Musica & Mercado Brasil

3,089 views
2,979 views

Published on

Revista Música & Mercado

Published in: Business
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,089
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
22
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Musica & Mercado Brasil

  1. 1. INFORMAÇÃO DE NEGÓCIOS PARA O MERCADO DE ÁUDIO, ILUMINAÇÃO E INSTRUMENTOS MUSICAISINFORMAÇÃO DE NEGÓCIOS PARA O MERCADO DE ÁUDIO, ILUMINAÇÃO E INSTRUMENTOS MUSICAIS WWW.MUSICAEMERCADO.COM.BR | JULHO E AGOSTO DE 2013 | Nº 67 | ANO 12 Sócios passam a gestão do Grupo NH a três executivos que já atuavam na companhia. Empresa profissionaliza e implanta novo plano sucessório e sistema de gestão. O futuro? Mais cinquenta e dois anos de inovação Pág. 64 FRAHM COMEMORA 52 ANOS Assine e receba antes! ÉTICA EM VENDAS É possível jogar limpo na disputa comercial? Pág. 90 FRAHMCOMEMORA52ANOS|JULHOEAGOSTODE2013|Nº67MÚSICA&MERCADO MASVOCÊSTRABALHAM SÓCOMPALHETAS? Conheça a Lost Dog, empresa que importa e produz palhetas e cresce 20% ao ano Pág. 56 PALM EXPO 2013 A feira chinesa de tecnologia e entretenimento como você nunca viu Pág. 96 REPRESENTAÇÃO COMERCIAL Análiseedicas Págs.42e48 NOPAÍSDAS MARAVILHAS Como as mídias sociais podem ajudar quando tudo parece estar perdido Pág. 52 FRAHMFRAHMFRAHM ROTEIRO COMPLETO Guia prático para contratar vendedores, com roteiro de perguntas Pág. 82 mm67_capa.indd 1 02/07/13 16:46
  2. 2. mm67_completa.indd 2 28/06/13 20:05
  3. 3. mm67_completa.indd 3 28/06/13 20:05
  4. 4. Untitledmm67_completa.indd 4 02/07/13 13:32
  5. 5. Untitled-1 1 12/04/2013 16:37:01mm67_completa.indd 5 28/06/13 20:06
  6. 6. Untitledmm67_completa.indd 6 28/06/13 20:06
  7. 7. Untitled-2 1 14/06/2013 12:49:26mm67_completa.indd 7 28/06/13 20:06
  8. 8. LP_NY.mm67_completa.indd 8 28/06/13 20:06
  9. 9. Makeitthere. Makeitanywhere. WWW.MUSICAL-EXPRESS.COM.BR A Nova LP Durian Wood Conga LP_NY.indd 1 14/02/2013 14:39:22mm67_completa.indd 9 28/06/13 20:06
  10. 10. mm67_completa.indd 10 28/06/13 20:06
  11. 11. /condormusic SamuelJafé mm67_completa.indd 11 28/06/13 20:06
  12. 12. mm67_completa.indd 12 28/06/13 20:06
  13. 13. Distribuidor exclusivo proshows@proshows.com.br proshows.com.br Vendas: (11) 3527.6900 Matriz: (51) 3034.8100 proshows.oficial @proshows Suporte TOTAL Tecnico TALENTOSVERDADEIROS SÃOINSEPARÁVEIS. HomenagemdaHohneràuma desuas duplasmaisfamosas. SIGNATURE SERIES HARMONICA acme mm67_completa.indd 13 28/06/13 20:06
  14. 14. mm67_completa.indd 14 28/06/13 20:06
  15. 15. mm67_completa.indd 15 28/06/13 20:06
  16. 16. Departamento de Eventos da Associação Chinesa de Tecnologia de Entretenimento Endereço: 1008, 10FL, C, East Building, Yonghe Plaza, No.28, Andingmen Dongdajie, Dong Cheng District, Beijing ,China www.palmexpo.com Shen-qang@163.com PALM EXPO 2014 China International Exhibition on Pro Audio, Light, Music & Technology 26 a 29 de maio de 2014 China International Exhibition Centre 88 Yuxiang Road, TianZhu Area, Sunyi District, Beijing PRC. Sistemas de Audio profissional Equipamento de Iluminação profissional Maquinário de Palco Instrumentos musicais e acessórios Perfil do Expositor: Primeiro colocado em exposições de entretenimento na Ásia e a segunda maior no mundo. 110 000 m2. Mais de 1 200 fabricantes e distribuidores Vindo de mais de 20 países e regiões Dezenas de milhares de visitantes vindos de mais de 70 países e regiões. A p arcos-s mm67_completa.indd 16 28/06/13 20:06
  17. 17. a s e Os produtos que você precisa ter em sua loja, você encontra aqui! Aprovados e recomendados pelos melhores profissionais. arcos-sopros.indd 2 28/06/13 08:54 mm67_completa.indd 17 28/06/13 20:06
  18. 18. mm67_completa.indd 18 28/06/13 20:07
  19. 19. mm67_completa.indd 19 28/06/13 20:07
  20. 20. mm67_completa.indd 20 28/06/13 20:07
  21. 21. C M Y CM MY CY CMY K waldman_krystalstudiolive.pdf 1 17/06/13 17:37 mm67_completa.indd 21 03/07/13 12:45
  22. 22. A m p l i e www.namm.org/thenammshow 23-26 DE JANEIRO DE 2014 • ANAHEIM CONVENTION CENTER • ANAHEIM, CALIFORNIA Aumente o volume das suas vendas REFORÇA a sua marca DIVULGA os seus produtos ALCANÇA os seus clientes NS14_SpanishPortugeseAd.indd 2 5/28/13 3:36 PMmm67_completa.indd 22 28/06/13 20:07
  23. 23. w A 8/13 3:36 PM mm67_completa.indd 23 03/07/13 12:47
  24. 24. C M Y CM MY CY CMY K MC13_205x275_Portuguese.pdf 9/13/12 10:56:15 AM mm67_completa.indd 24 28/06/13 20:07
  25. 25. soundcraftaudio.com.br harmandobrasil.com.br SOUNDCRAFT SI PERFORMER JUNTE-SE AO REVOLUCIONÁRIO CLUBE PERFORMER. Ouvirmúsicacompotênciaacimade85decibéispode causardanosaosistemaauditivo(LeiFederalno.11.291/06) O primeiro mixer digital profissional a incorporar controles para iluminação DMX. Possui processadores de efeitos Lexicon® embutidos, equalizador de 4 bandas paramétrico e processamento dinâmico completo por canal, diversas opções de saída, roteamento flexível, agrupamento e controle via iPad. Possibilita a expansão para mixagem de até 80 canais (Si Performer 3 - com Compact Stage Box opcional). A integração da porta DMX512 e da interface de iluminação disponibilizam controles nos faders de iluminação e áudio que são combinados em camadas e permitem o controle total do evento. Tudo isto em um sistema único e de qualidade sonora impressionante. • Fácil entendimento das funções primárias: equalização, compressão, gate e ganho • 30 faders na mão para operação • Possibilidade de 22 auxiliares • Expansão para 64 ou 48 canais • Delay na saída • Saída AES/BU • Software para iPad • Pré-amplificador da Série Vi mm67_completa.indd 25 03/07/13 12:47
  26. 26. a mais alta qualidade de alto- falantes feitos a mão, produtos HF e componentes agora disponíveis diretamente da nossa fábrica nos eua. FABRICADO NOS EUA www.eminence.com A Arte e a Ciência do Som Desde 1966, Eminence é um líder fornecedor OEM de transdutores personalizados e artefatos HF para Audio Profissional, Instrumentos Musicais, dispositivos Hi-Fi, Car Audio, e aplicações especiais. Cada produto é feito artesanalmente e com qualidade, valor e serviço em mente. Sabemos que as atuações reais e o tom vêm do orgulho, paixão e atenção nos detalhes. Entre os usuários atuais e anteriores dos produtos Eminence, se encontram Fender®, Marshall®, Gibson®, Mesa Boogie®, Ampeg®, Crate®, Soldano®, Krank Amplification®, LD Systems®, Yorkville Sound, Peavey®, Yamaha®, B-52®, e Earthquake®. No ano 2000, Eminence introduziu a linha Genuine Eminence de alto- falantes de corpo cru, incluindo as series Patriot®, Red Coat® e Legend para guitarra. A linha de produtos Genuine Eminence incluí mais de 100 alto-falantes profissionais para instrumentos musicais, assim como crossovers, aparatos de alta- frequencia, alto-falantes baliza, e software desenhado para recinto. Estes produtos se tornaram o padrão da indústria para os distribuidores, comerciantes, e consumidores em quase 80 países. escute isto agora! MM_HearThis_8.1x10.8_port_2012.indd 1 6/20/12 1:35 PM mm67_completa.indd 26 28/06/13 20:07
  27. 27. 1:35 PM mm67_completa.indd 27 28/06/13 20:07
  28. 28. Lideres na Tecnologia Musical www.focusrite.com www.novationmusic.com mm67_completa.indd 28 28/06/13 20:07
  29. 29. RMV Instrumentos Musicais (11) 2404-8544 www.rmv.com.br Fotosapenasparaefeitoilustrativo.Abaterianãoacompanhapratos.ddesign.ppg.br /RMVinstrumentosmusicais Cores Cod.: 80 Natural Wood PCR1080+ PCT4300 A Cross Road recebeu upgrade em suas ferragens e ficou muito mais robusta. A RMV reforçou os tubos de aço e as uniões de fiber composite, aumentando muito a establidade de toda a bateria. A Cross Road é feita com madeira Tauarí e apresenta acabamentos laqueados brilhantes e acetinados. Tuboseuniões reforçados Cod.: 20 Branco Cod.: 14 All Black Agora a bateria com muito mais som, também está muito mais forte e tem 5 anos de garantia nos cascos e ferrgens. mm67_completa.indd 29 28/06/13 20:07
  30. 30. mm67_completa.indd 30 28/06/13 20:07
  31. 31. SEJA NOSSO REVENDEDOR AUTORIZADO. Tel: 11.3064-1188 vendas@impmusic.com.br impmusic.com.br Solicite nosso portfólio de produtos A beyerdynamic é uma das principais empresas fabricantes de microfones e fones do mundo. Fundada em 1924 na Alemanha, seus produtos possuem altíssima qualidade com custos acessíveis, podendo ser encontrados nos melhores estúdios e palcos ao redor do mundo. NÃO PERCA TEMPO! SEJA UM REVENDEDOR OFICIAL E OFEREÇA O QUE HÁ DE MELHOR AOS SEUS CLIENTES. PRECISÃO E PAIXÃOENGENHARIA DE ÁUDIO ALEMÃ DESDE 1924. TG V30d S DT 770 PRO TG V50d CUSTOM ONE TG D50d DTX 300p KIT TG DRUMSET PRO DTX 501p MICROFONES FONES mm67_completa.indd 31 28/06/13 20:07
  32. 32. 32 www.musicaemercado.com.br @musicaemercado fb.com/musicaemercado SUMÁRIO SEÇÕES COLUNISTAS ERRATAMATÉRIASSUMÁRIO COLUNAS 48PONTO DE VENDA Muito além da representação comercial Por Joey Gross Brown 60MARKETING&NEGÓCIOS Geotagging: a ferramenta que revoluciona a maneira como você lida com seus clientes Por Alessandro Saade 90GESTÃO & LIDERANÇA Ética em vendas: é possível jogar limpo no jogo comercial? Por Tom Coelho 64 CAPAFRAHM Sob nova direção: conheça os novos comandantes da fabricante 100% nacional CAPA SEÇÕES 32 EDITORIAL Desistir, reclamar e... 36 ÚLTIMASRecorde de vendas da Yamaha 42 ENQUETERepresentantesENQUETERepresentantesENQUETE analisam o nosso mercado 104 INOVAÇÃOAlphaSphere: a bola da vez 108 PRODUTOS Novidades e destaques 112 CONTATOSNossos anunciantes você encontra aqui 114 CINCOPERGUNTASVendas: o X, o Y e o Z da questão MATÉRIAS 44 MUNDO DIGITALUtilize o e-mail marketing corretamente e conquiste mais clientes 50 INTERNACIONALPeter Filleul, diretor da APRS, revela o resultado da participação de oito empresas britânicas na AES Brasil 2013 52 APRENDA JÁCasos de sucesso mostram como aproveitar a mídia social para gerar resultados mesmo quando tudo está perdido 56 EMPRESAMas vocês trabalham só com palhetas? Conheça a Lost Dog, que tem foco em palhetas e cresce 20% ao ano 76 ESPECIALSennheiser faz campanha agressiva contra pirataria de seus produtos: lojistas também são foco 82 MARKETING5 Dicas de baixo custo para PMEs 84 PASSO A PASSOGuia prático para contratar vendedores, com roteiros de perguntas para você não errar 92 AES BRASIL EXPO 2013A presença maciça de estrangeiros nesta edição 96 PALM EXPO 2013A feira chinesa de entretenimento e tecnologia como você nunca viu 106 TESTECaptadores Tesla: novidade no mercado de guitarra e baixo 50 80 58 mm67_sumario.indd 32 01/07/13 17:45
  33. 33. mm67_sumario.indd 33 01/07/13 17:45
  34. 34. 34 www.musicaemercado.com.br @musicaemercado fb.com/musicaemercado O ANO COMEÇOU E PARECE QUE AINDA FALTA ALGO. Simples! Faltam vendas, mais mercado, retorno da atividade comercial, somente para iniciar. A ‘MAROLINHA’ ESTÁ CONTÍNUA E TEM CAUSADO PREJUÍZOS por todo o Brasil. Devemos desanimar? Este ano não foi feito para ninguém rir de nin- guém e, sim, para se trabalhar ao máximo. JÁ É CERTO QUE QUANDO SE INSTALA UMA CRISE tudo fica mais con- servador. Entretanto, conservador não pode significar estagnado — prefiro a palavra ‘criativo’, trabalhar de modo criativo. SEM MUDANÇAS, ATINGIMOS O ESTÁGIO QUE VEM DO ACASO, o que resta. Empresas em que diretores, gerentes e pessoas de vendas choram não andam, restringem-se à situação. A MÚSICA & MERCADO TEM ACREDITADO QUE PODE MUDAR algu- ma coisa, como você também pode! Iniciamos um trabalho com o Dia Nacional do Ensino da Música que, até o momento em que escrevo estas linhas, já possui 182 pontos de ensino. É uma forma de chamar a atenção das comunidades para provar um pouco do ato de tocar. AQUI MESMO, NA REDAÇÃO DA REVISTA, também estamos querendo le- vantar a bola. Já na capa, falamos da Frahm, uma empresa brasileira que conseguiu criar um excelente sistema de produção. Nossa editora, Ana Carolina Coutinho, foi até Pequim, China, cobrir uma das maiores feiras de áudio e música da Ásia, a Palm Expo.Delá,elatambémenxergouasnovidadesetendênciasdosetornomundo.Eób- vioquemuitomaisvocêiráleraquieemnossosite.Bom,achoqueomaisimportante nesta época é lembrar-se de trabalhar de forma criativa. Não desanime! *ALBERT CAMUS (1913-1960) FOI UM ESCRITOR, DRAMATURGO E FILÓSOFO ARGELINO/FRANCÊS. CAMUS GANHOU O PRÊMIO NOBEL DA LITERATURA EM 1957 POR TODA A SUA OBRA. DOIS DE SEUS LIVROS MAIS FAMOSOS SÃO O ESTRANGEIRO E A PESTE. EDITORIAL Desistir, reclamar e... DANIEL NEVES CEO & PUBLISHER “CRIAR É DAR FORMA AO PRÓPRIO DESTINO” — ALBERT CAMUS* STAFF CEO & Publisher Daniel A. Neves S. Lima Diretora de Redação Ana Carolina Coutinho (MTB: 52.423) Diretor de Arte Dawis Roos Relações Comerciais Denise Azevedo Relações Internacionais Nancy Rebelo Bento Vendas & Projetos Rodrigo Gagliardi Administração e Finanças Rosângela Ferreira Revisão de Texto Hebe Ester Lucas Assinaturas Bárbara Tavares Colaboradores Alessandro Saade, Álvaro Mendoza, Joey Gross Brown, Miguel De Laet, Paola Abregu e Tom Coelho Impressão e Acabamento Pancrom Indústria Gráfica Música & Mercado® Caixa Postal: 2162 - CEP: 04602-970 São Paulo / SP / Brasil Tel.: +55 (11) 3567-3022 Autorizada a reprodução com a citação da Música & Mercado, edição e autor. Música & Mercado não é responsável peloMúsica & Mercado não é responsável peloMúsica & Mercado conteúdo e serviços prestados nos anúncios publicados. Publicidade Anuncie na Música & Mercado comercial@musicaemercado.com.br Parcerias Associados TECNOLOGIA LOJA ADMINISTRAÇÃO EDITORIAL MARKETINGRH ESTRATÉGIA ado dobráveis(para1mic.) Código: PE-2 Acabamento: Preto Descricão: Girafa c Altura Mínima: 1,23 Altura Máxima: 1,9 Peso: 1,44kg C70016 - mm67_editorial.indd 34 01/07/13 14:50
