Sensibilização para a Educação: Educomunicação e mídias impressas Eliane Miraglia Izabel Leão Maio/2008
Estrutura da apresentação <ul><li>1° Encontro – O jornal e a Educação </li></ul><ul><li>2° Encontro – Linguagem jornalísti...
A Educomunicação e o Jornalismo Impresso <ul><li>História do Jornalismo no Brasil  ( www.historiadojornalismo.br21.com  – ...
A Educomunicação e o Jornalismo Impresso <ul><li>Finalidade informativa do jornal </li></ul><ul><li>Prestação de serviços ...
<ul><li>Pluralidade: diferentes públicos </li></ul><ul><li>Diversidade: diferentes opiniões </li></ul><ul><li>Jornalismo X...
<ul><li>Educomunicação:  Prof. Ismar de Oliveira Soares </li></ul><ul><li>Suporte teórico:  </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>...
<ul><li>Características da Educomunicação </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>Comunicação Participativa e Democrática </li></ul>...
<ul><li>Papel do professor:  </li></ul><ul><ul><li>Estrategista no desenvolvimento do veículo </li></ul></ul><ul><ul><li>A...
<ul><li>Projeto Educom.JT  ( www.usp.br/nce/educomjt/paginas/index/htm )‏ </li></ul>A Educomunicação e o Jornalismo Impresso
<ul><li>Revista Viração  </li></ul><ul><ul><li>( www.revistaviracao.org.br )‏ </li></ul></ul>A Educomunicação e o Jornalis...
Estrutura da apresentação <ul><li>1° Encontro – O jornal e a Educação   </li></ul><ul><li>2° Encontro – Linguagem jornalí...
Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Notícia X Reportagem </li></ul>Comparativo proposto pelo professor João...
Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Reportagem </li></ul><ul><li>Entrevista </li></ul><ul><li>Artigo </li><...
Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>As cinco faces da verdade: </li></ul><ul><li>A verdade de quem diz (fon...
Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Portal Estadão </li></ul><ul><li>12 de maio de 2008 </li></ul>
Linguagem jornalística aplicada à Educação Portal Estadão  13 de maio de 2008
Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Planejamento  – o planejamento é uma ferramenta técnica que precisa ser...
Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Pauta  – primeiro roteiro para a produção de textos jornalísticos e mat...
Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Editorias / seções </li></ul><ul><ul><ul><li>Opinião  (Editoriais, colu...
Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Lide  – imprescindível à valorização da reportagem e útil à dinâmica da...
Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Atributos da linguagem   jornalística: </li></ul><ul><ul><ul><ul><ul><l...
Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Argumentação  –  as principais finalidades da argumentação são o conven...
Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Recursos de argumentação - texto </li></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Fato...
Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Recursos de argumentação - texto </li></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Dado...
Linguagem jornalística aplicada à Educação Portal Estadão  13 de maio de 2008
Linguagem jornalística aplicada à Educação Portal Estadão  13 de maio de 2008
Linguagem jornalística aplicada à Educação Portal Estadão  13 de maio de 2008
Linguagem jornalística aplicada à Educação Portal Estadão  13 de maio de 2008
Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Recursos de argumentação - imagem </li></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Fot...
Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Recursos de argumentação - imagem </li></ul>
Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Recursos de argumentação - imagem </li></ul>
Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Características do jornal mural - conteúdo </li></ul><ul><ul><ul><li>Ve...
Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Características do jornal mural - visual </li></ul><ul><ul><ul><li>Pens...
Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Jornal mural - planejamento </li></ul><ul><ul><ul><li>Equipe </li></ul>...
Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Jornal mural - planejamento </li></ul><ul><ul><ul><li>Equipe </li></ul>...
Estrutura da apresentação <ul><li>1° Encontro – O jornal e a Educação   </li></ul><ul><li>2° Encontro – Linguagem jornalí...
Oficina: jornal mural <ul><li>Agenda </li></ul><ul><li>10h30 às 11 horas – Planejamento </li></ul><ul><li>11 horas às 11h1...
Oficina: jornal mural <ul><li>Conceitos utilizados na Educomunicação </li></ul><ul><li>Comunicação – intencionalidade educ...
Oficina: jornal mural <ul><li>NOME DO JORNAL MURAL </li></ul>Nonono Nnononononononononononononononononoononononononononono...
Oficina: jornal mural Avaliação: palavras <ul><li>Sheila – Arriscar </li></ul><ul><li>Suzilaine – Formação profissional </...
