• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Aula gestao fin orc 01
 

Aula gestao fin orc 01

on

  • 5,301 views

 

Statistics

Views

Total Views
5,301
Views on SlideShare
5,301
Embed Views
0

Actions

Likes
2
Downloads
116
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Aula gestao fin orc 01 Aula gestao fin orc 01 Document Transcript

    • UNIJIPA Gestão Financeira e Orçamentá Orçamentária Prof. Marion Mello Prof. Marion Mello Ementa • Planejamento e controle financeiro. • Fluxos contábeis e financeiros. • Integração das demonstrações de resultados, de variações do capital circulante liquido e do fluxo de caixa. • Administração e dimensionamento das necessidades de capital de giro. • Estrutura financeira e custo de capital. • Políticas de Financiamento e de dividendos. • Objetivos, métodos e análise dos projetos de investimentos. • Incerteza e risco nas decisões financeiras. • Crescimento e diversificação. • Alavancagem financeira e risco. Finanças Corporativas INTRODUÇ INTRODUÇÃO ÀS FINANÇAS CORPORATIVAS FINANÇ Finanças Corporativas: incorporaram em seu escopo as Finanç grandes evoluções do mundo contemporâneo. Profissional de finanças: necessidade de visão integrativa da finanç empresa e seu relacionamento com o ambiente externo. Contabilidade: informações relevantes do comportamento do mercado e do desempenho interno da empresa. Realidade empresarial brasileira: demanda um conjunto de ajustes e reflexões de conceitos financeiros consagrados em outros ambientes econômicos. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan 1
    • Finanças Corporativas 1.1 Evoluç Evolução da Administração Financeira Administraç A crescente complexidade assumida pelos negócios e operações de mercado fez com que as finanças empresarias se separassem das Ciências Econômicas. Até 1929/30 - Predomínio da abordagem tradicional: Finanças voltadas para instrumentos de captação de recursos. Depressão de 1929/30 - Enfoque administrativo e preocupação com solvência e liquidez das empresas. Década de 40 até meados de 50 – Enfoque da empresa como aplicadora (empréstimo) de recursos. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan Finanças Corporativas 1.1 Evoluç Evolução da Administração Financeira Administraç Década de 50 – Ênfase aos investimentos e geração de riqueza e preocupação com alocação eficiente de recursos. Os conceitos de Retorno do investimento e custo de capital são desenvolvidos – ativos e passivos em destaque. Final de 50 e início de 60 – Merton H. Miller, Prêmio Nobel de Modigliani e Miller dão início à Economia em 1990 moderna teoria de finanças com estudos sobre a irrelevância Franco Modigliani, da estrutura de capital. Prêmio Nobel de Economia em 1985 Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan Finanças Corporativas 1.1 Evoluç Evolução da Administração Financeira Administraç As proposições de M&M oferecem rigorosa contribuição à reflexão da lógica econômica do processo de tomada de decisões financeiras das corporações. Década de 90 – Evolução da gestão de risco com estratégias de derivativos. Conflito risco x retorno Teoria do Portfólio – O risco/desempenho de um ativo deve ser avaliado com base em sua contribuição ao risco/ desempenho total de um portfólio, e não de maneira isolada. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan 2
    • Finanças Corporativas 1.2 Adm. Responsabilidades Contemporâneas da Adm. Financeira Eficiência na captação e alocação de recursos de capital. Visualização da empresa como um todo. Cuidados especiais no uso e interpretação dos modelos financeiros. Postura questionadora e reveladora em relação ao comportamento de mercado. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan Finanças Corporativas 1.3 Dinâmica das Decisões Financeiras a) planejamento financeiro Necessidades de expansão, desajustes futuros e rentabilidade sobre os investimentos. b) Controle financeiro Análise e correção de desvios entre previsto e realizado. c) administração de ativos administraç Melhor estrutura dos investimentos em termos de risco e retorno. d) administração de passivos administraç Gerenciamento de composição de financiamento. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan Finanças Corporativas 1.3 Dinâmica das Decisões Financeiras Decisões de financiamento Decisões de Captação de investimento recursos Aplicação de recursos Decisões de dividendos Financiamento das atividades Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan 3
    • Finanças Corporativas 1.3 Dinâmica das Decisões Financeiras Decisões de investimento Envolve todo o processo de identificação, avaliação e seleção das alternativas de aplicações na expectativa de benefícios econômicos futuros. São avaliadas pela relação risco-retorno. São atraentes quando o retorno esperado da alternativa supera o retorno exigido pelos proprietários de capital. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan Finanças Corporativas 1.3 Dinâmica das Decisões Financeiras Decisões de financiamento Escolha das melhores ofertas de recursos e grau de alavancagem. Descrevem as taxas de retorno exigidas pelos detentores de capital. Devem adequar o passivo às características de rentabilidade e liquidez das aplicações de recursos. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan Finanças Corporativas 1.3 Dinâmica das Decisões Financeiras Integração das decisões de investimento e financiamento Estabelecem um portfólio de oferta de fundos para investimento e alternativas de aplicações. Política de dividendos : reinvestir lucro ou distribui-lo? Avaliação dos respectivos ganhos para o acionista. Decisão do volume de capital próprio ou de terceiros financiando os investimentos. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan 4
