Epistemologia da biblioteconomia seminário
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Epistemologia da biblioteconomia seminário

on

  • 610 views

 

Statistics

Views

Total Views
610
Views on SlideShare
610
Embed Views
0

Actions

Likes
2
Downloads
14
Comments
1

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • muito bom daniiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Epistemologia da biblioteconomia seminário Epistemologia da biblioteconomia seminário Presentation Transcript

  • EPISTEMOLOGIA DA BIBLIOTECONOMIAFORMAÇÃO E PRÁTICA PROFISSIONAL
  • INTEGRANTES DO GRUPO  Ana Luiza Albuquerque  Daniela de Souza Leite  Flávio Renan  Gisele Ferreira Nagay  Paulo Victor Rodrigues  Thalisson Freitas Leite
  • FORMAÇÃO E PRÁTICA PROFISSIONAL Perfil do bibliotecário Exercitando aprendizagem com pesquisas
  • A FORMAÇÃO DA ÁREA DA INFORMAÇÃO EM TEMPOS DE MUDANÇA  A influência das característica do ensino ministrado  A influência francesa no ensino oferecido pela BN  A influência norte-americana marcando os cursos de São Paulo.  1962  Regulamentação profissional  Aprovação pelo MEC do primeiro currículo mínimo  Preparar os futuros profissionais para enfrentar com paciência e criatividade os problemas de sua prática profissional.
  • ESTRUTURA CURRICULAR  Área 1: Fundamentos teóricos da biblioteconomia e da ciência da informação:  Disciplinas instrumentais (lógica, informática, metodologia da pesquisa), ligadas às ciências sociais e humanas e aos princípios da Biblioteconomia e Ciência da Informação;  O aluno que toma conhecimento dos conteúdos mencionados nessa área é capaz de entender o mundo e interferir de forma positiva, é capaz de buscar soluções para problemáticas através do estudo e da pesquisa, sabe comunicar-se e tem conhecimento de línguas estrangeiras.
  • ESTRUTURA CURRICULAR  Área 2: Processamento da informação:  Organização, processamento e tratamento da informação;  Estão presentes nesta área as disciplinas como Representação Descritiva e Temática, Análise documentária, Linguagens Alfabéticas de indexação e Normatização de documentos.
  • ESTRUTURA CURRICULAR  Área 3: Recursos e serviços da informação:  Conteúdos relativos às Fontes de Informação, Serviço de Informação e Referência e Educação de Usuários;  “[...] a informação certa, a partir da fonte certa, para o cliente certo, no tempo certo e na forma adequada para o uso a que se destina e a um custo que seja justificado pelo uso que será feito.”
  • ESTRUTURA CURRICULAR  Área 4: Gestão de unidades de informação:  Tendência no ensino que procura formar gestores de unidades de informação com forte embasamento técnico;  Privilegiam a organização de bibliotecas  Área 5: Tecnologia da informação;  Área 6: Pesquisa.
  • A Biblioteconomia no passado A Biblioteconomia hoje Tentar solucionar a carência Bibliotecários atuando em de bibliotecas poucas bibliotecas públicas Atuar e criar bibliotecas Futuramente estarão tentando públicas solucionar a carência de Atender as necessidades de bibliotecários informação do usuário, com Atender as necessidades de qualidade e rapidez informação do usuário, com Criação do curso de mestrado qualidade e rapidez em biblioteconomia – Atual Criação de diversos cursos de programa de pós-graduação pós – graduação na área de em ciência da informação informação Elaboração de uma coleção Sistematização dos documentos de obras de referência Carro – Biblioteca: acervo de Carros – Biblioteca com aparato 1500 livros tecnológico
  • O PROFISSIONAL BIBLIOTECÁRIO O profissional bibliotecário enfrenta o desafio de gerenciar uma complexidade de informações disponíveis em novos e diferentes formatos. Sendo assim, a diversidade nos suportes informacionais, faz do bibliotecário, o responsável pelas hiper-ligaçoes entre as fontes de pesquisa e as necessidades dos usuários.
  • FORMAÇÃOPROFISSIONALEspecialidades e competências deum Bibliotecário
  • O profissional de Biblioteconomia desenvolveatividades de organização, tratamento, análisee recuperação de informações em diversosníveis e suportes físicos, por meios manuais eautomatizados, com vistas ao atendimento dasnecessidades informacionais de todos ossegmentos da sociedade, ao avanço científico-tecnológicos e ao desenvolvimento social dopaís.
  • A utilização de novas tecnologias dainformação vem exigindo, desse profissional,novas habilidades e provocando mudanças noperfil tradicional. Como resposta àglobalização da economia e consequentestransformações mercadológicas e sociais,impõe-se, cada vez mais, um profissionalatuante, com capacidade de oferecer produtose serviços de informação para esse novomercado de trabalho.
  • A base de conhecimentos da profissão de um Bibliotecárioconsiste nas aéreas de recuperação da informação,intermediação, tecnologia da informação e docontexto social.• Recuperação da informação: onde e necessário princípios e métodospara a organização e recuperação da informação.• Intermediação: compreende as necessidades e comportamentosinformacionais de pessoas e grupos além dos processos relacionadoscom a produção, fluxo, usos e os métodos de mediação entre o usuário eo estoque de informação.• Tecnologia da informação e contexto social: os ambientes sociais,políticos, legais, econômicos, e organizacionais que afetam a produção,fluxos, usos comportamentos relativos à informação. Além desses, o profissional necessita de conhecimentos maisespecíficos, relacionados com o funcionamento da agência deinformação, ou seja, suas ferramentas (catálogos,regras de catalogação, esquemas de classificação).