Bibliografia <ul><li>Arbex Jr., José.  Showrnalismo – a notícia como espetáculo . São Paulo, Casa Amarela, 2001. </li></ul...
Contatos <ul><li>[email_address] </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul>Sites <ul><li>www.usp.br/nce </li></ul><ul><l...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Apresentaçã O Jornal Mural

9,787 views
9,534 views

Published on

como fazer jornal um mural na escola

Published in: Technology

Apresentaçã O Jornal Mural

  1. 1. Sensibilização para a Educação: Educomunicação e mídias impressas Eliane Miraglia Izabel Leão Maio/2008
  2. 2. Estrutura da apresentação <ul><li>1° Encontro – O jornal e a Educação </li></ul><ul><li>2° Encontro – Linguagem jornalística aplicada à Educação </li></ul><ul><li>3º Encontro – Oficina: Jornal Mural </li></ul>
  3. 3. A Educomunicação e o Jornalismo Impresso <ul><li>História do Jornalismo no Brasil ( www.historiadojornalismo.br21.com – Richard Romancini)‏ </li></ul>
  4. 4. A Educomunicação e o Jornalismo Impresso <ul><li>Finalidade informativa do jornal </li></ul><ul><li>Prestação de serviços de utilidade pública </li></ul><ul><li>Jornal: potencial para influenciar e formar opinião </li></ul><ul><li>Jornalismo X Especulação </li></ul><ul><li>Comprovação (fato) X especulação (achismo)‏ </li></ul><ul><li>Exercício de democracia e ética (postura jornalística)‏ </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Pluralidade: diferentes públicos </li></ul><ul><li>Diversidade: diferentes opiniões </li></ul><ul><li>Jornalismo X Espetáculo (reducionismo)‏ </li></ul><ul><li>Notícia e Reportagem </li></ul><ul><li>Gêneros da Reportagem (investigativa, interpretativa, novo jornalismo, perfil, polêmica)‏ </li></ul><ul><li>Interface com diversas áreas do conhecimento </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>História </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Literatura </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Direito </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Economia </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Sociologia </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Educação </li></ul></ul></ul></ul>A Educomunicação e o Jornalismo Impresso
  6. 6. <ul><li>Educomunicação: Prof. Ismar de Oliveira Soares </li></ul><ul><li>Suporte teórico: </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>Paulo Freire </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Celestin Freinet </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Mário Kaplun </li></ul></ul></ul></ul><ul><li>Educomunicação e ecossistemas comunicativos a serviço da humanização dos espaços da Educação </li></ul>A Educomunicação e o Jornalismo Impresso
  7. 7. <ul><li>Características da Educomunicação </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>Comunicação Participativa e Democrática </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Inter-relacionamento direto ou mediado pela tecnologia </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Ética (promoção da paz, igualdade, senso crítico)‏ </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Diversidade </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Tecnologia é meio para atingir o conhecimento </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Valor está no processo e nas relações para a produção do conhecimento </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Integração </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Socialização </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Promoção do protagonismo dos alunos, professores e membros da comunidade </li></ul></ul></ul></ul>A Educomunicação e o Jornalismo Impresso
  8. 8. <ul><li>Papel do professor: </li></ul><ul><ul><li>Estrategista no desenvolvimento do veículo </li></ul></ul><ul><ul><li>Articulador das etapas de produção </li></ul></ul><ul><ul><li>Facilitador do processo </li></ul></ul><ul><li>Avaliação a partir do envolvimento </li></ul><ul><li>Jornal como veículo para produção do conhecimento </li></ul>A Educomunicação e o Jornalismo Impresso
  9. 9. <ul><li>Projeto Educom.JT ( www.usp.br/nce/educomjt/paginas/index/htm )‏ </li></ul>A Educomunicação e o Jornalismo Impresso
  10. 10. <ul><li>Revista Viração </li></ul><ul><ul><li>( www.revistaviracao.org.br )‏ </li></ul></ul>A Educomunicação e o Jornalismo Impresso Emef Altenfelder Emef Alberto Cardoso Emef Vicente Rao
  11. 11. Estrutura da apresentação <ul><li>1° Encontro – O jornal e a Educação  </li></ul><ul><li>2° Encontro – Linguagem jornalística  aplicada à Educação </li></ul><ul><li>3º Encontro – Oficina: Jornal Mural </li></ul>
