Análise do filme
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Análise do filme

on

  • 1,144 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,144
Views on SlideShare
1,144
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
6
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Análise do filme Análise do filme Document Transcript

  • ANÁLISE DO FILME "TEMPOS MODERNOS" (CHARLES CHAPLIN – 1939)O Filme "Tempos Modernos" de Charles Chaplin faz uma bem humorada critica a revoluçãoindustrial e como foco a mecanização do ser humano, ele passa aos espectadores umavisão geral do que era a vida dos menos afortunados na América dos anos daindustrialização.Em principio ele mostra o operário implantação do estudo de "Tempos einterpretado por Charles Chaplin, que é Movimentos’ de Frederico Taylor, quandoobrigado a seguir a linha de produção, analisamos a obra nesta primeira parte,ele desempenha um trabalho simples de conseguimos enxergar nitidamente, oapertar parafusos, mas o ritmo marcante trabalho desenvolvido por Taylor eimposto pelas maquinas o transforma em conhecido como "Organização Racional douma peça que não pode falhar, pois é Trabalho", pois identificamos avigiado de perto pelos supervisores. Os automatização da linha, que se moveoperários desta época têm todos os seus fazendo assim, o operário a seguir oatos cronômetrados, herança da ritmo da produção.Dando seqüência ao filme em certo momento o operário e escolhido para ser usado comocobaia no teste de uma máquina de alimentação, que não tem resultados positivos, osoperários são tratados como gado-humano, lembramos de uma citação de Taylor que comparao bom operário a um boi de carga. Na rotina massacrante da produção de tanto apertarparafusos com seus gestos mecanizados, o psicológico e o neurológico do operário eatingido, ele estafado é internado como louco, pois perde a noção e acaba molestandouma senhora achando que os botões de sua blusa são parafusos e tenta aperta-los.Em continuação ao filme policia em representar o mostra que nem sempre oele apresenta em um governo e os empresários, que o governo nos impõe ésegundo instante, a usando de força e o que realmentemiséria em que viviam as violência para impedir as necessitamos, pois opessoas naquela época, a manifestações e aumentado filme termina com o casalfalta de emprego levava a a revolta da população, fugindo do estado, compopulação a fazer enormes mostra as famílias que medo da policia, que nãomanifestações, na qual o sofriam com a fome, sem permitia que uma meninanosso operário em questão perspectivas de melhoras, legalmente de menor etambém se envolve, mesmo que acabavam se órfã ficasse com umasendo por engano. O filme acostumando a sobreviver pessoa sem condições deretrata a autonomia da na miséria. O filme nos alimenta-la.Em resumo podemos concluir que a industrialização foi um processo martírioso queobrigou aos americanos a se adequar a normas duras, trabalhos repetitivos, mas creioque são necessários para o desenvolvimento sabemos que tudo isso iniciou com as teoriasde Taylor e seus seguidores e o mais importantes sabemos que nem tudo mudou, hojetrabalhamos em grandes fabricas, batalhamos por melhores salários melhores condições devida, mas continuamos a ser engrenagem da grande maquina do desenvolvimento que passaesmagando todos aqueles que não se enquadra nos "Novos Tempos Modernos".