    • Finanças Corporativas 1.3.1 Interdependência econômica e financeira Resultado operacional Define os limites de remuneração das fontes de capital da empresa. Quantifica o retorno produzido pelas decisões de investimento. Permite a avaliação da atratividade econômica do negócio. Sinaliza as decisões de financiamento (custo de captação). Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan Finanças Corporativas 1.3.1 Interdependência econômica e financeira Tomada de decisões financeiras Agregação valor econômico: lucro operacional > custo capital Equilíbrio financeiro: Interdependência de prazos entre ativos e passivos. Risco econômico (operacional): Relacionado às decisões de investimento. Risco financeiro: Quanto maior o nível de endividamento, maior o risco. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan Finanças Corporativas 1.4 Inflaç Decisões Financeiras em Ambiente de Inflação A inflação atua sobre a economia de maneira desproporcional, gerando desigual distribuição de riqueza. Provoca resultados distorcidos e decisões financeiras comprometedoras. Distorce o valor de elementos patrimoniais com diferentes intensidades. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan 5
    • Finanças Corporativas 1.4 Inflaç Decisões Financeiras em Ambiente de Inflação Os modelos financeiros devem incluir a problemática inflacionária para não comprometer as análises. Decisões de maior maturidade podem ser equivocadas pelo uso de valores não corrigidos monetariamente. Brasil : sistemática legal de correção monetária extinta em 1995. Atualmente uso de valores nominais. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan Finanças Corporativas 1.5 Administraç Administração Financeira e Objetivo da empresa Objetivo da empresa: Satisfação do retorno exigido pelos proprietários ou bem-estar social do público em geral? Economia de mercado – empresas atraídas pelas atraí possibilidades de lucros e guiadas por seus próprios objetivos. Adam Smith – benefícios para a sociedade causados automaticamente pela maximização da riqueza do empresário. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan Finanças Corporativas 1.5 Administraç Administração Financeira e Objetivo da empresa Economia moderna – baseadas nas idéias liberais de Adam Smith. Suposição da existência de mercados eficientes. Intervenção estatal ou outras imperfeições no mercado reduziriam a atuação da mão invisível. Mundo atual – questões econômicas essenciais de toda a sociedade são respondidas pelas forças de mercado. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan 6
    • Finanças Corporativas Administraç Objetivo da Administração Financeira Maximização da riqueza (bem estar econômico) dos proprietários de capital. Foco nas decisões de investimento, financiamento e de dividendos de maneira a promover a riqueza dos acionistas. As decisões financeiras de maximização de riqueza reflete nos recursos da sociedade, maximizando a riqueza da economia como um todo. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan Finanças Corporativas Atividades Chaves do Administrador Financeiro Análise e Planejamento Financeiro Balanço Patrimonial Decisões de Ativo Circulante Passivo Circulante Decisões de Investimento Financiamento Ativo Permanente Patrimônio Liquido Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan Finanças Corporativas Conceitos, análises e planejamento financeiros Administrador Financeiro As atividades do Administrador financeiros podem ser relacionadas às demonstrações financeiras básicas da empresa. Sua atividades fundamentais são: 1. Realizar análises e planejamento financeiro; 2. Tomar decisões de investimento; e 3. Tomar decisões de financiamento. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan 7
    • Finanças Corporativas Atividades Chaves do Administrador Financeiro Aná Análise e Planejamento Financeiro Financeiro: Diz respeito à transformação dos dados financeiros, de forma que possam ser utilizados para monitorar a situação financeira da empresa. Avaliação da necessidade de se aumentar (ou reduzir) a capacidade produtiva. Determinação de aumentos (ou reduções) dos financiamentos requeridos. Essas funções abarcam todo o balanço patrimonial, assim como as demonstrações do resultado do exercício e outros demonstrativos contábeis. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan Finanças Corporativas Atividades Chaves do Administrador Financeiro Investimento: Decisão de Investimento Determinam a combinação e o tipo de ativo constante do balancete patrimonial da empresa. Essa atividade diz respeito ao lado esquerdo do balanço. A combinação refere-se ao montante de recursos aplicados em ativos circulantes e em ativos permanentes. Estabelecidas as combinações o administrador financeiro deve fixar e tentar manter certos níveis ótimos para cada tipo de ativo circulante. Deve também decidir quais são os melhores ativos permanentes a adquirir, e saber quando os ativos existentes precisam ser modificados, substituídos ou liquidados. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan Finanças Corporativas Mediç 1.5.1 Medição do objetivo da empresa Lucro contábil Não define a capacidade financeira de pagamento da empresa, pois é apurado no regime de competência. Não leva em consideração os riscos inerentes à atividade da empresa nem aos fluxos esperados de rendimento. Não representa o efetivo desempenho da empresa por ser um único componente isolado. Ignora o valor da moeda no tempo. isolado Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan 8
