Hidrografia e hidreletricas no brasil

  • 37,569 views
Uploaded on

aula resumo para ensino médio sobre hidrografia e produção de energia no Brasil

aula resumo para ensino médio sobre hidrografia e produção de energia no Brasil

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
37,569
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
23

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
3
Likes
16

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Bacias Hidrográficas e produção de energia no Brasil Resumo de aula : Cristina Ramos Este material é parte integrante de: http://salacristinageo.blogspot.com
  • 2. ...Brasil o país mais rico do mundo em água doce, com cerca de 12% do total mundial. Hidrografia é a parte da geografia que estuda as águas do planeta Terra. Estão incluídos neste estudo as águas: dos oceanos e mares, dos rios, dos lagos, das geleiras, as águas de subsolo e águas da atmosfera . A localização geográfica , a ação de massas tropicais úmidas, os altos índices pluviométricos e solos favoráveis ao armazenamento de águas faz do ....
  • 3. # O aqüífero Guarani é o maior manancial de água doce subterrânea transfronteiriço do mundo. # Está localizado na região centro-leste da América do Sul, ocupando uma área de 1,2 milhões de Km². Estende-se pelo Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina # Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo os estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.  # A reserva de água está protegida de contaminações e infiltrações por uma camada de rocha basáltica. O Brasil Possui um dos maiores mananciais de águas subterrâneas do mundo... Aquífero Guaraní Este material é parte integrante de: http://salacristinageo.blogspot.com
  • 4. Áreas de afloramento Necessitam cuidados especiais a fim de evitar contaminação de todas das águas do aquífero Aproveitamento das águas naturalmente aquecidas para combater geadas ou para reduzir o consumo de energia elétrica em chuveiros e aquecedores. Utilização no abastecimento de grandes áreas urbanas Utilização na irrigação de lavouras , principalmente em regiões de risco de desertificação Utilização presente e futura das águas do aquífero Este material é parte integrante de: http://salacristinageo.blogspot.com
  • 5. O Brasil possui poucas lagoas... O Brasil é um país pobre em lagos. Aparecem principalmente nos estados do Rio de Janeiro, Alagoas e Rio Grande do Sul. São lagos de ” Barragem “ , isto é , formadas pelo fechamento de restingas que se desenvolveram paralelas à costa aprisionando baías ou enseadas . Antiga restinga Lagoa Rodrigo de Freitas/RJ Região dos lagos/Rj Este material é parte integrante de: http://salacristinageo.blogspot.com
  • 6. Rede hidrográfica É conjunto de rio principal , seus afluentes e subafluentes Foz nascente Afluentes margem esquerda Afluentes margem direita Afluentes margem direita Afluentes margem esquerda Rio principal Nilo Rio principal Amazonas O rio Nilo corre no sentido Sul-Norte Inicialmente corre no sentido Sul-Norte, ao se aproximar do território brasileiro toma o sentido oeste-leste oeste leste sul Norte Foz
  • 7. Bacia hidrográfica = área na qual ocorre a captação de água ( drenagem ) para um rio principal e seus afluentes. As bacias são limitadas por regiões mais elevadas chamadas de divisores de água . Bacia hidrográfica do rio Amazonas Este material é parte integrante de: http://salacristinageo.blogspot.com
  • 8. Maiores Bacias hidrográficas no Mundo Platina (amarelo) (Azul)
  • 9. Observe a relação entre a distribuição do relevo mundial e as principais bacias hidrográficas apresentadas no slide anterior Identifique – as....
