• Save
Mercado de Social Media: percepções, tendências e oportunidades
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Mercado de Social Media: percepções, tendências e oportunidades

on

  • 1,186 views

Palestra ministrada no Belo Horizonte Social Media, no dia 31 de maio de 2014.

Palestra ministrada no Belo Horizonte Social Media, no dia 31 de maio de 2014.

Statistics

Views

Total Views
1,186
Views on SlideShare
1,177
Embed Views
9

Actions

Likes
9
Downloads
0
Comments
0

2 Embeds 9

https://twitter.com 8
http://www.linkedin.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Mercado de Social Media: percepções, tendências e oportunidades Presentation Transcript

  • 1. Belo Horizonte, 31 de maio de 2014 MERCADO DE SOCIAL MEDIA Percepções, tendências e oportunidades Por @Dani_Rodrigues
  • 2. TENDÊNCIAS 2014 Fonte: Trendwatching
  • 3. STATUS O desejo de reconhecimento é uma necessidade humana. Em sociedades de consumo, as pessoas obtém status por meio dos bens, serviços e experiências. E as novas moedas sociais são preponderantes nessa construção de relevância.
  • 4. APERFEIÇOAMENTO As pessoas querem uma vida mais saudável e plena. Marcas que ajudam nesse aperfeiçoamento, minimizando o esforço do público, são vistas com bons olhos, especialmente se essa “orientação” é divertida e leve.
  • 5. YOUNIVERSE Reino de cada pessoa, onde vigoram suas preferências e necessidades. As marcas têm o desafio de atender a esses mundos personalizados, descobrir uma forma de ouvir as múltiplas vozes - dando audiência, credibilidade e propagação para essas mensagens.
  • 6. NEGÓCIOS COM DIVERSÃO Quem disse que o negócio precisa ser chato? As pessoas saboreiam marcas que trazem um pouco de diversão ao mundo do consumo. Uma maneira de servir 'Playsumers'? Ações disruptivas que revolucionam antigas experiências conhecidas pelo público.
  • 7. EFÊMERO Agora, eu amo. Ops. está velho. Quero algo novo! Redução do tempo de atenção por parte dos consumidores. Conceitos como posse, durabilidade, permanência e relevância se reinventam a todo instante.
  • 8. SOLUÇÃO CONTÍNUA Seja parte da solução, não o problema. As pessoas prezam por inovações, produtos e serviços que tornem a vida mais conveniente e simples. Mobile é uma arena particularmente fértil para inovações "helpfull".
  • 9. CONECTANDO PRAZERES Pessoas gostam de desfrutar de experiências de modo coletivo. Nunca houve tantos recursos para o compartilhamento! Consumidores esperam formas excitantes e inovadoras de se conectar em torno de conteúdos e projetos de marcas.
  • 10. HUMANIZAÇÃO DE MARCAS Personalidade e propósito serão sinônimos de lucro. Mas não pode ser apenas no discurso. Precisa ser real.
  • 11. MARCAS DO 'BEM' Consumidores querem vínculo com marcas que deixam marcas positivas no ecossistema. Nada de “politicamente correto” por fachada.
  • 12. INFORMAÇÃO DE QUALIDADE Qualidade da informação, mas só as pertinentes e úteis. Pense como pode tornar a vida dos seus fãs mais fácil e divertida, apresentando conteúdos de modo atraente e prático.
  • 13. PARTICIPAÇÃO Impulsionado pelo desejo de envolvimento, autenticidade, auto-expressão, a participação continua tendência. Mas só terá relevância se houver padrão de qualidade. A marca deve dar a chance das pessoas serem produtoras, criando condições físicas e emocionais para que o conteúdo resultante seja de qualidade e faça sentido no todo.
