Capitulo 2 conceitos básicos de custos

  • 2,875 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
2,875
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
290
Comments
0
Likes
2

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. 1 Conceitos Básicos de Custos Professor: Daniel Moura Disciplina: Custos da Produção Curso: Graduação em Engenharia de Produção
  • 2. 2 Determinação do lucro Receita ( - ) Custo dos produtos vendidos ( = ) Lucro Bruto ( - ) Despesas administrativas ( - ) Despesas comerciais ( - ) Despesas financeiras ( = ) Lucro líquido
  • 3. Classificação de Custos • Custo total – montante despendido no período para fabricação de todos os produtos. • Custo de unitário – custo para se fabricar uma unidade do produto. 3 Custo unitário = Custo total Produção
  • 4. Classificação de Custos Exemplo de Custo Total e Custo Unitário: As empresas Alfa e Beta são concorrentes. Em um determinado período a empresa Alfa produziu 4.000 unidades a um custo total de $ 8.000,00 e a empresa Beta fabricou 4.500 itens ao custo de $ 9.450,00. Qual das empresas foi mais eficiente? 4
  • 5. Classificação de Custos Exemplo de Custo Total e Custo Unitário: Empresa Alfa é mais competitiva, podendo oferecer seu produto a um preço menor. O custo unitário está relacionado com a eficiência interna da empresa, isto é, se a empresa for mais eficiente, seu custo unitário será menor, pois ela utilizará menos recursos para produzir seus itens. 5 Alfa 4.000 unidades $ 8.000,00 Beta 4.500 unidades $ 9.450,00 Alfa $ 8.000 / 4.000 un $ 2,00 / un Beta $ 9.450 / 4.500 un $ 2,10 / un
  • 6. Classificação de Custos Classificação pela Variabilidade • Custos fixos – não variam com as alterações no volume de produção, como o salário do gerente. • Custos variáveis – se alteram de acordo com o nível de atividade da empresa, como MP. 6 Custos variáveis Custos fixos Volume de produção $
  • 7. Classificação de Custos Classificação pela facilidade de alocação • Custos diretos – relacionam-se às unidades de alocação de custos (produtos, processos, setores, clientes etc.). Ex. Produtos: MP e MO. • Custos indiretos – não podem ser facilmente atribuídos às unidades, necessitando de alocações para isso. Ex. Produtos: Aluguel e Salário do gerente. A alocação dos custos indiretos merecem atenção especialA alocação dos custos indiretos merecem atenção especial e estudos mais aprofundados.e estudos mais aprofundados. 7
  • 8. Classificação de Custos Classificação pelo auxílio à tomada de decisão • Custos relevantes – se alteram dependendo da decisão tomada. • Custos não relevantes – independem da decisão tomada. A empresa Alfa deseja terceirizar um componente atualmente fabricado. Para isso, dispõe dos seguintes dados: Quais custos são relevantes e qual deveria ser a decisão? 8 Custo de MP $ 10,00 / un Custo de MOD $ 5,00 / un Outros custos (fixos) $ 10,00 / un Custo do componente $ 25,00 / un Preço de compra $ 20,00 / un
  • 9. Classificação de Custos Custo de MP é relevante, pois se terceirizar a empresa não mais comprará MP. Custo de MOD é relevante, porque se terceirizar a MOD é eliminada. Custos fixos não são relevantes, pois continuarão a existir mesmo terceirizando. então,... Caso a empresa opte pela terceirização, ela reduzirá seus custos em $ 15 e passará a pagar $ 20 por aquele componente, os custos serão acrescidos de $ 5 por componente. Assim, a melhor opção é continuar produzindo internamente o componente. 9 Custo de MP $ 10,00 / un Custo de MOD $ 5,00 / un Outros custos (fixos) $ 10,00 / un Custo do componente $ 25,00 / un Preço de compra $ 20,00 / un
  • 10. Classificação de Custos Classificação pela facilidade de eliminação • Custos fixos evitáveis – relacionam-se àqueles que podem ser eliminados em curto prazo caso a empresa encerre temporariamente suas atividades. Ex. Salários, aluguéis e energia elétrica etc. • Custos fixos não elimináveis – não são passíveis de eliminação a curto prazo. Ex. Depreciação de instalações, impostos sobre a propriedade, parte da segurança etc. Válido para se analisar a possibilidade de suspensão temporária das atividades da empresa ou a paralização de uma linha de produtos. 10
  • 11. Classificação de Custos Outras Classificação • Custos de oportunidade – não representam o consumo de insumos, mas o quanto se deixou de ganhar pelo fato de ter optado por um investimento ao invés de por outro. Nesta caso, compara-se dois investimentos diferentes. No Brasil, são custos não-contábeis, ou seja, não são aceitos pela contabilidade oficial. 11
  • 12. 12 Classificação de Custos Outras Classificação • Custos desembolsados – são pagamentos efetuados no presente. Ex: pagamento de funcionários, aluguéis e energia. • Custos não desembolsados – não exigem desembolso de dinheiro. Ex: depreciação de máquinas. • Custos de transformação – são a soma dos custos de MOD com os custos indiretos de fabricação.
