Your SlideShare is downloading. ×
0
Computação em Nuvem: de volta aos terminais burros
Computação em Nuvem: de volta aos terminais burros
Computação em Nuvem: de volta aos terminais burros
Computação em Nuvem: de volta aos terminais burros
Computação em Nuvem: de volta aos terminais burros
Computação em Nuvem: de volta aos terminais burros
Computação em Nuvem: de volta aos terminais burros
Computação em Nuvem: de volta aos terminais burros
Computação em Nuvem: de volta aos terminais burros
Computação em Nuvem: de volta aos terminais burros
Computação em Nuvem: de volta aos terminais burros
Computação em Nuvem: de volta aos terminais burros
Computação em Nuvem: de volta aos terminais burros
Computação em Nuvem: de volta aos terminais burros
Computação em Nuvem: de volta aos terminais burros
Computação em Nuvem: de volta aos terminais burros
Computação em Nuvem: de volta aos terminais burros
Computação em Nuvem: de volta aos terminais burros
Computação em Nuvem: de volta aos terminais burros
Computação em Nuvem: de volta aos terminais burros
Computação em Nuvem: de volta aos terminais burros
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Computação em Nuvem: de volta aos terminais burros

903

Published on

Um paralelo sobre a história, evolução e futuro da computação em nuvem como um utilitário de acesso universal e singular. Nesta palestra Piero Contezini abordou as mudanças de paradigma nesse novo …

Um paralelo sobre a história, evolução e futuro da computação em nuvem como um utilitário de acesso universal e singular. Nesta palestra Piero Contezini abordou as mudanças de paradigma nesse novo cenário global, onde o poder computacional se tornou um commodity e o foco está na habilidade de utilizar a infra-estrutura em núvem para construir aplicações elásticas com capacidade computacional virtualmente ilimitadas.

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
903
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide
  • ----- Meeting Notes (26/09/11 16:46) ------ A computação como conhecemos hoje existe a menos de um século- A teoria já existia a bem mais tempo (Século 8, Pingala) (Século 18, George Boole)- Vonn Neumann introduziu o computador como conhecemos hoje, baseado no processamento do cérebro humano
  • Com a descoberta do silício como matéria prima para construção de transistores, tornou-se possível construir computadores em escala industrial e com custos aceitáveis
  • ----- Meeting Notes (26/09/11 16:48) -----desenvolvimento dos primeiros sistemas operacionais multi usuários (AT&T Unix) viabilizou fornecer processamento para mais de um usuário, num mesmo equipamento- Segmentação de memória e Threads tornaram o uso destes equipamentos escalonáveis e confiáveis
  • Interfaces de comunicação como portas seriais (RS232/485) e Ethernet (IP) criaram o conceito de terminais de acesso remoto
  • VT100 revolucionou o acesso a informação, pela primeira vez foi possível disponibilizar acesso simultâneo a diversos usuários, em múltiplos terminais, em locais separados a uma quantidade suficiente de poder computacional e armazenamento de dados.Com o protocolo IP, deixou de existir um limite físico de distância entre estes terminais. Resolveu-se o problema dos bookings de passagens aéreas por exemplo, integrando a malha aérea mundial em um único sistema computacional.
  • A computação pessoal quebrou o paradigma do alto custo do processamento de dados, tornando possível termos um computador em cada casa.Com a Internet, o equipamento se tornou indispensável para a vida moderna. O comportamento humano foi alterado de forma tão drástica, que somente o surgimento da civilização moderna e da sociedade causaram tantos impactos no estilo de vida.Um banco no século passado precisava de uma centena de pessoas, hoje pode ser substituído por uma simples máquina ATM, ou um site.
  • Aos poucos, os processadores foram se tornando cada vez mais potentes e também diminuindo o seu consumo elétrico.Os notebooks, smartphones e tablets converteram a computação pessoal em algo mais, uma extensão do corpo humano, sempre presente e disponível.As redes de telefonia começaram a comportar transferncia de dados em alta velocidade e o mundo se desprendeu dos fios.
  • A computação em nuvem nasceu da necessidade das empresas, de hospedar aplicações sem se incomodar com os problemas tradicionais de seus datacenters: contratos, conectividade, hardware limitado, e suporte técnicoCriada oficialmente em Junho de 2006, a Amazon AWS implementou e disponibilizou a tecnologia necessária para o aluguel de poder computacional e armazenamento de forma completamente automática.Qualquer indivíduo com um cartão de credito pode comprar, por hora, quaisquer quantidade de processamento e armazenamento.
  • A tecnologia teve de evoluir para acompanhar a nova tendência:A web 2.0, o MVC e as novas tecnologias de armazenamento de dados como no SQL e Hadoop, contribuiram para a transferência das aplicações legadas (locais e cliente/servidor) para a rede.Paradigmas tiveram de ser revistos, ACID foi trocado por eventualmente consistente. Novos metodos de resolver problemas antigos tiveram de ser criados, como Managed Code ao inves de Clusters em userland e Grand Central Dispach ao inves de Threads.Sistemas operacionais em nuvem, como o Chrome OS tornarão todo o codigo legado obsoleto, levando as empresas que não se encaixarem nesse novo modelo computacional ao risco de deixarem de existir
  • Esqueça código legado, não perca seu tempo tentando reaproveitar o velho, tudo deve ser reescrito a cada 2 anos, caso contrário o custo de manutenção será impeditivo para a competitividade do negócioNão se preocupe com a infra-estrutura, 3 grandes players irão dominar este mercado: Amazon, Google e Microsoft. Um deles irá te fornecer a preços irrelevantes quaisquer necessidades da tua aplicaçãoNossos computadores serão terminais burros em pouco tempo, se preocupe em liberar um serviço com a regra de negócio da sua aplicação, a camada de saída é irrelevante e imprevisível. Hoje temos Tablets, amanha teremos algo diferente.
  • Reaproveite quaisquer serviços já prontos, pois se tu não fizeres, teu concorrente irá fazer a um custo menor e teu negócio falharáSistemas operacionais, linguagens, bancos de dados, tudo é irrelevante para o futuro, o que interessa é o serviço disponível na rede, para que qualquer um possa consumir e integrar: O mundo é dos mash-ups
  • Transcript

