Gestão da inovação nas empresas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Gestão da inovação nas empresas

on

  • 1,648 views

Semana universitária upe Campus Caruaru 2012

Semana universitária upe Campus Caruaru 2012
Palestra:Gestão da inovação nas empresas
Ministrante: Prof Dr. Gilson Teixeira

Statistics

Views

Total Views
1,648
Views on SlideShare
1,648
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
28
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Gestão da inovação nas empresas Presentation Transcript

  • 1. Gestão da Inovação nas Empresas José Gilson de Almeida Teixeira FilhoDoutor em Ciência da Computação e Mestre em Engenharia de Produção jgatf@upe.poli.br
  • 2. Roteiro• Questões relacionadas a Inovação• Inovação numa Era de Incertezas• Inovar mais, Inventar menos• Inovação Aberta (Open Innovation)• Educar para a Inovação• Personalizar por meio da Inovação• Inovando a Inovação• Referências Gestão da Inovação nas Empresas 2
  • 3. Questões relacionadas a Inovação• A inovação e a criatividade são processos que podem ser aprendidos e aperfeiçoados? SIM! – Precisam estar fundamentadas em ferramentas e métodos práticos. – É necessário que sejam sistemáticas e que apresentem soluções.• Questões: – Quantas mudanças nos mercados são ignoradas por empresas despreparadas? – Quantas novas oportunidades são abocanhadas por concorrentes? – Quantos funcionários levam suas boas idéias para outros lugares, porque as empresas em que trabalham não têm consciência de si mesmas, de suas capacidades e de seus mercados? – Quantas empresas não conseguem ser sensíveis as necessidades do mercado até que seja tarde demais para inovar em seus negócios? Gestão da Inovação nas Empresas 3
  • 4. Inovação numa Era de Incertezas!• Lembre-se: o futuro não é o que costumava ser!• Precisamos “REINOVAR” o próprio conceito de inovação! – “Reinovar” significa repensar a maneira como criamos valor.• Exemplos: – Amazon.com • “Reinovou”, de fora para dentro, a experiência de comprar livros; – Apple • “Reinovou” a indústria de música, transformando radicalmente o modo como conteúdo e valores são transferidos entre artistas e consumidores. Gestão da Inovação nas Empresas 4
  • 5. Inovação numa Era de Incertezas!• O que nenhuma dessas empresas fez e inúmeras outras do mundo fizeram foi INVENTAR os produtos ou serviços por meio dos quais cada uma delas construiu o seu extraordinário sucesso.• Livrarias e gravações musicais são mercados antigos e maduros, nos quais poucas pessoas acreditavam existir espaço para tamanho crescimento.• Porém, esse é justamente o propósito e a ambição da “reinovação”(KOULOPOULOS, 2011). Gestão da Inovação nas Empresas 5
  • 6. Inovar mais, Inventar menos!• É fato que a economia nos pressiona para que inovemos em um ritmo cada vez mais rápido.• Conforme a diferenciação entre produtos e serviços se tornar irrisória em termos de qualidade, acessibilidade, disponibilidade, preços e eficiência, a inovação se transformará em, praticamente, o único foco da concorrência (KOULOPOULOS, 2011)! Gestão da Inovação nas Empresas 6
  • 7. Invenção X Inovação• A confusão começa quando tratamos “invenção” e “inovação” como sinônimos (TIDD et al., 2008). – Invenção é necessária para alcançarmos a inovação! – Invenção sozinha apenas cria volume (entulho) e não valor!• Os conceitos de inovação da literatura derivam, sobretudo, da contraposição entre as palavras invenção e inovação. • Conceito este criado por Schumpeter (1934), no qual ele afirma que a existência de retorno econômico é a diferença básica entre as duas palavras. Gestão da Inovação nas Empresas 7
  • 8. Conceito de Inovação por Categoria Fonte: YANG (2010).Gestão da Inovação nas Empresas 8
  • 9. Tipos de InovaçõesInovação em • Produtos que diferem significativamente de todos osprodutos previamente produzidos pela empresa.Inovação em • Processos e formas de produção tecnologicamente novasprocessos introduzidos por meio de máquinas e equipamentos, layout otimizado, sistemas integrados de informação, etc. • Métodos novos ou substancialmente aprimorados de manuseio e entrega de produtos.Inovações • Mudanças que ocorrem na estrutura gerencial daorganizacionais empresa, na forma de articulação entre suas diferentes áreas e na especialização dos trabalhadores. • Novas formas de relacionamento com fornecedores e clientes. • Novas técnicas de organização dos processos de negócios. Fonte: TIGRE (2006). Gestão da Inovação nas Empresas 9
  • 10. Fatores Condicionantes da Inovação Ambiente institucional Incentivos fiscais Educação RegulaçãoOferta DemandaCapacitação QualidadeConhecimento SegurançaCapital de riscoGestão Inovação Customização ConveniênciaTecnologia EficiênciaP&D Design Meio ambiente Infra-estrutura Transportes Comunicações Informações Redes Fonte: TIGRE (2006). Gestão da Inovação nas Empresas 10
  • 11. Processos de Inovação (Gerações) Década de 50 a 60 Década de 60 a 70 Década de 70 a 80 Década de 80 a ...Fonte: ROTHWELL (1994) apud YANG (2010) Gestão da Inovação nas Empresas 11
