45170918 estudo-do-livro-dos-salmos

23,411 views
23,054 views

Published on

salmos

0 Comments
21 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
23,411
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
21
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

45170918 estudo-do-livro-dos-salmos

  1. 1. Estudodo Livrode Salmos26 Lições sobreo mais conhecidoLivro de Louvorna BíbliaDennis AllanDistribuição Gratuita: Venda Proibida
  2. 2. - 2 -
  3. 3. FATOS PARA AJUDAR NO ESTUDO DO LIVRO DE SALMOSDivisões do livro:O nosso livro de Salmos contém cinco partes ou livros:Livro I: Salmos 1-41Livro II: Salmos 42-72Livro III: Salmos 73-89Livro IV: Salmos 90-106Livro V: Salmos 107-150Autores dos salmos:Os títulos identificam os autores da maioria dos salmos.Davi escreveu 38 ou 39 de 41: salmos no Livro IDavi: 3-9, 11-32, 34-41: (*)Autor não identificado: 1, 10, 33 (alguns atribuem o Salmo 10 a Davi, pois parece umacontinuação do 9 em estilo e mensagem. Estes dois aparecem como um só Salmo na LXX e emalgumas traduções modernas da Bíblia). Ele escreveu 18 de 31 salmos no Livro IIDavi: 51-65, 68-70Filhos de Corá: 42, 44-49Asafe: 50Salomão: 72Autor não identificado: 43, 66, 67, 71: (Salmo 43: é uma continuação do 42, e assimprovavelmente fosse escrito pelos Filhos de Corá, também)Asafe e os Filhos de Corá, cantores em Jerusalém, escreveram quase todos os salmos no LivroIIIDavi: 86Asafe: 73-83Filhos de Corá: 84-85, 87-88Etã, ezraíta: 89O autor não se identifica na maioria dos salmos no Livro IV:Davi: 101, 103: 95*, 96*, 105*, 106*Moisés: 90Autor não identificado: 91-94, 97-100, 102, 104Davi escreveu 15: dos salmos no Livro V. A maioria não tem autor identificado:Davi: 108-110, 122, 124, 131, 133, 138-145Salomão: 127Autor não identificado: 107, 111-121, 123, 125-126, 128-130, 132, 134-137, 146-149 (150 é adoxologia final do livro)(*) Obs.: Ao todo, Davi é identificado pelos títulos como autor de 73: dos Salmos. 1: Crônicas16: contém porções de Salmos 96 e 105 e a doxologia no final do 106, os atribuindo a Davi.Segundo comentários no Novo Testamento, podemos lhe atribuir mais dois (Atos 4:25; Salmo 2;Hebreus 4:7; Salmo 95). Se acrescentarmos Salmo 10 à lista (veja comentário acima), teríamos79: Salmos escritos total ou parcialmente por Davi. Ainda é provável que ele tenha contribuídocom mais alguns, sem se identificar.Datas dos salmos:Alguns se referem a seu contexto histórico (51, 52, 54, etc.). Em geral, abrangem 900: anos,de Moisés (90) até o cativeiro na Babilônia (veja 137:1), e continuando até a volta do cativeiro(veja 147:2).PARALELISMO NOS LIVROS DE SABEDORIA DO VELHO TESTAMENTORitmo, uma das características de muita poesia, geralmente se perde no processo de tradução deidioma para outro. Por isso, conseguimos cantar os salmos somente com alguma adaptaçãométrica.Mas há uma outra característica de poesia muito evidente em livros como Salmos eProvérbios. Paralelismo é uma colocação de idéias, normalmente duas, numa estrutura que enfatizaa semelhança ou o contraste entre elas. Diversos estudiosos identificam vários tipos de paralelismonesses livros. Entre os exemplos mais comuns são:a) Paralelismo sinonímico: Repete idéias idênticas ou semelhantes usando palavras diferentes.Salmo 15:1: Quem, Senhor, habitará no teu tabernáculo? Quem há de morar no teu santomonte?Salmo 19:2: Um dia discursa a outro dia, e uma noite revela conhecimento a outra noite.b) Paralelismo antitético: Apresenta um contraste entre idéias ou imagens.Salmo 1:6: Pois o Senhor conhece o caminho dos justos, mas o caminho dos ímpios perecerá.- 3 -
  4. 4. Provérbios 14:28: Na multidão do povo, está a glória do rei, mas, na falta de povo, a ruína dopríncipe.Provérbios 14:34: A justiça exalta as nações, mas o pecado é o opróbrio dos povos.c) Paralelismo sintético ou construtivo: A segunda parte completa ou acrescenta à primeiraparte. Às vezes, repete uma parte da primeira frase e continua com maior desenvolvimento damesma idéia.Salmo 29:1: Tributai ao Senhor, filhos de Deus, tributai ao Senhor glória e força.Salmo 145:18: Perto está o Senhor de todos os que o invocam, de todos os que o invocam emverdade.d) Paralelismo emblemático ou simbólico: Uma linha serve como ilustração paralela aoensinamento real da outra. Os tradutores, freqüentemente, simplificam a expressão usando palavrasde comparação: “como....assim”.Provérbios 11:22: Como jóia de ouro em focinho de porco, assim é a mulher formosa que nãotem discrição.Provérbios 25:25: Como água fria para o sedento, tais são as boas-novas vindas de um paísremoto.Organização Acróstica: Um outro tipo de organização que encontramos em alguns Salmos eem alguns outros textos do Velho Testamento segue o alfabeto hebraico. Cada estrofe começa comuma letra diferente. O exemplo mais notável é o Salmo 119.PERGUNTASResponda as seguintes perguntas sobre o livro de Salmos. Algumas respostas se encontram nalição, outras no livro de Salmos, e algumas exigem pesquisa em outros livros da Bíblia.1. Qual juiz de Israel era descendente de um levita que se rebelou contra Moisés em Números16?2. Qual descendente desse juiz era cantor no tabernáculo na época de Davi?3. Asafe, um dos homens que cantavam em Jerusalém, era descendente de qual dos filhos deLevi?4. Asafe tocava qual instrumento no louvor?5. O livro de Salmos contém quantos livros (divisões)? Identifique cada um desses livros.Exemplo: Livro I: Salmos 1-416. Quantos dos Salmos são identificados como Salmos de:Davi?Moisés?Salomão?Asafe?Filhos de Corá?7. O que quer dizer “paralelismo antitético”? Dê um exemplo que não se encontra nesta lição.8. Como é organizado um salmo acróstico? Dê exemplo de um salmo deste tipo.SALMOS 1-6Os primeiros Salmos reforçam um tema eterno: O Santo Deus faz distinção entre o justo e oímpio. O sofrimento do justo é passageiro, mas a angústia do ímpio é eterna. Deus, que não praticanem aceita a injustiça, julgará todos os homens e aplicará a sua perfeita justiça.Esta lição, como as próximas, incluirá alguns comentários básicos sobre o conteúdo de cadaSalmo e algumas perguntas para ajudar cada aluno compreender melhor as mensagens nelescontidas. Nas aulas, o professor destacará alguns desses Salmos, mas o aluno deve ler todos emcasa antes da aula.Salmo 1: Os Justos X Os Ímpios1-3: O justo é abençoado1: O que ele não faz2: O que ele faz3: Como ele é abençoado4-5: O ímpio é amaldiçoado6: Deus faz a diferençaSalmo 2: O Reino Messiânico1-3: A rebeldia dos povos e dos líderes humanos1: Gentios = Povos2: Reis e Príncipes X O Senhor e o seu Ungido (Messias/Cristo: veja Atos 4:25-26)3: Laços e algemas: como os ímpios vêem a lei de Deus (contraste com 1:2)4-5: A reação de Deus- 4 -
  5. 5. 4: Ri e zomba5: Fala no seu furor (a justiça é conseqüência natural da santidade daquele que “habita noscéus”)6-9: Deus estabelece o seu Ungido6: Constituiu: tão certo que usa o verbo no pretérito!7: “Tu és meu Filho, eu, hoje, te gerei”: não fala de criação, nem do nascimento de Jesus. Ascitações deste versículo no NT o aplicam claramente à ressurreição e ascensão de Jesus. Elevenceu a morte e tomou seu lugar como sumo sacerdote eterno no Santo dos Santos (veja Atos13:33; Hebreus 1:5; 5:5)8-9: O reinado do Ungido:8: Sobre todas as nações (veja Atos 17:30; Filipenses 2:9-11)9: Com vara de ferro: força para castigar e destruir10-12: Os homens devem servir ao Senhor10: Os líderes prudentes ouvem a advertência do Senhor11-12: Para se salvarem, precisam se submeter ao Senhor12: Aqueles que se refugiam em Deus são abençoadosSalmo 3: Davi Foge de Absalão, Mas Confia em DeusSugestão de leitura: 2: Samuel 15:1-18, 30-32; 16:5-8, 141-2: Davi se admira com os numerosos adversários que o amaldiçoam3-8: Ele ora ao Senhor com confiança3: Deus é o seu escudo4: Deus responde do seu “santo monte” às orações de Davi5-6: Davi dorme e acorda confiante no Senhor, apesar do grande número de inimigos em voltadele (compare Marcos 4:38)7: Ele pede a proteção de Deus, e a vingança contra os inimigos8: A salvação é do Senhor (contraste com 3:2)Salmo 4: Davi Encara os Inimigos com Confiança em Deus1: Davi pede que Deus ouça as suas súplicas e que lhe mostre misericórdia2-3: Ele repreende os homens que praticam iniqüidade; estes precisam saber que Deus protegeo justo4-5: É preciso confiar em Deus, e não procurar vingança (veja Efésios 4:26-27; Romanos12:19)6-8: A paz de Davi não vem de bênçãos materiais, e sim do privilégio de estar em comunhãocom DeusSalmo 5: Davi Pede Proteção do Deus Santo1-3: Davi pede que Deus ouça a sua oração, e aguarda a resposta4-6: A natureza santa de Deus não tolera a iniqüidade do homem7: Mas o mesmo Deus aceita, pela sua misericórdia, o servo humilde8-10: Davi pede para si a direção de Deus e, para os ímpios, o castigo9: A falsidade dos ímpios10: O castigo deles inclui:A declaração, feita por Deus, da culpa delesAs conseqüências dos seus próprios planosA rejeição por Deus11-12: Deus protege e abençoa os que confiam nele.Salmo 6: Davi Pede a Compaixão de Deus1-7: O pedido angustiado1: Davi pede para Deus não o castigar2: Ele pede compaixão3: Ele sofre por causa dos próprios pecados, e procura livramento da sua angústia4-5: Ele pede a salvação pela graça de Deus, porque o morto não pode mais servir ao Senhor6-7: Davi mostrou a sua profunda angústia8-10: A confiança renovada depois de ouvir a resposta de Deus8-9: Ele fala para os inimigos se afastarem, porque Deus ouviu a sua oração10: Agora são os inimigos que devem sentir vergonha e medoPERGUNTASResponda as seguintes perguntas sobre Salmos 1-6.Salmo 11. Quais três coisas o homem bem-aventurado não faz?2. Ele medita e acha prazer no que?- 5 -
  6. 6. Salmo 23. Conforme a aplicação deste Salmo em Atos 4, quem é o Ungido?4. Quem são os povos, reis e príncipes?5. O que aprendemos deste Salmo sobre a natureza do reino do Ungido?6. O versículo 7: prova que Jesus foi criado por Deus? Defenda sua resposta.Salmo 37. Quem era Absalão?8. Qual foi a circunstância histórica deste Salmo?9. Podemos dormir tranqüilamente, mesmo no meio de problemas e ameaças?Salmo 410. A vingança pertence a quem?Salmo 511. Por que Deus não pode viver na presença da iniqüidade?12. Usando o versículo 9, explique como o perverso se entrega à maldade.Salmo 613. Depois de vários Salmos nos quais Davi pediu a justiça contra os inimigos, ele mostra nesteSalmo que ele mesmo precisava de qual bênção de Deus?14. Algum homem pode ficar em pé diante de Deus por causa da sua própria justiça?“BEM-AVENTURADOS” NO LIVRO DE SALMOS1:1: Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém nocaminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.2:12: Beijai o Filho para que se não irrite, e não pereçais no caminho; porque dentro em poucose lhe inflamará a ira. Bem-aventurados todos os que nele se refugiam.32:1: Bem-aventurado aquele cuja iniqüidade é perdoada, cujo pecado é coberto.32:2: Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não atribui iniqüidade e em cujo espírito nãohá dolo.34:8: Oh! Provai e vede que o Senhor é bom; bem-aventurado o homem que nele se refugia.40:4: Bem-aventurado o homem que põe no Senhor a sua confiança e não pende para osarrogantes, nem para os afeiçoados à mentira.41:1: Bem-aventurado o que acode ao necessitado; o Senhor o livra no dia do mal.65:4: Bem-aventurado aquele a quem escolhes e aproximas de ti, para que assista nos teusátrios; ficaremos satisfeitos com a bondade de tua casa—o teu santo templo.72:17: Subsista para sempre o seu nome e prospere enquanto resplandecer o sol; nele sejamabençoados todos os homens, e as nações lhe chamem bem-aventurado.84:4: Bem-aventurados os que habitam em tua casa; louvam-te perpetuamente.84:5: Bem-aventurado o homem cuja força está em ti, em cujo coração se encontram oscaminhos aplanados,89:15: Bem-aventurado o povo que conhece os vivas de júbilo, que anda, ó Senhor, na luz datua presença.94:12: Bem-aventurado o homem, Senhor, a quem tu repreendes, a quem ensinas a tua lei,106:3: Bem-aventurados os que guardam a retidão e o que pratica a justiça em todo tempo.112:1: Aleluia! Bem-aventurado o homem que teme ao Senhor e se compraz nos seusmandamentos.119:1: Bem-aventurados os irrepreensíveis no seu caminho, que andam na lei do Senhor.119:2: Bem-aventurados os que guardam as suas prescrições e o buscam de todo o coração;128:1: Bem-aventurado aquele que teme ao Senhor e anda nos seus caminhos!144:15: Bem-aventurado o povo a quem assim sucede! Sim, bem-aventurado é o povo cujoDeus é o Senhor!146:5: Bem-aventurado aquele que tem o Deus de Jacó por seu auxílio, cuja esperança está noSenhor, seu DeusSALMOS 7-14Muitos dos temas que aparecem nestes Salmos são os mesmos dos primeiros. Várias vezes, Davipede a justiça de Deus para corrigir as injustiças neste mundo cheio de maldade. Na leitura destes,devemos observar alguns pontos de especial importância. Entre eles:- O homem, mesmo não compreendendo os motivos quando a justiça de Deus demora, pode edeve confiar no Senhor- O único refúgio para o homem se encontra em Deus. Todas as outras soluções são vãs.- O contraste entre a insensatez da incredulidade e a confiança do servo do SenhorSalmo 7: Davi Confia no Julgamento Justo de Deus- 6 -