  35. 35. Código:PE-2 Acabamento:Preto/Cromado Descricão:Girafacompésdobrávei AlturaMínima:1,23m AlturaMáxima:1,97m Peso:1,44kg Modelo Girafa CÓDIGO: PE-2 Acabamento: Preto/Cromado Descricão: Girafa com pés dobráveis (para 1 mic.) Altura Mínima: 1,23m Altura Máxima: 1,97m Peso: 1,44kg Modelo Girafa CÓDIGO: Acabamento: Descricão:Descricão: dobráveis (para 1 mic.) Altura Mínima: Altura Máxima: Peso: PE-2 ento: Preto / Cromado o: Girafa com pés dobráveis (para 1 mic.) Mínima: 1,23m Máxima: 1,97m 44kg Modelos para Microfone de Mesa Código:PS-3G Acabamento:Cromado Descrição:Girafinhacomtubotelescópico AlturaMínima:0,61m AlturaMáxima:0,73m Peso:1,37kg Microfone de Mesa Código: PS-2 Acabamento: Cromado Descrição: Com tubo telescópico pequeno Altura Mínima: 0,23m Altura Máxima: 0,30m Peso: 1,78kg CÓDIGO: PS-2 Acabamento: Cromado Descrição: Com tubo telescópico pequeno Altura Mínima: 0,23m Altura Máxima: 0,30m Peso: 1,78kg CÓDIGO: PS-3G Acabamento: Cromado Descrição: Girafinha com tubo telescópico Altura Mínima: 0,61m Altura Máxima: 0,73m Peso: 1,37kg PROD UTOSNACI ONAIS PROD UTOTOT SNACACA I OONAIS C70016 - An_Visão Musical_21x28_AF.indd 1 11/06/2013 19:03:15 mm67_editorial.indd 35 01/07/13 14:51
  36. 36. Últimas YAMAHA TEVE VENDA RECORDE DE INSTRUMENTOS DE SOPRO EM MAIO A Yamaha Musical do Brasil divul- gou boletim informando a venda recorde, em maio, de seus instru- mentos de sopro, com aumento de 200% em relação ao mesmo período do ano passado. A empresa atribuiu o crescimento às ações promovidas pelo programa Sopro Novo, que há dez anos realiza atividades voltadas à divulgação des- ses instrumentos. Um dos mais ven- didos é a flauta doce — em fevereiro foram comercializadas mais de 10 mil unidades de flauta doce no Brasil. A Musical Express é a distribui- dora exclusiva da Yamaha para dis- tribuição da flauta doce da marca. TECNOLOGIA LOJA ADMINISTRAÇÃO GESTÃO MARKETINGRH ESTRATÉGIA PRODUTOS NEWS 36 www.musicaemercado.com.br @musicaemercado fb.com/musicaemercado ÚLTIMAS REPRESENTANTE É BALEADO EM ASSALTO Elísio Neto, dono da Riff Representações, foi baleado em um assalto após um show que fez com sua banda ZeroCalibre na boate Pepper’s House, em Natal, RN, na madrugada do dia 26 de maio. A Riff Representações foi fundada em 2007 e atua no Rio de Janeiro com as marcas Giannini, RMV, Frahm, Eros,LostDog,entreoutras.Pró-ativoeamantedamúsica e do mercado, Elísio atuou como colaborador da Música & Mercado e nas feiras Music Show. Elísio recebeu alta no final de junho. Ação que se iniciou no Reino Unido teve versão brasileira com mais de 180 pontos de ensino de música gratuitamente em todo o País Inspirado no National Learn to Play Day (Dia Nacional para Aprender a Tocar), do Reino Unido, o Brasil teve sua própria campanha do Dia Nacional do Ensino da Música. No Reino Unido, a ação está na segunda edição. Já o Brasil foi o segundo país a adotar a ação e, durante os dias 12 e 13 de julho, lojistas, escolas, igrejas, conservató- rios e professores particulares ofereceram aulas gratuitas em todo o território nacional. A ação foi organizada pela revista Música & Mercado e teve como objetivo fazer a ponte entre pessoas com disponibilidade de aprender e esco- las de todo o Brasil. Foram vinte Estados participantes e as aulas foram dadas em escolas, conservatórios, lojas (em parceria com escolas), igrejas e até on-line. Para Paul McManus, organizador do National Learn to Play Day, na Inglaterra, “nós enxergamos no National Learn to Play Day a chance e a inspiração para o público testar um instrumento e ter uma inicialização musical. Milhões de pessoas querem tocar música e somente ne- cessitam de uma oportunidade”, explica. organizada pela revista e teve como objetivo fazer a ponte entre pessoas com disponibilidade de aprender e esco- ELÍSIONETOÉDONODA RIFFREPRESENTAÇÕES VINTE ESTADOS ADERIRAM AO MOVIMENTO DIA NACIONAL DO ENSINO DA MÚSICADIA NACIONAL DO ENSINO DA MÚSICA VINTE ESTADOS ADERIRAM AO MOVIMENTO mm67_ultimas.indd 36 01/07/13 16:37
  37. 37. Importadora Pride Music, responsável pela marca Fender no País, iniciou uma campanha de redução de preço dos produtos Depois de negociações e idas e vindas entre Brasil e Estados Unidos, a Fender reduz seus preços no Brasil. A medida deu-se pelo trabalho em conjunto da Fender,distribuidoraevarejistas.Apro- moção é também uma resposta à fuga de consumidores dos instrumentos top de linha, que buscam vendedores ‘alter- nativos’, que vendem diretamente dos EUA ao Brasil, contribuindo para uma evasão de compradores de produtos dessa categoria das lojas no País. As linhas de guitarras e contra- baixos Fender produzidas nos Estados Unidos e México estão com sugestão de redução de preço médio de R$ 500 nos revendedores autorizados. Revendedores autorizados Fender e credenciados na Fender Fest 2013 têm realizado eventos em seus estabe- lecimentos, como o Fender Day. ÚLTIMAS FENDER REDUZ PREÇOS NO BRASIL VISITA INTERNACIONAL A Anafima (Associação Nacional dos Fabricantes de Instrumentos Musicais e Áudio) e a Apex Brasil convidaram o diretor da PPV Medien, Markus Bran- dt, para uma visita às empresas associadas à entidade. O objetivo da visita foi desenvolver artigos sobre as empresas brasileiras. Para a Apex, entidade ligada ao governo federal e copatrocinadora da ação, a vinda de mídias especializadas para fazer matérias com empresas brasileiras é extremamente benéfica. Para Sil- vio Dutra, presidente da Anafima, é “uma excelente forma de relações públicas, pois promove as empresas que possuem marcas brasileiras em diversos países”. mm67_ultimas.indd 37 01/07/13 16:37
  38. 38. Últimas TECNOLOGIA LOJA ADMINISTRAÇÃO GESTÃO MARKETINGRH ESTRATÉGIA PRODUTOS NEWS 38 www.musicaemercado.com.br @musicaemercado fb.com/musicaemercado ÚLTIMAS LP, EVANS E D’ADDARIO: NOVOS ENDORSERS A distribuidora Musical Express acaba de anunciar novos endorsers para algumas de suas marcas. Paulinho Fonseca, baterista do Jota Quest, por exemplo, usaráaspelesEvans,assimcomoBrunoValverde,quetocacom KikoLoureiroemprojetosparalelosdoguitarristadoAngra. Já a Latin Percussion anunciou novos nomes no time: Gus- tavo Di Dalva (Gilberto Gil) e Cuca Teixeira, que já endossava Evans e Pro-Mark. A marca ainda apresentou Alexandre Apo- san(OficinaG3)eJuniorVargas(AlineBarrosePedroMariano). A D’Addario também anuncia o violonista Gian Correa. O artista já gravou com Zeca Baleiro, Dona Inah, Juliana Amaral, Monarco da Portela, entre outros. KIKO LOUREIRO É O PRIMEIRO ARTISTA BRASILEIRO DA IBANEZ INTERNACIONAL UmdosmaisconhecidosguitarristasdoPaís,KikoLoureiro, do Angra, acaba de se tornar o primeiro endorser brasileiro da Ibanez Internacional, entrando para um time formado por ninguém menos que Steve Vai, Joe Satriani, Paul Gilbert, Pat Metheny, George Benson, Andy Timmons, entre outros. Loureiro usará o modelo S970CW da Ibanez (com ele na foto). Atualmente, o guitarrista e a Ibanez estão tra- balhando em um novo modelo Signature, com previsão de lançamento para este ano. A Ibanez é distribuída no Brasil, com exclusividade, pela Equipo. COMERCIAL NA TELEVISÃO Em parceria com a Namm (Associação da Indústria da Música Norte Americana), a Música & Mercado e a Anafima (Associação Nacional dos Fabricantes de Ins- trumentos Musicais e Áudio) irão lançar um comercial destinado à criação de mais mercado para a indústria da música no Brasil. Ele será veiculado tanto na TV aberta quanto em canais fechados. A previsão de lança- mento é entre agosto e setembro deste ano. O comercial fala em uma linguagem simples, como tocar um instrumento é fácil, simples e para todas as idades. Para Silvio Dutra, Presidente da Anafima, “É uma oportunidade para o mercado brasileiro terestecomercialdisponívelnastelevisões.AAnafimaestá contenteemserescolhidaparapromoveresteprojeto”. PAULINHOFONSECA BRUNOVALVERDE GUSTAVODIDALVACUCATEIXEIRA ALEXANDREAPOSAN GIANCORREA KIKOLOUREIROJÁESTÁUSANDOOMODELOS970CWDAMARCA JUNIORVARGAS mm67_ultimas.indd 38 01/07/13 16:37
  39. 39. ÚLTIMAS BONITA NA FITA A Odery Drums lançou sua nova placa para as baterias. “Foi inspi- rada na Porsche”, explica Mauricio Cunha, diretor da empresa. A marca lançou também um modelo econô- mico intitulado Inrock. GONGO Quase que um projeto de lei cria um problema para as lojas e fornecedores do Brasil. O PLS 86/2004, que isenta- ria de impostos a importação de ins- trumentos adquiridos por orquestras ou músicos profissionais, foi suspenso temporariamente de ser assinado na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado. Alberto Bertolazzi, funda- dor da Anafima (Associação Nacional dos Fabricantes de Instrumentos Musicais e Áudio) teve papel funda- mental para assegurar a suspensão. TODOS PERDERAM Poderia ser o produto brasileiro mais exportado, mas a proibição da caxirola e de qualquer instrumento nos estádios acabou prejudicando o mercado. CONTRAMÃO DOS ‘BARATINHOS’ Um seleto grupo de lojistas viajou com Luiz Sacoman, gerente da Royal Music, para Nashville, nos EUA, para visitar a Gibson. O prin- cipal interesse eram os produtos Custom, de alto valor agregado. FELIZ DA VIDA Em junho, a Made in Brazil, distribui- dora exclusiva dos violões e acessórios da Martin Guitars, recebeu mais um prêmio: maior crescimento em vendas de acessórios em 2012. DEVAGARZINHO Enquanto todos olham para o Sul, empresas do Oeste paulista vêm com tudo. REPRESENTANTES SE REÚNEM Abril, maio e junho foram os meses para as convenções de representan- tes. Sonotec, Royal e Habro Music fizeram suas análises e planejamen- to com os profissionais. mm67_ultimas.indd 39 01/07/13 16:37
