Your SlideShare is downloading. ×
0
FUTSAL PREOFESSORA: DALILA HACK EDUCAÇÃO FÍSICA
HISTÓRIA <ul><li>Duas são as versões da origem do futebol de salão, modalidade anterior ao futsal. A primeira afirma que o...
<ul><li>Foi fundada no Rio de Janeiro, em 1971, a Federação Internacional de Futebol de Salão (FIFUSA), sendo o seu primei...
A QUADRA DE JOGO DE FUTSAL <ul><li>A quadra tem o formato de um retângulo, com o máximo de 42m (mínimo de 30m) de comprime...
 
<ul><li>BALIZAS (TRAVES) </li></ul><ul><li>Cada baliza possui 2 metros de altura por 3 metros de largura, e devem ser posi...
<ul><li>A BOLA </li></ul><ul><li>A bola é esférica e o seu invólucro deve ser de  couro macio ou de outro material aprovad...
<ul><li>ÁRBITRO PRINCIAL </li></ul><ul><li>Um árbitro principal deverá ser designado para dirigir uma  partida. Sua função...
<ul><li>DURAÇÃO DA PARTIDA </li></ul><ul><li>O tempo de duração de uma partida é de 40 minutos, cronometrados, divididos e...
<ul><li>AS FALTAS </li></ul><ul><li>No futsal as faltas são classificadas em: faltas técnicas; faltas pessoais;  faltas di...
<ul><li>TIROS LIVRES </li></ul><ul><li>São os chutes desferidos quando da reposição da bola em jogo em razão da paralisaçã...
<ul><li>TIRO DE META </li></ul><ul><li>Dar-se-à sempre que a bola atravessar inteiramente a linha de fundo pelo alto ou pe...
Fundamentos do futsal: <ul><li>FUNDAMENTOS BÁSICOS </li></ul><ul><li>Passe: É a ação de enviar a bola a um companheiro ou ...
Posições dos jogadores: <ul><li>Fixo : semelhante ao zagueiro. </li></ul><ul><li>Ala : Conduz o jogo na lateral da quadra....
O B R I G A D A . . .
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Futsal

18,905

Published on

slides apresentacao futsal historia, fundamentos basicos posicoes, regras basicas.. Escola Amelia Peletto Hepp

Published in: Education, Sports, Travel
0 Comments
6 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
18,905
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
842
Comments
0
Likes
6
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Futsal "

  1. 1. FUTSAL PREOFESSORA: DALILA HACK EDUCAÇÃO FÍSICA
  2. 2. HISTÓRIA <ul><li>Duas são as versões da origem do futebol de salão, modalidade anterior ao futsal. A primeira afirma que o esporte começou a ser jogado e, São Paulo, na Associação Cristã de Moços (ACM). </li></ul><ul><li>A outra versão é que o futebol de salão surgiu em 1931, também na Associação Cristã de Moços, mas em Montevidéu, no Uruguai. Teria sido criado pelo professor Juan Carlos Ceriani, sob o nome de “indoor football”. </li></ul><ul><li>A primeira entidade oficial, a federação Metropolitana de Futebol de Salão, surgiu em julho de 1954 na sede do América Futebol Clube, no Rio de Janeiro. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Foi fundada no Rio de Janeiro, em 1971, a Federação Internacional de Futebol de Salão (FIFUSA), sendo o seu primeiro presidente João Havelange, contando com 32 países filiados. </li></ul><ul><li>O ano de 1990 foi um marco importante do esporte. A FIFA homologou o futsal, criando uma comissão da modalidade e propondo a extinção da FIFUSA. </li></ul>