  12. 12. Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Notícia X Reportagem </li></ul>Comparativo proposto pelo professor João de Deus, in Pena, Felipe. Teoria do Jornalismo, p. 76 A reportagem trabalha com pauta mais complexa, pois aponta para causas, contexto, conseqüências, novas fontes A notícia tem pauta centrada no essencial que compõe um acontecimento. A reportagem procura envolver, usa a criatividade como recurso para seduzir o receptor. A notícia faz o relato formal e seco, para comunicar com imparcialidade. A reportagem focaliza a repetição, a abrangência (transforma vários fatos em tema)‏ A notícia trabalha com o singular, dedicando-se a cada caso que ocorre. A reportagem é produto da intenção, de passar uma visão interpretativa. A notícia independe da intenção do veículo (apesar de não ser imune a ela). A reportagem converte fatos em assunto, traz a repercussão, o desdobramento, aprofunda. A notícia trata da compreensão imediata dos dados essenciais. A reportagem trabalha com o enfoque, a interpretação. A notícia tem como referência a imparcialidade. Reportagem Notícia
  13. 13. Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Reportagem </li></ul><ul><li>Entrevista </li></ul><ul><li>Artigo </li></ul><ul><li>Crítica </li></ul><ul><li>Serviços </li></ul><ul><li>Editorial </li></ul><ul><li>Anúncios </li></ul><ul><li>Enquete, pesquisa de opinião </li></ul><ul><li>Entretenimento </li></ul>
  14. 14. Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>As cinco faces da verdade: </li></ul><ul><li>A verdade de quem diz (fonte, com seus sentimentos e valores). </li></ul><ul><li>A verdade de quem ouve (receptor, com seu repertório e interpretação valorativa). </li></ul><ul><li>A verdade do momento. </li></ul><ul><li>A verdade do lugar. </li></ul><ul><li>A verdade das circunstâncias. </li></ul><ul><li>A verdade maior sempre vai aparecer, mesmo que tenha cinco lados. </li></ul>Brecht, citado pelo professor Gaudêncio Torquato, in Tratado de Comunicação Organizacional e Política , p. 85, 86
  15. 15. Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Portal Estadão </li></ul><ul><li>12 de maio de 2008 </li></ul>
  16. 16. Linguagem jornalística aplicada à Educação Portal Estadão 13 de maio de 2008
  17. 17. Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Planejamento – o planejamento é uma ferramenta técnica que precisa ser desenvolvida individualmente e em equipe. Ele propicia o domínio do tempo de trabalho, da prática jornalística e do material noticioso, evitando assim o improviso, a confusão, o erro e o mau acabamento da mercadoria-informação. </li></ul><ul><li>Manual da redação: Folha de S. Paulo. São Paulo, Publifolha, 2001 </li></ul>
  18. 18. Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Pauta – primeiro roteiro para a produção de textos jornalísticos e material iconográfico. Cada editoria deve ter uma relação de temas que devem ser periodicamente acompanhados. Cada editoria também deve produzir pautas especiais. </li></ul><ul><li>Manual da redação: Folha de S. Paulo. São Paulo, Publifolha, 2001 </li></ul>
  19. 19. Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Editorias / seções </li></ul><ul><ul><ul><li>Opinião (Editoriais, colunas, notas)‏ </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Nacional (Política, Questões Sociais, Consultor Jurídico, Amazônia)‏ </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Internacional (América Latina, EUA e Canadá, Eleições nos EUA, Oriente Médio, Europa, Outras regiões)‏ </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Cidades (São Paulo, Geral, Tempo, Loterias, Imigração Japonesa)‏ </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Esportes (Futebol, Velocidade, Vôlei, Basquete, Tênis, Pequim 2008, Tabelas, Outros, Na TV)‏ </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Artes & Lazer (Música, Cinema, Variedades, Horóscopo)‏ </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Economia </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Tecnologia </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Vida & (Educação, Ciência, Saúde, Meio Ambiente, Aquecimento Global)‏ </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Suplementos (Agrícola, Auto, Casa, Feminino, Link, Paladar, TV & Lazer, Viagem)‏ </li></ul></ul></ul>
  20. 20. Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Lide – imprescindível à valorização da reportagem e útil à dinâmica da leitura contemporânea – por ser uma síntese da notícia e da reportagem -, não existe, no entanto, um modelo para a redação do texto do lide. Nem pode ele ser realizado de maneira automática, com escrita burocrática. </li></ul><ul><li>Manual da redação: Folha de S. Paulo. São Paulo, Publifolha, 2001 </li></ul>
  21. 21. Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Atributos da linguagem jornalística: </li></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Clareza </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Objetividade </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Precisão </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Didatismo </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Linearidade </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Coerência </li></ul></ul></ul></ul></ul>
  22. 22. Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Argumentação – as principais finalidades da argumentação são o convencimento, a persuasão, a influência. Por meio da argumentação convincente, o texto consegue exercer a função de formador de opinião. </li></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>“ Argumentar é, em última análise, convencer ou tentar convencer mediante a apresentação de razões, em face da evidência das provas e à luz do raciocínio coerente e consistente”. (Othon Garcia, p. 370)‏ </li></ul></ul></ul></ul></ul>