    • Finanças Corporativas Mediç 1.5.1 Medição do objetivo da empresa Outras medidas Crescimento das vendas, rentabilidade, participação de mercado, endividamento, liquidez etc. Não podem constituir-se sozinhas no objetivo do processo de tomada de decisões financeiras. Não reconhecem as dimensões necessárias à maximização da riqueza dos proprietários de capital. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan Finanças Corporativas Mediç 1.5.1 Medição do objetivo da empresa Valor de mercado da empresa Valor presente dos benefícios econômicos esperados, descontados a uma taxa que representa o da remuneração mínima exigida pelos proprietários de capital. Reflete o risco associado a esses resultados. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan Finanças Corporativas Mediç 1.5.1 Medição do objetivo da empresa O processo de decisões financeiras deve levar em conta o equilíbrio entre risco e retorno. Para maiores riscos, os investidores esperam auferir maiores retornos e vice-versa. A empresa deve trabalhar dentro da expectativa de promover um retorno condizente ao risco assumido. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan 9
    • Finanças Corporativas Mediç 1.5.1 Medição do objetivo da empresa Problemática da informação contábil Problemá informaç contá Tem como objetivo a apuração do lucro e não a apuraç mensuração do valor de mercado. mensuraç Preços históricos (custo) que refletem resultados Preç histó acumulados em exercícios passados. exercí Ativos registrados pelos valores de compra que não revelam a capacidade de geração de benefícios futuros. geraç benefí Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan Finanças Corporativas Mediç 1.5.1 Medição do objetivo da empresa Administraç Administração Financeira Avalia a capacidade de um bem em gerar riqueza. Leva em conta o equilíbrio entre risco e retorno. Tem o objetivo de promover a maximização do valor de mercado da ação da empresa. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan Finanças Corporativas 1.5.2 Ambiente Financeiro e Valor da Empresa O mercado financeiro possui um sistema de equilíbrio entre equilí agentes superavitários e deficitários. A convivência da empresa no mercado é fundamental para a formação de uma estrutura de capital adequada. O valor de mercado das ações revela um importante parâmetro da avaliação do desempenho da empresa. avaliaç Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan 10
    • Finanças Corporativas 1.5.2 Ambiente Financeiro e Valor da Empresa Restrições do mercado brasileiro Não pulverizado Grupos reduzidos de acionistas como controladores. Baixa liquidez Número reduzido de ações negociadas em relação às emitidas. Avaliaç Avaliação distorcida O valor de mercado da ação revela baixíssima relação com o efetivo valor da empresa. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan Finanças Corporativas 1.5.3 Objetivo da empresa em outras economias paí asiá Europa e alguns países asiáticos Maior participação dos empregados no processo decisório. Influência dos funcionários sobre a administração. Alta concentração do controle acionário. Mercado de empréstimos basicamente institucional. Não utilização de títulos de dívida. Menor volume de informações aos investidores. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan Finanças Corporativas 1.6 Dinâmica das decisões Financeiras no Brasil Economias em processo de desenvolvimento Taxas de juros subsidiadas. Taxas de juros de curto prazo maior que as de longo prazo. Carência de recursos de longo prazo para investimentos. Elevado grau de concentração industrial. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan 11
    • Finanças Corporativas 1.6 Dinâmica das decisões Financeiras no Brasil Economia brasileira Insuficiência de recursos de longo prazo para as empresas. Volume de empréstimos aquém das necessidades do mercado. Linhas de crédito oficiais limitadas e direcionadas a programas específicos Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan Finanças Corporativas 1.6 Dinâmica das decisões Financeiras no Brasil Economia brasileira Dificuldade de captação de poupança pelas instituições financeiras. Empresas financiadas por meio de recursos próprios e com dívidas de curto prazo. Decisões das empresas privilegiam a sobrevivência e não a competitividade. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan Finanças Corporativas 1.6 Dinâmica das decisões Financeiras no Brasil Conseqüências Conseqü Necessidade de maior atenção na elaboração dos modelos identificadores dessa realidade. Limitação da capacidade de crescimento das empresas nacionais. Falta de recursos de maior maturidade para gerar maior capacidade competitiva no atual mundo globalizado. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan 12
    • Finanças Corporativas BIBLIOGRAFIA Parte I – Fundamentos de Administração Financeira Administraç ASSAF NETO, Alexandre. Matemática financeira e suas aplicações. 7. Ed. São Paulo: Atlas, 2002. ASSAF NETO. Mercado financeiro. 4. Ed. São Paulo: Atlas, 2002. BODIE, Zvi; MERTON, Robert C. Finanças. Porto Alegre: Bookman, 1999. CNBV – COMISSÃO NACIONAL DE BOLSA DE VALORES. Mercado de capitais. Rio de Janeiro: Campus: CNBV, 2001. PORTERFIELD, James T. S. Decisões de investimento e custo de capital. São Paulo: Atlas, 1976. (Série Fundamentos de Finanças.) SOLOMON, Ezra. Teoria da administração financeira. 3. Ed. São Paulo: Zahar, 1977. Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finanças Corporativas e Valor – ASSAF Finan 13