  • 13. 13 Conceitos Básicos de Custos • Gasto - valor dos insumos adquiridos pela empresa, independente de terem sido gastos ( desembolso  60 p/ pagto.) • Custo de Fabricação - valor dos insumos usados na fabricação dos produtos (materiais, trabalho humano, energia, máquinas, equipamentos etc.) Ex . Empresa compra 1.000 unidades de MP, mas usa 800 unidades no período, o gasto equivale às 1.000 unidades, mas os custos são das 800 unidades utilizadas.
  • 14. Conceitos Básicos de Custos Custo de Fabricação Custos MP – principais materiais integrantes do produto (pregos e parafusos podem ser classificados como materiais de consumo) Custos MOD – trabalhadores em atividades de confecção do produto (apenas o salário dos operadores de produção) Custos CIF – demais custos de produção (materiais de consumo, MOI, depreciação, energia elétrica, telefone, água etc.) 14 Custos de fabricação = MP + MOD + CIF
  • 15. 15 Conceitos Básicos de Custos • Despesa - valor dos insumos consumidos para outras funções que não a fabricação (administrativas, comercial e financeira). • Custo de fabricação - valor dos insumos usados na fabricação dos produtos. Para efeitos de contabilidade finaceira, Despesa Custo de fabricação Os custos são incorporados aos produtos (estoques) e as despesas são lançadas diretamente no resultado do exercício. Para o Engenheiro de Produção, a eficiência no uso dos insumos é desejável também nas atividades do setor administrativo.
  • 16. 16 Conceitos Básicos de Custos • Custo Gerencial - valor dos insumos (bens e serviços) utilizados na empresa. Custos gerenciais = MP + MOD + CIF + despesas
  • 17. 17 • Perda - valor dos bens e serviços consumidos de forma anormal e involuntária. Pode ser devido à ociosidade (recursos não usados) ou à ineficiência (recursos mal usados). Não são incorporadas nos estoques, pois são gastos não eficientes. Ex.: consumo anormal de MP. • Desperdício - valor dos insumos utilizados de forma não eficiente englobando as ineficiências normais do processo. Ex.: um processo normal trabalha com índice 1% peças defeituosas , num período 5% peças foram produzidas com defeitos, a perda anormal equivale e 4%, e os desperdícios a 5%. Os desperdícios anormais podem ser eliminados no curto prazo e os normais são atacados no longo prazo  melhoria contínua do sistema produtivo. • Custo ideal - valor dos insumos usados eficientemente pela empresa. Conceitos Básicos de Custos
  • 18. 18 • Investimento - valor dos insumos adquiridos não utilizados no período, mas que podem ser empregados no futuro. Conceitos Básicos de Custos
  • 19. Alteração nos Estoques Custos dos produtos vendidos = Custos do período ... se não houver alteração dos estoques 19 MP PP PA Compras de MP MP utilizada Outros insumos Produtos fabricados Produtos vendidos Estoque de Matéria Prima Estoque de Produto em Processo Estoque de Produtos Acabados •Estoque de MP = produção não iniciada •Estoque de PP = em produção, não terminados •Estoque de PA = produzidos, não vendidos
  • 20. Alteração nos Estoques Custos dos produtos vendidos = Custos do período ... se não houver alteração dos estoques Portanto, Custos dos produtos vendidos Custos dos produtos fabricados 20 MP PP PA Compras de MP MP utilizada Outros insumos Produtos fabricados Produtos vendidos Estoque de Matéria Prima Estoque de Produto em Processo Estoque de Produtos Acabados •Estoque de MP = produção não iniciada •Estoque de PP = em produção, não terminados •Estoque de PA = produzidos, não vendidos
  • 21. Alteração nos Estoques 21 Custos dos produtos vendidos Custos dos produtos fabricados Inventário inicial de produtos acabados ( + ) Custo dos produtos fabricados ( - ) Inventário final de produtos acabados ( = ) Custo dos produtos vendidos Custos dos produtos fabricados Custos do período Ou seja... Valor dos insumos consumidos para se obter a produção Se, não houver variação nos estoques de produtos em processos
  • 22. Alteração nos Estoques 22 Custos dos produtos fabricados Custos do período Ou seja... Valor dos insumos consumidos para se obter a produção ... mas, se houver variação nos estoques de produtos em processos? Com a determinação dos custos do período, chega-se ao custo dos produtos fabricados e ao resultado do período. ... mas, e os custos da matéria-prima? Inventário inicial de produtos em processo ( + ) Custo do período ( - ) Inventário final de produtos em processos ( = ) Custo dos produtos fabricados
  • 23. Alteração nos Estoques 23 Adicionando-se o custo da matéria-prima... Inventário inicial de matéria-prima ( + ) Compras de matéria-prima ( - ) Inventário final de matéria-prima ( = ) Custo de matéria-prima
  • 24. Alteração nos Estoques Contabilidade de custos 24 MP PP PA Compras MP MOD CIF CPF CPV Demonstração do resultado Receita ( - ) CPV = Lucro ( - ) Despesas = Lucro líquido IIMP ( + ) compras de MP ( - ) IFMP = MP IIPP ( + ) custos (MP + MOD + CIF) ( - ) IFPP = CPF IIPA ( + ) CPF ( - ) IFPA = CPV
  • 25. 25 Exercícios para próxima aula • Leitura do Capítulo 2 do livro do Bornia. • Exercícios de 2.1 a 2.11 da página 25 a página 27 do livro.