  40. 40. Últimas TECNOLOGIA LOJA ADMINISTRAÇÃO GESTÃO MARKETINGRH ESTRATÉGIA PRODUTOS NEWS 40 www.musicaemercado.com.br @musicaemercado fb.com/musicaemercado ÚLTIMAS NOVO GERENTE COMERCIAL NA KREST Profissional com larga experiência na área comercial de produtos de percussão, Rogério Gaya chega à Krest Cymbals para consolidar o crescimento da empresa no mercadoeincrementarasvendasjuntocomosrepresentan- tesdamarcaemtodooBrasil.AKrestCymbalséumafabri- cantedepratos100%brasileirasediadanacapitalpaulista. ROGÉRIOGAYAJÁÉBASTANTE CONHECIDONOSETOR NICÁCIO REPRESENTAÇÕES AGORA COM A PROSHOWS A ProShows anunciou nova representação para parte do interiordeSãoPauloetambémparaoTriânguloMineiro. AgoraquemrepresentaBehringer,Gemini,Audio-Techni- ca, Focusrite e todas as outras marcas que compõem o portfóliodadistribuidoraéaNicácioRepresentações. NicácioOliveirairárepresentaraProShowsemduas importantesregiões:nointeriordeSãoPaulo,paraasci- dades do Alto Tietê; e no Triângulo Mineiro, em Minas Gerais.ANicácioRepresentaçõesjáatuanomercadohámaisdedezanosetambém representa a Vanral, a Lyco e outras marcas para o interior paulista. NICÁCIOOLIVEIRA(SEGUNDODADIR. PARAAESQ.)ENTREVLADIMIRDESOUZA, CEODAPROSHOWS,ESUAEQUIPE DEVENDAS,FÁBIOETIAGO YAMAHA ANUNCIA NOVOS PRESIDENTES Foi anunciado o novo presidente da Yamaha Corporation do Japão, Takuya ‘Tak’ Nakata. Até então, o executivo atuava na presidência da Yamaha Corporation América (EUA). Já a Yamaha do Brasil, também realizou a troca de comando, com a liderança de Osamu Naito. Takashi Fujita, que deixou o cargo de diretor-presidente da Yamaha Musical do Brasil Ltda., e seu substituto Osamu Naito, visitaram no dia 20 de março a Câmara de Comércio e In- dústriaJaponesadoBrasil.Foramrecebidos pelo secretário-geral Fujiyoshi Hirata. TAKUYA‘TAK’NAKATA, NAYAMAHADESDE1981 FUJIYOSHIHIRATA,TAKASHIFUJITAEOSAMUNAITO BRASILEIRO É NOVO DIRETOR DA HARMAN Frederico  Schuch  estará se reportan- do diretamente a Scott Robbins, vice- -presidente executivo de vendas mun- dial da Harman Professional, e dirigirá uma equipe de oito pessoas na filial de Vendas Regionais Intercontinentais, lo- calizada em San Juan, Porto Rico. Depois de ter se desenvolvido como gerente de vendas nacionais para a Harman no Brasil por quatro anos, Schuch tinha sido promovido a gerente de vendas sênior para a Harman Pro- fessional em setembro de 2012, para assumir agora a nova posição. “Na minha nova colocação, espero que a minha experiência possa ajudar a incrementar o mercado da Harman Professional nas regiões intercontinen- tais”, comentou Schuch. “Embora a de- manda do mercado varie de país a país, tenho confiança em que o compromis- so da Harman por desenvolver tecnolo- gia de classe mundial, combinado com meu compromisso de construir rela- ções fortes com clientes atuais e poten- ciais, contribuirá para um crescimento substancial nessas regiões.” NOVO REPRESENTANTE VOXSTORM Isaac Miraí é o novo representante da marca de amplificadores Voxstorm para o sul da Bahia e Espírito Santo. SANTOANGELOTEMNOVOGERENTECOMERCIAL Desde o final de fevereiro promovendo mudanças no aten- dimento aos lojistas, a Santo Angelo contratou o executivo Walter Fazzio (foto) para guiar as novas estratégias da marca. Donodesólidacarreiraprofissional,desenvolvidaemmultina- cionaisdoramoquímico,Waltersabecomolidarcomopeque- nos,médiosegrandesvarejistas,alémdeclientescorporativos. WALTERFAZZIOVEM DEOUTROSEGMENTOEESTÁ ANIMADOCOMODESAFIO CONTRATAÇÕES E RECOLOCAÇÕES Frederico  Schuch  estará se reportan- mm67_ultimas.indd 40 01/07/13 16:37
  41. 41. 13 16:37 Confiança que se ouve! 29 anos superando expectativas Visite nosso Stand Dia 17 de setembro Local: Palácio das Convenções Anhembi Parque / São Paulo-SP w w w . l l a u d i o . c o m . b r | S A C 0 8 0 0 0 1 4 1 9 1 8 mm67_completa.indd 41 02/07/13 13:32
  42. 42. 42 www.musicaemercado.com.br @musicaemercado fb.com/musicaemercado PERGUNTAS 1.1. Qual é a situação das vendas na região em que você atua? 2. Em sua opinião, por que o mercado está retraído? 3.3. Quais são suas estratégias para vender em tempos de economia recessiva? 4.4. O que representantes e lojistas podem fazer conjuntamente para incentivar o consumo e o desenvolvimento do mercado? ROBERTO LECHTMAN (Proprietário) DoReMinas Representações MG e ES DOREMINASREPRESENT. Em relação a 2012, o mercado está mais difícil. O consumidor final está endividado e as vendas estão em ritmo mais lento. Mas vale dizer, já experimentamos uma boa reação em abril e junho. A falta de vendas na ponta, com o consumidor final, está se refletindo nas outras partes da cadeia. O lojista também está mais ‘pé no chão’, pois tem o caixa mais enxuto, comprometido com a Substituição Tributária, e o comportamento está mais conservador. Por causa da crise, em geral, e do endividamento do consumidor final. Também há a superoferta no mercado. O lojista hoje não fica desesperado para fazer seu estoque, ele tem mais opções de marcas, produtos, e usa isso de maneira estratégica. Presença. O relacionamento é cada vez mais um diferencial. Além de demonstrar o produto e vender, também visito meu cliente para falar sobre mercado, economia, tributação. Meu papel também é o de consultor. Para vender é preciso uma série de trabalhos, mas o que faz a diferença mesmo é o atendimento, o relacionamento, inclusive por parte da representada, que deve investir em eventos, marketing, resolução de problemas e ações para o lojista. Ainda precisamos incentivar mais o consumo entre os jovens, assim como divulgar os benefícios que o estudo musical oferece — como a parte psicológica. Hoje, quando quer algo, o adolescente vai pesquisar smartphones, computador, games e não um instrumento musical. Precisamos mudar isso, incentivando o jovem e o público infantil e promovendo ações para o público que já temos. E divulgar também o preço. Existem pessoas que pensam que uma guitarra mais barata custa R$ 5 mil. Precisamos cuidar mais do mercado, fazê-lo crescer, estar mais presentes e competir também com esses outros segmentos. ENQUETE Em 2013... As duas margens do rioA ANÁLISE DE MERCADO FEITA POR ALGUNS DOS PRINCIPAIS PROFISSIONAIS DO NOSSO SEGMENTO: OS REPRESENTANTES Representar uma marca no mercado é como conhecer as duas margens de um rio. O representante é peça fundamen- tal para ligar os fornecedores aos seus clientes imediatos, os lojistas e também fazer a ponte de retorno. Este profissional é um pro- fundo conhecedor do mercado, recebe informações de todos os lados, sendo o principal respon- sável por transmiti-las e ajudar a desenvolver o setor. Por isso, como este início de ano foi bem atípico se comparado aos anos anteriores, com vendas bastante aquecidas, conversamos com três importantes profissionais da representação. Eles fizeram uma análise apurada sobre o com- portamentodasvendasnosetorno primeiro semestre. Confira! n TECNOLOGIA LOJA ADMINISTRAÇÃO GESTÃOENTREVISTA robertodoreminas@doreminas.com mm67_enquete.indd 42 01/07/13 14:28
  43. 43. @musicaemercado fb.com/musicaemercado www.musicaemercado.com.br 43 O mercado encontra-se muito parado e o lojista atento e avaliando cada decisão a ser tomada. Esses últimos meses foram instáveis. Parecia que a reação era iminente, seguida por semanas de total retração. Essa circunstância funcionou para pequenas reposições baseadas nos produtos de fácil giro. O lojista aprendeu a analisar o mercado de maneira mais ampla. O Brasil passa por um momento delicado na economia e o Nordeste, em particular, sofre com a seca, uma das maiores dos últimos 40 anos. Continuar acreditando sempre e me manter ativo na região em que atuo. Fortalecer parcerias, promover workshops, criar promoções internas — dirigidas ao consumidor final. Elas sempre funcionam, mas é preciso acreditar. As consultas e confirmações de pedidos estão ocorrendo de forma bem seletiva. Apenas as reposições necessárias estão com a decisão de fechamento. Prevê-se uma demanda comedida e parcimoniosa. Esse nosso primeiro trimestre teve a ajuda da sazonalidade do mercado. Fazia tempo que o Carnaval não ajudava a empurrar os negócios para cima. Em relação ao primeiro trimestre de 2012, consegui um pequeno acréscimo de negócios. O consumidor está sem poder de compra. Seu salário está altamente comprometido. Excetuando-se o produto planejado, sonhado, que será adquirido de qualquer maneira, os demais irão ficar em segundo plano. Salvam-se nesse cenário os produtos altamente imprescindíveis, como os acessórios de reposição, de todas as faixas de preços. Mostrar-se solidário não resolve. Ouvir lamentos e reclamações também não. Precisamos estar presentes, dar sugestões. Mostrar aos nossos clientes que é melhor, e mais seguro, realizar pedidos em volume menor, com maior frequência, com prazos não muito longos. Isso evita o comprometimento do fluxo de caixa dos lojistas. Trabalhar a ideia do ensino musical e da informação, por exemplo. Conscientizar o lojista de que é necessário ter, ao lado de produtos de baixa qualidade, preços e procedência duvidosa, exatamente o oposto: produtos de boa e ótima qualidade para atender, por longos anos, a atividade musical do consumidor. Motivar a equipe como um todo a trabalhar em conjunto, visando à melhoria do mercado. Incentivar promoções, workshops, palestras, demonstrações, treinamentos etc. ANTONIO LOPES (Proprietário) Loucos por Música - Tay Rep. Com. e Assessoria - DF, GO e TO TAYREP.COM.ASSESORIA loucospormusica.lopes@gmail.com RUY ALMEIDA (Proprietário) Eletro Satélite Representações AL, PE, RN, PB e SE ELETRO SATÉLITE almeidaruy@hotmail.com mm67_enquete.indd 43 01/07/13 14:28
  44. 44. 44 www.musicaemercado.com.br @musicaemercado fb.com/musicaemercado E-mail marketing MUNDO DIGITAL Utilizandooe-mailmarketingO E-MAIL MARKETING É UMA DAS FERRAMENTAS MAIS PODEROSAS DA ATUALIDADE PARA CRIAR MERCADO PELA INTERNET. VEJA DE QUE SE TRATA E OS ERROS A EVITAR Precisa ficar bem claro que não estamos falando do detestável spam ou mesmo de e-mails en- viados aleatoriamente; ao contrário, vamos falar da ação que você deve em- preender quando já tiver montada uma lista completamente voluntária de pes- soas que desejam receber as suas infor- mações. É justamente por essa carac- terística que você tem uma ferramenta poderosa de marketing e muitas vezes não sabe como usá-la de forma eficaz. A importância do boletim eletrôni- co é que ele permite fidelizar o cliente que já é seu público-alvo, construindo a confiança e a credibilidade com as quais falará com ele diretamente e, so- bretudo, de maneira convincente. Quando conseguir estabelecer a confiança e a credibilidade necessárias com o provável comprador, você estará a apenas um passo de conseguir que o clienterealizeaprimeiracompraemsua loja virtual. As newsletters e os boletins eletrônicossãoumaexcelenteferramen- ta de fidelização, sendo ainda mais for- tes com as opções que permitem o uso de podcast, vídeo, entre outros. Uma das formas mais efetivas para conseguirqueopúblico-alvoassineseu serviço de e-mail marketing é por meio de seu próprio site. O mais indicado é criar um formulário de inscrição para o boletim eletrônico que será enviado periodicamente. Não importa tanto a frequência dos envios, mas sim a rique- za de conteúdo que estará nele. TECNOLOGIA LOJA ADMINISTRAÇÃO DESIGN MARKETINGRH ESTRATÉGIA PRODUTOS FEIRA O que determina a periodicidade é justamente o conteúdo: a capacidade de gerar informações interessantes. CRIE LISTAS É nesse ponto que começam as pergun- tas. De onde tiro a lista? Como crio a minha base de dados? Só há uma res- posta: paciência e trabalho. Paciência para esperar os resultados e trabalhar para conseguir que eles cheguem. A forma mais fácil de construir a base de dados é diretamente, pelo trá- fego do seu site. Você pode oferecer, por exemplo,umachantagemética:daralgo em troca da assinatura de seu boletim. Da primeira assinatura em diante, nesse começo, tudo pode ser mais len- to do que se gostaria, mas você pode dar uma ‘apressada’ com algumas fer- ramentas que existem na web, como o Google AdWords, por exemplo, que cria campanhas específicas com sua temática. Ou pode realizar parcerias POR ÁLVARO MENDOZA* mm67_mundodigital.indd 44 01/07/13 16:47
  45. 45. MUNDO DIGITAL com outros sites, comprar publicidade em outros boletins eletrônicos, fazer permuta de anúncios etc. São muitas opções, tanto pagas como gratuitas. SETE CONTATOS NECESSÁRIOS Você deve considerar que, de acordo com estudos, são necessários ao me- nos sete contatos para se estabelecer uma relação de confiança e credibili- dade com o cliente — que mostra todo o seu interesse no produto ao visitar frequentemente a página na internet. Assim, se enviar o boletim semanal- mente, serão quase dois meses bata- lhando para ganhar o cliente. Mas há estratégias para agilizar o processo. Uma das alternativas é criar um curso ou aula eletrônica que se envia em sete boletins. Mas você pode en- viar um e-mail diário e o processo é reduzido a uma semana. Se o conteúdo possui áudio e vídeo, é mais fácil ainda estabelecer a relação de confiança com quem está do outro lado. Vale lembrar: o dinheiro está nessa lista, mesmo que de maneira parcial. Na verdade, o valor está na relação que se estabelece com os membros dessa lista. O boletim cumpre dois objetivos básicos: de um lado, posicionar a sua loja com uma expert no assunto e a partir disso ser uma marca crível e confiável. De outro, conseguir os fins comerciais previstos pela ação. OS ERROS MAIS FREQUENTES O marketing por e-mail pode ser mui- to eficiente para promover o seu negó- cio. Entretanto, é uma área bastante enganosa, em que é fácil cometer er- “NÃO QUERO MAIS RECEBER ESTE E-MAIL” Você não quer que seus e-mails marketing cheguem para quem não quer recebê-los. A lei prevê que qualquer e-mail marketing tenha um link de descredenciamento. E você precisa respeitar isso, tirando o nome da pessoa imediatamente. O marketing por e-mail pode ser muito eficiente, mas também muito destrutivo se não se tem cuidados simples como esse. Assim como você pode elevar seus lucros, também pode ‘queimar’ o nome de sua empresa. Fique atento. Você não quer que seus e-mails marketing cheguem para quem não quer recebê-los. A lei prevê que mm67_mundodigital.indd 45 01/07/13 16:47