    • 1. Computação nas NuvensDe volta aos terminais burros<br />Piero B. Contezini<br />Informant<br />
    • 2. Agenda<br />De onde viemos?<br />Por que estamos aqui?<br />Para onde vamos?<br />Aonde vamos almoçar hoje?<br />
    • 3. De onde viemos ?<br />EDVAC<br />Primeira máquina a usar a arquitetura de Von Neumann<br />George Boole<br />Pai da Algebra Booleana<br />
    • 4. Transistores<br />Transistores Tradicionais<br />Transistores Integrados<br />(processadores)<br />
    • 5. Por que estamos aqui?<br />
    • 6. Arquitetura Multi Usuário<br />AT&T Unix para PC<br />Threads<br />Segmentação de Memória<br />
    • 7. Porta RS232/485<br />Primeiro computador a <br />ter uma interface Ethernet<br />
    • 8. A era dos terminais burros<br />VT100<br />Protocolo IP<br />
    • 9. Computação pessoal<br />= R$ 1000,00<br />1950<br />2000<br />
    • 10. Mobilidade<br />
    • 11. Para ondevamos ?<br />Contratos, Hardware Limitado, Conectividade, Suporte Técnico<br />=<br />Fracasso<br />Junho 2006<br />Única necessidade:<br />
    • 12. Novas tecnologias<br />MVC<br />ACID por Eventualmente Consistente<br />Managed Code ao invés de Clustering em userland<br />Grand Central Dispach ao invés de Threads<br />
    • 13. Onde vamos almoçar hoje?<br />Código legado = lixo<br />Infra-estrutura = commodity<br />Regra de negócio como um serviço é a nova onda<br />Camada de saída é irrelevante, hoje tablets, amanhã outra coisa<br />
    • 14. Onde vamos almoçar hoje?<br />Reaproveite o que já estiver pronto, senão alguém fará isto.<br />Sistema Operacional, Linguagem, Banco, ... Tudo é irrelevante, o serviço é o que importa.<br />O Mundo é dos mash-ups.<br />
    • 15. PrincipaisProvedores<br />
    • 16. PrincipaisProvedores<br />
    • 17. Componentes da Nuvem<br />Storage<br />Existem 3 tiposprincipais:<br />Chave/Valor (ex: S3)<br />Base Relacional (RDS, SQL Azure, ..)<br />NoSQL (MapReduce, Radoop)<br />
    • 18. Instâncias<br />Representam o poder computacional da nuvem, são máquinas virtuais rodando com um tipo de hardware selecionado.<br />Normalmente elas possuem discos virtuais que são apagados após o termino da instância, portanto há necessidade de persistir os dados em um disco especial montado (EBS no caso da Amazon).<br />Ex: EC2<br />
    • 19. Rede de Distribuição <br />de Conteúdo<br />Estas redes proporcionam uma rápida distribuição de conteúdo estático, usando o IP de origem do usuário e mapeando o servidor mais próximo onde este conteúdo esteja disponível.<br />Ex: CloudFront, Akamai<br />
    • 20. Interface de Elasticidade<br />Este é o diferencial da arquitetura em nuvem, permite a configuração de templates para alocação dinâmica de recursos de hardware, assim uma aplicação pode crescer dinamicamente de um servidor para centenas deles, em questão de minutos.<br />Ex: Auto Scaling<br />
    • 21. Até logo e obrigado pelos peixes<br />

    ×