Comunidades virtuais de prática e aprendizagem

2,720 views
2,669 views

Published on

Palestra de Carlos Seabra em evento da Content Digital sobre comunidades virtuais de prática e aprendizagem.

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,720
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Comunidades virtuais de prática e aprendizagem

  1. 1. Comunidades Virtuais Carlos Seabra 22 de julho de 2005 www.contentdigital.com.br
  2. 2. Redes, redes, redes... <ul><li>Redes de pessoas, trabalho, amigos, vizinhos, genealogia, clubes, partidos... </li></ul><ul><li>Redes de cidades, estradas, rádios, lanchonetes... </li></ul>comunidades virtuais
  3. 3. Scripta manent, verba volant... <ul><li>A responsabilidade pelo que você escreve, mas não a do que os outro lêem </li></ul><ul><li>Fernando Pessoa e o poeta fingidor </li></ul><ul><li>O príncipe da Arábia Saudita e Robinson Crusoe </li></ul>comunidades virtuais
  4. 4. O que se pode fazer? <ul><li>Prototipagem coletiva </li></ul><ul><li>Incubadora de conteúdos para portais e sites </li></ul><ul><li>Ambiente para trabalho remoto colaborativo </li></ul><ul><li>Alguns papéis e tarefas. Administração. Editores. Colaboradores. Anônimos. Permissões. </li></ul>comunidades virtuais
  5. 5. Mais alguns aspectos e investimento <ul><li>Educação à distância e aprendizagem em rede </li></ul><ul><li>Novas habilidades e novos papéis de antigas competências </li></ul><ul><li>Novos desafios e... investimento! </li></ul><ul><li>Investimento em tempo, em pessoas, em método, em conteúdo. </li></ul>comunidades virtuais
  6. 6. Pessoas e formigas... <ul><li>Ant system e feromônios da inteligência coletiva </li></ul><ul><li>Emergência e reconhecimento de padrões </li></ul>comunidades virtuais
  7. 7. Métricas e ontologias <ul><li>Pontuando as ações, métricas da atividade. O conceito de karma. </li></ul><ul><li>Ontologias e web semântica. Folksonomias, Delicious, Technorati e Flickr. </li></ul>À medida que o volume de informação cresce exponencialmente na Web, pesquisadores (incluindo Tim Berners-Lee) vêm trabalhando na criação de uma Web Semântica, na qual o significado é explícito, permitindo que máquinas integrem recursos de modo inteligente. Central a esta idéia é a utilização de ontologias, que fornecem uma língua franca na qual máquinas possam interagir de modo significativo. Num futuro próximo, cada site na rede terá de fornecer a semântica de suas páginas, através de uma ontologia. Escrevendo uma nova ontologia ou reutilizando partes de ontologias existentes. Esta tarefa deve ser simples o suficiente de modo a permitir que pessoas que não são especialistas no desenvolvimento de ontologias possam realizá-la. comunidades virtuais
  8. 8. Navegar exige precisão... Viver não. <ul><li>Mapeamento de relações entre grupos, entre pessoas, entre comunidades. </li></ul><ul><li>Mapas conceituais e visualização das sinergias, dos entraves, do “tráfego”. </li></ul><ul><li>Cartografias dos coletivos. </li></ul><ul><li>Documentação, diários de bordo. </li></ul><ul><li>Estratégias de intervenção na dinâmica dos grupos e comunidades. </li></ul>comunidades virtuais
  9. 9. Ferramentas e possibilidades de uso <ul><li>Blogs, fotologs, individuais e coletivos </li></ul><ul><li>Artigos, textos, notícias </li></ul><ul><li>Acervos de imagens, acervos de arquivos </li></ul><ul><li>Salas de chat, fóruns, murais </li></ul><ul><li>Wiki e hipertexto </li></ul>
  10. 10. Mais ferramentas... <ul><li>RSS, newsletters </li></ul><ul><li>Desktop virtual, área pessoal </li></ul><ul><li>Bases de dados, enquetes, pesquisas </li></ul><ul><li>Diretório de links, busca e categorização. </li></ul><ul><li>Mapas, gráficos, tabelas </li></ul>comunidades virtuais
  11. 11. Finalizando... <ul><li>Direitos autorais, creative commons </li></ul><ul><li>Ambientes abertos e restritos. </li></ul><ul><li>Experiências reais, relato de casos e erros mais comuns a evitar. </li></ul>comunidades virtuais
  12. 14. Alguns links <ul><li>Comunidad Virtual en Salud – Colômbia http://cvirtual-colombia.bvsalud.org </li></ul><ul><li>Ponto de Encontro Cineclubista http://pec.utopia.com.br </li></ul><ul><li>DataIPSO – Informação para a cidadania http://dataipso.utopia.com.br </li></ul><ul><li>Rede de Tecnologia Social – RTS http://rts.utopia.com.br </li></ul><ul><li>Delicious – Social bookmarks http://del.icio.us </li></ul><ul><li>FlickR – Álbum fotográfico online http://flickr.com </li></ul>comunidades virtuais
  13. 15. Alguns livros <ul><li>Emergência – A Dinâmica de rede em formigas, cérebros, cidades e softwares. Steven Johson. Jorge Zahar Editor, 2003. </li></ul><ul><li>Redes – Uma introdução às dinâmicas de conectividade e da auto-organização. Cássio Marinho. WWF-Brasil, 2003. </li></ul><ul><li>A sociedade em rede. Manuel Castells. Paz e Terra, 1999. </li></ul>comunidades virtuais
  14. 16. CARLOS SEABRA (+55-11) 8262-9669 [email_address] www.contentdigital.com.br

×