  7. 7. 1-2: Ele pede livramento dos perseguidores3-5: Ele declara a sua inocência (em relação às acusações feitas pelos inimigos), dizendo queaceitaria o castigo se tivesse culpa6-8: Davi pede que Deus julgue entre ele e os povos, confiante de sua própria integridade. Nãodevemos interpretar as palavras de Davi como afirmações de perfeição, e sim como demonstraçõesde sua confiança na graça de Deus (veja Romanos 8:31, 33)9-11: Deus julga os corações, estabelecendo os justos e sentindo indignação contra os ímpios12-13: O pecador que não se arrepende será castigado por Deus14-16: O ímpio traz sobre si a conseqüência do seu próprio pecado14: Concebeu a malícia e dá à luz a mentira, sofrendo as dores de iniqüidade15: Faz a sua própria sepultura16: A sua violência recai sobre a sua própria cabeça17: Davi louva a Deus por sua justiçaSalmo 8: O Deus Magnífico Dá Dignidade ao Homem1: O nome de Deus é magnífico!2: Ele cala a boca de todo adversário3-8: Deus exaltou o homem3-4: Em comparação com as grandes obras da criação, o homem não é nada!5-8: Mas Deus honrou o homem e lhe deu domínio sobre as criaturas da terra9: O nome de Deus é, realmente, magnífico!Salmo 9: Deus, os Justos e os Ímpios1-2: Que Deus altíssimo seja louvado!3-4: A mensagem deste salmo é resumida nestes dois versículos:Os ímpios sofrem castigoO justo (Davi) é sustentadoDeus, no seu trono, julga retamente5-6: Os ímpios são repreendidos e destruídos7-8: Deus permanece no seu trono de justiça, e governa os povos em retidão9-10: Os servos oprimidos confiam em Deus, em quem acham refúgio11-12: Deus é louvado por ser vingador do sangue dos inocentes13-14: O salmista pede a compaixão de Deus para que possa voltar a louvar a Deus15-17: Ele pede justiça contra os perversos18: O sofrimento dos aflitos não será esquecido. Deus trará a justiça e a proteção para eles19-20: Os mortais não prevalecem diante do julgamento do SenhorSalmo 10: Davi Pede Justiça Divina Contra os Opressores1: Por quê? Davi expressa a dificuldade do homem em entender a “demora” na justiça divina.Este assunto se manifesta em vários dos salmos, e em outros livros da Bíblia (por exemplo,Habacuque)2-11: A arrogância dos ímpios2: Perseguem os pobres3: Se gloriam da cobiçaMaldizem o Senhor4: Não investigam a existência de Deus. Davi, 3.000: anos atrás, identificou o problema principaldas pessoas que dizem não acreditar em Deus: falta de investigação. Para negar a existência deDeus, é necessário fechar os olhos para não ver as evidências abundantes ao nosso redor. Quem ageassim é perverso e soberbo5-6: Na sua prosperidade, não buscam a Deus e não respeitam os adversários. Sentem-seinvencíveis.7: Têm bocas cheias de maldição e mentiras8-10: Agem como predadores tentando pegar os inocentes e pobres nas suas armadilhas11: Acha que os seus pecados serão impunes, porque Deus não os vê12-15: O salmista pede que Deus aja contra os ímpios e a favor dos pobres e oprimidos16-18: Ele mostra sua confiança que o eterno Deus ouve e age em favor das vítimasSalmo 11: Confiança no Deus Santo e Justo1-3: Mesmo encarando as armadilhas dos ímpios, Davi confia no Senhor. Ele recusa fugir para osmontes como um pássaro, preferindo achar refúgio em Deus.4-7: Esta confiança é posta no Deus santo, onisciente e justo. Ele vê tudo (4), julga todos (5),rejeita e castiga os ímpios (5-6) e acolhe os retos (7)Salmo 12: Pedido de Ajuda ao Encarar o Mundo Cheio de Homens Perversos1-2: Socorro! Não há homens bons!3-4: Aja! Corte as línguas falsas. O versículo 4: mostra a confiança do ímpio na mentira, atéachando que tudo pode se resolver pelo “jeito” de falar- 7 -
  8. 8. 5: Deus se levanta para salvar o oprimido6: As palavras de Deus são puras: em contraste com as dos perversos7: Deus protege os fiéis8: Os perversos dominam enquanto os homens exaltam a sua maldadeSalmo 13: Questionamento com Confiança em Deus1-2: O questionamento: Até quando? Da mesma maneira que perguntou “por que” no Salmo 10,aqui Davi expressa a dificuldade do homem compreender os atos de Deus, especialmente quandonão vê as respostas de Deus às suas orações. A pergunta “até quando” aparece mais de 50: vezesna Bíblia. Na maioria dos casos, é dirigida aos homens, freqüentemente chamando-os aoarrependimento. Algumas vezes, especialmente em livros como Salmos, Habacuque e Apocalipse,esta pergunta é feita a Deus, normalmente questionando a demora na aplicação da justiça divina3-4: O pedido: Davi pede compreensão, proteção e força para resistir ao mal5-6: A resolução: Confiar, regozijar, cantar e lembrar do bem que Deus tem feito. Quando nósquestionamos a “demora” em receber o que pedimos em oração, devemos mostrar a mesma atitudeque Davi manifestou aqui. Mesmo não entendendo o que Deus faz, devemos continuar orando,pedindo que ele nos ajude. E, acima de tudo, devemos louvá-lo pelas coisas já feitas para o nossobemSalmo 14: A Insensatez da Incredulidade1: Negar a existência de Deus é uma decisão insensata que leva a prática de coisasinconvenientes2-3: Deus olha do céu, procurando pessoas que o buscam, mas todas se desviam (veja Romanos3:10-14, 23)4: Será que os pecadores não entendem que a sua maldade terá conseqüências?5: Deus abençoa os justos, não os obreiros de iniqüidade6: Os homens podem zombar dos humildes, mas é Deus que os protege7: Davi fala do seu desejo, até da sua ansiedade, de ver a salvação que vem de DeusPERGUNTASResponda as seguintes perguntas sobre Salmos 7-14.Salmo 71. O julgamento de Deus se baseia somente nos atos visíveis dos homens? Explique.2. Quem faz a sepultura do perverso?Salmo 83. O Deus magnífico deu honra para quem?Salmo 94. Resuma a mensagem deste Salmo, que é também o tema dos outros Salmos desta lição.5. Qual palavra nos versículos 19: e 20: destaca a grande diferença entre Deus e os homens?Salmo 106. Qual atitude é necessária para o homem questionar os atos de Deus?7. Qual o problema principal de pessoas que não acreditam em Deus?Salmo 118. Por que Davi recusou fugir para o monte?Salmo 129. Qual a diferença, conforme este Salmo, entre as palavras dos ímpios e as palavras de Deus?10. Enquanto os homens exaltam a malícia, o que continuará na terra?Salmo 1311. É possível louvar a Deus e ser gratos a ele mesmo quando não vemos respostas às nossasorações? Explique a sua resposta.Salmo 1412. Aqui, como em Romanos 1:20-32, o autor liga a incredulidade a que tipo de procedimento?13. Seria possível alguém negar a existência de Deus por não gostar das limitações postas porele em nossas vidas?SALMOS 15-18O alvo principal de todas as pessoas deve ser a comunhão com Deus. Mas nem todos gozarão abênção da presença de Deus. “Quem, Senhor, habitará no teu tabernáculo?” Somente aspessoas que desejam, acima de tudo, estar com ele. Para essas pessoas, Deus está sempre ao lado,dando-lhes proteção e vitória. Estes Salmos dão destaque para esses privilégios da comunhão comDeus.Salmo 15: Condições da Comunhão com Deus1: A pergunta: Quem pode viver na presença de Deus?- 8 -
  9. 9. 2-5: A resposta: Aqueles que mostram a justiça e santidade em suas vidas:Vive com integridadePratica a justiçaFala a verdadeNão difama com a línguaNão faz mal ao próximoConsidera desprezível o réproboHonra aos que temem ao SenhorCumpre a sua palavra, mesmo quando toma prejuízoNão é ganancioso nem desonesto nos seus negóciosCompare este salmo com Isaías 33:14-17Salmo 16: Confiança do Ungido em DeusEnquanto Davi claramente escreveu este Salmo para expressar a sua própria confiança noSenhor, a citação e explicação por Pedro (veja Atos 2:25-32) lhe dá um sentido messiânico. Nanossa leitura, podemos ver a confiança de Davi, realizada perfeitamente em seu descendente, Jesus.1-2: Confiança total em Deus, o único “bem” que ele possuía (compare versículo 5: e a idéia daherança da tribo sacerdotal em Números 18:20; Deuteronômio 18:1-2; Josué 13:33: com osacerdócio e a herança de todos os cristãos no reino de Cristo: 1 Pedro 2:5, 9; 3:7; 1:4; Romanos8:17; Tiago 2:5; Colossenses 1:12; etc.)3-4: Ele sente prazer nos santos na terra, e despreza os idólatras5: Ele se entrega exclusiva e totalmente a Deus6: A herança dele (veja o versículo 2) é muito agradável7: Mesmo nas horas mais escuras, é Deus quem o guia8-11: Com Deus ao lado, não será abalado. Descansará em paz, confiante na ressurreição (vejaAtos 2:25-32) e na glória perpétua na presença de Deus. O argumento importante de Pedro em Atos2: mostra que este salmo vai além da experiência do próprio Davi, sendo cumprido completamentena ressurreição de Cristo.Salmo 17: Pedido a Deus por Julgamento Justo1-2: O salmista pede a Deus julgamento justo da sua causa3-5: Ele se apresenta como um servo fiel e íntegro diante de Deus6-7: Apela a Deus pedindo julgamento justo, defendendo-o contra os perversos8-14: Ele pede a proteçao de Deus contra os ímpios. Na sua descrição das características dessesinimigos, ele descreve a diferença fundamental entre o homem mundano e o servo de Deus. Para oshomens mundanos, a herança e o prazer são desta vida (14). Para os homens espirituais, a herançae o prazer se encontram em Deus (15; veja 16:1, 5, 6, 11)15: Para o salmista, e para todos os justos, o maior prazer vem da comunhão com DeusSalmo 18: Louvor a Deus por Proteção, Direção e VitóriaEste Salmo foi escrito por Davi quando Deus o livrou da mão de Saul1-3: Louvor a Deus como protetor e libertador4-5: A situação angustiosa que Davi enfrentou6: Deus ouviu e respondeu à sua oração7-12: A resposta de Deus veio com a voz de terremotos, fogo, fumaça e nuvens13-18: O trovão da voz de Deus contra os inimigos de Davi19-24: Deus o salvou porque se agradou dele, um homem justo25-26: Os princípios do julgamento de Deus25-26: Para os justos, ele mostra benignidade, integridade e pureza26b Para os perversos, ele mostra inflexibilidade27: Deus salva os humildes e humilha os soberbos28: Davi pede a iluminação de Deus29: Deus lhe dá força para superar os inimigos e os obstáculos30-50: Deus é o único capaz de guiar e proteger o homem. É Deus quem dá capacidade e vitóriaao seu servo, enquanto recusa ajudar os seus inimigos. Por esses motivos, o Senhor merece olouvor do homem.Encontramos este salmo, também, em 2 Samuel 22PERGUNTASResponda as seguintes perguntas sobre Salmos 15-18.Salmo 151. Descreva as características da pessoa que poderá gozar a comunhão com Deus.Salmo 162. Pedro aplica este Salmo a quem?3. Qual é a única herança ou bem desse servo?- 9 -