  • 10. Principais bacias hidrográficas no Brasil Principais usos destas bacias: navegação, irrigação, abastecimento de água , pesca e produção de energia Este material é parte integrante de: http://salacristinageo.blogspot.com } Bacia Platina
  • 11. Principais características dos rios brasileiros : # São volumosos e em grande parte perenes # No sertão nordestino encontramos rios temporários # Apresentam regime pluvial tropical , exceto o rio Amazonas que tem regime pluvionival # A maioria corre em região de planaltos gerando grande potencial energético # A maioria dos rios tem desembocadura ou Foz do tipo estuário . A principal exceção é o delta do rio Parnaíba. O rio Amazonas tem foz do tipo mista : estuariodeltaica Delta do Parnaíba Leito seco em rio do sertão nordestino rio com meandros na Amazônia Este material é parte integrante de: http://salacristinageo.blogspot.com
  • 12. Bacia Amazônica Rio amazonas Rio negro É a maior bacia fluvial do Brasil e do mundo com 3,8 milhões km ou 45% do território brasileiro. Destacam-se nesta bacia os rios: Javari, Juruá, Tapajós, Purus, Madeira, Içá, Negro, Trombetas, Jari e Xingu. Os afluentes da margem esquerda tem nascentes no hemisfério Norte e os da margem direita no hemisfério Sul (planalto brasileiro). Apresentam, portanto, períodos de cheias alternados em consequência das diferentes épocas de verão e estações pluviométricas. As grandes cheias do rio Amazonas ocorrem em anos em que há coincidência nas épocas de chuvas nos dois hemisférios. Grandes cheias... Encontro das águas ...
  • 13. Um dos fenômenos marcantes do Rio Amazonas é a pororoca , que consiste na formação de ondas oriundas do encontro das águas do rio com o Oceano Atlântico. A pororoca acontece principalmente no mês de outubro . Apresenta ainda um grande potencial hidrelétrico porém pouco aproveitado (- 1%) A bacia do Amazonas atende a uma população superior a 7,6 milhões de pessoas. Seus rios são na maioria, a única via de transporte e fonte de proteína ( pesca) das populações ribeirinhas . A agricultura familiar de subsistência é cultivada nas áreas de várzea
  • 14. Bacia Tocantins-Araguaia É a maior bacia inteiramente brasileira drenando cerca de 9,5% do nosso território A região caracteriza-se pela presença de dois importantes biomas - Floresta Amazônica ( 35%) e Cerrado ( 65% ). Apresenta longos trechos navegáveis sendo utilizada para escoar parte da produção de grãos (destaque para a soja) das regiões que banha. O rio Araguaia se destaca como área de pesca. A bacia possui ainda, um grande potencial energético. No rio Tocantins foi construída a segunda maior hidrelétrica brasileira, Tucuruí com potencial de 8.370 Mw que atende ao projeto Carajás . Minas de carajás
  • 15. Ocupa uma área de 254,1 mil Km( 1,6%) e abrange a porção oeste do Maranhão e extremo leste do Pará.   Entre os principais rios estão o Mearim, Turiaçu, Pindaré, Pericumã, Grajaú, Gurupi, Itapecuru, e Munim. Atende a uma população de cerca de 5,3 milhões de pessoas que desenvolvem atividades ligadas a agropecuária e extrativismo da palmeira de babaçu                                 Bacias do Atlântico Nordeste Ocidental Rio Gurupi Rio Grajau
  • 16. Bacia do Parnaíba Abrange os estados do Piauí, extremo leste do Maranhão e porção oeste do Ceará num total de 334 mil quilômetros quadrados ou 4% do território brasileiro. O Parnaíba é o principal rio dessa bacia com extensão de 1.400 quilômetros e o único da América do Sul a possuir foz em Delta. É nele também que está instalada a Usina hidrelétrica de Boa Esperança que fornece energia para todo meio norte brasileiro . A bacia atende a uma população de aproximadamente 3,6 milhões de pessoas que desenvolvem atividades ligadas a agropecuária e a piscicultura (criação de peixes). As vegetações predominantes na região são: mata de cocais e caatinga. Entre os problemas ambientais detectados estão a poluição dos rios por agrotóxicos utilizados na agricultura.
