As Transformações no Mundo do Trabalho
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

As Transformações no Mundo do Trabalho

on

  • 7,207 views

Favor preservar os direitos autorais.

Favor preservar os direitos autorais.

Statistics

Views

Total Views
7,207
Views on SlideShare
7,207
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
132
Comments
1

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

As Transformações no Mundo do Trabalho Presentation Transcript

  • 1. Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul UNIJUÍ – Campus Santa RosaAS TRANSFORMAÇÕES NO MUNDO DO TRABALHO DANIEL LUAN ROSSI
  • 2. CONSIDERAÇÕES INICIAIS O trabalho a ser apresentado visa o resgate histórico dosmodos de produção e trabalho, ao longo da história dahumanidade. Os seguintes tópicos serão abordados: Modos de Produção o Primitivo; o Escravista; o Feudal; o Capitalista; • Pré-Capitalismo (Capitalismo Comercial); • Capitalismo Industrial; • Capitalismo Monopolista-Financeiro; o Socialista; o Asiático; o Taylorismo e Fordismo; o Os Modos de Produção no Brasil; o Socialismo no Brasil.
  • 3. MODO DE PRODUÇÃO PRIMITIVO • Desenvolvido na Pré-História; • Existiu durante centenas de milhares de anos; • Os frutos do trabalho eram propriedade coletiva; • Não existiam classes sociais.
  • 4. MODO DE PRODUÇÃO ESCRAVISTA • Surgimento dos conceitos de Propriedade Privada; • Divisão de Classes Sociais: donos de terras e escravos; • Criação do Estado, órgão para garantir o bem- estar, justiça, ordem e direitos dos proprietários de terras; • Precárias condições de vida dos escravos; • Guerras entre povos, com a escravização dos derrotados; • Comercialização de escravos; • Teve seu fim com a decadência do império romano.
  • 5. MODO DE PRODUÇÃO FEUDAL• Objetivava a agricultura de subsistência, trabalhoservil e economia amonetária e sem comércio;• Surgiu no século IV, com as invasões germânicas aoImpério Romano do Ocidente;• Os nobres romanos afastaram-se dascidades, levando consigo os servos e camponeses;• Assim como os escravos, os servos faziam parte dopatrimônio, porém sem certificado de propriedade dosenhor feudal;• Tinham como dever priorizar a produtividade dasterras dos seus senhores;• Possuíam suas próprias terras, ainda que em máscondições se comparadas com as dos senhores, paraseu sustento próprio e de sua famílias;
  • 6. MODO DE PRODUÇÃO FEUDAL • Divisão e organização de um feudo:
  • 7. MODO DE PRODUÇÃO FEUDAL • Divisão social (estamentos): Nobres, Clero e Servos; • Igreja como forma de “promoção social”;
  • 8. MODO DE PRODUÇÃO FEUDAL• Os servos não sentiam-se estimulados a aumentar sua própriaprodução, pois os excedentes eram tomados pelo senhor;• Limitação da produtividade e rendimento cada vez mais baixoda agricultura;• Século X - Surgimento de relações capitalistas deprodução, com a comercialização de produtos excedentes entrefeudos;• Crescente demanda de produtos agrícolas pela populaçãourbana;• Utilização de animais, carroças e novas técnicas de cultivo;• Aumento gradativo nos preços dos produtos, resultando napossibilidade da compra de liberdade por parte dos camponeses;• Fim do feudalismo na Europa Ocidental no século XV, sendoque alguns países permaneceram com resquícios feudais até oséculo XX.
  • 9. MODO DE PRODUÇÃO CAPITALISTA• Surgiu na Idade Moderna – entre osséculos XV e XVI;• Propriedade privada dos meios deprodução pela burguesia, e trabalhoassalariado;• Movido por lucros;• Classes sociais: burguesia etrabalhadores assalariados;• Esforço, acúmulo decapital, aquisição de bens;