  10. 10. 4. Qual tribo no Velho Testamento recebeu Deus como sua herança?5. Qual povo no Novo Testamento recebe a mesma herança para sempre?Salmo 176. Qual é a herança dos homens mundanos?7. Qual é o maior prazer dos servos de Deus?Salmo 188. Como é descrita a voz de Deus que responde às orações do fiel?9. No seu julgamento, qual diferença Deus faz entre os justos e os ímpios?SALMOS 19-23Nesta lição, encontramos alguns dos mais conhecidos dos Salmos. Salmo 19: fala sobre arevelação de Deus na natureza e na palavra. Salmo 22: é citado várias vezes no Novo Testamento,devido à sua mensagem messiânica. Salmo 23: é, certamente, um dos Salmos mais lidos edecorados. Vamos ler e apreciar esses e outros Salmos de Davi.Salmo 19: Deus se Revela para Ajudar o Seu Servo1-6: Deus se revela na criação do universo. A evidência da sua existência é visível a todos7-10: Deus se revela na sua palavra, que guia o homemA palavra de Deus é:Perfeita (7)Fiel (7)Reta (8)Pura (8)Límpida (9)Eterna (9)Verdadeira (9)Justa (9)Desejável (10)Doce (10)A palavra de Deus age para:Restaurar a alma (7)Dar sabedoria aos símplices (7)Alegrar o coração (8)Iluminar os olhos (8)11-13: A importância da orientação divina na vida do salmistaDeus usa a sua palavra para admoestar o seu servo (11)Guardar a palavra de Deus traz grande recompensa (11)Davi pede absolvição pelos seus pecados ocultos (12)Ele pede proteção da soberba para não ser culpado diante de Deus (13)14: Ele pede que Deus, a rocha e o redentor dele, aceite as suas palavras e os pensamentos deseu coraçãoSalmo 20: Petição a Deus por Ajuda ao Rei1-5: Os primeiros versículos deste Salmo se apresentam em forma de bênção dirigida ao rei.Deseja-lhe a resposta de Deus a suas orações, dando-lhe proteção, bênçãos e vitória em nome doSenhor6-8: O salmista afirma a sua confiança em Deus, mesmo em enfrentar a ameaça de inimigos. Oversículo 7: é especialmente importante em todas as épocas, pois a grande tendência de governoshumanos é esquecer de Deus e confiar na sua força militar9: O povo pede que Deus dê vitória ao reiSalmo 21: A Força de Deus1-7: O rei se alegra na força de Deus. Confiando em Deus, ele não vacila8-12: Deus destrói os seus inimigos13: Ele é louvado por seu poderSalmo 22: O Sofrimento e a Glória do MessiasEste Salmo é especialmente notável por sua mensagem messiânica. Embora incluindo também asexperiências de Davi, a aplicação a Jesus demonstra mais intensamente a sua mensagem. Váriosversículos dele são citados no Novo Testamento em referência ao Cristo. Ele mesmo usou aspalavras iniciais do Salmo como oração na cruz (Mateus27:46; Marcos 15:34). Citaremos abaixo algumas outras citações do Novo Testamento1-21: O Sofrimento do Cristo- O Messias procura o conforto e a proteção de Deus, mas encara o seu sofrimento sozinho (1-2; Mateus 27:46; Marcos 15:34)- 10 -
  11. 11. - Mesmo não vendo a resposta imediata a sua oração, ele não perde confiança no Santo Deus(3-5)- O Cristo foi desprezado e rejeitado pelos homens (6-8; veja Isaías 53:3; Mateus 27:39-43)- O Ungido reconhece a presença de Deus durante toda a sua vida, e pede a sua presençaneste momento de tribulação (9-11)- Ele se encontra cercado pelos inimigos na hora de sua morte (12-18; Mateus 27:35; João19:24; 20:25)- De novo, ele pede socorro de Deus (19-21)22-31: A Glória de Sua Vitória- Para apreciar melhor a mudança aqui no tom do Salmo, pode ajudar fazer uma pausa entreos versículos 21 e 22- Ele louva a Deus e incentiva os outros a fazerem o mesmo (22-23; veja Hebreus 2:11-12)- Deus merece o louvor porque não deixa os aflitos desamparados (24-26)- Deus merece e receberá o louvor de todos os homens, até de gerações futuras (27-31; vejaFilipenses 2:7-11))Salmo 23: O Senhor É o Meu PastorCertamente um dos mais conhecidos dos Salmos, este nos lembra da tranqüilidade do servo querealmente confia em Deus1-3: O Senhor é o meu pastor. Ele alimenta, guia e cuida de suas ovelhas4: Deus consola com o seu cajado, dando conforto mesmo nos momentos mais difíceis da vida5-6: Deus exalta o seu servo acima de seus inimigos, e o acompanha semprePERGUNTASResponda as seguintes perguntas sobre Salmos 19-23.Salmo 191. Quais são os dois meios de revelação divina citados neste Salmo?2. Conforme este Salmo, o que traz grande recompensa?Salmo 203. Como devemos aplicar a mensagem deste Salmo nos dias atuais? Especialmente comentesobre o significado e a importância do versículo 7.Salmo 214. O que deve fazer um rei para não vacilar, mesmo quando enfrenta inimigos?Salmo 225. Quais são as duas divisões principais deste Salmo?6. Conforme as citações no Novo Testamento:a. Quem clama “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?”b. Quem zombava dele?c. Quem repartiram as vestes dele?d. Quem canta louvores no meio da congregação?Salmo 237. Quem é o bom pastor?8. Descreva as características de um bom pastor?9. Um cajado conforta? Explique a sua resposta.SALMOS 24-28Quem pode subir ao monte do Senhor? O único que teria mãos limpas e poder para abrir a portapara os outros é o próprio Rei da Glória. Pela misericórdia do bondoso Deus, o homem pode serperdoado e pode entrar na presença do Senhor. Nesta comunhão íntima o servo encontra proteçãodo mal e respostas às suas súplicas.Salmo 24: A Entrada do Rei da Glória1-2: Deus é louvado por ser o Criador e o Dono do mundo3-6: Quem pode entrar e permanecer na presença do Senhor? Aqueles que buscam o Senhor:Têm mãos limpasTêm corações purosSão honestos7-10: Cântico da entrada do Rei da Glória (possivelmente escrito para celebrar a chegada da Arcada Aliança a Jerusalém)Salmo 25: O Homem que Confia em Deus não Será EnvergonhadoEste é um dos Salmos Acrósticos. O alfabeto hebraico continha 22: letras. Neste Salmo, cadaversículo começa com uma letra diferente, usando 21: e repetindo, no último versículo, uma jáusada.- 11 -
  12. 12. 1-3: Confiança na proteção divina. Aqueles que esperam em Deus não serão envergonhados4-5: Ele pede que Deus o guie e o instrua6-7: Lembrar e não lembrar! Davi pede que Deus se lembre da misericórdia e da bondade, masnão dos pecados dele. Resumindo, ele quer ser lembrado segundo a misericórdia de Deus. Não éesse o desejo de todos nós?8-10: Deus, por ser bom e reto:Aponta o caminho aos pecadores (8)Guia os humildes/ensina aos mansos (9)11-15: Davi pede perdão por causa da grandeza do nome de Deus (11, 15) Ele fala das bênçãosde comunhão com Deus (12-14)16-21: Pede compaixão e proteção, para não ser envergonhado22: Encerra com um apelo para a salvação de IsraelSalmo 26: Um Homem Justo Pede a Justiça de DeusEste Salmo, se interpretado isoladamente, daria a idéia de salvação por mérito humano. Masquando o lemos no contexto de outros Salmos de Davi (25:7, por exemplo), e no contexto do restoda Bíblia, entendemos que nem Davi nem qualquer outro homem pode ficar em pé por sua própriajustiça. Implicitamente, Davi sabe que a sua “justiça” ainda depende da misericórdia de Deus1-8: Davi pede que Deus examine a sua vida, pois ele está em paz com a consciência9-10: Ele não quer ser colhido com os pecadores, que merecem o castigo de Deus11-12: Confiante da compaixão de Deus, ele se sente seguro na sua integridadeSalmo 27: O Desejo pela Presença de DeusEste Salmo, que mostra o forte desejo de Davi de gozar a comunhão com Deus, sugere quantonós devemos procurar o mesmo privilégio. Para contemplar a beleza do Senhor, devemos pedir (4),buscar (4, 8), louvar (6), aprender (11), crer (13) e esperar (14)1-3: Davi deposita a sua confiança no Senhor e, por isso, tem confiança mesmo quando enfrentaseus inimigos4: Este é um dos mais belos versículos nos Salmos. O desejo singular de Davi era a comunhãoconstante com Deus: o privilégio de contemplar a beleza do Senhor. Deve ser o nosso desejo,também5-6: Deus protege e exalta o seu servo, e este oferece louvor ao Senhor7-10: O servo, mesmo sentindo abandonado pelos homens, pede e busca confiantemente apresença do Senhor11-12: Para não ser vítima da vontade dos inimigos, o servo busca e segue a vontade do Senhor13-14: Ele conclui este Salmo com a afirmação de fé e esperança, confiante de que verá abondade de DeusSalmo 28: A Súplica Respondida1-2: O salmista pede que Deus ouça a sua súplica3-5: Ele pede que o Senhor não o rejeite com os ímpios (3) e, ao mesmo tempo, pede a justiçadivina contra aqueles que rejeitam o Senhor (4-5)6-9: O servo louva a Deus por ter ouvido a sua oração. Ele descreve o Senhor como a força dopovo e o refúgio salvador do ungido (8). O Senhor age em favor de seu povo para salvar, abençoar,apascentar e exaltá-lo (9)PERGUNTASResponda as seguintes perguntas sobre Salmos 24-28.Salmo 241. Este Salmo fala sobre a chegada de quem?2. Quem pode estar na presença do Senhor?3. Quem é o Rei da Glória?Salmo 254. O que significa “salmo acróstico”?5. Davi pediu que Deus se lembrasse de algumas coisas e se esquecesse de outras. Expliqueesses pedidos dele.Salmo 266. Davi merecia a salvação por causa da sua própria integridade e justiça? Explique.Salmo 277. Qual foi o desejo principal de Davi?8. Quem é mais leal e confiável do que os nossos próprios pais?Salmo 289. De acordo com o versículo 5, qual atitude de muitos homens merece o castigo de Deus?- 12 -
  13. 13. SALMOS 29-33Os motivos para adorar a Deus são infinitos. Ele demonstra sua misericórdia quando perdoa opecador, e mostra seu poder quando protege o justo. O homem resgatado adora a Deus, e ensinaaos outros sobre a grandeza e a beleza do Santo.Salmo 29: A Poderosa Voz do Senhor1-2: Deus, que tem glória e força, merece adoração pela beleza de sua santidade3-9: A poderosa voz do Senhor. Este trecho nos lembra de outros, como Êxodo 19:16-20: e Apocalipse 1:10, 15, que mostram o poder da voz de Deus. A voz do Senhor:É poderosa (4)É cheia de majestade (4)Quebra os cedros do Líbano (5)Faz saltar as montanhas de Líbano e Hermom (6)Despede chamas de fogo (7)Faz tremer o deserto de Cades (8)Faz dar cria as corças (9)Desnuda os bosques (9)Faz com que tudo no seu templo diga “Glória” (9)10-11: O Senhor governa e dá força e paz ao seu povoSalmo 30: Deus Liberta o seu Servo da Morte1-3: Davi louva a Deus porque o Senhor o poupou da morte4: Ele convida todos a adorarem a Deus5-10: O salmista sabe que a ira de Deus passa logo, e que a bondade dele permanece para a vidatoda. Ele pede alívio para não chegar à morte11-12: Ele agradece por Deus ter ouvido a sua petiçãoSalmo 31: As Súplicas Tristes de um Servo Angustiado1-4: Davi clama a Deus, sua fortaleza, pedindo livramento das ciladas de seus inimigos5: “Nas tuas mãos, entrego o meu espírito”. Compare as palavras de Jesus (Lucas23:46) e de Estêvão (Atos 7:59). Independente da resposta de Deus (permitindo a morte, comofez com Jesus e com Estêvão, ou poupando a vida, como fez com Davi), o servo fiel entrega o seuespírito aos cuidados do Senhor6-10: Apesar de sua profunda tristeza, o servo reconhece a benignidade de Deus na sua vida, epede a compaixão divina11-13: Todos ao seu redor olhavam para o salmista com desgosto. Estes versículos nos lembramdo sofrimento descrito em Jó 19:13-1914-18: O servo confia em Deus para ser justo, salvando o fiel e castigando os perversos19-21: Ele louva a Deus pela sua bondade salvadora22: Davi sentia-se abandonado por Deus, mas viu que o Senhor respondeu às suas orações23-24: Baseado nas experiências dele, o salmista convida todos a adorarem ao SenhorSalmo 32: A Bênção do Perdão1-2: O homem perdoado por Deus é abençoado3-5: Enquanto tentava esconder o seu pecado, o salmista sofria debaixo da mão pesada de Deus.Achou alívio quando confessou e recebeu perdão6-7: O fato que Deus, na sua graça, perdoa o pecador, motiva todos os piedosos a buscar amisericórdia dele. A confiança do cristão não vem de sua própria perfeição, e sim da fidelidade deDeus, quem perdoa os seus pecados (1: João 1:8: 2:2)8-11: Nestes versículos, o salmista olha para os homens e faz aplicação da lição que ele haviaaprendido. Não devemos ser teimosos como cavalos e mulas, que obedecem somente quandoforçados. Devemos ser justos e retos de coração, encontrando a misericórdia de DeusSalmo 33: Louvor a Deus, Quem Criou e Governa o Mundo1-5: Todos devem louvar ao Senhor porque o seu proceder é fiel6-9: Ele merece louvor por ser o Criador do mundoEstudo do Livro de Salmos 1710-12: Deus governa as nações. “Feliz a nação cujo Deus é o Senhor” (12).13-19: O Senhor observa todos. Os reis não se defendem por sua força militar; Deus defende osjustos pela sua misericórdia20-22: Os servos de Deus depositam a sua esperança nelePERGUNTASResponda as seguintes perguntas sobre Salmos 29-33.Salmo 29- 13 -