  46. 46. 46 www.musicaemercado.com.br @musicaemercado fb.com/musicaemercado MUNDO DIGITAL 1. Peça e-mails. É importante cadastrar os dados dos seus clientes. Assegure-se de que haja um espaço em destaque para o endereço de e-mail em todos os formulários da sua loja, tanto on-line como off-line. 2. Use textos fáceis, simples, mas com conteúdo. Inclua bastante espaço em branco no e-mail, para evitar que fique pesado. Use títulos e subtítulos. Não use muitas palavras em letras maiúsculas. 3. Use margens amplas. Limite-se a 64 caracteres ou menos por linha. 4. Coloque a informação mais importante e/ou interessante no começo. As promoções e os pontos de venda devem ser colocados na primeira parte que se vê do e-mail. 5. Faça com que o título do e-mail chame a atenção. É isso que se vê primeiro e será fundamental para que o cliente escolha abri-lo ou não. Concentre-se neste importante e fundamental elemento. 6. Para o e-mail: título curto é melhor, porque não há como prever a configuração que o cliente usa. Pense em um modo mais fácil para classificar os e-mails, em uma palavra-chave no título. 7. Teste. Meça a receptividade de seus clientes para seus e-mails. Se não for satisfatória, vá mudando os elementos e medindo a reação. E mande primeiro sempre para você para fazer a revisão final antes de enviar a lista completa. Evitar cometer erros é fundamental. *Conselhos publicados em Business Copywriting.net por Scott T. Smith SETE CONSELHOS ÚTEIS e-mail. Sempre coloque a informação mais interessante no começo. 4. Assim como cada cliente é di- ferente, também o é a confi- guração de seu computador e os tipos de software que prefere usar. Não pense que a mensagem se abrirá do mesmo jeito em qualquer computador ou ser- viço de e-mail. Teste-o nos prin- cipais navegadores. Também vale a pena dar ao cliente a oportunidade de abrir em html ou documento e texto. 5. A confidencialidade é muito im- portante para os clientes. Deixe claro para eles que você não ven- derá as suas informações, como endere- ço de e-mail etc., e as manterá seguindo o sigilo de confidencialidade. Você irá se surpreender ao ver quantas pessoas evi- tamdeixarseusdadossenãoexisteessa garantia de privacidade. 6. Nalei,existemregrassobreoque pode e o que não pode fazer ao utilizar o marketing por e-mail. Assegure-se de conhecer a fundo essas leis, que variam de acordo com cada País e podem gerar multas (veja box). 7. Não cometa o erro de acreditar que sabe exatamente o que os consumidores querem. Se de- seja realmente saber, tire tempo para perguntar-lhes. Esteja aberto a comen- tários, perguntas, sugestões e preocu- pações. É fácil vender algo a um clien- te, mas é bastante difícil conquistá-lo para que ele volte uma segunda vez. 8. Se você é totalmente novo no assunto de marketing por e- -mail, consulte um profissio- nal. Pode ter um custo, mas fará com que o processo flua e você tenha me- lhores resultados. Pesquise um bom profissional antes de usar os seus ser- viços. Peça referências e explique, de- talhadamente, as suas expectativas. E-mails à obra! n *Psicólogo especializado em Marketing Management, conferencista, consultor, autor de livros, cursos em áudio e vídeo. Material originalmente publicado em Mercadeoglobal.com ros se você não conhece os métodos adequados que deve usar. O resultado pode ser frustrante. Veja a seguir os erros mais comuns que se cometem ao usar o e-mail marketing. Conhecê-los para evitá-los tornaráassuasestratégiasmaiseficazes. 1. Os consumidores desejam sen- tirquesãomaisqueumnúmero para seus negócios. Personalize cada e-mail. Assim você terá respostas mais imediatas e positivas. 2. Não coloque valores por todo o e-mail. Os consumidores te- rão a percepção de que você só quer o dinheiro deles. 3. Saiba que os clientes não têm paciência. Por isso sua men- sagem precisa ‘saltar’ no ins- tante em que eles olham para o seu mm67_mundodigital.indd 46 01/07/13 16:47
  47. 47. mm67_mundodigital.indd 47 01/07/13 16:47
  48. 48. 48 www.musicaemercado.com.br @musicaemercado facebook.com/musicaemercado Muito além da representação comercial ARTIGO DIRECIONADO AOS REPRESENTANTES QUE DESEJAM INFORMAR-SE SOBRE AS TRANSFORMAÇÕES DO MERCADO E RECEBER DICAS PARA SE ‘DAR BEM’ NAS VENDAS DOS NOVOS TEMPOS: TUDO ESTÁ MUDANDO Olá, pessoal. Nestes tempos pré- -Expomusic, situações me fa- zem pensar em alguns profis- sionais do mercado que ainda resistem em se entregar aos novos tempos. Em um mercado cada vez mais competitivo, é necessário estruturar empresas de prestação de serviços para que elas possam entregar o resul- tado para o qual foram contratadas. Noto que no meio da representação comercial ainda existe o laço de ami- zade que fala mais forte e não a lógica dos negócios. Em parte isso é aceitável, mas a tecnologia embarcada nos lança- mentos faz com que a venda necessite de um mínimo de conhecimento. É jus- tamente aí que se encontra o problema. Muitos representantes acreditam poder vender simplesmente pela ami- zade e pelo relacionamento. Sabemos que relacionamento é importante para a venda se concretizar, mas em nosso segmento, um mínimo de conhecimen- to é absolutamente imprescindível. Uma guitarra é uma guitarra e uma caixa de som é uma caixa de som, cor- reto? Errado! Em um mundo onde qua- TECNOLOGIA LOJA ADMINISTRAÇÃO GESTÃO MARKETINGRH ESTRATÉGIA PDV se tudo é igual devem existir alguns di- ferenciais entre produtos similares. São as famosas vantagens competitivas. FALANDO SÉRIOFALANDO SÉRIO Bom, agora vamos direto ao ponto: “Sr. Representante, por que o seu produto é melhor que o similar da marca X? O que seu produto tem de características que farão o consumidor optar por ele?” É comum perceber que alguns pontos parecemserassuntosencerradosesem direito a questionamento. Veja o exemplo: em uma reunião JOEY GROSS BROWN ESPECIALISTA NO MERCADO DE ÁUDIO E INSTRUMENTOS MUSICAIS. PODE SER CONTATADO PELO E-MAIL: JOEY.GROSSBR@GMAIL.COM de representantes comerciais, o geren- te de marketing avisou com enorme alegria que um novo produto seria lan- çado naquele dia, possibilitando que esta empresa pudesse concorrer em um nicho de mercado em que outros concorrentes já atuavam. Apresentou- -se o produto e uma lista foi feita de quais eram as vantagens em termos mm67_joey.indd 48 28/06/13 19:55
  49. 49. @musicaemercado facebook.com/musicaemercado www.musicaemercado.com.br 49 de tecnologia e melhorias. Você sabe qual foi a primeira per- gunta? Sim! Esta mesma: “Qual será o preço? É mais barato que o produ- to da marca X? Ah, se não for nem adianta lançar!”. No mínimo inconce- bível, no máximo uma demonstração clara da falta de visão e ignorância a respeito do mercado. Senhores, essa coisa de apenas tirar pedido está acabando (se não acabou) e os dias desse tipo de venda estão contados. Perder uma repre- sentação por acreditar que os lojistas amigos vão continuar lhe dando pedi- dos pela simples amizade não é o que podemos chamar de inteligente. Ah! E não culpe a representada! Ela busca sempre melhorar a qualidade de seu time e de seus representantes. Aqui vai um conselho: atualizem- -se o quanto antes. Estudem o que vendem. Criem equipes de venda para poder servir melhor e cobrir uma re- gião mais ampla. PERGUNTAS QUE NÃO QUEREM CALAR NosEstadosUnidosexistemempresasde representaçãoquecobremtodoopaís! Pergunte-se: “Como será que sou visto pelos gerentes das empresas que eu represento? Eles mantêm o representante por competência ou por não ter um substituto?”. Ser o cara engraçado que vende bem não é garantia de sucesso e de permanência na representação de uma empresa. Novos executivos, cada vez mais focados em resultados, exigem de seus representantes amplo conheci- mento do produto e promovem reuni- ões, seminários e treinamentos com o simples propósito de melhorar a qua- lidade do serviço de venda junto aos clientes da empresa. E isso custa! Por conta desse custo, a sua empre- sa de representação será cada vez mais cobrada ou, de um dia para outro, você verá que tem outro em seu lugar. PDV ESSA COISA DE APENAS TIRAR PEDIDO ESTÁ ACABANDO (SE NÃO ACABOU) E OS DIAS DESSE TIPO DE VENDA ESTÃO CONTADOS Abra a cabeça para a nova geração de produtos que vem vindo aí. Come- ce a reparar que o mercado como você conhece não para de mudar e se atualizar. E de novo vai um conselho: atualize-se também! n mm67_joey.indd 49 28/06/13 19:55
  50. 50. 50 www.musicaemercado.com.br @musicaemercado fb.com/musicaemercado INTERNACIONAL A ASSOCIAÇÃO DE SERVIÇOS DE GRAVAÇÃO PROFISSIONAL DO REINO UNIDO (APRS), JUNTO COM O UK TRADE & INVESTMENT E COM O CONSULADO-GERAL BRITÂNICO DE SÃO PAULO, TROUXE OITO EMPRESAS DOS RAMOS DE ÁUDIO E BROADCAST DE SEUS PAÍSES PARA PARTICIPAR DA MAIS RECENTE EDIÇÃO DA AES BRASIL EXPO 2013, OCORRIDA EM MAIO De olho no Brasil Pela primeira vez no País, a asso- ciação teve um espaço na feira, com miniestandes representan- do cada uma das companhias vindas ao Brasil por seu intermédio: a reco- nhecida mundialmente Martin Audio era uma delas. As outras, com interesse de atuar em nosso mercado, foram: So- nifex, Sonnox, XTA Electronics/MC2 Audio, CB Electronics, JoeCo Limited, SE Electronics e Resolution. Após a feira, Peter Filleul, diretor- -executivodaAPRSnocomandodadele- gação internacional no Brasil, conversou com a Música & Mercado para dar um panoramasobreoiníciodasnegociações, suavisãodomercadoearealidadedose- tordeáudioebroadcastnoReinoUnido. Como foi a participação da APRS na AES Brasil Expo 2013? Sucesso. Os participantes ficaram sa- tisfeitos com o resultado. O estande foi eficaz, o Consulado Britânico e o UK FOTOS: DIVULGAÇÃO TECNOLOGIA LOJA ADMINISTRAÇÃO GESTÃO MARKETINGRH ESTRATÉGIA PRODUTOS EVENTO APRS Trade&Investmentgostaram.Fizemos muitos novos amigos e só podemos es- perar para desenvolver essas amizades. Como você analisa o mercado brasileiro hoje em dia? Uma vez que você visita o lugar, tem uma ideia muito mais clara do que ele realmente é. No Brasil, esperávamos nos concentrar nos principais centros do País, mas assim que começamos a en- xergar o tamanho dele e a gama de cul- turas, pudemos ver um potencial muito maior. No Reino Unido temos uma he- rança de fabricação e, principalmen- te, as recentes produções desportivas/ culturais em torno dos Jogos Olímpicos reforçaram a nossa confiança em músi- ca,esportes,TV,cinema...Aproduçãode entretenimento estava no topo da nossa lista. Além disso, sei que a nossa indús- tria da música, TV e de conteúdos publi- citários estava disposta a envolver-se no desenvolvimento cultural brasileiro. PETERFILLEULDURANTEJANTARNOCONSULADOBRITÂNICOEMSÃOPAULO CB Electronics (Soluções para pós-produção) www.colinbroad.com JoeCo Limited (Gravadores e reprodutores de áudio profissionais) www.joeco.co.uk Martin Audio (Áudio profissional) www.martin-audio.com Resolution (Mídia especializada britânica) www.resolutionmag.com SE Electronics (via Sonic Distribution) (Microfones) www.seelectronics.com Sonifex (Broadcast) www.sonifex.co.uk Sonnox Oxford (Plug-ins para processamento de áudio) www.sonnoxplugins.com XTAElectronics/MC2Audio(Áudioprofissional)www.audiocore.co.uk/www.mc2-audio.co.ukXTAElectronics/MC2Audio(Áudioprofissional)www.audiocore.co.uk/www.mc2-audio.co.ukXTAElectronics/MC2Audio EMPRESASQUEPARTICIPARAMDAAES2013PELAAPRS mm67_aprs.indd 50 01/07/13 18:13