  • 17. Bacias do Atlântico Nordeste Oriental # Atende cerca de 22 milhões de pessoas e abastece importantes cidades como Recife, Fortaleza, Maceió, Natal e João Pessoa, Campina Grande e Caruaru . # Grande parte de seus rios atravessam áreas de clima tropical semi-árido sujeitos portanto a fortes vazantes ou apresentam carater temporário . As populações ribeirinhas aproveitam os leitos secos mas ainda úmidos, para praticar agricultura de vazante # Área de 287,3 mil Km ( 3% do território do Brasil) # principais rios : Açu, Acaraú, Apodi, Capibaribe, Jaguaribe, Mamanguape, Uma, etc.
  • 18. Bacia do São Francisco Chamado carinhosamente de “velho chico “ pelos ribeirinhos , o rio é de fundamental importância para a economia da região pois atravessa áreas do semi-árido brasileiro favorecendo projetos de agropecuária e irrigação . No Brasil colônia ficou conhecido como “ rio dos currais ”... Por ser um rio de planalto apresenta grande potencial hidrelétrico com várias importantes usinas instaladas . Apresenta ainda longos trechos navegáveis Hidreletrica de Sobradinho Gaiola Carrancas
  • 19. Transposição do rio são Francisco O projeto tem como objetivo diminuir a seca no período de estiagem no semi-árido nordestino através da transferência de água do rio para abastecimento de açudes e rios menores na região O Eixo Norte levará água para os sertões de Pernambuco, Paraíba, Ceará e rio Grande do Norte, terá 400 km de extensão alimentando 4 rios, três sub-bacias do São Francisco (Brígida, Terra Nova e Pajeú) e mais dois açudes. O Eixo Leste abastecerá parte do sertão e as regiões do agreste de Pernambuco e da Paraíba com 220 km aproximadamente até o Rio Paraíba, depois de passar nas bacias do Pajeú, Moxotó e da região agreste de Pernambuco.
  • 20. Abrange os estados de Sergipe, Bahia, Minas Gerais e Espírito Santo o que corresponde a 4% da área total do Brasil. Os principais rios são o do Pardo, Salinas, Paraguaçu, Jequitinhonha, Vaza-Barris e Rio de Contas. Possui uma grande variedade de biomas, com destaque para a Mata Atlântica, Caatinga, Cerrado, além de manguezais e vegetação costeira . Essa região apresenta grande concentração populacional ( cerca de 14 milhões) e um dos mais altos índices de pobreza do país . Bacias do Atlântico Leste
  • 21. A cafeicultura no vale rio Paraíba do Sul sustentou a economia brasileira durante o período Imperial no século XIX . Hoje é importante região industrial integrante da Megalópole Ri0-São-Paulo Bacias do Atlântico Sudeste # Ocupa uma área de 229,9 mil km( 2,7% do território brasileiro) incluindo os estados de Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná. # Os principais rios dessa bacia hidrográfica são o Paraíba do Sul e o Doce além do Itapemirim, Itabapoana, Ribeira de Iguape, São Mateus, Santa Maria, entre outros. # Essa região apresenta grande concentração populacional ( cerca de 27 milhões de pessoas) e abriga grande parte das atividades econômicas do país.
  • 22. Bacia Platina É formada por três importantes rios Paraná, Paraguai e Uruguai que nascem no Brasil e se unem numa única bacia e desembocando no estuário “da Plata” junto a cidade de Buenos Aires. Esta bacia é a de maior aproveitamento energético do país pois além de possuir elevado potencial, está localizada na região mais industrializada e urbanizada do Brasil. A hidrovia Tietê-Paraná, construída nesta bacia, possui importante papel na economia da região e do Brasil, sendo responsável pelo escoamento de grande parte da produção de soja do Sul e do Centro – Oeste do país
  • 23. A hidrovia Tietê-Paraná é uma via de 1600 km situada entre as regiões sul, sudeste e centro-oeste do Brasil. Permite a navegação e o transporte de cargas e passageiros ao longo desses rios graças a construção de barragens e eclusas que facilitam a locomoção de embarcações e ainda geram 25 milhões de Kw de energia elétrica. Hidrovia Tietê-Paraná As cargas transportadas são grãos (principalmente soja) que circulam principalmente no sentido norte-sul, visando atender às necessidades do estado do Paraná, além da carga geral (Mercosul) e madeira para abastecer as fábricas de papel e celulose em Mato Grosso do Sul .