  14. 14. 1. Qual atributo de Deus é destacado aqui por sua beleza?2. O que tem poder para mudar montanhas e desertos?Salmo 303. Quando se trata dos servos de Deus, o que dura mais: a ira do Senhor ou a sua bondade?Salmo 314. Quais dois servos do Senhor no Novo Testamento fizeram pedidos quase idênticos ao versículo5?Salmo 325. Segundo os primeiros versículos deste Salmo, qual homem é abençoado por Deus?6. Qual o efeito de esconder ou negar os nossos pecados?7. Qual o efeito de confessá-los a Deus?8. Explique como algumas pessoas parecem com cavalos e mulas.Salmo 339. Devemos temer e servir ao Criador?10. Qual nação é abençoada por Deus?11. Força militar garante a segurança de uma nação?SALMOS 34-37Ohomem justo sofre nesta vida. A violência e a maldade dos perversos atingem os inocentes ejustos, e freqüentemente provocam dúvidas sobre a justiça de Deus. Davi aborda tais preocupaçõesem alguns desses Salmos, mostrando que Deus é justo e que os homens de coração reto procurama justiça do Senhor.Salmo 34: Davi Louva a Deus por o Salvar dos InimigosEste é um dos Salmos acrósticos. Foi escrito na época em que Davi fugia de Saul e se fingiu doidona Filístia. O rei filisteu expulsou Davi de sua presença, e ele viu nisso a mão de Deus. Abimelequeera o título usado pelos reis dos filisteus (veja Gênesis 20:2; 26:1). O relato em 1: Samuel 21:10-15: é mais específico, identificando Aquis, rei de Gate.1-3: Davi começa este Salmo com palavras de louvor para Deus4-7: Ele pediu socorro e Deus o livrou de sua tribulação8-10: Ele afirma a bondade de Deus em proteger e sustentar os fiéis11-14: Ele ensina aos outros sobre as condições de comunhão com Deus:Controlar a língua (13)Apartar-se do mal (14)Praticar o bem (14)Procurar a paz (14)15-18: Deus ouve e abençoa os justos de coração quebrantado, mas destrói aqueles quepraticam o mal19-22: Deus protege e resgata os que confiam nele, mas condena os inimigos dos justosSalmo 35: Davi Pede Justiça para os seus InimigosSalmos como este nos apresentam certas dificuldades. Respeitamos Davi como um dos homensmais espirituais da história humana. De repente, encontramos Salmos imprecatórios nos quais elepede vingança contra os seus inimigos. Como um homem de coração bom poderia desejar amaldição dos outros? Alguns tentam resolver esta questão sugerindo que o amor do NovoTestamento não se encontra no Velho. Tal explicação é inadequada, pois Jesus achou base no AntigoTestamento para os maiores mandamentos do Novo (Mateus 22:36-40; Deuteronômio 6:5; Levítico19:18). Ao invés de ver aqui algo inferior, talvez precisemos ver uma espiritualidade e santidademais profunda do que imaginamos. A santidade é uma das qualidades essenciais do caráter deDeus. A santidade exige a justiça, uma distinção entre o certo e o errado. Não deve nos surpreenderque um homem profundamente espiritual desejaria a aplicação perfeita da justiça de Deus. Se Deusmantivesse comunhão com os ímpios, não seria santo, e não incentivaria os homens a seremsantos.1-10: Davi pede que Deus peleje por ele contra os seus inimigos- Ele chama Deus para contender com os seus perseguidores (1-3)- Amaldiçoa os seus inimigos, pedindo que o anjo do Senhor os espalhe e os persiga (4-6).Veja o outro lado do trabalho do anjo do Senhor em 34:7- Ele afirma que os seus inimigos o perseguiram sem causa, e pede que caiam nas suaspróprias armadilhas (7-8)- Um vez livre dos inimigos, o salmista louvará ao Senhor (9-10)11-18: O conflito entre o servo de Deus e seus perseguidores- Eles fazem falsas acusações sem motivo (11-12)- Davi, porém, jejuava, orava e chorava por eles como se fossem amigos (13-14).- 14 -
  15. 15. - Estes dois versículos esclarecem o sentido das imprecações de Davi neste e em outrosSalmos. Antes de pedir a justiça de Deus, ele já procurava ajudar os seus inimigos (veja Mateus5:44-45)- Não obstante a bondade de Davi, os inimigos se alegraram com o sofrimento dele, e omaltrataram (15-16)- Não conseguindo ajudar os seus inimigos, Davi pede a justiça de Deus para o livrar daperseguição (17)- Confiante de seu livramento, o salmista adora a Deus (18)19-28: Davi quer que os fiéis se alegrem e que os ímpios fiquem envergonhados- Ele não quer que os inimigos se alegrem pelo sofrimento dele (19)- Esses inimigos não querem a paz nem o bem para os servos de Deus (20-21)- Davi apela a Deus, pedindo julgamento justo entre ele e os seus inimigos (22-26)- Ele quer que Deus abençoe aqueles que apóiam a justiça dele (27)- Ele louvará a Deus por sua justiça (28)Salmo 36: Deus Contra os Ímpios1-4: O caráter dos injustos- São guiados pela voz do pecado, e não por Deus (1; veja Romanos 8:5-6)- Acreditam que o pecado pode ser escondido, e que não trará conseqüências (2)- Falam e praticam a malícia (3)- Sempre, até quando se deitam à noite, pensam no pecado (4). Veja o contraste em 6:6; 1:2;119:62; etc.5-9: O caráter de DeusBenignidade (5)Fidelidade (5)Justiça (6)Poder para preservar a vida (6)Preciosa benignidade para com os homens (7)Sustenta os homens com abundância (8)A fonte da vida e da luz (9)10-12: O salmista pede a justiça divina- Pede benignidade e justiça para com os fiéis (10)- Apela a Deus, pedindo proteção contra os malfeitores (11)- Os ímpios são derrotados (12)Salmo 37: Como Encarar a Injustiça no MundoA mensagem deste Salmo é semelhante à de livros como Jó e Habacuque. Mesmo quando nãoentendemos a injustiça que existe neste mundo, podemos e devemos esperar no Senhor. Aprosperidade dos ímpios é temporária, mas os íntegros permanecerão para sempre. A mensagemdeste Salmo ajuda o servo de Deus ficar livre das doutrinas falsas que sugerem que os seguidoresde Cristo serão abençoados materialmente1-2: Não devemos sentir inveja dos ímpios prósperos, porque a justiça virá3-6: Devemos confiar no Senhor (3, 5), fazer bem (3), habitar na terra dada por Deus (3),alimentar-nos da verdade (3), agradar-nos do Senhor (4) e entregar o nosso caminho a ele (5).Fazendo assim, teremos certeza de sermos abençoados por Deus (5-6). Medite especialmente nosignificado do versículo 4: “Agrada-te do Senhor, e ele satisfará os desejos do teu coração.”Devemos desenvolver a mente espiritual!7-11: Devemos esperar no Senhor, sabendo que ele nos abençoará. Não devemos nos irritar porcausa das injustiças temporárias que existem nessa vida12-15: Os ímpios não intimidam o Senhor. Serão destruídos pela sua própria maldade16-20: É melhor ser um pobre que confia em Deus do que ser rico e ímpio21: A diferença entre o ímpio e o justo se manifesta no seu procedimento. Um é desonesto, e ooutro generoso22-26: Deus não deixará os justos desamparados27-29: O Salmista apela aos homens a deixarem o mal para serem abençoados por Deus30-31: As características do justo:Fala a sabedoria e a justiça (30)Guarda a lei de Deus no coração (31)Seus passos não vacilam (31)32-34: O perverso tenta matar o justo, mas Deus protege os fiéis e extermina os ímpios35-38: Mesmo os ímpios que se exaltam perecerão. Os homens de paz serão estabelecidos39-40: Deus salva aqueles que buscam refúgio nele- 15 -
  16. 16. PERGUNTASResponda as seguintes perguntas sobre Salmos 34-37.Salmo 341. Qual foi a circunstância histórica deste Salmo?2. O que devemos fazer para alcançar a vida?Salmo 353. O que quer dizer “Salmo imprecatório”?4. Este Salmo reflete o pensamento de um homem carnal e vingativo, ou de uma pessoaespiritual que pensava como Deus pensa?5. Antes de pedir a vingança de Deus contra os seus inimigos, o que Davi fez por eles?Salmo 366. Qual voz guia a vida do ímpio?7. Como os perversos encaram o seu próprio pecado?8. Quando um perverso se deita à noite, ele pensa no que? Quando um justo se deita à noite, elepensa no que?Salmo 379. O servo de Deus deve se preocupar com a demora na justiça divina contra os perversos?10. Quem é capaz de satisfazer os desejos do coração do homem? O pecado pode satisfazer osdesejos do coração do homem?11. Em termos dos seus negócios financeiros, qual a diferença entre o ímpio e o justo?SALMOS 38-41Estes Salmos de Davi são os últimos do Livro I. Refletem bem alguns dos principais temas dosSalmos e, especialmente, dos escritos do segundo rei de Israel. Ele fala do arrependimento e daimpossibilidade de achar felicidade longe de Deus. Portanto, ele expressa seu desejo intenso desempre andar em comunhão com o Senhor: “Quanto a mim, tu me susténs na minhaintegridade e me pões à tua presença para sempre” (41:12).Salmo 38: O Pecador Arrependido Pede a Ajuda de Deus1-8: O homem sobrecarregado de pecado pede a misericórdia de Deus. Compare Romanos 7:24:e considere a profundeza da tristeza e do arrependimento verdadeiro que encontramos neste Salmo.Também pense no alívio que Jesus oferece ao pecador (Mateus 11:28-30)9-16: Rejeitado e desprezado pelos homens, Davi busca Deus com todo o coração. Medite naimportância da declaração dele no versículo 9: “Na tua presença, Senhor, estão os meus desejostodos”. Compare Filipenses 4:8: e Mateus 6:2117-22: Davi se sentia fraco e incapaz de resistir os seus inimigos. Mostrou a sua determinação defazer o bem, e pediu que Deus o salvasseSalmo 39: O Homem Aflito Reconhece a Vaidade da Vida1-3: Davi, sofrendo enquanto os ímpios prosperavam, tentou se calar para não pecar com algumareclamação contra Deus. Afinal, ele não conseguiu se conter, e começou a falar4-6: Ele queria saber de Deus sobre a sua expectativa de vida, pois percebeu que a vida dohomem é curta, é pura vaidade7-11: Ele pediu alívio, não querendo que os perversos falassem mal dele por causa do seusofrimento12-13: Ele implora a Deus, pedindo alívio do seu sofrimentoSalmo 40: Confiança em Deus, o Libertador1-3: Davi encerrou o Salmo 39: pedindo socorro, e abre Salmo 40: dizendo que Deus o ouviu e osalvou. Quando Deus nos salva, ele nos coloca em terra firme e nos dá motivo para adorá-lo4-5: Deus merece o louvor por causa das inúmeras maravilhas que tem feito (veja João 21:25)6-8: O que Deus deseja do homem é a sua obediência, e não sacrifícios por pecados cometidoscontra a vontade do Senhor (veja 1: Samuel 15:22). O autor de Hebreus usa estes versículos paramostrar que os sacrifícios de animais não satisfaziam a Deus, assim explicando a necessidade dosacrifício de Jesus (Hebreus 10:5-7).9-10: O salmista, resgatado da perdição pela graça de Deus, fala abertamente sobre as boas-novas da salvação. Quando nós realmente apreciamos a salvação em Cristo, falaremos com outraspessoas11-12: Ele pede livramento dos seus próprios pecados13-17: Estes versículos são quase idênticos ao Salmo 70. Aqui Davi repete a sua petição porlivramento, e pede também que Deus deixe os ímpios envergonhados enquanto liberta os queconfiam neleSalmo 41: Davi Busca a Compaixão de Deus1-3: O Senhor abençoa e protege o homem que se compadece dos necessitados (veja 37:21)- 16 -