  51. 51. INTERNACIONAL Qual é a realidade do mercado britânico hoje (incluindo áudio, broadcast e iluminação)? Todo mundo fala sobre como a recessão mundial vem afetando o comércio desde 2008, mas no setor de música, o mercado já vinha diminuindo em todos os lugares há algum tempo. Uma nova tecnologia determinouumamudançaenormenose- tordegravação.Todomundoquetemum PC ou um laptop pode ter um estúdio de gravação‘emseusjoelhos’eissocausaum grande declínio no mercado de estúdio. Agora só temos cerca de cinco estúdios em Londres que são capazes de gravar uma orquestra completa. A maioria da pré-produção é feita em casa ou em pe- quenos estúdios, de modo que os dias de aluguel de estúdio para meses não existe. A taxa horária em um estúdio comercial é menor agora do que era em 1972. O ou- tro fator é o fim das grandes gravadoras e a redução nas vendas de produtos de gravação. As grandes gravadoras no Rei- no Unido ainda existem, mas têm menos influênciaeestãocadavezmaisdesespe- radasparagerenciartodososaspectosda carreira de um artista. O segmento de ví- deodamúsicaéprósperoemuitocriativo e o setor ao vivo é incrível. A música/arte com os festivais, embora sensível ao esta- do da economia global, ainda consegue vomitar novos eventos a cada ano. Sobre broadcast, a área está ordenhando des- regulamentação e tecnologia digital, de modo que temos mais lixo na TV do que nunca. Não menosprezo o crescimento da TV de grande qualidade e integridade, marcas das produções do Reino Unido paradocumentáriosenotícias. No mundo, quais são as outras regiões a que a APRS está direcionando mais esforços para exportar? Atuamos em mercados-chave nos EUA e na Europa, mas estamos sendo enco- rajados a olhar mais para os Brics [Bra- sil, Rússia, Índia, China e África do Sul], o Extremo Oriente e o Oriente Médio. A prioridade do nosso governo é exportar para que possamos equilibrar nossos livros. Mas duvido que muitas pessoas pensem muito sobre macroeconomia. Nossos anseios precisam ser satisfeitos mais rapidamente e de maneira mais fá- cil. A APRS precisa responder às necessi- dades de sua base de membros e manter orelacionamentocomosbraçosdeapoio do governo. Nosso projeto brasileiro foi uma abertura de oportunidade para os fabricantes que queriam ir para o Brasil, eogovernotambémdesejavaapoiaraex- portação para o País. Nem sempre esses dois interesses coincidem. Há um tempo houveumentusiasmoemrelaçãoaoMé- xico, por exemplo, mas a nossa TV mos- trava muitas histórias de sequestro de homens de negócios por lá, e, de repente, osubsídionãofoimaissuficiente.n SITE APRS www.aprs.co.uk mm67_aprs.indd 51 01/07/13 18:13
  52. 52. 52 www.musicaemercado.com.br @musicaemercado fb.com/musicaemercado APRENDA JÁ Sua empresa no País das MaravilhasPOR MEIO DE CASOS DE SUCESSO, SAIBA COMO AS MÍDIAS SOCIAIS PODEM GERAR RESULTADOS POSITIVOS MESMO QUANDO TUDO PARECE ESTAR PERDIDO MIGUEL DE LAETMIGUEL DE LAET BACHAREL EM MÚSICA E ESPECIALISTA EM PUBLICIDADE PELA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO (ECA/USP). ATUALMENTE É COORDENADOR DE COMUNICAÇÃO E MARKETING DA GOLDEN GUITAR INSTRUMENTOS MUSICAIS LTDA E RESPONSÁVEL PELO MARKETING DA FUHRMANNCompetitividade TECNOLOGIA LOJA DISTRIBUIÇÃO VENDAS GESTÃORH ESTRATÉGIA PRODUTOS FEIRA Se alguém disser a você: “Eu sei tudo sobre mídias sociais e tenho condições de afirmar o que acontecerá nos próximos cinco anos”, fuja! A internet é, de fato, a ‘cai- xa de Pandora’. Nada será igual após a sua aber- tura, nem mesmo as maneiras de se rela- cionar com o outro, os hábitos de consumo, a cultura, muito menos a exposição midiática. Todos estamos apren- dendo a trabalhar no novo universo que se abriu. Até mesmo Mark Zuckerberg, criador do Facebook, a rede social mais usada no mundo, pode apontar, mas não afirmar, como será o futuro. Isso porque todos aqueles que são usuários também são produtores de conteúdo e ajudamaconstruiroqueentendemoscomomídiassociais. Outro fator que influencia é o desenvolvimento de novos aparelhos, como a possibilidade de termos em poucos anos o Google Glass popularizado, outros aparelhos híbridos e cada dia mais monitores verticais instalados em shoppings e em outros locais, como transportes coletivos e elevadores. Se pensarmos na popularização dos tablets e aparelhos móveis, perceberemos o alcance das mí- dias sociais. Atualmente, quase 50% das pessoas no mundo possuem e utilizam um smartphone e o Facebook correspon- de a 23% do tempo que as pessoas gastam em seus aparelhos, por exemplo. São mais de 1 bilhão de pessoas utilizando a plataforma que não deixa de estar atenta às mudanças, como po- demos observar no re- cém-lançado Facebook Home para Android. Por meio de seus apa- relhos, as pessoas com- partilham coisas que vão muito além de arquivos, fotos e vídeos: compartilham experiên- cias! E isso é algo com que todos estão de acordo, prevendo que daqui a três anos essas pessoas irão compartilhar oito a dez vezes mais coisas (apenas uma estimativa). E se determinada empresa não oferecer o serviço de compartilhamento, certamente outra fará! É nesse am- biente em transformação que encontramos empresas e pessoas interagindo, buscando fazer parte de uma tribo multifacetada, multicultural e integrada. mm67_aprendaja.indd 52 01/07/13 17:42
  53. 53. APRENDA JÁ DEIXE QUE DIGAM, QUE PENSEM, QUE FALEM! Se existe algo que as pessoas fazem em redes sociais é ‘falar bem ou mal’ dos outros, sejam conhecidos, famo- sos ou empresas. Além disso, pessoas criativas também põem no ar páginas curiosas, bem-humoradas e de assun- tos diversos que conquistam a simpa- tia dos internautas e podem gerar dor de cabeça ou ajudar a alavancar uma marca/empresa. Este é o caso de Gina, marca de palitos de dentes. O estudante Ricck Lopes, de forma bastante despretensiosa, criou a fan page ‘Gina Indelicada’, que traz a ima- gem da mulher associada aos palitos e dá respostas sarcásticas e ‘indelicadas’ para perguntas que são enviadas pelos internautas. Ele conquistou mais de 1 milhão de curtidores/fãs. O sucesso gerou não só reper- cussão como também o interesse da empresa fabricante para a criação de projetos conjuntos com o estudante. Em entrevista ao site G1, o empresá- rio Alfredo Rela Neto disse ser “uma oportunidade de nos aproximarmos de outra geração, renovarmos e revi- talizarmos a marca”, contando que entrou em contato com o jovem de 19 anos por e-mail e deixou claro que não queria acabar com a página. O jovem Ricck Lopes já previa o sucesso de Gina Indelicada, mas não acreditava ser tão rápido. Em uma semana ele já contava com 1 milhão de fãs com a personagem com a qual teve contato na caixa de palitos da república onde morava. Quando uma marca se apresenta no mercado, ela ganha — além de con- sumidores — pessoas que interagem com ela de diversas formas. Da mesma maneira que brincam com colegas em ambientes de estudo, trabalho e lazer, mm67_aprendaja.indd 53 01/07/13 17:42
  54. 54. 54 www.musicaemercado.com.br @musicaemercado fb.com/musicaemercado 1. MONITORAMENTO: Saber o que estão falando de sua empresa e as razões que motivaram essas citações. Acompanhar a repercussão para depois se pronunciar é essencial para sobreviver em um universo cada vez mais integrado. Monitorar o que falam de seus concorrentes e todas as suas ações também é fundamental para a criação de estratégias nas redes sociais. 2. INTERAÇÃO: Se na vida real “quem não é visto não é lembrado”, imagine nas redes sociais! Lembrando que o ideal é ter o máximo de interações positivas para que a sua imagem seja a melhor possível. Afinal, ninguém gosta de ter fama de chato, indelicado, grosseiro etc. Uma interação alinhada aos valores da empresa e buscando prestar o serviço que se propõe é fundamental para uma comunicação bem-sucedida nas redes sociais. A Dell é uma das empresas que possui um dos mais exemplares modelos de interação com os internautas, com mais de 5 milhões de curtidores no Facebook em sua página brasileira. Lembrando que a internet é um ambiente veloz: ao mesmo tempo que tudo começa rápido, também pode ter um fim da mesma forma. Por esse motivo, ser flexível e estar atento às tendências que se apresentam é essencial para sobreviver na rede. 3. ANÁLISE: Quantidade não significa qualidade. Não adianta pensar em números se não há interação, se a sua empresa não participa de fato da comunidade à qual pertence. Buscar avaliar a qualidade de interação, o poder de influência e a capacidade de se conquistar mais fãs e internautas dispostos a defender os seus valores e, consequentemente, consumir os seus produtos é fundamental para se ter um bom resultado. As ferramentas são diversas e cada empresa pode — e deve — desenvolver a melhor forma de buscar as informações necessárias para realizar a melhor análise possível — alguns sites apresentam os números sobre o alcance de publicações e potencial viral de cada post, como faz o Facebook, por exemplo, nas fan pages. Além disso, é essencial pesquisar novas abordagens para decodificar as informações apresentadas nos relatórios, cruzamento de dados etc. Lembre-se de que ‘relacionamento’ não se cria da noite para o dia. Os resultados em termos de ‘negócio’ podem aparecer a médio ou longo prazo. O essencial é manter o alinhamento comunicacional e ser flexível no que se refere ao uso de ferramentas e na abordagem. AS TRÊS AÇÕES ESSENCIAIS PARA O SUCESSO EM MÍDIAS SOCIAIS também se sentem no direito de ‘brin- car’comossignosqueseapresentamno seudiaadia,chegandoàcriaçãodeuma fan page bem-humorada. Nesse caso, o monitoramento da página e a avaliação APRENDA JÁ de que poderia ser uma excelente forma de divulgação de produtos pela empresa proprietária da marca Gina (que até en- tão não tinha presença no Facebook) foi a melhor escolha. Uma ação extrema de entrarcomumaaçãonaJustiçapelouso indevido da marca ou qualquer outra do gênero poderia colocar tudo a perder, especialmente a presença da marca na mente de jovens consumidores. mm67_aprendaja.indd 54 01/07/13 17:43
  55. 55. APRENDA JÁ VAMOS COLORIR COM AS CORES DA PEPSI. PODE SER? Marcelo Silveira, um estudante de pu- blicidade, ‘encontrou’ o símbolo de sua maior concorrente, a Pepsi, nas latas coloridas da Coca-Cola nas cores ver- melha e azul. Utilizando uma folha de papel, ele localizou para os menos atentos o globo da principal rival e o publicou nas redes sociais. A foto do aparente ‘deslize’ da gigante do merca- do de bebidas não demorou muito para ser difundida nas redes sociais. Oestudantechegouadizerementre- vistas que o azul era desnecessário, visto queascoresverdeeamarelajábastavam para identificar as cores brasileiras. De fato, ele tem razão. Isso também deixa a perguntanoar:seráquefoiumdeslize? Não dá para negar que a empre- sa conseguiu fortalecer ainda mais o impacto de sua série de latinhas co- loridas na internet de forma gratuita, mesmo que tenha a lembrança de sua concorrente. Afinal, como dissemos em artigo anterior: reconhecer a con- corrência e, certas vezes, apresentá- -la, é fortalecer a sua própria imagem e posicionamento. A montagem foi publicada junto à mensagem “Só tem Coca-Cola, pode ser?”, trocadilho com a campanha “Pode ser” da Pepsi. Assim, se sua marca ou slogan estiverem fortalecidos, você pode di- vulgá-los da maneira mais convenien- te, contudo, melhor ainda se algum seguidor ou internauta utilizar o seu nome em um post viral positivo: proje- ção garantida e de graça. n mm67_aprendaja.indd 55 01/07/13 17:43