  • 12. Processos de Inovação (Etapas) Escola Tipo de Processo de Inovação Gerações baseadas no Modelo de Rothwell (1994)Fonte: YANG (2010) Gestão da Inovação nas Empresas 12
  • 13. Inovação Aberta (Open Innovation)– Uma nova teoria de inovação que surgiu como uma alternativa para conduzir o desenvolvimento de produtos inovadores de forma rápida e barata.– Trata-se de um novo paradigma de inovação que implica que as ideias de valor podem vir de dentro ou de fora da empresa, bem como podem retornar ao mercado do mesmo modo (CHESBROUGH, 2003; 2006). Gestão da Inovação nas Empresas 13
  • 14. Modelo de Inovação AbertaFonte: Adaptado de CHESBROUGH (2003). Gestão da Inovação nas Empresas 14
  • 15. Mecanismos de Inovação AbertaFonte: Adaptado de CHESBROUGH (2003). Gestão da Inovação nas Empresas 15
  • 16. Educar para a Inovação• Historicamente a inovação sempre foi uma mistura de força bruta, de intuição e de uma boa dose de sorte, mas as coisas mudaram a um bom tempo!• As escolas e universidades estão começando a oferecer temas relacionados a inovação em várias disciplinas! Gestão da Inovação nas Empresas 16
  • 17. Educar para a Inovação• Exemplos de Ações: Gestão da Inovação nas Empresas 17
  • 18. Personalizar por meio da Inovação• A inovação sempre esteve relacionada à criação de produtos e serviços capazes de atrair o maior número possível de consumidores.• Nos próximos anos, o maior impacto da inovação será a mudança que ela provocará na natureza da personalização.• É na personalização que a invenção assumirá sua nova dimensão, sem paralelos com o que temos no mercado atual! – Produtos e serviços cada vez mais focados na individualidade (ex: roupas, calçados e itens para carros totalmente personalizados). Gestão da Inovação nas Empresas 18
  • 19. Inovando a Inovação• É fácil subestimar a velocidade e a facilidade com as quais adentraremos a nova economia baseada na inovação! – Peter Drucker costumava dizer: • “O que acabou com as embarcações a vela não foi o surgimento do barco a vapor, mas o fato de que eram necessários entre 5 e 8 anos para se treinar um marinheiro a operar velas e mastros, e apenas de 5 a 8 dias para ensinar um trabalhador como alimentar um forno a carvão”.• Basta analisarmos a rapidez com a qual as novas gerações têm adotado os novos princípios da inovação, utilizando-se de redes sociais on-line e da colaboração em massa. – Ex: FACEBOOK, TWITTER, GROUPON (compras coletivas). Gestão da Inovação nas Empresas 19
  • 20. Inovando a Inovação• Um novo futuro para a inovação claramente nos espera.• Um tempo no qual ela não estará mais concentrada em produtos, mas em novos modelos de negócios que buscarão extrair maior valor das redes sociais, da colaboração e dos processos. Gestão da Inovação nas Empresas 20
  • 21. Inovando a Inovação• A ciência, a tecnologia e a inovação (C&T&I) são importantes motores da transformação econômica e social dos países.• A busca por novas possibilidades de transformar o conhecimento em inovação, e em riqueza, por conseqüência, envolve hoje inúmeros atores. – Governos e Sociedade representada por; • Academia; • Setor empresarial; • Entidades de categorias profissionais; • Entidades do terceiro setor; • Entre outros. Gestão da Inovação nas Empresas 21
  • 22. E o Brasil?• Histórico das Conferências Nacionais de C&T&I: – 1985 - 1ª Conferência; • Objetivo: ouvir a sociedade para traçar os rumos de C&T&I para o País. – 2001 - 2ª Conferência (Livro Verde e Branco) • Objetivo: discutir o novo modelo de financiamento para a área, baseado nos fundos setoriais e criação do CGEE – Centro de Gestão e Estudos Estratégicos. – 2005 - 3ª Conferência; • Objetivo: mostrar a importância de C&T&I para gerar riqueza e distribuí-la pela sociedade por meio de mecanismos de inclusão social, cujo principal pilar seria a educação. – 2010 - 4ª Conferência (Livro Azul) • Objetivo: fomentar o desenvolvimento sustentável no País. Gestão da Inovação nas Empresas 22
  • 23. Referências• CHESBROUGH, H. Open Innovation: the new imperative for creating and profting from technology. Boston, Massachusetts: Harvard Business School Press. 2003.• CHESBROUGH, H. The Era of Open Innovation. MIT Sloan Management Review, v.1, p. 35- 41. 2003.• CHESBROUGH, H. Open Business Models: how to thrive in the new innovation landscape. Boston, Massachusetts: Harvard Business School Press. 2006.• KOULOPOULOS, T. M. Inovação com Resultado: o olhar além do óbvio. São Paulo: Editora Gente/Editora Senac São Paulo. 2011.• ROTHWELL, R. Towards the Fifth-generation Innovation Process. International Marketing Review, v. 11, n. 1, p. 7-31. 1994.• SCHUMPETER, J. A. The Theory of Economic Development. Cambridge, Massashusetts: Harvard University Press. 1934.• TIDD, J. BESSANT, J.; PAVITT, K. Gestão da Inovação. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2008.• TIGRE, P. B. Gestão da Inovação: a economia da tecnologia no Brasil. Rio de Janeiro: Campus, 2006.• YANG, S. Open Innovation como Estratégia de Inovação para Indústrias Farmacêuticas Brasileiras: um estudo exploratório. 2010. Dissertação (Mestrado em Engenharia) - UFRGS, Brasil. Gestão da Inovação nas Empresas 23