  17. 17. 4: Davi pede a compaixão de Deus, reconhecendo o seu próprio pecado. As palavras dele (sara aminha alma) mostram que o pecador não precisa somente de perdão, que tira a culpa “legal” dopecado. Precisa de renovação, para ser curado da corrupção do pecado (veja 51:10)5-9: Davi sentiu-se afastado de Deus e vulnerável aos ataques dos inimigos que se regozijaramna sua calamidade10-12: Ele olhou para o perdão de Deus, e viu a proteção, a comunhão e a restauração de suaintegridade. Deus, de fato, sarou a alma dele!13: Este versículo é a doxologia do Livro I.PERGUNTASResponda as seguintes perguntas sobre Salmos 38-41.Salmo 381. Por que Davi se sentiu doente?2. O homem é capaz de se livrar do pecado?3. No Novo Testamento, quem nos oferece alívio do fardo pesado da iniqüidade?4. Compare 38:9 e 37:4. Como estes dois versículos desafiam o servo de Deus hoje?Salmo 395. O que o Salmista aprendeu sobre a vida do homem: até do homem firme: na terra?6. Devemos nos considerar forasteiros e peregrinos aqui? Como esta atitude influenciará a nossavida?Salmo 407. Conforme o versículo 2, como devemos entender a nossa salvação?8. Por que Davi não falou de todas as maravilhas de Deus?9. O que Deus quer mais do que sacrifícios e ofertas?10. Quem veio para fazer a vontade de Deus perfeitamente?11. A pessoa que realmente valoriza a sua salvação fará o quê (versículos 9-10)?12. Qual outro Salmo é quase idêntico aos últimos 5: versículos de Salmo 40?Salmo 4113. Qual qualidade do homem justo é destacada no versículo 1?14. Por que Davi pediu a compaixão de Deus?15. Quando pecamos, o que a nossa alma precisa?16. Depois de ser perdoados por Deus, que tipo de relacionamento podemos ter com ele?SALMOS 42-49Oúnico verdadeiro refúgio do homem se encontra em Deus. O justo deseja ardentemente acomunhão com o Senhor. Estes Salmos, escritos pelos filhos de Corá, serviam originalmente para aadoração no templo em Jerusalém. Servem hoje para elevar os nossos pensamentos em honra donosso Senhor.Salmos 42: Espera em Deus e 43:Salmos 42 e 43: juntos formam um poema de três estrofes, cada uma terminando com o mesmorefrão (42:5, 11; 46:5). Assim é provável que o Salmo 43, também, fosse escrito pelos filhos deCorá.42:1-5: O salmista tem sede de Deus (veja Mateus 5:6), desejando estar na presença do Senhor,enquanto outros duvidam e questionam a sua comunhão com Deus (1-3)- Ele se lembra da alegria de guiar os fiéis ao templo de Deus (4)- No refrão, ele olha para Deus para acalmar a sua alma inquieta (5)42:6-11: Nos lugares mais distantes, mais altos, mais baixos e até nas ondas do mar, o salmistalembra de Deus para superar a opressão de seus inimigos (6-10). De novo, eles perguntam: “O teuDeus, onde está?” (10; veja 3)- No refrão, ele novamente acha refúgio em Deus (11)43:1-5: Esta, a terceira estrofe, apresenta uma mensagem mais otimista e mais convicta. Oautor invoca o nome do Senhor para enviar a luz e o guiar ao santo monte, onde o homem louva aDeus (1-4). Esta vez, a última linha antes do refrão muda de questionamento dos inimigos para aafirmação confiante do justo. Nas primeiras duas estrofes, ele repetiu a pergunta dos descrentes: “Oteu Deus, onde está?”(42:3, 10). Mas esta vez, ele termina com o louvor do crente: “ó Deus, Deus meu” (4)- O mesmo refrão encerra o poema (5)Salmo 44: O Povo Perseguido Pede Socorro1-3: Deus estabeleceu o povo de Israel na terra prometida4-8: Deus, e não o braço humano, deu vitórias para Israel contra os seus inimigos9-16: Mas agora, ele os deixou sofrer opressão nas mãos dos inimigos- 17 -
  18. 18. 17-22: Mesmo assim, o autor diz que o povo continuou fiel a Deus, e não se entregou à idolatria.Assim ele sugere que os inocentes sofriam a perseguição. Paulo usa o versículo 22: para falar sobrea perseguição de cristãos inocentes (Romanos 8:36), num contexto que frisa o auxílio de Deus navida dos fiéis23-26: O Salmo encerra com um pedido a Deus, pedindo salvação da opressãoSalmo 45: O Casamento do ReiComo freqüentemente acontece em mensagens proféticas, este Salmo evidentemente aplica-se adois reis. Provavelmente tenha sido escrito em honra do casamento de um rei de Israel ou de Judá,e estende a Jesus, conforme a citação em Hebreus 1:8-9. Ao longo da história, têm surgido váriassugestões em relação à ocasião original do Salmo. Alguns sugerem o casamento de Salomão com afilha do Faraó (1: Reis 3:1), ou de Salomão com uma princesa sidônia (veja 1: Reis 11:1-5). Outrossugerem o casamento de Acabe com Jezabel (1: Reis 16:31). Ainda outros acham mais provável ocasamento de Jeorão, um descendente de Davi, com Atalia, filha de Acabe e Jezabel e, por isso,descendente dos reis de Sidom (2: Reis 8:16-18, 25-26).1-5: O rei é elogiado por sua beleza, coragem, glória, justiça, etc.6-9: A citação em Hebreus 1:8-9: claramente aplica os versículos 6: e 7: ao Messias, e servepara reforçar a doutrina da divindade de Cristo. O rei aparece em toda a sua glória, acompanhadopela rainha adornada de ouro (8-9)10-17: A formosa noiva esquece de seu povo e entra no palácio do Rei, onde é abençoada parasempre (veja Efésios 5:25-27; Apocalipse 19:7-8; 21:2)Salmo 46: Deus no Meio da Sua Cidade1-3: O povo confia em Deus para proteção de todo tipo de mal4-7: Deus está no meio de sua cidade, assim garantindo a segurança do povo. O sentimentodeste Salmo foi abusado por gerações posteriores, até o ponto que Jeremias falou que a presençado templo no meio de um povo ímpio não daria proteção para ninguém (Jeremias 7:1-15). Damesma maneira, muitas pessoas hoje confiam em alguma coisa, talvez alguma imagem ou umaigreja como garantia da salvação. Nenhuma coisa garantirá a salvação de pessoas que desrespeitama palavra de Deus8-9: Deus mostrou a sua mão forte nas vitórias contra vários povos10-11: Deus, exaltado entre as nações, é o refúgio do seu povoSalmo 47: Deus É o Grande Rei1-4: O salmista convida os homens a louvarem o tremendo Deus que exaltou o seu povo sobre asnações5-9: Deus, o Rei de toda a terra, merece a adoração de todosSalmo 48: Louvor na Cidade de Deus1-3: Deus é exaltado na sua cidade, no seu santo monte4-8: Deus estabelece o seu poder em sua cidade, e espalha os reis inimigos9-11: Onde ouve-se o nome de Deus, ele merece adoração por sua perfeita justiça12-14: Sião (o monte do templo em Jerusalém) foi estabelecido e mantido pelo poder de Deus.Ele é o Deus eterno e o guia para sempreSalmo 49: A Vaidade da Vida do Homem Materialista1-4: O salmista (dos filhos de Corá) introduz este Salmo didático dirigido a todos os homens,ricos e pobres5-6: O servo do Senhor não tem motivo para temer os ímpios que confiam nos seus bensmateriais7-14: A riqueza não salva! Ninguém pode ser remido com dinheiro. Todos morrerão e deixarão osseus bens para outros. Os ricos se dedicam ao acúmulo de bens, ou ao desejo de deixar algum tipode memorial para o futuro, mas o próprio homem morre como um animal. Obs.: Alguns gruposreligiosos usam trechos como este, especialmente versículos como 12: e 20, para defenderdoutrinas de aniquilamento dos ímpios. Devemos lembrar que os Salmos usam linguagem poética eque freqüentemente falam do ponto de vista terrestre. Da mesma maneira que alguém poderiasugerir que a morte traz destruição total, este Salmo também fala de “habitar” na sepultura (14) ede estar com os pais (já mortos) num lugar de trevas (19). Este Salmo não ensina o aniquilamentodos perversos.15: Em contraste com os perversos, que não acham redenção nas riquezas, o justo confia naredenção divina, sabendo que estará com Deus16-20: Não devemos temer os ímpios, pois não vencerão a morte. A “vitória” deles é puravaidade.PERGUNTASResponda as seguintes perguntas sobre Salmos 42: 49.Salmo 42- 18 -
  19. 19. 1. Qual foi o desejo do coração deste salmista?2. Por que ele chorava?3. Qual foi o motivo da alegria do povo?4. Como devemos acalmar as nossas almas inquietas?Salmo 435. Qual refrão é repetido 3: vezes nos Salmos 42: e 43?6. Qual contraste encontramos nesses dois Salmos entre a pergunta sobre “teu Deus” e aafirmação sobre “meu Deus”? Os ímpios compreendem a confiança do crente em Deus?Salmo 447. Quem conquistou a terra de Israel?8. Quem protegeu e manteve o povo na terra?9. Quem permitiu que o povo sofresse perseguição e opressão?10. Qual aplicação é feita deste Salmo na carta de Paulo aos Romanos?Salmo 4511. O autor de Hebreus cita este Salmo para falar sobre quem?12. Conforme a explicação em Hebreus 1:8-9, quem é o “Deus” que reina para sempre?13. Como é o adorno da noiva?14. No Novo Testamento, quem é a noiva do Messias?Salmo 4615. Qual foi a base da confiança e da segurança do povo em Jerusalém?16. Qual profeta mostrou o perigo de ser confiantes demais no templo?17. O que devemos fazer para ter confiança da presença e da proteção de Deus hoje?Salmo 4718. Deus merece a adoração de quem?19. Este Salmo menciona várias maneiras de adorar a Deus, incluindo bater palmas, tocartrombetas, etc. Encontramos as mesmas coisas no louvor a Deus na terra na época do NovoTestamento?Salmo 4820. Qual o significado de Monte Sião?21. Em qual lugar Deus merece louvor?22. Quem é o nosso guia até à morte?Salmo 4923. Qual o destino final das pessoas que confiam no dinheiro?24. Qual o destino final daqueles que confiam em Deus?25. Este Salmo prova que os ímpios serão aniquilados (destruídos totalmente, ao invés de sofrercastigo perpétuo)?SALMOS 50-57Estes Salmos tratam de diversos assuntos, mas todos falam de um ou mais aspectos da relaçãoentre Deus e os homens. Deus e os fiéis. Deus e os ímpios. Deus e o pecador arrependido. É Deusquem merece a honra e a adoração e o homem quem precisa da ajuda divina para se alinhar com avontade do seu Criador. Especialmente digno de atenção é o Salmo 51, em que Davi expressa seuarrependimento depois de pecar contra o Senhor.Salmo 50: A Adoração que Agrada a Deus1-6: Antes de falar sobre o tipo de adoração que Deus quer, Asafe frisa o ponto principal: aadoração é dada ao próprio Senhor, o Poderoso7-13: Deus não precisa de sacrifícios, pois tudo já pertence a ele14-15: O que ele quer é a gratidão e a obediência de homens que confiam nele (veja 1 Samuel15:22-23)16-22: Ele não tem prazer nas palavras do ímpio, quem adora com os lábios e não com o coração(veja Mateus 15:7-9). O perverso:Rejeita a correção que vem da palavra de Deus (17)Acha prazer e se torna cúmplice do pecado dos outros (18)Usa a língua para maltratar outros (19-20)Acha-se igual a Deus (21)Esquece de Deus (22)23: Deus quer a gratidão e a obediência do homemSalmo 51: O Arrependimento de DaviAntes de estudar este Salmo, leia a história do pecado de Davi com Bate-Seba (2: Samuel 11-12). Neste Salmo, Davi mostra seu arrependimento e procura voltar à comunhão com Deus1-2: Davi pede perdão, apelando à benignidade e à misericórdia de Deus- 19 -