  4. 4. A QUADRA DE JOGO DE FUTSAL <ul><li>A quadra tem o formato de um retângulo, com o máximo de 42m (mínimo de 30m) de comprimento e 22m de largura (mínima de 17m) para partidas oficiais nacionais no Brasil. </li></ul><ul><li>As linhas demarcatórias da quadra devem estar, no mínimo a um metro de qualquer objeto ou equipamento, como cercas e alambrados. </li></ul><ul><li>Para partidas oficiais internacionais, a quadra deverá ter um comprimento entre 38 e 42metros e uma largura entre 18 e 22 metros. </li></ul><ul><li>As linhas demarcatórias deverão ser visíveis e traçadas com 8 cm de largura, sendo que elas integram e permanecem á quadra de jogo. </li></ul>
  5. 6. <ul><li>BALIZAS (TRAVES) </li></ul><ul><li>Cada baliza possui 2 metros de altura por 3 metros de largura, e devem ser posicionadas de forma centralizada sobre cada uma das linhas de fundo. </li></ul><ul><li>DEMARCAÇÃO DO LOCAL DE COBRANÇA DA PENALIDADE MÁXIMA </li></ul><ul><li>À distância de 6 metros do ponto central da meta, medida por uma linha imaginária em ângulo reto com a linha de fundo e assinalada por um pequeno círculo de 10 cm de raio. </li></ul><ul><li>DEMARCAÇÃO DO LOCAL DE COBRANÇA DE TIRO LIVRE SEM BARREIRA </li></ul><ul><li>Distantes 10 metros do ponto central da meta, medida por uma linha imaginária em ângulo reto com a linha de fundo, serão marcados os respectivos sinais, de onde serão cobrados os tiros livres sem barreira, nas hipóteses previstas nas regras. </li></ul><ul><li>DEMARCAÇÃO DA ZONA DE SUBSTITUIÇÃO </li></ul><ul><li>É o espaço marcado na linha lateral, do lado onde se encontra a mesa de anotação e cronometragem iniciando-se uma distancia de 3 metros para cada lado partindo da linha divisória do meio da quadra.Para cada zona haverá um espaço de 3 metros identificados com linhas de 80cm,ficando 40cm no interior da quadra e 40cm por fora da quadra ,por onde os atletas deverão entrar e sair da quadra por ocasião da substituições o espaço a frente da mesa do anotador e cronometrista. </li></ul>
  6. 7. <ul><li>A BOLA </li></ul><ul><li>A bola é esférica e o seu invólucro deve ser de couro macio ou de outro material aprovado. Nas categorias principais e juvenil,as bolas em sua circunferência terão no maximo 64cm e no mínimo 62cm.Seu peso terá no maximo 440g e no mínimo 400g. </li></ul><ul><li>JOGADORES E SUBSTITUIÇÕES </li></ul><ul><li>Cada equipe devera ter no inicio do jogo cinco atletas o jogo não pode ser iniciado sem que as equipes disponham desse numero de todos os jogadores devera ser interrompida se uma delas ficar apenas três atletas. </li></ul><ul><li>As equipes podem ter até 7 atletas reservas e é permitido a cada equipe fazer o número de substituições “volantes”que quiser, sem paralisação da partida podendo o mesmo atleta sair e retornar à quadra. Não é necessário avisar ao cronometrista ou anotador. A substituição é feita com a bola em jogo, mais o jogador só pode entrar quando seu colega tiver deixado a quadra. Os jogadores devem sair e entrar na quadra na zona de substituição no mesmo lado e, que se situa seu banco de reserva. </li></ul>
  7. 8. <ul><li>ÁRBITRO PRINCIAL </li></ul><ul><li>Um árbitro principal deverá ser designado para dirigir uma partida. Sua função é aplicar as regras de jogo do futsal e decidir sobre qualquer divergência oriunda de sua prática. </li></ul><ul><li>ÁRBITRO AUXILIAR </li></ul><ul><li>Um árbitro auxiliar será designado para a arbitragem de uma partida, devendo desempenhar suas funções do lado da linha lateral oposta à do árbitro principal. </li></ul><ul><li>CRONOMETRISTA E ANOTADOR </li></ul><ul><li>Exercem suas funções do lado de fora da quadra de jogo, próximo à linha divisória do meio da quadra, junto à zona de substituição, são auxiliares dos