  • 14. NAVEGADORES PÓS-MODERNOS Lance suas caravelas no oceano digital e descubra as diferentes culturas e sociedades que se “escondem” atrás dos pontos de conexões ainda pouco iluminados. Mas diferente dos europeus, não tenham a ilusão de colonizar e sim ser influenciado.
  • 15. E SOCIAL MEDIA?
  • 16. MERCADO
  • 17. MERCADO
  • 18. MERCADO
  • 19. MERCADO Coisa de gente grande! Profissionalização.
  • 20. CONSUMIDOR Informado, exigente, questionador, influenciador e tomando decisões de compras com razão + emoção
  • 21. CANAIS E PLATAFORMAS SOCIAIS
  • 22. CANAIS E PLATAFORMAS SOCIAIS
  • 23. CANAIS E PLATAFORMAS SOCIAIS
  • 24. CANAIS E PLATAFORMAS SOCIAIS
  • 25. CANAIS E PLATAFORMAS SOCIAIS E a morte do twitter?
  • 26. CANAIS E PLATAFORMAS SOCIAIS Cada canal tem seu propósito!
  • 27. MÍDIA
  • 28. MÍDIA
  • 29. ALCANCE | AUDIÊNCIA Glocal, fluída e de NICHO
  • 30. FÃ
  • 31. FÃ
  • 32. FÃ Infiel, instável e (não raro) chato!
  • 33. INFLUENCIADOR
  • 34. TECNOLOGIA
  • 35. MOBILE
  • 36. NATIVO DIGITAL
  • 37. SOCIAL MEDIA = PLATAFORMA DE BUSINESS
  • 38. PLANEJAMENTO DIGITAL SOCIAL Sim, estamos ganhando espaço :)
  • 39. FRENTES DE ATUAÇÃO Branded Relacionamento Social Commerce SAC Gesão de crise Real Time
  • 40. MONITORAMENTO
  • 41. WEB COMO FONTE DE INFORMAÇÃO
  • 42. MÉTRICAS Ainda há quem trata on e off como similares, ou seja, compara laranja com maça!
  • 43. PÚBLICO Troll, haters, advogados/lovers, "puliça entusiasta" da Social Media, wannabe e a minha mãe!
  • 44. INDIRETAS
  • 45. COMPORTAMENTO Não, não somos uma manada!
  • 46. PRODUTOR/CONSUMIDOR DE CONTEÚDO
  • 47. PRODUTOR/CONSUMIDOR DE CONTEÚDO
  • 48. BUDGET NÃO PODE SER "DESCULPA"
  • 49. CONTEÚDO = ESTRATÉGIA!
  • 50. LINGUAGEM ETOM DEVOZ Depende do momento e da proposta da marca.
  • 51. FORMATOS
  • 52. LEVEZA E HUMOR Leveza sem perder o propósito: é preciso saber a hora de “brincar”.
  • 53. LEVEZA E HUMOR Mas cuidado!
  • 54. OPORTUNIDADE: CUIDADO O tema em evidência não é, necessariamente, pauta para sua marca! Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não
  • 55. INOVAÇÃO Está mais relacionado a provocar mudanças de comportamento do que exageros tecnológicos.
  • 56. REALTIME
  • 57. RELACIONAMENTO Também não é isso!
  • 58. RELACIONAMENTO NÃOOOOOO é isso!
  • 59. RELACIONAMENTO É isso!
  • 60. REACH ORGÂNICO NO FACEBOOK
  • 61. ENGAJAR, CATIVAR E PROMOVER EXPERIÊNCIA
  • 62. SHAREABILITY Contar boas histórias. Brincar com palavras, sob uma base estratégica e com muita leveza, bom humor, sentimento e estabelecendo conexão real entre público e marca.
  • 63. CILADA
  • 64. PERFIL DO PROFISSIONAL 'Seniorização' da equipe e com skills específicos!
  • 65. VAGAS Vagas: crescentes e, felizmente, exigindo cada vez mais qualificação
  • 66. FÓRMULA DO SUCESSO Ache o DNA da sua marca!
  • 67. No final do dia, posts no Facebook são apenas posts em redes sociais. Pois é, você não vai resolver a fome na África. ! Mas esses “simples” posts, quando parte de uma boa estratégia, podem gerar milhões em negócios. ! Cada vez mais, social media é trabalho de “gente grande”!
  • 68. Daniele Rodrigues Planner e professora de comunicação digital @dani_rodrigues slideshare.net/danirodrigues madalena139.com.br