  • 26. Exercício 2.11 vendas fornecido 250.000 MP Compras MP + IIMP - IFMP 110.000 MOD fornecido 50.000 CIF fornecido 30.000 despesas fornecido 45.000 custos MP + MOD + CIF 190.000 compras MP fornecido 100.000 IIMP fornecido 20.000 IFMP fornecido 10.000 IIPP fornecido 22.000 IFPP fornecido 27.000 CPF Custos + IIPP - IFPP 185.000 IIPA fornecido 50.000 IFPA fornecido 35.000 26 Demonstração do Resultado do Exercício Receita vendas 250.000 (CPV) CPF + IIPA - IFPA 200.000 Lucro Bruto Receita - CPV 50.000 (despesas) fornecido 45.000 Lucro Líquido Lucro Bruto - despesas 5.000
  • 27. Exercício 2.12 vendas 4.000 un x $ 200,00 800.000 MP Compras MP + IIMP - IFMP 350.000 MOD fornecido 160.000 CIF fornecido 150.000 despesas fornecido 100.000 custos MP + MOD + CIF 660.000 compras MP fornecido 360.000 IIMP fornecido 40.000 IFMP fornecido 50.000 IIPP fornecido 80.000 IFPP fornecido 40.000 CPF Custos + IIPP - IFPP 700.000 IIPA fornecido 50.000 IFPA fornecido 60.000 27 DRE Receita vendas 250.000 (CPV) CPF + IIPA - IFPA 200.000 Lucro Bruto Receita - CPV 50.000 (despesas) fornecido 45.000 Lucro Líquido Lucro Bruto - despesas 5.000
  • 28. Exercício 2.13 Produção = 100.000 unidades vendas fornecido 760.000 MP Fornecido 500.000 MOD Salários + Encargos 85.000 CIF var Energia + MOI + outros CIF 30.000 CIF fixos MOI + outros CIF 40.000 despesas var. Despesas vendas 30.000 desp. Fixas Despesas vendas + adm 70.000 custos MP + MOD + desp F + desp V 655.000 CPF custos 655.000 28 DRE Receita vendas 760.000 (CPV) CPF + IIPA - IFPA 655.000 Lucro Bruto Receita - CPV 105.000 (despesas) fornecido 100.000 Lucro Líquido Lucro Bruto - despesas 5.000 Custo unitário CPF / Produção 6,55
  • 29. Exercício 2.13 Projeção para 110.000 unidades vendas 760.000 + 10% 836.000 MP 500.000 + 10% 550.000 MOD 85.000 + 10% 93.500 CIF var 30.000 + 10% 33.000 CIF fixos Permanecem fixos 40.000 despesas var. 30.000 + 10% 33.000 desp. Fixas Permanecem fixas 70.000 custos MP + MOD + desp F + desp V 716.500 CPF custos 716.500 29 DRE Receita vendas 836.000 (CPV) CPF + IIPA - IFPA 716.500 Lucro Bruto Receita - CPV 119.500 (despesas) fornecido 103.000 Lucro Líquido Lucro Bruto - despesas 16.500 Custo unitário CPF / Produção 6,51
  • 30. Exercício 2.14 30 Ordens MP ($) MOD ($) Tempo MOD (h) CIF aplicados (h x $ 100) Custos (MP + MOD + CIF) op1 20.000 10.000 100 10.000 40.000 op2 60.000 50.000 200 20.000 130.000 op3 70.000 60.000 400 40.000 170.000 op4 50.000 30.000 300 30.000 110.000 op5 80.000 40.000 200 20.000 140.000 total 280.000 190.000 1200 120.000 590.000 CIF reais (fornecido) 122.000 Erro CIF (122.000 -120.000) 2.000 As ordens 2, 3, 4 e 5 foram completadas durante o mês. As ordens 3 e 5 foram faturadas e remetidas aos clientes com lucro de 20% sobre os custos alocados. a) IFPP op1 40.000 b) IFPA op2 e op4 240.000 c) CPV op3 e op5 310.000 d) lucro CPV x 20% - erro 60.000