árbitros. </li></ul><ul><li>Ao cronometrista cabe todo o controle relativo ao tempo, previsto nas regras. Suas principais atribuições são: </li></ul><ul><li>Controlar o tempo de duração da partida; </li></ul><ul><li>Colocar o cronômetro em movimento por ocasião da bola de saída, arremesso lateral, de canto, de meta, tiros livres diretos e indiretos, penalidade máxima, bola ao chão e após o tempo solicitado pelo treinador; </li></ul><ul><li>O anotador faz registros de dados na súmula do jogo e, além disso: </li></ul><ul><li>Examina as fichas de identificação dos atletas e da comissão técnica no início da partida e por ocasião das substituições; </li></ul><ul><li>Registra as cinco primeiras faltas acumulativas praticadas pela equipe em cada período de jogo; </li></ul>
  8. 9. <ul><li>DURAÇÃO DA PARTIDA </li></ul><ul><li>O tempo de duração de uma partida é de 40 minutos, cronometrados, divididos em dois períodos de 20 minutos cada, com tempo máximo de 10 minutos para descanso entre ambos, para as categorias Principal e Juvenil. </li></ul><ul><li>Será concedido às equipes, objetivando dar instruções aos atletas, o direito de solicitar o pedido máximo de 2 tempos, um em cada período da partida, sendo de 1 minuto a duração de cada tempo solicitado, respeitando-se os seguintes princípios: </li></ul><ul><li>Os técnicos ou treinadores das equipes deverão solicitar o tempo ao cronometrista; </li></ul><ul><li>Os pedidos de tempo somente serão concedidos quando a bola estiver fora de jogo e for a favor da equipe solicitante; </li></ul><ul><li>Se a equipe não solicitar o tempo no primeiro período da partida não poderá acumular para usá-los no segundo período; </li></ul><ul><li> Quando em uma partida houver prorrogação, será concedido às equipes um tempo de cinco minutos de descanso entre o término da </li></ul><ul><li>partida e o início da prorrogação. Entre o primeiro e o </li></ul><ul><li>segundo período da prorrogação não haverá intervalo. </li></ul><ul><li>Durante uma prorrogação, as equipes não terão direito </li></ul><ul><li>a solicitação de tempo técnico. </li></ul>
  9. 10. <ul><li>AS FALTAS </li></ul><ul><li>No futsal as faltas são classificadas em: faltas técnicas; faltas pessoais; faltas disciplinares. </li></ul><ul><li>FALTAS TÉCNICAS </li></ul><ul><li>Aquela em que o atleta comete, intencionalmente, uma das seguintes infrações: </li></ul><ul><li>Dar ou tentar dar pontapé no adversário; </li></ul><ul><li>Calçar o adversário, isto é, derrubar ou tentar fazê-lo usando as pernas, agachando-se na frente ou por trás dele; </li></ul><ul><li>FALTA PESSOAL </li></ul><ul><li>Ocorrerá quando um atleta cometer intencionalmente as seguintes infrações: </li></ul><ul><li>Trancar o goleiro, salvo se este se encontra fora de sua área; </li></ul><ul><li>Um atleta que não estiver devidamente equipado tocar na bola, em jogo; </li></ul><ul><li>FALTA DISCIPLINAR </li></ul><ul><li>É aquela cometida por atletas, técnicos ou treinadores, massagistas ou atendentes, médicos ou fisioterapeutas e preparadores físicos, nos seguintes casos: </li></ul><ul><li>Infringir, persistentemente, as regras de jogo; </li></ul><ul><li>Demonstrar, por palavras ou atos, divergências às decisões tomadas pelo árbitro; </li></ul>
