Breve história do xadrez

14,065 views
13,797 views

Published on

Published in: Business, Technology
0 Comments
7 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
14,065
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
262
Actions
Shares
0
Downloads
505
Comments
0
Likes
7
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Breve história do xadrez

  1. 1. Vamos apresentar uma breve História do Xadrez através de imagens. A evolução deste jogo vai ser comentada ao longo da apresentação. História do Xadrez
  2. 2. Para alguns historiadores, foi na China que surgiu o xadrez. No entanto, a maioria inclina-se para ter sido na Índia o local onde efectivamente nasceu este jogo. História do Xadrez
  3. 3. Nessa época não se jogava ao xadrez, tal como o conhecemos hoje, mas a um jogo chamado Chaturanga, ou seja, um jogo antepassado do xadrez. Chaturanga significa quatro (chatur) membros (anga). É feita alusão às quatro classes de forças de que se compunha o exército hindu: infantaria (os peões), cavalaria (os cavalos), elefantaria (torre) e os carros (bispos). História do Xadrez
  4. 4. Tal como está na figura, este jogo era disputado entre quatro jogadores, tendo cada um a sua cor (verde, amarelo, negro e vermelho). História do Xadrez
  5. 5. O rei (rajá) tinha o mesmo movimento que o actual rei; o cavalo (asva) também se movia como o nosso cavalo; a torre (hastí) movia-se como a nossa actual torre; o bispo (roka) movia-se duas casas em diagonal e podia saltar sobre as outras peças. Finalmente, os quatro peões (padata) avançavam uma casa e comiam na diagonal. As casas do tabuleiro eram todas da mesma cor, os jogadores situados em diagonal eram aliados. Em algumas partes jogava-se com um dado e existiam várias jogadas especiais que proporcionavam uma determinada vantagens. O objectivo era capturar os dois reis (rajás) inimigos. História do Xadrez
  6. 6. O Chaturanga hindu passou, então, da Índia à Pérsia, transformando-se em Chatrang. Os jogadores aliados fundiram-se num só exército e o rei que sobrou foi convertido em subalterno, em vizir ou primeiro-ministro. História do Xadrez
  7. 7. Os Persas não inventaram o jogo mas melhoraram simplesmente o seu sentido, desde que o conheceram, após as conquistas das regiões setentrionais da Índia. O xadrez actual deve muito mais ao Chatrang persa do que ao Chaturanga hindu. O Chatrang persa encontrou muito interesse entre os povos árabes que o difundiram pelos territórios que foram entretanto conquistando. Foi desta maneira que o jogo entrou na península ibérica. História do Xadrez
  8. 8. Na Idade Média o jogo alcançou uma grande popularidade na Europa, apesar de ter estado proibido pela Igreja, entre os séculos IX e XV. História do Xadrez
  9. 9. Em finais deste século, apareceram as novas regras dos movimentos: o alferza transformou-se em dama, o bispo passou a mover-se como na actualidade, depois apareceu o avanço inicial de duas casas do peão e a captura na passagem (en passant) e, finalmente, chegou o roque. Estas mudanças desenrolaram-se durante os séculos XV e XVI. História do Xadrez
  10. 10. Os livros anteriormente escritos ficaram desactualizados e começa a nascer a moderna teoria de aberturas. História do Xadrez
  11. 11. O título de Campeão do Mundo de Xadrez só foi criado, oficialmente, em 1886. No entanto, antes desta data existiram jogadores que também mereceram esse título. Em 1571, Filipe II reuniu em Madrid os quatro melhores jogadores da época: os espanhóis Ruy López de Segura e Escovara e os italianos Giovani Leonardi da Cutri e Paolo Boi). Até a essa altura o espanhol Ruy López de Segura dominava, tendo perdido esse domínio para Leonardi da Cutri, vencedor do torneio. História do Xadrez
  12. 12. No século XVII o domínio passou para os xadrezistas italianos, destacando-se Gioachino Greco (1600-1634), conhecido pelo o calabrês, uma vez que era originário da região italiana da Calábria. História do Xadrez
