Os Sete Saberes necessários à Educação do Futuro - Edgar Morin

18,515 views
18,073 views

Published on

0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
18,515
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
827
Actions
Shares
0
Downloads
312
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Os Sete Saberes necessários à Educação do Futuro - Edgar Morin

  1. 1. SEMINÁRIO VIRTUAL INFORMÁTICA E SOCIEDADE Puc-Rio 2010
  2. 2. GRUPO B Andrezza Cristina Ferreira Neves Betania Ribeiro Tavares Caio Vieira de Resende Candida Dias Sampaio Cristina Defensor Macedo Elisa Maria Villela Bueno Nascimento Elizangela Soares Pereira Hellenn Cristina Lopes Nunes Lucia Helena Conde Lopes Magaly Miranda Milagres Marta Correia Pereira Regina Celis Barboza Rosélia Rosa Luz Rosinei Donizetti Machado Wesley de Freitas Oliveira
  3. 3. EDGAR MORIN Os Sete Saberes necessários à Educação do Futuro
  4. 4. Os Sete Saberes de Morin é a sistematização de um conjunto de reflexões que servem como ponto de partida para se repensar a educação do século XXI.
  5. 5. Conhecimento O Conhecimento Pertinente Ensinar a Condição Humana Ensinar a Identidade Terrena Enfrentar as Incertezas Ensinar a Compreensão A Ética do Gênero Humano
  6. 6. ENSINAR A CONDIÇÃO HUMANA ENFRENTAR AS INCERTEZAS ENSINAR A COMPREENSÃO Situar o homem no universo e não separá-lo dele Aprender a navegar em um oceano de incertezas em meio a arquipélagos de certeza Trabalhar o processo de empatia, de identificação e de projeção Desenvolver a cidadania terrestre através da democracia A ÉTICA DO GÊNERO HUMANO
  7. 7. ENSINAR A CONDIÇÃO HUMANA A condição humana deverá ser o centro da educação do futuro. Morin entende que os humanos devem reconhecer-se como comuns e, ao mesmo tempo, como seres culturalmente distintos e diversos. Assim, a nossa posição (espacial e temporal) implica em nossa condição de "ser".
  8. 8. ENFRENTAR AS INCERTEZAS O abandono das concepções deterministas da história humana que acreditavam poder predizer nosso futuro, o estudo dos grandes acontecimentos e desastres de nosso século, todos inesperados, o caráter doravante desconhecido da aventura humana devem-nos incitar a preparar as mentes para esperar o inesperado, para enfrentá-lo. É necessário que todos os que se ocupam da educação constituam a vanguarda ante a incerteza de nossos tempos.
  9. 9. ENSINAR A COMPREENSÃO É necessário “compreender não só os outros como a si mesmo, a necessidade de se auto-examinar, de analisar a autojustificação, pois o mundo está cada vez mais devastado pela incompreensão, que é o câncer do relacionamento entre os seres humanos”.
  10. 10. A ÉTICA DO GÊNERO HUMANO A educação deve conduzir à "antropoética", levando em conta o caráter ternário da condição humana, que é ser ao mesmo tempo indivíduo/sociedade/espécie. Nesse sentido, a ética indivíduo/espécie necessita do controle mútuo da sociedade pelo indivíduo e do indivíduo pela sociedade, ou seja, a democracia; a ética indivíduo/espécie convoca, ao século XXI, a cidadania terrestre.
  11. 11. PESQUISA: http://www.serprofessoruniversitario.pro.br/ler.php?modulo=10&texto=539 http://www.conteudoescola.com.br/site/content/view/89/27/1/0/ http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/ue000009.pdf Boletim SEMTEC-MEC Informativo Eletrônico da Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Grupo B

×