Your SlideShare is downloading. ×
GlossáRio
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

GlossáRio

213
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
213
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. • A o Ações afirmativas – São regras e orientações que o governo cria para fazer com que alguns grupos de pessoas tenham seus direitos respeitados. Todas as pessoas têm direitos iguais, mas o preconceito faz com que muitas não consigam fazer com que seus direitos sejam cumpridos. É o que acontece com os negros, com os indígenas e com as mulheres, por exemplo. As ações afirmativas não duram para sempre. São programas e políticas públicas e duram o tempo suficiente para que aquele grupo de pessoas consiga ter as mesmas oportunidades que o restante da sociedade. Você conhece alguma ação afirmativa? Veja mais em Raça e Etnia. o Aids – É uma sigla para Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, em inglês. A aids é uma doença muito séria, transmitida por um vírus chamado HIV. Infelizmente, é uma doença que também atinge as crianças. A forma mais comum de isso acontecer é quando a mulher que está grávida tem o HIV e não sabe. Aí, sem querer, ela passa o vírus para o filho durante a gravidez, ou na hora do parto, ou quando vai dar leite do peito para o bebê. Por isso, algumas crianças já nascem com o vírus e outras pegam o vírus depois de nascer. Para evitar que a criança nasça com o HIV, a mulher que está esperando um bebê precisa fazer um teste específico para detectar o vírus. Porque, se ela tiver o vírus, já existem medicamentos e tratamento que podem evitar que ela passe o HIV para o seu filho ou filha. Veja mais em Proteger-me do HIV/aids. Volta • C o Cidadão – Ser cidadão significa pertencer a um país, ter seus direitos assegurados e participar das decisões sobre o que é melhor para a sociedade na qual vive. Todo cidadão tem direitos e deveres. São regras básicas para que todos convivam bem. É direito de todo cidadão, por exemplo, ter liberdade de ir a qualquer lugar, adotar a religião que quiser e ter suas próprias opiniões. Por outro lado, todo cidadão tem também o dever de respeitar os outros, suas crenças e suas necessidades. A cidadania é importante porque, só com a participação de todos, a sociedade se desenvolve com justiça. Toda criança, que também é um ser humano que vive em sociedade, é cidadã. Para que o governo saiba que essa criança existe e lhe garanta escola e vacinas, por exemplo, ela deve ser registrada e receber uma Certidão de Nascimento assim que nasce. o Conselho Tutelar – É uma equipe de cinco pessoas da comunidade que trabalham para que o Estatuto da Criança e do Adolescente seja cumprido e os direitos das crianças sejam respeitados. O Conselho Tutelar recebe denúncias de ameaças
  • 2. ou violação dos direitos da criança, como maus-tratos, violência, falta de vagas na escola. Após verificar se a denúncia é verdadeira, o Conselho tem o dever de proteger a criança imediatamente, encaminhando-a a um serviço público de proteção, e avisar às autoridades, como o Juiz da Infância, o Promotor da Infância, a Delegacia da Criança e do Adolescente ou outra autoridade responsável. Se a sua cidade não tem um Conselho Tutelar e você precisar de ajuda contra a violência, procure o Juiz, o Promotor ou até mesmo uma Delegacia de Polícia. Todos têm a obrigação de ajudá-lo. o Cultura – É a maneira de viver de um povo. A cultura engloba tudo o que um povo aprende, produz e adota como hábitos de vida, sua língua, sua história, suas obras de arte, seus costumes de alimentação e suas tradições religiosas. Diferentes grupos têm diferentes culturas. E muitas culturas diferentes podem existir num mesmo país. No Brasil, é assim. A cultura dos indígenas da Amazônia, por exemplo, é muito diferente da dos habitantes de uma grande cidade, como São Paulo: todo mundo é brasileiro, mas indígenas e paulistanos comem coisas diferentes, acordam e dormem em horários diferentes, têm trabalhos diferentes, rezam para santos e deuses diferentes. Você já pensou nas diferenças de cultura entre outros grupos, como o povo da Bahia e o do Rio Grande do Sul? Volta • D o Desnutrição – Desnutrida fica a pessoa que não come tudo de que precisa: alimentos variados e em quantidade suficiente. Quem passa fome fica fraco e abaixo do peso. A criança que não se alimenta bem por muito tempo (desnutrição crônica) pode ter sérios problemas para crescer e se desenvolver. A desnutrição é, ainda, uma porta aberta para doenças. É que, enfraquecido, o corpo não consegue lutar contra micróbios que causam, por exemplo, a pneumonia e a diarréia. Crianças gordinhas não estão necessariamente bem nutridas ou saudáveis. Existem pessoas que engordam porque comem alimentos de má qualidade (frituras, refrigerantes, fast food) e ficam com problemas de saúde porque comem poucas proteínas (como frango, leite e derivados, carne e ovos) ou ingerem poucas vitaminas (que existem em frutas, legumes e verduras, principalmente). O excesso de peso – obesidade – é um perigo. Mais cedo ou mais tarde, pode provocar uma série de doenças, em particular doenças do coração e diabetes. A obesidade já afeta milhões de pessoas em todo o mundo, inclusive crianças. o Direito – É algo que uma pessoa precisa ter garantido para viver bem. Os direitos das crianças e dos adolescentes tratam das obrigações que os adultos têm com a alimentação, a saúde, a