  20. 20. 3-6: Ele reconhece o seu pecado contra Deus, e sente-se muito longe do Senhor. Embora opecado dele tenha atingido muitas outras pessoas, este Salmo se trata do problema maior: orompimento da comunhão com Deus (4). Deus agiria de uma maneira totalmente justa secastigasse Davi com a morte merecida (veja 2: Samuel 12:13). Alguns usam o versículo 5: paradefender a doutrina de pecado “original” ou “herdado”, mas o ponto de Davi é outro. Este Salmo falade pecado cometido por ele, e a descrição no versículo 5: enfatiza a distância entre o pecador e oseu Deus. Ele se sentiu tão longe de Deus que foi como se nunca o conhecesse7-12: Davi pede purificação e renovação. O que ele precisou: e todo pecador precisa: foi de umcoração novo, purificado e restaurado por Deus. Faremos bem lembrando que o pecador precisa demais do que o perdão legal; necessita-se de um coração curado por Deus (veja 41:4)13-15: Uma vez perdoado, Davi ensinaria aos outros o caminho do Senhor e louvaria a Deus.Obs.: O pecado impede o louvor e o evangelismo. Quando as nossas transgressões interrompem acomunhão com Deus, perdemos a vontade e a força para divulgar a palavra e para adorar aoSenhor. Desta maneira, todos perdem: a pessoa que volta ao pecado perde a sua comunhão comDeus, os pecadores ao seu redor perdem a oportunidade de ouvir sobre a salvação, e Deus nãorecebe o louvor que ele merece16-19: Deus não quer apenas sacrifícios e holocaustos. Ele quer o espírito quebrantado e ocoração contrito. De pessoas que manifestam essas atitudes, ele aceitará o louvor e manterácomunhão com elas (veja 50:7-13)Salmo 52: A Condenação de um Homem PoderosoO título relaciona este Salmo à época em que Davi fugia de Saul e pediu ajuda ao sacerdote emNobe. Doegue, um pastor edomita, falou para Saul da visita de Davi em Nobe, e Saul mandou que oedomita matasse 85: sacerdotes. Para melhor entender este Salmo de Davi, leia primeiro 1:Samuel 21:1-9; 22:6-23.1-4: Em contraste com a eterna bondade de Deus, o perverso confia em destruição, engano emaldade5-7: Deus destruirá o homem que confia nos seus bens, assim dando vitória aos justos8-9: Davi confiava na misericórdia e na bondade de DeusSalmo 53: A Insensatez da IncredulidadeEste Salmo é quase idêntico ao Salmo 141: Negar a existência de Deus é uma decisão insensata que leva a prática de coisasinconvenientes2-3: Deus olha do céu e vê a injustiça geral dos homens4: Será que os pecadores não entendem que a sua maldade terá conseqüências? O problema éque eles não invocam o Senhor5: Deus castiga e espalha os perversos6: Davi fala do seu desejo, até da sua ansiedade, de ver a salvação que vem de DeusSalmo 54: Davi Pede Livramento dos seus PerseguidoresO título deste Salmo se refere à ajuda que os zifeus deram a Saul quando este procurava Davi.Leia 1: Samuel 23:14-29: e 26:1-161-3: Davi apela a Deus por livramento dos perseguidores, homens violentos que não respeitavama Deus4-5: O mesmo Deus que sustenta a vida do justo também castiga os ímpios. O caráter de Deus:especificamente a sua santidade, justiça e fidelidade: exige a distinção entre os que praticam o beme aqueles que praticam o mal. Deus, necessariamente, sustenta a vida dos fiéis e destrói osperversos6-7: Salvo dos seus inimigos, Davi adora a DeusSalmo 55: Davi Pede Justiça Contra os Traidores e Perseguidores1-5: Davi sentiu muito medo por causa dos seus perseguidores, e perplexidade enquantoesperava a resposta de Deus6-8: Se tivesse asas, ele fugiria para um lugar seguro e protegido dos tumultos e ventostempestuosos9-11: Ele pediu a justiça de Deus contra os malfeitores que praticavam a perversidade em todaparte da cidade12-14: A parte mais difícil para Davi foi o fato de ser traído por um amigo íntimo que andava eaté louvava a Deus com ele15: Este versículo continua a descrição da violência na cidade (veja 9-11)16-18: Davi procura a sua ajuda em Deus, invocando o Senhor o dia todo19-21: Ele confia em Deus para castigar os perversos não arrependidos, que usam palavrasbrandas para enganar e esconder a sua malícia22-23: Ele afirma novamente a sua confiança no Deus justo, que protege o justo e destrói ohomem violento e fraudulento- 20 -
  21. 21. Salmo 56: Davi Confia em Deus para o Livramento das Mãos dos FilisteusQuando Davi fugia de Saul e chegou até Gate, ele temeu os filisteus. Este Salmo reflete a suaconfiança em Deus naquela situação. Leia a história em 1: Samuel 21:10-151-4: Davi pede a proteção de Deus contra os seus muitos inimigos. O refrão do versículo 4 équase igual ao dos versículos 10 e 11 Romanos 8:31: mostra a mesma confiança em Deus5-7: Ele viu os inimigos tramando a sua morte, e pediu a justiça de Deus8-11: Deus se compadece do sofredor e o protege da tribulação12-13: Davi promete cumprir os seus votos a Deus, porque este o salvouSalmo 57: Deus Envia a Sua Misericórdia e a Sua FidelidadeQuando fugia de Saul, Davi se escondeu na caverna de Adulão em Moabe (1: Samuel 22:1-2) e,em outra ocasião, numa caverna no deserto de En-Gedi, no território de Judá (1: Samuel 23:29:24:22). Em um desses momentos, ou em outra ocasião semelhante, Davi escreveu este Salmo.Duas palavras são repetidas como base da confiança de Davi em Deus: misericórdia e fidelidade1-5: Davi pede ajuda a Deus, confiando na misericórdia do Senhor (1). Ele espera a ajuda divinapara se livrar dos seus inimigos (1-4). A primeira estrofe se encerra com o refrão de louvor noversículo 56-11: Os inimigos prepararam uma cova para Davi, mas eles mesmos caíram nela (6). Veja orelato de 1: Samuel 24, quando a situação foi invertida e Davi teve oportunidade de matar Saul.Davi confirmou a sua confiança no Senhor e o adorou (7-10). Esta estrofe termina com o mesmorefrão da primeira.PERGUNTASResponda as seguintes perguntas sobre Salmos 50-57.Salmo 501. Quem merece, exclusivamente, a adoração do homem?2. Deus precisa de sacrifícios e ofertas de homens para o sustentar?3. O que Deus quer do homem?4. Descreva a conduta dos ímpios.Salmo 515. Qual foi a circunstância histórica deste Salmo de Davi?6. Ele pecou somente contra Deus?7. Davi nasceu com pecado original (herdado)?8. Uma vez perdoado, o que Davi faria?9. Quais sacrifícios agradam a Deus?Salmo 5210. Quem passou informações para Saul sobre Davi?11. O que esse mesmo homem fez em Nobe?Salmo 5312. Este Salmo é quase idêntico a qual outro?Salmo 5413. Quem tentou entregar Davi para Saul?14. Quem era o ajudador e sustentador de Davi?15. O caráter de Deus exige qual atitude em relação aos ímpios?Salmo 5516. Por que Davi sentiu-se atemorizado?17. Se ele tivesse asas, o que teria feito?18. A pessoa que agiu contra Davi era inimigo ou amigo? É mais difícil lidar com a maldade deinimigos, ou com a traição por parte de bons amigos?19. O que aprendemos do versículo 21?Salmo 5620. Qual foi a circunstância histórica deste Salmo?21. Se Deus é por nós, o homem pode nos derrotar?Salmo 571. Quais duas características de Deus são destacadas neste Salmo como a base da confiança deDavi?2. Quem caiu na cova preparada para Davi?SALMOS 58-67Perseguições e derrotas. Davi foi um grande guerreiro que conseguiu expandir tremendamente oterritório dominado por Israel. Mas, ele também sofreu. Antes de se tornar rei, foi perseguido porSaul. Depois de ascender ao trono, sofreu algumas derrotas temporárias nas guerras contra os- 21 -
  22. 22. povos vizinhos. Tais momentos desafiaram a fé de Davi, e ele olhou para cima e clamou a Deus:“Presta-nos auxílio na angústia, pois vão é o socorro do homem” (60:11). “A ti, forçaminha, cantarei louvores, porque Deus é meu alto refúgio” (59:17).Salmo 58: Davi Pede o Castigo de Juízes Injustos1: Ele pergunta aos juízes: Vocês falam a verdade e julgam com justiça?2-5: Davi mesmo responde sobre esses juízes, dizendo que fazem tudo contra os princípios daretidão (2), que sempre se dedicavam ao erro (3), que espalham seu veneno (4) e que recusam ainstrução (4-5)6-9: Reconhecendo que esses juízes são incorrigíveis, Davi pede a punição divina para eles10-11: Estes últimos dois versículos são importantes para entender os Salmos imprecatórios. Ojusto sente alegria quando Deus castiga o perverso porque este ato prova a existência de um Deusjusto e santoSalmo 59: Davi Pede Justiça e SalvaçãoEste Salmo foi escrito quando as forças de Saul sitiaram a casa de Davi. Leia o relato em 1Samuel 19:11-181-5: Davi pede livramento de seus inimigos, dizendo que ele não tinha pecado que merecia aviolência deles (1-4). Ele pediu para Deus vir e ver (4). Ele queria que Deus visse a maldade dosinimigos (5) e a inocência dele (4)6-9: Estes versículos servem como um tipo de refrão, sendo paralelos em construção (porém nãoidênticos) a versículos 14-17. Nos dois trechos ele fala dos inimigos como cães uivando em volta dacidade (6-7, 14-15). Em contraste com os inimigos, Deus é o forte refúgio (8, 16). Davi confia naforça de Deus e o louva (9, 17)10-13: Deus virá como vingador contra os inimigos de Davi. Mas a vingança não é principalmentepara o benefício do próprio salmista. Quando Deus castiga os ímpios, ele responde à perguntairreverente do versículo 7: (Quem há que nos escute?) com esta afirmação: “...e se saiba que reinaDeus em Jacó, até aos confins da terra” (13)14-17: Veja os comentários acima (6-9) sobre a construção destes versículos, que encerram oSalmo com uma mensagem de louvor confianteSalmo 60: Deus Protege os Seus e Castiga os Inimigos2: Samuel 8, 10, 11: e 12: e 1: Crônicas 18-20: falam sobre as batalhas de Davi contra os siros eamonitas, dando uma noção da circunstância deste Salmo. Para Davi e o povo de Israel, as vitóriasvieram depois de serem humilhados pelos inimigos1-3: Deus castigou o seu próprio povo, até ao ponto de eles se sentirem rejeitados4-5: O salmista pede livramento e proteção dos fiéis6-8: O santo Deus faz distinção entre o povo dele e os povos ao redor. Ele protege o seu povo, erejeita os povos vizinhos9-12: Apesar das derrotas sofridas quando Deus não saiu com o exército, Davi ainda confia noSenhor para livramento e vitória. Ele recusa procurar ajuda de homens, confiante que Deus lhe dariavitóriaSalmo 61: Leva-me para a Rocha Alta1-2: Dos confins da terra, Davi pede socorro de Deus2-5: Ele quer subir à rocha alta de refúgio em Deus6-9: Deus ouviu a súplica do rei, e este quer permanecer na presença do Senhor para adorá-lopara sempre1-4: A única pessoa digna de confiança total é Deus (1-2). Os homens, em vão, procuramderrubar outro homem com suas palavras falsas (3-4)5-8: Davi repete o refrão dos versículos 1: e 2: com pouca modificação (5-6). Ele expressa a suaconfiança e chama o povo a depositar também a sua fé em Deus (7-8)9-12: Não pode confiar em homens, nem na prosperidade material (9-10). A única certeza seencontra em Deus, a quem pertence poder e graça (11-12)Salmo 63: A Alma Sedenta no DesertoDavi escreveu este Salmo no deserto de Judá. Sabemos que ele foi para o deserto de Judáquando fugiu de Saul. Mas, pelo fato de ele se identificar como rei, é mais provável que se refira aotempo da fuga diante de Absalão, quando esperou ansiosamente no deserto de Judá antes deatravessar o Jordão (veja 2: Samuel 15-17)1-4: A alma sedenta busca a Deus, com um desejo forte de louvá-lo enquanto tem vida. Oversículo 4: deve ser o lema de todos os servos de Deus, independente das circunstâncias5-8: Devido à ajuda que Deus lhe deu, o Salmista sente alegria em meditar em Deus9-11: O rei sente alegria por saber que Deus trará justiça contra os seus inimigos- 22 -
