Your SlideShare is downloading. ×
Estrategia e competitividade   ferramentas de gestão para o sucesso em rh
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Estrategia e competitividade ferramentas de gestão para o sucesso em rh

1,940
views

Published on

Aula no Mini BA da Panna Univesrsidade Empresarial

Aula no Mini BA da Panna Univesrsidade Empresarial


0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,940
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
115
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Sucesso empresarial através de pessoas, processos e estratégias Professor Daniel de Carvalho Luz Agosto de 2013 Estratégia e Competitividade Ferramentas de Gestão para o Sucesso do RHFerramentas de Gestão para o Sucesso do RH 1
  • 2. A Referencia Bibliografica da aula fundamenta-se na obra A transformação do RH, dos autores Dave Ulrich, Justin Allen, Wayne Brockbank, Jon Younger e Mark Nyman. O tema central do livro consiste em uma mudança sobre a visão do RH nas empresas. Os escritores defendem a utilização dos recursos humanos como elemento estratégico e fundamental no sucesso das organizações. Através deste preceito, concentrar e promover a função externa do profissional de RH torna se elementar. MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz Mini Business Administration Course – Human Resources Bibliografia recomendada 2
  • 3. MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz Mini Business Administration Course – Human Resources O Autor – Dave Ulrich 3 Professor na Universidade de Michigan, na Ross School of Business, e é sócio do The RBL Group, uma empresa de consultoria que se dedica a ajudar organizações e líderes a transmitir valor. Ele estuda como as organizações constroem capacitações de liderança, velocidade, aprendizagem, responsabilidade e talento por meio da influência dos recursos humanos. Ajudou a criar bancos de dados que avaliam o alinhamento entre as estratégias e as práticas e competências dos recursos humanos. Seus textos, aulas e coaching ajudaram a moldar o papel dos recursos humanos nas organizações globais.
  • 4. Segundo pesquisa realizada pela Robert Half com 100 Diretores de Recursos Humanos brasileiros, os três atributos que mais bem descrevem os talentos são o potencial de desenvolvimento, as fortes habilidades de comunicação e habilidades interpessoais e o foco em resultados. E quais são as iniciativas das empresas para desenvolver esses talentos? O treinamento personalizado aparece em primeiro lugar. MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz Pesquisa da Robert Half realizada com 100 diretores de RH brasileiros – Janeiro 2013 O que tira o sono dos líderes de Recursos Humanos? 4
  • 5. MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz Pesquisa da Robert Half realizada com 100 diretores de RH brasileiros – Janeiro 2013 O que tira o sono dos líderes de Recursos Humanos? 5 Potencial de desenvolvimento
  • 6. MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz Pesquisa da Robert Half realizada com 100 diretores de RH brasileiros – Janeiro 2013 Iniciativas para desenvolver TALENTOS 6 Treinamento personalizado
  • 7. Num cenário de rápidas e profundas mudanças que caracteriza o momento que o mundo e as empresas atravessam, e em espaços de tempo cada vez menores, é fundamental a importância do Gestor de RH. Este profissional revela-se um elemento de transformação, procurando oferecer percepções e leituras do mercado, levando para dentro da organização as melhores visões, processos e metodologias mais atuais e efetivas. MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz Mini Business Administration Course – Human Resources Por que a qualificação para o profissional de RH? 7
  • 8. 1. Pessoas Na vida, as habilidades que você usa e as pessoas que escolhe podem determinar seu SUCESSO ou FRACASSO. Quem Trabalha para você? 2.Processos Reduzir a variabilidade sem podar a CRIATIVIDADE e INOVAÇÃO. 3.Estratégia A temática VALOR AGREGADO deve ocupar papel central na discussão da estratégia. No início da discussão os executivos devem responder as seguintes questões: Se a empresa fechasse as portas quem se importaria – e por quê? Quanto tempo levaria para que outra empresa ocupasse a brecha? 4.Caixa – Desempenho financeiro “o empresário tem de pensar grande, mas nunca deixar de olhar o fluxo de caixa” – Luiza Helena Trajano, Diretora Superintendente do Magazine Luiza, rede de varejo com 392 lojas, 11 mil funcionários e case de sucesso estudado em Harvard. MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz 4 Áreas Críticas de Tomada de Decisão: 4 Situações que Você não Pode Errar 8