  56. 56. 56 www.musicaemercado.com.br @musicaemercado fb.com/musicaemercado EMPRESA ALost Dog nasceu em 2008 por conta da busca da palheta per- feita, já que seu fundador é tam- bém guitarrista e publicitário. “A Lost nasceu,poiseuencontreiapalhetacerta! Já me perguntei por que algumas lojas oferecem tão poucas opções de palhetas, ou se contentam em oferecer palhetas baratas de qualidade inferior. Nas lojas dosEUAsempretemumaofertademui- tasmarcas,eexistemalgumasempresas que focam totalmente em palhetas. En- tão decidi investir na ideia e trazer essa tendência para o Brasil”, Mas vocês trabalham só com palhetas? CONHEÇA A LOST DOG, EMPRESA COM FOCO EM PALHETAS — IMPORTAÇÃO E MARCA PRÓPRIA — QUE INVESTE EM MARKETING, POSICIONAMENTO, CRIAÇÃO E PESQUISA PARA CRESCER 20% AO ANO Lost Dog TECNOLOGIA LOJA DISTRIBUIÇÃO VENDAS GESTÃORH PLANEJAMENTO PRODUTOS FEIRA revelaoempresárioLuisFer- nandoB.Herlinger,oLufe. Entre modelos, materiais e espessuras,aLostDogpossuimais de 250 tipos diferentes de palhetas e atua em cerca de 700 pontos de vendas, e outras dezenas com personalizações. A empresa também distribui, com ex- clusividade, a linha Steve Clayton, dos EUA, e possui linhas de slides, produtos de manutenção e correias. Com investimento em marketing, posicionamento e criação, a empresa vem crescendo cerca de 20% ao ano em um segmento bem peculiar do mercado. Os detalhes de se trabalhar nessa área e conseguir esses núme- ros expressivos Lufe conta na en- trevista que se segue. Por que escolher trabalhar com palhetas? Bom, o músico te respon- deriaqueamaouniverso da guitarra e a palheta é uma ótima representa- ção disso. Nós nos rela- cionamos com a palheta... Tocamos com ela, perdemos, cole- cionamos, damos de presente, jogamos para a plateia, “afana- mos” a palheta do amigo, do professor... Mas na verdade mesmo, achamos um nicho de mercado. Já me perguntei por que algumas lojas oferecem tão poucas opções de palhetas, ou se contentam em oferecer palhetas baratas de qualidade inferior. Nas lojas dos EUA sempre tem uma oferta de muitas marcas, e existem algumas empresas que focam totalmen- te em palhetas. Então decidi investir na ideiaetrazeressatendênciaparaoBrasil. QualéoprincipalconceitodaLostDog? Aproveitandoocaráterlúdicodapalheta, aLostéumaempresaqueseapresentade forma divertida para o mercado. Isso já dá para notar no nome e no personagem que representa a marca. Queremos ofere- cer a força da palheta para o marketing mm67_lostdog.indd 56 01/07/13 18:25
  57. 57. EMPRESA de nossos clientes e desenvolver ações de cooperação entre marcas, seja com lojis- tas, com endorsers/bandas, fabricantes de instrumentos, estúdios e escolas de música. Mas tudo começa na qualidade dapalheta.Elapodeservirdebrinde,mas é a melhor palheta com que já toquei. E digo isso sem falsa modéstia, a Lost nas- ceu,poiseuencontreiapalhetacerta! Qual é a realidade do mercado de acessórios no País? Éumsegmentoquecrescemuitoeàsve- zes acho que é o que salva muitas lojas e TODA A COLEÇÃO EM DELRIN E CELULOIDE, COM TEMAS DIVERSIFICADOS E GOSPEL, GARANTEM OS ITENS DE MAIOR GIRO “A palheta é mais pessoal do que exatamente do estilo musical. Conheço muitos jazzistas que tocam com palhetas tradicionais grossas de 2.0 mm e a palheta pequena chamada de Jazz é utilizada por metaleiros mais ‘fritadores’. Mas isso não é uma regra. A pegada, o grip, o timbre é o que conta. Cordas de calibre grosso, tipo 0.13 em guitarras acústicas, soam muito bem com palhetas grossas também. As palhetas médias são as mais utilizadas, pois normalmente se começa a tocar com elas e isso às vezes se perpetua. Sem falar nos milhares de DICA DA PALHETA CERTA PARA O SEU CLIENTE às vezes se perpetua. Sem falar nos milhares de músicos que não se aventuraram a buscar novas alternativas e se acomodaram em um modelo, mas que se conhecessem outros certamente mudariam de palheta.” — Luis Fernando B. Herlinger (Lufe) mm67_lostdog.indd 57 02/07/13 14:04
  58. 58. 58 www.musicaemercado.com.br @musicaemercado fb.com/musicaemercado EMPRESA INFORMAÇÕES: LOST DOG Tel: (11) 4702-5564 www.lostdog.com.br fabricantes.Existeumaimunidademaior às oscilações de mercado, os acessórios são produtos de giro rápido, distribuição mais fácil, reposição mais frequente. É o picolédaslojasdeinstrumentos. Porqueescolhervendertambém diretamenteaoconsumidorfinal? Para o consumidor final nós de- senvolvemos a personalização, já que essa é uma prestação de serviço que envolve questões técnicas que não viabilizam fa- zer isso através do lojista. Temos uma loja virtual, mas que não re- cebe muito foco. A importância dessa loja é atender clientes que estão em praças que não têm lo- jas vendendo nosso produto, e a utilizamos para produtos de en- dorsers que não vão para as lojas, como CDs, DVDs, livros e palhetas personali- zadas. Existem muitos músicos que se adaptam a determinado tipo de palheta enãoaceitaoutro.Ébemfrustrantenão encontrar o modelo que deseja na loja, pois ele não consegue substituir por ou- troacontento.Entãosomosobrigadosa dar essa assistência pela internet. Qualéoprocessodefabricação dassuaspalhetas? Cadamodelo/materialpodeterumpro- cesso diferente. Tudo parte de um pro- cesso de injeção plástica. Mas o segredo mesmo é a matéria-prima. Palheta não é plástico simplesmente, mas um polí- mero especial que garante resistência e flexibilidade. E cada material em es- pessuras diferentes trará um resultado diferente de “pegada” e timbre. Qualéatendênciaem matéria-primadepalhetas? Nesse sentido ainda sinto certo con- servadorismo. Apostamos na pa- lheta ecológica produzida com biopolímero de cana-de-açúcar, mas ela não funcionou muito bem no mercado. Está disponível, mas o apelo ecológico não foi suficiente para alavancar as vendas. Este ano esta- mos com uma linha diferenciada de pa- lhetas emborrachadas, de zinco, e uma novidade que é uma palheta feita de um polímero que imita a proteína animal, si- mulando o som das antigas palhetas de casco de tartaruga. São novidades, mas nãopossodizerquesãotendências. Quaissãoosprincipaisdiferenciais daspalhetasLostDog? Emtermosdequalidade,matéria-prima e acabamento, as palhetas da Lost são como as melhores do mundo. Por 25 anos toquei com marcas famosas ame- ricanas que são muito boas e sei que as palhetasdaLostnãoficamatrás.Somos bastante flexíveis para novos modelos, lançamos novos designs todo ano e, maisdoqueumdistribuidordepalhetas para lojas, prestamos serviço de perso- nalização mesmo em pequenas quanti- dades.Nossalinhahojetemmodelosem delrin, celuloide, ultem, acetal, náilon, metal, formatos diferenciados, designs temáticos gospel, esportivo, roqueiro, feminino etc. Quaissãoosíndicesdecresci- mentodaempresaeametapara 2013? De 2008 a 2012, a Lost teve um crescimento médio de 20% ao ano, pois fomos aos poucos con- quistando novos mercados, con- tratando novos representantes e cobrindo regiões em que não es- távamos presentes. Hoje, com o mercado praticamente coberto pornossaequipedevendas,ocrescimen- to no setor de instrumentos será menor. Apostei em 10% no começo do ano de 2013.Masconfessoqueesteanocomeçou bem mais difícil, sentimos uma retração que nos afetou diretamente e só no mês de maio as coisas se normalizaram. Mas estou otimista com o mercado, estamos trabalhandoparanovasparceriasimpor- tantesparaamarca. Aspalhetastambémsãocolecionáveis. Comoolojistadevetrabalharessaparte? Palhetas diferenciadas ou de coleção devem ter exposição no ponto de venda. Isso infelizmente nem sempre acontece. Tenho um feedback das lojas que apos- tam mais nessa ideia e o grande barato disso é que o colecionador volta muitas vezes à loja, comprando uma a uma, es- perando ver novidades. A gente investe em displays de ponto de venda — tanto no display para venda avulsa como no display aramado para venda em pacoti- nhos com quatro, seis ou 12 palhetas. n FIZ A MAIORIA DOS DESIGNS DAS PALHETAS, MAS ALGUNS MODELOS FORAM CRIADOS POR DESENHISTAS TATUADORES E ATÉ LOJISTAS QUE DERAM BOAS IDEIAS mm67_lostdog.indd 58 01/07/13 18:25
  59. 59. Distribuidor exclusivo proshows@proshows.com.br proshows.com.br Vendas: (11) 3527.6900 Matriz: (51) 3034.8100 proshows.oficial @proshows Suporte TOTAL Tecnico NovascaixasdaLexsen.Apreciesemmoderação. EQUILÍBRIO, CORPOE Caixas de duas vias passiva, com cross over passivo incluídoeumsubwoofer. ConstruídascomMDFdearaucárias,sendomuitorobustas. Pintura em resina Poliretânica Epoxi Metalizada, de grande resistênciaariscosearranhões. ConectoresDuploSpeakon(Entradaesaída). Adaptadorparaestande. Forradainternamentecomlãdevidromineralde altadensidade. 350wRMS LSB-1018P 300wRMS LPX-1015P 600wRMS LPX-2015P INTENSIDADE acme mm67_lostdog.indd 59 01/07/13 18:25
  60. 60. 60 www.musicaemercado.com.br @musicaemercado facebook.com/musicaemercado Eu sei que você passou Eu sei que você passou Eu sei que por aqui você passou por aqui você passou CONHEÇA O GEOTAGGING, A FERRAMENTA QUE REVOLUCIONA, EM TEMPO REAL, A MANEIRA COMO VOCÊ LIDA COM SEUS CLIENTES, LEVANDO A SUA LOJA ‘ÀS ALTURAS’ SE USADA ESTRATEGICAMENTE Cada vez mais empresas buscam interação instan- tânea com seus diversos públicos. A integração virtual e presencial é cada vez mais utilizada. E o mais interessante é que isso é extremamente democrático, atendendo a empresas de diversos tamanhos. Websites, aplicativos para celulares e tablets, blogs, pá- ginas e posts nas redes sociais vêm consolidando a relação integrada, on-line e presencial, física e digital. Juntando tudo isso, há uma tecnologia, um conceito, de que gosto muito. É o geotagging, que é o processo de unir da-geotagging, que é o processo de unir da-geotagging dos de diversas redes sociais a uma localização geográfica. Por exemplo, se sua loja convidar seus seguidores no Fa- cebook para um evento junto com as informações de data e horário,vocêdivulgaolocal.Casoestejaatrelado—‘taggea- do’ —, os seus convidados podem ver no mapa como chegar, adicionar essa informação ao GPS do celular e fazer check- -in, informando aos membros da rede social que estão lá. Tudo on-line e interativo, mas com uma ‘pegada’ presencial. TECNOLOGIA LOJA ADMINISTRAÇÃO GESTÃO MARKETINGRH ESTRATÉGIA ALESSANDRO SAADE BATERISTA, ADMINISTRADOR DE EMPRESAS, PÓS-GRADUADO EM MARKETING PELA ESPM, MESTRE EM COMUNICAÇÃO E MERCADOS PELA CÁSPER LÍBERO E ESPECIALISTA EM EMPREENDEDORISMO PELA BABSON SCHOOL. PROFESSOR E COORDENADOR DO MASTER EM GERÊNCIA E ADMINISTRAÇÃO DA BSP, É AUTOR E COLABORADOR EM DIVERSOS LIVROS. SITE: WWW.EMPREENDEDORESCOMPULSIVOS.COM.BR MARKETING & NEGÓCIOS ALGUMAS ESTRATÉGIAS Paraasempresaséumaótimaferramentaparamediraade- são ao convite, ao tema, ao artista etc. E, da mesma forma, serve para emissão de relatórios para análise dos resultados e até para buscar patrocínios numa próxima empreitada. Se uma grande parcela do meu público-alvo vai ao seu evento, eu quero estar lá como patrocinador. Aqui vemos a proxi- midade, a integração marca e mercado. Pode-se até ‘geota- ggear’ seu estande dentro de uma grande feira! Já pensou? Mas essa é a ponta do iceberg. Em alguns países, como nos Estados Unidos, os carros vêm com GPS patrocinado. Quando você o liga, ele lhe oferece alguns destinos, como shoppings, hipermercados ou parques temáticos. E, enquan- to você dirige, ele também informa o que tem próximo e até oferecepromoçõespontuais.Algocomo:amilmetrosàdirei- ta você encontrará uma loja do Walmart: “Aproveite a nossa promoçãodebonés,levetrêspaguedois”.Nessecaso,éosen- sodeoportunidade.Apropagandaumaum.Quaseomarke- mm67_saade.indd 60 01/07/13 17:55
  61. 61. MARKETING & NEGÓCIOS ting boca a boca, ou GPS ao ouvido. Outros exemplos reforçam a utili- dade do geotagging. Ao viajar para o ex- terior, um amigo entrou na sala vip de uma empresa aérea e fez o check-in em umaredesocialdegeotaggingchamada FourSquare. Em 2 minutos, recebeu no seu celular uma mensagem de boas- -vindas à sala vip e o agradecimento por ter escolhido a empresa aérea para a sua viagem! Simples, eletrônico, mas extremamente atencioso e acolhedor. E essa mesma rede social, a maior em geotagging, lhe informa o que acontece à sua volta em tempo real. Parou no posto para abastecer, ele mostra a promoção na loja de conve- niência e o que há ao seu redor, num raio de mil metros. Fez o check-in em uma balada e ele lhe informa quais amigos já chegaram e qual a progra- mação da casa. Sensacional! USANDO E ABUSANDO Agora imagine isso tudo na sua loja, integrando seus clientes e promovendo seus produtos e serviços! O céu é o li- mite! Conheça a ferramenta e use com frequência, com recorrência, pois a pior coisa é aquela empresa que está nas re- des sociais e participa uma vez por mês. Assim não funciona e depõe contra a imagem da empresa. Se essa é sua ideia deperiodicidadedepostsedeinteração, melhor nem estar nas redes sociais. Também não vale usar as redes sociais para incomodar o seu público. Aí o efeito é contrário e você acabará banido da relação. O segredo de qual- quer rede social, bem como da relação digital, é ter algo relevante para com- partilhar com sua audiência. Há um ditado indiano muito anti- go, que cabe como uma luva para este momento: “Quando falar, cuide para que suas palavras sejam melhores que o silêncio”. Respeite isso e bons negócios! n A PIOR COISA É AQUELA EMPRESA QUE ESTÁ NAS REDES SOCIAIS E PARTICIPA UMA VEZ POR MÊS mm67_saade.indd 61 01/07/13 17:55