  23. 23. Salmo 64: Proteção Contra os Perversos1-6: Davi pede proteção contra os inimigos, que ocultamente conspiravam contra o homemíntegro. Eles acharam que ninguém descobriria o seu pecado e se envolveram cada vez mais nosseus planos perversos7-10: Deus traz a justiça, deixando a própria língua dos ímpios voltar contra eles (7-8). Todos oshomens verão a justiça de Deus (9), e os justos se gloriarão nele (10)Salmo 65: Louvor a Deus por Ter Abençoado o Seu Povo1-4: Deus abençoou o seu povo espiritualmente, perdoando os seus pecados e permitindo acomunhão com ele5-8: Deus abençoou o povo dele acima dos outros povos, mostrando o seu poder para todos asnações9-13: Ele abençoou o povo materialmente, dando-lhes uma boa colheitaSalmo 66: Louvor a Deus por Seus Grandes Feitos1-4: Deus merece a adoração por ser poderoso e por ter feito grandes obras. Todos –especificamente os seus inimigos: devem se humilhar diante de Deus5-7: As obras de Deus são evidentes, e cabe ao homem “vir e ver” (veja João 1:46). O homemhonesto reconhece a sua obrigação de investigar as evidências da existência, do poder, do caráter eda vontade de Deus. Entre as obras citadas: Deus deixou o povo atravessar o Mar Vermelho e o RioJordão (6), Ele governa e vigia as nações (7), domina os rebeldes (7) e dá alegria aos fiéis (6)8-12: A obra de Deus mais destacada neste Salmo é a preservação da alma dos servos, feita pormeio de provações, para levar o seu povo ao destino de descanso com Deus. É difícil o homemlouvar a Deus por causa das provações, mas o salmista aqui as vê como grandes obras de Deusfeitas para o bem de seu povo (veja Tiago 1:2-4; 2 Coríntios 12:7-10)13-15: Depois de passar pela tribulação, é importante fazer os sacrifícios e cumprir as promessasfeitas a Deus. Quantas vezes as pessoas fazem promessas a Deus no momento de angústia, edepois esquecem ou deixam de cumprir o seu voto?16-20: O salmista encerra seu cântico falando para todos que Deus ouviu e respondeu a suaoraçãoSalmo 67: Bênção e Louvor1-2: O escritor pede as bênçãos de Deus sobre o povo para mostrar para todas as nações ocaminho de Deus para a salvação3-5: Deus merece o louvor porque ele julga e guia as nações com justiça. Observe que versículos3: e 5: são idênticos6-7: Ele volta a pedir as bênçãos de Deus para que os povos possam temer o SenhorPERGUNTASResponda as seguintes perguntas sobre Salmos 58-67.Salmo 581. Qual categoria de pessoas foi criticada neste Salmo? Por quê?2. O castigo dos ímpios serve como prova do que?Salmo 593. Davi pediu para Deus “vir e ver” para julgar entre quem?4. Quando Deus castiga os perversos, ele responde a qual pergunta?Salmo 605. Por que o povo se sentiu rejeitado por Deus?6. Nesta situação, adianta procurar a ajuda de homens?Salmo 617. Quem é a rocha alta de refúgio?Salmo 628. Devemos confiar somente em quem?Salmo 639. O que devemos fazer enquanto temos vida?Salmo 6410. Qual instrumento de destruição volta contra os malfeitores?Salmo 6511. Em quais três sentidos Deus abençoou o seu povo?Salmo 6612. Diante das grandes obras de Deus, qual a responsabilidade de cada pessoa honesta?13. O versículo 6: refere-se a quais dois acontecimentos históricos?14. Qual a aplicação prática dos versículos 13: e 14?Salmo 6715. Como as bênçãos de Deus sobre os fiéis podem ajudar as nações incrédulas?- 23 -
  24. 24. SALMOS 68-72“O nosso Deus é o Deus libertador.” Ele demonstrou o seu poder constantemente no VelhoTestamento, salvando o povo da escravidão no Egito, dando-lhe diversas vitórias nas guerras contraos seus inimigos, etc. O papel dele como Salvador naquela época servia como sombra do trabalhode redenção a ser realizado pelo Messias no Novo Testamento. “...à presença de Deus perecemos iníquos. Os justos, porém, se regozijam, exultam na presença de Deus” (68:2-3).Salmo 68: Deus Dispersa os Inimigos e Abençoa os FiéisEste Salmo de Davi emprega linguagem de Juízes 5, o cântico de Débora depois da vitória deIsrael sobre Jabim e Sísera. Uma leitura de Juízes 4: e 5: ajudará na compreensão deste Salmo1-3: Davi pede para Deus se levantar e fazer uma distinção entre os ímpios e os justos. Osperversos são dispersos, e os justos se regozijam na presença de Deus4-6: Deus, que protege os fracos e indefesos, merece a adoração7-10: A presença de Deus é impressionante. Até o monte Sinai tremia na presença dele (compareJuízes 5:4-5). Este mesmo Deus é o Deus de Israel que abençoa o seu povo, enquanto os ímpioshabitam em terra estéril (veja 6)11-14: Enquanto os reis ímpios fogem da presença de Deus, as mensageiras do Senhor o louvampor seus grandes feitos. Observe a palavra feminina (mensageiras) no versículo11, e compare o louvor deste Salmo com os cânticos de Miriã, Débora e outras. Especialmentecompare Juízes 5:16, 24 15-18: Embora o santuário de Deus já se encontrasse em Jerusalém (29),aqui Davi o compara ao monte de Basã, provavelmente monte Hermom, do qual deu para vigiar aterra de Israel. Também refere-se ao monte Sinai, donde veio a voz de Deus quando recebeu osisraelitas como seu povo exclusivo. A vitória de Deus em salvar e preservar o povo de Israel olhavapara o trabalho maior ainda da salvação em Jesus (compare 18: com Efésios 4:8)19-23: Deus é louvado por ser o Salvador e Libertador do seu povo, não deixando o inimigoescapar a sua justiça24-27: Os servos de Deus, músicos, as congregações e os guerreiros adoram a Deus. Benjamim,Zebulom e Naftali são três tribos destacadas na batalha em Juízes 4: e 5. Judá era a tribo real, apartir de Davi.28-35: Deus se mostra poderoso, e as nações vêm com ofertas para adorar o SenhorSalmo 69: O Servo Sofredor Pede SocorroEste Salmo é citado várias vezes no Novo Testamento, especialmente em relação ao sofrimentode Cristo. Nem tudo neste cântico se aplica a Jesus. Podemos melhor entendê-lo como um Salmo dosofrimento de um servo de Deus (Davi) que fornece as imagens necessárias para melhorcompreender a angústia de Jesus.1-4: Ele pede livramento dos seus perseguidores, dizendo que os inimigos o castigaram semmotivo. Veja João 15:255: Ao invés de ser maltratado pelos homens, ele confiava em Deus para julgá-lo na sua retidão6-8: Ele sofreu injustiças, e a sua salvação confirmaria a esperança de outros servos de Deus9-12: A linguagem do versículo 9: é aplicada a Jesus em João 2:17: e Romanos 15:313-18: Ele pede socorro, implorando que Deus responda à sua oração com graça e compaixão19-21: Comenta de novo sobre a angústia de sua alma diante das perseguições. O versículo 21:toma um sentido profético pelas citações nos relatos da crucificação de Jesus (veja Mateus 27:34,48; Marcos 15:23, 36; Lucas 23:36; João 19:28-29)22-28: Ele pede o justo castigo para seus opressores. Palavras desses versículos são usadas noNovo Testamento para descrever aqueles que rejeitaram Jesus, incluindo Judas Iscariotes (Atos1:20) e os judeus incrédulos (Romanos 11:9-10). É difícil aplicar toda a linguagem deste trecho aJesus, pois o caráter imprecatório desses versículos não combina com a compaixão e graçamostradas na cruz, mesmo para com aqueles que o crucificaram29-33: O salmista louva a Deus pela salvação que ele proporciona. Deus quer louvor e ações degraças, e não sacrifícios de animais (veja 40:6-8; 51:17; 1: Samuel 15:22-23)34-36: Pelo fato que Deus o salvou, o servo confia nele para salvar e proteger o seu povo, aténas gerações futurasSalmo 70: Davi Pede Socorro de DeusAqui Davi pede livramento, e pede também que Deus deixe os ímpios envergonhados enquantoliberta os que confiam nele. Já encontramos a mesma mensagem em palavras quase idênticas emSalmo 40:13-17Salmo 71: O Servo Pede Proteção até à Velhice1-6: Este Salmo reflete a confiança de um servo que entendia muito bem a sua dependência deDeus depois de muitos anos de serviço ao Senhor. Estes primeiros versículos usam palavras queaparecem dezenas de vezes nos Salmos para mostrar a fé em Deus, tais como rocha, refúgio efortaleza- 24 -
  25. 25. 7-18: Outros olham para este servo com admiração, mas ele mesmo sabe que vive por causa deDeus, e o louva por isso (7-8). Ele pede para Deus continuar o protegendo até à velhice, nãodeixando os inimigos achá-lo desamparado (9-13). Este homem quer continuar proclamando asgrandezas da justiça de Deus para gerações futuras (14-18). Os versículos 17: e 18: descrevembem o propósito de Deus para suas criaturas. Da mocidade até à velhice, devemos declarar as boas-novas de Deus aos outros19-21: Honrando a Deus por suas grandes obras, o salmista mostra sua confiança que, mais umavez, será salvo e protegido pelo Senhor22-24: Grato pela salvação que Deus lhe deu, ele encerra o Salmo com adoração ao SenhorSalmo 72: O Rei JustoEste é um dos Salmos de Salomão. A sua mensagem se enquadra no contexto de seu pedido aDeus por sabedoria para julgar e governar bem o povo de Israel. Por outro lado, os temas desteSalmo sugerem alguém maior do que Salomão, sugerindo a grandeza do reino de Cristo emcumprimento das promessas a Abraão (veja Gênesis 12:1-3; 2: Samuel 7:8-17)1-4: O Salmo começa com um pedido: que Deus conceda a justiça ao rei para que este possagovernar o povo com eqüidade. Um rei justo defende os aflitos e esmaga aos opressores5-11: O reino deste rei seria:Eterno (5, 7)Uma fonte de bênção (6)Justo (7)Pacífico (7)Extenso/Universal (8-11). (Obs.: A linguagem do versículo 8: pode ser entendida num sentidolimitado, conforme Gênesis 15:18, ou num sentido mais amplo, conforme Atos 1:8)Vitorioso (9-11)Próspero (10)12-14: O reino seria assim abençoado por causa da justiça e da bondade do rei15-17: O rei teria as bênçãos de uma vida longa e próspera com o apoio do povo (15). A terraseria abençoada (16). O reino eterno deste rei traria bênçãos para todos os homens (17; compareGênesis 12:3)18-19: Estes dois versículos formam a doxologia do segundo livro20: Este comentário encerra o Livro II, que contém muitos Salmos de DaviPERGUNTASResponda as seguintes perguntas sobre Salmos 68-72.Salmo 681. Este Salmo se baseia em boa parte em qual evento histórico e em qual texto de outro livro doVelho Testamento?2. O que as tribos de Benjamim, Naftali e Zebulom fizeram?Salmo 693. Este Salmo fala exclusivamente do Messias? Explique a sua resposta.4. Quais são algumas passagens no Novo Testamento que citam este Salmo?5. Jesus queria riscar do “livro dos vivos” os nomes das pessoas que o crucificaram?Salmo 706. O Salmista pediu que Deus se apressasse para fazer o que?Salmo 717. O autor deste Salmo estava em qual fase da vida?8. Ele começou a servir a Deus quando?9. O que nós devemos fazer da mocidade até à velhice?Salmo 7210. Quem escreveu este Salmo?11. Tudo descrito aqui foi realizado no reinado do autor? Explique.SALMOS 73-77“Deus é o juiz” (75:7). “Desde os céus fizeste ouvir o teu juízo” (76:8). Afirmações comoestas são comuns nas Escrituras, e especialmente nos Salmos. Deus castiga os ímpios e protege esalva os justos. Mas, ele sempre faz isso? Como explicar o sofrimento dos inocentes e aprosperidade dos perversos? Como um homem pode acreditar no poder de Deus quando o templodo Senhor é destruído e queimado por pessoas que adoram outros deuses? Perguntas como “atéquando?” e “por que?” são levadas ao “santuário de Deus” para ajudar cada servo aumentar a suafé e concluir, junto com os Salmistas: “Bom é estar junto a Deus; no Senhor Deus ponho omeu refúgio, para proclamar todos os seus feitos” (73:28).- 25 -