  • 9. Um dos desafios atualmente colocado ao profissional de Recursos Humanos é o de ser capaz de desenvolver práticas eficazes que permitam atrair, avaliar, motivar e fidelizar as pessoas com as competências críticas para a sustentação e diferenciação competitiva das organizações. MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz Mini Business Administration Course – Human Resources O maior desafio 9
  • 10. 1. Ativista com credibilidade: construir relações de confiança e, ao mesmo tempo, ter um ponto de vista sobre os negócios; 2. Guardião da cultura e da mudança: estar capacitado para fazer a mudança acontecer e construir novos padrões de comportamento; 3. Gestor de talentos/designer organizacional: estar apto a inovar, alinhar e integrar as práticas de RH em torno das pessoas e da organização; 4. Arquiteto estratégico: estar habilitado a ajudar a tornar uma estratégia clara e transformar práticas de RH e comportamentos de lideranças; 5. Aliado dos negócios: ter conhecimento do negócio e estar familiarizado com o modo como a empresa faz e gasta dinheiro; 6. Executor operacional: estar apto a administrar os processos fundamentais de RH. MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz A visão de Dave Ulrich Que competências definem um profissional de RH eficaz hoje? 10
  • 11. Ajudar as empresas a sair da recessão com um conjunto renovado de valores. Ajudar os funcionários a encontrar significado no trabalho ao fazer líderes construtores de significado. Ajudar a transformar as expectativas dos clientes em ações dos funcionários. Ajudar as organizações a criar e a implementar estratégias. Ajudar a redefinir como usar e gerenciar talentos de uma forma colaborativa. Ajudar a alinhar, integrar e inovar práticas de RH. MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz A visão de Dave Ulrich Existem outros desafios para os profissionais de RH? 11
  • 12. MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz A visão de Dave Ulrich A transformação do RH 12 Construindo os Recursos Humanos de dentro para fora Atuar estrategicamente GERAR VALOR ATRAVÉS DAS PESSOAS
  • 13. MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz A visão de Dave Ulrich A transformação do RH 13 Modelo para transformação do RH 1. Contexto do Negócio; 2. Resultados; 3. Redesenho do RH; 4. Responsabilidade do RH
  • 14. Contexto competitivo Diretrizes e objetivos Estratégia corporativa Estratégia de negócios Implementação e controle Estratégias funcionais Ambiente organizacional Ambiente político Ambiente econômico Ambiente social Ambiente tecnológico Formulação e Ajustes Ambiente cultural Análise e monitoramento Macro ambiente Mini Business Administration Course – Human Resources Ciclo 14 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 15. PARCEIRO ESTRATÉGICO ESPECIALISTA ADMINISTRATIVO DEFENSOR DOS FUNCIONÁRIOS AGENTE DE MUDANÇAS Fonte: David Ulrich Mini Business Administration Course – Human Resources Papéis de RH 15 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 16. A principal Razão que Levam os Líderes Falharem? 70% dos fracassos estratégicos são devidos à pobre execução da liderança..... Raramente é por falta de inteligência ou visão. Fonte: Charan, R. and Colvin, G. “Why CEOs Fail”, Fortune, June 21, 1999. MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz Insights Global Chief Executive Officer Studies 2013 - IBM Execução 17
  • 17. MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz Uma autorradiografia A transformação do RH 18 Uma análise pela ótica de Recursos Humano
  • 18. MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz Insights Global Chief Executive Officer Studies 2013 - IBM As 3 grandes forças 19 A tecnologia chega ao topo de todas as forças externas que poderiam impactar suas organizações nos próximos três a cinco anos, os CEOs agora veem a mudança da tecnologia como a mais importante.
  • 19. www.simplystatedbusiness.comMiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz Insights Global Chief Executive Officer Studies 2013 - IBM Entendendo as estatísticas 20
  • 20. MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz Insights Global Chief Executive Officer Studies 2013 - IBM As 3 grandes fontes de valor 21 Mais da metade de todos os CEOs veem o Capital Humano, relacionamento com clientes e a inovação como principais fontes de valor econômico sustentável.
  • 21. MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz Insights Global Chief Executive Officer Studies 2013 - IBM Os 3 atributos organizacionais que engajam 22 Para engajar a sua mão de obra, os CEOs estão mais focados em três atributos organizacionais.
