Definição de processos para AS Brasil utilizando Rational Method Composer

940 views

Published on

tema apresentado em 21/10 pelo palestrante e Process Advisor da área de Process, Methods and Tools da IBM Brasil, Fernando Moribe.

Published in: Technology, Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
940
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
15
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Definição de processos para AS Brasil utilizando Rational Method Composer

  1. 1. © 2009 IBM Corporation Definição de Processos para AS Brasil utilizando Rational Method Composer Fernando Galdino Moribe – Process Advisor IBM Brasil (fgaldino@br.ibm.com) 21/10/2010
  2. 2. © 2009 IBM Corporation2 Conteúdo  Introdução ao Rational Method Composer  SPEM 2.0 – Arquitetura UMA  Estruturando uma Biblioteca de Processo  O poder da reutilização de conteúdo  Publicação de Métodos  Caso de Uso: IBM Brasil
  3. 3. © 2009 IBM Corporation3 Ambiente de TI Livros de novas tecnologias Artigos, Redbooks Melhores práticas Lições aprendidas de projetos e iterações Base de conhecimento Guidelines da Empresa Recomendações de Tecnologia Guias de Usuário Templates de projetos
  4. 4. © 2009 IBM Corporation4 Rational Method Composer  O Rational Method Composer é uma ferramenta para autoria de processo onde é possível Gerenciar, Configurar e Implantar processos para organizações e equipes.  Permite criar sua própria biblioteca de Métodos ou reutilizar uma biblioteca existe como o RUP, por exemplo.
  5. 5. © 2009 IBM Corporation5 Rational Method Composer  Utiliza-se da plataforma Eclipse  Projeto Eclipse Process Framework
  6. 6. © 2009 IBM Corporation6 Conteúdo  Introdução ao Rational Method Composer  SPEM 2.0 – Arquitetura UMA  Estruturando uma Biblioteca de Processo  O poder da reutilização de conteúdo  Publicação de Métodos  Caso de Uso: IBM Brasil
  7. 7. © 2009 IBM Corporation7 SPEM 2.0 – Arquitetura UMA  Rational Method Composer implementa a Unified Method Architecture (UMA)  Unified Method Architecture foi submetida a OMG como Software & System Process Engineering Metamodel Specification (SPEM 2.0)  Define uma arquitetura aberta e padrão para definições de métodos
  8. 8. © 2009 IBM Corporation8 Estrutura do SPEM 2.0 method = method content + process Method content é a descrição de um trabalho que pode ser reutilizado. Method content descreve tasks, roles, work products, guidelines, e outros, que estão envolvidos com a realização do trabalho. Processes são a ordem em que o trabalho é realizado. Ele contém a ordem dos Method content. Processos podem diferenciar de acordo com o tipo de projeto, tamanho ou outra característica. Um Method contém a descrição de um trabalho e a ordem do trabalho. Um método descreve de ponto-a-ponto e pode ser utilizado em um projeto. Um exemplo de método é a metodologia RUP.
  9. 9. © 2009 IBM Corporation9 Utilizando-se de Métodos Governance Perform Milestone Review Close Project Draft Functional Spec Finalize Functional Spec Detail Functional Spec Requirements Draft Architecture Firm Architecture Perform Analysis Analysis and Design Perform Design Create Prototype Perform Unit Test Write Code Development Perform System Test Perform Regression Test Perform Integration Test Test Perform Milestone Review Draft Functional Spec Finalize Functional Spec Detail Functional Spec Requirements Draft Architecture Firm Architecture Perform Analysis Analysis and Design Perform Design Perform Milestone Review Create Prototype Perform Unit Test Write Code Development Perform Milestone Review Perform System Test Perform Regression Test Perform Integration Test Test Perform Milestone Review Close Project Processo Cascata Perform Milestone Review Draft Functional Spec Inception Perform Analysis Elaboration Perform Design Perform Milestone Review Perform Unit Test Write Code Transition Perform Milestone Review Perform System Test Perform Integration Test Construction Perform Milestone Review Processo Iterativo Draft Architecture Create Prototype Detail Functional Spec Detail Functional Spec Finalize Functional Spec Firm Architecture Perform Analysis Perform Design Perform Unit Test Write Code Perform System Test Perform Regression Test Perform Integration Test Finalize Functional Spec Firm Architecture Perform Unit Test Write Code Perform System Test Perform Regression Test Perform Integration Test Perform Milestone Review Close Project