  23. 23. Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Recursos de argumentação - texto </li></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Fatos históricos </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Dados científicos </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Dados político-econômicos </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Dados sócio-econômicos </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Referências literárias </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Figuras de linguagem (ironias, metáforas)‏ </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Dados cronológicos (linha do tempo)‏ </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Documentos oficiais </li></ul></ul></ul></ul></ul>
  24. 24. Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Recursos de argumentação - texto </li></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Dados sobre cultura & costumes </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Histórico profissional </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Comparativos </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Dados psicológicos ou comportamentais </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Dados geográficos </li></ul></ul></ul></ul></ul>
  25. 25. Linguagem jornalística aplicada à Educação Portal Estadão 13 de maio de 2008
  26. 26. Linguagem jornalística aplicada à Educação Portal Estadão 13 de maio de 2008
  27. 27. Linguagem jornalística aplicada à Educação Portal Estadão 13 de maio de 2008
  28. 28. Linguagem jornalística aplicada à Educação Portal Estadão 13 de maio de 2008
  29. 29. Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Recursos de argumentação - imagem </li></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Fotos </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Ilustrações e charges </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Gráficos </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Rankings, escalas </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Cor </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Símbolos </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Infográficos </li></ul></ul></ul></ul></ul>
  30. 30. Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Recursos de argumentação - imagem </li></ul>
  31. 31. Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Recursos de argumentação - imagem </li></ul>
  32. 32. Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Características do jornal mural - conteúdo </li></ul><ul><ul><ul><li>Veículo didático </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Comunicação rápida e imediata </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Baixo custo </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Periodicidade: diária ou não </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Fonte de novidades </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Comunicação comunitária e alternativa (classificados, datas cívicas, históricas, noticiário cultural, político, econômico, literário, utilidade pública)‏ </li></ul></ul></ul>
  33. 33. Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Características do jornal mural - visual </li></ul><ul><ul><ul><li>Pensado como um grande painel </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Visível a distância </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Ilustrado </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Colorido </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Afixado em locais de fácil acesso e boa visibilidade (corredor, cantina, área de lazer)‏ </li></ul></ul></ul>
  34. 34. Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Jornal mural - planejamento </li></ul><ul><ul><ul><li>Equipe </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Finalidade </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Definição de funções (editor, repórter, ilustrador, cronista, diagramador)‏ </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Definição do nome </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Local de exposição do jornal </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Periodicidade </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Público-alvo </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Material </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Cronograma de produção </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Avaliação </li></ul></ul></ul>