  • 22. MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz Insights Global Chief Executive Officer Studies 2013 - IBM 0s 4 mais procurados nos empregados 23 4 atributos mais procurados e considerados importantes para o sucesso futuro do empregado
  • 23. Um velho vivia sozinho em Minnesota. Ele queria cavar seu jardim, mas era um trabalho muito árduo. Seu único filho, que antes o ajudava, estava na prisão. O velho então escreveu a seguinte carta ao filho: "Querido Filho, estou triste pois, ao que parece, não vou poder plantar o jardim este ano. Detesto isso porque sua mãe adorava a época do plantio depois do inverno. Mas estou velho demais para cavar a terra. Se você estivesse aqui, eu não teria esse problema, mas sei que você não pode me ajudar ... Com amor, Papai". Pouco depois o pai recebeu o seguinte telegrama: MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz A visão estratégica A estratégia é tudo para um gestor 24
  • 24. 25 "PELO AMOR DE DEUS, papai, não escave o jardim! Foi lá que eu escondi os corpos". As quatro da manhã, agentes do FBI e policiais apareceram e cavaram o jardim inteiro, sem encontrar nenhum corpo. Confuso, o velho escreveu uma carta para o filho contando o que acontecera. Esta foi a resposta: "Pode plantar seu jardim agora, papai. Isso é o máximo que eu posso fazer no momento”. Nada como uma boa estratégia, para conseguir coisas que parecem impossíveis. É importante repensar as pequenas coisas que muitas vezes, nós mesmos colocamos como obstáculos. MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz A visão estratégica A estratégia 25
  • 25. Processo de ação gerencial sistemática e contínua que visa assegurar a instituição (1) Senso de direção e continuidade a longo prazo (2) Flexibilidade e agilidade no dia a dia Foca o potencial futuro da organização Mini Business Administration Course – Human Resources Administração estratégica 26 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 26. Não diz respeito às decisões futuras, mas às implicações futuras de decisões presentes Processo sistemático e constante de tomada de decisões, cujos efeitos e consequências deverão ocorrer nos futuros períodos de tempo Mini Business Administration Course – Human Resources Administração estratégica 27 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 27. Ações inter-relacionadas e interdependentes, visam ao alcance de objetivos estabelecidos Tais objetivos devem ser viáveis, com base na validade das hipóteses em que se apoiam Mini Business Administration Course – Human Resources Administração estratégica 28 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 28. ORIENTAÇÕES FIXAS Quem somos? As orientações fixas constituem a filosofia da empresa e determinam sua identidade. Através delas, a empresa obtém a harmonia de sua equipe e a convergência das decisões e ações. A N Á L I S E D E C E N Á R I O Onde estamos? É preciso compreender a situação atual no cenário externo e no cenário interno, para que se possa definir de forma precisa os objetivos e metas. O R I E N T A Ç Õ E S E S T R A T É G I C A S Para onde vamos? Compreendida a filosofia da empresa, e avaliado o cenário onde está inserida, pode-se determinar com assertividade os objetivos quantitativos da organização e as métricas que permitirão monitorá-los. Metodologia MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz A visão de Porter 29
  • 29. FORÇAS FRAQUEZAS OPORTUNI- DADES AMEAÇAS ANÁLISE DE CENÁRIO ORIENTAÇÕES FILOSÓFICASORIENTAÇÕES FILOSÓFICAS NEGÓCIO MISSÃO PRINCÍPIOS ORIENTAÇÕES ESTRATÉGICASORIENTAÇÕES ESTRATÉGICAS VISÃO OBJETIVOS E MÉTRICAS PLANOS DE AÇÃO DIRETRIZES E POLÍTICAS STAKEHOLDER Modelo de Aplicação MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz O modelo de Porter 30
  • 30. A organização é um sistema que congrega vários públicos de interesse, com os quais estabelece suas relações. Essas pessoas ou grupos influenciam ou são influenciados pelos resultados alcançados. Para gerenciar a satisfação dos stakeholders é preciso: • Identificar e classificar os stakeholders; • Saber o que é de valor para cada um; • Dar prioridade aos mais importantes; • Prover informações a eles; • Alinhar as diferentes perspectivas. R. E. Freeman- “Strategic Management: a stakeholder approach” Stakeholders Cliente Acionista Empregado Comunidade MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz A visão de Dave Ulrich 31