  62. 62. mm67_completa.indd 62 01/07/13 18:10
  63. 63. mm67_completa.indd 63 01/07/13 18:10
  64. 64. Frahm SÓCIOS PASSAM A GESTÃO DO GRUPOSÓCIOS PASSAM A GESTÃO DO GRUPO NH A TRÊS EXECUTIVOS QUE JÁNH A TRÊS EXECUTIVOS QUE JÁ ATUAVAM NA COMPANHIA. EMPRESAATUAVAM NA COMPANHIA. EMPRESA PROFISSIONALIZA E IMPLANTA NOVOPROFISSIONALIZA E IMPLANTA NOVO PLANO SUCESSÓRIO E SISTEMAPLANO SUCESSÓRIO E SISTEMA DE GESTÃO. O FUTURO? MAIS CINQUENTA E DOIS ANOS DE INOVAÇÃO AFrahm fez 52 anos em junho. É mais de meio século de uma história que continuará a ser escrita por outros comandan- tes a partir de agora, já que a fa- mília Frahm implantou seu plano sucessório e passou a três de seus principais executivos a liderança da companhia. “O Grupo Frahm, em março de 2013, criou o seu conse- lho administrativo, composto pelos sócios da empresa Alberto Frahm, Fernando Frahm e Helena Frahm Per- foll. Dessa forma, a gestão da NH está sendo conduzida por três executivos: administrativo-financeiro, Hélio José Pamplona; industrial, Arnaldo Luiz Bogo; e comercial, Dirceu Kniess. Essa mudança tem como objetivo profis- sionalizar cada vez mais a empresa e fortalecer os demais negócios do gru- po”, explicou Pamplona. Dando continuidade à filosofia de melhora contínua, já há algum tempo, a Frahm está migrando seu processo produtivo para o sistema de Lean Ma- nufacturing na fabricação, modelo de gestão de processo fabril considerado Frahm comemora 52 anos CAPA 64 www.musicaemercado.com.br TECNOLOGIA LOJA ADMINISTRAÇÃO EMPRESA MARKETINGRH ESTRATÉGIA PRODUTOS FEIRA mm67_frahm.indd 64 01/07/13 17:56
  65. 65. @musicaemercado fb.com/musicaemercado www.musicaemercado.com.br 65 CAPA novos na companhia. São executivos que conviveram com o fundador Nor- berto Frahm e seus filhos, e, ao longo dos anos aprenderam e conhecem o que é importante para a família e para o negócio. A mudança se fez necessá- ria para que pudéssemos dar atenção a outros negócios que o Grupo Frahm possui e também para profissionalizar a companhia — estamos com a tercei- ra geração iniciando na empresa, que precisa entender o negócio como um negócio de família, mas profissionali- zado. Além disso, a empresa precisa ir se renovando para acompanhar o rit- mo que o negócio impõe. O conselho permanece presente para tratar de as- suntosestratégicose,juntocomosexe- cutivos, fazer da sucessão um processo tranquilo e eficaz — como está sendo este momento de transição. Como vocês irão mensurar os ganhos e resultados obtidos após essa modificação de gestão? O novo modelo de gestão não muda os critérios de avaliação até então adota- dos pela empresa. mais enxuto e eficaz. A política comer- cial continua a mesma. Outras novidades são o Frahm Clube, que prevê a capacitação dos vendedores dos produtos da mar- ca no ponto de venda, e o Frahm na Estrada, que pretende aproximar os clientes e consumidores das novas gerações de produtos da marca. Vale lembrar que a Frahm é uma das fabricantes nacionais remanes- centes, pós-China. Mesmo sujeita a todas as configurações impostas pelo governo à indústria brasileira do setor, como falta de subsídios e in- centivos para se manterem genuina- mente brasileiras, ainda possui sua fa- bricação 100% nacional, importando apenas matéria-prima. A empresa transformou essa característica em um poderoso aliado competitivo e continua investindo em inova- ções fabris, máquinas e proces- sos mais eficazes na produção. Como foi no passado, ain- da é pioneira em inovação para produtos nacionais — re- centemente lançou sua caixa multiuso wireless — e também investe e foca em um dos seg- mentos de áudio que mais cresce no País, o de sonorização. Sua perseverança trouxe os seus louros, fortalecidos em seu mais de meio século de vida, ainda como uma fabricante brasileira. E como os próprios executivos disseram nesta entrevista, “o desafio de qualquer empresa é sua perpetuação”. Eles es- tão conseguindo. GESTÃO Como foi a transição de uma empresa que se consolidou com uma estrutura familiar? Por que a mudança? Toda transição passa por um período de adaptação. Ela está sendo tranquila, pois a empresa mantém os executivos que ao longo de muitos anos convi- veram com os sócios — eles não são Quais foram as principais diretrizes e exigências da família Frahm ao fazer a transição? Como se trata de uma transição fa- miliar, tendo ainda o conselho vi- vendo o dia a dia da empresa, sua principal exigência é que a Frahm continue atingindo os objetivos pro- postos e que a cultura da empresa e os valores de seu fundador permane- çam ao longo dos anos. Qual é o método de gestão empresarial adotado pela Frahm? A Frahm tem o seu ponto forte na ges- tão participativa, em que seus três exe- cutivos trabalham em sinergia, fazen- do com que as decisões tomadas no dia a dia sejam mais assertivas. Para que setor a Frahm está direcionando mais esforços? Por quê? A Frahm vem direcionando cada vez mais seus esforços para os segmen- tos multiuso e sonorizador. É nesse mercado que a empresa busca estar à frente em tecnologias, melhores com- ponentes e desenvolvimento para seus A FRAHM É PIONEIRA NA IMPLEMENTAÇÃO DA TECNOLOGIA SMD EM CAIXAS DE SOM MULTIUSO NO BRASIL DETALHE DA PUNCIONADEIRA mm67_frahm.indd 65 01/07/13 17:56
  66. 66. 66 www.musicaemercado.com.br @musicaemercado fb.com/musicaemercado TECNOLOGIA LOJA ADMINISTRAÇÃO EMPRESA MARKETINGRH ESTRATÉGIA PRODUTOS FEIRA CAPA produtos. Por isso o grande desafio da Frahm é continuar escrevendo sua história ao lon- go das próximas décadas base- ada em tecnologia, inovação e competitividade, bem como manter sua carteira de clientes e consumidores satisfeita com seus produtos e serviços. Quais são os principais desafios da Frahm na atualidade? O desafio de qualquer empresa é sua perpetuação. Com uma carga tributá- ria alta, dificuldades de mão de obra qualificada, burocracia, e dependendo de novas tecnologias que buscamos fora do País, a Frahm entende que o grande desafio é continuar escrevendo sua história ao longo das próximas dé- cadas com produtos inovadores, aten- dendo clientes e consumidores para que possam interagir e se conectar nes- te mundo tecnológico. Quais são os índices de crescimento da empresa nos últimos dois anos? A Frahm cresceu na faixa de dois dí- gitos, aumentando a participação de mercado e a carteira de clientes, aten- dendo assim à necessidade de investir no seu parque fabril, automatizando processos, melhorando a confiabilida- de e a qualidade de seus produtos. Quais são as metas da companhia previstas para 2013? E para os próximos anos? Continuar ampliando sua participa- ção de mercado de maneira sustentá- vel,desenvolvendoprodutoseprestan- do serviços que permitam continuar realizando novos investimentos na empresa e no mercado. Com a nova direção, como ficarão as antigas políticas comerciais da Frahm? O que irá mudar? Nesta transição a Frahm manterá a política comercial — séria e saudável — com que tem conduzido seus negó- cios ao longo dos anos. A empresa vem se destacando no processo de sonorização. Podem falar um pouco mais sobre esse setor na empresa? Há parcerias com as lojas? O segmento de sonorização da Frahm tem recebido uma aten- ção especial nos últimos cinco anos, pois além de contribuir significativamente para o fa- turamento da empresa, é uma área que vem crescendo em vir- tude dos grandes investimentos do Brasil na área da constru- ção civil. Por isso os esforços em lançar produtos que atinjam este mercado, que continua crescente e muito intenso, é nossa prioridade. Hoje, a Frahm possui um site — www. sonorizacaodeambientes.com.br — que permite simular e baixar projetos de sonorização para os mais variados ambientes. Com essa ferramenta, além de auxiliar na escolha do melhor pro- jeto, a Frahm atinge e fortalece o con- sumidor com sua marca e produtos. A Frahm mantém ainda uma parceria com lojas e instaladores no Brasil, que são credenciados e indicados para efe- tivar os projetos solicitados à empresa. MERCADO Como vem se desenhando o mercado para a Frahm nesses primeiros meses do ano? O que se percebe é um mercado mais retraído em relação ao mesmo período de 2012, mas a Frahm manteve níveis de crescimento sustentáveis. Quais são os principais desafios dos segmentos em que vocês atuam? Os principais desafios neste 2013 têm sido principalmente conviver com maior número de marcas em nosso mercado. Mais ofertas de produtos e, consequentemente, uma disputa acirrada no ponto de venda. A alta taxa de impostos incidente nos pro- dutos, a concorrência dos produtos O GRUPO FRAHM O Grupo Frahm é composto atualmente por dez empresas que atuam nos ramos eletroeletrônico, construção civil e locação, plástico e reflorestamento. A NH é a célula do grupo voltada para segmento de áudio. Possui duas empresas: 1. FRAHM • Segmento multiuso: caixas amplificadas multiuso. • Segmento sonorizador: amplificadores (receivers para sonorização de ambientes), arandelas, caixas passivas e ativas. 2. HINOR • Segmento automotivo: alto-falantes, drivers, super tweeters, caixas amplificadas automotivas e alarmes. O GRUPO FRAHM NOSSA DICA AO CLIENTE É INVESTIR NO SEU PONTO DE VENDA E CRIAR AÇÕES, CAMPANHAS QUE DIFERENCIEM SUA LOJA DAS DEMAIS E ESTIMULEM O CONSUMIDOR A VISITÁ-LO mm67_frahm.indd 66 01/07/13 17:56
  67. 67. CAPA @musicaemercado fb.com/musicaemercado www.musicaemercado.com.br 67 asiáticos, bem como o alto grau de comprometimento do consumidor brasileiro, têm, com certeza, afetado o bom desempenho de 2013. Quais são as estratégias da Frahm para vender quando o mercado não está aquecido? Para se diferenciar e manter um nível de crescimento sustentável, a Frahm tem investido cada vez mais em seu parque fabril, processos no- vos de fabricação, a fim de deixar o seu produto ainda mais competiti- vo. Novos produtos, feiras, eventos e ações com clientes e vendedores têm sido uma dinâmica frequente para poder se diferenciar no mercado al- tamente competitivo. Nesse sentido, que conselho é dado ao lojista? Nossadicaaoclienteé,nestemomento, maisdoquenunca,investirnoseupon- to de venda e criar ações, campanhas que diferenciem sua loja das demais e estimulem o consumidor a visitá-lo. A Frahm está aberta a esse tipo de ação. Considerando a China como uma ameaça externa, como a empresa se preparou para ser competitiva fabricando no Brasil? A China é para nós fonte de matéria- -prima mais competitiva, pois o de- senvolvimento e o design dos produ- tos Frahm são concebidos dentro da empresa e contemplam as necessida- des e características do mercado con- sumidor brasileiro. O que o lojista precisa saber sobre a Frahm que talvez ele desconheça? A Frahm é uma fabricante brasileira de 52 anos, localizada em Rio do Sul,de 52 anos, localizada em Rio do Sul, SC, e possui um parque fabril de 36 mil m2 com 12 mil m2 de área construída (em 2012 foram acrescentados ao par- que fabril 12 mil m2 de terreno e 1.860 m2 de área construída). Nos últimos oito meses foram investidos mais deoito meses foram investidos mais de R$ 3,5 milhões em equipamentos para o parque fabril, possibilitando ganhos em produtividade e desenvolvimento de novas tecnologias para nossos pro- O Catálogo mais completo de métodos e partituras em Espanhol e Português WWW.CARISCH.COM Contácte-nos: francesco.m@carisch.com PROCURAMOS PARCEIRO PARA DESENVOLVER ACTIVIDADE EDITORIAL NO BRASIL Os nossos parceiros na América Latina: Argentina e Chile: MELOS Colômbia: CON MÚSICA WWW.CARISCH.COM nam junio 2013_Maquetación 1 27/05/13 17:10 Página 1 Conselheiros administrativos: Alberto Frahm, Fernando Frahm e Helena Frahm Perfoll Diretor administrativo-financeiro: Hélio José Pamplona Diretor industrial: Arnaldo Luiz Bogo Diretor comercial: Dirceu Kniess ATUAL CONFIGURAÇÃO DO CORPO DIRETIVO DA FRAHM FERNANDO FRAHM, ALBERTO FRAHM E HELENA FRAHM PERFOLL, SÓCIOS E CONSELHEIROS DA FRAHM mm67_frahm.indd 67 01/07/13 17:56