  • 10. PRÉ-CAPITALISMO (CAPITALISMO COMERCIAL) • Estendeu-se do século XVI ao XVIII; • Período das grandes navegações e expansões marítimas européias; • Busca por riquezas não encontradas em solo europeu - ouro, prata, especiarias e matérias- primas, resultando em um ciclo de exploração intensa; • Traços de características capitalistas - busca de lucro, mão-de-obra assalariada, sistema monetário, desigualdades sociais; • Exterior à produção – lucro com o transporte e comércio somente dos excessos da produção.
  • 11. CAPITALISMO INDUSTRIAL• Trabalho assalariado é a relação fundamental;• Revolução Industrial de 1760, na Inglaterra –fortalecimento do sistema capitalista;• Substituição do trabalho de artesãos pormáquinas, resultando em maior agilidade dosprocessos produtivos e aumento na margem delucro;• Classes sociais: trabalhadoresassalariados, proprietários de terras arrendadase burguesia industrial;• Benefício: queda nos preços das mercadorias;• Malefícios: desemprego, baixossalários, péssimas condições detrabalho, poluição e acidentes;• Lucro como objetivo direto dos produtos eformação do proletariado¹.• 2ª Revolução Industrial, em 1860 –investimentos na produção de aço, energiaelétrica e produtos químicos.¹ Proletariado: classe que se vê necessitada de vender sua força de trabalho como uma mercadoria, afim de conseguir um salário que lhe permita sobreviver.
  • 12. CAPITALISMO MONOPOLISTA-FINANCEIRO• União entre empresas e bancos, paraobtenção de maiores lucros;• Surgimento de grandes companhiasmultinacionais, que impunham normas deprodução e definiam os preços de seusprodutos no mercado;• Período marcado pelo início da práticamonopolista;• Prática de oligopólios¹;• Primeira Guerra Mundial: emergênciados Estados Unidos;• Quebra da Bolsa de Valores – 1929;• Intervenção do Estado no controle eprevenção de crises;• Terceira Revolução Industrial: era datecnologia;• Nova Ordem Mundial.¹ Oligopólio: União de um grupo de empresas, com o objetivo de promover a regularização dematérias-primas e preços para que outras empresas do ramo não atuem de forma ofensiva, colocandoem risco os interesses deste grupo. Desta forma, forçando a concorrência a acompanhar os valorespraticados.
  • 13. MODO DE PRODUÇÃO SOCIALISTA• Propriedade social dos meios de produção;• Satisfação completa das necessidadesmateriais e culturais da população;• Socialismo utópico;• O socialismo na Rússia;• Glasnost e Perestroika;• Socialismo real;
  • 14. MODO DE PRODUÇÃO ASIÁTICO • Originário da China, Índia, Egito e outros países da África; • Baseado na agricultura; • Camponeses presos à terra, vivendo em um regime de servidão coletiva; • Todas as terras pertenciam ao Estado, representado pelo imperador, rei ou faraó; • Trabalhadores eram deslocados para atividades de construção de obras públicas, no período entre as safras; • Caracterizou a passagem das sociedades sem classes definidas (primitivas) para as sociedades de classes.
  • 15. TAYLORISMO, FORDISMO E TOYOTISMO• Visavam a racionalização extrema daprodução, e maximização da produção e doslucros;• Frederick Winslow Taylor (1856-1915):conjunto de métodos denominado Taylorismo;• Henry Ford (1863-1947): sistema deorganização denominado Fordismo;• Técnicas utilizadas até hoje nas industrias;• Toyotismo: aspectos positivos e negativos. Frederick Winslow Taylor e Henry Ford
  • 16. OS MODOS DE PRODUÇÃO NO BRASIL• Modo de Produção Primitivoindígena, pré-colonização;• Escravismo e exploraçãohumana, primeiramente com osíndios, posteriormente com negrosoriundos da África;• Relações feudais e os latifúndios;• Traços de pré-capitalismo nasCapitanias Hereditárias, com osprincipais objetivos da produção sendo ocomércio e lucro máximo;• Entrada de empresas multinacionais;• Socialismo no Brasil;• Conquista de direitos trabalhistas;• Imprensa como veículo de reivindicaçãosocial e política.
  • 17. CONSIDERAÇÕES FINAIS• Acelerada transformação nos modos de produção;• Revolução tecnológica;• Desafios enfrentados pelos profissionais;• Onde chegaremos?
  • 18. DÚVIDAS?