  • 31. MAPEAMENTO DAS VARIÁVEIS DE INTERESSE CLIENTE EMPREGADO FORNECEDORACIONISTA VAR1 VAR2 VAR3 VAR4 VAR1 VAR2 VAR3 VAR4 VAR1 VAR2 VAR3 VAR4 VAR1 VAR2 VAR3 VAR4 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz Variáveis de interesses dos stakeholders A Linha mestra de argumentação 32
  • 32. As definições da intenção estratégica criam a fundamentação para o planejamento. Uma organização tem sua identidade descrita pela intenção estratégica. •A definição do negócio (core business) é o benefício que a companhia agrega a seus clientes.NEGÓCIO •A declaração de missão é um chamado para ações orientadas para a visão. Ela corresponde à causa pela qual se deve lutar, a razão de ser da empresa.MISSÃO •A Visão é o sonho acalentado pela empresa. Refere-se aquilo que a organização deseja ser no futuro.VISÃO •Conjunto de crenças que a organização respeita e que considera para orientar a tomada de cada decisão. Referem-se àquilo que não se está disposto a abrir mão.PRINCÍPIOS MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz Orientações fixas INTENÇÃO ESTRATÉGICA - CONCEITOS 33
  • 33. Então, Qual é o Desafio de RH A pergunta do DIA
  • 34. O fator que mais contribui com o Resultado É Ainda, Humano Fator
  • 35. “Ser plataforma de lançamento das mudanças comportamentais e culturais” MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz Insights para a missão da área de RH O Desafio de RH 36
  • 36. “Disponibilizar soluções que atendam ou minimizem as necessidades e expectativas dos clientes de Recursos Humanos.” “Mobilizar os funcionários para utilização eficiente dos recursos disponíveis e atuar eficazmente na obtenção de resultados positivos.” “Buscar qualidade, competência e desempenho requeridos pelos desafios decorrentes da natureza do negócio da Empresa e das características do mercado, no presente e no futuro.” “Promover o reconhecimento justo, qualidade de vida no trabalho, possibilidade de desenvolvimento pessoal e de realização profissional.” Insights para a missão da área de RH Missão do RH 37 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 37. CENTRO DE LUCRO UM DEPARTAMENTO QUE AGREGA VALOR AO NEGÓCIO DA SUA EMPRESA. PRÓ-ATIVO AÇÕES COMPROMETIDAS COM O ESTABELECIMENTO DE VANTAGEM COMPETITIVA. CONSULTORIA INTERNA SUPORTE AO CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DA EMPRESA PESSOAS MELHORES, MELHORES RESULTADOS IDENTIFICAR, DESENVOLVER E RETER OS TALENTOS Insights para a VISÃO da área de RH A Visão de RH 38 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 38. Business Model Innovation Escrito por Alexander Osterwalder & Yves Pigneur Coparticipação de Uma incrível multidão de 470 praticantes em 45 países Projetado por Alan Smith, The Movement Mini Business Administration Course – Human Resources Business Model 39 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 39. CONHEÇA Alexander Osterwalder Dr. Osterwalder é escritor, palestrante e conselheiro de inovação de modelos de negócios. Seu método prático para projetar modelos inovadores foi desenvolvido na Universidade de Lausane, Suíça. Mini Business Administration Course – Human Resources Outro Guru 40 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 40. Algumas definições • “Um modelo de negócio é simplesmente a ‘maneira de fazer negócios’ que a empresa escolhe: É todo o seu sistema para criar e fornecer valor consistente para os clientes e ganhar e ter lucro com a atividade, bem como benefício para os seus stakeholders. Refere-se à arquitetura de núcleo ou de configuração da empresa, especificamente como ele implanta todos os recursos (não apenas aqueles dentro dos limites da empresa), para criar valor diferenciado para os clientes e manter-se rentável ...”((Davenport, T. H., M. Leibold and S. Voelpel (2006). Strategic Management in the Innovation Economy. Publicis Wiley.) • O modelo de negócios é a resposta de uma empresa para a questão de como fazer dinheiro com o negócio escolhido. Ele descreve, "... como um sistema, como os elementos de um negócio se encaixam"(Magretta, J. (2002). "Why Business Models Matter." Harvard Business Review 80(5) May: 86-92.) Mini Business Administration Course – Human Resources O que é um Modelo de Negócio? 41 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 41. Quem O que Como É o seu Cliente? Voce oferece aos seus Clientes? Voce faz isto? Mercados Segmento de Clientes Clientes Individuais Produtos & Serviços Soluções Experiencias Cria Valor Entrega Valor Captura Valor Proposição de valor A essência e os principais elementos O que é um Modelo de Negócio? 42 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 42. Descrevendo seu Modelo de Negócio quem é o seu Cliente? Qual é sua proposta de valor? Como Você esta criando e entregando valor? Por favor, descreva o seu Modelo de Negócio usando esta três perguntas Source: Marc Sniukas