  10. 10. © 2009 IBM Corporation10 Exemplo: Rational Unified Process
  11. 11. © 2009 IBM Corporation11 Method, Method content e Process Method = Method Content + Process Method Process •Capability patterns •Delivery processes •Activities Method Content •Roles •Tasks •Work Products Guidance
  12. 12. © 2009 IBM Corporation12 Library, Plug-ins e Configurations  Method content e Process são criados e mantidos dentro de um Plug-in  Uma Library contém um conjunto de Plug-ins organizados por pacotes  Uma Configuration determina quais Plug-ins fazem parte de um Método (Method)
  13. 13. © 2009 IBM Corporation13 Entendendo um Plug-in  Method Content: – Content Packages, onde todos os method content são criados – Standard Categories permite categorizar os method content – Custom Categories permite definir sua própria categorização dos method content  Processes – Capability Patterns – Delivery Processes
  14. 14. © 2009 IBM Corporation14 Entendendo uma Configuration  Determina quais Plug-ins fazem parte de um determinado Método (Method) Configuration de um Método
  15. 15. © 2009 IBM Corporation15 Rational Method Composer
  16. 16. © 2009 IBM Corporation16 Conteúdo  Introdução ao Rational Method Composer  SPEM 2.0 – Arquitetura UMA  Estruturando uma Biblioteca de Processo  O poder da reutilização de conteúdo  Publicação de Métodos  Caso de Uso: IBM Brasil
  17. 17. © 2009 IBM Corporation17 Estruturando uma biblioteca de Processo  Ao iniciar uma biblioteca deve-se definir: – Reutilizar plug-ins existentes – Criar uma nova
  18. 18. © 2009 IBM Corporation18 Estruturar divisão de Plug-ins  Ao trabalhar com o Rational Method Composer deve-se estruturar qual a divisão de Plug-ins necessário  A divisão de Plug-ins permite o reuso dos Method Content  Exemplos de divisão de Plug-ins: – Disciplinas – Roles padrão – Templates – Delivery Process – Etc  Definir a estrutura de pacotes
  19. 19. © 2009 IBM Corporation19 Criando Tasks  Descreve o trabalho que será realizado  Pode conter descrição de Steps para realização da Task  Possui Roles: – Primary performer – Additional performer  Utiliza Work Products – Entrada obrigatória – Entrada opcional – Saída
  20. 20. © 2009 IBM Corporation20 Conteúdo  Introdução ao Rational Method Composer  SPEM 2.0 – Arquitetura UMA  Estruturando uma Biblioteca de Processo  O poder da reutilização de conteúdo  Publicação de Métodos  Caso de Uso: IBM Brasil
  21. 21. © 2009 IBM Corporation21 Reutilizando conteúdo de Method Content  A funcionalidade de variability permite que seja feito reuso de qualquer tipo de Method content: – Task – Roles – Work Products – Guidances  Semelhante a herança na Orientação a Objetos
  22. 22. © 2009 IBM Corporation22 Tipos de Variability N/A no variability Contributes Contibuindo o novo elemento no elemento base (resultado = elemento base mais o que contém no novo elemento) Replaces Substitui o elemento base pelo novo elemento (resultado = novo elemento, não mantém o elemento base) Extends Extende o elemento com as caracteristica do elemento base (resultado = elemento base + novo elemento) Extends-replaces Combina o uso das variability de Replaces e Extends Substitui somente os campos que foram modificados no novo elemento (resultado = novo elemento, não mantém o elemento base)
  23. 23. © 2009 IBM Corporation23 Conteúdo  Introdução ao Rational Method Composer  SPEM 2.0 – Arquitetura UMA  Estruturando uma Biblioteca de Processo  O poder da reutilização de conteúdo  Publicação de Métodos  Caso de Uso: IBM Brasil