  26. 26. Salmo 73: Enfrentando Dúvidas sobre a Justiça de DeusEste Salmo fala da luta do autor para compreender as injustiças nesta vida. Serve como exemplobom para nós, para podermos superar as nossas próprias crises espirituais. Devemos prestaratenção e lembrar bem da mensagem deste Salmo.1: A verdade que Asafe quer defender: Deus é bom para com seu povo fiel2-14: A luta: A experiência própria contraria sua tese. Ele passou a invejar os perversos porserem prósperos. Eles se dedicam ao pecado (olhos, coração e língua: 7-9) e ainda têm saúde,prosperidade e a lealdade do povo, que lhes segue. Tudo isso quase levou o Salmista à tristeconclusão de que não adianta servir a Deus (13-14)15-17: Mas espere aí! Mesmo na sua fraqueza, ele teve a cautela de não expor as suas dúvidasaos novos e fracos, pois teria se tornado uma pedra de tropeço (15). Ele reconheceu a dificuldade doassunto, e só achou respostas adequadas em Deus (16-17). Obs.: Aprendemos muito dessesversículos: (1) Devemos ter cuidado com as nossas dúvidas. Pessoas que falam abertamente sobreas suas dificuldades espirituais na presença de pessoas fracas podem derrubar a fé destas. (2)Devemos ser humildes para aceitar a dificuldade de alguns assuntos, e não confiar demais em nossaprópria capacidade de raciocínio. (3) Sempre devemos buscar respostas em Deus. Somente nasabedoria eterna dele achamos a verdadeira justiça.18-20: Afinal, ele conseguiu acreditar na justiça de Deus, e entendeu que os perversos seriamcastigados21-22: Seus momentos de dúvida eram momentos de fraqueza, ignorância e de pensamentosirracionais diante de Deus23-26: Mesmo na angústia e no sofrimento desta vida, ele entendeu que Deus não o abandonou.Teve a bênção de comunhão com o Senhor. Obs.: É erro grave e extremamente perigoso pensar quea nossa relação com Deus se reflete na prosperidade ou na saúde. Mesmo quando sofremos nestavida, podemos ter certeza que Deus não abandona os fiéis.27-28: Depois de procurar respostas às suas dúvidas, Asafe afirma a sua confiança no Senhor, edefende ainda a tese do versículo 1Salmo 74: A Tristeza ao Ver o Templo DestruídoNormalmente pensamos de Asafe em relação ao tempo de Davi (veja 1: Crônicas 6:31, 32, 39;16:5, 7, 37; 25:1, 6) e de Salomão (2: Crônicas 5:12). Algumas dessas mesmas citações mostramque a família de Asafe continuou no serviço de louvor no templo nas gerações posteriores. EsteSalmo fala da destruição do templo, que aconteceu séculos depois de Davi e Salomão. Porém,sabemos que a família de Asafe continuou o seu serviço durante todo esse tempo até, pelo menos, aépoca de Esdras e Neemias (veja Esdras 2:41; Neemias 7:44). Desta maneira, podemos entender oSalmo 74: como produto de um ou mais dos descendentes de Asafe1-3: O Salmo começa com uma série de perguntas e pedidos a Deus, procurando entender osmotivos dele em permitir o castigo do povo e a destruição do templo4-9: Os adversários, aqui tratados como inimigos do próprio Deus, destroem as coisas sagradas ese exaltam contra o próprio Senhor (4-8). O povo fica confuso, sem explicação desta devastação (9)10-11: As perguntas: (a) Até quando...? (10) e Por que...? (11). São perguntas comuns nasEscrituras, mas o Salmista aqui não vai ao ponto de questionar o caráter de Deus, como veremosnos próximos versículos12-17: Ele reconhece a grandeza de Deus como Criador e Sustentador do universo18-23: Baseado no caráter de Deus, o salmista pede que aja a favor do seu povo e conforme asua aliança, respondendo às blasfêmias dos adversáriosSalmo 75: Confiança no Deus Justo1-2: Este é um Salmo de louvor e graças a Deus por ele ser justo3-5: O Salmista mostra a sua confiança no Senhor, e avisa aos perversos do perigo de se levantarcontra Deus6-8: Ele não confia nos homens e sim, em Deus, quem exalta os fiéis e castiga os ímpios. A figurado cálice de ira é muito comum na Bíblia, aparecendo nos Salmos e nos profetas do VelhoTestamento, e em relação ao sofrimento de Cristo no Novo Testamento. Também é usada no livro deApocalipse para representar o castigo de povos desobedientes9-10: O Salmista, confiante na justiça de Deus, encerra o Salmo com louvor ao SenhorSalmo 76: Louvor pelo Triunfo de Deus sobre os AdversáriosNão sabemos a circunstância histórica deste Salmo, mas o conteúdo sugere uma ocasião em queDeus salvou Jerusalém de algum inimigo1-3: Deus é louvado por salvar Salém (Jerusalém) e Sião (o monte do templo em Jerusalém)4-6: O poderoso Deus confundiu o inimigo e livrou o seu povo das mãos dos adversários7-12: Deus é tão grande que ninguém pode resisti-lo. Todos devem louvá-lo e temê-loSalmo 77: Deus Ouve as Orações dos Fiéis?1-2: Asafe, na sua angústia, procura o Senhor em oração- 26 -
  27. 27. 3-10: Pensando em Deus, ele fica desesperado. Será que Deus não ouve as suas orações? Seráque a graça divina acabou? Deus se preocupa com os homens?11-20: Quando lembra do passado, Asafe acha conforto e motivos de confiança em Deus. Asobras do passado servem de prova que Deus é grande e poderoso. Este Salmista lembra-se dasmaravilhas feitas por Deus na salvação do povo de Israel. Obs.: Devemos fazer a mesma coisa.Quando achamos difícil enxergar as obras de Deus no presente, acharemos consolo olhando para opassado, e a fidelidade que ele sempre mostrou em cumprir a sua palavra (veja Romanos 15:4)PERGUNTASResponda as seguintes perguntas sobre Salmos 73-77.Salmo 731. Qual foi o problema que o autor deste Salmo enfrentou?2. A nossa própria experiência nesta vida sempre combina com as afirmações da Bíblia sobre ajustiça de Deus?3. É errado questionar a justiça de Deus?4. Usando o exemplo do autor deste Salmo, devemos pregar as nossas dúvidas sobre Deus?Estudo do Livro de Salmos 375. Onde encontraremos respostas para nossas dúvidas?6. Quando encontramos injustiças nesta vida, devemos nos desanimar e abandonar a Deus?Salmo 747. Qual foi o motivo da tristeza do Salmista?8. É possível expressar dúvidas sobre o que o Senhor faz sem rejeitar o próprio Deus?9. Quando o povo de Deus sofre, pessoas tendem a falar mal de quem?Salmo 7510. Explique a mensagem dos versículos 6: e 7.11. O cálice, aqui, representa o que?Salmo 7612. Salém e Sião se referem ao que?13. Quem deve temer e servir a Deus?Salmo 7714. Qual foi o motivo do desespero de Asafe?15. O que trouxe consolo para ele?16. O que aprendemos do Velho Testamento (conforme Romanos 15:4)?SALMOS 78-82Deus é o pastor de Israel, um povo rebelde e desobediente. Estes Salmos relatam exemploshistóricos desde o Egito até o cativeiro babilônico, mostrando como Deus fazia maravilhas e o povose rebelava. São Salmos que mostram o arrependimento do povo e a sua dependência de Deus. Osautores perguntam sobre a vingança divina que caiu sobre Israel, e pedem a retribuição contra osinimigos. Pedem proteção, misericórdia e salvação.Salmo 78: Ensinar o Que Aprendeu dos PaisEste Salmo é uma lição sobre a fé baseada na história das obras de Deus. Traça a história deIsrael, do Egito ao reinado de Salomão, frisando a importância de lembrar das coisas feitas nopassado para transmitir aos descendentes a mensagem da grandeza e da fidelidade de Deus. Servecomo exemplo instrutivo para os servos de Deus nos dias de hoje. Na sua leitura, preste atençãoaos temas de rebeldia, fé (crença) e confiança1-4: Asafe chama os israelitas a transmitirem as mensagens do passado, falando das maravilhasque Deus fez5-8: Deus ordenou que os pais ensinassem os seus filhos e confiassem nele, para não repetiremos erros do passado (veja Deuteronômio 6:5-9; Efésios 6:4). O contraste dos versículos 7:(confiança e obediência) e 8: (rebeldia e infidelidade) bem representa o tema deste Salmo9-11: Os filhos de Efraim são citados como exemplo de rebeldia e falta de fé. Não sabemos se eletinha em mente aqui uma ocasião específica de covardia e falta de confiança no Senhor, massabemos que Efraim, uma das maiores tribos, freqüentemente se opunha aos servos de Deus nasgerações anteriores. Bem antes da divisão do reino, que aconteceu logo após a morte de Salomão,já houve uma certa dissensão em Israel12-20: Apesar dos sinais que Deus realizou diante o povo de Israel, a nação se mostrou rebelde eobstinada. Estes versículos traçam a história dos sinais e pragas no Egito (12), à divisão do MarVermelho (13), ao início da jornada no deserto, em que Deus os guiou e lhes providenciou água (14-16). Mesmo assim, o povo foi rebelde e reclamou sobre tudo que Deus fez, sempre querendo algomais e alguma coisa melhor (17-20)- 27 -
  28. 28. 21-31: Deus ficou indignado com o povo infiel, mas não deixou de abençoá-lo. Ele lhes deu omaná (24) e os codornizes (27). Mesmo assim, o povo ingrato trouxe sobre si a ira de Deus (30-31)32-39: O pecado contínuo trouxe a conseqüência de morte sobre o povo. Quando encararam estaconseqüência, voltaram a Deus, mas o arrependimento deles era só da boca para fora. Nestesversículos, Asafe deixa bem claro que o povo não foi fiel, mas que Deus sempre foi misericordiosopara com eles, apesar da rebeldia de Israel40-58: O povo se mostrou rebelde repetidas vezes, apesar de todas as provas do poder e dafidelidade de Deus. Foram infiéis no deserto, esquecendo de todas as obras que Deus realizou noEgito. Aqui ele cita diversas pragas, incluindo a 1ª (44), a 2ª (45), a 4ª (45), a 7ª (47), a 8ª (46) ea 10ª (51). Continua as provas históricas com a divisão do Mar Vermelho (53), os sinais no monteSinai (54) e a conquista da terra prometida (55). “Ainda assim”, foram rebeldes, desobedientes eidólatras (56-58)59-64: A longa história de rebeldia por parte de Israel foi motivo dos castigos que Deus trouxe naépoca dos juízes (59-64). Ele inclui aqui os problemas da época de Eli e Samuel (60-61)65-72: Deus despertou e salvou o povo novamente. A obra salvadora incluiu a escolha de Judácomo a tribo real, de Sião (Jerusalém) e do templo como lugar de adoração, e especificamente deDavi como bondoso pastor de seu povo. Obs.: Pastores, hoje em dia, devem pensar bem nosignificado dos versículos 71: e 72. Deus exige menos dos homens que pastoreiam seu rebanhohoje?Salmo 79: O Povo Pede Justiça Depois da Destruição de JerusalémEm relação às circunstâncias deste Salmo, leia os comentários de introdução ao Salmo 74 (lição14). Este Salmo, obviamente, foi escrito depois da destruição de Jerusalém1-4: A lamentação sobre a destruição de Jerusalém e a morte de muitas pessoas5-7: O questionamento e pedido de vingança. Estes versículos refletem bem a mesma mensagemque encontramos em Habacuque. O Salmista pede vingança divina, o castigo das nações que vieramcontra Israel8-10: Como outras grandes orações, ele baseia seu pedido no caráter de Deus. O Senhor salvariao seu povo, não porque Israel merecia a salvação, mas para preservar seu próprio santo nome11-12: Ele pede tratamento diferente de duas categorias: salvação para os cativos e vingançapara as nações13: Ele encerra com palavras de louvor a DeusSalmo 80: O Povo Oprimido Pede a SalvaçãoEste Salmo é um pedido a Deus resumido no refrão dos versículos 3, 7: e 19: “Restaura-nos, óDeus; faze resplandecer o teu rosto, e seremos salvos”1-3: A oração é dirigida a Deus, o pastor de Israel, que está entronizado acima dos querubins4-7: Até quando? O povo pergunta sobre a duração da ira de Deus contra a nação desobediente8-13: O resumo da história do povo: o êxodo do Egito (8), a conquista da terra prometida (8), aprosperidade do povo na terra (9-11), o castigo pela mão de opressores (12-13). Ele introduz afigura de uma videira plantada por Deus (8)14-19: Ele encerra o Salmo pedindo que Deus olhe do céu para ver a circunstância triste do povo,e que ele aja para salvar a sua videira, o povo da destra de Deus. O povo promete sua fidelidade seDeus o salvarSalmo 81: Se o Povo Escutasse!1-3: Chamada ao louvor, especificamente olhando para a Páscoa (festa comemorada na luacheia)4-7: Esta festa tem sua base na ordem de Deus, dada quando ele livrou o povo da escravidão noEgito (Êxodo 11-17). Quando o povo falou, mesmo reclamando contra Deus, ele ouviu e atendeu osseus pedidos8-11: Mas quando Deus falou, o povo não escutou12-16: Quando o povo insistiu em andar na rebeldia, Deus o deixou. Por esse motivo, Israel sofriae não recebia o apoio que Deus queria lhe dar. Se o povo fosse obediente, Deus o abençoaria parasempreSalmo 82: O Deus Justo Julga os Juízes1: Deus estabelece o seu julgamento no meio dos juízes. A palavra hebraica “elohim” é traduzidafreqüentemente “Deus” ou “deuses”. A mesma palavra, porém, é usada, às vezes, para identificarcriaturas que o serviam ou o representavam, como “juízes” (veja Êxodo 21:6; 22:8, 9). Parece ser osignificado neste Salmo. Compare esta mensagem com o Salmo 582-4: Ele repreende os juízes por sua injustiça. Era dever deles proteger as vítimas inocentes ecastigar os malfeitores. Esses faziam ao contrário. Vários dos profetas condenavam os líderescorruptos de Israel e Judá, repetindo mensagens como essa (veja Isaías 1:23; Jeremias 5:28)5: Os juízes que não governavam com retidão se mostraram instáveis, ao invés de promoverem aestabilidade do povo (veja Provérbios 29:4)- 28 -

×