações, incêndios em fase inicial, cortando imediatamente as entradas e avisando profissionais de manutenção e bombeiros do sucedido de forma a serem tomadas providências. Quanto a roubos também é relevante porque, através de completos sistemas de segurança pode-se saber quem se encontra nas imediações da casa ou escritório, pode-se também com alguns elementos de áudio e vídeo ter permanentemente os bens vigiados. 1.3.Centro de Entretendimento 1.3.1.O computador multimédia Nos dias de hoje os computadores são usados para tudo o que possamos imaginar pois pode verificar que nos dias de hoje estamos a ser substituídos pelas máquinas em quase tudo. Podemos também verificar que uma grande percentagem dos utilizadores de todo o mundo utilizam os computadores para entretenimento em vez de trabalho, como eram utilizados antigamente.
  • 11. Debate 2008 2.Informação digital Entende-se por informação digital tudo aquilo que é passível de ser armazenado ou transferido electronicamente. A rigor, seu objectivo deve estar centrado na aquisição e divulgação de conhecimento, proporcionando desenvolvimento intelectual ao ser humano, mas, com a proliferação exponencial dos instrumentos e veículos de informação digital, seu fulcro foi amplamente alargado. 2.1.Tipos de Informação A informação digital pode ser estática e dinâmica. A informação estática pode ser uma simples imagem, ou um texto. A informação dinâmica pode ser um video, como os videos publicitários ou a música sendo que existem vários tipos de música. 2.2.Tipos de meios de armazenamento Os meios de armazenamento que permitem acesso mais rápido, em geral, são mais caros do que aqueles mais lentos. O custo referente à capacidade de armazenamento e portabilidade adicionais varia amplamente, mas isso também é um factor a ser considerado. Além dos custos, as organizações também precisam estar atentas às questões de segurança, permitindo somente a pessoas autorizadas o acesso a dados confidenciais e programas essenciais. Como os dados e os programas mantidos nos dispositivos de armazenamento secundário são bastante relevantes para a maioria das organizações, todos esses assuntos merecem consideração cuidadosa.
  • 12. Debate 2008 Os meios de armazenamento computadorizados definem uma hierarquia de armazenamento (ou de memória), com duas categorias principais: • Primário: inclui meios de armazenamento que são operadas pela unidade central de processamento (por exemplo: memórias RAM e cache), que provém rápido acesso aos dados, mas possui limitada capacidade de armazenamento. • Secundário: inclui meios de armazenamento com maior capacidade, menor custo e lento acesso aos dados, em relação aos dispositivos de armazenamento primário (por exemplo: discos magnéticos e óticos, e fitas magnéticas). Estes não podem ser processados diretamente pela unidade central de processamento; seu conteúdo deve ser copiado para as memórias primárias. • Memória flash: memória secundária do tipo EEPROM (Electrically Erasable Programmable Read-Only Memory), de alta performance, alta densidade e não-volátil. Está se tornando popular. • Disco magnético: meio básico de armazenamento de dados por longos períodos. Permite a leitura e a escrita dos dados independentemente da ordem de gravação (por isto, é referenciado como meio de armazenamento de acesso direto). São não-voláteis, mas seus dispositivos eletro-mecânicos podem falhar e até destruir dados (tais problemas são significamente menos freqüentes que quedas de energia). • Disco óptico: meio de armazenamento de acesso direto que guardam dados de forma ótica, que são lidos por um laser. Existem mídias exclusivamente de leitura (exemplos: CD-ROM, DVD-ROM), de única escrita e várias leituras (exemplos: CD-R, DVD-R), e de leitura e escrita (exemplos: CD-RW, DVD-RW). São usados para arquivamento e cópia de segurança (backup) de dados.
  • 13. Debate 2008 • Fita magnética: meio de armazenamento mais barato que os discos, porém o acesso aos dados é mais lento pois estes devem ser lidos seqüencialmente desde o início (por isso, é referenciado como meio de armazenamento de acesso seqüencial). É também usada para arquivamento e backup de dados, especialmente para recuperação de falhas em disco. Seus dispositivos eletro-mecânicos são menos complexos (e, assim, mais confiáveis) que os dos discos. 2.3.Tipos de Dispositivos Vamos considerar a criação de 5 grupos principais com possível exemplo para umplano de segurança: • O correio electrónico; • Antivirus; • Passwords; • A Internet ⁄ intranet; • Backups.
  • 14. Debate 2008 2.4.Segurança de dados Existem várias maneiras de proteger determinados dados a nível informático. O método mais simples e convencional é o de proteger esses mesmos dados com palavras- chave. Neste caso apenas um utilizador que saiba a palavra-chave poderá aceder aos dados. Este método é dos mais eficazes mas quando falamos a nível de Internet a coisa muda de figura, ou seja, é bastante mais difícil proteger os dados quando estes estão ao alcance de toda a gente. Mas para este caso existe uma melhor maneira de protecção de dados, a encriptação. Para bancos de dados importantes como por exemplo uma caixa de e-mail pessoal, ou mais importante ainda, um site de um banco on-line, por vezes é necessário encriptar ficheiros. Em que é que consiste a encriptação? Em suma, quando ecriptamos um ficheiro, estamos a transforma-lo para que este seja ilegível a terceiros, ou seja, é basicamente o mesmo processo que acontece quando zipamos um ficheiro, mas em vez de ficar mais pequeno, fica ilegível, mas como quando zipamos um ficheiro temos de o extrair para voltar a utilizar, temos de fazer o mesmo para os ficheiros encriptados.
  • 15. Debate 2008
  • 16. Debate 2008 1.0 – Tipos de Informação Os meios de armazenamento que permitem acesso mais rápido, em geral, são mais caros do que aqueles mais lentos. O custo referente à capacidade de armazenamento e portabilidade adicionais varia amplamente, mas isso também é um fator a ser considerado. Além dos custos, as organizações também precisam estar atentas às questões de segurança, permitindo somente a pessoas autorizadas o acesso a dados confidenciais e programas essenciais. Como os dados e os programas mantidos nos dispositivos de armazenamento secundário são bastante relevantes para a maioria das organizações, todos esses assuntos merecem consideração cuidadosa.
  • 17. Debate 2008 CD-CARDS São mídias portáteis, pequenas e elegantes, ideias para apresentações empresariais contendo até 80 Mb. Estes possuem um padrão de leitura para drives convencionais de CD-ROM. MINI-CD Estes são cds tão portáteis quanto o cd-card, porém, são redondos. Contém até 220Mb ou 1/3 de um cd-rom. CD-ROM o CD-R (Compact Disc Rocardable) o CD-RW (Compact DiscRocordable Rewritable) o Capacidade – 650 MB/74min, 700 MB/80min o Velocidade – 1x indica 150kb/s o Gravação: X (leitura) – X (regravação) – X (gravação) o 56x – 32x – 56
  • 18. Debate 2008 DVD o DVD (Digital Video Disc) o Capacidade – 4.7 Gb VCD o VCD (Video Compact Disc); o Padrão que permite executar vídeos (filmes, etc) em mídeas de CD com qualidade de VHS; o Podem ser visualisados em players, em DVD players que aceitem o formato VCD, ou num micro com o software apropriado;
  • 19. Debate 2008 Conclusão