  24. 24. © 2009 IBM Corporation24 Publicação de Métodos  Permite publicar os métodos em HTML e disponibiliza-los em intranet
  25. 25. © 2009 IBM Corporation25 Exemplo de Publicação
  26. 26. © 2009 IBM Corporation26 Integração do Rational Method Composer  Publicação – HTML – PDF – Microsoft Word  Integração com Rational Team Concert  Integração com o Microsoft Project
  27. 27. © 2009 IBM Corporation27 Conteúdo  Introdução ao Rational Method Composer  SPEM 2.0 – Arquitetura UMA  Estruturando uma Biblioteca de Processo  O poder da reutilização de conteúdo  Publicação de Métodos  Caso de Uso: IBM Brasil
  28. 28. © 2009 IBM Corporation28 Problema a ser solucionado  Definir um método padrão que possa ser reutilizado por todos os projetos de desenvolvimento de software da IBM Brasil  Seguir modelos como CMMI e ITIL
  29. 29. © 2009 IBM Corporation29 IBM Global Delivery Framework (IGSDF)  Um Framework de processos mundial da IBM  Todo IGSDF é feito através do Rational Method Composer
  30. 30. © 2009 IBM Corporation30 Implementation Guidelines  Uma adaptação dos métodos IGSDF com as necessidades Brasil (Templates, Ferramentas, Métricas, etc)  Através do RMC permite incorporar todas as atualizações que ocorrem no IGSDF  Uma adaptação dos métodos IGSDF com as necessidades Brasil (Templates, Ferramentas, Métricas, etc)  Através do RMC permite incorporar todas as atualizações que ocorrem no IGSDF Implementation Guidelines
  31. 31. © 2009 IBM Corporation31 Definindo arquitetura de trabalho
  32. 32. © 2009 IBM Corporation32 Estrutura do Projeto  Utilização de Variability para modificar o conteúdo da biblioteca original IGSDF  Caso exista uma atualização nos métodos do IGSDF, conseguimos atualizar as customizações realizados no Brasil devido ao uso de Variability
  33. 33. © 2009 IBM Corporation33 Implementation Guidelines  Estruturado um padrão de Métodos, Method Content e Processos para a IBM Brasil, utilizando-se de um padrão global da IBM, utilizando-se de Variability do Rational Method Composer  Ao iniciar uma nova Conta ou Projeto um Especialista de Processo da IBM Brasil analisa se necessário alguma adaptação nos Métodos e realiza essas modificações através do uso de Varibility  Publica os Métodos da Conta ou Projeto na Intranet – Reutilização = Agilidade
  34. 34. © 2009 IBM Corporation34 Detalhes do Projeto  Atualmente mais de 15 pessoas utilizam da mesma biblioteca de métodos do Rational Method Composer ao mesmo tempo  Utilizado o Rational ClearCase para controlar a versão de toda Biblioteca, Plug-ins etc.  Qualquer projeto de Serviços da IBM Brasil possui seus processos definidos e publicados em um portal na intranet  Biblioteca sempre atualizada com qualquer nova publicação do IGSDF  Diminuição drástica no tempo de implementação de processos em novas contas e projetos
  35. 35. © 2009 IBM Corporation35 Portal de Processos da IBM Brasil
  36. 36. © 2009 IBM Corporation36 Exemplo de uso do Rational Method Composer: RUP
  37. 37. © 2009 IBM Corporation37 Links  developerWorks Brasil http://www.ibm.com/developerworks/br  IBM Rational Blog Brasil https://www.ibm.com/developerworks/mydeveloperworks/blogs/rationalbrasil/?lang=pt_br  Certificações Técnicas da Rational http://www-03.ibm.com/certify/certs/rl_index.shtml  Trial do Rational Method Composer http://www.ibm.com/developerworks/downloads/r/rup/index.html  Projeto Eclipse EPF http://www.eclipse.org/epf/  Artigo: IBM Rational Method Composer: Part 1: Key concepts http://www.ibm.com/developerworks/rational/library/dec05/haumer/index.html  Artigo: IBM Rational Method Composer: Part 2: Authoring method content and processes http://www.ibm.com/developerworks/rational/library/jan06/haumer/  Artigo: How to document your team's processes for IBM Rational Team Concert using IBM Rational Method Composer http://www.ibm.com/developerworks/rational/tutorials/dw-r-methods-team-concert/
  38. 38. © 2009 IBM Corporation3838

×