Humanismo e Classicismo

34,355 views

Published on

Aula de Literatura

Published in: Education, Business, Technology
1 Comment
10 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
34,355
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
165
Actions
Shares
0
Downloads
722
Comments
1
Likes
10
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Humanismo e Classicismo

  1. 1. Humanismo e Classicismo Aula de Literatura - Maria Cristina A. Biagio O Nascimento de Vênus - Sandro Botticelli, 1483.
  2. 2. O Humanismo Início do século XV ao início do século XVI. Surge a historiografia portuguesa, desenvolve- se um teatro de caráter popular e a poesia ganha novas características – Um momento fértil para as artes. Na Pintura: Giotto Arte e Ciência –Leonardo da Vinci Na Literatura – Dante Alighieri Xilografia de Salvador Dalí
  3. 3. “Deixai toda a esperança, vós que entrais.” A grande preocupação medieval com a vida após a morte, inspirou o poeta Dante a escrever sua obra prima da literatura universal: A Divina Comédia. Em sua odisséia, Dante é guiado pelo poeta Virgílio no Inferno e no Purgatório. Ao chegar ao céu é recebido pela amada Beatriz.
  4. 4. Mapa do Inferno de Dante. Ilustração de Sandro Botticelli (século XV).
  5. 5. O Teatro português • Fernão Lopes (1390? – 1460?) historiador e artista. Obras: Crônica de El-Rei D. Pedro; Crônica de El-Rei D. Fernando Crônica de El-Rei D. João.
  6. 6. • Gil Vicente (1465-66? – 1536-40?) Considerado o maior e mais original representante do teatro Português. Em seus autos coloca a religião como um valor essencial ao ser humano. Trilogia das Barcas: Auto da Barca do Inferno, Auto da Barca do Purgatório e Auto da Barca da Glória.
  7. 7. Gil Vicente na corte de D. Manuel I. Ilustração de Roque Ganero.
  8. 8. Renascimento O movimento Renascentista teve início na Itália, no século XIV. O desenvolvimento do comércio e das cidades fez nascer um espírito de otimismo, de confiança no homem e no futuro. A principal tendência do Renascimento é o Classicismo.
  9. 9. O século XV traz o ser humano para o centro dos acontecimentos, relegando para segundo plano o Deus todo- poderoso do período medieval. Classicismo
  10. 10. Início: em Portugal, no Século XVI, quando Sá de Miranda volta da Itália (1527), divulgando as ideias do Classicismo. Sentido amplo: Movimento cultural com grande diversidade de manifestações. Sentido restrito: Assimilação da cultura greco- latina, promovida pelos humanistas.
  11. 11. Contexto Histórico • Período de grande transformação política, econômica e cultural - assinala o início dos tempos modernos. • Séc. XV Portugal lança suas caravelas ao mar. • Séc. XVI - época de grandes navegações e prosperidade econômica. • O modo de produção feudal declina e consolida- se o capitalismo. • A burguesia necessitava de formação cultural para administrar a riqueza acumulada.
  12. 12. Teocentrismo x Antropocentrismo • O Teocentrismo medieval cede lugar ao Antropocentrismo - o homem adquire consciência de sua capacidade realizadora: conquista, inventa, cria, descobre, produz. • A preocupação passa a ser com a vida terrena, deixando em segundo plano as questões referentes à eternidade, à salvação e à redenção da alma.
  13. 13. Características • O homem do Renascimento identifica na cultura greco-latina os valores da época e passa a cultuá-la. Integra seu universo artístico os deuses da mitologia grega. •Busca do rigor e da perfeição formal. •Separação rigorosa dos gêneros literários (lírico, épico e dramático).
  14. 14. • Na poesia – metrificação rigorosa e preferência pelo versos decassílabos. • Impessoalidade – Preferência por temas universais. • Racionalismo – equilíbrio entre razão e emoção, entre razão e imaginação.
  15. 15. • A mulher é vista como um ser superior, sublime, angelical, perfeita. • Idealização amorosa, amor platônico. A Primavera, de Botticelli
  16. 16. Poesia Preferência pelo Soneto Os tradicionais versos redondilhos (5 e 7 sílabas) deram lugar aos decassílabos (10 sílabas) Principal Poeta: Luiz Vaz de Camões – Com ele, a tradição poética eleva-se a um nível nunca alcançado
  17. 17. Camões – o cantor de uma época e de um povo • É considerado o maior poeta da Língua Portuguesa. • Principal obra: Os Lusíadas: são 8.816 versos decassílabos. • Narra a glória do povo português no período das grandes navegações.

×