  68. 68. 68 www.musicaemercado.com.br @musicaemercado fb.com/musicaemercado CAPA dutos. A Frahm é uma empresa que procura estar sempre próxima de seus clientes e consumidores e disposta a fazer tudo que for necessário para tê-los satisfeitos com seus produtos e serviços. Prova disso é a garantia estendida de seis meses a mais que a Frahm proporciona na maioria de seus produtos ao consumidor. Que ações a Frahm vem dirigindo diretamente ao lojista? Alguma novidade nesse sentido? Neste ano, além de todos os eventos e campanhas com clientes, a Frahm está lançando dois projetos: Projeto Frahm na Estrada, que visa aproxi- mar ainda mais clientes e consumidores dos produtos Frahm, bem como conhecer e testar na prática toda a sua linha de caixas acústicas e amplificadas. E o projeto Frahm Clube, que tem como objetivo principal capacitar o vendedor para que realize boas vendas dos produtos Frahm. Ao realizar essa capacitação, o vendedor é premiado com brindes como camisetas, bolsas, kit churrasco e vales-compra. Indústria A Frahm tem buscado estar a cada ano mais preparada e atualizada em seu parque fabril, para que as inova- ções tecnológicas que os produtos Frahm têm recebido continuem sen- do implantadas e produzidas. Hoje a empresa é o primeiro fabricante na- cional de caixas multiuso a ter seus processos fabricação automatizados. Exemplos disso são as placas, todas feitas em SMD, o centro de usinagem para confecção dos gabi- netes etc. Isso permite à Frahm desenvolver e produ- zir 100% dos seus produtos, empregando mais de 400 funcionários e tendo or- gulho de ser uma empresa brasileira. Qual é a produção da Frahm por mês? Atualmente a marca Frahm dispõe de uma extensa linha de produtos, divi- didos entre caixas amplificadas mul- tiuso, amplificadores, caixas acústicas e arandelas. Produzimos em torno de 20 mil peças/mês. Qual é o principal conceito que rege a produção na Frahm? O setor fabril trabalha com conceitos rigorosos de qualidade, atendimento preferencial ao setor comercial e sem- pre priorizando a assistência técnica. Trabalhamos no conceito de Lean Manufacturing, procurando imple- mentar ferramentas de melhoria con- tínua como Kaizen, 5S e ferramentas de análise de qualidade produtiva. Quaissãoasnovidadesdentrodafábrica? Temos novidades em processos de produção, assim como em automa- TECNOLOGIA LOJA ADMINISTRAÇÃO EMPRESA MARKETINGRH ESTRATÉGIA PRODUTOS FEIRA CONSTRUINDO HISTÓRIAS A Frahm completou 52 anos no último dia 9 de junho. Para comemorar a data, a empresa lançou a campanha “Construindo Histórias”. Idalva Longen, gerente de marketing da empresa, explica o mote da campanha: “Uma marca é constituída das histórias que constrói ao longo dos anos junto com seus colaboradores, consumidores, clientes, vendedores, fornecedores. Por isso, o tema da comemoração de nossos 52 anos são as histórias construídas ao longo desses aniversários: histórias com músicos que tiveram em uma caixa Frahm a sua primeira companheira, histórias de famílias que reunidas celebram a vida, histórias de amigos que se juntam para contar histórias!”, detalha Idalva. A FRAHM CRESCEU NA FAIXA DE DOIS DÍGITOS, AUMENTANDO A PARTICIPAÇÃO DE MERCADO E A CARTEIRA DE CLIENTES INSERSORA SMD: NOVA TECNOLOGIA ADOTADA PELA FRAHM mm67_frahm.indd 68 01/07/13 17:56
  69. 69. CAPA ção industrial. Em processos, a mi- gração está sendo ágil para o siste- ma de Lean Manufacturing, saindo do sistema de linhas de produção e adotando o conceito celular, muito usado no sistema enxuto produtivo. Quanto à automação, evidenciamos investimentos em máquina de cor- te a laser, linha automática SMD para inserção de placas eletrônicas, tecnologia post-forming para reves- timento das caixas e puncionadeira para painéis metálicos e chassis das nossas caixas de som. Com esses in- vestimentos conseguimos melhoria no processo produtivo, qualidade dos produtos e redução de custos. Por que a tecnologia SMD é mais avançada que a convencional? A Frahm é pioneira na implementa- ção da tecnologia SMD em caixas de som multiuso no Brasil. Essa tecno- logia substitui os componentes PTH (Pin Trough Hole) antigos, que ain- da dominam no cenário nacional. A tecnologia SMD proporciona menor custo dos componentes eletrônicos, como capacitores, resistores e tran- sistores, proporcionando a automa- ção do processo produtivo de placas eletrônicas, reduzindo-as e minia- turizando-as. Assim conseguimos reduzir o custo de matéria-prima, melhorar a qualidade e a confiabili- dade dos amplificadores utilizados nas caixas multiuso. Qual será o reflexo das novas tecnologias na produção? O sistema proporciona alta con- fiabilidade no processo produtivo, aumento da capacidade de desen- volvimento de novos produtos e melhoria significativa no design e na qualidade. PIONEIRISMO Em 1969 a Frahm foi responsável por lançar a primeira caixa amplificada do mercado brasileiro. De lá para cá foi pioneira em caixas com entrada USB, controle remoto, FM, bateria e bluetooth. Em 2013, foi a primeira do mercado brasileiro a lançar sua caixa multiuso com sistema wireless, o modelo Connect 800. mm67_frahm.indd 69 01/07/13 17:56
  70. 70. 70 www.musicaemercado.com.br @musicaemercado fb.com/musicaemercado TECNOLOGIA LOJA ADMINISTRAÇÃO EMPRESA MARKETINGRH ESTRATÉGIA PRODUTOS FEIRA CAPA Top 10 Frahm 1. MP 3000 Caixa multiuso com três vias (falante 15” + driver + super tweeter). Com 300 watts rms, seis canais independentes e controle de volume master. Com conexões para voz e instrumentos (contrabaixo, guitarra, violão, teclado e cavaquinho). 2. MP700 A caixa possui conexão para microfone e instrumentos, entrada USB, SD Card e receptor FM — tecnologias acessíveis através do controle remoto, que possui o grande diferencial da troca de pastas. 3. Linha Slim USB FM A versatilidade do design ‘slim’ permite a integração dos amplificadores em diversos ambientes: escolas, aeroportos, supermercados, escritórios, residências, hotéis etc. Para ampliar ainda mais as possibilidades de uso, os amplificadores da linha Slim possuem diversas tecnologias: rádio FM, USB com controle remoto, SD Card, Line Out, Gongo, Volume Inteligente e Bivolt Automático (90-240 V). São três modelos: 4. Slim 1000 USB FM – Produto ideal para projetos de até 12 caixas (forma de ligação em paralelo). 5. Slim 2000 USB FM – Produto ideal para projetos de até 20 caixas (forma de ligação em série — paralelo). 6. Slim 3000 USB FM– Produto ideal para projetos de até 40 caixas (forma de ligação em série — paralelo). 7. Linha PL 10” e 12”, agora com USB, FM e SD Card As três tecnologias mais utilizadas — USB, FM e SD — estão presentes nos modelos da linha PL de 10’ e 12’. Essas tecnologias são acessíveis por meio de controle remoto, que conta com o grande diferencial da troca de pastas. Bivolt automático com fonte chaveada garante a potência da caixa estável mesmo que ocorram oscilações de energia (entre 90 V e 240 V). 8. Connect 800 – wireless A primeira caixa do mercado com conexão sem fio para microfone e instrumentos. Acompanham o produto: transmissor wireless UHF, headset e um cabo para conexão do instrumento. O transmissor wireless possui entrada para microfone e instrumento que podem ser utilizados simultaneamente. 9. MF 140 USB FM Para quem procura uma caixa portátil e eficiente, a MF 140 USB FM é o produto ideal. Caixa compacta, prática e funcional. Ideal para professores, palestrantes, academias e para amplificar o som de computadores. Possui entrada USB, SD Card e receptor FM com controle remoto. Entrada para microfone, violão, cavaquinho e teclado. mm67_frahm.indd 70 01/07/13 17:56
  71. 71. CAPA O SEGMENTO MULTIUSO TEM MAIOR PARTICIPAÇÃO NO FATURAMENTO DA COMPANHIA 10. MF 360 USB FM A caixa mais vendida da linha MF possui filtros de frequência especialmente desenvolvidos para processar tanto o sinal do microfone quanto o do instrumento com qualidade superior. Esses filtros também atenuam os efeitos de microfonia. A MF 360 USB FM possui falante de 10’, tweeter e 60 W rms. Possui também entrada USB, SD Card e receptor FM — tecnologias acessíveis por controle remoto, com troca de pastas. PRODUTOS Qual é o principal conceito que vocês desejam transmitir com os produtos Frahm? Resume-se em tecnologia, inovação, qualidade e design. Como vocês trabalham junto aos lojistas para que eles entendam e repassem esse conceito ao consumidor final? Realizamos treinamentos com vendedores. Além dis- so, nossos supervisores de vendas estão em contato constante com os clientes. Também produzimos os materiais de comunicação (lâminas, folders, banners), e anúncios em revistas como a Música & Mercado nos ajudam a comunicar nosso posicionamento. Utilizamos ainda as ferramentas digitais (site e redes sociais) para auxiliar lojistas e consumidores a conhecer nosso posi- mm67_frahm.indd 71 01/07/13 17:56
  72. 72. 72 www.musicaemercado.com.br @musicaemercado fb.com/musicaemercado CAPA cionamento, produtos e tecnologias. Vídeos criativos que demonstram os diferenciais e o posicionamento de cada linha/produto também nos ajudam a manter o mercado sempre por dentro de nossas novidades. QualéoprodutomaisvendidodaFrahm? O segmento multiuso tem maior par- ticipação no faturamento da compa- nhia. Estamos sempre trazendo no- vidades em tecnologias e conexões, o que faz com que os produtos sejam de- sejados pelo consumidor que procura praticidade, portabilidade e liberdade para tocar e curtir suas músicas. Qual é a tendência para caixas multiuso? O que é possível inventar nesse segmento? São muitas as possibilidades nesse segmento, já que a busca da Frahm é constante por novas conexões e tec- nologias. Estamos vindo com novida- des por aí. É aguardar para curtir e realizar bons negócios. n LEAN MANUFACTURING Lean Manufacturing ou Produção Enxuta, também conhecido como Sistema Toyota de Produção, foi criado pouco depois da Segunda Grande Guerra, após uma visita dos principais executivos da empresa japonesa Toyota às fábricas Ford, nos EUA. Identificando falhas no processo, Toyoda Sakichi, fundador da marca, seu filho Toyoda Kiichiro e o principal executivo da empresa na época, o engenheiro Taiichi Ohno, aperfeiçoaram o sistema criado por Henry Ford dando novas, e melhores, bases para a linha de produção. Utilizaram um conceito baseado em 4Ps, como seguem: 1. Philosophy (Filosofia – Pensamento de Longo Prazo) • Decisões gerenciais baseadas em uma filosofia de longo prazo, em vez de objetivos financeiros de curto prazo. 2. Process (Processos – Eliminação de Desperdícios) • Criar processos em que os produtos realmente ‘fluam’. • Usar sistemas de produção puxados pelos clientes, para evitar que sejam produzidos materiais desnecessários. • Parar o sistema quando houver um problema de qualidade (Jidoka). • Padronizar as atividades para que haja melhoria contínua. • Controle visual do processo para que não existam problemas que não sejam percebidos. • Usar apenas tecnologias testadas e de confiança. 3. People and Partners (Pessoas e Parceiros – Respeito, Desafios e Crescimento) • Líderes que realmente vivam a filosofia Lean. • Respeitar, desenvolver e desafiar seus colaboradores e times. • Respeitar, desafiar e ajudar seus fornecedores. 4. Problem Solving (Solução de Problemas – Melhoria e Aprendizado Contínuos) • Aprendizagem contínua na organização (Kaizen). • Tomar decisões com cautela, considerando todas as alternativas; implementar as decisões tomadas rapidamente. (Fonte: Site Administradores.com.br, no artigo Lean Manufacturing: Um novo conceito em manufatura, de Adriano Fernandes Luna) NOS ÚLTIMOS OITO MESES FORAM INVESTIDOS MAIS DE R$ 3,5 MILHÕES EM EQUIPAMENTOS PARA O PARQUE FABRIL C M Y CM MY CY CMY K Criado para os vendedores, o Frahm Clube pretende representar mais que um programa de pontos, sendo um espaço privilegiado para acesso às informações sobre os produtos e lançamentos da marca. Para participar, o vendedor se cadastra no site do programa e registra cada venda efetuada para trocar por pontos que geram prêmios. O profissional ainda recebe informações exclusivas sobre os produtos e lançamentos da Frahm. Para saber mais, acesse: www.frahm.com.br/frahmclube FRAHM CLUBE mm67_frahm.indd 72 01/07/13 17:56
  73. 73. C M Y CM MY CY CMY K waldman_krystalstudiolive.pdf 1 17/06/13 17:37 13 17:56 mm67_completa.indd 73 03/07/13 12:55
  74. 74. “O NOME MAIS FAMOSO DO MUNDO EM BATERIAS” mm67_completa.indd 74 01/07/13 18:11
  75. 75. O PALCO DAS GRANDES MARCAS mm67_completa.indd 75 01/07/13 18:11

×