Your SlideShare is downloading. ×
Catadores e decomposição de materiais
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Catadores e decomposição de materiais

2,288
views

Published on

Saiba um pouco sobre os catadores de materiais recicláveis e sobre o tempo de decomposição dos materiais na natureza.

Saiba um pouco sobre os catadores de materiais recicláveis e sobre o tempo de decomposição dos materiais na natureza.


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,288
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
46
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Vamos conhecer um pouco sobre os catadores de materiais recicláveis e o tempo (aproximado) de decomposição de materiais .
  • 2.
    • De acordo com o IBGE (PNSB, 2000) :
    • 125.281 mil toneladas de resíduos domiciliares são coletadas diariamente no Brasil;
    • 52,8% dos municípios Brasileiros dispõem seus resíduos em lixões.
    Hoje se estima que 1 em cada 1000 brasileiros é catador . E 3 em cada 10 catadores gostariam de continuar na cadeia produtiva da reciclagem mesmo que tivessem uma alternativa. Estes têm orgulho de ser Catador. Que tipo de catador você conhece ?? Há catadores de todo tipo, vamos conhecer?? Você sabia que...
  • 3. Trecheiros vivem no trecho entre uma cidade e outra.
  • 4. Catadores do lixão coletam diversos tipos de materiais diretamente de depósitos de lixo, desde objetos recicláveis até alimento.
  • 5. Catadores individuais catam por si, puxam carrinhos muitas vezes emprestados pelo comprador que é o sucateiro ou deposista. .
  • 6. Catadores organizados em grupos autogestionários onde todos são dono do empreendimento, legalizados ou em fase de legalização como cooperativas, associações, ONGs ou OSCIPs.
  • 7. O Catador é um sujeito que tira do lixo o seu sustento . Seja através da prática da coleta seletiva junto a alguns parceiros que doam o seu lixo ou, melhor ainda, seus recicláveis selecionados na fonte; seja caçando recicláveis pelas ruas e lixões , sacando os recicláveis do lixo misturado que o gerador não teve a decência de separar e colocou no mesmo saco o que pode e o que não pode ser reaproveitado.
  • 8. Dentre os Catadores organizados ou em organização existem Grupos em organização :  com pouca ou nenhuma infra-estrutura, muita necessidade de apoio, vontade de trabalhar em grupo e se fortalecer. Catadores organizados autogestionários :   grupos que funcionam como cooperativas de fato onde decisões são tomadas de modo democrático, as vendas e os resultados são de domínio de todos graças à transparência das informações (o valor da venda, dos descontos, as atas das reuniões e etc). Não há uma liderança única da qual dependam todas as decisões e todos os associados representam o empreendimento como donos.
  • 9. Redes de cooperativas autogestionárias :   a idéia de rede é uma forma de fortalecer os grupos na busca de quantidade, qualidade e frequência que são algumas das imposições do mercado da reciclagem. Em rede os grupos podem vender por melhores preços , em maiores quantidades , podendo aqueles que não tem prensa também enfardar o material . Em rede os grupos também podem se organizar para otimizar a coleta e realizar inclusive a coleta de outros materiais como óleo de cozinha, alimentos entre outros.
  • 10. E também existem... Coopergatos :  grupos não autogestionários , que tem um dono, onde um manda e todos obedecem, funcionando como uma empresa privada só que sem os benefícios sociais e trabalhistas que ela deveria oferecer. Cooperativas de Sucateiros :  alguns sucateiros que frequentemente têm relações para lá de exploratórias com catadores, buscam vantagens ao atuarem como cooperativas, mas funcionam, na verdade, como empresa privada, sob a fachada do cooperativismo. Infelizmente esse padrão é bastante freqüente.
  • 11. Catadores são vítimas de preconceito por parte da sociedade, constantemente associados de forma equivocada ao problema do lixo, não às soluções. São atores importante da gestão dos resíduos nas cidades e da cadeia produtiva da reciclagem, merecendo políticas públicas que fortaleçam seu perfil empreendedor e ecológico. Cooperativas de apoiadores :   grupos de catadores organizados por pessoas que não tem histórico na catação e se auto-declaram catadores (mas tem perfil de apoiador) para exercer uma liderança sem nenhum compromisso com o processo emancipatório dos catadores.
  • 12. Portanto, sabe-se que as famílias de catadores de lixo vivem em condições precárias de vida e que possuem uma renda familiar baixa, muitas vezes insuficiente para atender as necessidades mínimas da alimentação. Além disso, nessas famílias encontramos o trabalho precoce de crianças para ajudar nas despesas da família. Dessa forma, a renda em dinheiro do lixo coletado varia de um mês para o outro, pois depende da quantidade e do material que é coletado.
  • 13. Vamos agora conhecer o tempo de decomposição de materiais no meio ambiente. Aproveite e reflita sobre o que você faz ou está fazendo para ajudar a natureza .
  • 14. Esperamos que essa tabela de tempo de decomposição de materiais possa ser um instrumento de sensibilização, fazendo com que as pessoas pensem na sua responsabilidade individual com relação ao lixo . É importante lembrar que o tempo é aproximado, podendo variar de acordo com as condições do solo ou ambiente em que os materiais foram descartados. De qualquer maneira, o fato é que o lixo continua existindo depois que o jogamos na lixeira e devemos verificar todas as possibilidades de reintroduzí-lo na cadeia produtiva da reciclagem ou de aumentar o seu ciclo de vida.
  • 15. mais de 30 anos Nylon 15 anos Madeira pintada 15 anos Tampa de garrafa 10 a 20 anos Meias de lã de 05 a 10 anos Filtro de cigarro 05 anos Chiclete 01 a 05 anos Papel plastificado de 6 meses a 1 ano Pano 06 meses Palito de fósforo 03 a 06 meses Papel de 1 a 3 meses Cascas de frutas Tempo de decomposição Lixo
  • 16. 1 milhão de anos Vidro Indeterminado Borracha indeterminado Garrafas de plástico (pet) indeterminado Pneu indeterminado Garrafas de vidro 600 anos Fralda descartável 450 anos Plástico 200 anos Latas de alumínio mais de 100 anos Metal 100 anos Lata de conserva até 50 anos Couro de 30 a 40 anos Sacos plásticos Tempo de decomposição Lixo
  • 17. Com isso, a reciclagem de lixo assume um papel fundamental na preservação do meio ambiente , pois, além de diminuir a extração de recursos naturais ela também diminui o acúmulo de resíduos nas áreas urbanas. Os benefícios obtidos são enormes para a sociedade, para a economia do país e para a natureza. Todos nós sonhamos com um mundo maravilhoso para se viver. É esse mundo que você quer???
  • 18. Sem cuidar do lixo e do meio ambiente?
  • 19. Ou reciclando e conservando a natureza?
  • 20. Preserve a Natureza. Separe seu lixo. Recicle.
  • 21. Referências: http ://www.lixo.com. br / index . php ? option =com_ content & task = view &id=133& Itemid =240   http ://www.lixo.com. br / index . php ? option =com_ content & task = view &id=146& Itemid =252   www.vestibular1.com.br/revisao/ decomposicao _ lixo .doc  Objeto de Aprendizagem Trabalho de Informática Educativa II Daiana A. de Siqueira Canello NTEM 2010