  • 43. Por que isso é importante? É possível Comunicar e Compartilhar o modelo; Cria um entendimento comum – Univocidade; É fácil enxergar o todo – Visão do Negócio; Estabelece uma base para a Inovação de Valor. A essência e os principais elementos Des crev en do e v is u aliz an do o s eu Modelo de N egócio 45 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 44. A essência e os principais elementos S egmen to de Clien tes 46 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 45. A essência e os principais elementos P ropos ta de v alor 47 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 46. A essência e os principais elementos Can ais 48 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 47. A essência e os principais elementos Relacion amen to com Clien tes 49 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 48. A essência e os principais elementos Fon tes de Receita 50 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 49. Recursos Principais A essência e os principais elementos 51 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 50. Atividades – Chave A essência e os principais elementos 52 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 51. Parcerias Principais A essência e os principais elementos 53 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 52. Estrutura de Custo A essência e os principais elementos 54 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 53. CONHEÇA O MUNDIALMENTE FAMOSO BUSINESS MODEL CANVAS The business model 56 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 54. Oferta de Valor Canais Relacionamento Segmento de Clientes Fontes de ReceitasEstrutura de Custos Parcerias Chave Recursos Chave Atividades Chave O Modelo de Negócios - Canvas Des crev en do e v is u aliz an do o s eu Modelo de N egócio 57 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 55. Oferta de Valor Canais Relacionamento Segmento de Clientes Fontes de ReceitasEstrutura de Custos Parcerias Chave Recursos Chave Atividades Chave Source: Canvas by businessmodelgeneration.com Qual é a sua oferta? Qual é o benefício que você proporciona? O Modelo de Negócios - Canvas Des crev en do e v is u aliz an do o s eu Modelo de N egócio 58 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 56. Oferta de Valor Canais Relacionamento Segmento de Clientes Fontes de ReceitasEstrutura de Custos Parcerias Chave Recursos Chave Atividades Chave Qual é a sua oferta? Qual é o benefício que você proporciona? Quem é o seu Cliente? Qual é o segmento que você atente? O Modelo de Negócios - Canvas Des crev en do e v is u aliz an do o s eu Modelo de N egócio 59 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 57. Oferta de Valor Canais Relacionamento Segmento de Clientes Fontes de ReceitasEstrutura de Custos Parcerias Chave Recursos Chave Atividades Chave Qual é a sua oferta? Qual é o benefício que você proporciona? Quem é o seu Cliente? Qual é o segmento que você atente? Como você alcança seus Clientes? O Modelo de Negócios - Canvas Des crev en do e v is u aliz an do o s eu Modelo de N egócio 60 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 58. Oferta de Valor Canais Relacionamento Segmento de Clientes Fontes de ReceitasEstrutura de Custos Parcerias Chave Recursos Chave Atividades Chave Qual é a sua oferta? Qual é o benefício que você proporciona? Quem é o seu Cliente? Qual é o segmento que você atente? Como você alcança seus Clientes? Como é a sua relação com o Cliente? Qual imagem ele tem de você? O Modelo de Negócios - Canvas Des crev en do e v is u aliz an do o s eu Modelo de N egócio 61 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 59. Oferta de Valor Canais Relacionamento Segmento de Clientes Fontes de ReceitasEstrutura de Custos Parcerias Chave Recursos Chave Atividades Chave Qual é a sua oferta? Qual é o benefício que você proporciona? Quem é o seu Cliente? Qual é o segmento que você atente? Como você alcança seus Clientes? Como é a sua relação com o Cliente? Qual imagem ele tem de você? Quais são as suas atividades e processos importantes? O Modelo de Negócios - Canvas Des crev en do e v is u aliz an do o s eu Modelo de N egócio 62 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 60. Oferta de Valor Canais Relacionamento Segmento de Clientes Fontes de