  • 24. Bacia do Atlântico Sul # Abrange porções dos territórios do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, ocupando uma área de 185,8 mil Km (2% da área total do país). # A maioria dos rios desta bacia é de pequeno porte. Os rios mais extensos são o Itajaí, Jucuí e Vacacaí. # Atende a uma população de mais de 11,6 milhões de pessoas, além de ser de extrema importância para a realização de atividades econômicas sobretudo a agricultura. # O rio Itajaí em Santa Catarina é área de colonização alemã e polonesa com destaque para as cidades de Blumenau , Joinvile e Brusque
  • 25. Bacia Potencial/Mw Produção/Mw Amazônica 105500 408 Platina 59600 31419 Tocantins -Araguaia 28300 7900 São Francisco 19700 10560 Leste 15000 644 Sudeste/sul 6500 720 Nordeste 3100 235 Cerca de 85% da produção de energia elétrica do país é gerada em hidrelétricas. Os climas chuvosos, o relevo predominantemente de planaltos e solos favoráveis ao armazenamento de água, faz desta opção a mais viável economicamente. Hidrografia e produção de energia no Brasil De acordo com a Aneel , o Brasil possuía 647 usinas hidrelétricas em funcionamento no país em Junho /2003
  • 26. Como funciona uma usina hidrelétrica ? 1 A barragem da usina represa a água do rio , formando um grande lago 2 Em seguida a água atravessa a barragem, através de aberturas especiais, onde estão as maquinas. 3 A força da água faz girar a turbina que conectada a um gerador, transforma a energia cinética em energia elétrica. 4 As linhas de transmissão levam a energia produzida nas usinas até os pontos de consumo 1 2 3 4 Este material é parte integrante de: http://salacristinageo.blogspot.com
  • 27. Hidrelétrica de Balbina Construída a cerca de 180 km de Manaus e inaugurada em 1988, Balbina é apontada como maior erro brasileiro em se tratando de projeto de produção de energia hidrelétrica. Custo extremamente elevado, baixa capacidade de produção energética (275 Mw ) e causadora de gigantesco impacto ambiental. O lago da barragem inundou uma área de 2,6 mil quilômetro quadrado de floresta nativa sem o cuidado da retirada de seus troncos e raízes provocando apodrecimento e emissão de gases poluentes o que tornou as águas da represa ácidas fazendo o desaparecimento dos peixes no local.
  • 28. Para viabilizar este projeto, foi desenvolvida uma infraestrutura, que incluía: uma hidrelétrica (Tucuruí ), uma estrada de ferro ( E.F. Carajás) e um porto( Ponta da Madeira) localizado no porto de Itaquí em São Luís do Maranhão. Entre 1980 e 1986 foi implantado o Projeto Grande Carajás em uma área considerada das mais ricas do planeta em exploração mineral contendo minério de ferro de alto teor, ouro,estanho, bauxita (alumínio), manganês, níquel e cobre . Hidreletrica de Tucuruí Provincia de exploração mineral Carajás E.F. Carajás Hidrelétrica de Tucuruí
  • 29. Paulo Afonso / 1955 capacidade 4294/Mw Xingó / 1995 Capacidade 3162 Mw Sobradinho 1979 Capacidade 1050/Mw Hidrelétricas do São Francisco
  • 30. Complexo de Paulo Afonso conjunto de usinas - Paulo Afonso I,II,III,IV e Moxotó. Produz 4294 Mw de energia gerada a partir da força das águas da cachoeira de Paulo Afonso Xingó uma das hidrelétricas mais modernas do país( 1995), localiza-se entre Alagoas e Sergipe é responsável por 25% de toda energia consumida no nordeste. Foi construída seguindo rígidos modelos de preservação ambiental .