  10. 11. <ul><li>TIROS LIVRES </li></ul><ul><li>São os chutes desferidos quando da reposição da bola em jogo em razão da paralisação da partida por assinalação de alguma infração. </li></ul><ul><li>Os tiros livres classificam-se em duas categorias: </li></ul><ul><li>O tiro livre direto, através do qual se pode consignar diretamente um tento contra a equipe que cometeu a infração; </li></ul><ul><li>O tiro livre indireto, através do qual não se pode consignar diretamente um tento, salvo se a bola, antes de entrar na meta, seja tocada ou jogada por um atleta que não executou o chute. </li></ul><ul><li>PENALIDADE MÁXIMA </li></ul><ul><li>É um tiro livre direto cobrado na marca correspondente e, nesse momento, todos os atletas, com exceção do goleiro e do atleta indicado para a cobrança, deverão estar dentro da quadra de jogo mas fora da área de meta do infrator e numa distancia atrás da linha da bola. </li></ul><ul><li>O goleiro devera postar-se sobre a linha de fundo e entre as traves ate que o chute seja executado, podendo movimentar-se exclusivamente sobre a linha de fundo. </li></ul><ul><li>TIRO LATERAL </li></ul><ul><li>Será cobrado sempre que a bola atravessar inteiramente as linhas laterais quer pelo solo, quer pelo alto. </li></ul><ul><li>A bola deve ser colocada, obrigatoriamente, sobre a linha de demarcação lateral, podendo mover-se lentamente. </li></ul><ul><li>Quando da realização de tiro lateral os atletas adversários deverão respeitar a distancia mínima de 5 m da bola. </li></ul>
  11. 12. <ul><li>TIRO DE META </li></ul><ul><li>Dar-se-à sempre que a bola atravessar inteiramente a linha de fundo pelo alto ou pelo solo, excluída a parte compreendida entre as traves e sobre o travessão, após ter sido tocada ou jogada pela ultima vez por atleta da equipe atacante. </li></ul><ul><li>TIRO DE CANTO </li></ul><ul><li>O tiro de canto dar-se-á sempre que a bola ultrapassar a linha de fundo (excluída a parte compreendida entre as traves e o travessão), quer pelo solo, quer pelo alto, após ter sido jogado ou tocado pela ultima vez por um atleta que estiver na defensiva. O tiro de canto devera ser executado sempre do canto mais próximo de onde saiu à bola pela linha de fundo. </li></ul><ul><li>LEI DA VANTAGEM </li></ul><ul><li>A regra segura prerrogativas aos árbitros para deixar de assinalar faltas em que os infratores se beneficiem com exceção dos casos em que se impõe a marcação para não prejudicar a exigível disciplina ou observância das regras. </li></ul>
  12. 13. Fundamentos do futsal: <ul><li>FUNDAMENTOS BÁSICOS </li></ul><ul><li>Passe: É a ação de enviar a bola a um companheiro ou determinado setor de espaço de jogo. </li></ul><ul><li>Drible: É a ação individual, exercida com a posse da bola, visando enganar o adversário para passar por ele. </li></ul><ul><li>Cabeceio: É a ação de cabecear a bola. </li></ul><ul><li>Chute: É a ação de golpear a bola, estando ela parada ou em movimento. </li></ul><ul><li>Recepção: É a ação de interromper a trajetória da bola vinda de passes ou arremessos. </li></ul><ul><li>Condução: É a ação de progredir com a bola por todos os espaços possíveis de jogo. </li></ul><ul><li>Domínio de bola: Diferentemente do futebol, é realizada, na maioria das vezes, com a sola do pé. </li></ul>
  13. 14. Posições dos jogadores: <ul><li>Fixo : semelhante ao zagueiro. </li></ul><ul><li>Ala : Conduz o jogo na lateral da quadra. </li></ul><ul><li>Pivô : movimenta-se no ataque. </li></ul><ul><li>Goleiro : defende o gol de todos os ataques do adversário e também ataca (não é raro que faça gol). </li></ul>
  14. 15. O B R I G A D A . . .
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×