  • O profissional de Biblioteconomia, quetradicionalmente atua em bibliotecas, encontranovas frentes de trabalho em sistemas e redes deinformação de setores públicos, empresariais eindustriais, escritórios de assessoria e consultoria,organização de arquivos e de documentaçãoparticulares, ensino e pesquisa, podendo atuarcomo analista da informação, como gestor deserviços de informação e também na área denormalização.
  • Competências profissionais e pessoais para o bibliotecárioespecializado :1. Possuir conhecimento especializado do contexto dos recursos informacionais, inclusive a competência para avaliação crítica e triagem;2. Possuir conhecimento especializado do negócio de sua organização ou cliente;3. Desenvolver e gerenciar serviços de informação eficazes em termos de custo que se encontram alinhados com a direção estratégica de sua organização;4. Oferecer apoio e treinamento de excelência para os usuários de sua biblioteca ou serviço de informação;5. Avaliar necessidades de informação, projetar e comercializar serviços de informação de alto valor agregado de forma a atender às necessidades identificadas;
  • 6. Utilizar a tecnologia de informação apropriada para adquirir, organizar e disseminar a informação;7. Utilizar abordagens gerenciais apropriadas para comunicar a importância dos serviços de informação para administração;8. Desenvolver produtos de informação especializados para o uso interno ou externo à organização ou por clientes individuais;9. Avaliar as consequências do uso da informação e conduzir estudos voltados para a solução dos problemas de gestão da informação;10. Aprimorar continuamente os serviços de informação e conduzir estudos voltados para a solução dos problemas de gestão da informação;11. Ser um membro integrante da equipe gerencial e um consultor da organização em assuntos relativos à informação;
  • A FORMAÇÃO DA ÁREA DA INFORMAÇÃO EM TEMPOS DE MUDANÇA  As exigências do mercado junto com a globalização e o surgimento de novas tecnologias houve uma necessidade de mudar a grade curricular de biblioteconomia.
  • A FORMAÇÃO DA ÁREA DA INFORMAÇÃO EM TEMPOS DE MUDANÇA O mercado está em busca de um profissional flexível, criativo, atualizado e conhecedor de outros idiomas. A conclusão da graduação em biblioteconomia não garante ao formado um emprego. O profissional não pode satisfazer-se apenas com o que lhe é imposto na academia, ele deve aprimorar seus conhecimentos, buscar especializações e atualizar-se, pois o currículo acompanha determinada tendência da época.
  • A FORMAÇÃO DA ÁREA DA INFORMAÇÃO EM TEMPOS DE MUDANÇA A taxa de empregabilidade é superior a 90% sendo o setor terciário (serviços) o principal campo de atuação, sendo empresas publicas e privadas como principais empregadoras. O emprego dependera de suas habilidades.
  • A FORMAÇÃO DA ÁREA DA INFORMAÇÃO EM TEMPOS DE MUDANÇA
  • A FORMAÇÃO DA ÁREA DA INFORMAÇÃO EM TEMPOS DE MUDANÇA
  • A FORMAÇÃO DA ÁREA DA INFORMAÇÃO EM TEMPOS DE MUDANÇA Com a lei que obriga a presença de bibliotecas e bibliotecários nas escolas, vai tornar a profissão ainda mais valorizada, visto que o numero de bibliotecas em todo o Brasil supera o numero de bibliotecários formados.
  • A FORMAÇÃO DA ÁREA DA INFORMAÇÃO EM TEMPOS DE MUDANÇA Portanto a biblioteconomia é uma área que está em crescimento e muitas são suas perspectivas para o futuro, cabe ao profissional qualificar-se e atender as exigências do mercado.
  • A FORMAÇÃO CONTINUADA DOSPROFISSIONAIS BIBLIOTECÁRIOS:ANÁLISE DO CONTEÚDO DOS SITES DAS ENTIDE CLASSE
  • RESULTADO DA ANÁLISEUsando a análise de conteúdo nos moldes de Bardin(apud FRANCO, 2003) identificou-se como categorias osseguintes itens:a) cursos de curta duração;b) eventos (palestras, seminários, simpósios, congressos, etc.);c) cursos de especialização.
  • Identificou-se, também, as entidades de classe deBiblioteconomia, buscando nestas a frequênciade ocorrência de cada categoria, agrupando asincidências de acordo com os seguintes temasrelacionados: 1. Profissional da Informação; 2. Gestão de Unidades de Informação; 3. Tecnologia da Informação; 4. Arquivo; 5. Atividades Técnicas.
  • Categorias de educação continuada Gráfico 1: Frequência das categorias propostas
  • Cursos de curta duração Gráfico 2: Temas relacionados à categoria cursos de curta duração
  • Eventos Gráfico 3: Temas relacionados a categoria eventos Cursos de especialização
  • RFERÊNCIAS Encontros Bibli UFSC – Florianópolis, SC, setembro de 1988. A formção do profissional de biblioteconomia frente às novas tendência do mercado globalizado. ASSOCIAÇÃO BRASILIEIRA DE ENSINO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO. Relatório Gestões 1991/1993 e 1993/1995. Marília, 1995. ARAÚJO, Elizany Alvarenga; DIAS, Guilherme Atayde. A atuação profissional do bibliotecário no contexto da sociedade de informação: os novos espaços de informação. In:OLIVEIRA, Marlene. Ciência da informação e biblioteconomia: novos conteúdos e espaços de atuação. Belo Horizonte: UFMG, 2005. p.111 – 122. BAPTISTA, Sofia Galvão. A inclusão digital: programas governamentais e o profissional da informação – reflexões. Revista Inclusão Social, Brasília, v.1, n.2, p. 23-30, abr./set.2006. http://revista.acbsc.org.br/index.php/racb/article/viewArticle/49 4/637