ReceitasEstrutura de Custos Parcerias Chave Recursos Chave Atividades Chave Qual é a sua oferta? Qual é o benefício que você proporciona? Quem é o seu Cliente? Qual é o segmento que você atente? Como você alcança seus Clientes? Como é a sua relação com o Cliente? Qual imagem ele tem de você? Quais são as suas atividades e processos importantes? Quais são os seus principais ativos e competências? O Modelo de Negócios - Canvas Des crev en do e v is u aliz an do o s eu Modelo de N egócio 63 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 61. Oferta de Valor Canais Relacionamento Segmento de Clientes Fontes de ReceitasEstrutura de Custos Parcerias Chave Recursos Chave Atividades Chave Qual é a sua oferta? Qual é o benefício que você proporciona? Quem é o seu Cliente? Qual é o segmento que você atente? Como você alcança seus Clientes? Como é a sua relação com o Cliente? Qual imagem ele tem de você? Quais são as suas atividades e processos importantes? Quais são os seus principais ativos e competências? Quem são seus parceiros? O Modelo de Negócios - Canvas Des crev en do e v is u aliz an do o s eu Modelo de N egócio 64 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 62. Oferta de Valor Canais Relacionamento Segmento de Clientes Fontes de ReceitasEstrutura de Custos Parcerias Chave Recursos Chave Atividades Chave Qual é a sua oferta? Qual é o benefício que você proporciona? Quem é o seu Cliente? Qual é o segmento que você atente? Como você alcança seus Clientes? Como é a sua relação com o Cliente? Qual imagem ele tem de você? Quais são as suas atividades e processos importantes? Quais são os seus principais ativos e competências? Quem são seus parceiros? Quais são seus principais custos? São estratégicos? O Modelo de Negócios - Canvas Des crev en do e v is u aliz an do o s eu Modelo de N egócio 65 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 63. O Modelo de Negócios - Canvas Oferta de Valor Canais Relacionamento Segmento de Clientes Fontes de ReceitasEstrutura de Custos Parcerias Chave Recursos Chave Atividades Chave Source: Canvas by businessmodelgeneration.com Descrevendo seu Modelo de Negócio Qual é a sua oferta? Qual é o benefício que você proporciona? Quem é o seu Cliente? Qual é o segmento que você atente? Como você alcança seus Clientes? Como é a sua relação com o Cliente? Qual imagem ele tem de você? Quais são as suas atividades e processos importantes? Quais são os seus principais ativos e competências? Quem são seus parceiros? Quais são seus principais custos? São estratégicos? Como você faz dinheiro?
  • 64. O Modelo de Negócios - Canvas Oferta de Valor Canais Relacionamento Segmento de Clientes Fontes de ReceitasEstrutura de Custos Parcerias Chave Recursos Chave Atividades Chave Source: Canvas by businessmodelgeneration.com Descrevendo seu Modelo de Negócio Qual é a sua oferta? Qual é o benefício que você proporciona? Quem é o seu Cliente? Qual é o segmento que você atente? Como você alcança seus Clientes? Como é a sua relação com o Cliente? Qual imagem ele tem de você? Quais são as suas atividades e processos importantes? Quais são os seus principais ativos e competências? Quem são seus parceiros? Quais são seus principais custos? São estratégicos? Como você faz dinheiro?
  • 65. 0 1 2 3 4 5 Parcerias Atividades/Processos Proposição de Valor Relacionamento com Clientes CanaisSegmento de Clientes Estrutura de Custos Fontes de Receitas Recursos Quão Inovador é seu modelo de Negócio? Avaliação do Modelo de Negócios – Radar 1 = convencional 2 = Segue a tendência 3 = Inova mas com certo conservadorismo 4 = inovador e corre risco 5 = Radical e diferente O Modelo de Negócios - Canvas 68 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 66. O perfil do Cliente – Jogo da Empatia O que ele Vê? Ambiente; Outros; O que o mercado oferece? ... O que ele Faz? Comportamento; Atitude; Aparência ... O que ele Ouve? O que os outros dizem; Influenciam; Acompanham ... O que ele Pensa e Sente? Temores, preocupações, aspirações, expectativas, necessidades e frustrações .... O perfil do cliente – Jogo da empatia O qu e s eu clien te qu er 69 MiniBA em Gestão Estratégica de Recursos Humanos – Panna Universidade Empresarial Coordenação acadêmica professor Daniel de Carvalho Luz
  • 67. O Modelo de Negócios - Canvas Oferta de Valor Canais Relacionamento Segmento de Clientes Fontes de ReceitasEstrutura de Custos Parcerias Chave Recursos Chave Atividades Chave Source: Canvas by businessmodelgeneration.com Descrevendo seu Modelo de Negócio