  35. 35. Linguagem jornalística aplicada à Educação <ul><li>Jornal mural - planejamento </li></ul><ul><ul><ul><li>Equipe </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Finalidade </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Definição de funções (editor, repórter, ilustrador, cronista)‏ </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Definição do nome </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Local de exposição do jornal </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Periodicidade </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Definição do público-alvo </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Produção de pauta (temático, dividido por seções, variado)‏ </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Cronograma de produção </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Material </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Avaliação </li></ul></ul></ul>
  36. 36. Estrutura da apresentação <ul><li>1° Encontro – O jornal e a Educação  </li></ul><ul><li>2° Encontro – Linguagem jornalística  aplicada à Educação </li></ul><ul><li>3º Encontro – Oficina: Jornal Mural  </li></ul>
  37. 37. Oficina: jornal mural <ul><li>Agenda </li></ul><ul><li>10h30 às 11 horas – Planejamento </li></ul><ul><li>11 horas às 11h15 – Conceitos de Educomunicação </li></ul><ul><li>11h15 às 12 horas – Montagem do croqui </li></ul><ul><li>12 horas às 12h10 – Café </li></ul><ul><li>12h10 às 12h30 – Apresentação do croqui </li></ul><ul><li>12h30 às 13 horas – Avaliação e troca de experiências </li></ul><ul><li>13 horas - Encerramento </li></ul>
  38. 38. Oficina: jornal mural <ul><li>Conceitos utilizados na Educomunicação </li></ul><ul><li>Comunicação – intencionalidade educomunicativa </li></ul><ul><li>Aluno não é pseudo-jornalista </li></ul><ul><li>Fortalecimento do ecossistema de comunicação </li></ul><ul><li>Valorização da produção local </li></ul><ul><li>Linguagens não-escolares </li></ul><ul><li>Aprendizagem medida pelo grau de participação </li></ul><ul><li>Multidisciplinaridade, temas transversais, promoção da paz, cooperação, protagonismo. </li></ul>
  39. 39. Oficina: jornal mural <ul><li>NOME DO JORNAL MURAL </li></ul>Nonono Nnononononononononononononononononoonononononononononononononononoonononono NONO NONON NO NON NONONONO nononononononononononononoononononononononononononnonononononononononononnonononononononononoonononononononononononononononononoonononononoononononnonononononononononononononononononononononononoononononononnonononononnonononooononononononnooonononnononononononononoononnonononnonononononononononononononnonononnonononononoononononononnononononononoonnononononononononononoo nononononononononononononoonononoononononononnononononononononon NON NONON NONONO NONON NONON NONONO NONONO
  40. 40. Oficina: jornal mural Avaliação: palavras <ul><li>Sheila – Arriscar </li></ul><ul><li>Suzilaine – Formação profissional </li></ul><ul><li>Cristina – Caminho </li></ul><ul><li>Alex – Igualdade </li></ul><ul><li>Maria José – Sabedoria </li></ul><ul><li>Shirley – Ideologia </li></ul><ul><li>Amanda – Satisfação </li></ul><ul><li>João Batista - Aprendizagem </li></ul><ul><li>Julian - Sucesso </li></ul><ul><li>Renato - Informação </li></ul><ul><li>Filomena - Construção </li></ul><ul><li>Tereza - Prazer </li></ul><ul><li>Genon - Esperança </li></ul><ul><li>Marcelo - Desafio </li></ul><ul><li>Márcio - Transformação </li></ul><ul><li>Izabel – Cooperação </li></ul><ul><li>Eliane - Crença </li></ul>“ O corpo: uma fina camada de carne tecida sobre o abismo da beleza, cuja única evidência é a palavra”. Rubem Alves
  41. 41. Bibliografia <ul><li>Arbex Jr., José. Showrnalismo – a notícia como espetáculo . São Paulo, Casa Amarela, 2001. </li></ul><ul><li>Costa, Cristina. Educação, Imagem e Mídias . São Paulo, Cortez Editora, 2005. </li></ul><ul><li>Debord, Guy. A sociedade do espetáculo . Rio de Janeiro. Contraponto, 1997. </li></ul><ul><li>Equipe Revista Viração. Jornal Mural Literário (abril 2008)‏ </li></ul><ul><li>Gabler, Neal. Vida, o filme – como o entretenimento conquistou a realidade . São Paulo, Companhia das Letras, 1999. </li></ul><ul><li>Garcia, Othon. Comunicação em prosa moderna – aprender a escrever, aprendendo a pensar. Rio de Janeiro, Fundação Getúlio Vargas, 1980. </li></ul><ul><li>Pena, Felipe. Teoria do Jornalismo . São Paulo. Comtexto, 2005. </li></ul><ul><li>Manual da Redação – Folha de S. Paulo. São Paulo, Publifolha, 2001. </li></ul><ul><li>Romancini, Richard e Lago, Cláudia. A História do Jornalismo no Brasil . Florian ópolis: Insular, 2007. </li></ul><ul><li>Rosa, Mário. A era do escândalo . São Paulo, Geração Editorial, 2004. </li></ul><ul><li>Soares, Ismar de Oliveira. Comunicaç ão/Educação, a emergência de um novo campo e o perfil de seus profissionais , in Contato, Brasília, ano I, N 1, jan/mar, p. 19-74, 1999. </li></ul><ul><li>Soares, Ismar de Oliveira. Educomunicação: um campo de mediações. In Comunicação e Educação, São Paulo, ECA/USP- Editora Seguimento, ano VII, set/dez. 2000, N.19, p. 12-24. </li></ul><ul><li>Torquato, Gaudêncio. Tratado de Comunicação Organizacional e Política. São Paulo . Pioneira Thomson Learning, 2002. </li></ul>
  42. 42. Contatos <ul><li>[email_address] </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul>Sites <ul><li>www.usp.br/nce </li></ul><ul><li>www.revistaviracao.org.br </li></ul>

×