  13. 13. No século XVIII os xadrezistas franceses tiveram alguma importância, sobretudo François André Danican, conhecido por Philidor (1726- 1795), que afirmou que os peões são a alma do jogo. História do Xadrez
  14. 14. Nos começos do século XIX destacaram-se diversos jogadores, particularmente o francês, Louis Charles de Labourdonnais (1797- 1840) História do Xadrez
  15. 15. O inglês Howard Staunton (1810- 1874) foi outro dos grandes jogadores da época e que criou o tipo de peças com que hoje se joga, isto é, modelo Staunton. História do Xadrez
  16. 16. Depois da segunda metade do século as competições de xadrez multiplicaram-se, sobressaindo o prussiano Adolf Anderssen (1818-1869), vencedor do torneio de Londres (1851) que decorreu ao mesmo tempo da Exposição Universal. História do Xadrez
  17. 17. O americano Paul Morphy (1837-1884), na sua viagem à Europa, derrotou todos os principais jogadores dessa altura, incluindo o campeão Adorf Anderssen, tornando-se, assim, no mais célebre jogador da época. História do Xadrez
  18. 18. Com a retirada de Paul Morphy das competições, Adorf Anderssen volta a ser considerado o jogador mais forte até 1866, data em que perdeu, por 8-6, contra o boémio Wilhelm Steinitz (1836-1900). Após este resultado, Steinitz auto-proclamou-se campeão do mundo. História do Xadrez
  19. 19. Em 1886, Steinitz derrotou J. Zukertort (1842-1888), sendo, então, declarado oficialmente campeão do mundo. História do Xadrez Steinitz Zukertort
  20. 20. Nos anos seguintes, W. Steinitz defendeu vitoriosamente o título contra Mikhail Chigorin (por duas vezes: 1889 e 1892) e Isidor Gunsberg (1890). História do Xadrez Steinitz Chigorin Gunsberg
  21. 21. Em 1894, W. Steinitz foi vencido por Emmanuel Lasker (1868- 1941), sendo novamente derrotado, num “match-desforra”, em 1896- 1897, em Moscovo. Assim, Lasker passou a ser o novo campeão do mundo de xadrez. História do Xadrez Steinitz Lasker
  22. 22. Em. Lasker, como primeiro campeão do séc. XX, defendeu vitoriosamente o título em diversas ocasiões: F. Marshall, (1907), S. Tarrasch (1908), D. Janowski (1909 e 1910), C. Schlechter (1910). História do Xadrez Lasker Marshall Tarrasch Janowski Schlechter
  23. 23. A supremacia de Lasker viria a terminar em 1921, contra o cubano J. R. Capablanca (1888-1942). Este jogador era considerado uma autêntica “máquina humana”, pois raramente perdia um jogo, dominando o panorama xadrezístico mundial até 1927. História do Xadrez Lasker Capablanca
  24. 24. Em 1927, Capablanca defrontou e perdeu, em Buenos Aires, o título mundial contra o russo Alexander Alekhine (1892-1946). Alekhine, que acabou por falecer em Portugal (Estoril), defendeu o título em diversas ocasiões: contra E. Bogoljubov (1929 e 1934) e contra Max Euwe (em 1935, perdendo-o e recuperando-o em 1937, contra o mesmo adversário). Tornou-se o primeiro jogador a reconquistar o título mundial. História do Xadrez Alekhine Capablanca Bogoljubov Euwe
  25. 25. Depois da morte de Alekhine, em Março de 1946, a Federação Internacional de Xadrez (FIDE) decide convidar os seis principais jogadores da época: os russos M. Botvinnik, P. Keres e V. Smyslov, os americanos S. Reshevsky e R. Fine e o holandês M. Euwe. Contudo, R. Fine recusa participar e a prova realiza-se em 1948, a cinco voltas, nas cidades de Haia e Moscovo. Deste embate sai vencedor M. Botvinnik. História do Xadrez Botvinnik Keres Smyslov Reshevsky Fine Euwe
  26. 26. Em 1951, Mikhail Botvinnik disputa o seu primeiro match, concretamente contra David Bronstein, que terminou num empate. Nesta situação, como os regulamentos favorecem o campeão, Botvinnik mantém o título. História do Xadrez Botvinnik Bronstein
  27. 27. Em 1954, Botvinnik beneficia novamente da situação de empate, neste caso contra V. Smyslov que, no entanto, em 1957, se torna no novo campeão do mundo. De acordo com os regulamentos da FIDE, o campeão derrotado tem o direito de disputar um match de desforra contra o novo campeão. Situação que se vai verificar no ano seguinte, 1958, com vantagem para Botvinnik que reconquista o título mundial. História do Xadrez Botvinnik Smyslov