  • 31. Hidrelétrica de Sobradinho Imagem de satélite do lago artificial criado pela barragem de sobradinho Hidrelétrica de Sobradinho “ O homem chega , já desfaz a natureza tira gente põe represa ... Assim começa a música da famosa dupla regional Sá & Guarabira sobre a construção da barragem de Sobradinho que criou o maior lago artificial do mundo, com área de 4.214 km2 “ Adeus Remanso, Terra Nova , Sento sé, adeus Pilão Arcado vem o rio te engolir... O trecho faz referência as cidades que ficaram submersas pela barragem e que desalojaram mais de 70 mil pessoas Cidade de Remanso sendo inundadas pelas águas da barragem em 1978
  • 32. Hidrelétrica de Itaipu A usina Hidrelétrica de Itaipu situada no rio Paraná é atualmente a segunda maior hidrelétrica do mundo em geração de energia com capacidade instalada de 14.000 Mw. Entrou em operação na década de 80 e foi ampliada pra vinte turbinas recentemente . A hidrelétrica de Itaipu é binacional ( pertence ao Brasil e ao Paraguai). Gera energia para as regiões sul e sudeste (20% do consumo do país) e ainda vende para o Paraguai ( 90% da energia consumida neste país) a porção não consumida no Brasil. A grandeza do empreendimento é motivo de prestígio internacional.
  • 33. Ainda Itaipu.... Impactos ambientais e projetos A construção da barragem fez desaparecer as famosas cataratas das Sete Quedas (foto ao lado) Hoje a empresa desenvolve projetos de preservação ambiental e ecoturismo como : Circuito turístico incluindo visão panorâmica da usina e visita interna as instalações Cultivando água Boa – projeto de sustentabilidade ambiental em 29 municípios da área de influência da usina .
  • 34. Complexo de Urubupungá O complexo de Urubupungá ( rio Paraná) é composto pelas usinas de Souza Dias e Ilha Solteira (Construídas na década de 70) e Três irmãos ( 1991) apresenta um potencial de 4.000 Mw Usina de Castelo Branco ou Boa Esperança Está localizada no alto da serra da Mantiqueira, no rio Parnaíba no estado da Paraíba. Foi construída na década de 70 e ficou conhecida como usina da Boa Esperança porque levava esperança de luz e desenvolvimento para uma das regiões ( meio-norte) mais empobrecidas e atrasadas do país .
  • 35. Novos projetos ......na Amazônia Jirau/ 3 000 Mw Santo Antônio / 3100 Mw
  • 36. A Usina Hidrelétrica de Santo Antônio, localizada no Rio Madeira, será a maior hidrelétrica de turbinas bulbo no mundo dispensando a formação de grandes reservatórios pois trabalha com a velocidade da água e não com a altura de sua queda. Usinas a fio d’água no rio Madeira /Rondônia Com uma barragem de apenas 13,90 metros de altura e um reservatório de aproximadamente 200 km2 de superfície ( pouco maior que a área inundada naturalmente nas cheias do próprio rio, que acontecem em janeiro) a usina está prevista para gerar 3150 MW. Hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau / em construção
  • 37. Vantagens e desvantagens do uso de hidrelétrica na geração de energia Vantagens # Energia limpa e renovável # Custo barato do kw/hora #Tempo útil de operação muito longo (próximo a cem anos ) # Podem ser aproveitadas para desenvolver projetos complementares de desenvolvimento regional como navegação, piscicultura e turismo Desvantagens # Custo elevado da obra e tempo longo para entrar em operação ( projeto e construção) # Causam impactos ambientais represamento de águas e alteração do ecossistema local # Vulnerável à variações climáticas (depende do volume de chuvas) # Não podem ser construídas em qualquer local e exigem altos investimentos em linhas de transmissão Este material é parte integrante de: http://salacristinageo.blogspot.com
  • 38. Água é fonte de vida Sustentabilidade Pense Nisso!