  • 3. proteção e a qualidade de vida de um bebê desde a gestação até os 18 anos. Volta • E o Estatuto da Criança e do Adolescente – Criado por uma lei de 1990, o Estatuto impõe obrigações a toda a sociedade na proteção da criança e na garantia de seus direitos. A lei tem vários artigos, que falam desde a educação e a proteção contra a violência até o tipo de programa que as emissoras de TV devem transmitir para crianças de diferentes idades. Para conhecer melhor o Estatuto da Criança e do Adolescente, visite o site do UNICEF e clique no botão Biblioteca. Volta • J o Juizado da Infância e da Juventude – É o órgão responsável pelas questões da Justiça que envolvem crianças e adolescentes. Adoção de crianças sem família, pedido de autorização para viajar e até o julgamento de adolescentes que cometem crimes: tudo passa pelo Juizado. Volta • M o Malária – É uma doença causada por um parasita – um micróbio que se aproveita do corpo de alguém para sobreviver. O parasita causador da malária entra no corpo da pessoa pela picada de um mosquito chamado Anopheles e vai direto para o sangue, onde destrói os glóbulos vermelhos – a parte do sangue responsável por carregar para todo o corpo o oxigênio que a gente respira. A malária dá febre alta, tremedeira e vômito e, se não for tratada corretamente, pode causar anemia, problemas nos rins, no fígado, no cérebro e até a morte. O mosquito transmissor da malária é muito comum nas regiões de clima tropical. No Brasil, a malária ainda é um grave problema de saúde pública, principalmente na região da Amazônia Legal (Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Roraima, Rondônia e Tocantins). Segundo a Organização Mundial da Saúde, anualmente morrem, em todo o mundo, cerca de 1 milhão de pessoas. As crianças são grandes vítimas da malária. Volta • O o Organização das Nações Unidas (ONU) – Organização que reúne representantes da maioria dos países para trabalhar pela paz e
  • 4. pelo desenvolvimento. A ONU foi fundada em 1945, quando terminou a Segunda Guerra Mundial, que matou dezenas de milhões de pessoas e destruiu muitos países na Europa. A ONU é dividida em agências, que trabalham sobre diferentes temas, como saúde, trabalho e cultura. O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) é o grupo de profissionais da ONU que trabalham pelas crianças. Para conhecer mais sobre a ONU, visite o site www.onu-brasil.org.br. o Organizações não-governamentais (ONGs) – São grupos de pessoas que se unem para trabalhar pelo bem da sociedade. As ONGs mobilizam empresas, pessoas e governos para assegurar recursos que vão contribuir para desenvolver programas em várias áreas. Alguns programas, por exemplo, ensinam às mães como é importante dar de mamar para os bebês. Outros se preocupam em tirar as crianças da rua, oferecendo a elas aulas de música e de esportes depois do horário das aulas. Há ainda ONGs que cuidam do meio ambiente ou de programas de educação. Volta • P o Pneumonia – É uma doença que ataca os pulmões e provoca uma infecção ou uma inflamação. Na maior parte das vezes, a pneumonia é causada por bactérias ou pelo vírus da gripe. Esses microorganismos entram no corpo da pessoa geralmente pelo ar. Nosso organismo tem muitas formas de se proteger, mas, quando a pessoa está com as defesas fracas, a doença pode se manifestar. O doente, em geral, apresenta sintomas como tosse, febre e dificuldade para respirar. Sempre que uma gripe se prolonga, é necessário procurar o serviço de saúde. No caso de bebês e pessoas idosas, os cuidados devem ser redobrados. Eles são mais frágeis e podem apresentar formas mais graves de pneumonia, que podem provocar a morte. O antibiótico é usado apenas nos casos de infecção por bactéria, mas, para se curar, é preciso seguir as orientações dos profissionais de saúde, repousar e comer bem. o Políticas públicas – É um conjunto de regras, programas, ações, benefícios e recursos voltados para promover o bem-estar social e os direitos do cidadão. Por exemplo, não adianta o governo fazer uma lei que obrigue toda criança a ir para a escola, se não existir escola gratuita perto da casa de cada criança. A política pública é, então, fazer uma campanha que mostre aos pais que é importante fazer com que os filhos estudem e, também, construir escolas e preparar professores para receber essas crianças.
  • 5. Volta • S o Saneamento básico – É o serviço de fornecimento de água tratada e de retirada e tratamento de esgoto e lixo das casas. O governo deve oferecer esses serviços. Famílias que não têm água tratada, às vezes, bebem água de poços, rios e lagos contaminados por micróbios ou venenos, que transmitem doenças e podem até matar. E algumas famílias têm dificuldade até para conseguir a água não tratada! O mesmo perigo corre quem mora em casas sem esgoto e coleta de lixo: o acúmulo de lixo atrai animais que transmitem doenças, como mosquitos, ratos e baratas. As medidas de saneamento básico também protegem o meio ambiente. No Brasil, a deficiência no saneamento básico ainda é responsável por muitos casos de diarréia em crianças e adultos.