  28. 28. Idêntica situação volta a surgir em 1960-1961, neste caso entre Botvinnik e Mikhail Tal, o campeão perde o título para o recuperar no ano seguinte. História do Xadrez Botvinnik Tal
  29. 29. Em 1963, Botvinnik perde definitivamente o título mundial para o arménio Tigran Petrosian. História do Xadrez Botvinnik Petrosian
  30. 30. Tigran Petrosian será o campeão mundial até 1969, ano em que Boris Spassky o derrota, após dois match (em 1966 e em 1969). História do Xadrez Petrosian Spassky
  31. 31. O ano de 1972 é particularmente importante na história do xadrez: em plena «guerra fria», confrontam-se o campeão mundial, o russo B. Spassky, e o norte-americano Bobby Fischer. A evidente superioridade do norte-americano não levanta qualquer dúvida, tornando-se no novo campeão mundial. História do Xadrez Spassky Fischer
  32. 32. Infelizmente, Fischer abandona o xadrez, perdendo o seu título, em 1974, para a nova estrela soviética: Anatoli Karpov. História do Xadrez Fischer Karpov
  33. 33. Em 1978, surge um novo pretendente, o ex-soviético Viktor Korchnoi que vai ser duplamente derrotado por Anatoli Karpov, em Baguio, nas Filipinas, e novamente em Itália, na cidade de Merano, em 1981. História do Xadrez Karpov Korchnoi
  34. 34. Depois de Viktor Korchnoi vai surgir um período em que os principais jogadores em confronto são Anatoli Karpov e Garry Kasparov (n. 13-ABR-1963). História do Xadrez KarpovKasparov
  35. 35. Em 1984, altura do primeiro match, o encontro é suspenso ao fim de 48 partidas jogadas. Decisão polémica mas que obrigou a um novo match, em 1985, em Moscovo, com a vitória de Kasparov, que passou a ser o novo campeão mundial. Em 1986, no match-desforra, Kasparov volta a vencer. No ano seguinte (1987) há um novo match que termina empatado, permitindo a Kasparov manter o título. Em 1990 realizou- se o último match entre estes jogadores, tendo Kasparov ganho mais uma vez. História do Xadrez Karpov Kasparov
  36. 36. A partir desta data, os problemas entre a FIDE e Kasparov foram-se agravando até à ruptura final, com a criação da Associação Profissional de Jogadores (PCA) e a realização de dois ciclos do campeonato do mundo, em 1993. História do Xadrez
  37. 37. O xadrez é um jogo que está espalhado por todo o mundo, integrando diversas áreas da vida em sociedade. História do Xadrez
  38. 38. História do Xadrez Na Pintura e na caricatura…
  39. 39. O xadrez faz muito bem!! O xadrez desenvolve várias competências nos seus praticantes:O xadrez desenvolve várias competências nos seus praticantes:  Autocontrolo - Pela concentração necessária durante o jogo.  Tomada de decisão - A necessidade de efectuar movimentos durante um determinado tempo, e de entre várias possibilidades escolher uma, sem ajuda de parceiros.  Responsabilidade - Tomar uma decisão e torna-se responsável por ela, seja boa ou má.  Persistência - A procura constante dos melhores lances para atingir os objectivos.  Criatividade - De uma posição conhecida, procurar encontrar novas formas de concluir o jogo.  Raciocínio lógico e fluidez de pensamento - Os vários movimentos têm uma sequência entre si e antecipam os movimentos seguintes. História do Xadrez
  40. 40.  Alguns dos símbolos utilizados nas anotações das partidas de xadrezAlguns dos símbolos utilizados nas anotações das partidas de xadrez  « Vantagem decisiva branca  ± Vantagem branca  ³ Ligeira vantagem branca  ¬ Vantagem decisiva negra  ­ Vantagem negra  ² Ligeira vantagem negra  = Igualdade  ¯ Compensação material negra  ® Com contrajogo  à Com ataque  Ä Com iniciativa  ! Bom lance  !! Excelente lance  › Lance interessante  œ Lance duvidoso  ? Mau lance  ?? Erro grosseiro  • Melhor lance  Ì Zugzwang  µ Único lance  # Mate  Tempo  Å Vantagem do desenvolvimento  Ch Campeonato  Z Zonal  Iz Interzonal  Ol Olimpíada  M Match  Corr Partida por correspondência História do Xadrez

×