O que vimos e o que não vimos acontecer no Brasil em 2011

1,254 views
1,182 views

Published on

O que vimos e o que não vimos acontecer no Brasil em 2011.

Analise do relatório divulgado pela JWT. Foram escolhidas alguns apontamentos mais significativos para avaliar se eles realmente marcaram, ou não, o ano de 2011.

Baseado na minha opinião, apenas.

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,254
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
568
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O que vimos e o que não vimos acontecer no Brasil em 2011

  1. 1. O QUE VIMOS E OQUE NÃO VIMOSACONTECER NOBRASIL EM 2011.@danilazzarottowww.orgiadeideias.com
  2. 2. Not Yet!É verdade que ouvimos falar muito em impressão 3D em 2011. Mas o seu uso ainda não saiu de um estágio de estudos e de promessa. Ainda há muito por vir.
  3. 3. True StoryEu observei um forte movimento neste sentido. Ao menos para mim, realmente foi o ano dos aplicativos de Desktop tornarem-se mais populares.
  4. 4. True StoryO bamboo apareceu em diversas marcas populares como um elemento principal nos cuidados dos cabelos atingindo completamente uma camada mainstream.
  5. 5. Not Yet!Infelizmente esta tendência não deslanchou por aqui. Os bancos tem se esforçado para cumprir com o básico das operações Mobile, mas ainda não tem uma atuação non-banking como sugere a JWT.
  6. 6. True StoryEm 2011 vimos vários cases em que os Banners deixaram de ser peças estáticas e assumiram um papel muito mais importante na divulgação de vídeos, interatividade, mensagens e engajamento.
  7. 7. True StoryCertamente. A inclusão digital levou o Brasil para o topo das listas em números de usuários no acesso à diversos sites e redes sociais.
  8. 8. Not Yet!Infelizmente não vi ações deste tipo sendo divulgadas por grandes marcas por aqui.
  9. 9. Not Yet!Acho que aqui no Brasil este downtime ainda não se tornou tão popular. O deslumbre da utilização Mobile, pelo contrario, só cresce, mesmo em horários reservados para o lazer.
  10. 10. Not Yet!O Facebook só cresce por aqui. Mas já começam a aparecer os incomodados com a Orkutização do Facebook que, sem demora, deverão começar a procurar novas redes.
  11. 11. True StoryMuito se falou em F-comerce por aqui. As primeiras grandes marcas já colocaram suas lojinhas no ar, e ao que tudo indica, o formato deve continuar se popularizando.
  12. 12. True StorySe proliferaram feito coelhos os blog, sites e perfis sobre esmaltes no Brasil. O hábito que já era muito forte entre as brasileiras, transformou-se em uma verdadeira paixão.
  13. 13. Not Yet!Sim, sim. Muito se falou. Mas ainda não se popularizou. Talvez seja 2012 o ano de vermos tecnologias de pagamento baseadas em NFC.
  14. 14. True StoryCertamente. O garoto propaganda número 1 do Brasil ficou mundialmente conhecido em 2011.
  15. 15. Not Yet!Não sei se é uma percepção minha, mas parece que os QRCodes não tiveram o impacto que era esperado. A tecnologia ficou vazia e os consumidores não ficaram tão deslumbrados quanto o esperado.
  16. 16. True StoryVimos muitas campanhas basadas neste conceito. A indústria do entretenimento também fez largo uso do transmídia storytelling, mas creio que ainda tem muito mais para acontecer.
  17. 17. True StoryA função mais aguardada do Iphone4s é justamente o Siri, uma assistente pessoal comandada por voz. Osucesso é tantas que o Siri está sendo traduzido para várias línguas e outras marcas buscam incorporar a tecnologia.
  18. 18. O QUE VIMOS E OQUE NÃO VIMOSACONTECER NOBRASIL EM 2011.@danilazzarottowww.orgiadeideias.com

×